PSICODRAMA NAS UNIVERSIDADES
XVII CONGRESSO BRASILEIRO DE PSICODRAMA E I ENCONTRO
LATINOAMERICANO DE PSICOTERAPIA E PROCESSOS GRUPAIS.
“Um procedimento verdadeiramente terapêutico deve
ter por objetivo a espécie humana”.
JL MORENO
PSICODRAMA / SOCIODRAMA
TEATRO DA ESPONTANEIDADE / TEATRO TERAPEUTICO
TEATRO PEDAGOGICO
TERAPIA E PSICOTERAPIA DE GRUPO.
É O PROJETO SOCIONOMICO DE JL MORENO
NAS
UNIVERSIDADES
•TEMPO PARA O TEMPO:
•
UMA VISÃO DOS SÉCULOS.
“Se o século XIX buscou o mínimo denominador comum
da humanidade, o inconsciente,
o século XX descobriu, ou redescobriu seu máximo
denominador comum, a espontaneidade e a
criatividade”.
(JL Moreno, 1984)
Década de 30 – Moreno cunhou o termo de Terapia e
psicoterapia de grupo.
“Psicodrama: Terapia do século XXI”.
(Moreno, 1972)
UNIVERSIDADE NOS SÉCULOS XX E XXI
• Século XX com a criação das nações latino-americanas as universidades rezam
pelas instituições de ensino-superior capazes de promover os valores da
modernidade e da racionalidade.
•Década de 30 – Expansão das Universidades Brasileiras - Universidade de São
Paulo.
• Século XXI surgem as “universidade de ponta” a pesquisa científica e
tecnológica se vê obrigada a competir com outros valores e outras motivações
O PAPEL DA UNIVERSIDADE NO MUNDO CONTEMPORÂNEO
"A cultura adquirida só tem valor como instrumento e arma para
novas conquistas"
(Ortega y Gasset)
Ortega y Gasset declara que a Universidade tem três funções:
• 1) A transmissão da cultura;
• 2) O ensino das profissões; a Universidade é profissional;
• 3) A pesquisa científica.
• “Na década de 30 Gasset, referia que a universidade:
• É aquela que “ensina o estudante médio a ser um homem culto - sentido de cultura
vital”, Ser um “profissional”.
• Tem de ser, ciência, que investiga os fenômeno, sem o qual a Universidade não é
o que é”.
• "Não se esqueçam: quando a gente diz que é preciso transformar tudo, é evidente
que não queremos transformar nada; esta é a melhor forma de conformismo, porque
não se pode transformar tudo. E, portanto, quem quer transformar tudo, está
disposto a não transformar nada". (Frase de Gasset)
Fonte de pesquisa -Gilberto Teixeira
(Prof.Doutor FEA/USP: 18/08/2010)
•
CONSERVA CULTURAL
(...) Na verdade, todo tipo de maquina pode tornar-se estímulo para a
espontaneidade ao invés de um substituto para a mesma. (Moreno: 1978)
(...) Provavelmente, a tecnologia será capaz de aumentar o conforto da
humanidade e a eugenia, de melhorar sua saúde, mas nenhum destes veículos
é capaz de decidir que tipo de homem pode ou deve sobreviver. (Quem
Sobreviverá: v.3,p.166)
É imprescindível que se busque um modelo
onde o paradigma esteja fundamentado na
participação efetiva da sociedade
Universidade no Brasil
Fotos:Google Imagens
Ética do Ato Criador
“O teatro da improvisação ou da espontaneidade, foi a descoberta de
Moreno que lhe permitiu estudar e conceituar os papéis como categoria
sociopsicológicas capazes de nos dar subsídios para conhecer as
dimensões da personalidade humana”.
“As três fases distintas do desenvolvimento de um papel nos dão as
probabilidades éticas para entendimento do homem diante dos dois
universos moreniano: o da fantasia e o da realidade, são eles.
Role-taking, Role-playing e Role-creating”
(Almeida, Wilson C, 2002).
PAPEL
“O desempenho de papéis é anterior ao surgimento do eu”
Role-Taking – Aprendizagem de um “papel acabado e
plenamente estabelecido” - transmissão da cultura.
Role-Playing – Jogo de ação que se manifesta na
sensibilidade da percepção espontânea e na habilidade para
tomar e jogar com o papel nas relações – treinamento do
desempenho do papel profissional.
Role-Criating – Criar, é transformar as velhas
ações em uma nova resposta.
A pesquisa – ação no cenário acadêmico.
