VEÍCULOS ELÉCTRICOS E NOVAS FORMAS DE MOBILIDADE
DESAFIOS E OPORTUNIDADES PARA INVESTIGAÇÃO EM ENGENHARIA
A MOBILIDADE COMO SERVIÇO
ANDRÉ DIAS
FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN, 29/07/2009
O DESAFIO DA MOBILIDADE
A NECESSIDADE DE UM NOVO PARADIGMA
1. Energia: economia baseada no petróleo; subida do
preço
(transportes representam 31% do consumo de energia)
2. Ambiente: emissões
(+10% das emissões de CO2 em áreas urbanas da Europa provêm de tráfego
automóvel)
3. Produtividade e qualidade de vida: congestionamento
(10% das estradas congestionadas diariamente; custo anual pode atingir 2%
do PIB)
1. Novos paradigmas da mobilidade, novas soluções e
aplicações
2. Sistemas integrados
(utilizadores–transporte–infraestrutura–território)
MOBILIDADE ELÉCTRICA
UM CONTRIBUTO PARA A MOBILIDADE SUSTENTÁVEL
ACTUAL
17
160 000 EV
13
EMISSÕES
CO2 (MTON)
11
50% PARQUE
9
-8 MTON/ANO
5.8
5.3
CONSUMO ENERGIA
PRIMÁRIA (MTEP)
4.2
3.3
-2.5 MTEP/ANO
11 000
FACTURA
MOBILIDADE (M€)
20% PARQUE
9 000
7 500
5 000
- 6 000 M€/ANO
EVOLUÇÃO DA RELAÇÃO COM O AUTOMÓVEL
UMA NOVA CADEIA DE VALOR?
Lógica do “Serviço” (ex.)
Combustíveis
Manutenção
Serviços (seguros, …)
€
Operador de
Veículos
Comercialização
Financiamento
Construtores
Fornecedores
Operador
de Baterias
Operadores de
Energia
Powertrains
Construtores
Fornecedores
Enfoque do Modelo
Lógica do “Produto”
INTEGRAÇÃO NO SISTEMA ELÉCTRICO
UMA NOVA CADEIA DE VALOR?
Cadeia de Valor da Mobilidade Eléctrica
Cadeia de Valor Sector Eléctrico
Produção
Transmissão e
Distribuição
Comercialização
Serviço de
carregamento
Serviços de valor
acrescentado
• Manutenção da
Infra-estrutura
• Serviço de
carregamento
(incluindo
Estacionamento,
V2G)
• Serivços de troca
de baterias
• Financiamento de
baterias
• Pacotes de
serviços e
produtos
múltiplos
Actividades
• Produção de
Electricidade
• Manutenção de
redes de alta,
média e baixa
tensão
• Operação do
Sistema
• Comercialização
de electricidade
Actores
• EDP Produção
• Galp
• Turbogás
• Tejo Energia
• CPPE
•…
• REN
• EDP Distribuição
• Comercializadores • Operadores de
de electricidade
Mobilidade
• Comercializadores Eléctrica
de electricidade
para a mobilidade
eléctrica
• Construtores
automóveis e
revendedores
• Construtores de
baterias
• Bancos e
sociedades
financeiras
• Outros
NOVOS PARADIGMAS
NOVAS TENDÊNCIAS
NOVOS PARADIGMAS

Integração com sistemas de
mobilidade / intermodalidade

O automóvel como parte de um
“serviço integrado de mobilidade”,
segundo um conceito da mobilidade
como uma “Utility”

O carro “verde” e “inteligente”
NOVAS TENDÊNCIAS

Integração com o “metabolismo”
energético da cidade

Modelos de energia
(que energia, como se produz) e
redes inteligentes (“smart grids”)

