O processo de planejamento e
gestão social para o
desenvolvimento dos territórios
Tania Zapata
1
Os desafios de nossa realidade exigem
uma nova articulação dos espaços e dos
atores para construir o futuro.
• O conceito de poder local :protagonismo, participação,
proposição. Ator inteligente e que promove mudanças!
• Exercício do Controle Social / Transparência.
Hoje há uma hegemonia mercadocêntrica
Promover uma
Nova Articulação
mercado
Sociedade civil
Estado
Buscando construir o desenvolvimento com inclusão
sócio-econômica e sustentabilidade.
2
O Desenvolvimento do Território/Região é uma
estratégia pró-ativa de redução das desigualdades:
Novo papel dos gestores locais;
Nova Articulação de atores locais:
endógeno. Intencionalidade. Pactuação.
protagonismo
Fortalecimento dos arranjos/eixos produtivos locais com
(maior/melhor)
integração
dos
pequenos
empreendedores;
Protagonismo da sociedade civil organizada (nova
esfera pública): Conselhos, Fóruns, Oficinas/Agências de
desenvolvimento;
Mudar a relação estado/sociedade: (nova governança)
3
-o desenvolvimento regional requer: pactos de
concertação social que se detalha num plano
com projetos prioritários.
-a construção de institucionalidades que
representem espaços de compartilhamento de
poder e de responsabilidades
- mecanismos de controle social sobre as ações
do plano e dos projetos
-ações que promovam o empoderamento da
sociedade, uma governança democrática!
4
A nova governança e o que são as novas
institucionalidades:
-são novas estruturas organizacionais que
facilitam a gestão dos interesses
coletivos.Ex:Fóruns, Conselhos.
- possuem normas e regras que facilitam a s
relações e a comunicação entre os atores.
-são espaços de negociação,construção de
consensos, gestão de conflitos, produção de
projetos coletivos.
-expressam novas relações de poder, ampliando
a democracia e a cidadania, através do controle
social.
5
O ciclo da gestão social:
-sensibilização/mobilização dos atores
-planejamento participativo(diagnóstico,visão de futuro,
linhas estratégicas)
-organização do território e controle social (novas
institucionalidades para a nova governança)
-gestão democrática: implementação dos projetos,decisões
compartilhadas, gestão de conflitos,parcerias, informação e
comunicação, monitoramento e avaliação!
Busca a construção do desenvolvimento humano sob
novos valores e paradigmas!
6
Importância das etapas do ciclo
da gestão social: planejamento,
implementação,monitoramento e
avaliação dos planos e projetos:
Buscar a eficiência, a eficácia e a
efetividade! Espiral de
aprendizagem!
7
Os Fóruns devem ser vistos pela sociedade,
como processos permanentes de diálogo e de
concertação, onde a transparência e a
comunicação orientam a solução de conflitos,
sempre estimulando a confiança , a
cooperação e a aprendizagem.
8
Como se trata de construir uma nova
governança: a gestão social voltada para um
novo modelo de desenvolvimento, é preciso
superar as práticas do clientelismo,do
assistencialismo e do sectarismo.
É preciso investir nessas novas
institucionalidades, através da capacitação para
o seu fortalecimento, para que cumpram a sua
missão de construir a nova esfera pública.
9
Capacitação:
-planejamento estratégico
-elaboração de projetos
-gestão social
-gestão de conflitos
-meio ambiente
- M&A
-metodologia de apoio aos APLs
- redes sócio-produtivas
-comunicação e marketing
10
São as pessoas organizadas que fazem a
diferença! O Desenvolvimento do território é um
movimento para a ação!
Construir uma visão
de futuro pactuada
é poderosa ferramenta
de mobilização e
Motivação para as
mudanças, a partir do local!
O ser humano é capaz de ser protagonista de sua
historia , colocando em comum o seu saber , para a
construção de um novo modelo de desenvolvimento,
onde a centralidade seja a realização humana.O
desenvolvimento humano sustentável!
11
Tania Zapata
iadh@iadh.org.br
www.iadh.org.br
fone:81-33254292
12
Download

Apresentação Gestão Social