SETEC/MEC
Avaliação e Novas
Perspectivas
DIR
CGFS
REDE E-TEC BRASIL
Fevereiro de 2013
Desafios:
1- Expansão
2 - Estruturação
3 – Avaliação e Monitoramento
Fevereiro de 2013
Premissas
• Integração de ações do PRONATEC
• Gestão Compartilhada:
Gestão do Planejamento x Gestão da Execução
• Avaliação, Monitoramento e Controle
• Projetos e Política de Desenvolvimento da
EPT Nacional/Estadual/Institucional
Cenário
Evolução do Número de Matrículas Novas
134341
75364
19142
2009
28744
2010
2011
2012
Cenário
Distribuição de Matrículas Novas - 2012 (134.341)
43082
39447
23908
16418
11486
Norte
Nordeste
Centro-Oeste
Sudeste
Sul
Cenário
Evolução do Número de Polos
841
543
291
190
2009
2010
2011
2012
Oferta de EPT na modalidade a distância
DESAFIO
• Ampliar a oferta de educação profissional
e tecnológica na modalidade EaD, para
atender, prioritariamente, a públicos com
dificuldade de acesso a cursos
presenciais.
AÇÕES ESTRATÉGICAS
• Realização de reestruturação e de ampliação da Rede e-TEC.
• Estabelecimento de critérios para implantação de novos polos da Rede e-TEC.
• Expansão da atuação da Rede e-TEC para cursos FIC e Cursos Superiores de
Tecnologia.
• Fomento ao desenvolvimento de cursos de formação continuada de
profissionais de EPT, na modalidade EaD, particularmente nas temáticas
associadas à melhoria da educação básica pública (no âmbito do PDE Interativo
e do PARFOR) e à formação em EPT.
• Fomento à ampliação da oferta de vagas em cursos de EPT, na modalidade
EaD.
• Articulação para inclusão do Sistema S na Rede e-TEC.
• Fomento à constituição de estrutura física, tecnológica, organizacional e de
pessoal efetivo para institucionalização da educação a distância na Rede
Federal de EPCT.
• Reestruturação e expansão do SISTEC para controle de polos e
acompanhamento de matrículas na Rede e-TEC
Expansão
•
•
•
•
Habilitação de polos
Cursos FIC
Melhoria das condições de fomento
Ingresso dos Serviços Nacionais de
Aprendizagem
Estruturação
• Catálogo Nacional de Cursos Técnicos –
Currículo de Referência
• Documento de Referência para instalação
de polos e cursos, por unidade federativa,
em função da oferta de cursos de EPT, da
população e das atividades socioeconômicas existentes
• Manual de Gestão da Rede e-Tec Brasil
Avaliação
• Desenvolvimento do SISTEC
• Avaliação in loco
• Utilização de sistemas
Carlos Artur Arêas
Coordenador Geral de Fortalecimento dos Sistemas Públicos de EPT
carlos.areas@mec.gov.br
Download

Slide 1 - Rede e-Tec