AREIAS DESCARTADAS DE
FUNDIÇÃO- ADF
PORQUE ESTUDAR E CRIAR NORMAS
A RESPEITO ????
PORQUE ESTUDAR E CRIAR NORMAS A RESPEITO ????
PORQUE É MAIOR VOLUME DE RESÍDUO INDUSTRIAL GERADO NO
BRASIL
Porque a falta de informação e dados não
permite eficiência na análise e implantação das
melhores soluções socioambientais.
Porque existe um pré-conceito estabelecido que
não é verdadeiro .
Porque existem pessoas , empresas e
instituições técnicas , regulatórias e fiscalizadoras
representantes da sociedade civil , sérias e
eficientes que estão envolvidas e trabalhando com
dedicação ,seja por motivos de cumprimento de
FATOS A RESPEITO DAS ADF
 Em todos os países , inclusive os mais avançados
ambientalmente como Suécia , Noruega , Finlândia,
Suíça , França , etc as ADF são recicladas e
reutilizadas em outras funções.
 No Brasil isto não ocorre porque nunca houve um
trabalho de organização das informações a respeito das
ADF , porque existe o pré-conceito em razão de seu
aspecto, dos volumes acumulados, etc.
 As formulações teóricas e as análises práticas
realizadas em locais onde são dispostas somente ADF,
mostram que essas não provocam contaminação de
solo e ou de águas..
Problemas do modelo atual
O Meio Ambiente perde
porque poderia ter suas
areias de rios e cavas
preservadas se as ADF as
substituíssem na
construção civil.
O Meio Ambiente perde
com a saturação mais
rápida dos aterros
industriais.
A sociedade é prejudicada porque
os governos gastam enormes
recursos na compra de matériasprimas para pavimentação que
poderiam receber sem custos.
O trabalho que será realizado:
 O objetivo desta iniciativa não é abrandar
o controle sobre a destinação das ADF.
 O objetivo é discutir e regulamentar o
papel das ADF na equilíbrio
socioambiental.
COMENTÁRIOS FINAIS
É a primeira vez que o assunto está sendo
discutido de forma pragmática com todos os
envolvidos.

Vamos dar uma chance para as ADF
mostrarem seu valor !!!!!!!!!!!!!
Visite www.solucoesadf.com.br
Estamos a disposição.
Obrigado.
Fábio Garcia Filho.
solucoesadf@uol.com.br
(12) 9161-5288
Download

Palestra Abertura Comitê CB-59