Alimentagens
Foodscapes
por
Luís Aguilar (conceção e texto)
Vitália de Aguilar (formatação)
Diaporama didático para aprendizagem e ensino da língua portuguesa
Alimentagens
(FOODSCAPES)
O fotógrafo britânico Carl Warner criou uma
série de imagens utilizando apenas alimentos.
Apresentamos neste diaporama as chamadas
foodscapes (união das palavras food alimentos - e landscapes - paisagens) que
traduzimos,
livremente,
para
português:
Alimentagens.
1. Nas imagens que vos apresentamos
podem ver-se
cavernas submarinas,
florestas, praias ao pôr do sol e até
cachoeiras, feitas de frutas, legumes,
queijos, frios e massas, entre outros.
O fotógrafo conta que já é conhecido na
vizinhança, em Kent, em Inglaterra, por
passar horas na mercearia, procurando os
melhores legumes, hortaliças e outros
alimentos para criar os seus cenários.
Nesta floresta, as árvores são feitas de brócolos, com
ervilhas penduradas e as estradas pavimentadas com
cominho. O relvado (gramado) é feito de ervas
aromáticas e as montanhas construídas com pão. As
nuvens são feitas de couve-flor.
Os alimentos utilizados na construção desta cena rural
são: um carrinho - cheio de alhos - feito de fatias de
lasanha e macarrão, nuvens de mozzarella, árvores de
pimentão, salsa a simular as folhas das árvores,
manjericão em lugar de arbustos e, ao fundo, uma aldeia
Esta caverna foi feita com lagostas e caranguejos, os
rochedos são de pão e, para construir as estalactites,
foram utilizadas cenouras. O fundo do mar, foi
construído essencialmente com couve-flor.
Arroz, coco, grão, feijão e salsa e um céu feito de folhas de
repolho roxo compõem esta “paisagem” bucólica.
Nesta paisagem podem ver-se árvores de folhas de couve
galega, rochas de batata doce, desfiladeiro de pão e céu de
repolho roxo.
O mar vermelho desta praia, ao pôr do sol, é feito
de fatias de salmão e a areia da praia, de açúcar.
Batatas e pão formam as rochas. Um barquinho
feito de vagem com ervilhas completa o cenário.
Cogumelos assentam sobre gergelim e outros grãos.
Casas de queijo, toldos e cestos de macarrão, grãos, legumes e
verduras, formam esta ruela, cujo pavimento é feito de pão.
Casas de queijo, toldos e cestos de macarrão, grãos, legumes e
verduras, formam esta ruela, cujo pavimento é feito de pão.
Nesta exposição de alimentos pode reconhecer-se o queijo que serviu
para a construção da toalha da mesa, das cortinas e das casas que
se avistam na paisagem. A massa serviu para fazer a cadeira e vários
elementos da decoração geral. Podem ver-se ainda muitas verduras e
legumes: tomates, cogumelos, ervilhas, pimentos, salsa, etc.
À primeira vista, não se percebe que as montanhas
são feitas de pão, mas se olharmos bem...
Balões de frutas e legumes e árvores de brócolos integram esta
demonstração de criatividade. Há ainda rochas de batata, lavouras
de espiga de milho e pepino, uma torre de cenoura, etc.
Nesta cena alpina, vemos biscoitos do tipo grissini,
presunto, chouriço, salame e bacon.
2. As gravuras seguintes, ainda
relacionadas com alimentos, dão
conta de situações engraçadas.
Um morango
a beijar um
marmelo.
Um beijo de
namorangos.
Um cão feito de peras com um
guarda-chuva de pepino tropical.
Um casal de alho francês.
Peixes feitos com couve galega .
Cão feito de
banana.
Golfinho feito de
banana.
Os limões gostam de reuniões.
A birra das laranjas e tangerinas.
Cebolas suicidas e felizes
Cogumelos baloiçando
num ruibarbo
Rebanho de ovelhas couve-flor.
Sete rãs e um porco feitos de pimentos
verdes.
Um autocarro, ônibus ou machimbombo
feitos de melão com rodas de cogumelos
transporta passageiros feitos de rabanetes.
Um estádio de futebol feito de sandes de
queijo, fiambre, presunto, tomates, alface,
azeitonas, etc.
A diva pata armada em endiva.
Pinguins de beringelas.
Uma guitarra e peras.
Uma borboleta de e na maçã.
Maçã mordideira.
Um duche melanciólico
Laranja descascada pronta para
sumo.
Laranja a caminho da máquina de
sumos (sucos).
Para acabar com a pele de laranja.
Vizinhos, Dom Tomate e Dona
Laranja em amena cavaqueira.
Cas(c)a de ovo.
Gema em carrinho de ovo.
Ovo-flor!
Índio de batata-doce.
Sapato de pão
Vai uma moedinha para comprar pão?
A fúria assassina do pão.
Batata em biquíni.
Quivi à pesca.
Tudo feito apenas com laranjas e limões.
3. Os Frutos, Plantas
e Legumes na Arte
O Nascimento de Afrodite
Botticelli
A Liberdade Guiando o Povo
Delacroix
A Balsa da Medusa
Gericault
Três de Maio de 1808
Goya
Autorretrato
Van Gogh
A Última Ceia
Leonardo Da Vinci
Mona Lisa
Leonardo Da Vinci
Mona Tofu
O Grito
Munch
Não vos deu uma vontadinha enorme
de comer, depois de ver tanta coisa boa?
Ou esta forma de apresentar os
alimentos tirou-vos o apetite?
Texto: Luís Aguilar
Formatação: Vitália Rodrigues
Música: Continue to be de David Arkenstone
Contacto: linguaportuguesa@live.ca
Edição:
Retorno à Unidade de Aprendizagem,
Alimentação e Refeições, do Manual :
©Todos os Direitos Reservados
Download

Alimentagens - Teia da Língua Portuguesa