Benefícios Econômicos da adoção
de eventos de Algodão GMO para os
produtores brasileiros
Joao Carlos Jacobsen Rodrigues
Presidente da Abrapa
Audiência Pública do Algodão - CTNBio
Brasília, 17 de agosto de 2007.
ALGODÃO BT II (Resistente a Insetos)
Nome Comum
Algodão Bollgard RR
Alg.
convencional
curuquerê
0
6
lagarta-das-maçãs
0
7
lagarta-rosada
0
5
falsa-medideira
0
2
Spodoptera
0
6
TOTAL
0
26
ALGODÃO RR (Tolerante a herbicida)
Algodão Convencional:
Glifosato
2.4D
Trifluralina
Diuron
Clomazone
Dessecação
Plantio
Piritiobac
Trifloxysulfuron
Fenoxaprop
4 a 5 folhas
MSMA
Diuron
Paraquat
Flumioxazin
Fechamento
da cultura
Colheita
Algodão RR
glifosato
2.4-D
Dessecação
glifosato
(jato dirigido)
glifosato
Plantio
4o ao 5o nó
Fechamento
da cultura
Colheita
No mercado de commodities, o acesso a tecnologia de produção
determina a competitividade do setor.
Como ter competitividade diante desta realidade?
Tecnologias
Bollgard(Bt1)
Roundup Ready(RR)
Bollgard(Bt1)/RR
Bollgard II(Bt2)
BollgardII(Bt2)/RR
Roundup Ready Flex(RRF)
BollgardII(Bt2)/RRF
Lançamento das Tecnologias
1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011
?
?
?
?
?
Primeira Aprovação no Mundo
Aprovação no Brasil
?
Previsão no Brasil
O atraso do Brasil em relação aos seus concorrentes é superior a 10 anos.
Status das aprovações
U.S.
Australia
China
India
Argentina
Mexico
S. Africa
Indonesia
Colombia
Paquistão
Brasil
Bollgard
X
X
X
X
X
X
X
X
X
N/A
X
RR
X
X
N/A
N/A
X
X
X
X
X
N/A
2005?
BGII
X
X
N/A
X
2006
?
X
X
N/A
X
2006
?
2007?
RRF
X
2006
N/A
2007
?
X
2006
X
2006
N/A
X
2006
N/A
2007?
Benefícios Econômicos decorrentes da adoção do algodão
geneticamente modificado
Benefícios Econômicos
Ganhos
Produtividade
Economias
 Inseticidas;
 Herbicidas;
 Aplicações;
Elaboração: CELERES
Operacionais:
Mão de Obra;
Máquinas;
Todos os competidores do Brasil no mercado internacional comprovaram
os benefícios da adoção da tecnologia no algodão GMO: PRODUTIVIDADE
Elaboração: CELERES
A experiência da Austrália: Algodão tolerante ao glifosato
Benefícios econômicos
Cenário de baixa pressão de infestação de ervas
Benefícios econômicos- $
$395
$225
Ganhos de
produtividade
($/ha)
Fonte: Angus Crossan , Ivan Kennedy – Universidade Sydney
Economias decorrentes:
 aplicações;
Trabalhistas
Ganho total
Benefícios econômicos decorrentes do aumento de produtividade a
partir da utilização de algodão resistente a insetos
Economia
Região
Pulverização
(US$/ha)
9,40
GO/MG/SP
8,70
BA
13,46
MT
10,52
Média Brasil
Fonte: Ferreira Filho & Gameiro (2001).
Economia
Ganho de
de Produto Produtividade
(US$/ha)
(US$/ha)
52,53
85,60
73,38
108,19
47,55
111,65
57,82
101,81
Economia
Total
(US$/ha)
147,53
190,27
172,66
170,15
 Limitações apresentadas pelo controle químico:
 Maior dificuldade de se atingir os insetos-alvos;
 Eventuais resistências das pragas aos inseticidas;
 Maior limitação de entrada de tratores na lavoura após fechamento da
cultura.
Fonte: Edgard Pereira & Associados
Benefícios potenciais em função do nível de adoção do plantio do algodão
geneticamente modificado tolerante a inseto:
Taxa de
Penetração da
Tecnologia
Redução no
Redução no
Custo de
Custo do
Pulverização
(**)
Produto
(**)
Ganho de
Produtividade
Economia Total
(mil US$)
(mil US$)
(mil US$)
10%
1.068
5.868
10.333
20%
2.135
11.736
20.665
30%
3.203
17.604
30.998
40%
4.271
23.473
41.331
50%
5.338
29.341
51.663
100%
10.677
58.682
103.327
(*)
Considerou-se como base a área plantada de 1.015 mil hectares da safra de 2006/07.
(**)
Preços constantes de 2001
(mil US$)
17.269
34.537
51.806
69.074
86.343
172.685
Fonte: Edgard Pereira & Associados
A taxa de adoção do algodão geneticamente modificado no Brasil deve ser rápida
a medida que variedades adaptadas por região seja disponibilizadas.
Fonte: Edgard Pereira & Associados
Com 50 % da área plantada com algodão geneticamente modificado
tolerante a inseto, os ganhos de competitividade chegam a:
US$ 86 milhões ao ano
US$ 51 Milhões => Produtividade (ao ano)
US$ 35 Milhões => Economia de custos relativos a
inseticidas e sua aplicação (ao ano)
Estes ganhos representam ganhos potenciais considerando somente a tecnologia de resistência a
insetos. Não foram considerados os ganhos potenciais decorrentes da tecnologia tolerante a
herbicidas e da tecnologia de tratamento combinado (resistência a herbicida e inseticida)
Fonte: Edgard Pereira & Associados
 Aumento da produtividade com algodão RR
PRODUÇÃO
330
RR
Média de 13 Ensaios –
4 Safras
320
310
@/Ha
300
290
280
Convencional
270
260
250
(Dados gerados no Brasil)
Premissas:
 Produtividade média no Brasil de [email protected]/Ha (dados CONAB safra 03/04)
 Aumento médio de 5% da produtividade com o uso da tecnologia
 Racional de cálculo: [email protected]/Ha*15Kg/@*38%*5%*1,14$/Kg = 64,7 $/Ha
 Preço da fibra: $1,14/Kg (segundo dados dos últimos seis anos na
bolsa de NY).
 Rendimento de fibra 38%.
Redução total do custo de produção de
algodão, no Brasil, com a adoção das
tecnologias Bt e RR
700
RR/ Bt; 613 R$/Ha
600
R$/Ha
500
Teríamos uma economia de 613
milhões R$ em 2006, considerando uma
área plantada de 1 milhão ha.
Redução no custo de herbicidas: 84
R$/Ha;
RR; 283
400
Redução no custo de aplicação/M.Obra:
37 R$/Ha;
Aumento de produtividade: 140 R$/Ha.
300
Redução nos custos indiretos: 22 R$/Ha;
200
Redução no uso de inseticidas: 67
R$/Ha;
Bt; 330
100
Redução no custo de aplicação: 13
R$/Ha;
0
Tecnologias
Aumento de produtividade: 250
R$/Ha.
 Segundo o ISAAA, nos primeiros 11 anos, a área
global acumulada com lavouras biotecnológicas foi
de 577 milhões de hectares. As altas taxas de adesão
refletem a satisfação do agricultor com produtos que
oferecem:
 Manejo mais conveniente e flexível da cultura;
 Menor custo de produção;
 Maior produtividade;
 Benefícios sociais;
 Meio ambiente mais limpo; enfim, uma agricultura
mais sustentável.
Download

Benefícios econômicos decorrentes do aumento de produtividade a