JORNAL ASGAP
Jornal da ASGAP - Associação Solidariedade Grupo de Apoio ao Paciente Portador de Câncer
EDITORIAL
Queridos leitores
Mais uma vez
estamos fazendo
chegar a vocês
nosso Jornal.
A satisfação em
poder praticar
isso é muito
grande e nos
manter ligados,
faz um bem
enorme à ASGAP!
Continuaremos
assim, juntos e
tentando fazer
cada vez mais em
prol daqueles que
nos procuram,
buscando nessa
ajuda, uma
maneira de poder
continuar a vida e
tentando cumprir
os Mandamentos
do Criador.
EQUIPE
Faça parte da equipe do
nosso JORNAL ASGAP
Mande seu artigo pelo
[email protected]
com.br
CONTATOS
www.asgap.com.br
CNPJ:000.999.080/0001-30
ASGAP - Casa de Apoio
Local abençoado por
Deus,onde a solidariedade é
a regra maior !
Ladeira do Ipiranga n°28
Cidade Nova - Salvador/Ba
Tesl/Fax. 71/3381-1492
71/3242-1809
E-mails
[email protected]
[email protected]
ANO V Fevereiro/2015 N. 54
Mais ações para que possamos prosseguir
realizando um trabalho de ajuda aos carentes
Queridos leitores
Já colocamos essas imagens em outros números de nosso
Jornal. Mais uma vez fazemos chegar até vocês nosso apelo para que vocês
se tornem “voluntários” em prol dos trabalhos da ASGAP. O “voluntariado”
na ASGAP, não quer dizer somente “trabalhar” na mesma. Claro que
qualquer que seja o trabalho que vocês possam prestar, vai ajudar muito no
desenvolvimento dos trabalhos em prol dos pacientes carentes que nos
procuram, quando em tratamento em Salvador.
Se estamos frisando o “trabalho voluntario” é para deixar bem
claro que outras maneiras existem para ajudar a ASGAP, como por exemplo,
divulgar com os amigos, principalmente agora quando inúmeros são os
meios de comunicação (internet/redes sociais).
Acesse www.asgap.com.br ou BLOG OFICIAL DA ASGAP
que encontrará noticias nossas para repassar.
Outra maneira de ajudar a ASGAP é tornando-se associado
com contribuição mensal, que pode ser com qualquer valor.
Nossa ASGAP realiza anualmente vários eventos, para
proporcionar rendas que permitam custear nossas despesas nas ações em
prol dos necessitados.
Aqui mais uma maneira de ajudar: divulgando o evento,
participando na organização dos mesmos, passando convites aos amigos,
etc.
Foi criado recentemente uma COMISSÃO DE EVENTOS
que se reune periodicamente, da qual você também poderá participar, para
planejar e tomar medidas necessárias às realizações dos eventos.
Ainda uma outra maneira de ajudar: fazendo doações de
roupas, sapatos, e outros artigos em bom estado, para que possamos
colocar em nossos “Bazares” que realizamos todo mês.
Pois é amigos, tudo isso vocês podem fazer pela ASGAP e
nos encher de forças para que possamos continuar a ajudar aos que nos
procuram .
DEUS LHES PAGUE
DIRETORIA DA ASGAP
Presidente: Francisco Dantas
Vice-Presidente: Jorge Britto de S. Ribeiro
Diretor Administrativo: Ana Maria C. Duarte
Diretor Social: Comissão de Eventos
Diretor Financeiro: Maria da Graça Sobrinho
Diretor Assistencial: Maria Alba T. de Oliveira
DOAÇÕES : BRADESCO Agência: 3231-0 PITUBA C/C: 87438-8
CONCEITOS DE LIVRE ARBITRIO
Livre arbítrio é o poder que cada indivíduo tem de escolher suas
ações, qual caminho quer seguir. A expressão é utilizada por
diversas religiões, como o catolicismo, o espiritismo, o budismo
etc.
O real significado de livre arbítrio tem sentidos religiosos, psicológicos, morais e científicos.
Para algumas pessoas o livre arbítrio significa ter liberdade, e muitas vezes confundem
com desrespeito e falta de educação. Cada um realmente tem direito de fazer o que quiser
com sua vida e escolher qual caminho quer seguir, desde que não prejudique ninguém.
