FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
ÉTICA E COMPORTAMENTO
PROFISSIONAL
Ética e Responsabilidade Social
e Ambiental
PARTE 6
Professor : Carlos Rodrigues Novaes - Email : rodrigues.novaes@ig.com.br
Disciplina: Ética e Comportamento Profissional
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Ética e Responsabilidade Social
As organizações precisam estar atentas não apenas a suas responsabilidades
econômicas e legais, mas também a suas responsabilidades éticas, morais e
sociais.
Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e do
Ibope revelou que 68% dos consumidores brasileiros estariam
dispostos a pagar mais por um produto que não agredisse o
meio ambiente.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
ÉTICA E RESPONSABILIDADE
A Responsabilidade suscita uma obrigação fundamental, sem reciprocidade
para com o outro.
Existem dois extremos de Responsabilidade Social na ótica empresarial, um deles
com uma visão estritamente econômica, cujo objetivo é apenas o enriquecimento
dos seus acionista. Por outro lado existe a Teoria das Partes Interessadas que
defende que a maximização dos lucros vai conduzir ao bem-estar social geral.
Ao assumir as suas Responsabilidades Sociais, uma empresa, por um lado,
reconhece as necessidades e as prioridades dos intervenientes da sociedade, e por
outro lado avalia as consequências das suas ações sobre o plano social, tendo por
objetivo o bem-estar geral.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Responsabilidade Social
A Responsabilidade Social Organizacional pode ser entendida como o “Conjunto
amplo de ações que beneficiam a sociedade e as corporações que são
tomadas pelas empresas, levando em consideração a educação, economia,
meio-ambiente, saúde, transporte, moradia, atividades locais e governos.”
Responsabilidade Social
Correspondem a atividades, práticas, políticas e comportamentos esperados
(no sentido positivo) ou proibidos (no sentido negativo) por membros da
sociedade.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Os 4 tipos de Responsabilidade Social da organização
Responsabilidade Econômica: localiza-se na base da pirâmide, pois é o principal
tipo de responsabilidade social encontrada nas empresas, sendo o lucro a
maior razão pela qual as empresas existem. Ter responsabilidade econômica
significa produzir bens e serviços de que a sociedade necessita, e quer, a um
preço que possa garantir a continuação das atividades da empresa, o
cumprimento de suas obrigações com os investidores e a maximização do lucro
de proprietários e acionistas;
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
•
Responsabilidade legal: espera-se que as empresas sejam responsáveis pela
observância das leis municipais, estaduais e federais;
•
Responsabilidade ética: inclui comportamentos ou atividades que a sociedade
espera das empresas, mas que não são necessariamente codificados em lei,
para serem éticos os tomadores de decisão das empresas devem agir com
eqüidade, justiça e imparcialidade, além de respeitar os direitos individuais.
•
Responsabilidade discricionária ou filantrópica: é puramente voluntária e
orientada pelo desejo da empresa em fazer uma contribuição social não imposta
pela economia, pela lei ou pela ética, inclui fazer doações beneficentes,
contribuir financeiramente para projetos comunitários.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Valores Morais
As responsabilidades éticas correspondem
a valores morais específicos.
O que se
espera do
indivíduo
Valores morais dizem respeito a crenças
pessoais sobre comportamento eticamente
correto ou incorreto, tanto por parte do
Moral
indivíduo quanto com relação aos outros.
É dessa maneira que valores morais e
ética se complementam.
Virtude
e vício
O que
é bom
ou mal
O
permitido
eo
proibido
O certo
e
errado
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Cultura e Responsabilidade Social
Não há indivíduos, empresas e países sem cultura.
Toda sociedade funciona de acordo com princípios, valores e tradições culturais específicos
que determinam os pensamentos e comportamentos dos indivíduos, grupos e instituições.
Valores culturais são significados e regras de interpretação da realidade, estruturas
cognitivas e simbólicas que determinam o contexto no qual o ser humano, sendo
sempre um ser social, pensa e age.
Além dos princípios éticos e valores morais, tem-se também os princípios e valores culturais
influenciando os modos de ação e práticas administrativas e, portanto, o modo como a
responsabilidade social corporativa é concebida e implementada em determinada sociedade.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Cultura e Responsabilidade Social
No Brasil ainda há um conflito entre dois valores culturais:
Integridade: valoriza a idoneidade nas relações sociais
Oportunismo: a lógica do “jeitinho”, segundo a qual
consegue o que quer quem faz valer seus
interesses, mesmo que de maneira escusa, e quem
possui a melhor rede de relacionamentos pessoais
influentes.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Cultura e Responsabilidade Social
Pesquisas e noticiários apontam que há
uma preocupação crescente das empresas
com a responsabilidade social, fazendo
nascer uma nova mentalidade empresarial:
uma mentalidade que valoriza a cultura da
boa conduta empresarial, para a qual
eficiência e lucro podem ser combinados
com valores como cidadania, preservação
ambiental e ética nos negócios.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Responsabilidade Social
A responsabilidade social é vista como um
compromisso da empresa com relação à
humanidade em geral, e uma forma de prestação de
contas do seu desempenho baseado na apropriação
e uso de recursos que originalmente não lhe
pertencem.
