A FORMAÇÃO DO GOSTO:
CULTURA E ARTE
Prof.ª Vivian Moreno
profvivianmoreno@gmail.com
1
POEMA VII - Alberto Caeiro, O Guardador
de Rebanhos (Fernando Pessoa)
Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode
ver no Universo...
Por isso a minha aldeia é tão grande como
outra terra qualquer
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não, do tamanho da minha altura...
2
POEMA VII
Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.
Na cidade as grandes casas fecham a vista à
chave,
Escondem o horizonte, empurram o nosso olhar
para longe de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que
os nossos olhos nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a nossa única
riqueza é ver
3
Cultura
Cultura :
É o conjunto de fenômenos materiais e
ideológicos que caracterizam um grupo étnico
ou uma nação (economia, comportamento,
momento histórico, arte, crença, ofícios etc),
estando em permanente processo de mudança.
4
Cultura
• Economia.
• Comportamento.
• Momento histórico.
• Arte.
• Crença.
• Ofícios.
5
Cultura
“A consciência cultural conduz você além de
você mesmo para retornar com um espírito de
revisão e reconstrução. Quem eu sou não é
uma categoria fixa, depende de quem você é,
quem é o outro e onde estamos. Sem definir
estas questões, é difícil definir para onde
estamos indo”(BARBOSA, 1998, p.73).
6
Cultura e Arte
Vênus de Willendorf
(24.000 e 22.000 a.C.)
Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Venus_of_Willendorf_frontview.jpg>.
7
Cultura e Arte
O Nascimento de Vênus – Botticelli (1483)
Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Sandro_Botticelli_-_La_nascita_di_Venere__>.
8
Cultura e Poder
“Não há saber neutro. Todo saber é político. E isso
não porque cai nas malhas do Estado, é apropriado
por ele, que dele se serve como instrumento de
dominação, descaracterizando seu núcleo essencial.
Mas que todo saber tem sua gênese nas relações de
poder. O fundamental da análise é que saber e poder
se implicam mutuamente: não há relação de poder
sem constituição de um campo de saber, como
também, reciprocamente, todo saber constitui novas
relações de poder. Todo ponto de exercício do poder
é, ao mesmo tempo, um lugar de formação de saber”
(FOUCALT, 1979, p.XXI).
9
Cultura e Poder
Disponível em: <www.raiodesol.com.br>
Disponível em: <www.versace.com.br>
10
Vídeo:
Michelangelo – Porta dos Fundos
11
Cultura e poder
A criação de Adão – Michelangelo (1508 – 1512)
Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:God2-Sistine_Chapel.png>.
12
Cultura de massa
A expressão ‘cultura de massa’, posteriormente,
trocada por ‘indústria cultural, é aquela criada com um
objetivo específico, atingir a massa popular, maioria no
interior de uma população, transcendendo, assim, toda
e qualquer distinção de natureza social, étnica, etária,
sexual ou psíquica. Todo esse conteúdo é disseminado
por meio dos veículos de comunicação de massa.
• Cinema.
• Internet.
• Rádio.
• Televisão.
13
Esse cara sou eu – Roberto Carlos
Disponível em: <http://tvg.globo.com/novelas/salve-jorge/capitulo/2013/5/17/nao-perca-o-ultimo-capitulo-de-salve-jorge.html>.