Ciclo de vida / Mecanismos de
compensação

Integração com actores da energia
INOVAÇÃO EM MODELOS DE NEGÓCIO
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CENTRADO NO CIDADÃO
Enfoque no cidadão
Equidade no acesso para actores
Princípios
Fundamentais
do MOBI.E
Mercado livre e aberto criando múltiplas opções para
o consumidor, estimulando a adopção do VE (160,000
VE até 2020)
Investimento privado, estimulando a criação de
consórcios entre empresas e integrando entidades do
sistema científico tecnológico nacional
Rápido crescimento da infra-estrutura a uma escala
verdadeiramente nacional (cerca de 2,000 pontos de
carregamento públicos até 2011)
Standardização e compatibilidade tecnológica
MODELO DE SERVIÇO DA MOBILIDADE ELÉCTRICA
A INTEGRAÇÃO DE MÚLTIPLOS ACTORES
A
Carregamento de baterias por compra de energia ao
comercializador B através da rede C
B
Recepção de energia da rede através do
comercializador B
C
Recepção de energia da rede através de contrato
com o produtor Y
D
Injecção de energia na rede nacional de distribuição
REDE A
REDE B
VIA PÚBLICA
COMERCIALIZADOR A
C
D
PRODUTOR X
kWh
Serviços
COMERCIALIZADOR B
CLIENTE
A
B
ESTACIONAMENTO
Integração de Consumos
Integração de Serviços
1
3
5
EGMOBI.E
Informação
Fluxos Financeiros
1
Subscrição de pacotes pós-pagos
Autenticação
2
Facturação de serviços (pós-pago)
Emissão de facturação integrada
3
Metering e contagem de consumos / operadores /
comercializadores
Contabilização de serviços associados
Fee de utilização do sistema EGMOBI.E
4
Pagamento de serviço de carregamento (a englobar
após facturação a cliente)
5
Fee de utilização do sistema EGMOBI.E
6
Pagamento de electricidade (a englobar após
facturação a cliente)
4
2
Gestão de Transacções
Intermediação / integração de
Operadores e Comercializadores
6
DISTRIBUIÇÃO
PRODUTOR Y
OPORTUNIDADES DE INOVAÇÃO
VISÃO COMO MOTOR DO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO
VEÍCULOS
€
Novos conceitos de veículos
Novas soluções de propulsão
Novos materiais
POWERTRAINS E
BATERIAS
Maior capacidade e maior densidade de energia
Menores custos de produção
Maior número de ciclos de carga e descarga
Sistemas de gestão e controlo de baterias
SISTEMAS DE
INFORMAÇÃO
Sistemas complexos de gestão em tempo-real
Controlo e automação
Comunicação utilizador-veículo-rede
SISTEMAS E REDES DE
ENERGIA E
CARREGAMENTO
Tecnologias de carregamento lento / rápido
Redes Inteligentes
Modelos V2G (Vehicle-to-Grid)
Produção renovável local e integração urbana
MODELOS DE SERVIÇO /
NEGÓCIO
Lógicas de integração e criação de sinergias
Modelos de compensação de carbono
Brokerage em modelos de pricing dinâmico
OPORTUNIDADES DE INOVAÇÃO
VISÃO COMO MOTOR DO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO
O PAPEL DA ENGENHARIA E DA TECNOLOGIA
COMO MATERIALIZAÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA
•
•
•
•
A tecnologia, nas suas diferentes vertentes, é um enabler de novos
paradigmas, permite o desenho e apropriação de novos conceitos,
centrados no cidadão e integrados com a energia e o espaço físico…
As rupturas não dependem tanto da tecnologia quanto do desenho
adequado de conceitos que gerem valor para os stakeholders
Os grandes desígnios estratégicos, como a mobilidade sustentável,
alinham os esforços de desenvolvimento tecnológico, a
exemplo do “european green cars initiative”, alinhado com a “future
factory” e medidas mais amplas de política pública e mobilizam o
envolvimento dos grandes actores, como as utilities e os construtores
autromóveis
Exemplos de mobilização de actores:
- Consórcios tecnológicos em torno de soluções de mercado
- Programas mobilizadores integrando empresas e o SCT, como o
MIT Portugal, ou o QREN (ex: SI IDT IT_EV)
- Programas europeus e parcerias internacionais (ex: FP7 com
grande enfoque em projectos pan-europeus de tecnologia,
demonstração e teste)
MOBILIDADE ELÉCTRICA
ESPAÇO PARA A GERAÇÃO DE VALOR, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
(Target 2020)
VEÍCULOS
I&D / ENGENHARIA
POWERTRAINS E
BATERIAS
SISTEMAS DE
INFORMAÇÃO
SISTEMAS E REDES DE
ENERGIA E
CARREGAMENTO
€
MODELOS DE SERVIÇO /
NEGÓCIO
EMPREGO
QUALIFICADO
(3000)
DESENVOLVIMENTO
TECNOLÓGICO E
INOVAÇÃO
VALOR
(500 M€ VAB)
CONDIÇÕES
ESTRUTURAIS
ACTIVIDADE
ECONÓMICA
(1000 M€ VN)
ATRACÇÃO DE
INVESTIMENTO
APROPRIAÇÃO DE
TECNOLOGIA E
INOVAÇÃO
(50 M€ I+D+I)
DESAFIOS
PENSAR…
AS CIDADES
AS REDES DE ENERGIA
OBRIGADO PELA ATENÇÃO
André Dias
AS SOLUÇÕES
TECNOLÓGICAS adias@inteli.pt
Download

A mobilidade como serviço