O FUTURO DA
ÁREA DE R.H.
Desde que R.H. existe,
pouco mais de 50 anos,
se tem levantado dúvidas
sobre o seu futuro.
Por que ?
Enio Resende
Mas R.H. não só tem sobrevivido,
como também mostra avanços.
E as perspectivas são de um
futuro promissor.
Enio Resende
O crescente reconhecimento da
importância da área de R.H. está
diretamente relacionado
com a
crescente percepção da importância
do fator humano para os resultados
das organizações.
R.H.
tem passado, presente e
terá futuro diferentes e ...
emocionantes
Enio Resende
A EXPERIÊNCIA EM R.H. MOSTRA
☹ Vive-se frequentes frustrações,
mas
☺ mas também muitas possibilidades de
realização profissional.
☹ Tem-se algumas decepções,
mas
☺ há muitos momentos de entusiasmo e
satisfação.
Enio Resende
POR QUE COGITAR-SE DO
FUTURO DE R.H. ?
1
Porque é uma área ou atividade das
organizações muito sujeita a ser
impactada por fatores conjunturais:
economia,
desenvolvimento tecnológico,
mudanças no mercado e nas leis .
Portanto, o futuro não será repetitivo.
Enio Resende
FATORES DETERMINANTES DA
EVOLUÇÃO DE R.H.
R.H. evolui
quando a economia vai bem: as empresas produzem
mais e se desenvolvem. Contratam, treinam,
promovem pessoas. Melhoram sua remuneração,
etc.
R.H. estagna ou regride
Se, ao contrário, as empresas reduzem suas
atividades. Engavetam suas políticas, enxugam
seus quadros. O mercado de trabalho desaquece.
Enio Resende
FATOS E FATORES CONDICIONANTES DA
EVOLUÇÃO DE R.H.
Fases de + evolução de R.H.
1995
1988/95
GLOBALIZAÇÃO
E COMPETITIVID.
REENGENHARIAS
1978/88
1968/75
O início
1945/55
LEGISLAÇÃO
TRABALHISTA
1955/60
FORTALECIMENTO
DO SINDICALISMO
2º GRANDE DES.
EMPRESARIAL
Fase de + decadência
1º GRANDE DES.
EMPRESARIAL
Fase do chamado “milagre brasileiro”
Enio Resende
IMPORTANTE TOMADA
DE CONSCIÊNCIA
QUEM MAIS DIFICULTA A REALIZAÇÃO OU
ATUAÇÃO DA ÁREA DE R.H. ?
Os empresários ou dirigentes ?
◆
◆
◆
Os gerentes e supervisores ?
Os próprios profissionais ?
Enio Resende
UMA IDÉIA QUANTITATIVA
Os dirigentes ..................................... 25 %
Os gerentes intermediários ............... 30 %
Os próprios profissionais de R.H. ...... 45 %
Enio Resende
TOMADA DE CONSCIÊNCIA NECESSÁRIA
1
Práticas tradicionais de R.H. são mais reativas,
demasiado operacionais, fazem só o básico
e agregam pouco.
◆
D P cuida das obrigações e rotinas trabalhistas.
◆
A seleção preenche vagas.
◆
T e D integra pessoas, cuida de treinamentos
externos, promove algum treinamento
comportamental e de chefia, poucas vezes
baseados em necessidades diagnosticadas.
Enio Resende
TOMADA DE CONSCIÊNCIA NECESSÁRIA
2
◆
◆
◆
Cargos e salários muito tecnicista, “caixa preta”
e ai na rotina. A prática do PLR menos vezes
criteriosa-mente vinculadas a resultados.
Ainda se faz muita avaliação de “desempenho”
comportamental, pouco útil – e desastrosa
quando vinculada a salários nominais.
A Administração de Benefícios costuma ser apenas
eficiente.
Enio Resende
TOMADA DE CONSCIÊNCIA
3
R.H.
Evoluir de uma competência
predominantemente
TÉCNICISTA E OPERACIONAL
para uma competência
predominantemente
ESTRATÉGICA
Enio Resende
MAS HÁ MUITO MAIS MOTIVOS
PARA OTIMISMO
PRINCIPALMENTE SE
OS PROFISSIONAIS DE R.H.
