Projeto
®
CMMI
- Nível 2
Agenda
• Apresentação da MSA
• Projeto CMMI®-2
® Copyright 2005 by Carnegie Mellon University
Cássia Rodrigues C. F. Leite
2
Estrutura Empresarial
• Fundada em 1984
• Pertence à Magnesita S.A. desde
1989
• Faturamento de 31 milhões em 2004
• 250 colaboradores
• Atuação em todo território nacional
• Controladora da BKM desde 2000
Cássia Rodrigues C. F. Leite
3
• Tecnologia própria
– DOCMAN
• 10 anos no mercado
• + 40 milhões de documentos
digitalizados
• + 5.000 licenças do DOCMAN
comercializadas.
Linha de Negócio
Desenvolvimento de Sistemas
• Tecnologias
– Java / J2EE, JSP, PHP, HTML / XML, JBOSS, Apache, Tomcat, C++,
VB, Delphi, COBOL,
– Unisys / DMSII, Oracle, Microsoft
– Orientação a Objetos (UML)
– Ferramentas CASE (SADS, EA, Eclipse, Jbuilder)
– F.P.A. (Ponto de Função) e UTS (unidade de tamanho de software)
• Modalidades de serviços
– Projetos a preço fechado
– Projetos por Ponto de Função
Cássia Rodrigues C. F. Leite
4
Qualidade e Mercado
ISO9001 Versão 2000
Certificação CMMI® - Nível 2
Acknowledgement of Successful Achievement
This is to acknowledge that
MSA
MSA-Infor Sistemas e Automação Ltda.
BKM Sistemas Ltda.
MSA Service Ltda.
was appraised in full accordance with the requirements
of the SCAMPI* v.1.1 Appraisal Method
The organisation has achieved MATURITY LEVEL RATING 2
for the CMMI-SE/SW v1.1 staged representation
The SAM PA was deemed as Not-applicable and thus not included in the scope of the appraisal
Appraisal Kit: SCAMPI 2514
Assessment Date 01.08.2005 – 05.08.2005
® Copyright 2005 by Carnegie Mellon University
Cássia Rodrigues C. F. Leite
Manu Prego, ESI Managing
Iñigo Garro, SEI Authorized
Director
SCAMPI
SCAMPI is a service mark of Carnegie Mellon University
Lead Appraiser No.
5
0300301-A
Histórico do Processo de
Desenvolvimento de SW da MSA
Processo de
Desenvolvimento Iterativo
e Incremental
Cássia Rodrigues C. F. Leite
6
Agenda
• Apresentação da MSA
• Projeto CMMI®-2
–
–
–
–
–
–
–
–
–
–
Cronograma Macro
Envolvidos
Desafios
Dificuldades
Fatores de sucesso
Resultados alcançados
Benefícios
Alguns números
Lições aprendidas
Próximos passos
® Copyright 2005 by Carnegie Mellon University
Cássia Rodrigues C. F. Leite
7
Cronograma Macro do Projeto
Assessment (SCAMPI)
Fase I (5 dias)
Início dos Trabalhos
Diagnósticos Intermediários
Pré-assessments
18/19
21
mai jun
18/19
jul
03/04
ago set out nov dez jan
2004
05 a 08
8
01
a
05
fev mar abr mai jun jul ago
2005
Duração do projeto: 13 meses
Cássia Rodrigues C. F. Leite
06/07
04
a
08
Fase II (5 dias)
Diagnóstico inicial
Envolvidos
-
Patrocínio: Gerência Executiva
Coordenação: Gestão da Qualidade
Empresa Consultora: ASR Cons. e Asses. em Qualidade
Empresa Avaliadora: ESICenter Unisinos
Equipe Avaliadora: ESICenter, ESI (SEI), MSA e FUMSOFT
Profissionais envolvidos na Certificação CMMI-2 da MSA
Perfil
Qtde
Qtde prof. distintos
Equipes dos 4 projetos avaliados
17
17
Gerentes sêniors
2
2
Patrocinadora
1
1
Coordenadora do Projeto
1
1
Empresa Consultora
3
3
Avaliadores (ESICenter e MSA)
6
5
SEPG
9
3
Total
39
Total de profissionais distintos
32
Cássia Rodrigues C. F. Leite
9
Desafios
• Realizar adaptações no “Processo de
Desenvolvimento de Software” preservando a
diversidade de tecnologias dos projetos
• Realizar adaptações dos projetos em paralelo às
adaptações do Processo
• Institucionalizar o Processo
Cássia Rodrigues C. F. Leite
10
Dificuldades Encontradas
Pressões dos Projetos:
• Compromissos assumidos com clientes
• Compatibilidade de agendas
Indisponibilidades dos profissionais envolvidos
Institucionalização:
• Diferentes níveis de conhecimento do processo
• Seqüência de treinamentos, workshops, avaliações e reuniões
Ajustes constantes entre:
• Prazos do Projeto CMMI-2 / Volume de mudanças no Processo e nos
projetos/Aprendizado do Processo
Cássia Rodrigues C. F. Leite
11
Fatores de Sucesso
Patrocínio efetivo da alta direção
Foco no resultado
 Grande objetivo norteador: Nível 2 do CMMI
Cultura da organização de incentivo e valorização de
Metodologias
Motivação e comprometimento dos envolvidos
Composição adequada do SEPG
Forte apoio do SEPG
Apoio de consultoria especializada
Cássia Rodrigues C. F. Leite
12
Resultados Alcançados
 Políticas para o desenvolvimento de software
 Planejamento detalhado dos projetos
 Maior controle (acompanhamento) dos projetos pelos
gerentes dos projetos, com o auxílio de métricas
 Intervenções dos Gerentes Seniores nos projetos
 Auditorias como ferramenta efetiva de garantia da qualidade
 Gerentes “mais gerentes” e “menos técnicos”
 Gestão de configuração efetiva dos projetos
Cássia Rodrigues C. F. Leite
13
Benefícios
 Aumento da qualidade dos produtos e projetos
– Redução da quantidade de defeitos
– Projetos documentados e divulgados
 Aumento de produtividade
– Aumento do comprometimento das equipes
– Aumento da capacitação dos profissionais
– Descoberta antecipada de defeitos
 Controle efetivo do projeto:
– Planejamento e acompanhamento (controle de alterações)
– Utilização de medidas e métricas
 Aumento da assertividade nas estimativas de custo e prazo.
Cássia Rodrigues C. F. Leite
14
Alguns números ...
Mais de 30
profissionais envolvidos
SEPG:
reuniões semanais
Cássia Rodrigues C. F. Leite
2 Replanejamentos
Treinamentos:
acima de 1.400 horas
15
Lições Aprendidas
Cássia Rodrigues C. F. Leite
16
Próximos Passos
3
Cássia Rodrigues C. F. Leite
17
Cássia Rodrigues de Carvalho F. Leite.
Coordenadora da Qualidade
cassia@msainfor.com.br
MSA-INFOR Sistemas e Automação Ltda.
msainfor@msainfor.com.br
www.msainfor.com.br
(31) 2122-3554
Cássia Rodrigues C. F. Leite
18
Download

Cassia