Dúvidas
denucci@dglnet.com.br
Arquivo
Administração de drogas por via oral
(Biosintética 2002).ppt
Site
www.gdenucci.com
User name
Palmeiras
Password
Marcos
Administração oral de 200mg
concentração vs tempo após administração
Tempo (h)
Concentração mg/L
0.00
0.50
0.75
1.00
2.00
3.00
4.00
5.00
6.00
0.00
3.17
3.92
4.32
3.62
3.30
3.01
1.72
1.22
Administração Oral Concentração vs Tempo
Concentração mg/L
5
4
3
2
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Administração Oral Concentração vs Tempo
Cmax
Concentração mg/L
5
4
3
2
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Administração Oral Concentração vs Tempo
Cmax
Concentração mg/L
5
4
3
2
tmax
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Administração Oral Concentração vs Tempo
Cmax
Concentração mg/L
5
4
3
Clast
2
tmax
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Concentração Plasmática (Aspirina)
(mg/L)
Administração oral provoca Tmax e Cmax
10
650mg (e.v.)
8
6
650mg (solução oral)
4
2
0
0
20
40
60
80
Tempo (min)
100
120
Concentração Plasmática (Aspirina)
(mg/L)
10

Tmax e

Administração oral provoca
Cmax
650mg (e.v.)
8
6
650mg (solução oral)
4
2
0
0
20
40
60
80
Tempo (min)
100
120
Administração oral de 200mg
concentração vs tempo após administração
Tempo (h)
Concentração mg/L
0.00
0.50
0.75
1.00
2.00
3.00
4.00
5.00
6.00
0.00
3.17
3.92
4.32
3.62
3.30
3.01
1.72
1.22
Concentração mg/L
Administração Oral Concentração vs Tempo
5
4
3
abs>elm
2
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Concentração mg/L
Administração Oral Concentração vs Tempo
5
abs=elm
4
3
abs>elm
2
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Concentração mg/L
Administração Oral Concentração vs Tempo
5
abs=elm
4
abs<elm
3
abs>elm
2
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Area sob a curva ASC0-6h
Concentração mg/L
5
4
3
2
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Cálculo de ASC
Área do triângulo = base (b) x altura (h)
2
Área do trapézio = altura menor + altura maior x base
2
Area sob a curva (ASC) 0-0.5h
Concentração mg/L
5
4
3
2
ASC0-0.5h=0.5(b) x 3.17 (h)
2
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Area sob a curva (ASC) 0.75-1h
Concentração mg/L
5
4
3
ASC0.75-1h=0.25(b) x (3.92 + 4.32) (h)
2
2
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Area sob a curva ASC0-6h
Concentração mg/L
5
4
3
2
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Area extrapolada até o infinito ( )
Concentração mg/L
5
4
Como calcular
esta área?
3
2
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Cálculo da área extrapolada tlast-infinito
tlast

tinf
)(
(
C0e-kt = C0e-ktinf
+C
-k
tlast

tinf
C0e-kt =
-
)
C0e-ktlast
+C
-k
Clast
ke
Area extrapolada até o infinito ( )
Concentração mg/L
5
4
Clast
ke
3
2
1
0
0
1
2
3
Tempo (h)
4
5
6
7
Cálculo de ASC
Área do triângulo = base (b) x altura (h)
2
Área do trapézio = altura menor + altura maior x base
2
Área extrapolada para o infinito = Clast
ke
Biodisponibilidade
A fração da droga não modificada que atinge a
circulação sistêmica independente da via de
administração
Biodisponibilidade absoluta – via oral comparada à
via endovenosa
Biodisponibilidade relativa – comparação de duas
outras vias ou formulações (solução vs comprimidos)
Como calcular a biodisponibilidade (F)?
ASC VO vs dose e.v.
F=
ASC EV vs dose v.o.
Permeabilidade
Peso molecular
Lipofilicidade
Carga
Espessura da membrana
Efeito do peso molecular e lipofilicidade na
permeabilidade através da pele
Permeabilidade, cm/sec
(Escala Logarítmica)
Peso molecular
(g/mol)
100
-3
200
-4
400
-5
-6
600
-7
800
-8
-9
-10
0
2
4
6
Coeficiente Partição Octanol/H2O
(Escala Logarítmica)
Permeabilidade
Peso molecular
Lipofilicidade
Carga
Espessura da membrana
Permeabilidade
Peso molecular
Lipofilicidade
Carga
Espessura da membrana
Henderson-Hasselbach para ácidos
pH = pKa + log10
(
[Ionizada]
[Não-ionizada]
)
Henderson-Hasselbach para ácidos
log10
(
[Ionizada]
[Não-ionizada]
)
= pH - pKa
Henderson-Hasselbach para bases
pH = pKa + log10
(
[Não-ionizada]
[Ionizada]
)
Henderson-Hasselbach para bases
log10
(
[Não-ionizada]
[Ionizada]
)
= pH - pKa
Ácidos
Bases
pka
Forte
Acido cromoglícico
Penicilinas
Ácido Salicílico
AAS
Varfarina
Tolbutamida
Sulfadimetoxina
Acetazolamida
Fenobarbital
}
Tiopental
Fenitoína
Teofilina
Glutetimida
Nitrazepan
Oxazepan
Fraco
0
Cafeína
1
Dapsona
Oxazepam
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
Nitrazepam
Diazepam
Quinidina
Clordiazepóxido
Propoxifeno
Reserpina
Cimetidina
Lidocaína
Quinina
Meperidina
Procainamida
Efedrina
Anfetamina
Tolazolina
Mecamilamina
Guanetidina
13
Fraco
Cafeína
14
Forte
Absorção do ácido salicílico (pKa =3)
Percentagem da droga que
resta para ser absorvida
100
80
Estômago, pH3
60
40
Intestino, pH6
20
0
0
20
40
60
Minutos
80
Absorção da Ranitidina depende do
local de administração
Concentração Plasmática
Ranitidina (mg/L)
500
Estômago
400
Jejuno
Ceco
300
200
100
0
0
4
8
Horas
12
Concentração Plasmática
de Acetaminofeno (mg/L)
Efeito do tempo de esvaziamento gástrico na
absorção do acetaminofeno
15
Metoclopramida (10 mg i.v.)
sózinho
Propantelina (30 mg i.v.)
10
5
0
0
1
2
3
Horas
4
5
Concentração plasmática de Teofilina
(mg/L)
Comprimidos de teofilina em voluntários sadios
10
8
6
dissolvidos em 500mL H2O
4
2
com alimentação
1
0.5
dissolvidos em 20mL H2O
0.3
Horas
0
4
8
12
Administração Oral
Luz
Intestinal
Parede
Intestinal
Veia
Porta
Fígado
Local de
Medida
Metabolismo
Fezes
Metabolismo
Biodisponibilidade (F) Total
F = FL . FP. FF
FL = luz intestinal
FP = parede intestinal
FF = fígado
Vias de Administração Sistêmica - I
Oral - mais utilizada
Sublingual - evita efeito 1a. passagem
Retal - evita efeito 1a. passagem
Ciclo êntero-hepático
Veia
porta
D
M
Fígado
D
M
Bile
D
M
Intestino
Eliminação da
droga ou de seu metabólito
Equações
C = C0 
-kt
e
Multiplicando por V
V.C = VC0
-kt
e
Equações
Q = quantidade de droga em um
determinado tempo t
D = dose
Q = D
-kt
e
Download

Prevenção dos efeitos cardiovasculares