(...) “As validações cientificas e existencial não se
excluem uma à outra, podendo ser construídas num
continuum”
JL Moreno
“A função do papel é penetrar no inconsciente, desde o mundo social, para dar-lhe
forma e ordem”
(JL Moreno:1978)
“Através da inversão de papéis as pessoas poderiam adquirir uma perspectiva que lhes
proporcionaria compreensão e paz, e pela dramatização em que se reproduzissem conflitos
sociais e políticos, seria possível criar uma nova ordem social”.
(JL Moreno
“A Inversão de papéis é mais do que uma técnica é uma atitude de vida”.
(Bermúdez).
UMA DAS AUTORIZAÇÃO PARA A
EDUCAÇÃO CONTINUADA NO
ENSINO DO PSICODRAMA
“Toda e qualquer ciência empírica necessita, de tempos em tempos, de
uma revisão completa. Novas descobertas e, talvez, ainda mais do que
isso, novas dimensões de investigação, requerem e exigem novas
hipóteses de apoio”. (JL Moreno: 1978)
Quebra de Paradigmas Moreniano.
A pesquisa – ação que transforma a ação e cria novas regras e valores no axiodrama.
A ética de Moreno está dedicada à transformação do homem,
munindo-o de elementos para se opor à robotização, à rotina
intelectiva, ao desamor e à destrutividade.
(Wilson Castelo de Almeida)
ESPONTANEIDADE E CRIATIVIDADE
“Os exercícios e o treino em espontaneidade são o tema principal da
escola do futuro”. (Moreno, 1984)
 A ênfase atual está no processo da educação continuada, que esta voltando o
olhar para as sensibilidades do papel de aluno de sentir e planejar, agir e
interagir, criar e elaborar o processo de desenvolvimento das habilidades do
estudante para a formação do futuro papel profissional.
 Onde os projetos-programa colocam em ação à pesquisa para formular, a
proposta epistemológica do psicodrama na universidade.
 São as previsões moreniana ecoando no campos universitários em relação a
preocupação do desenvolvimento com o desempenho dos papéis, dos
estagiários da graduação e o exercício do papel profissional dos alunos na pósgraduação/Lato - Sensu em Sociopsicodrama.
 Ser Espontâneo e Criativo nas ações profissionais na clínica, nas intervenções
sociais, culturais e religiosas são as metas a serem atingidas por algumas
federadas e pelas universidades parceiras.
Reconhecimento do
Psicodrama pela Universidade
do Est. Nova York.
“Moreno despendeu considerável esforço
para elaborar um currículo adequado para
estabelecer procedimentos de seleção e
padrões para conceder diplomas no
âmbito de sua organização”.
Data de 1941 o primeiro instituto de
formação em psicodrama - Beacon, Nova
York e posteriormente em Washington
surge o do Hospital de Santa Elizabeth.
O “Instituto JL. Moreno”, fornecia os
certificados de psicodramatista e de
psicoterapeuta de grupo.
 TEMPO PARA O TEMPO! PSICODRAMA NAS
UNIVERSIDADES BRASILEIRAS.

Década de 50/60. Início do Psicodrama no Brasil



Década de 70 - Fundação das primeiras federadas ABPS e SOPSP Federação Brasileira de Psicodrama 1976.
14 federadas entre elas estão as federadas aspirantes.

Década de 1980 expansão do movimento das federadas e das titulações
dos psicodramatistas.
Reconhecimento do Psicodrama Pedagógico pela FEBRAP 1983.
Universidade da PAZ – Pierre Weil - Brasília DF.
No final desta década vale ressaltar alguns dos trabalho na Faculdade de
Medicina do Dr. Artur Kaufman: “TEATRO PEDAGOGICO” Bastidores da
iniciação médica e da Dra Carmita Abdo no Prosex. FMUSP, entre outros.












O curso foi reconhecido pela
Universidade do Estado de Nova York,
a qual concebia dois diplomas: o de “Ego
auxiliar” e o de “Diretor”.

Década 1990
Universidade da PAZ – Pierre Weil / interior de São Paulo
Movimento das federadas em relação ao reconhecimento pela
universidade.
Concretização de parcerias.
Século XXI
Psicodrama da Ética e Cidadania e as intervenções com pesquisas – ação
ganha destaque nacional e internacional.
2002 - Carreira de Titulação na FEBRAP.
Década de 2000 – aumento do número das federadas com parceria com a
Universidade.
Intervenções da pesquisa – ação no âmbitos das instituições públicas e
privadas, nos Congressos Brasileiros de Psicodrama, nas catástrofes, nos
parques e nas atividades sociais e comunitária. A prática aplicada dos
métodos e das técnicas, zelam pela correlação teórica que fundamenta a
pesquisa cientifica em prol do reconhecimento da epistemologia do
psicodrama, sociodrama. As terapias e psicoterapias de grupos ganham
destaque nas UBS de saúde e nas universidades.
