MariaEvang6linaBarbosa
AdmlnlstÍadoradê Insolvâncla
Exma.SenhoraDoutoÌa
Juízade DiÍeito do TribunalJudicialde
- 1oJuÍzoClvel
BarcElo8
Pr, Dr. FranciscoSá caÌneiÍo
PalácioJustiça
4750- 297 Barcelos
de Insoìvência883/10.6TBBCL
Procêsso
sÌngular
Pessoa
Insolvência
resenÌaÇao
AusinaPereira
Josélvliguel
Insolvêntor
de2010
11deftíaio
Barcelos,
suprareferido,
no procêsso
de insolvência
administradora
de SousaBerbosa,
Maia Evangelina
a V Exa o
nostermosdosartigos1540e 155"do CIRE'Íequerer
vemmuitorespeitosamente,
segurnÌel
de Credores";
dajunçáoaosautosda"ListâPfovisória
1. Admìssáo
dajunçãoaosautosdo"Relatório"
2- Admissão
paraa satisfação
insuficientê
manifêstamentê
do insolvente,
o baixovalordo património
Perante
mêisrequera V Exa que,
dÍvidasda massainsolvente,
e dâsrestantes
dãscustasdo prooêsso
de
de elaborêfo inventário
no art.o153on" 5 do CIRE,sejadispensada
nostermosdo disposto
bens.
Pededefefimento,
dê Insolvência,
A Adminis̀dora
íp{,"\?
G,.?r' G14\o .t-bè,^t,
mencionados
Junta:Os documentos
a { e . d 6 o a g ' e . s{ 3 1 - 4 7 ! o - 4 9 d c € Ì € s * E 3 p o s € i s
d2l3'!a'd4-sabr!4
4750-30SSêrcêlo!
E s c r l t ó r l o : L bo ü r l â d o A p s l c o , R u ê D -Í ò B ê A 1 Ô . o o ev a c h á d o
ol
pl.E.TaI oêrà|aêvanoèlnàôÍDol8:al:6vâ1g6li1tbaÌ[email protected]
w€o.twèvãno€ nàoârooss
Ì.r.rdn. â65a 13523Fâx 2'r 100590
tlarcosa
tsvangetina
AdministÍadoÍade insolvência
TBBCL- 1" J(]ízoCíveldo ÍÍibunalJudicialde Barcelos
PÍocessono883/10.6
(ad.o155odo CIRE)
de lnsolvência
Relalórioda administÍadota
Pereira
lnsolvente:
JosélVìiquelAusina
DEINSOLVÊNCIA
DAADMINISTRADORA
RELATÓRIO
(elaboÊdono6 termos do art.'155o
do C.l R.E.)
Notasprévias
.
ern2210312010
do extfactodo anúnco na lmprcnsaNacionalCasada À/loeda
Publicação
residente
na LJrbanização
fiscal189534818,
A!sinaPereiÉ,contfibLrinte
Josél\,4iguel
í.INSOLVENTE:
4750- 191Barcelos
BL 3, 5oDto.,Trás,Arcozelo,
da EspinheiÉ
Quinta
LTIMOS 3
2. ACTI
RINCIPAISCAUSASDA
ACTUAL
SITUAÇÃO
- Artigo'1554,
n01, alÍneaa) do CIRE-
- Análise
refefdo noartigo24â n01' alÍneac) do CIREno documento
incluÍdos
doselementos
A- Activldade
qualquer
dadoque nào desenvolve
organizadâ'
não estáobrigadoa possuircontabilidade
O lnsolvente
peloque dificultatodasas análisêsque se possarnfazerno
em nomelndividual,
empresadal
actividade
e nêgóciosefectuados
nê gestãodo seu patrimónìo
sentidode apurarresponsabilidades
dos êlêmêntos
nomêadamente
dê insoÌvência,
Todavia,peloque foi dado a conhecerà administradora
peloinsolvente,
nostermosdo dispostono aftgo 24onoI ' allneac) do CIRE,sucedeque:
acarreados
'José Miguei Pereira Ausina... tem trcbalhado nos últimos anos cono balçonistaem eslabelecimentocle ópIica
Trabalhaactuatmentepara o centro Ôpticolbéica, en Barcelas
En Setembtode 2003, a noiva do requerèntefaleceu vÍtma de doênçapralongacla,facto que lhe provocouum
enome desgosto,desgostoesse do qual aìnda não se encontÊ refeìto, pois tinhaminúmemsprojectoscle vìclae
sonhospam conaÍetizarem conlunto.
