Revisões- Resolução
1-
Para escrevermos as fórmulas químicas dos compostos acima indicados temos de ter
em atenção as cargas dos iões que compõem o respectivo composto.
a) Nesta situação o composto é constituído pelo ião Óxido e pelo ião Sódio, cujo símbolo
e a respectiva carga são:
Óxido- O2Sódio- Na+
Temos um ião binegativo e um ião monopositivo, é necessário fazer um acerto de cargas
para que a carga total da molécula seja zero, ou seja, a molécula no final vai ter de ser
neutra.
Como vamos fazer isso?
Temos de colocar um 2 no elemento Sódio para que a carga passe a ser +2, anulando-se,
portanto, com a carga do ião Óxido, que é -2.
Para escrevermos a fórmula química deste composto falta-nos apenas uma última regra,
que nos diz que se escreve sempre em primeiro lugar o símbolo do ião positivo. Então fica:
Na2O
b) Este composto é constituído pelo ião Sulfato e pelo ião Potássio, cujo símbolo e carga
são:
Sulfato- 42−
Potássio- K+
Portanto, temos de colocar um 2 no Potássio para fazermos de novo o acerto de cargas,
logo fica:
K2SO4
c) Composto constituído por ião Nitrato e ião Cálcio:
Nitrato- 3−
Cálcio- Ca2+
O acerto desta vez vai ter de ser feito no ião Nitrato, vai ficar:
Ca(NO3)2
d)
Sulfureto- S2-
Ferro(II)- Fe2+
Neste caso as cargas já são iguais, portanto, não temos de fazer nenhum acerto para que a
molécula fique neutra.
FeS
e) Hidróxido de Amónio, iões:
Hidróxido- OH-
Não há acertos de carga para fazer.
Amónio- 4+
NH4OH
f) Nesta alínea temos de fazer o processo inverso, ou seja, temos de dar o nome ao
composto químico. Aqui precisamos apenas de saber uma regra, que nos diz que em
primeiro lugar dá-se o nome do ião negativo. Precisamos também de saber o nome dos
iões que constituem o composto.
Neste caso, o composto é KMnO4, ou seja, é constituído pelo ião Potássio (K+) e pelo ião
Permanganato (MnO4), então o composto vai ser o Permanganato de Potássio.
g) CaCO3, constituído pelo ião Cálcio (Ca2+) e pelo ião Carbonato (CO32-).
Nome do composto: Carbonato de Cálcio.
h) K3PO4.
Ião Potássio (K+) e ião Fosfato (PO43-).
Nome do composto: Fosfato de Cálcio.
i)
Ca(OH)2, constituído pelo ião Hidróxido (OH-) pelo ião Cálcio (Ca2+).
Nome do composto: Hidróxido da Cálcio.
2- Reacções nucleares, são aquelas que se processam nos núcleos dos átomos, alterando
o número de protões e, portanto, dando origem a outras espécies atómicas, isto é,
átomos de outros elementos. Estas reacções podem ser de dois tipos:
• Reacções de cisão: Um elemento pesado cinde-se e dá origem a dois novos
núcleos de elementos diferentes.
• Reacções de fusão: Dois nuclidos livres juntam-se formando um mais pesado.
De acordo com estas definições verificamos que no 2º caso, temos uma reacção de
cisão em que o Boro absorve um neutrão e cinde-se formando Lítio e Hélio.
No 1º e 3ª caso temos reacções de fusão, dois elementos fundem-se e formam um
mais pesado. Na 1ª situação o Azoto e o Hélio formam o Oxigénio e na 2ª situação o
Berílio e o Hélio formam o Carbono.
3- Um dado que é indispensável à resolução deste exercício é a velocidade de
propagação da luz (c), que é 3,0 x 108m\s.
a) Nesta primeira alínea temos que transformar em metros a distância que nos separa da
Estrela.

C=∆ ↔ d = 3,0 x 108 x 1 x 365 x 24 x 60 x 60 ↔ d = 9,460 x 1015m
1 a.l._________ 9,460 x 1015m
2,3 a.l. _______ x
x = 2,3 x 9,460 x 1015
x = 2,2 x 1016m
A Estrela encontra-se a 2,2 x 1016m do Sistema Solar.
b) Usando agora a velocidade de propagação da luz conseguimos obter o tempo que o
clarão demora a percorrer essa distância:
3,0 x 108m ____________ 1 segundo
2,2 x 1016m ___________ x
x = 2,2 x 1016m \ 3,0 x108m
x = 7,33 x 107 segundos
4a) O que falta nesta equação é o número de massa e o número atómico do Cr.
O número de massa vai ter de ser igual, portanto, o número que está a faltar na parte
superior é o 53.
O número atómico vai também ter de ser igual, portanto, o número que está a faltar é o
24.
b) A reacção nuclear que está descrita é de fusão, pois a partir de dois elementos obtevese um, mais” pesado”.
Download

Ficha de revisões-resolução