EMPREENDEDORISMO
Prof. Me. Zélia Halicki
zeliahalicki@hotmail.com
Empreendedorismo
•
•
•
•
•
•
O que é empreendedorismo?
Qual seu objetivo?
Para que serve?
Está na moda?
Quem é empreendedor?
Qual a importância do empreendedorismo para a sociedade?
Etapas do empreendedor
• Despertar da motivação para criação do
próprio negócio;
• Desenvolvimento da ideia ou processo
visionário;
• Validação da ideia;
• Definição da escala de operação
e identificação dos recursos;
• Elaboração do PN;
• Operacionalização do PN;
• Consolidação e sobrevivência.
Empreendedorismo
O que é? Como? Qual o Resultado?
• É um PROCESSO de criar algo DIFERENTE
e com VALOR, dedicando TEMPO e
ESFORÇO necessários. Assumindo os
RISCOS: Financeiros, Psicológicos e
Sociais correspondentes; Recebendo
RECOMPENSAS da satisfação econômica e
pessoal.
Relembrando…..
• Adam Smith
Desenvolvimento das
nações
resultado de três variáveis:
• Mão-de-obra;
• Matéria prima;
• Capital .
Hoje
mais importantes:
• Tecnologia;
• “Empreendedorismo”.
ESTAMOS EM
CRISE:
...Sensação de risco?
...Indignação?
...Acomodação?
...Esperança?
...Ação?
História do empreendedorismo
• 1950 -SCHUMPETER pessoa com
criatividade e capaz de fazer sucesso com
inovações
• 1967 -1970 - KNIGHT e PETER DRUCKER
introduzido o conceito de risco;
• 1985 - PINCHOT - introduzido o
conceito de "intra empreendedor“
(dentro da organização);
Empreendedor x capitalista
• Cantillon um dos primeiros autores a fazer
a diferenciação
empreendedor e
capitalista:
• Capitalista
aquele que entra com a
participação financeira no negócio.
• Empreendedor
indivíduo que
assume os riscos do negócio:
aquele que tem e coloca a ideia
em prática.
Empreendedor X Administrador
• Séculos XIX e XX
forma análoga
entre
empreendedores e administradores
• Atribuição
organizadores
da empresa, porém, sempre
a serviço do capitalista.
Crescimento do empreendedorismo no Brasil
• Década de 1990 Softex e Genesis
apoiavam atividades de empreendedorismo
em software, estimulando o ensino da
disciplina em universidades e a geração de
novas empresas de software (start-ups).
• O programa Brasil Empreendedor, do
Governo Federal,
capacitação
6 milhões de empreendedores.
Investimento: R$ 8 bilhões .
• Mais de 5 milhões de operações de crédito.
Crescimento do empreendedorismo no Brasil
• Os programas Empretec e Jovem
Empreendedor do SEBRAE;
• Diversos cursos e programas sendo criados
nas universidades brasileiras para o ensino
do empreendedorismo;
• Explosão do movimento de criação
de empresas pontocom no país
nos anos 1999 e 2000
empresas desenvolvidas por jovens;
Crescimento do empreendedorismo no Brasil
• Cursos específicos como os MBAs, de curta
duração e Ead sobre empreendedorismo.
• Crescente movimento de franquias no Brasil:
2007
mais de 1.200 redes de franquias no
país, com cerca de 65.000 unidades
franqueadas
R$ 46 bilhões de
faturamento consolidado do setor.
•
(Fonte: Adaptado de Dornelas (2008, p. 11, 12)).
Conceitos de empreendedorismo
• Envolve o processo de criar algo
novo, inusitado, que agregue
valor bem como, a devoção e
comprometimento do tempo e
esforço necessário para
desenvolver a atividade.
• Tradução de entrepreneurship – ideias de
iniciativa e inovação;
• Termo que implica uma forma de ser, uma
concepção de mundo, uma forma de se
relacionar;
• O empreendedor é um insatisfeito que
transforma seu inconformismo em
descobertas e propostas positivas
para si mesmo e para os outros.
(DOLABELA, 2008, p.24).
Aspectos que definem um
empreendedor
• Tem iniciativa para criar um novo negócio e
paixão pelo que faz.
• Utiliza os recursos disponíveis de forma
criativa, transformando o ambiente social e
econômico onde vive.
• Aceita assumir os riscos
calculados e a possibilidade
de fracassar.
