VANDERLEY SOARES
BELMIRO DEUSDETE
SITE PROMETE REVOLUCIONAR O
COMÉRCIO DE ALAGOINHAS
LUTO EM RIACHO DA GUIA
No dia 1º de junho a cidade de Alagoinhas ganhou uma importante ferramenta de busca comercial na internet, o site Alagoinhas Cadê? Acessando
a página virtual www.alagoinhascade.com o cidadão alagoinhense terá
informações precisas sobre telefones, endereços, e-mails, e endereços
virtuais dos estabelecimentos comerciais. P2
Um trânsito caótico, a caminho do abismo
A consternação tomou conta do distrito de Riacho da Guia na
última quinta feira, dia 10, com o falecimento de Francisco
Mendes Souza,tradicional produtor de laranja,fumo de corda
e um dos mais antigos moradores do distrito. P6
GAZETA
DISQUE REDAÇÃO:
Telefax.: (75) 3421-2183
Editor: (75) 9971-5405
E-mail: [email protected]
[email protected]
Os últimos cinco anos foram surpreendentes para
a Superintendência de Trânsito de Alagoinhas. Os
resultados das constantes ações da SMTT impressionam pela efetiva falta de objetividade de suas ações.
Sobrou falácia, faltou ação. Fala-se que o setor tinha
verba própria e, afinal, para que foi destinada? P2
Alagoinhas-BA, 15 de julho de 2008 • Ano XI - Nº 220 • R$ 1,00
Sem concorrente, rede GBarbosa
esnoba dos clientes
Fotos Vanderley Soares
A falta de concorrentes à altura
tem deixado muitos consumidores ir ritados nas filas
dos supermercados da rede
GBarbosa, maior loja do ramo
supermercadista do município
e detentora de mais de 60% do
mercado alagoinhense. São três
lojas na cidade, muitas filas,
poucos caixas e quase nenhum
embalador, o que aumenta a
irritação dos clientes. Nem
mesmo uma Lei criada pela
Câmara Municipal, obrigando
os supermercados a colocarem
mais caixas e embaladores
tem sido cumprida. Na última
segunda-feira, 14, dezenas de
pessoas aguardavam na fila
para caixas de até dez volumes.
Muitos tiveram que aguardar até
45 minutos na fila. Apenas três
caixas faziam o atendimento,
e sem nenhum embalador. A
alegação do Caixa é que até
dez volumes o supermercado
não embala. E isso é rotina para
todos os clientes da rede, num
tremendo desrespeito às leis
do país. P2
Médico Reinaldo Santos não é
mais o vice de Elionaldo Faro
Reinaldo Santos (PPS) não é
mais o candidato a vice prefeito
na chapa da frente “Alagoinhas não pode parar”, sendo
substituído por Paulo Cintra,
ex secretário municipal de
Desenvolvimento Econômico e
Meio Ambiente. Reinaldo teria
deixado de apresentar a sua
prestação de contas na última
eleição, ficando impedido de
registrar a sua candidatura para
a sucessão municipal, ao lado
de Elionaldo Teles, cabeça de
chapa. P6
O consumidor tem esperado pacientemente por até 45 minutos para ser atendido.
Construção do acesso à Linha Verde vai
começar pelo trecho Alagoinhas/Araçás
Rede de urgência e emergência
do Planserv é ampliada
Os beneficiários da Assistência à Saúde dos Ser vidores
Públicos Estaduais (Planserv)
contam agora com o serviço
de emergência dos hospitais
Santa Izabel e Português. O
atendimento nesses dois tradicionais hospitais será indicado
para pacientes em situação de
urgência e emergência. Hoje,
dia (15), o secretário da Administração, Manoel Vitório,
se reúne no gabinete da Saeb,
às 15h, com representantes
dos servidores públicos e das
entidades médicas baianas para
divulgar oficialmente a ampliação da rede.
