Estado de Santa Catarina
Prefeitura Municipal de Paraíso
Fortalecimento e qualificação
da saúde bucal na atenção
básica em Santa caratina
OUTUBRO 2008
Estado de Santa Catarina
Prefeitura Municipal de Paraíso
Programa Odontologia na
Primeira Infância
Emyr Stringhini Junior
PARAÍSO
Argentina
Brasil
Br 282
- Histórico e
localização
- Economia
- 4527 hab. (SIAB)
3776 han. (IBGE)
- ESF
ceo - 2001 – 7,5
ceo - 2003 – 6,16
Atenção odontológica na 1ª.
Infância
• No Brasil – 1986 – “Educar prevenindo,
prevenir educando” (Walter, 1999)
• Paraíso – 2003 – Melhorar os
indicadores de saúde e contribuir com
uma infância mais saudável e com melhor
qualidade de vida.
Identificar a problemática,
e estabelecer ações que
satisfaçam as necessidades
do grupo são um dos
grandes
desafios
das
equipes que compõem a
ESF.
Objetivos
- Orientar os pais sobre formação e
desenvolvimento da cavidade bucal e dentes;
seqüência e cronologia de erupção dentária;
importância
da
amamentação
para
o
crescimento e desenvolvimento crânio facial; e
hábitos bucais deletérios;
- Promover ações de educação em saúde bucal
com o objetivo de prevenir a cárie precoce da
infância;
- Oportunizar inclusão precoce das crianças a
atenção odontológica visando familiarizá-las
ao ambiente e integrá-las ao PSF/SB;
- Melhorar os indicadores de saúde bucal, bem
como reduzir a necessidade de tratamento
odontológico na idade pré-escolar e escolar;
- Promoção de saúde às crianças de 0 a 36
meses;
- Promover entendimento da saúde bucal como
parte da saúde geral
- Integrar a equipe da ESF.
Metodologia para a implantação
- Levantamento dos dados – crianças de 0 a 35
meses e gestantes
- Execução do projeto
- Apresentação e aprovação pelo CMS
- Início do programa
Primeiro encontro do programa – julho 2003
Consultas
• Dados pessoais/familiares
• Questionamento de saúde:
– duração gestacional, complicações de parto
– condições atuais de saúde geral e bucal
– amamentação
– prática, freqüência de higienização
– hábitos deletérios
• Ações de educação e prevenção em
saúde bucal
• Agendamento do retorno
Envolvimento da equipe
Atividades curativas
• Urgência e/ou indicação
• Condicionamento
• Controle da doença
Atividades complementares
• Integração entre os participantes e
equipes
• Palestras; Socialização de
resultados
• Confraternização
Fotos: Confraternização 2006
Resultados
Motivadores:
• Manutenção do programa por 5 anos
• Atualmente 287 crianças cadastradas; 140 em
atendimento mensal; 80 liberadas
• Melhores condições de saúde bucal – dentária,
gengival e higiene
• Melhor aceitação no ambiente escolar
• Redução do número de atendimentos
odontológicos de rotina e emergência na
primeira infância
ceo - 2008
• Redução do ceo (6,16 (2003) para 3,76
(2008)- em 2009 - ?
• Interesse das mães pelo programa - na
realização do teste do pezinho
• Efetividade no controle mensal do peso, altura
e esquema vacinal, e adesão nas campanhas de
vacinação.
A serem melhorados:
• Índice de Adesão
• Problemas de transporte e diferenças sócioeconômica-culturais que impedem a adesão
Considerações Finais
• Implantação do programa: fácil, barata e de
resultados motivadores a longo prazo
• Execução depende: indicadores de saúde do
município, motivação e treinamento da equipe,
interesse do poder público municipal
• Dentro desta ótica novas estratégias
(planejamento familiar) são necessárias para
que o enfoque da atenção seja ainda mais
precoce
Atualmente, a cárie dentária é doença
biossocial e multifatorial que precisa ser
melhor compreendida, tanto pela equipe
de saúde como pelas pessoas.
O controle ainda é a melhor maneira de
prevenção e promoção de saúde.
Obrigado
Contatos:
Secretaria Municipal de Saúde de Paraíso/SC
Fone: 49- 36270074 ou 36270266
email: saudeparaisosc@yahoo.com.br
juniorstrin@gmail.com
Download

Fortalecimento e qualificação da saúde bucal na atenção básica em