BINGO ATÔMICO: JOGO DIDÁTICO COMO RECURSO PARA
AULAS DE QUÍMICA
Fernanda Soares Pinto de Souza1 (fernandasouza93@yahoo.com), Pâmella Jane Ribeiro Pessanha1,, Larissa Codeço Crespo2,
Rodrigo Garrett da Costa2.
1 - Licencianda em Ciências da Natureza (IF Fluminense)
2 - Professor do IF Fluminense
INTRODUÇÃO
RESULTADOS
A utilização de um jogo didático deve ser planejada pelo professor como
uma atividade diferenciada, constituída por regras, orientada, que mantenha
um equilíbrio entre a função educativa e a função lúdica. Pois sem
planejamento, a aula pode aparentar, para os alunos, apenas como um
momento de diversão. Quando, o que se espera é que a aula seja divertida
e capaz de introduzir conceitos; revisar e/ou sintetizar conceitos importantes;
integrar assuntos e temas de forma contextualizada e/ou interdisciplinar
(GRANDO, 2000; CUNHA, 2012).
O jogo “Bingo Atômico” foi aplicado na ocasião do evento “Semana PIBID no
CEJOPA”, ocorrido nos dias 16, 17 e 18 de julho de 2014. A atividade foi
aplicada em turmas da 1ª série do Ensino Médio do CEJOPA e envolveu 35
alunos (figura 2). Os principais resultados dos questionários estão a seguir:
OBJETIVO
O foco desta pesquisa foi investigar a opinião dos alunos de Ensino Médio
sobre o jogo “Bingo Atômico” (CRESPO, et al), quanto aos conhecimentos
envolvidos e quanto à utilização de atividades lúdicas em sala de aula.
Quanto ao aprendizado:
Quanto ao conteúdo:
85,7% - o jogo ajudou no aprendizado
dos conteúdos explicados pelo
professor.
22,8% - ao jogar aprenderam coisas novas
14,3% - foi apenas um momento de
diversão.
74,3% - o jogo foi bom para relembrar o
conteúdo
2,9% - o jogo não fez diferença em sua
aprendizagem, pois já sabia tudo.
A Figura 3 apresenta a opinião dos alunos quanto à exigência de
conhecimento prévio.
METODOLOGIA
O jogo “Bingo Atômico” (figura 1) aborda o conteúdo de estrutura atômica e
envolve o uso da Tabela Periódica para encontrar as características
atômicas (número de prótons, de nêutrons, de elétrons e de massa atômica)
dos elementos químicos. O jogo é destinado, principalmente, à alunos da 1ª
série do Ensino Médio. Esta pesquisa foi realizada no Colégio Estadual José
do Patrocínio (CEJOPA), localizado no município de Campos dos
Goytacazes.
Figura 2: Alunos localizando elemento na Tabela
Periódica para encontrar o que foi pedido no sorteio.
Figura 3: Opinião dos alunos quanto ao conteúdo do jogo
“Bingo Atômico”.
CONCLUSÃO
O uso de atividades diferentes nas aulas de Química aumenta o interesse
dos alunos em estudar mais esta disciplina. Os estudantes mostraram-se
entusiasmados e motivados durante a atividade, pois proporcionou um
ambiente dinâmico e interativo entre os alunos, que sem perceber estavam
estudando Química enquanto se divertiam.
REFERÊNCIAS
Figura 1: Exemplo de uma cartela de sorteio, de uma cartela de marcação, de encarte de
consulta ao conteúdo e marcadores do jogo “Bingo Atômico”..
Após a utilização do jogo, foi aplicado um questionário para saber a opinião
dos alunos em relação ao conteúdo e a utilização de jogos nas aulas de
Química.
CRESPO, L. C.; LESSA, M. D.; MIRANDA, P. C. M.; GIACOMINI, R. Ludoteca de Química para o Ensino
Médio. 1. ed. v. 1. Campos dos Goytacazes: Essentia, 2011. 240p.
CUNHA, M. B. Jogos no Ensino de Química: considerações teóricas para sua utilização em sala de aula.
Química Nova na Escola, v. 34, n. 2, p. 92-98, maio 2012.
GRANDO, R. C. O conhecimento matemático e o uso de jogos na sala de aula. Campinas, 234 p., 2000.
Tese
(Doutorado)
Universidade
Estadual
de
Campinas.
Disponível
em
<http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000223718> Acesso em: 03 jun. 2014..
Download

BINGO ATÔMICO