Agentes Inteligentes usados
no Comércio Eletrônico
Aluna: Lucy Guedes
Professora: Flávia Barros
Tópicos da aula
Introdução
Inteligência Artificial Distribuída
Funções de Agentes como mediadores
O processo de negociação
Considerações Finais
Introdução
Agentes de Software tem-se tornado muito
populares nos últimos seis anos
A WEB tem sido um importante canal para
comércio e para transações “business to
business”
O potencial da Internet ainda não foi realmente
descoberto
Introdução
Crescimento exponencial da Web dificulta a
localização de informações
Tecnologia de agentes pode ser usada para
automatizar várias etapas do comércio
Área de comércio eletrônico é promissora com a
utilização de agentes
em destaque, a etapa de negociação
Inteligência Artificial
Distribuída
A popularização das redes de computadores
tornou mais comum e facilitada a resolução de
problemas de natureza distribuída
A Inteligência Artificial Distribuída (IAD) forma
uma sub-área da Inteligência Artificial
tradicional
Inteligência Artificial
Distribuída - Benefícios
Adaptabilidade
Custo
Desenvolvimento e Gerenciamento
Eficiência e Velocidade
História
Isolamento/Autonomia
Naturalidade
Confiabilidade
Limitações de Recursos
Especialização
Inteligência Artificial
Distribuída
Resolução distribuída de problemas (DPS) e
sistemas multi-agentes (MAS)
DPS se caracteriza por ter como objeto principal o
problema a ser resolvido
Em sistemas MAS, os agentes são a parte central, e
devem cooperar e trocar conhecimento para obter a
solução de problemas antes desconhecidos
Existem três visões diferentes da relação dos
Sistemas Multi-Agentes com a Resolução
Distribuída de Problemas
Funções de Agentes como
Mediadores
Modelos de Comportamento de Compra/Venda
Modelo Nicosia
Modelo Howard-Sheth
Modelo Engel-Blackwell
Modelo de processamento de informação Bettman
Modelo Andreasen
Estágios fundamentais no
processo de compra / venda
Modelo de Comportamento de Compra/Venda
Necessidade de Identificação do produto
Reconhecimento de produtos
Reconhecimento de fornecedores
Negociação
Compra e entrega
Serviços do produto e acompanhamento
Modelo do Comportamento de
Compra / Venda
Persona
Logic
Necessidade de
Identificação do produto
Reconhecimento de
produtos
Reconhecimento de
fornecedores
Negociação
Compra e entrega
Serviços do produto
e acompanhamento
Firefly
Bargain
Finder
Jango
Kasbah
Auction
Bot
[email protected]
Necessidade de Identificação
Tecnologia de agentes deve ajudar o comprador
na busca de informação
Um bom exemplo: Monitores
Agentes de Monitoramento são abundantes em
sites de e-commerce
Um bom exemplo: Eyes (http://www.amazon.com)
Reconhecimento de produtos
Informações para determinar “o que” comprar
Sistema de agentes que recuperam informações
sobre produtos
PersonaLogic - (http://www.personalogic.com)
Firefly - (http://www.firefly.com)
Tete-a-Tete - (http://ecommerce.media.mit.edu/tetea-tete)
Reconhecimento de produtos
Técnicas de reconhecimento
Baseada em necessidades
Filtragem colaborativa
Regras simples para personalizar produtos para
consumidores individuais
ex. Broadvision Inc
Data-mining
descobrir padrões de consumidores para oferecer outros
itens que lhes interessarão
Resultado Final
Conjunto de produtos considerados
Reconhecimento de produtos
Figura
Reconhecimento de fornecedores
Combina o “conjunto em consideração” com as
informações específicas do primeiro estágio
Comparação entre fornecedores
Primeiro agente de comparações de preços
online
Andersen Consulting’s BargainFinder
(http://bf.cstar.ac.com/bf)
Jango
(http://jango.excite.com), BargainFinder avançado
Reconhecimento de fornecedores
Futuramente ...
XML (artigo - “The XML Revolution”)
Tecnologias de agentes móveis (artigo - “The
Promise of Java-Based Mobile Agents)
Agentes de compra mais
flexíveis
abertos (open-ended)
fáceis de implementar
Negociação
Como estabelecer os termos da transação
Varia em duração e complexidade dependendo
do mercado
Em mercados tradicionais de revenda, preços e
outros aspectos são fixos
Em outros mercados, os preços e outros
aspectos são acordados integralmente no
processo de compra
Mais detalhes sobre este tópico no final !!!
Compra e entrega
Sinaliza o término do estágio da negociação
Formas de pagamento e opções de entrega
Podem influenciar a escolha de produtos e
fornecedores
Apenas dinheiro !!! ???
Cartão de Crédito - Seguro ??? !!!
Entrega domiciliar - Frete $
Serviços do produto e
acompanhamento
Serviços dos produtos
Serviços dos clientes
Acompanhamento da satisfação do cliente em
toda experiência de decisão e compra
O processo de negociação
A negociação dentro do comércio eletrônico é
definida como um processo em que duas ou
mais partes multilateralmente barganham
recursos para um ganho mútuo, usando
ferramentas e técnicas de comércio eletrônico.
