Velhice e Família
sandramallet@bol.com.br
Envelhecer
Sociedade
Família
Velho
Próprio Velho
Políticas Públicas
Velhice e Família
A família é uma instituição em processo
de mudança e adaptação às novas
realidades.
Família – Monteiro Lobato – papel dos
avós.
Família moderna – papel dos avós.
Mudança na estrutura familiar
Crescimento das taxas de
separação e divórcio.
Síndrome do ninho vazio e
estranho no nino.
Multiplicidade de formas
de novos relacionamentos.
Quebra da proximidade
entre os membros da
família.
Afetando o cuidado para
com os idosos.
Diminuição dos membros da
Família
Muitos filhos – mais
pessoas para cuidar
Menos filhos –
menos pessoas
para cuidar, maior
sobrecarga
Sociedade cada vez
menos solidária.
Idosos e filhos
Saad 1999, Peixoto 1998
“no Brasil, o intercâmbio de
ajuda entre pais e filhos
tende a se estender ao
longo de todo o ciclo de
vida familiar, como se
existisse uma espécie de
contrato intergeracional
estipulando o papel dos
diferentes membros da
família em cada fase do
ciclo”.
Apoio filhos – filhas – mãe
(viuvez)
Goldani (1999) comenta
que os homens se
beneficiam mais do que
as mulheres da proteção
à saúde oferecida pelo
casamento. No atual
quadro de mudanças no
papel das mulheres e de
seus comportamentos e
atitudes dentro e fora da
família, pergunta-se pelo
que ocorrerá no futuro,
com a questão do apoio
familiar.
Rede Informal de Apoio
Família, filhos, parentes e, na falta
destes, por amigos e vizinhos.
Goldani (1999) são numerosos os
resultados de pesquisas internacionais
que desmistificam a idéia de que residir
com os filhos ou fazer parte de uma
família extensa é garantia para uma
velhice segura ou livre de violência e
maus-tratos.
Violência contra os Idosos
Debert (1999) “o fato dos idosos
viverem com os filhos não é garantia de
presença, de respeito e prestígio, nem
da ausência de maus-tratos.
Denúncias de violência física contra
idosos aparecem nos casos em que
diferentes gerações convivem na
mesma unidade doméstica
A violência familiar é um problema
nacional e internacional. ²/³ dos
agressores são filhos e cônjuges.
De serem cuidados a
cuidadores
Inversão de
papéis.(idosos
independentes)
Mudanças nos
papéis familiares
(idosos
dependentes)
Nova organização
dos papéis
familiares.
Como a família funciona
Família “sadia”.
Família - bode expiatório – para negar
problemas mais sérios sobre o modo
como a família funciona.
Problema família - sintoma
Terapia de Família
As crises biopsicossociais experimentadas
pelos idosos – família
A crise abala o sistema emocional da família
mesmo as “sadias”.
Abordagem familiar à terapia – assegurar as
mudanças ao sistema familiar.
Cooperação é essencial membros da família.
Terapia Familiar
Nahan Ackerman(1970) ajudar a família
a esclarecer o conteúdo do seu conflito
e neutralizar deslocamentos
inadequados.
Socorrer os vitimados.
Melhorar a capacidade da família de
resolver conflitos, em uma atmosfera
de apoio emocional e a discussão
racional.
Tipologias na participação da
família.
O tipo sadio – consegue comunicar.
O tipo conciliador – consegue servir às
necessidades dos outros e do contexto.
O tipo condenatório – negligencia o
outro e o contexto.
O tipo super-razoável – cuida somente
do contexto.
O tipo irrelevante – nada considera,
destinado a confundir as pessoas.
Encaminhamento para Terapia
Familiar
Todos os profissionais podem e devem
através da entrevista inicial verificar as
respostas da família e encaminhar para
o psicólogo.
Cuidado é importante a presença do
psicólogo – pois alguns conflitos que
haviam sido recalcados podem
aparecer.
Aliança secreta com algum membro da
família.
Objetivo da Terapia Familiar
Psicoterapia Breve
Objetivo é o idoso e suas relações
familiares.
O objetivo não é analisar ninguém
isoladamente (ajuda quebrar
resistências)
Cooperação de todas as partes.
Redefinir os papéis de cada membro da
família.
A presença do idoso. Família completa.
Motivos da Terapia Familiar
Ter um idoso dependente é algo que a
maioria das famílias não está preparada
para enfrentar, econômica e
emocionalmente.
Aceitar os limites de cada membro da
família.
Outros profissionais podem entrar no
trabalho com o grupo familiar.
Ensinando técnicas de cuidados.
Preparar os familiares para enfrentar a
perda e a culpa.
Download

Velhice e Família