ASSUMIREM SEUS PAPÉIS
E ENCARAREM SEUS DESAFIOS
Enio Resende
“A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo”
Peter Drucker
“Ó vida futura ! Nós te criaremos”
Carlos Drummond de Andrade
A MÉDIO E LONGO PRAZOS, VEREMOS
Inevitável (e mais bem comportada) evolução da
economia
Renovação e crescimento quantitativo e
qualitativo de organizações
+ consciência da importância do fator humano,
+ demanda de pessoal, inclusive qualificado
Gestão de pessoas evoluindo organizacional,
técnica e estrategicamente
Enio Resende
UMA NOVA REALIDADE PARA A
GESTÃO DE PESSOAS
É PRECISO TER EM MENTE:
Muitas das teorias foram desenvolvidas para a
“Geração baby boomer”, em fim de carreira.
A maioria das pessoas existentes agora nas
organizações são da “Geração X”.
R.H. e as lideranças precisam ser recicladas
para saber lidar com as novas gerações.
Enio Resende
ESTÁGIO DE EVOLUÇÃO DE R.H.
Estimativa empresas com + de 50 empregados
Agora
Em 10 anos
• Estágio rudimentar ...... 20%
15%
• Básico melhorado
...... 45%
30%
• Aperfeiçoado ............... 25%
40%
• Evoluído ....................... 10%
15%
Enio Resende
FENÔMENO RECENTE
Cresce o número de empresas pequenas, com
menos de 100 empregados,
que adotam algumas
práticas, instrumentos e sistemas
de Gestão de Pessoas, com profissionais
próprios ou com apoio de consultorias.
Enio Resende
COMO É UM R.H. EVOLUÍDO
(1)
◆
Bem organizado e informatizado nos assuntos
básicos e rotineiros.
◆
R e S: processos e técnicas mais eficientes
e pro-ativos. Entrosando mais e melhor com
áreas e R.H.
◆
T e D: + objetividade nos LNT´s e na
programação; melhor otimização de recursos;
maior qualidade dos programas; efetivo
acompanhamento dos resultados.
Enio Resende
COMO É UM R.H. EVOLUÍDO (2)
◆
T e D entrosando também com planos de
carreira, sucessão, qualidade e produtividade.
Mais objetividade e sistematização dos
programas de DG.
◆
Remuneração fixa evoluindo para ser baseada em
competência. PLR efetivamente baseado em
resultados das áreas e da empresa. Planos de
incentivos quando couber.
◆
Planos de benefícios melhor administrados e
flexíveis. Foco na Qualidade de Vida no trabalho.
Enio Resende
COMO É UM R.H. EVOLUÍDO (3)
◆
Três sistemas de Avaliação de Pessoal devidamente
vinculados: i) Avaliação de Desempenho; ii) Avaliação
de Potencial; iii) Avaliação de Comportamento.
◆
Planos de Carreira horizontal e vertical bem definidos
e bem implementados. Planos de sucessão para todos
os cargos estratégicos.
◆
Sistematização das Pesquisas e Gestão de Clima
Organizacional.
◆
Aperfeiçoamento constante das Relações Trabalhistas
e Comunitárias. Assim como da HMST.
Enio Resende
FOCO DE R.H. PARA RESULTADOS
R.H./Gestão
de Pessoas
Suprimento e
Desenvolvim.
de Pessoas
Remuneração
e
Recompensas
Relações
Trabalhistas e
Comunitárias
Gestão do
Clima
Organizacional
Qualidade
Trabalho e
Vida
Enio Resende
MUDANÇAS DE PARADIGMAS
NA GESTÃO DE PESSOAS
Visão tradicional
Moderna/Futura
- Recurso (descartável)
- Capital humano/talento
- Funcionário (que funciona)
- Colaborador/parceiro
- Operário (que opera)
- Empreendedor
- Mão de obra
- Cabeça/coração de obra
- Fator de custo
- Fator chave sucesso,
investimento
“As organizações, regra geral, estão mais preparadas
para lidar com funcionários/operários do que com
seres humanos”
Enio Resende
ORIENTAÇÕES MODERNAS E
ESTRATÉGICAS DE R.H.
