• Modalidade: Bacharelado Presencial
• Ato legal de criação: Resolução n.º 038/CONSEPE/99, assim
ementada: “Aprova criação do curso de graduação em
Comércio Exterior - CECIESA - Campus I Itajaí e estabelece
outras providências”.
• Ato legal de Reconhecimento: Decreto nº 4.012 de 16 de
fevereiro de 2006 – Governo do Estado de Santa Catarina
• Turno de funcionamento: Matutino e Noturno
• Carga horária total do curso: A matriz curricular do
Curso de Comércio Exterior conta com carga horária
total de 2.880 horas, das quais 2.385 são de
atividades de ensino, 300 horas de Estágio/TIC e 195
horas destinadas à realização de Atividades
Complementares.
•
Breve Histórico:
O Curso de Comércio Exterior foi implantado na Universidade do Vale do Itajaí no ano de 1990,
por meio da Resolução nº 08/90-Cun/UNIVALI e posteriormente alterado pela Resolução nº
10/93-Cun/UNIVALI, na oportunidade com a denominação de Curso de Administração com
Habilitação em Comércio Exterior da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas – FACIESA do
Campus I – Itajaí.
Em 1999, pela Resolução n.º 038/CONSEPE/99, sua matriz curricular foi alterada, bem
como sua denominação passou para Curso de Comércio Exterior. Inicialmente, o curso
foi oferecido somente no turno noturno, sendo que em 2004, por meio da Resolução
nº 074/CONSUN/CaEn/03 passou a funcionar também no período matutino. Com carga
horária total de 2.880 h, distribuídas em 8 semestres e com um total de 42 disciplinas
obrigatórias e 6 optativas, além de 195h destinadas às Atividades Complementares, o
referido curso forma Bacharéis em Comércio Exterior.
Organização Didático-Pedagógica
Contexto Educacional: A relevância do Comércio Exterior pode ser vista e sentida inclusive
por quem não tem qualquer ligação com a área. Para tanto, basta verificar a série de
eventos conexos com o comércio internacional: feiras, fóruns e seminários espalhados por
todo o território nacional e internacional. Tantos outros são os eventos realizados
cotidianamente no Brasil e no mundo, sempre em busca de novos mercados e tecnologias,
novas fontes de riqueza e de desenvolvimento.
Definir as áreas em que o profissional de Comércio Exterior possa atuar seria
limitá-lo. Pode-se afirmar que não há, para este profissional, fronteiras
territoriais nem delimitadores dos degraus que possa galgar em mencionado
âmbito. Há muito a descobrir e tantos outros devem ser reinventados
diariamente.
Contexto Educacional: No que tange a empregabilidade, a Trade Junior - Assessoria e
Consultoria em Comércio Exterior, vinculada ao curso efetuou a pesquisa “Por Onde
Andam os que Passaram por Aqui?”, que objetivou encontrar as pessoas que já estagiaram
na empresa e conhecer um pouco de sua trajetória profissional desde sua saída.
Para isso foi solicitado a resposta de um pequeno questionário cujo resultado
apontou que 42% está atuando em atividades relacionadas à importação, 30%
à exportação; 17% à logística e 11% em outras áreas. A maior parte dos
respondentes trabalha em agências de carga e logística, na indústria/comércio
e em trading company. Destaque para um percentual significativo que possui
empresa própria. Dos alunos pesquisados somente 12% não estão atuando
diretamente com atividades de comércio exterior, comprovando excelente
indicativo da empregabilidade da área.
Objetivo do Curso:
Formar profissionais com conhecimento
técnico-científico em Comércio Exterior,
capacitados para atuar no mercado de forma
criativa e inovadora, visando à racionalização
do trabalho na área do comércio
internacional e a intervenção responsável e
ética na realidade social.
Perfil do Egresso:
O egresso de Comércio Exterior deve ter
conhecimento técnico-científico para
atuar nos intercâmbios de bens, serviços e
capitais entre o Brasil e o mundo, com
responsabilidade ética e profissional.
