Veja o impacto do fator previdenciário
no valor dos benefícios
Elaborei alguns exemplos com apoio no simulador de cálculos do site do próprio INSS para demonstrar o
impacto do fator previdenciário no valor dos benefícios.
Utilizei dois padrões de cálculo: dois salários mínimos e o valor máximo do salário-de-contribuição vigentes
no período de janeiro a dezembro de 2012.
Em primeiro lugar destaco que quem contribuiu todo período base de cálculo com o valor máximo do
salário-de-benefício (R$ 3.916,20) jamais terá o valor do salário-de-benefício fixado neste valor.
Logo na primeira fase, de muitas outras, para definir o valor do seu benefício o segurado já perde 10,16%
do valor das contribuições que efetuou, pois ninguém terá valor do salário-de-benefício superior a R$
3.518,22.
Partindo desse valor de contribuição máxima e considerando a expectativa de vida e o fator previdenciário
de um homem que irá se aposentar com 35 anos de serviço 53 anos de idade, constatei que o valor do seu
benefício será R$ 2.345,24.
Caso se aposente um dia antes, ou seja, com 34 anos, 11 meses e 29 dias de serviço, o valor do seu
benefício cairá para R$ 1.641,66. Isso sempre acontece com quem se aposenta proporcionalmente antes
de completar 35 anos de contribuição.
Valor da
Teto
contribuição R$ 3.916,20
2 Salários
R$
1.244,00
Teto
R$
3.916,20
2 Salários
R$
1.244,00
Média das
Média
contribuições R$ 3.518,22
Média
R$
1.244,00
Média
R$
3.518,22
Média
R$
1.244,00
Sexo
Homem
(Fator previdenciário:
0,6666)
Mulher
(Fator previdenciário:
0,5603)
Idade
53 anos
53 anos
48 anos
48 anos
Tempo de
serviço
35 anos
35 anos
30 anos
30 anos
Expectativ
a de vida
26,7 anos
26,7 anos
30,8 anos
30,8 anos
Valor do
benefício
R$ 2.345,24
Salário
mínimo
R$
1.971,25
Salário
mínimo
1 dia antes
R$ 1.641,66
(35/30)
Salário
mínimo
R$
1.379,87
Salário
mínimo
_______________________________________________________________________________________________
http://www.aposentfacil.com.br - contato@aposentfacil.com.br
1
Veja o impacto do fator previdenciário
no valor dos benefícios
Em razão dessas armadilhas é muito importante que o segurado saiba quando irá se aposentar, bem como
se o valor das contribuições realmente o beneficiará. Isso lhe permitirá planejar adequadamente o valor da
sua aposentadoria e conduzir a diferença do valor das contribuições excedentes para outro projeto ou até
mesmo para uma previdência complementar.
Quando a segurada é do sexo feminino o prejuízo é ainda maior quando se leva em conta que se
aposentará com 30 anos de serviço e 48 anos de idade.
No exemplo demonstrado no quadro acima, mesmo contribuindo com o valor máximo permitido durante
todo o período que será considerado para fixação do valor de seu benefício, sua aposentadoria por tempo
de contribuição terá renda mensal inicial de R$ 1.971,25. E se aposentar proporcionalmente ou apenas um
dia antes de completar 30 anos de contribuição o valor do seu benefício será R$ 1.379,87.
Simulação do valor do benefício com contribuição de 2 salários mínimos
Observando o quadro anterior percebe-se que quem contribuiu todo período base de cálculo com o valor
de dois salários mínimos (R$ 1.244,00) jamais terá o valor do salário-de-benefício fixado neste valor.
Logo na primeira fase de cálculo o segurado já perde 10,16% do valor das contribuições que efetuou, pois
nenhum benefício a cargo do INSS a ele devido será maior que R$ 3.518,22.
Partindo desse valor constatei que um homem que irá se aposentar com 35 anos de serviço 53 anos de
idade, terá seu valor reduzido a apenas um salário mínimo.
O mesmo acontecerá com uma mulher que se aposentará com 30 anos de serviço e 48 anos de idade.
Nesses casos, havendo planejamento adequado e cada caso sendo analisado individualmente, valerá a
pena reduzir o valor da contribuição para um salário mínimo, visto que a Constituição Federal garante que
nenhum benefício pode ser inferior a esse valor.
_______________________________________________________________________________________________
http://www.aposentfacil.com.br - contato@aposentfacil.com.br
2
Download

Veja o impacto do fator previdenciário no valor dos benefícios