Livre Arbítrio para os Católicos e na Bíblia
Para os Católicos, livre arbítrio é o poder que Deus dá aos seus fiéis de serem livres e
fazerem o que bem entenderem, arcando sempre com suas escolhas, independentes se
são “boas”, ou “más”. Segundo a Igreja, Deus acredita que seus fiéis vão fazer sempre a
escolha certa, e por isso não interfere nas decisões de cada um. O livre arbítrio está na
Bíblia, em diversas passagens, mas onde Deus diz que as pessoas devem se comportar
como querem, mas sem fazer mal a ninguém. A Bíblia também fala em predestinação,
onde algumas pessoas são escolhidas mesmo antes de nascerem, e são predestinadas a
seguirem o caminho de Deus.
Livre Arbítrio - Santo Agostinho
Livre Arbítrio (De Libero Arbitrio) foi uma obra da autoria de Santo Agostinho. Este livro,
que tem data de 395, foi escrito na forma de diálogo do autor com o seu amigo Evódio.
Nesta obra, Santo Agostinho elabora algumas teses a respeito da liberdade humana e
aborda a origem do mal moral. Muitas vezes a expressão livre arbítrio, tem o mesmo
significado que a expressão liberdade. No entanto, Santo Agostinho diferenciou claramente
esses dois conceitos. O livre arbítrio é a possibilidade de escolher entre o bem e o mal;
enquanto que a liberdade é o bom uso do livre arbítrio. Isso significa que nem sempre o
homem é livre quando põe em uso o livre arbítrio, depende sempre de como usa essa
característica. Assim, o livre arbítrio está mais relacionado com a vontade. Porém, uma
distinção entre os dois é que a vontade é um ato ou ação, enquanto que o livre arbítrio é
uma faculdade.
Livre Arbítrio para os Espíritas
Os espíritas acreditam que toda ação tem uma reação, para eles, o livre arbítrio vai
depender do quanto o espírito da pessoa é evoluído moralmente e intelectualmente. Para
o espiritismo, o livre arbítrio é válido quando ele proporcionar um aprendizado, uma
evolução.
Livre Arbítrio na Filosofia
Para a filosofia, o livre arbítrio tem origem no "Determinismo", que defende que todos os
acontecimentos são causados por fatos anteriores. Para a ciência da Filosofia, o indivíduo
faz exatamente aquilo que tinha de fazer, seus atos são inerentes a sua vontade, e
ocorrem com a força de outras causas, internas ou externas.
CONHEÇA A ASGAP (cont. do publicado no jornal de janeiro)
3
O também ex-paciente Messias, era uma espécie de Recepcionista da ASGAP,
recebendo e orientando os que chegavam à ASGAP. Ao completar 17 anos, em 1981, ele
teve o diagnostico de um câncer linfático. Cumpriu todos os ciclos da tratamento e seu
estado de saúde ficou estável durante três anos, quando os sintomas voltaram. Novas
sessões de quimioterapia, com drogas mais fortes. É ele quem conta, em tocante
depoimento:
“Com apenas uma dose da medicação, as minhas plaquetas quase desapareceram
e por mais de três meses continuaram em baixa, não permitindo continuar o tratamento. Então
amigos me falaram do Naturalismo e de um processo espiritual. A possibilidade de vencer o câncer
sem quimioterapia era fantástica e, de repente, minha vida se encheu de Fé e alegria. O
tratamento era à base de grãos de chá. Em pouco tempo as dores quase desapareceram. Porem
emagreci muito e quase não conseguia mais andar. As dores voltaram e eu não sabia o que fazer.
Sofri uma compressão da medula, ficando paralisado da cintura pra baixo. Tudo parecia perdido.
Alem do câncer, precisaria vencer uma paraplegia dos membros inferiores com todas as suas
sequelas. Retomei o tratamento convencional no Hospital das Clinicas.Tive a felicidade de
encontrar algumas das melhores pessoas do mundo. Conheci a ASGAP no ano de sua
fundação.O apoio que recebi do grupo foi fundamental. É muito bom ser um asgapiano. Juntos
estamos crescendo e aprendendo a arte de driblar a dor. E, com certeza, melhorando a qualidade
de vida de nossos pacientes e familiares. Hoje costumo dizer a eles que milagres acontecem, mas
não caem do céu. O medico, a família, os amigos e as medicações fazem parte do milagre. São as
mãos de Deus estendidas para nós. A outra parte é o próprio paciente que não pode desistir
nunca. Eu sei que dói, mas a alegria de recomeçar é maior que qualquer tristeza. Passados 17
anos da ultima recidiva,estou bem, curado, voltei a andar com um pouco de dificuldade, tenho
sequelas graves. Porem na medida do possível, tenho transformado minha vida!”afirma.
