Abril de 2011
Momentos Reais 11
Projecto de Promoção e Educação Para a Saúde
Jornal Académico
(Continuação da página 10)
física e mental.”
reconhecer os benefícios dos
comportamentos adequados e
desenvolver comportamentos de
prevenção. Cobre áreas tão diversas
como a educação alimentar, a vida
activa saudável, a prevenção da
violência e a prevenção de consumos
nocivos (álcool, tabaco e drogas) e a
educação sexual e afectiva.
A Educação para a sexualidade,
como componente da Educação para
a Saúde, é então o processo pelo
qual se obtém informação, se
formam atitudes e crenças acerca da
sexualidade e se adquirem
competências pessoais e sociais que
permitam fazer escolhas informadas
e seguras nos comportamentos na
área da sexualidade.
A Organização Mundial da Saúde
definiu a sexualidade como «… uma
energia que nos motiva para
encontrar amor, contacto, ternura e
intimidade; integra-se no modo
como nos sentimos, movemos,
tocamos e somos tocados. A
sexualidade influencia pensamentos,
sentimentos, acções e interacções e,
por isso, influencia a nossa saúde
Neste sentido, e tendo em conta
as exigências da lei n.º60/2009, a
equipa de educação para a saúde
iniciou um processo de
implementação da educação sexual
na escola, junto dos directores de
turma, associação de encarregados
de educação, associação de
estudantes e estabelecendo
parcerias com entidades externas,
nomeadamente com o Centro de
Saúde de Alvalade.
A equipa do projecto - Manuela
Bastos, Helena Neves e Joana França
- vem solicitar a colaboração de
todos nesta tarefa, mostrando-se
disponível para receber
pessoalmente ou através do e-mail
[email protected]
r.eu, todos aqueles que queiram
Serviço de Psicologia e Orientação (SPO)
Estou a acabar o 9º ano ou o secundário… mas que curso vou eu
escolher???”
Esta é a grande questão que
ensombra todos os alunos em duas
etapas importantes da sua vida
escolar: na transição do básico (9º
ano) para o secundário e do
secundário para a faculdade.
Para fazer a escolha mais
acertada, é importante responder a
muitas outras questões, tais como:
Quais são as alternativas que
tenho? O que há depois do 9º ano?
Cursos científico-humanísticos? Curso
tecnológico de desporto? Cursos
profissionais? O que são? O que se
pode fazer com esses cursos? Qual a
duração? Que disciplinas têm? Como
é a classificação?...
E depois do secundário? Cursos de
especialização tecnológica?
Licenciatura de 1º ciclo? Mestrado
Integrado? Doutoramento? O que
são?...
Que profissão gostaria de ter?
Quem sou eu? O que gosto e o que
consigo fazer? Lidar com outras
pessoas? Trabalhar com máquinas?
Com papéis? Ajudar os outros?
Trabalhar ao livre? Viajar?...
Profissão. O que se faz realmente
com esta profissão? Quanto se
ganha? Em que locais se pode
trabalhar? Qual o horário de
trabalho? É um trabalho isolado ou
em equipa? É num espaço fechado ou
no exterior? Terei ou poderei viajar?
Com ferramentas, máquinas,
documentos escritos ou pessoas?
Envolve riscos? Há dificuldades em
encontrar emprego nesta
profissão?...
O Curso. Que disciplinas tem? O
que se dá em cada uma? Qual a
forma de avaliação? Tenho boas
bases/competências para ter bons
resultados naquela disciplina?...
Como responder a todas estas
questões?
As pessoas que melhor vos
conhecem – pais, irmãos, avós, tios,
amigos e professores – poderão
ajudar-vos a responder às questões
relacionadas com os vossos
interesses e também as vossas
aptidões.
O/A psicólogo/a poderá ajudarvos a perceber os vossos interesses,
aptidões e perceber as alternativas
que têm.
Os estudantes ou profissionais são
quem melhor vos pode responder às
questões mais específicas sobre o
curso em si e a profissão.
A consulta de sites, jornais e
revistas, as conversas sobre as mais
variadas profissões, estágios na área
ou o acompanhamento de
profissionais, poderão não só
responder a estas e a outras
questões como dar-vos a conhecer
outras profissões.
Joana França
Download

Estou a acabar o 9ºano ou o secundário... mas que curso vou