Congresso Internacional ABED de
Educação a Distância 2008
A EAD nas Organizações Públicas:
desafios e estratégias
Claudia Cristina Muller
Novos tempos...
Novos desafios para as
Organizações...





A capacitação das equipes para atuar
em EAD
O perfil dos novos “aprendentes”
Os avanços tecnológicos
A cultura da EAD
A gestão do conhecimento
Por que a EAD na formação dos
servidores públicos? Para…







Descentralizar as ações de capacitação
Melhorar a qualidade das capacitações
Otimizar recursos
Trabalhar em rede (interinstitucional)
Compartilhar projetos e experiências
Capacitar públicos-alvo específicos
Possibilitar a permanência do servidor em seu
entorno profissional e familiar
Novos desafios nas Organizações
– a capacitação das equipes
Decisão importante:
 Investir na capacitação dos
profissionais para atuar em
EAD antes de selecionar as
mídias, as tecnologias e as
abordagens.
Desenvolvendo um Plano de
Capacitação

1º) Elaborar diagnóstico (avaliação ex-ante)
 Análise do cenário organizacional e perfil dos alunos
 Verificar infra-estrutura disponível (telessalas, redes,
computadores, AVAs, estúdios, portais, equipamentos
multimídia, softwares, etc)
 Relacionar profissionais capacitados em EaD (tutores,
especialistas)
 Relacionar parcerias com diferentes estruturas
governamentais
 Relacionar as experiências (práticas) em EaD
Desenvolvendo um Plano de
Capacitação
2º) Estudo das competências necessárias
para atuar na EAD


Perfil multidisciplinar
Competências:





Tecnológicas
de mediação / administrativas
de gestão
de design instrucional
outras competências
Desenvolvendo um Plano de
Capacitação
3º) Planejar, desenhar e implementar um Plano de
Capacitação para gestores e técnicos para desenvolver
competências em EaD:
 Seminários, fóruns, mesas-redondas para sensibilizar e
debater a temática de EAD
 Programação de cursos, oficinas, reuniões técnicas, etc
 Visitas técnicas em instituições com expertise em EAD
(benchmark)
 Participar de Comunidades Virtuais de Aprendizagem
 Outras fontes de informação: Congressos, Revistas
Científicas, etc
 Parcerias para suporte técnico e pedagógico em EaD
 Incentivo à formação de tutores e especialistas em EaD
Novos desafios nas Organizações
– os novos “aprendentes”








Educação por toda a vida (continuada), educação remota
(distante) e educação aberta
O domínio das tecnologias é uma exigência para o trabalho
Alunos querem e necessitam de cursos flexíveis (de espaço, de
assistência ao aluno e de tempo), com diferentes itinerários
formativos
Quere a “entrega” do curso em diferentes “pacotes”: diferentes
mídias, tecnologias, abordagens e linguagens (respeitados os
ritmos e estilos de aprendizagem)
Ênfase desloca-se da “conclusão do curso” para a “competência”
Espera muita interação: mediador X participante e participante X
participante
É responsável por sua aprendizagem e a do grupo
Aprendizado baseado na experiência profissional, no seu
“repertório”
Novos desafios nas Organizações
– os avanços tecnológicos








Educação mediada pelas TICs: telepresença,
virtualidade, interatividade, rede colaborativa, formação
de comunidades “aprendentes”,
Crescimento e domínio da Internet sobre outras mídias
(e o baixo custo dos computadores)
Ferramentas tecnológicas mais versáteis
Cidades Digitais (infovias públicas)
Distribuição de celulares com suporte à Internet (com
custo zero)
Repositórios de objetos educacionais
O uso do software livre
Blended learning
Novos desafios nas Organizações
– a cultura da EAD






Alguns professores estão mais abertos, mas alguns
ainda resistem ao uso das TICs
Trabalho interinstitucional (consórcios, redes)
A distinção entre “educação a distância” e
“educação” está desaparecendo
Os obstáculos políticos à EaD estão diminuindo
Políticas para diminuir as restrições ao uso dos
materiais nos cursos de EaD
Financiamento e administração de Programas em
EaD
Novos desafios nas Organizações
- a gestão do conhecimento






Comunidades de prática e de aprendizagem
Sistema de compartilhamento de informações
(repositórios, e-books, portfólios individuais e
compartilhados, etc)
Trabalho em rede, interinstitucional, relacionando-se de
forma coordenada e autônoma, no presencial e no
virtual / horizontalidade
Produção colaborativa do conhecimento
Compartilhamento de materiais (otimização de
recursos e melhoria da qualidade)
Valorização do conhecimento tácito e explítico do
servidor e “Bancos de Idéias” (sentimento de
empowerment)
Considerações Finais

A boa prática da EaD nas Organizações
Públicas dependerá:



Da análise cuidadosa do cenário organizacional, do
perfil dos participantes, do tempo destinado à
formação, das mídias e tecnologias escolhidas, dos
objetivos e estratégias educacionais.
De focar, prioritariamente, no trabalho
colaborativo-cooperativo.
Da capacitação dos profissionais envolvidos nas
ações de capacitação.
Muito obrigada!
Escola de Governo do Paraná
www.escoladegoverno.pr.gov.br
Claudia Cristina Muller
Assessora de Planejamento e Desenvolvimento
Coordenadora do Programa de Capacitação para a EAD
[email protected]
claudiamuller.e[email protected]
Download

Novos desafios nas Organizações