Década de 2010 – O sociopsicodrama começa a configurar nos Campus
Universitários com parcerias nas pesquisas-ação e nas clínicas de
terapias e psicoterapia individual e grupal com equipe interprofissionais e
os cursos de Especialização Livres passam ao reconhecimento de Pós
Graduação – Lato Sensu.
JL MORENO
“Proclamou que, embora suas idéias pudessem ser
prematuras para o século XX, o século seguinte seria seu”.
O grande desafio para o reconhecimento da teoria Socionômica é de ordem
epistemológica. É preciso começar a “construir e reconstruir sobre as bases de Moreno,
de uma forma sistemática em que tudo abarque”, para quem sabe, futuramente sermos
os “co-criadores do universo”.
(René Marineau)
As linhas epistemológica que podem embasar a pesquisa no campo socionômico
são três, segundo Mariângela: a fenomenologia - existencial,
a dialética marxiniana e
a sistêmica construtivista.”
(Wechsler, M, 2007)
Pesquisa Qualitativa / Epistemologia
• Inúmeros psicodramatistas brasileiros publicaram e publicam
excelentes trabalhos e livros sobre a pesquisa qualitativa no ensino
do psicodrama .
• São as federadas da Febrap ganhando suporte para discussões em
“Fórum –Gestor”, inovando os “Encontro de Professor –Supervisor”
que discutem concretamente as grades curriculares e a orientação
dos trabalhos de finalização do curso da educação continuada, para
a obtenção dos títulos nos três níveis da “Carreira de Titulação da
Febrap” .
•O Psicodrama ganha no tempo para o tempo, novos referenciais
metodológicos para a pesquisa qualitativa, que busca correlacionar
a pesquisa –ação à teoria socionômica de JL Moreno.
NEPSAR - NÚCLEO DE ESTUDO E PÓS –
GRADUAÇÃO / LATO SENSU EM
SOCIOPSICODRAMA – ABC E REGIÃO
•
•
•
•INSTITUTO PSICOSOCIAL E EDUCACIONAL EM PARCERIA COM O CENTRO
CLÍNICO DE SAÚDE INTEGRAL - USCS/NEPSAR.
• IPSE/NEPSAR - SETOR DE PSICOLOGIA SOCIODRAMATICA NO
CENTRO CLÍNICO DE SAÚDE – CCSI/USCS. CAMPUS II.
Atividade
•
•
de
estagio
supervisionado
desenvolvido
em
equipe
interprofissionais com às áreas da graduação:, fisioterapia,
nutrição, educação física, farmácia; enfermagem.
• Objetivos: Transmitir e instrumentalizar o investigador psicosocial e
educacional a aplicar o método do psicodrama e do sociodrama nas áreas
de atuação profissional com competências e ética; Despertar a consciência
crítica, no incentivo das vivências pessoais e coletivas, que leve o “Ser
Humano” a encontrar respostas espontâneas e criativas, no desempenho
de papéis em suas dinâmicas inter-relacionais, nos contextos
socioeducacional e comunitário;
• O IPSE/NEPSAR em sua sede atende os projetos – programa , os cursos
de capacitação e os atendimentos à nível individual e em grupo dos
candidatos a Carreira Continuada do Psicodrama – NEPSAR/FEBRAP.
• CURSOS DE CAPACITAÇÃO PARA ROFISSIONAIS.
• CURSO DE EDUCAÇÃO SEXUAL DST/AIDS. 16 hs.
•(Regiane Garcia)
• CURSO DE CASAL E FAMÍLIA – 16 hs.
•(Cristina Becker e Madalena Cabral Rehder)
• CURSO DE ORIENTAÇÃO VOCACIONAL E PROFISSIONAL.
• 16 hs. (Paulo Luis Vieira.)
• CURSO DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA.
•(Rosiane Lopes da Silva)
•GRUPOS DE ROLE PLAYING DO PAPEL PROFISSIONAL E DE CUIDADORES.
Coord. Madalena Cabral Rehder.
WORKSHOPS TEMATICOS:
• JOGOS DRAMÁTICOS – 16 hs. (Madalena Rehder)
• ESTRATÉGIA DE NEGOCIAÇÃO E GESTÃO DE PESSOAS – 16 hs (Carla
Regia e Renata Gomes).
•Obs. Todas as atividades contam crédito para a formação em sociopsicodrama
como disciplinas de temas livres.
•SUPERVISÃO E GRUPO DE ESTUDO EM SOCIOPSICODRAMA .
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM SOCIOPSICODRAMA
Carreira da Educação Continuada – NEPSAR/FEBRAP.
