Autarquia Educacional do Vale do São Francisco – AEVSF
Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Petrolina – FACAPE
Curso de Ciências da Computação
TÓPICOS AVANÇADOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
“PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI”
Cynara Carvalho
cynaracarvalho@yahoo.com.br
POR QUE USAR TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO?
Algumas razões que levaram à disseminação do uso da TI:
Melhorar processos internos;
 Aplicar melhores controles;
 Reduzir custos;
 Melhorar a qualidade e disponibilidade das informações
importantes interna e externamente à organização;
 Agregar valor aos serviços e produtos
ofertados por uma organização.
Laudon & Laudon salienta que, um sistema de
informação é uma entidade sociotécnica, um arranjo
metódico de elementos sociais e técnicos.
A introdução de um novo sistema de informação envolve
muito mais do que novos hardwares e softwares.
Inclui também mudanças em atribuições, habilidades,
gerenciamento e organização.
Segundo a filosofia sociotécnica, não se pode instalar nova
tecnologia sem considerar as pessoas que deverão
trabalhar com ela.
Então esse processo deve ser encarado como uma
espécie de mudança organizacional planejada.
Novos sistemas podem proporcionar sucessos
técnicos mas fracassos organizacionais, por
causa de falha nos processos políticos e sociais
envolvidos em sua montagem.
Decidir qual novo sistema adotar
deve ser um componente
essencial do processo de
planejamento organizacional.
O Planejamento Estratégico é a etapa inicial da gestão da
tecnologia da informação nas organizações.
Onde se estabelecem os propósitos básicos para que as
organizações possam implantar sistemas computadores
estáveis e de apoio à tomada de decisões.
Pode-se definir o planejamento estratégico da tecnologia da
informação como parte do planejamento estratégico da
organização.
Além de definir ou rever todos os componentes da diretriz
organizacional, também criam oportunidades de identificar:
• Funções duplicadas
• Apontar problemas e, principalmente
• Oportunidades
Planejamento
• Determinação dos objetivos ou metas de um
empreendimento, como também da coordenação de meios
e recursos para atingí-los.
• Esquema, programa ou método previamente composto
contendo cursos de ação objetivando a consecução de
objetivos.
As primeira atitude ao
Planejarmos:
qual tecnologia será utilizada ;
como será utilizada,
quando será implantada e
quanto investiremos na nova tecnologia
A tecnologia a ser adotada deverá estar de acordo com o plano
estratégico da empresa
Por que é importante planejar estrategicamente TI?
- Desperta preocupação pela eficiência em todos os processos.
- Cria uma série de vantagens competitivas.
- Cria novas oportunidades de negócios.
- Aumenta a competitividade.
1. Necessidade
2. Softwares:
Como se divide um
plano estratégico de TI?
-
Comprado pronto;
-
Feito em casa;
3.
Hardware
Investigar oportunidades de
ganho e vantagens
competitivas por meio do
melhor uso de tecnologias
Determinar quais
informações e
conhecimentos que
podem auxiliar a gestão
a realizar melhor seu
trabalho
Objetivos do
planejamento
da organização
com uso da TI
Priorizar o uso da TI em
função das necessidades,
prioridades e capacidades da
organização
Contribuir efetivamente com a
inteligência empresarial ou
organizacional
Estabelecer objetivos e
fatores críticos de
sucesso para a
organização
Facilitar a consecução
dos objetivos
organizacionais mediante
a análise de FCS
Criar um modelo
funcional de dados do
negócio, de modo que
permita à alta
administração visualizar
o negócio em termos dos
objetivos, funções,
informações, FCS e
estrutura organizacional
Tecnologia da Informação –
recursos tecnológicos e
computacionais para geração e uso
da informação.
A TI está fundamentada nos
seguintes componentes:
• hardware e seus dispositivos e
periféricos;
• software e seus recursos;
• sistemas de telecomunicação;
• gestão de dados e informação
Todos esses componentes
interagem e necessitam do
componente fundamental que
é o recurso humano.