Infelizmente para tristeza de todos nos da ASGAP, nosso companheiro de tantos
momentos de luta, veio a falecer anos depois de dar esse depoimento. Sentimos muito sua
falta querido amigo Messias, mas temos certeza de onde quer que você se encontre,
continua vibrando com as ações da ASGAP.
Lindalva Lopes, viúva de um paciente que participou do inicio, quando a ASGAP era
apenas um Grupo de Apoio, e hoje já não mais entre nós, tornou-se uma das
colaboradoras da instituição:
“Participo da ASGAP desde a sua abertura e fico muito feliz por ter tido a oportunidade, mesmo
havendo sido um dos piores momentos da minha vida, devido à enfermidade de meu marido. Ele
estava fazendo tratamento com Dr. Francisco, e foi convidado para integrar um grupo que
começaria a trabalhar em prol de pacientes menos esclarecidos em relação à doença. Infelizmente
dois meses após a fundação do Grupo Solidariedade, assim denominado por ele. Mas eu resolvi
continuar, porque os resultados que estávamos conseguindo me estimularam e até hoje busco dar
o melhor de mim .Graças ao Coral, formado pelos pacientes e alguns simpatizantes, retomei minha
atividade de canto, a que havia abandonado há mais de 20 anos. Nossa luta continua para
oferecer conforto e ânimo aos que nos procuram. Ainda temos muito a realizar e quero continuar
sendo mais uma nesse grande trabalho que a ASGAP empreende.”
Iza Mendonça é outra viúva de paciente que virou voluntária:
“Conheci a ASGAP em 1999, ao acompanhar meu marido internado para tratamento de câncer, no
Hospital Santa Isabel. Inicialmente, quando alguns acompanhantes me diziam que estavam
hospedados na Casa de Apoio eu não entendia muito bem como funcionava. Com a convivência
diária, fui compreendendo como a Casa operava. Meu marido veio a falecer e eu fiquei
completamente desnorteada. Quando já saia sozinha, fui conhecer a ASGAP, e uma outra...
(continua na pagina 4)
4
...realidade se apresentou aos meus olhos. A aproximação com a obra, como voluntaria, muito me
ajudou a atravessar momentos extremamente difíceis. Da condição de voluntária, passei a funcionaria
da Casa, tão importante na vida daquelas pessoas. Hoje estou mais afastada, continuo com a ASGAP
em meu coração e consciente da magnitude dessa obra. Parabenizo a todos que continuam nessa
luta “, elogia !!
A grandeza do trabalho desenvolvido pela ASGAP pode ser sintetizada nas palavras de sua
ex-paciente Nereida Eloy: “Quero mandar uma mensagem aos pioneiros do Grupo de Apoio. Deixar
para eles meu carinho, gratidão, e dizer-lhes da minha grande admiração pela dedicação com que se
dispõem a fazer o bem ao próximo. Eles arregaçaram as mangas e foram à luta. E isso é lindo! “
declara.
Pois é amigos leitores, aqui termina o que foi escrito no Livro “SEMENTE DE ESPERANÇA”,
nas historias de pequenas ações grandiosas na Bahia, sobre a ASGAP. Esse livro foi
patrocinado pela GDK um empresa baiana.
Vamos concluir essa matéria com uma citação do Livro, um texto do Monsenhor Gaspar
Sadoc: “Por esse mundo de Deus a fora andei por muitos lugares escondidos, recantos
do bem e mal viver. Vi coisas boas e ruins. Ambas devem ser mostradas, pois não se
pode ocultar uma nem outra. A revelação desses dois mundos nos abre as portas para
compreender diferenças, enfrentar vicissitudes, perdoar o próximo e abrir o coração
àqueles que mais precisam. São esses os passos que nos permitem comungar com as
lições do Senhor.