Psicodrama, Sociodrama, terapia e Psicoterapia individual e em Grupo
•
“Psicodrama: Terapia do Séc. XXI”
•
JL Moreno, 1972
NÍVEL I – PSICODRAMATISTA - 440 HS.
Formação nos focos psicoterápico ( psicólogos e médicos) e socioeducacional à
todas as categorias profissionais. (340 hs Teoria e pratica)
Supervisão em triagem / Individual / Terapia e psicoterapia de Grupo.
(140 Supervisão) / Apresentação de pesquisa ação do projeto supervisionado.
NÍVEL II – PSICODRAMATISTA DIDATA - 140 HS.
Horas complementares de estágio de ego –auxiliar e direção e participação de grupos
de pesquisa, metodologia e didática.
NÚCLEOS DE PESQUISAS-AÇÃO – CCSI / IPSE/NEPSAR.
Psicodrama: Psicossomática
Psicodrama : Transtornos Alimentar
Psicodrama: Perdas e traumas
Psicodrama: Psicopatologia , Fármaco- dependência.
Psicodrama: Esporte e Socialização
Psicodrama: Terapia de Casal e Família
Psicodrama: Comunidade / terapia comunitária
Psicodrama: Mediação de Conflitos
Psicodrama: Organizações Empresariais
Psicodrama : Educação , Arte , Cultura e Religião.
Psicodrama: Educação Sexual DST/AIDS
NÍVEL III – PSICODRAMATISTA DIDATA SUPERVISOR-120 HS:
Aprofundamento Teórico e prático da pesquisa do nível II
Obs. Em todos os níveis o candidato deverá apresentar a monografia, em
apresentação pública para obtenção do titulo pelo NEPSAR/FEBRAP.
•
•
Presidenta Coordenadora: Madalena Cabral Rehder
Psicóloga CRP 06 10451. Psicodramatista Didata Supervisora ABPS/FEBRAP.
•
Empresária da MC Rehder Psicologia Ltda – PJ 3205.
•Maiores Informações: Rua General Canavarro, 263 Campestre – Santo André –
Grande São Paulo. SP. CEP 09070-440
•Fone de Contato: (11) 4991-4591 / 3593-4591 .
•Email: [email protected] Com www.http:// nepsarpsicodrama.ning.com
Universidade de São Caetano do Sul – Campus II – Saúde. SP / Centro Clínico de Saúde
Integral – CCSI e IPSE/NEPSAR. Convida os alunos da graduação e os profissionais da
saúde para participarem da atividade do Congresso Processual –
TEMPO PARA O TEMPO – UNIVERSIDADE EM CENA
SOCIODRAMA: TEMPO DA EDUCAÇÃO-SAÚDE!
TEMPO DE EXERCITAR O PAPEL PROFISSIONAL
Direção Madalena Cabral Rehder e Equipe do Nepsar / Febrap.
Data: 29 de maio de 2010, sábado, das 8h30 às 12h30.
PARTICIPAR
EXPRESSAR
ESPERANÇA
CONHECER
UNIÃO
CRESCIMENTO
ANIMO
PERSPECTIVA
“O Homem deve tomar seu próprio destino e o do universo em
suas mãos, no âmbito da criatividade, como um criador.”
(The Future of Man’s World, 1947:21)
Deus é espontaneidade. Daí o mandamento: “Se espontâneo”
(JL Moreno:1978)
Referências Bibliográficas
Almeida C, Wilson. A Ética nos Grupos : contribuição do psicodrama / prefácio Pierre Weil –
São Paulo : Ágora, 2002.
Cukier, Rosa. Palavras de Jacob Levi Moreno : Vocabulário de citações do psicodrama, da
psicoterapia de grupo e da sociometria – São Paulo : Ágora, 2002
Fonseca, José. Psicoterapia da Relação: Elementos de psicodrama contemporâneos. São
Paulo: Ágora, 2000.
Moreno, JL. Psicodrama – ed. Cultrix, 2 edição, SP.
________, Psicoterapia de Grupo e Psicodrama, Livro Pleno, 3 edição, Campinas, SP 1999.
________ , Teatro da Espontaneidade; 2 ed. [tradução de Maria Sílvia Mourão Neto]. São
Paulo: Summus,1984.
Rojas-Bermúdez, Jaime G. Introdução ao Psicodrama; [Tradução do Dr. José Manoel D’
Alessandro], 3 ed. – SP: Mestre Jou,1980.
Revista Brasileira de Psicodrama, Federação Brasileira de Psicodrama, São Paulo, 2007.
Nepsar&MCRehder.
Presidente: Madalena Cabral Rehder
(11) 4991-4591/3593-4591.
Download

Psicodrama