A Paz do Senhor!
Estamos no 2º trimestre de 2015 e o tema da
revista é Moisés, o legislador de Israel, tendo
o Pastor Belchior Martins da Costa,
Presidente da Assembleia de Deus em Barueri
– Jardim Belval (SP), como comentarista.
Sinta-se livre para incluir textos, figuras,
animações e outros elementos a esta
apresentação.
Se houver necessidade, fique à vontade
para alterar os textos aqui apresentados,
porém, sem fugir do conteúdo da revista,
que é a base desta apresentação.
Muito Importante!
Peça ao Espírito Santo para fazer a diferença
em sua aula!
Ore, leia a Bíblia, consulte sua revista e
estude a lição. Lembre-se também que uma
boa consulta a outras obras fidedignas
enriquece o conhecimento.
Ao final da lição complete os exercícios
propostos no PIL (Programa de Incentivo
à Leitura) e fique preparado(a)!
Tenha uma boa aula e uma boa semana!
Dúvidas, sugestões?
Entre em contato conosco:
comercial@editorabetel.com.br
Curta nossa página e acompanhe nossas
novidades:
facebook.com/EditoraBetel
“Aquele que leva a preciosa
semente, andando e chorando,
voltará, sem dúvida, com alegria,
trazendo consigo os seus molhos”
Salmos 126.6
Aula Expositiva
“Um Faraó que não conheceu
José”
Lição 01
05 de Abril de 2015
Texto Áureo
“E os filhos de Israel frutificaram,
aumentaram muito, e multiplicaram-se,
e foram fortalecidos grandemente; de
maneira que a terra se encheu deles”
Êx 1.7
Verdade Aplicada
Mesmo que tudo seja obscuro e sem
sentido, não existe nada neste mundo
que o Senhor não veja, não conheça ou
não controle.
Objetivos da Lição
1. Ensinar como principiou o cativeiro hebreu no
Egito e suas implicações;
2. Revelar como o Senhor administrou os eventos
até o nascimento do libertador;
3. Mostrar aos alunos que Deus trabalha com
propósitos específicos em tudo o que faz.
Textos de Referência
Êx 1.13-16
Introdução
Neste trimestre, abordaremos profundos assuntos
concernentes à vida de Moisés, um dos maiores e
mais importantes personagens da Bíblia. Nesta
lição, trataremos do princípio do cativeiro hebreu
no Egito, a poderosa forma divina de administrar os
acontecimentos e a maneira sobrenatural e
profética do nascimento de Moisés.
1. O princípio do cativeiro hebreu
O principal personagem dos últimos capítulos
de Gênesis é José. Através dele, Jacó e toda
sua família habitaram na magnífica terra fértil
de Gosén. Porém, com a mudança de
governante, uma nova lei foi estabelecida e o
povo, que antes vivia em paz, agora
enfrentaria o pior drama de sua vida: a
escravidão.
Comente
1.1. Um povo pastoril
1.2. Um povo numeroso
1.3. Deus controla os eventos
2. Guardado de forma
sobrenatural
O tempo da liberdade chegou; um libertador
viria, um homem escolhido pela mão de
Deus, um líder preparado especialmente para
lidar com os israelitas e confrontar o Faraó.
Embora houvesse planos terrenos para
impedir a ação divina, o nosso Deus começou
a agir da forma como Ele é: Grande.
Comente
2.1. Quem poderia impedir o futuro?
2.2. Sifrá e Puá
2.3. A morte deu lugar à vida
3. Lições práticas
Tudo o que é grandioso passa por sérios
tratamentos antes de existir. Não foi fácil
para os hebreus ver a liberdade sucumbir e,
do dia para a noite, tornar-se escravo. Seu
clamor durou quatrocentos anos, mas,
quando chegou o tempo de ser livre outra
vez, Deus agiu com mão forte e não houve
quem pudesse impedir o que por Ele mesmo
foi determinado.
Comente
3.1. Deus está no controle
3.2. Todos nós nascemos com uma
finalidade
3.3. Operando Deus quem impedirá?
Conclusão
A aflição pode durar um tempo, mas ela
possui prazo de validade. Embora a situação
dos hebreus fosse de total calamidade, Deus
estava acompanhando tudo de perto sem
perder um detalhe sequer. Por fim, Moisés
nasceu, o povo foi liberto e Faraó morreu.
Nada pôde impedir o agir de Deus. Em
tempos difíceis, coloquemos nossa confiança
no Senhor.
Referências
Bíblia Sagrada – Concordância, Dicionário e Harpa Editora Betel
Revista Jovens e Adultos: Moisés, o legislador de
Israel, 2º Trimestre de 2015 – Editora Betel
Download

PAE | PPT - Editora Betel