O projeto “ Uma semente de esperança - Historias de pequenas ações grandiosas na
Bahia” é um desses gestos de bondade que somente merecem elogios. A obra, que
tem o importante apoio da GDK S/A, reune exemplos de ação social e solidariedade
que engrandecem o Estado da Bahia e seu povo. Sua divulgação pode e deve servir de
estimulo para que outras iniciativas louváveis se reproduzam por todos os lugares.
Cada um desses programas de auxilio aos mais carentes e necessitados junta um
pouco mais de água e areia na edificação do Senhor. Deus está onde se pratica a
bondade. O baiano já nasceu bom. Quando não ajuda não é por egoísmo, e sim por
desconhecimento. “Uma semente de Esperança” tem o mérito de descobrir iniciativas
de pureza da alma e amor ao próximo. É uma obra que merece a minha benção.
Ajudar nos faz renascer em Cristo.Qualquer atitude de apoio a quem necessita
significa uma graça recebida.Não é apenas uma gota no oceano,mas um oceano em
forma de gota. Todas as classes sociais deveriam se envolver nas ações de assistência
e conforto àqueles que precisam,a exemplo de algumas notáveis realizações feitas em
nossa querida Bahia. A iniciativa dessa obra ajuda tanto a Deus quanto a todos nós.”
Nesse livro também foram contadas as historias de outras instituições da Bahia :
PAG 6 – APAE - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Salvador
36 – Bom Aluno – Instituto Bom Aluno da Bahia – IBABA
54 - CIPO – Comunicação Interativa
68 - Fundação Dom Avelar Brandão Vilela
80 - GACC – Grupo de Apoio à Criança com Câncer
94 - GAPA – Grupo de Apoio à prevenção à Aids na Bahia
106 – Ilê Aiyê – Associação Cultural Bloco Carnavalesco Ilê AiYê - 120 – Lar Dolores Rey
130 – Lar Vida – Valorização Individual de Deficientes Anônimos - 144 – Mansão do Caminho
158 – Olodum – Associação Carnavalesca Bloco Afro Oludum – 170 – Pim Projeto de Iniciação Musical - 184 –
Projeto Axe – Centro Projeto Axe de Defesa e Proteção à Criança e ao Adolescente -198 – Pro Mar –
Organização Sócio - Ambientalista Pro - Mar
212 – Voluntarias Sociais da Bahia
ANIVERSARIANTES DE FEVEREIRO
AGRADECIMENTOS
Grupo Luz
Prefeitura Municipal do Salvador – Sra.
Ayala Portela (Nuticionista)
Escola Municipal Alexandrina Pitta – Sra.
Monica Vivas (Coordenadora)
Izabel Vivas / Jaciara Mendes
Tiago Paixão
Jofre
Fernando Fráguas
Prato Amigo
Rita do Sieiro
A todos que colaboraram com material de
Bazar.
Lola Fernandes e Familia
PREFEITURA MUNICIPAL DE MADRE
DE DEUS - Prefeito Sr. Jeferson Andrade
Batista
EMPRESAS PARCEIRAS
HOTEL VERDEMAR
MESSIAS e MARIA JOSÉ
JM HORTIFRUT
LÚCIA SANTOS – PARA TODOS BAHIA
PÓDIO DISTRIBUIDORA - CAROL
VOLUNTÁRIAS SOCIAIS
GRUPO DO “BABA DA CHIADA’
A todos vocês que tanto têm ajudado
aos pacientes portadores de câncer, o
nosso muito obrigado e que Deus lhes
pague !
ALUGUEL DE MATERIAL P/EVENTOS
TOALHAS, COPOS, PRATOS
p/ALMOÇO, DE SOBREMESAS E
TALHERES). Desejando alugar,entre em
contato conosco pelos tels: 3242 1809 /
3381 1492
QUE
5
NESTE
ANIVERSÀRIO
TODOS
POSSAM
COMEMORAR JUNTO AOS QUE AMAM E QUE
NOSSO SENHOR JESUS CRISTO CUBRA-OS DE
BENÇÃOS !!
01 – ANTONIO ARAÚJO PEREIRA/ANA LETICIA SILVEIRA
/ANTONIO ARAUJO PEREIRA/ELIZABETH C. SANTANA.
