Escola do Futuro da USP
Laboratório de Investigação de
Novos Cenários de Aprendizagem
Silvia Fichmann
silviaf@futuro.usp.br
Formação do Profissional de
Nível Técnico no Contexto dos
Avanços Tecnológicos
II Fórum Nacional de Ensino Técnico
São Paulo, setembro 2005
A Cidade das Inteligências
O que eu posso tornar-me?
"Nós possuímos muitas
inteligências: aquelas que nós
temos e sabemos que temos; aquelas
que nós temos, mas não ousamos
ainda desenvolver e aquelas que
não supomos mesmo que temos."
Sylvie Geandreau
“ La Cité des Intelligences”
Formação
Um movimento de busca dos contornos que conferem um
feitio, uma configuração e uma identidade;
Possibilita novas formas de relação com o conhecimento;
Implica construir significados pessoais e fazer elaborações
próprias;
Resgata o pensamento criativo: projetar, construir
hipóteses, estabelecer relações que possibilitem a
flexibilização e não a rigidez.
Furlanetto (1997)
Formação tripolar
Autoformação
formação na relação consigo mesmo
Heteroformação
formação na relação com os outros
Ecoformação
formação na relação com o meio ambiente
Pineau (1998)
Profissional atual
Polivalente
Flexível
Capaz de adaptar-se a situações novas
Fonte: "El Rescate
de Calificación", de
Elenice Leite, 1993
Era das Máquinas
Era do Conhecimento
Habilidade
Competência
Saber Fazer
Saber aprender a fazer
Disciplina
Auto Controle
Obediência
Iniciativa
Obediência às regras
Gestão do aleatório
Reação
Ação
Memorização
Raciocínio
Execução
Diagnóstico
Concentração
Atenção
Formação Breve ou Longa
Formação Contínua
Individualismo
Coletivismo
Isolamento
Comunicação
Inovação
• [...] significa modificar as formas de
atuação como resposta a mudanças nos
alunos e implica uma organização
diferente do trabalho para o qual devem
ser utilizados métodos mais eficazes.
Walling e Berg,1983
Inovação
• [...] uma reforma é uma mudança em
grande escala, ao passo que a inovação
o seria em nível mais concreto e limitado.
González e Escudero,1987
Inovação
• [...] conjunto de intervenções, decisões e
processos com certo grau de
intencionalidade e sistematização, que
tratam de modificar atitudes, idéias,
culturas , conteúdos, modelos e
práticas pedagógicas
Carbonell, 2002
Inovação
•
•
•
•
Atitudes
Idéias
Culturas
Conteúdos
• Modelos
ética e valores
ensino e aprendizagem
resgate e transcultura
integração horizontal e
vertical
papel ativo do aluno/
professor mediador
• Práticas pedagógicas
presenciais e a
distância
Inovação
ambientes diversificados
sala de aula, computadores e redes
colaborativas
“Pedagogia do engajamento”
comprometimento
motivação
Respeito a diversidade
talentos e formas de
aprender
aprendizagem
colaborativa
Incentivo a formação por
toda a vida
envolvimento
pensamento
crítico
“Nossas noções de aprendizagem estão
expandindo e mudando mais rápido que
nossas concepções de ensino”
AAC&U - Randall Bass, 2005
Mudanças necessárias
Escola focada na pesquisa, projetos, análise de contextos, produção,
registro e avaliação
Flexibilidade na aprendizagem e no ensino: tempo, espaço e forma
Aprendizagem colaborativa
Utilização de tecnologias de informação e comunicação
Do presencial para o semi-presencial: blended learning
Educação a Distância
Comunidades virtuais de aprendizagem
Moran, 2005
Utilização de novos materiais e tecnologias curriculares;
uso de novos enfoques de ensino;
alteração das crenças ou pressupostos pedagógicos
subjacentes às novas políticas ou programas
educativos.
Fullan,1982
AAC&U, 2005
Práticas presenciais
II Encontro de Formadores Mediadores – Projeto Telemar Educação
Julho/2005
Práticas presenciais
•
•
•
•
•
Conhecimento + afeto
Pensamento + sentimentos
Raciocínio + moralidade
Acadêmico + pessoas
Aprendizagem + valores
Ações inovadoras na Educação
TRANSDISCIPLINARIDADE
Tecendo ...
Transdisciplinaridade
Transdisciplinaridade
Tecnologia
Redes e conexões
Cultura
Fortalecimento
Diversidade
Educação
multidimensional
Novas linguagens
Tecnologia???
Revista Ícaro, maio 2005
Tecnologia aplicada à educação
Software - Internet
Formação: cursos, comunidades virtuais de aprendizagem e prática
Informação: textos, imagens, vídeo, áudio - Repositórios de objetos
de aprendizagem e bibliotecas virtuais.
Interação: síncrona e assíncrona – independente de tempo e espaço
Publicação: individual e coletiva com difusão mundial
início
Linguagem de programação
Aulas de informática
Dos, textos,planilhas
Windows e aplicativos
Softwares educacionais
Projetos Transdiciplinares
softwares e Internet/ ensino a distância
computador na sala de aula
Repositórios de conteúdos
Bibliotecas virtuais
e Comunidade Virtual
de Aprendizagem
Comunidade virtual de aprendizagem
• Aprendizagem ativa e colaborativa.;
• independência de tempo e espaço;
• possibilidade de comunicação muitos para muitos com
base em textos
• comunicação mediada por computadores;
• estratégias inovadoras de animação da CVA;
• território virtual das atividades;
• concepção e desenvolvimento de projetos
comunitários, atividades lúdicas online, cursos a
distância.
http://www.projetotelemareducacao.com.br
Penso, logo existo.
Descartes
Sinto, logo existo.
André Gide
Crio, logo vivo.
Tacuchian
Aprendo, logo existo.
Hélène Trocme-Fabre
Silvia Fichmann
silviaf@futuro.usp.br
www.ichs.qmul.ac.uk
• CARBONELL, Jaime. A aventura de inovar. Porto Alegre:
Artmed Editora, 2002.
• HERNÁNDEZ et al. Aprendendo com as inovações nas
escolas. Porto Alegre: Artmed Editora, 2000.
• PECK, M.S. Prefácio. In: RHEINGOLD, H. The virtual
community: homesteading on the eletronic frontier. [S.l.]:
Addison-Wesley, 1993. [s.p].
• PREECE, J. Online communities: designing usability,
supporting sociability. Chichester: John Wiley & Sons,
2000. Disponível em:
<www.ifsm.umbc.edu/onlinecommunities>. Acesso em:
29 mar. 2005.
• GARDNER, Howard. Estruturas da Mente - A Teoria das
Inteligências Múltiplas, Porto Alegre, Artes Médicas, 1994.
• DELORS, Jacques. 1997. Educação Um Tesouro Nacional. Paris:
UNESCO
• HERNANDEZ, Fernando. Transgressão e Mudança na Educação.
Artmed. Porto Alegre. 1998.
• DRYDEN, Gordon & VOS, Jeannette. Revolucionando o
aprendizado. São Paulo: Makron Books, 1996.
• HERNANDEZ, Fernando. A Organização do Currículo por Projetos
de Trabalho. Artmed. Porto Alegre. 1998.
• PERRENOUD, Philippe. Novas Competências para ensinar.
Artmed. São Paulo. 1999
• GARDNER, Howard. Estruturas da Mente - A Teoria das
Inteligências Múltiplas, Porto Alegre, Artes Médicas, 1994.
Download

O Mercado de Trabalho e a Formação do Profissional de Nível