O contexto organizacional
compreende:
• o setor de atuação;
• o tamanho da organização;
• a estrutura operacional;
• a agilidade de comunicação;
• a execução das funções
empresariais;
• a formalização de papéis e
responsabilidades;
• a competência para a realização
de ações competitivas, inovadoras
e empreendedoras.
Uma metodologia completa constitui-se de uma
abordagem organizada para atingir um objetivo, por meio
de passos preestabelecidos.
A metodologia deve auxiliar, de modo que atenda de
maneira adequada:
• às necessidades do cliente ou usuário;
• com os recursos disponíveis;
• dentro de um prazo ideal definido em conjunto com os
envolvidos;
• não deve limitar a criatividade profissional;
• deve ser um instrumento que determine um
planejamento metódico, que harmonize e coordene as
áreas envolvidas.
Para desenvolver um plano efetivo de sistemas de informação, a
organização deve ter uma clara compreensão de seus requisitos de
informação, tanto de longo quanto de curto prazo.
• Análise de Negócios - BSP
• Fatores Críticos de Sucesso - CSF
A análise de negócios (também chamada de
planejamento de sistemas empresariais) argumenta que os
requisitos de informação da empresa somente podem ser
compreendidos pela observação de toda a organização em termos
de unidades, funções, processos e elementos de dados.
O método central utilizado consiste em selecionar uma grande
amostra de gerentes e perguntar a eles :
- como usam a informação;
- onde a obtêm;
- como são seus ambientes;
- quais são seus objetivos;
- como tomam decisões e
- quais são suas necessidades de dados.
• O ponto fraco da análise de negócios é que ela produz
uma enorme quantidade de dados a um custo alto e de
difícil análise.
• A maioria das entrevistas é realizada com gerentes de alto
e de médio escalão, mas pouco esforço é feito para coletar
informações de trabalhadores burocráticos e gerentes
supervisores.
• As perguntas não focalizam os objetos críticos da
administração e onde as informações são necessárias,
mas sim qual informação existente é utilizada.
• O resultado é uma tendência de automatizar o que quer
que exista.
• Mas, em muitos casos, são necessárias abordagens
inteiramente novas ao modo como os negócios são
realizados, e essas necessidades não são atacadas.
Passos principais da metodologia:
1. Identificação dos processos do negócio
2. Identificação dos dados do negócio (os
que são usados pelos processos)
3. Identificação da arquitetura atual de
informação (tecnologia)
4. Identificação do ambiente e objetivos de
negócio
5. Definição de uma nova arquitetura
Identificação dos processos do negócio
Busca identificar toda e qualquer função,
tarefa ou procedimento executado(a) na
organização, desde as funções a nível
operacional, quanto decisões a níveis tático e
estratégico.
Por isso, é uma metodologia bastante
abrangente.
Identificação dos dados do negócio (os que
são usados pelos processos)
Faz-se necessário coletar todas as
informações que são utilizadas nestes
processos (identificados no passo anterior),
tendo especial atenção àquelas informações
que são necessárias e úteis mas que ainda
não estão disponíveis aos processos.
13
Identificação da arquitetura atual de
informação (tecnologia)
O passo terceiro tem por objetivo observar a
situação atual da Informática (seus recursos)
e a forma como está apoiando os processos.
Identificação do ambiente e objetivos de
negócio
O quarto passo visa comparar esta situação
atual da Informática com os objetivos da
organização e verificar se aquela suporta
adequadamente estes objetivos ou se algo não
está bem satisfeito.
Definição de uma nova arquitetura
O quinto passo se encarrega de definir uma
nova estrutura de Informática, capaz de resolver
os problemas identificados anteriormente.
Abordagem por FCS (Fatores Críticos de
Sucesso)
Fatores Críticos de Sucesso são uma
abordagem metodológica para a identificação
dos fatores que possam ser críticos e decisivos
para o sucesso das operações de negócios da
organização.
