IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
Justiça cara é Injustiça:
O Processo Eletrônico e o
Princípio da Economia Processual
.
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
“Princípio da Economia Processual:
“O processo civil deve-se inspirar no ideal de propiciar às partes um Justiça
barata e rápida, do que se extrai a regra básica de que 'deve tratar-se de obter
o maior resultado com o mínimo de emprego de atividade processual'(*)”
Fontes:
Humberto Theodoro Júnior. Curso de Direito Processual Civil – Teoria Geral do Direito Processual
Civil e Processo de Conhecimento. Editora Forense, 36 ed. , Vol. I, 2001, pp. 261-262.
apud Hernando Devis Echandia. Compendio de Derecho Procesal, Bogotá, Vol. 1, No 15, 1974, p.
51 (*)
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
“Com a citação válida, forma-se a relação jurídica-processual, formando-se a
triangulação denominada trium actum personarum, ou seja, o autor requer ao Estado
que este cumpra sua função jurisdicional, chamando o réu ao processo.”
Estado Juiz
Chamamento do Réu
(Citação Válida)
Autor
Réu
Fonte: Processo Eletrônico e Teoria Geral do Processo Eletrônico - A informatição Judicial no
Brasil. José Carlos de Araújo Almeida Filho, Editora Forense, 3 ed., 2010, pp. 131-132
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
“Teoria angular. Se é certo que o processo vincula três pessoas – autor, réu e juiz -, não
menos exato é que o órgão juridiscional se coloca no plano superior do Poder do
Estado e as parte se submetem à sua soberania. (...) Daí a teoria de Hellwig, hoje a
mais aceita pelos modernos processualistas, segundo a qual relação processual tem a
forma angular, estando do direitos e deveres processuais de cada parte voltados para o
juiz. Os litigantes, dessa forma, não atingem um ao outro diretamente, mas apenas
através de decisões do juiz.”
Juiz
Autor
Réu
Fonte: Curso de Direito Processual Civil – Teoria Geral do Direito Processual Civil e Processo de
Conhecimento.Humberto Theodoro Júnior, Editor Forense, 36 ed. , Vol. I, 2001, pp. 261-262.
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
Custos da Atividade Processual
=
Custos de Produção Processual
+
Custos de Transação Processual
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
→ Produção: Combinação e/ou transformação de insumos
em bens e/ou serviços. (*)
→Transação: Transferência de um bem ou serviço através
de uma interface tecnologicamente separável (**)
Fontes:
Microeconomia. Pindick, R. S., Rubinfeld, D. L., Pearson-Prentice Hall, 6 ed., 2006. (*)
The Economic Institutions of Capitalism, Williamson, O. E., Free Press, 1985.(**)
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
Completando o esquema da Teoria Angular, com base na trium actum personarum:
Juiz
Petição
Autor
Citação Válida
Retorno ao
Autor
Retorno
ao Juiz
Réu
Produção no Direito Processual: Juiz, Autor e Réu.
Transação do Direito Processual: Petição, Citação Válida, Retorno ao Juiz e
Retorno ao Autor.
04
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
Como o principal fator da produção processual é a atividade
intelectual humana, cujos custos são, em alguns casos,
conhecidos e irredutíveis (honorários advocatícios e salário dos
juízes, por exemplo), resta
Economizar nos Custos de Transação Processual
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
Interface Tecnologicamente Separável
Acionamento
Justiça
Cidadão
Prestação Jurisidicional
Transação Processual
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
Exemplos de Custos de Transação Processuais:
Materiais:
- Ida e volta do Autor e do Réu ao Forum
-Tempo utilizado nas filas de entrada dos PROtocolos GERais
- Material (papel, tinta, etc...) utilizados na confecção dos documentos que tramitam
- Cópias e Autenticações de Documentos (papel e custos cartoriais)
- Material (papel, tinta, etc...) utilizados na confecção dos autos
- Espaço utilizado nas Varas para Armazenagem dos autos
- etc …
Imateriais:
- Custo de conversão de dados de bases de dados diferentes de tribunal para tribunal
- Treinamento de pessoal em diferentes sistemas pela falta de padronização
- etc ..
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
Pedido
*Net
Resposta
SoftwareCliente
(Juiz, Autor,
Réu)
*Net →Intranet,
Internet,
Extranet, ...
SoftwareServidor da
Justiça
Ambiente de uma Transação Processual Eletrônica,
segundo a Lei 11.419, de 19 de dezembro de 2006
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
É importante observar que:
O Processo Eletrônico é
fortemente baseado em fluxos.