02 – MÁRIO DE MENEZES FRAGA/SILVIA LINS/MARLI DE
JESUS/DELCIO MARQUES DA SILVA/ADOLFINA
FERNANDES F. MAGALHÃES.
03 - ELISA MARIA REIS/MARCELO LOPES DE
SOUZA/VALMIR FRANCISCO PAES.
04 - CELSO VIEIRA LIMA.
05 – DERMIVAL DA SILVA/JOSÉ DOMINGOS SANTOSDE
OLIVEIRA/BENTA MÃE DE JESUS/JOÃO ESTEVES DE
SALES FILHO.
06 – JANICE SANTANA/MARIVALDA DA COSTA
CALDAS/SIDNEI RIBEIRO RUDNER.
07 – MARLI DE JESUS LIMA
08 – WANDERLINO EVANGELISTA PINHO/JOÃO
NOGUEIRA NETO/MARIA VITÓRIA DOS
SANTOS/SONEIDE LUZIA C. CARNEIRO/JOSÉ FREITAS.
09 – SOLANGE DE OLIVEIRA PINO/APOLINÁRIO NUNES
DE MAGALHÃES/FRANCISCO MOREIRA DOS SANTOS/
ELAINE DE OLIVEIRA PEREIRA.
10- ADRIANA TEIXEIRA BONFIM/GEORGINA COUTINHO
TORRES/GILBERTO A. DE LEMOS/LUZIA MIRANDA DE
JESUS/MARONITA ROSA DE JESUS GOMES/MILCA
LUIZA DE JESUS.
11-MARIA DO SOCORRO CARVALHO BONFIM.
13 – DOMIVALDA DA SILVA CARVALHO/HERINI RIBEIRO
FERREIRA/ SEBASTIANA CELESTE RIBEIRO/TEREZA
MARAIA DE JESUS.
14 – INDARAINA DIAS DA ANUNCIAÇÃO
15 – IONE ANDRADE SILVA/LIONEL DE JESUS/LUCINDO
SANTIAGO DE JESUS.
16 – LILIANE SOUZA OLIVEIRA
17 – ANA SELVA DE ARGOLO/CAMILA CAVALCANTE
MELO/DEUSA RITA NASCIMENTO PACHECO/DILSON
RAMOS/SEBASTIÃO PEREIRA DA SILVA.
18 – MARIA MARGARIDA PIMENTA/PIRES EMBIRUÇU
BARRETO JUNIOR/ADOLFINA FERNANDES F.
MAGALHÃES/ CLAUDIANA MOTA DOS SANTOS/ZELDA
ALVES NASCIMENTO.
19 – MARIA ADELINA LOPES AMOEDO/NILZA MARIA DAS
VIRGENS SOUZA/JOSUÉ JOAQUIM PEREIRA/ELEUZA
MARIA COTRIM.
20 – MARIUZAN LAURÊNCIO DE SOUZA/VERA LUCIA
CARES DE ANDRADE.
21 – MARLENE DE OLIVEIRA SANTOS/NADJA
PARANHOS REBOUÇAS.
22 – EDVALDO MENDES DA SILVA/RUBERTA
GONÇALVES DE BRITO.
23 – SEBASTIÃO FAGUNDES FERNANDES/ARY DE
OLIVEIRA DA SILVA/MARIA CONCEIÇÃO DA SILVA.
25 – ALCEDINA ALVES FERNANDES/MARIA DALVA
MARQUESQUEIROZ/ROSANA PEREIRA DE SOUZA.
26 – TEREZINHA MARIA JORGE CANTOIS/IRACI BRITTO.
27 – CELESTE SEIXAS PINO/ORIVALDO PEREIRA DO
NASCIMENTO/DILMA SANTOS/CRISTINA DA
CONCEIÇÃO FERREIRA/JUSCELITAOLIVEIRA MERCÊS.
28 – JOSÉ JURACY LEITE OLIVEIRA/ERNESTINA MARIA
DE JESUS LIMA/HERMINIO EVANGELISTA
OLIVEIRA/DONALDO GOMES LIMA/HAROLDO LEITE
ALVES.
CÂNCER DE PELE
6
Câncer da pele é o tipo de tumor mais incidente na população - cerca de 25% dos cânceres do corpo humano
são de pele. É definido pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. O
dermatologista é o médico responsável pela prevenção, diagnóstico, tratamento e acompanhamento do
problema. Os cânceres de pele podem ser divididos em: não melanoma e melanoma.
