ÁGAR LOWENSTEIN JENSEN
(cód.1629)
1. FINALIDADE:
Meio seletivo destinado ao cultivo de micobactérias
2. INFORMAÇÕES:
O isolamento de micobactérias na prática é um processo
demorado, porém fornece resultados mais exatos que a
simples baciloscopia.
3. APRESENTAÇÃO:
Pacote com 10 tubos.
4. AMOSTRAS:
O material usado pode ser o escarro, lavado brônquico,
urina, fezes e outras secreções. Como a pesquisa no escarro
é a mais freqüente, o presente procedimento de uso será
orientado para este tipo de material.
a- Preparo do paciente
A coleta do escarro deve ser executada de preferência pela
manhã, em frasco estéril, de boca larga e tampa de rosca,
devendo o paciente fazer alguns bochechos com água
potável antes da coleta. Deve-se instruir o paciente a
procurar expectorar o material dos pulmões, evitando
contaminação com saliva e outras secreções o máximo
possível.
b- Armazenamento e estabilidade
As amostras devem ser encaminhadas ao laboratório em
até 12 horas a temperatura ambiente (20 a 25ºC). Para
períodos prolongados, máximo 48 horas, manter as
amostras refrigeradas de 2 a 8ºC. Não congelar.
c- Critérios de rejeição
- Rejeitar as amostras que apresentarem-se com visível
contaminação por saliva, ou que não tenham sido coletadas
em recipientes e condições adequadas.
- Amostras coletadas e não armazenadas de maneira
adequada não devem ser processadas.
- Observar a seguir, os critérios de rejeição na triagem pela
coloração de Gram para assegurar qualidade da amostra:
- ACEITÁVEL: ≤ 10 células epiteliais/campo e ≥25
leucócitos/campo.
- INACEITÁVEL: ≥ 10 células epiteliais/campo e ≤ 25
leucócitos/campo.
OBS: Realizar leitura com aumento de 10X.
d- Precauções e cuidados especiais
Todas as amostras devem ser manipuladas com extrema
cautela, pois podem veicular diversas doenças infectocontagiosas (hepatite, SIDA etc.).
Devem também ser processadas em uma cabine de
segurança biológica pelo alto risco de contaminação pela
formação de aerossóis. Seu descarte deve ser feito
preferencialmente após sua autoclavação devendo-se
evitar seu descarte diretamente no meio ambiente
5. COMPOSIÇÃO:
Asparagina, fosfato, sais de magnésio, ovos frescos
homogeneizados, fécula de batata e verde malaquita.
6. ARMAZENAMENTO:
Este produto deve ser armazenado em temperatura de 2 a
0
8 C, podendo ser transportado em temperatura ambiente
por até 72 horas.
7. PRECAUÇÕES E CUIDADOS ESPECIAIS:
- Produto para uso diagnóstico “in vitro”;
- Não utilize produtos com o prazo de validade expirado ou
com selo de qualidade rompido;
0
- Antes de descartar o material usado, autoclavar a 121 C
por 15 minutos.
- O verde malaquita pode eventualmente oxidar,
conferindo ao meio uma tonalidade amarelada, que não
interfere em seu desempenho;
- No processo de fabricação pode ocorrer que alguns tubos
apresentem pequenas manchas castanhas próximas à
superfície inclinada, o que não interfere no desempenho do
produto.
8. MATERIAIS NECESSÁRIOS NÃO FORNECIDOS:
- Estufa bacteriológica;
- Alça bacteriológica;
- Ácido clorídrico 1N.
9. PROCEDIMENTO TÉCNICO:
a- Misturar em um tubo de centrífuga estéril partes iguais
de escarro e solução de NaOH a 4% e agitar durante 5
minutos, centrifugando a seguir por 10 minutos a 3000
rpm;
b- Desprezar o sobrenadante e neutralizar o sedimento
adicionando uma gota de solução de vermelho de fenol e
em seguida gota-a-gota HCl 1N até adquirir uma coloração
rósea;
c- Trabalhando próximo à chama e com alça bacteriológica
em platina flambada e resfriada, inocular uma alíquota do
sobrenadante da etapa anterior por estriamento na
superfície inclinada;
d- Incubar em estufa a 35-37 oC por até 60 dias;
e- Controlar o crescimento diariamente, e caso este se
verifique, checar através da realização de bacterioscopia
por Ziehl-Neelsen;
f- Havendo crescimento confirmado, proceder identificação
do microorganismo isolado segundo os protocolos
adotados pelo laboratório.
10. CONTROLE DE QUALIDADE:
A cada lote recebido ou em periodicidade estabelecida pelo
usuário. Utilizar cepas padrão ATCC.
11. GARANTIA DA QUALIDADE:
A RenyLab obedece o disposto na Lei 8.078/90 - Código de
Defesa do Consumidor. Para que o produto apresente seu
melhor desempenho, é necessário:
- que o usuário conheça e siga rigorosamente o presente
procedimento
- que os equipamentos e demais acessórios necessários
estejam em boas condições de uso, manutenção e limpeza.
Antes de ser liberado para venda, cada lote do produto é
submetido a testes específicos, que são repetidos
periodicamente conforme calendário estabelecido pela
empresa até a data de vencimento.
Os certificados de análise de cada lote podem ser obtidos
no site www.renylab.com.br. Em caso de dúvidas ou
quaisquer problemas de origem técnica, entrar em contato
ÁGAR LOWENSTEIN JENSEN
(cód.1629)
com o SAC - Serviço de Assessoria ao Cliente através do
telefone (32) 3331-4489 ou pelo e-mail [email protected]
Quaisquer problemas que inviabilizem uma boa resposta do
produto, que tenham ocorrido comprovadamente por falha
da RenyLab serão resolvidos sem ônus ao cliente, conforme
o disposto em lei.
12. REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
1. ANVISA, Descrição dos Meios de Cultura Empregados nos
Exames Microbiológicos;
2. Oplustil, C.P., Zoccoli, C.M., Tobouti, N.R., e Sinto, S.I.
Procedimentos Básicos em Microbiologia Clínica, Sarvier,
São Paulo, 2000.
3. MERCK. Manual de medios de cultivo. Darmstadt, 1990.
DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS ASSOCIADOS:
Para esclarecimentos de dúvidas do consumidor quanto ao produto:
[email protected]
Telefax: (32) 3331-4489
NO DO LOTE, DATA DE FABRICAÇÃO E DATA DE VALIDADE –
VIDE RÓTULO
Elaborado e fabricado por:
RENYLAB QUIM. FARM. LTDA
Rodovia BR 040 Km 697 – Caiçaras
Barbacena – MG
CEP:36205-666
Farm. Resp.: Renê Vaz de Mello CRF – MG: 2709
M.S: 80002670075
Download

Instruções de uso