Regimes Próprios de Previdência Social
Investimentos
Março/2013
1
Agenda
Cenário Nacional
Investimentos dos RPPS
Portfólio e Novidades
Conclusões
2
Agenda
Cenário Nacional
Investimentos dos RPPS
Portfólio e Novidades
Conclusões
3
Cenário Nacional
H is t ó ric o d a S E L I C
12
Início do sistema de metas de inflação
10
8
1º governo Lula
6
Crise nos EUA
4
2
0
4
Cenário Nacional
PIB
• PIB de 0,9% em 2012, o menor desde a crise em 2008;
• Mercado de trabalho aquecido e expansão da renda;
• Previsão do PIB para 2013 está em entre 3,0% e 3,10%.
Inflação
• Desconforto com a aceleração da inflação no curto prazo e
uma frustração com o ritmo de recuperação da atividade
econômica;
• IPCA: 5,84% em 2012 e 6,15 % no acumulado em 12 meses.
Juros
• Último COPOM manteve a taxa em 7,25% ao ano;
• COPOM aposta em fatores externos;
• Recuperação global preocupa.
5
Cenário Nacional
Fundos Atrelados à Índice de Preços
• Alta volatilidade a partir da segunda quinzena de janeiro;
• O desconforto em relação aos preços ;
• A ata da reunião do COPOM trouxe a mensagem de que não há
a possibilidade de queda de juros para estimular a economia;
• Previsão de que os fundos IMA continuem com alguma
volatilidade por tempo ainda indeterminado.
6
Cenário Nacional
Projeções FOCUS
Expectativa de Mercado (Atualizado em 01/03/2013)
INDICADOR
2013
2014
IPCA
5,69%
5,50%
SELIC
7,25%
8,25%
PIB
3,10%
3,60%
7
Agenda
Cenário Nacional
Investimentos dos RPPS
Portfólio e Novidades
Conclusões
8
META ATUARIAL X JUROS
Histórico da Meta Atuarial
CDI
1999 a 2009
2010 a 2012
Juros Altos
Juros Altos
IPCA + 6%
INPC + 6%
143,60%
138,20%
CDI
IPCA + 6%
INPC + 6%
84,30%
83,70%
Investimentos dos RPPS
Duas metas
Curto Prazo
•
Superação da meta atuarial;
•
Prestação de contas ao TC;
•
Expectativa mensal dos servidores;
•
Equilíbrio financeiro.
Longo Prazo
•
Solidez financeira;
•
Capacidade de pagamento dos benefícios;
•
Cumprimento dos objetivos;
•
Equilíbrio atuarial.
Ambos são atletas, mas só um deles está
preparado para correr uma maratona...
10
Investimentos dos RPPS
Dilema
Qual caminho seguir para
superar a meta atuarial?
11
Investimentos dos RPPS
Dilema
Não existe solução mágica! Considerando
que a meta atuarial não será alterada no
curto prazo, a “solução” é...
DIVERSIFICAÇÃO
12
Investimentos dos RPPS
Distribuição dos Recursos
Modalidade
% do total
Renda Fixa
89,64%
Renda Variável
5,44%
Imóveis
0%
Disponibilidades
1,38%
Ativos em enquadramento
1,06%
Demais bens e direitos
2,47%
Fonte: Secretaria de Previdência Social – dezembro/2011
Elaboração: CAIXA
Investimentos dos RPPS
Diversificar na Renda Fixa
DESEMPENHO DOS ÍNDICES DA FAMÍLIA IMA vs META ATUARIAL (29/02/2012
a 28/02/2013)
14
Investimentos dos RPPS
Diversificar da Renda Fixa para a Renda Variável
DESEMPENHO DOS ÍNDICES DE RENDA VARIÁVEL vs META ATUARIAL
(29/02/2012 a 28/02/2013)
586,33%
15
Investimentos dos RPPS
Vale a pena investir na renda variável? Lições...
A idéia de que a bolsa não apresenta rendimento satisfatório pressupõe um
único investimento em uma data específica, e depois nada mais;
Tentar ‘adivinhar’ qual é o melhor momento de entrar
na bolsa é uma estratégia de alto risco;
Da mesma forma, sair da bolsa em momentos de crise não é a melhor das decisões;
A forma ideal é o investimento constante!
16
Agenda
Cenário Nacional
Investimentos dos RPPS
Portfólio e Novidades
Conclusões
17
Fundos CAIXA para RPPS
Renda Fixa
•
FI BRASIL IMA-B
•
FI BRASIL IMA-B 5
•
FI BRASIL IMA-B 5+
•
FI BRASIL IMA GERAL
•
FI BRASIL IRF-M
•
FI BRASIL IRF-M 1
•
FI BRASIL IRF-M 1+
•
FI BRASIL TÍTULOS PÚBLICOS
•
FI ALIANÇA
•
FI BRASIL REFERENCIADO DI
•
FI BRASIL IDKA IPCA 2A
•
FI BRASIL DISPONIBILIDADES
•
FIDC ABERTO CAIXA RPPS CONSIGNADO BMG
18
Fundos CAIXA para RPPS
Renda Variável
•
FI AÇÕES CAIXA BRASIL IBX-50
•
FI AÇÕES CAIXA DIVIDENDOS
•
FI AÇÕES CAIXA ISE
•
FI AÇÕES CAIXA CONSTRUÇÃO CIVIL
•
FI AÇÕES CAIXA INFRAESTRUTURA
•
FI AÇÕES CAIXA PETROBRAS
•
FI AÇÕES CAIXA VALE DO RIO DOCE
•
CAIXA FIC AÇÕES VALOR SMALL CAPS RPPS
•
CAIXA FIC AÇÕES VALOR DIVIDENDOS RPPS
•
CAIXA FI AÇÕES BRASIL ETF IBOVESPA
19
RENTABILIDADE 2012
RENTABILIDADE 2012
20
RENTABILIDADE 2012
21
Conclusões
Atenção aos cenários de Taxa de Juros, inflação e
incertezas no âmbito internacional
Atingimento da meta atuarial cada vez mais difícil
Assumir mais riscos é uma das soluções
Renda variável é sim uma boa opção
Diversificação não é distribuir entre instituições
diferentes, mas sim buscar produtos distintos, ainda
que estejam na mesma instituição
22
Com o lançamento dos novos fundos, a CAIXA ratifica o
compromisso de ter o portfólio mais completo do mercado,
possibilitando aos RPPS a diversificação de recursos e o
alcance da meta atuarial dentro da própria CAIXA.
23
FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO
GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU DO FUNDO GARANTIDOR DE
CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE
RENTABILIDADE FUTURA. OS INVESTIMENTOS DOS COTISTAS, POR SUA PRÓPRIA
NATUREZA, ESTARÃO SEMPRE SUJEITOS A PERDAS DE PATRIMÔNIO. LEIA O
PROSPECTO E O REGULAMENTO ANTES DE INVESTIR.
24
A CAIXA é mais que um
banco. É parceira dos
municípios na promoção do
desenvolvimento e na
melhoria da qualidade de
vida de todos os brasileiros.
Silvio Romero C Freire
3216-4300
silvio.freire@caixa.gov.br
Muito obrigado!
Download

01 CEF – Apresentação RPPS Soledade II – CAIXA