14
Cultura de Massa
Esse Cara Sou Eu
Roberto Carlos
O cara que pensa em você toda hora
Que conta os segundos se você demora
Que está todo o tempo querendo te ver
Porque já não sabe ficar sem você
E no meio da noite te chama
Pra dizer que te ama
Esse cara sou eu
15
Esse cara sou eu –
Roberto Carlos
O cara que pega você pelo braço
Esbarra em quem for que interrompa seus passos
Está do seu lado pro que der e vier
O herói esperado por toda mulher
Por você ele encara o perigo
Seu melhor amigo
Esse cara sou eu
O cara que ama você do seu jeito
Que depois do amor você se deita em seu peito
Te acaricia os cabelos, te fala de amor
Te fala outras coisas, te causa calor
16
Esse cara sou eu – Roberto Carlos
De manhã você acorda feliz
Num sorriso que diz
Esse cara sou eu
Eu sou o cara certo pra você
Que te faz feliz e que te adora
Que enxuga seu pranto quando você chora
Esse cara sou eu
O cara que sempre te espera sorrindo
Que abre a porta do carro quando você vem vindo
Te beija na boca, te abraça feliz
Apaixonado te olha e te diz
Que sentiu sua falta e reclama
Ele te ama
17
Vídeo:
Estaremos fazendo o cancelamento
18
Cultura de Massa
Ai Se Eu Te Pego
Michel Teló
Nossa, nossa
Assim você me mata
Ai se eu te pego, ai ai se eu te pego
Delícia, delícia
Assim você me mata
Ai se eu te pego, ai ai se eu te pego
Sábado na balada
A galera começou a dançar
E passou a menina mais linda
Tomei coragem e comecei a falar
19
Cultura de Massa
50tonsdecinza.com.br
20
Vídeo:
Oitavo Andar – Clarice Falcão
21
Oitavo andar – Clarice Falcão
Oitavo Andar (Uma Canção Sobre Amor)
Clarice Falcão
Quando eu te vi fechar a porta eu pensei em me atirar
pela janela do 8º andar,
Onde a Dona Maria Mora, porque ela me adora e eu
sempre posso entrar,
Era bem o tempo de você chegar no T, olhar no
espelho o seu cabelo, falar com o seu Zé,
E me ver caindo em cima de você como uma bigorna
cai em cima de um cartoon qualquer.
E ai, só nos dois no chão frio,
22
Oitavo andar – Clarice Falcão
De conchinha bem no meio fio,
No asfalto riscados de giz,
Imagina que cena feliz,
Quando os paramédicos chegassem e os
bombeiros retirassem nossos corpos do Leblon,
A gente ia para o necrotério ficar brincando de
sério deitadinhos no bem-bom.
Cada um feito um picolé,
Com a mesma etiqueta no pé,
Na autópsia daria pra ver,
Como eu só morri por você,
23
Oitavo andar – Clarice Falcão
Quando eu te vi fechar a porta eu pensei em me
atirar pela janela do 8° andar,
Invés disso eu dei meia volta e comi uma torta inteira
de amora no jantar.
24
Cultura de massa
Esta cultura é hipnotizante, entorpecente,
indutiva. Ela é introjetada no ser humano de tal
forma que se torna quase inevitável o seu
consumo, principalmente se a massa não tem o
seu olhar e a sua sensibilidade educados de
forma apropriada e o acesso indispensável à
multiplicidade cultural e pedagógica. Com este
manancial de recursos, é possível criar
modalidades de resistência a essa cultura
impositiva.
25
Cultura de Massa
Do contrário, com os apelos desta indústria,
personificados, principalmente, na esfera
publicitária, aquela que se devota sem pudor
ao sensacionalismo, é quase impossível resistir
aos sabores visuais da avalanche de imagens e
símbolos que inundam a mente humana o
tempo todo. Este é o motor que move as
engrenagens da indústria cultural e aliena as
mentalidades despreparadas.
26
Alienação
A alienação está relacionada com um estado
mental do ser humano. Neste estado mental,
ele não compreende que é o formador da
sociedade e da política e aceita tudo sem
questionar. A alienação social incapacita o
pensamento independente do ser humano e
ele passa a aceitar tudo como algo natural,
racional ou divino.
27
Vídeo:
Jan Svankmajer (1982) – Dimensions of
Dialogue
28
Surrealismo
O Surrealismo foi um movimento artístico
e literário nascido em Paris na década de 1920,
inserido no contexto das vanguardas que viriam a
definir o modernismo no período entre as duas
Grandes Guerras Mundiais. Fortemente influenciado
pelas teorias psicanalíticas do psicólogo Sigmund
Freud (1856-1939), o surrealismo enfatiza o papel do
inconsciente na atividade criativa. Um dos seus
objetivos foi produzir uma arte que, segundo o
movimento, estava sendo destruída pelo racionalismo.
Seu mais famoso representante foi Salvador Dali.
29
Surrealismo
A persistência da memória – Salvador Dalí (1931)
Disponível em: <www.infoescola.com>
30
Arcimboldo
Vegetables – Arcimboldo (1527 – 1593)
Disponível em: <pt.wikipedia.org>.
31
Arcimboldo
Disponível em: <pt.wikipedia.org>.
32
A FORMAÇÃO DO GOSTO:
CULTURA E ARTE
Prof.ª Vivian Moreno
profvivianmoreno@gmail.com
33
Download

Cultura de Massa