(DORNELAS, 2008, p. 23)
PESQUISA GEM
(Global Entrepeneurship Monitor)
• Maior estudo contínuo sobre a
dinâmica empreendedora no mundo.
• Começou com uma parceria entre a
London Business School e o Babson
College, sendo iniciado em 1999 com
10 países, e se expandindo para 59
economias a partir de 2010.
• O Brasil participou pela primeira vez no ano
2000.
• Os resultados do GEM incluem comparações
globais, relatórios nacionais e tópicos
especiais baseados no ciclo de coleta de
dados anual.
• Mais de 300 acadêmicos e pesquisadores
participam ativamente do projeto e, como
membros do consórcio que realiza a pesquisa
mundialmente, têm acesso à programação de
entrevistas, procedimento de coleta de dados
e outros detalhes para análises sistemáticas.
GEM 2012
•Próxima aula:
•Pesquisa dados exposição
Empreendedorismo pode ser ensinado?
• “o treinamento para a atividade
empreendedora deve capacitar o
empreendedor para imaginar e
identificar visões, desenvolver
habilidades para sonhos realistas”
enquanto o treinamento
para gerentes “enfatiza as
habilidades analíticas”.
(Filion apud Salim et al, 2004, p. 7)
É importante um curso superior?
• No Brasil, apenas 14% dos empreendedores têm
formação superior e 30% sequer concluíram o
ensino fundamental, enquanto que nos países
desenvolvidos, 58% dos empreendedores
possuem formação superior.
• Quanto mais alto for o nível de
escolaridade de um país, maior será
a proporção de empreendedorismo
por oportunidade.
A questão é:
O empreendedor fez o
curso superior
ou
o curso superior fez o
empreendedor?
Enfoque ensino
empreendedor
possibilitar o
indivíduo a
identificar
visões.
administrador
enfatizar as
habilidade
de fazer
análises.
10 Razões de “Por que ensinar
empreendedorismo”?
• Alta taxa de mortalidade infantil das empresas;
• Empresas necessitam profissionais com visão;
• Profissionais para gerenciar e viabilizar
recursos;
• Metodologia tradicional não forma
empreendedores;
• Relações universidades/empresas
ainda são incipientes no Brasil;
10 Razões de “Por que ensinar
empreendedorismo”?
• Cultura e valores do ensino não sinalizam
para o empreendedorismo.
• Percepção da importância das MPEs ainda é
insuficiente;
• Cultura da grande empresa
predomina no ensino;
• Ética;
• Cidadania.
(Dolabela, 2008).
Foco dos cursos (Dornelas, 2008)
• Identificação e entendimento das habilidades do
empreendedor;
• Identificação e análise de oportunidades;
• Como ocorre a inovação e o processo empreendedor;
• Importância do empreendedorismo para o
desenvolvimento econômico;
• Como preparar e utilizar um PN;
• Como identificar fontes e obter
financiamento para o novo negócio;
• Como gerenciar e fazer a empresa
crescer.
Habilidades requeridas de um empreendedor
• Técnicas: saber escrever, ouvir as pessoas, ser
organizado e saber liderar e trabalhar em equipe e
possuir know how técnico de sua área;
• Gerenciais: áreas de criação, desenvolvimento e
gerenciamento de uma nova empresa;
• Características Pessoais: envolvem
características como ser disciplinado,
assumir riscos, ser inovador,
orientado a mudanças, persistente
e ser um líder visionário. (Dornelas, 2008).
Por que não eu???
É certo e reconhecido que trazer o tema do
empreendimento para a ordem do dia tem
permitido a pessoas que não haviam antes
pensado concretamente nessa
possibilidade se entusiasmar com a ideia
de empreender e se fazer
a pergunta: por que não eu?
(Salim et al (2004, p.7).
Características dos empreendedores
•
•
•
•
São visionários
Sabem tomar decisões
São indivíduos que fazem a diferença
Sabem explorar ao máximo as
oportunidades
• São determinados e dinâmicos
• São otimistas e apaixonados
pelo que fazem
Características dos empreendedores
• São independentes e constroem o próprio
destino
• Ficam ricos
• São líderes e formadores de equipes
• São bem relacionados (networking)
• São organizados
• Possuem conhecimento
• Criam valor para a sociedade
(Dornelas, 2008).
•
EMPREENDEDORISMO
Prof. Me. Zélia Halicki
zeliahalicki@hotmail.com.br
Download

Validação da ideia