--Maio/20t0-Escrltórlo:urbQuintadoapâíciÒ/RuâDrJoséAntônioPP.Mãchâdo,n'213,1eAndar-SEan'[email protected]
oti evãnaeinabaÍbosâ@saooot
ol E-má[email protected]ôvanoelnabaú64
wêb: Ww.êvânoolnabârboEa
Ìelerone 96 s613523Fax 253/1005S0
ÉvangelinaBalbosa
deìnsolvência
AdministÍadoÍa
TBBCL- 1oJuízoClveldo TribunalJudiciald€ Barcelos
Processon" 883/10.6
(arl."1550do CIRE)
de jnsolvência
RelalóÍioda adminislÍadoíâ
Pereira
Insolvente:
JosélvìiguelAusina
'd€scompensaçãopsicológica"e em grave clepressão'tendo eslado mêsmo
Por vis disso, entrou em fase d€
pot doisineses
nâ Casade Saúdede S. JoãodeDeus,en Barcolos,
intèmado
É nestecontextoque cantraio pineira en\estìma bancáno,soguindo-seautros, mas vinclodêpoiso requerentea
perceberquo náo aonseguiafazer face a todâs as prcstaçõesentão em dlvida, iniciando-seo efeito Íipo "bola de
No ano de 2oo7, o volune dê dlvidas atingiuvalorespefto dos 30 000 00 €
Encontnnda-senessa fase con gnvès dificuldades€corómicas,conseguèa tÍtulo paiiculat um empéstimo que
lhe pemite liquidaro conjuntoda dÍvida,tendoentãoliquidadotucloo quantoestavâpendente.
Nessaaitura,a requercnleficau a pagar nensalmenteumapr€sÍaçãods psssaasque lhe emprestanmtais valoÍes'
presÍaçãoessa que entetanto tambén deixau de conseguirsalver atompâdamente,em viúude clo valot da seu
N€ssa aftlra, feita a ponderaçáoentÌê as valores recebidase as valorespagos, os pagosoên manifestamente
supetiorcs,pelo que ao requercntenada mais rcstou senãavoltar a contmir novo empréstino bancáio pam fazer
tace ãs súas despesasmensais, começandacom un, mas logo senÍindoa necessiclaclede outro pam pagat o
pdneiro, e assìn sucessNanente,
Perante esla situação, os incumptimênlossucedem_se,agnvados pelos pãgamentos mensais quo tinha què
Esles são, om resumo,as pincipais factorcs que tomaram inevilâvel a actual aprcsenlaçãoclo requercntoà
insolvência pafttculat.
fornêcidospelo insolvênte,bem como das diligèncias
Nota conclusivarDa análisedos eLêmentos
de ìnsolvência,
conclufseque a situaçãode insolvènciado devedor
êfectuadaspela administradora
'dlvidas (responsabilidades),
de
ffllto das alteÍâçóespsicolÓgicas
âdveiodo factode esteter assumido
que fo padecênte,provocadaspela rììortêda sua noiva, que o levaÍam a contrairsucessivos
e queculminou
dadoos seusbaixosrendimêntos'
cumpriÍ,
nãoconsegulu
cujopagâmento
êmpréstimos
gêneralizada.
numasituaçãode incurnprimento
--Maio/2010-E l c t ó r l o U Í b . O u n l s d o A p a Í l c i o / R uJaoOsré A n l ó n o P lP\ ì a c h a d o , n ! 21103A n d 8 r - s a l a n o447 5 0 - 3 0 9 t u r c d o s
Ôì
oqE.mlll leÍ[email protected]âvanoenahã.bGaot evanoellnâbã[email protected]
w.b: Wwêvânoo nâbárboss
Ìelefon€r9€5613 523F r 253Í00590
Evângelina Eafbosa
Administíadotadê insolvência
TBBCL- 1" JulzoCÍveldo TribunaJudicialde BaÍcelos
Píocesson" 883/10.6
(aÍto 155"do CIRE)
de insolvência
da administradora
Relâtório
JoséÍVigu€lAusinâPeÍelÍa
lnsolventei
E OPINIÃO
SOBREOS DOGUMENTOS
DODEVEDOR
DA CONTABILIDADE
ESTADO
3. ANÁLISE
DE PRESTACÀODE CONTASE DE INFORMACÀOFINANCEIRA
- Aít9o 155",n" 1, a Ineab) do CIRE-
organìzada)
Náoaplicávelporforçada alíneaf) do no1 do artigo24"do CIRE(nãotèm contabilidade
CENÁRIOS
- AÍtigo155",n01, alÍneac) do CIRE-
prestadas
peÌo
declarâções
nomeadâmente
efectuadâs,
das diligências
PeÌoquefoi apurado,decorrentê
das
da pesquisaefectuadano ste do lìrinistéÍio
insolvêntee informaçâopor si fohêcda proveniente
o seguintel
veÍifca-se
Finanças,
êm seunome;
registado
bemlmóveL
nãopossuiqualquer
1'. O insolvente
norneindividuâÌì
empresariaLem
actlvidade
20.Nãoexêrcequalquer
de
de marcaRenaultClio (S57605)'
em seu nomeum ve[culoautomóvel,
30.Tem registado
matrlcula19-69-JZ,com registoem Portugaldo ano 1998(tendosido atestadopeloinsolvente
que se trata de urn velculo de 1995 que foi irnportadode França) Porém, dadâs ês
de registodo velculoe peÉntea informaçãoâdicionaÌprestadapeloinsolvente
caracterlsticas
nàose vislumbra
que o mesmose êncontraavariado,deposiladonumaoficina sem reparação,
e integradona massêinsolvente,
passÍveldê sêr apreêndido
de nenhurnpatrimónio
a existênciâ
em benefÍciodoscredofes
--Maio/2010-EBcílóíorUrO
b u i n i â d o A p a r l c o / R ú a o Í . J o s ó A n t ó nMoaPc.hPa dno' o 2 1 l3o A n d a r - S a a n D 4 7 s 0 - 3 0 9 B a r @ l o g
Wob vtóô4É!94e!h!ìêÈP$.pl E_nall qerã[email protected]! h!!Àd ; evaoa€lnabaÍ[email protected]'Dt
Ìeleforê 96 5€ 13523Fax 253/100500
EvangêlinaBaÍbosâ
deinsoÌvência
Administradora
'1"JulzoCíveldo TrÌbunal
Judicìâlde Barcelos
n" 883/10.6TBBCLProcesso
(arto 155Ô
do CIRE)
dê
insolvência
da adminìsíâdora
RelatóÍlo
JoséMiguelAusinâPereiÍa
lnsolvenÌe:
Consequentemonte:
L
de
o insolvente
não dispÓe
patrìmónio
empresarial'
actividade
e sem qualquer
Semqualquer
meiospaÉ fazerfaceâoscréditosquevenhama serapufados.