Conheça os Tipos de Câncer de Pele
Carcinoma basocelular: é o tipo de câncer de pele mais comum, constituindo 70% dos casos - mas, felizmente,
é o tipo menos agressivo. Ele leva esse nome por ser um tumor constituído de células basais, comuns da pele.
Essas células começam a se multiplicar de forma desordenada, dando origem ao tumor. O carcinoma
basocelular apresenta crescimento muito lento, que dificilmente invade outros tecidos e causa metástase. Esse
câncer é encontrado frequentemente nas partes do corpo que ficam mais expostas ao sol, como rosto e pescoço.
O nariz é a localização mais frequente (70% dos casos), mas também pode ocorrer na orelha, canto interno do
olho e outras partes da face. Quando o tumor é retirado precocemente, as chances de cura são altas.
Carcinoma espinocelular: é o segundo tipo mais comum de câncer de pele, sendo responsável por cerca de
20% dos tumores cutâneos não melanoma. Frequentemente, o carcinoma espinocelular cresce nas áreas mais
expostas ao sol, como couro cabeludo e orelha, sendo mais predominante em pacientes a partir dos 60 anos. O
carcinoma espinocelular se forma a partir das células epiteliais (ou células escamosas) e do tegumento (todas as
camadas da pele e mucosa), ocorrendo em todas as etnias e com maior frequência no sexo masculino. Sua
evolução é mais agressiva e pode atingir outros órgãos, caso não seja retirado com rapidez. Ele apresenta maior
capacidade de metástase do que o carcinoma basocelular.
Melanoma: é tumor maligno originário dos melanócitos (células que produzem pigmento) e ocorre em partes
como pele, olhos, orelhas, trato gastrointestinal, membranas mucosas e genitais. Um dos tumores mais
perigosos, o melanoma tem a capacidade de invadir qualquer órgão, criando metástases, inclusive cérebro e
coração. Portanto, é um câncer com grande letalidade. O melanoma cutâneo tem incidência bem inferior aos
outros tipos de câncer de pele, mas sua incidência está aumentando no mundo inteiro. Há diversos tipos clínicos
de melanoma, como: nodular, melanoma lentigioso acral, melanoma maligno disseminado e melanoma maligno
lentigo.
,
Fatores de risco
Exposição solar
Pessoas que tomaram muito sol ao longo da vida sem proteção adequada têm um risco aumentado para câncer
de pele. Isso porque a exposição solar desprotegida agride a pele, causando alterações celulares que podem
levar ao câncer. Quanto mais queimaduras solares a pessoa sofreu durante a vida, maior é o risco dela ter um
câncer de pele.
Idade e sexo
O câncer de pele incide preferencialmente na idade adulta, a partir dos 50 anos, uma vez que quanto mais
avançada a idade maior é o tempo de exposição solar daquela pele. Também é um câncer que atinge homens
com mais freqüência do que mulheres.
Características da pele
Pessoas com a pele, cabelos e olhos claros têm mais chances de sofrer câncer de pele, assim como aquelas
que têm albinismo ou sardas pelo corpo. Uma pele que sempre se queima e nunca bronzeia quando exposta ao
sol também corre mais risco. Aqueles que têm muitos nevos (pintas) espalhados pelo corpo também devem ficar
atentos a qualquer mudança, como aparecimento de novas pintas ou alterações na cor e formato daquelas que já
existem. Pessoas com pintas ou manchas de tamanhos grandes também devem ficar atentas.
Histórico pessoal
Pessoas que já tiveram um câncer de pele ou uma lesão pré-cancerosa anteriormente têm mais chances de
sofrer com o tumor. Caso a pessoa já tenha sido tratada para um determinado tipo de câncer de pele e ele
retorna, o processo é chamado de recidiva.
Imunidade enfraquecida
Pessoas com o sistema imunológico enfraquecido têm um risco aumentado de câncer de pele. Isso inclui as
pessoas que têm a leucemia ou linfoma, pacientes que tomam medicamentos que suprimem o sistema
imunológico, ou então aqueles que foram submetidos a transplantes de órgãos.
Download

Fevereiro/2015