Esta metodologia pode e deve encorajar
os executivos a identificar o que é ou não
prioritário ou importante. Identificando de
que SI podem ser realmente necessários.
Análise estratégica ou fatores críticos de sucesso
Argumenta que os requisitos de informação de uma
organização são determinados por:
• Pequeno número de metas operacionais facilmente
identificáveis
• Moldados pelo setor, pela empresa, pelo gerente e
pelo ambiente geral
• Há um pequeno número de objetivos que os
gerentes podem facilmente identificar e os sistemas
de informação focalizar.
Diferentemente da análise de negócios, o método
FCS concentra a atenção organizacional sobre o
modo como a informação deve ser administrada.
• O ponto forte da FCS é a produção de um conjunto de dados
menor do que o produzido pela análise de negócios e
somente os gerentes de alto nível são entrevistados e as
perguntas enfocam um número pequeno de FCSs e não uma
ampla investigação.
Passos da metodologia:
1. Identificação da missão da organização
2. Identificação dos FCS’s
3. Identificação dos indicadores de desempenho
(informações necessárias para saber se os FCS
estão sendo atingidos)
4. Definição dos sistemas para tratamento destas
informações
1 - Identificação da missão da organização
Sem se conhecer e definir claramente a missão e
os objetivos da organização, qualquer SI irá
operar no vazio, tornando-se difícil explicar
porque determinado fator de sucesso é ou não
realmente importante.
2 Identificação dos Fatores Críticos de
Sucesso
Um fator crítico de sucesso é algo que concorre
objetiva e diretamente para que os negócios ou
desempenho venham a ser bem sucedidos.
Exemplos de FCS são:
• melhoria do relacionamento com clientes;
• controle de custos;
• melhoria na utilização dos estoques;
• utilização mais eficiente dos recursos humanos;
3 Identificação dos indicadores de desempenho
Aqui se trata de localizar, para cada FCS, os
indicadores que possam ser mensurados em função
de suas disponibilidades, para que possam ser
utilizados no planejamento dos SI.
• índice de reclamações em relação aos
procedimentos administrativos;
• evolução do consumo do estoque;
• índice de consumo de energia elétrica, água e
telefonia.
4 Definição dos Sistemas para Tratamento
das Informações
A identificação de indicadores críticos aponta que
problemas existem, mas não os resolve. Para tanto,
torna-se necessário adquirir ou desenvolver um
sistema que possa coletar, processar e exibir (em
tela) as informações pertinentes.
Esta metodologia será provavelmente mais efetiva se
aplicada por gerentes seniores do que por gerentes
juniores, já que estes estão mais atentos e focados
para suas áreas específicas e menos preocupados
com a organização como um todo.
As linhas representam associações a serem levantadas e
modeladas, por exemplo, para cada objetivo funcional
identificar seus FCS.
missão da
empresa
objetivos da
empresa
objetivos da
área funcional
metas
desafios
problemas
fatores críticos
de sucesso *
necessidade de
informação
entidades e
relacionamentos
Características da Metodologia Planejamento de Sistemas de Negócios
Característica
abrangência na
organização
FCS
menor (visão de partes)
BSP
maior (visão do todo)
tempo elaboração rápido
do plano
longo
ênfase
somente nos FCS
em todos os processos
visão da situação
futura
atual
Lacunas a
preencher
o que falta para atingir os FCS
problemas atuais nos
processos
problemas e
cuidados
pode não integrar outros fatores
no futuro, porque é feita sobre
uma parte somente
pode deixar de fora fatores
importantes por não prever o
futuro
vantagens
concentra esforços e poucos
recursos para execução do plano
planejamento mais geral e
amplo
aplicação
para concentrar recursos e
esforços em alguns poucos
benefícios, geralmente para tirar a
organização de problemas sérios
quando se quer começar do
zero e formar uma base
sólida para o futuro, desde
que a organização não
esteja tão mal no momento
Download

Planejamento_Estrategico_TI