Competências:
 conhecimento sobre assuntos referentes ao mercado nacional e
internacional;
 raciocínio lógico, crítico e analítico para pesquisar e aplicar os
conhecimentos nos mercados nacional e internacional;
 espírito empreendedor;
 visão holística do mercado de trabalho;
 expressão e comunicação em outros idiomas;
 domínio nos processos de negociações e nas comunicações
interpessoais;
Competências:
 flexibilidade e adaptabilidade nas
intergrupais e na prática profissional;
relações
interpessoais
ou
 capacidade para identificar a aplicabilidade do saber;
 determinação, responsabilidade social e participação na formação de
um ambiente profissional saudável;
 desenvoltura na negociação em diferentes mercados, compreendendo
suas particularidades;
 capacidade para atuar com ética reconhecendo as suas implicações no
exercício profissional.
Estrutura Curricular:
O atual currículo do Curso de Comércio Exterior, da UNIVALI, foi aprovado em 17
de novembro de 2009 pela Resolução nº088/CONSUN-CaEn/09.
As 42 disciplinas, somadas às 195 horas de Atividades Complementares,
constantes da matriz curricular estão distribuídas em 8 (oito) períodos
(semestres), de acordo com uma lógica que procura integrá-las tanto horizontal
quanto verticalmente. Trata-se, em outras palavras, de estimular a inter e a
transdisciplinaridade, por reconhecê-las como condição essencial para a
compreensão do mundo e a construção do conhecimento pelo sujeito envolvido
no processo de descoberta de si mesmo e do outro - uma relação
convencionalmente chamada de ensino e aprendizagem.
Estrutura Curricular: A estrutura do Curso de Comércio Exterior,
para fins pedagógicos, pode assim ser evidenciada.
Projetos Integrados: Os projetos integrados de ensino são incorporados à pesquisa
acadêmica e à extensão, no laboratório com formatação de empresa júnior constituído pela
dinâmica da Trade Júnior. A Trade Júnior - Assessoria e Consultoria em Comércio Exterior, da
Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, ao longo de seus 18 anos vem desempenhando
um importante papel tanto para a Universidade, quanto para a comunidade local,
auxiliando na formação dos profissionais da Gestão, voltados para o comércio exterior. A
Trade Júnior tem sido grande diferencial para o Curso, especialmente no que se refere à
empregabilidade de seus estagiários e pelo aprendizado prático que proporciona.
A empresa júnior é composta por quatro departamentos: Cliente Interno, Cliente
Externo, Marketing Internacional e o Comercial, sendo que cada departamento é
responsável por um segmento de mercado. Foi fundada em 1994, por iniciativa
de alunos e professores e, desde então, tem sido reconhecida como referência
em laborário com formatação de empresa júnior no ramo do Comércio Exterior.
Estágio Curricular/TIC:
As atividades de conclusão do Curso de Comércio Exterior são regulamentadas pela
Resolução n° 112/CONSUN/CaEn/2011.
A matriz curricular do Curso de Comércio Exterior contempla como atividades de
conclusão, as modalidades de Estágio ou o Trabalho de Iniciação Científica (TIC).
Compreendem um conjunto de atividades de formação, programado e supervisionado
por membros do corpo docente da instituição e procura assegurar a consolidação e a
articulação das competências estabelecidas pelo projeto pedagógico do curso.
As atividades de Estágio ou Trabalho de Iniciação Científica no Curso de Comércio
Exterior são divididas em três etapas: Estágio I, II e III, totalizando 360 h do total da
carga horária do Curso.
Atividades Complementares:
As Atividades Complementares são componentes curriculares que possibilitam a
averiguação, por avaliação, de conhecimentos, habilidades e atitudes do aluno. Estas
atividades incluem a prática de estudos e atividades independentes, transversais,
opcionais, de interdisciplinaridade, especialmente nas relações com o mundo do
trabalho e com as ações de extensão junto à comunidade. As Atividades
Complementares constituem componentes curriculares enriquecedores e
implementadores do perfil do formando.
As Atividades Complementares do Curso de Comércio Exterior da UNIVALI
foram instituídas pela Resolução nº 112/CONSUN-CaEn/11 e tem por finalidade
normatizá-las e reconhecê-las como conhecimento adquirido pelo acadêmico
ao longo de sua formação acadêmica.