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
Pedido
*Net
Resposta
SoftwareCliente
(Juiz, Autor,
Réu)
*Net →Intranet,
Internet,
Extranet, ...
SoftwareServidor da
Justiça
fluxos
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
Petição
Inicial
Processo Judicial
...
Transação Processual Completa
Produção Processual (“Extra” Processo Eletrônico)
Transação Processual (“Intra” Processo Eletrônico)
Trânsito em
Julgado
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
A Transação Processual é realizada por meio sistemas de Informática
desenvolvidos pelo Poder Judiciário. Estes sistemas de Informática
causam, ao menos, o seguintes custos:
(1) Licenças com programas de computador
(2) Carga de processamento desperdiçada com monitoramento das
licenças
(3) Carga de processamento desperdiçada com a falta de padronização
das interfaces de dados
(4) Treinamento dos usuários desperdiçado com a falta de padronização
das interfaces de usuário
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
Arquitetura Totalmente Proprietária
Fonte:
Marcus Vinicius Brandão Soares, "Reducing Transaction Costs with GLW Infrastructure”
(http://131.193.153.231/www/issues/issue9_11/soares/index.html) (**)
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
+
+
Usuário-final de
Sistemas
Hardware
Cliente
Software
Software
Cliente
=
Contrato de
Prestação de
Serviços
Contrato de
Manutenção
Licença de
Uso (EULA)
Pelo menos
3 Contratos
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
+
+
Profissional de
Suporte de
Sistemas
Hardware
Servidor
Software
Software
Servidor
=
Contrato de
Prestação de
Serviços
Contrato de
Manutenção
Licença de
Uso (EULA)
Pelo menos
3 Contratos
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
Computador com
Software-Servido
r
Licença de Acessode
Software Proprietário
Computador com
Softwares
Servidor e Cliente
Legenda
Requisição de Serviço
Resposta da Requisição
Computador com
Software-Cliente
=
Computador com
Software
Servidor e Cliente
Pelo menos +1
Contrato p/Conexão
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
O Processo Eletrônico e o Princípio da Economia Processual
A Lei 11.419/06 dá preferência ao uso de códigos abertos e à padronização:
“Art. 14. Os sistemas a serem desenvolvidos pelos órgãos do Poder Judiciário
deverão usar, preferencialmente, programas com código aberto, acessíveis
ininterruptamente por meio da rede mundial de computadores, priorizando-se
a sua padronização.
Parágrafo único. Os sistemas devem buscar identificar os casos de ocorrência
de prevenção, litispendência e coisa julgada.”
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
Vantagens do Código Aberto / Software Livre:
→ Liberdade de execução do programa;
→ Liberdade de leitura de código-fonte;
→ Liberdade de modificação do código-fonte;
→ Liberdade de redistribuição do código-fonte.(*)
→ Eliminação do despedício de processamento com mecanismos de
monitoramento de licenças;
→ Possibilidade de auditoria. (**)
Fontes:
Tércio Sampaio Ferraz Ferraz Jr. , Ronaldo Lemos, Joaquim Falcão, “Direito do Software Livre e a
Administração Pública”, Editora Lúmen Juris, 2007.
GPLv2 (http://www.gnu.org/licenses/gpl-2.0.txt) (*)
Marcus Vinicius Brandão Soares, "Reducing Transaction Costs with GLW Infrastructure”
(http://131.193.153.231/www/issues/issue9_11/soares/index.html) (**)
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
Arquitetura GLW - GNU/Linux-Windows
Fonte:
Marcus Vinicius Brandão Soares, "Reducing Transaction Costs with GLW Infrastructure”
(http://131.193.153.231/www/issues/issue9_11/soares/index.html) (**)
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
Vantagens da padronização dos sistemas do Poder Judiciário:
→ Padronização das Interfaces de dados
- Aproveitamento dos efeitos das Economias de Rede(*).
- Eliminação do processamento desnecessário na conversão dos
dados
→ Padronização das Interfaces de usuário
- Diminuição dos custos com treinamento dos usuários
Fontes:
Nicholas Economides, “Economics of Networks”, International Journal of Industrial Organization,
vol. 14, no. 6 (October 1996), pp. 673-699. (*)
IV Congresso Internacional
de
Direito Eletrônico
Muito Obrigado ;-)
Marcus Vinicius Brandão Soares
Email: contato@doutorlinux.com
Página: http://doutorlinux.com
Download

PPT - Doutorlinux.com