A empresa consume recursos naturais, renováveis
ou não, direta ou indiretamente; utiliza capitais
financeiros e tecnológicos que, no fim da cadeia,
pertencem a pessoas físicas e consequentemente à
sociedade; também utiliza a capacidade de trabalho
na sociedade; finalmente, subsiste em função da
sociedade e do que a ela pertence, devendo em
troca, no mínimo prestar-lhe contas da eficiência
com que usa todos esses recursos.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Responsabilidade Social
A responsabilidade social corporativa deve enfatizar o impacto das atividades
das empresas para os agentes com os quais interagem.
Esse conceito deve expressar compromisso com a adoção e a difusão de
valores, conduta e procedimentos que induzam e estimulem o contínuo
aperfeiçoamento dos processos empresariais, para que também resultem
preservação e melhoria da qualidade de vida da sociedade do ponto de vista
ético, social e ambiental.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Responsabilidade Socioambiental
Porque responsabilidade socioambiental:
•
Existe uma expectativa do público quanto ao apoio das empresas aos
projetos sociais de toda a natureza, comprovada pela experiência das
organizações sociais;
•
Estudos
e
pesquisas
mostram
que
o
comportamento
socialmente
responsável das empresa e as boas relações com a comunidade propiciam,
com mais segurança, lucros no longo prazo;
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Porque responsabilidade socioambiental:
•
Os objetivos sociais da empresa contribuem para a sua boa imagem pública;
•
A melhoria do ambiente interno é outro resultado do bom desempenho social
da empresa, ao gerar um clima de idealismo e de solidariedade entre os
empregados, com a valorização dos empregos e da própria empresa;
Uma empresa socialmente responsável atrai os melhores
profissionais. Uma pesquisa da You & Company com cerca
de 2000 estudantes norte americanos de MBA revelou que
mais de 50% deles preferiria trabalhar em companhias éticas,
mesmo que isso significasse salários menores.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Porque responsabilidade socioambiental:
•
Existe interesse dos acionistas, mostrado pela crescente procura de
investidores por ações de empresas consideradas socialmente responsáveis;
•
Com o atendimento a problemas e carências sociais, as empresas evitam
mais regulamentos do governo;
•
Promove-se o equilíbrio entre responsabilidade e poder das empresas; o
poder sem a responsabilidade social pode estimular comportamentos
irresponsáveis contra o bem comum;
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Porque responsabilidade socioambiental:
•
A empresa conta com disponibilidade de recursos financeiros, de especialistas e
de talento gerencial, de que necessitam as organizações sociais;
•
Serve de ação preventiva, pois o adiamento na solução de problemas da
sociedade pode torná-los mais agudos e sua solução mais cara, com risco para a
própria empresa;
•
É considerada como uma obrigação ética, pois, além de ser eticamente boa,
correta em si mesma, é um dever da empresa para com a sociedade, graças à
qual a empresa vive e da qual obtém seu retorno.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
A gestão socioambiental integrada à cadeia de negócios
A designação de empresa e de produto responsável passa a ser incumbência
não apenas de uma organização isolada, mas de toda a cadeia produtiva da
qual ela faz parte.
Fluxo de produtos e serviços
Distribuidores
Fontes
Fornecedores
Fabricante
Consumidores
Varejistas
Fluxo de informação
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
A gestão socioambiental integrada à cadeia de negócios
Não há como nomear uma empresa responsável se o seu fornecedor atua de
forma ambientalmente agressiva ou utiliza padrões de conduta antiéticos, bem
como se o seu distribuidor pratica discriminação racial ou não apresenta
condições mínimas de segurança no trabalho.
O vazamento de aproximadamente 1,2 bilhão de litros de
resíduos químicos do reservatório da Indústria Cataguazes
de Papel e Celulose, em 2003, contaminou os rios Pomba e
Paraíba do Sul. Imediatamente após o acidente, empresas
clientes da Indústria Cataguazes vieram a público, em
veículos de comunicação nacional, informar que deixaram de
realizar negócios com a empresa.
FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA
Leitura Complementar:
ALIGLERI, Lilian; ALIGLERI, Luiz Antônio; KRUGLIANSKAS, Isak. Gestão socioambiental:
responsabilidade e sustentabilidade do negócio. São Paulo: Atlas, 2009. p. 98-112 e 208-222.
VARGAS, Ricardo. Os meios justificam os fins - gestão baseada em valores: da ética individual à
ética empresarial. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005, p. 349-364.
Fontes Consultadas:
ALIGLERI, Lilian; ALIGLERI, Luiz Antônio; KRUGLIANSKAS, Isak.
responsabilidade e sustentabilidade do negócio. São Paulo: Atlas, 2009.
Gestão
socioambiental:
ALONSO, Félix Ruiz; LÓPEZ, Francisco Granizo; CASTRUCCI, Plínio de Lauro. Curso de Ética em
Administração. São Paulo: Atlas, 2006.
ASHLEY, Patrícia Almeida (coord.). Ética e responsabilidade social nos negócios. 2 ed. São Paulo:
Saraiva, 2005.
TACHIZAWA, Takeshy. Gestão ambiental e responsabilidade social corporativa: estratégias de
negócios focadas na realidade brasileira. 7 ed. São Paulo: Atlas, 2011.
Download

Responsabilidade Social