☛ Alinhado com os objetivos da empresa.
☛ Voltado para satisfação dos clientes (internos).
☛ Voltado para resultados - agregar valores.
☛ Criação de valores (competência, transparência).
☛ Ampliação de missões (cidadania, meio ambiente)
☛ Descentralização - atuação junto às áreas.
☛ Compartilhamento de papéis e responsabilidades.
Enio Resende
COMPETÊNCIAS DE ATUAÇÃO DE R.H.
(1)
(Área e profissionais)
►
Competência estratégica.
►
Saber obter resultados e agregar valores.
►
Agilidade e objetividade nas entregas.
►
Senso de prioridade na implementação de
planos e programas.
►
Competência para mudar e desenvolver
culturas.
►
Saber compartilhar objetivos, atuar em
parceria e integradamente.
Enio Resende
COMPETÊNCIAS DE ATUAÇÃO DE R.H.
(2)
►
Saber proagir e empreender
►
Habilidade de relacionamento e interação
►
Ser multifuncional/policompetente
►
Saber ser agente de mudanças
►
Ser adaptável e flexível
►
Ser automotivado, assertivo e persistente
Enio Resende
PAPÉIS MODERNOS DE R.H
☛
Agente de Mudanças
☛
Suporte Técnico
☛
Consultor Interno
☛
Facilitador
☛
Integrador
☛
Diagnosticador
☛
Educador
☛
Energizador/revitalizador
Necessário
Desejável
Enio Resende
POSTURAS DE R.H.
- condição para êxito profissional -
◆
Assumir papéis e responsabilidades
◆
Assumir riscos
◆
Empreender
◆
Proagir
◆
Persistir
◆
Mostrar assertividade
Enio Resende
OU SEJA ...
Enio Resende
OU ...
Enio Resende
CUIDADO COM ESTAS ARMADILHAS
☹ Submeter-se demasiado às demandas de rotina.
☹ Encantamento excessivo com modelos
sofisticados, não condizentes com a realidade
das organizações.
☹ Adotar discurso moderno sem mudar paradigmas
organizacionais e culturais.
☹ Submeter-se demais aos objetivos simplistas
de redução de custos, deixando de “brigar”
por recursos necessários.
☹ Conhecer só o lado aparente, técnico e
operacional das empresas benchmarking
Enio Resende
Em suma:
PERSPECTIVAS PROFISSIONAIS
☺ R.H. será uma atividade cada vez mais presente e
valorizada nas organizações. Mercado profissional
crescente.
☺ O Brasil tem um futuro promissor (BRIC), e o
desenvolvimento econômico e empresarial
inevitáveis.
☺ É uma atividade profissional rica de possibilidades,
requerendo qualificações e capacitações
diferenciadas em diferentes empresas.
☺ Uma atividade profissional que requer
atualização e aprofundamento constantes.
Enio Resende
MENSAGENS FINAIS (1)
Façam a sua parte porque:
☺ O desenvolvimento econômico fará a sua,
aumentando número e porte das organizações.
☺ As novas gerações de empresários são/serão
mais conscientes da importância do fator
humano.
☺ O desenvolvimento gerencial (que solicitará
mais R.H.) é inevitável.
☺ Evoluções tecnológicas e organizacionais
serão constantes.
Enio Resende
MENSAGENS FINAIS (2)
“Seu futuro depende de muitas coisas,
mas principalmente de você ”
Frank Tyger
“Tudo pode ser feito melhor do que está
sendo feito”
Henry Ford
“O homem só é feliz se puder desenvolver e utilizar
todas as suas capacidades e possibilidades.”
Jostein Gaarder
Enio Resende
☛ 40 anos de experiência em R.H.
☛ Mais de 100 programas de aperfeiçoamento
☛ Atuação como consultor em cerca de 180
organizações
☛ Mais de 1500 atuações em cursos e palestras
☛ Autor de 16 livros
Site: www.enioresende.com.br
E.mail: resenio@uol.com.br
Fone:
(11) 5031-2859
Empenhem-se !
Boa sorte !
Sucessos !
Enio Resende
Download

Passado, presente e Futuro de R.H. - ABRH