ll.
paraa satisfação
(inexistente)
das custasdo processoe das
é insuÍlcìente
E a massarnsolvente
íestantesdlvìdasda massainsolvente.
lll
no valorde 630,00€
Sendoa sua única fonte de rendimentoo seu saláÍiomensal(ilíquido
do subsidiode a imentâção).
acrescido
concluindo:
nos termose para os efeitosdo
vem multorespeitosamente,
de insolvêncì4,
Assim,â admjnistradora
previsto
noaÍ1.'232'doCIRE,
Requercra V. Exa,
da massainsolvente
do processopof insuficiència
O enceÍramenlo
fit,itPoRT
-Arligo155",n" 1, allneae) do CIREVeio o insolvente,na petiçãoinicial,requererão Tribunal,nos termosdo dispostono artigo2360do
do passivorestânte,alegandoparao efeitoquê preenche
CIRE,que pretendebeneficiafda êxoneraçáo
que se dispÓea obsêtuaf
os requisitoslegalmentePrevistosno artigo2380do CìRE,acrescêntando
do CIRE
nosârtigos
2370e seguìntes
exigidas
todasas condiçóes
de que o insolventesê enquadÍe
não tem conhecimento
de insolvência
concluindo:A administradora
previstasno aftlgo238"n" 1 do CIRE.
em nenhumadas situaÇõês
atentamente
IVìLrlto
de insolvência
A administradora
I' e^^p G:,-rv 6r,]çr-pgrs",st
dê credores
Anexo:Listaprcvisória
--Maio/2010-na
' 2d1o3 l o A n d a r - S â ] a n 0447 5 0 - 3 0 9 8 4 @ l o s
É s c r l t ó . l uo r b Q u l n l a d o a p â r l c o / R u aJDo.s ó Â n l Ó n o P . P . M a c h
[email protected]€vanoêlnabaÍbosãot:eváno6inabaú[email protected]'ot
nabaÈosa.pl
E.mâll
wsb 9W evanoêl
Tãl€íonô06 56 13523Fâx 253/100590
r c E
E O " O
ò € ì
l![
. q ç <
õ . 8 >
= " ì
È ã
: 3 i
: ;
P:s
lrl
d
:ra
19 .9'
-
ri
8 3 3
tilË i
I
;
l i
õ
fi
9 õ t
g
q
ã
c
I
i
: 9
uÃ
:
q
ü
-
tt: e
{EF
!tÉÊ
g
i
iIÏ,i
i
t
Eü{
il:ï
Ë
s
.ì
tg
$
E
F
:.
q
q
;
8K
r!
É
B
Ë
ü
Ê
o
o
t
I B
ü
Ë
I
f
È
ê
a
t,
ã
UJ
o
lll
g
É.
.o
o
R
ü
Ë
ËEï
SEËI
e:.u
_a
.9E
v Ë ;
$
R
i
r
Ë
ïTEÌ
ÌïEl
õ9ql
r.í19
gEq
Ë6Eì
ËËÊ{
ç-=
í
2
ã:E
Ël
:
5
{B
3'i
a
. !Ei P Ë E
=!i
3
z
FF
f i
g
ul
É,
B3
I
B
+
i
!ã{
{[l
F
3
à.9
õ
Ë{
N
3
::E
: s
rl
E
3
Ë.E
{
I
ã
ã
6
,'
ìt
ã
A2
1Z
e5
s a
ã :
-<
s
r!
gÈ l* ÈÉ
ì
!
g
!
i ci. r í * g,igil c E
;
rrb
!úü
i
I
iiËiÊ
[ ti!
i ï t ËË
lEl"ët
'ËË'i{
td !x Ë
{
F9
lr ls
rtË
Ë
t
o
Eg
4:{{E!
r!ìB!9
i t i EÊ r
E:i*E{
i;$3ãE
f;t!ãft
iiiËiã
lllc$l
isíËiã
!E:fl:i
Download

Insolvência Pessoa sÌngular resenÌaÇao Insolvêntor José lvliguel