Atividades Complementares:
Constituem-se como Atividades Complementares no Curso de Comércio
Exterior da Univali as seguintes categorias.
Ensino;
Pesquisa;
Produção Bibliográfica;
Extensão e Cultura;
Trabalhos Técnicos.
Pesquisa: A UNIVALI mantém quatro programas de incentivo à pesquisa entre os estudantes da
graduação, ofertados anualmente. São eles: Programa de Bolsas de Iniciação Científica,
Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, Programa Integrado de Pós-Graduação e
Graduação e Artigo 170.
Produção Bibliográfica:
No segundo semestre de 2008, um grupo de professores se reuniu e com o apoio da
Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação, Extensão e Cultura lançou a “Coleção
Negócios Mundiais do Curso de Comércio Exterior da Univali”, pela Editora da
Univali. Esta coleção se traduz na reunião de artigos originados dos Trabalhos de
Estágios e Iniciação Científica dos acadêmicos do curso. Em cada semestre uma
temática é amplamente discutida, sob diversas óticas.
O livro lançado no ano de 2010 foi “Exportação Brasileira e Livre Comércio” . A
edição de 2011 da coletânea, que teve como título: “Gestão do Comércio Exterior
Brasileiro: crise política e oportunidades”.
Extensão: Os projetos de extensão do Curso de Comércio Exterior são desenvolvidos
em conjunto aos demais cursos do CECIESA-Gestão, os quais seguem:
Arca de Noé;
8 jeitos de mudar o mundo;
Doações aos Fundos Municipais de Atendimento à Criança e ao
Adolescente;
Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares – ITCP;
Plano de Desenvolvimento Profissional – PDP.
Produção Cultural e Eventos:
Produção Cultural e Eventos:
“VII SIMPÓSIO DE COMÉRCIO
EXTERIOR: Tributações nas
operações Internacionais”.
“VIII SIMPÓSIO DE COMÉRCIO EXTERIOR –
Benefícios Fiscais e Procedimentos
Facilitadores de Comércio Exterior”
“XIII Semana CECIESA Gestão”
“XIV Semana CECIESA Gestão”
“Portfólio Trade Junior - 2010”
“Semana da Iniciação Científica”
Intercâmbios: A UNIVALI conta com o
Programa de Intercâmbio de Alunos (PIA),
veículo que permite o intercâmbio de
estudantes da graduação. O edital de
candidatura ao PIA é publicado duas vezes
ao ano, nos meses de março, para as
universidades europeias, e agosto, para as
universidades latino-americanas.
Avaliação Externa:
Do ano de 2006 a 2010, o Curso de Comércio Exterior da
UNIVALI recebeu como mérito com 4 estrelas no Guia do
Estudante da Editora Abril. Já no ano de 2011, o curso atingiu a
marca de 5 estrelas, fato este que exige uma atenção constante
da Coordenação de Curso, da Direção do Centro e do Apoio
Pedagógico, na manutenção da qualidade de ensino para uma
eficiente formação acadêmica.
Corpo Docente
Atuação do Coordenador:
Professor Manoel Antônio dos Santos: Coordenador do Curso de Comércio
Exterior e do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Portuária;
Bacharel em Economia pela FEPEVI – Fundação Educacional do Polo Geo
Educacional do Vale do Itajaí – (Univali);
Mestre em Relações Econômicas e Sociais Internacionais Univali/Universidade do Minho (Portugal) e UFSC – Universidade Federal de
Santa Catarina.
Titulação do Corpo Docente (2011):
Graduação
0%
Doutor
8%
Especialista
37%
Mestre
55%
Experiência do corpo docente no magistério superior:
O corpo docente do Curso de Comércio Exterior é formado por professores de
larga experiência acadêmica. Dos docentes que atuam atualmente no curso,
80% possuem experiência acadêmica de mais de 7 anos; 18% de 4 a 6 anos e
apenas 2% com 3 anos ou menos. Essa situação atende plenamente as
políticas de avaliação do MEC ao indicar que, para alcançar o conceito 5, pelo
menos 80% do corpo docente deve ter experiência de magistério superior de
no mínimo 3 anos.