[Bean et al., 1996]
O processo de negociação
Preços e outros termos são sinalizados
Em revenda, é mais comum trabalhar com
preços fixos
Vantagem da negociação dinâmica
Fornecedor não precisa colocar o preço do produto a
priori
Desvantagem
Os protocolos de negociação podem se estender
além das limitações das partes ou da paciência dos
envolvidos => CUSTO!
O processo de negociação
Felizmente, muitos dos impedimentos somem
no mundo digital !!!
Exemplos:
Onsale (http://www.onsale.com)
Bay’s AuctionWeb (http://www.ebay.com/aw)
O processo de negociação
Exigência de que os clientes tenham sua própria
estratégia de negociação num período de tempo
Outros exemplos:
AuctionBot (http://auction.eecs.umich.edu)
Kasbah (http://kasbah.media.mit.edu)
Tete-a-Tete (http://ecommerce.media.mit.edu/tete-atete
O processo de negociação
Tipos de problemas de negociação
Negociação cooperativa
Negociação não cooperativa ou competitiva
O processo de negociação
Tipos de abordagens de negociação
Fatores Humanos
Economia e Teoria dos Jogos
Ciência da Computação e Agentes Inteligentes
Maneira mais adequada dentro do Comércio Eletrônico
Características: regras de negociação, acesso à base de
dados dos fornecedores e facilidade para encontrar
fornecedores e clientes
Tipos de agentes: os que aprendem com a interação com
outros agentes e os que não aprendem
Um exemplo de arquitetura
Um exemplo de arquitetura
Modelo do usuário representa a base de
conhecimento contendo informações sobre os
usuários do sistema
Modelo do domínio representa a(s)
base(s) de conhecimento contendo informações
sobre o assunto sobre o qual o agente é capaz
de conversar
Interface é a forma de comunicação entre o
agente e o usuário
Elemento de execução é o componente
central de processamento
Considerações Finais
Agentes de Software estão auxiliando
compradores e vendedores
Hoje, a primeira geração de agentes mediadores
de sistemas de comércio eletrônico já criou
novos mercados, e começa a reduzir o custo
numa variedade de processos de negócio
Considerações Finais
Agentes de software ainda irão crescer muito:
Padrões serão criados
Serviços, clientes e fornecedores terão perfis não
ambíguos universais
Serviços terão seus valores adicionados
Mecanismos de segurança de pagamento
Formas eletrônicas de fazer negócios
Considerações Finais
Futuro
agentes explorando novos tipos de transações ainda
não previstas
Na velocidade dos bits, agentes irão fechar
contratos e crias parcerias dinâmicas de
negócios. Mexer com a economia !!!
Referências
 PARAISO, Emerson C. Concepção e Implementação de um Sistema
Multi-Agentes para Monitonação e Controle de Processos
Industriais. Curitiba: Curso de Pós-Graduação em Engenharia
Elétrica e Informática Inustrial - CEFET - PR, 1997. Dissertação de
Mestrado.
 BOND, A. H.; GASSER, L. Reading in Distributed Artificial
Intelligence. Morgan Kaufmann, 1988.
 FLEISCHHAUER, Luciana I. A. Uso da Tecnologia de Agentes na
Integração da Programação da Produção. Florianópolis: Programa
de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, 1996. Dissertação
de Mestrado.
 OLIVEIRA, Flávio Moreira de. Measuring Agreement and Harmony in
Multi-Agent Societies: A First Approach. Instituto de Informática da
PUC-RS
Referências
 CAZELLA, S. C. Uma Arquitetura para Coordenar a Interação de
Agentes na Internet. Porto Alegre: Centro de Pós Graduação em
Ciência da Computação - UFRGS, 1997. Dissertação de Mestrado.
 DURFEE, E. H.; ROSENSCHEIN, J. S. Distribuited Problem Solving
and Multi-Agent Systems: Comparation and Examples. In:
International Workshop on Distributed Artificila Intelligence, 1994.
 STEVEN, J. Johnson; EDWARD M. Schreck. Eletronic Commerce:
Seizing Opportunity in the Third Wave. Andersen Consulting, 1997.
Web: http://www.ac.com/outlook/o_eco_1.html.
 MIRANDA, Flávia Maria de. Comércio Eletrônico. 1997. Web:
http://electra.daeln.cefetpr.br/~miranda/inter.html
 BEAM, Carrie, SEGEV, Arie. Electronic Catalogs and Negociations.
Fisher Center for Information Technology & Management. University
of California, Berkeley. 1996.
Referências
 NISSEN, Mark E. Knowledge-Based Reengineering: From Mysterious
Art to Learnable Craft. Fischer Center for Information Technology
and Management. University of California st Berkeley, 1996. Web:
http://haas.berkeley.edu/~citm/research.html
 ORLANTA, Do; MARCH, Eric; RICH, Jennifer; WOLFF, Tara.
Intelligent Agents & The Internet: Effects On Electronic Commerce
and Marketing. 1997. Web:
http://asterix.ist.utl.upt/massdist/agcompras/referencias.htm
 AOUN, Bassan. Robots And The Web: An Electronic Shopping
Agent. IMAGE Technology Research Group. Curtin University of
Technology. Perth, Western Australia. 1996.
 ABDU, David; BAR-NER Oren. Software Agents: A General
Overview. 1997. Web: techst02tchinion.ac.il/~s1306450/agent.html
Acabou, vamos debater ???
Download

Comercio eletronico - Centro de Informática da UFPE