Igreja Evangélica Assembléia de Deus
São José - SC
Ev. Sérgio Lenz
Fones (48) 8856-0625 ou 8855-0110
E-mail: sergio.joinville@gmail.com
MSN: sergiolenz@hotmail.com
“[...] o que semeia pouco pouco também
ceifará; e o que semeia em abundância
em abundância também ceifará” (2 Co 9:6).
VERDADE PRÁTICA
O principal propósito da verdadeira
prosperidade é atender as urgências do
Reino de Deus no mundo.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Romanos 10:8-14
 8 Mas que diz? A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu
coração; isto é, a palavra da fé, que pregamos.
 9 Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e
em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos,
será salvo;
 10 pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca
se faz confissão para a salvação.
 11 Porque a Escritura diz: Ninguém que nele crê será confundido.
 12 Porquanto não há distinção entre judeu e grego; porque o
mesmo Senhor o é de todos, rico para com todos os que o
invocam.
 13 Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
 14 Como pois invocarão aquele em quem não creram? e como
crerão naquele de quem não ouviram falar? e como ouvirão, se
não há quem pregue?
A prosperidade tal qual é
ensinada pela “teologia
moderna” é antes de tudo uma
fonte de egoísmo, pois ensina o
crente que prospera a se achar
melhor que os demais. Vez por
outra ouço alguém dizer: “Vou
bem graças ao meu esforço...!”
Cuidado! O sopro de vida vem
de Deus e todos somos
dependentes dEle. A verdadeira
prosperidade vai muito além
dos interesses pessoais.
1.1 – Deus, a fonte de todo bem:
1. Deus é Pai do povo escolhido por Ele mesmo.
2. A nossa filiação divina, é uma questão da livre,
soberana e misteriosa graça de Deus.
3. A fé como critério básico para a nossa filiação, é
um dom da graça (Ef 2.8).
4. A paternidade de Deus envolve o seu cuidado
providente para com o seu povo (Rm 8.31-39).
5. A nossa filiação implica em nossa responsabilidade
de viver de modo digno do nosso Senhor e Pai.
1.2 – Despenseiros de Deus:
• COMUNHÃO COM DEUS, COM OS
SANTOS E CONSIGO MESMO –
VERDADEIRA RIQUEZA!
• DINHEIRO HONESTO, HONRADO E
DENTRO DO TEMPO ADMINISTRADO
PARA TAL FIM – VERDADEIRA
PROSPERIDADE!
• REPARTIR COM O PRÓXIMO –
VERDADEIRA ALEGRIA!
1 – A Escritura é contrária à prosperidade?
2.1 – As carências humanas:
QUEM NELE CONFIA:
Aceita a pergunta mesmo
que não tenha a resposta.
Aceita a resposta mesmo que
não tenha entendido a
pergunta.
Continuará perguntando até
que tenha a resposta
(mesmo que seja na
eternidade).
Responderá prontamente
sempre que for abordado,
pois confia Naquele que a ele
se dirige.
2.2 – O cuidado divino:
Conselhos práticos:
1. Trabalhe duro e tenha metas claras.
2. Aceite as adversidades e mude a rota se
necessário.
3. Após ter feito sua parte, confie na provisão
divina e Sua graça.
4. Expulse com todas as forças a ansiedade.
Caso contrário ela vai lhe matar antes das
promessas divinas se cumprirem em sua
vida.
3 – Transcreva um texto bíblico que mostre
que o Pai está ciente de todas as nossas
necessidades:
3.1 – Um mandamento divino:
3.2 – Uma necessidade cristã:
4 – Para João, como o amor deve ser
traduzido?
4.1 – A realidade do Reino:
CRISTO – O CENTRO DA HISTÓRIA
Teologia da História de Oscar Cullmann
Tensão (Spannung) da fase intermediária
“já agora”
Batalha decisiva
“ainda não”
hostilidade
“Victory Day”
Dia da Vitória
Esta mesma ilustração é possível para a salvação/libertação
4.2 – A expansão do reino:
Quem ama a Cristo:
•
Desejará a expansão do Reino
de Deus.
•
Investirá no crescimento do
Reino de Deus.
•
Atuará na anunciação do Reino
de Deus.
•
Clamará veementemente:
“Maranata. Ora vem Senhor
Jesus”.
•
Então será verdadeiramente
próspero!
5 – Qual ensino você pode extrair para sua
vida pessoal depois de estudar esta lição?
Nesta lição, aprendemos que não podemos perder
o foco da verdadeira prosperidade.
A questão não é somente prosperar, mas para quê
prosperar!
Será que o nosso trabalho, dinheiro e bens estão
de fato atendendo aos propósitos divinos ou estão
apenas servindo ao nosso regalo pessoal?
Qualquer idéia de prosperidade para manter-se
dentro do padrão exposto na Bíblia deve levar em
conta o Reino de Deus e a responsabilidade social
que temos com o nosso próximo.
Download

Faça o deste Power Point da lição 12