Perfil Discente
Perfil socioeconômico e cultural discente:
Os calouros do 2º semestre de 2011 do Curso de Comércio Exterior em sua
maioria são do sexo feminino, solteiros com menos de 20 anos, residentes em
Itajaí. Trabalham como empregados do setor privado e são economicamente
dependentes, sendo que a renda familiar de mais da metade dos respondentes
fica entre R$ 801 e R$ 1.800.
No que se refere à escolaridade, a maioria cursou o ensino médio em escola
pública, com formação em educação geral, e não frequentou curso prévestibular.
A principal atividade de cultura é a prática desportiva e possuem opções de lazer
bem diversificadas: encontro com amigos, internet, TV, cinema, bares e
restaurantes.
Perfil socioeconômico e cultural discente:
Possuem bom conhecimento de informática e acesso à Internet. A maior parte
dos calouros do curso ingressou pelo Processo Seletivo Especial, sendo que a
principal fonte de informação sobre a Universidade foram os amigos e parentes
e sobre o curso a internet.
A escolha pela UNIVALI se deu em virtude de fornecer o melhor curso e a
escolha do curso deve-se ao ambiente profissional e o prestígio social e
econômico da profissão. Os calouros esperam ter facilidade de inserção no
mercado de trabalho e, para aqueles que já possuem emprego, uma melhoria da
situação profissional após a conclusão do curso e por isso pretendem cursá-lo
integralmente e trabalhar na área de sua formação.
Infraestrutura
•
•
Salas de aula: As salas de aula do CECIESA – Gestão possuem 64 m2 e estão aptas para
acomodar confortavelmente 55 alunos. São climatizadas e estão equipadas com
projetor multimídia, tela de projeção, quadro de giz e branco.
Acesso dos alunos a equipamentos de informática: Os laboratórios de informática do
CECIESA – Gestão estão localizados no 2º piso do bloco B7. Os quatro laboratórios estão
equipados com 122 computadores contratados por leasing que permite a troca
periódica, mantendo a atualização dos equipamentos e impedindo que estes fiquem
obsoletos.
• Sala de Estágio: está localizada no piso térreo do bloco B7 possui um espaço
amplo de 320 m2 e está equipada com impressora e 40 computadores nas
bancadas, além de disponibilizar internet sem fio para que acadêmicos e
professores utilizem notebooks nas 22 estações de orientações disponíveis
no local. A sala também possui uma biblioteca setorial e uma sala de
estudos e reunião.
Trade Junior:
A Trade Júnior é uma empresa de Assessoria e Consultoria em Comércio
Exterior, que tem como objetivo proporcionar aos acadêmicos do curso
de Comércio Exterior a prática dos processos de importação, exportação,
pesquisas de mercado e promoção de serviços, prestando serviços à
Univali e à comunidade em geral, com qualidade e profissionalismo.
A Empresa Júnior é composta por quatro departamentos:
Cliente Interno, departamento exclusivo para atender a Univali e a outras
Instituições de Pesquisa ou Ensino;
Cliente Externo, responsável pelos processos de importação e exportação de
pessoas físicas e jurídicas;
Marketing Internacional, análise e prospecção de mercados internacionais para
empresas que atuam ou desejam atuar no mercado globalizado;
Comercial, responsável pela divulgação e promoção dos serviços prestados
pela empresa e prospecção de novos clientes.
A Trade Júnior fica localizada no 1º piso do bloco C2 e conta com uma área
totalmente climatizada de 151,56m2. É composta por uma sala de reuniões,
equipada com projetor multimídia, uma sala utilizada pela Professora Responsável
Geral e quatro ambientes integrados para atendimento dos quatro departamentos.
A empresa é equipada com 20 computadores e duas impressoras utilizados pelos
professores, funcionários e estagiários para desenvolvimento das atividades. A
atualização dos computadores é realizada pelos técnicos da Gerência de Tecnologia
de Informação periodicamente.
Duas funcionárias da empresa dão suporte técnico e administrativo aos professores
e estagiários e auxiliam na gestão da empresa.
Centro de Ciências Sociais Aplicadas - Gestão
Localização: Campus Itajaí – Bloco B7 – Sala 111
Contato: 47 3341-7538
E-mail: comex.ceciesa@univali.br
Download

Síntese do Projeto Pedagógico do Curso