Roberto Muniz fala do atual estado
de abandono de Lauro de Freitas
Reunido no último dia 12 com
cerca de 90 candidatos a vereador
por sua coligação, o candidato do
PP a prefeito de Lauro de Freitas,
Roberto Muniz, fez um apelo para
“derrotar um governo que não fez
nada e ainda diz que nada foi feito
antes nesta cidade”. Criticando
duramente seus adversários,
Muniz sentenciou: “Eles lutam
pelo poder, nós lutamos por ideais. Queremos o poder não como
opção pessoal, mas comunitária,
para ajudar a transformar a vida
das pessoas”. P4
A estrada que vai ligar as cidades de Alagoinhas e mais duas
dezenas de cidades ao Litoral
Norte vai começar pelo trecho
de 24 km que separam as cidades
de Alagoinhas e Araçás. Esse
trecho foi construído em 1995,
mas de lá para cá não passou
por nenhuma reforma, e era
considerado o passo inicial para
a ligação Alagoinhas ao mar,
uma reivindicação de quase
20 anos. O anúncio da obra,
com muito zelo, foi feito pelo
governador Jaques Wagner
durante a sua última visita ao município de Alagoinhas, quando
veio participar de importantes
programas governamentais e a
entrada do município nas obras
do PAC. P3
Conselhos Escolares são
regulamentados em Alagoinhas
Os Conselhos Escolares da
Rede Municipal de Ensino
foram regulamentos pelo
Decr eto nº 2.593/07 que
determina que as Escolas
da Rede Municipal contarão
com Conselhos Escolares
constituídos pela direção
da escola, representantes
da comunidade e membros
escolares. Os Conselheiros
foram escolhidos por meio
de votação nas escolas, pela
comunidade, alunos, professores, funcionários e pedagogos
e têm função consultiva, deli-
berativa, mobilizadora e fiscal.
Os Conselhos constituem-se
num órgão colegiado de apoio
à administração escolar, que
será um centro permanente
de debates e articulação para o
atendimento das necessidades
da escola. P7
P2
15 de julho de 2008
VANDERLEY SOARES
[email protected]
Sem concorrente, rede GBarbosa
esnoba dos clientes
A falta de concorrentes à altura
tem deixado muitos consumidores
irritados nas filas dos supermercados da rede GBarbosa, maior do
município e detentora de mais de
60% do mercado alagoinhense.
A exemplo dos bancos, que não
cumprem a lei dos 15 minutos, o
GBarbosa impõe aos seus clientes
até 30 ou 45 minutos na fila de
um caixa.
São três lojas na cidade, muitas filas, poucos caixas e quase
nenhum embalador, o que aumenta a irritação dos clientes.
Nem mesmo uma Lei criada pela
Câmara Municipal, obrigando os
supermercados a colocarem mais
caixas e embaladores tem sido
cumprida.
Na última segunda-feira, 14,
dezenas de pessoas aguardavam
na fila para caixas de até dez volumes. Muitos tiveram que aguardar
até 45 minutos na fila. Apenas três
caixas faziam o atendimento, e sem
nenhum embalador. A alegação
do Caixa é que até dez volumes o
supermercado não embala. E isso
é rotina para todos os clientes da
rede, num tremendo desrespeito
às leis do país.
Sobrecarga aos funcionários,
irritação aos clientes, pouco ou
quase nenhum respeito às leis e
um deboche constante a quem
procura resposta.
Recentemente ouvimos boatos
de que duas ou três redes de supermercados de grande porte se
instalariam no município. Falácia,
apenas falácia. Até agora nenhuma
grande ou média rede de supermercado se interessou pelo mercado,
considerado um dos maiores do
interior do estado.
Os preços dos produtos, a exemplo
do restante do país, explodiram. Sem
concorrente à altura fica muito mais
fácil aumentar preços, tanto que nos
anúncios publicitários a rede deixa bem
claro que os valores anunciados são
válidos apenas no estado da Bahia.
Os Supermercados Central e Super Medeiros, e correndo por fora o
Atrativo, não conseguem fazer preços
e atendimento adequados para desbancarem o concorrente sergipano.
Os preços dos produtos desses
supermercados são semelhantes
aos praticados na rede GBarbosa,
impedindo uma concorrência ainda
maior. A diferença é que no Supermercado Central você tem um
atendimento melhor, mas pode se
deparar com um rato na prateleira,
a exemplo do que registrou nossa
reportagem no ano passado, mas
não trouxe o assunto à tona. O fato
foi comunicado à gerência, mesmo
porque a perseguição de dois
funcionários ao “Ratão” foi algo
cinematográfico que ficou visível
a todos. Vassouradas e chutes não
foram suficientes, o rato, como bom
ladrão, desapareceu em meio às
prateleiras.
A cidade de Alagoinhas não tem
Procon, Associação das Donas
de Casa ou qualquer instrumento
para punir ou exigir da rede de
supermercado um atendimento
adequado. Mas tem Ministério
Público e um bocado de leis para
serem cumpridas.
As grandes redes de supermercados precisam saber os números
de Alagoinhas para que possam
investir no município. Segunda
maior poupança do interior, sexto
maior em vendas por cartão de
crédito e um volume de vendas
surpreendente.
E não é uma venda sazonal,
as filas se repetem diariamente.
Todos querem comprar o feijão e
o arroz cada dia mais caros. Falta
concorrência.
Site promete revolucionar o comércio
de Alagoinhas
No dia 1º de junho a cidade de
Alagoinhas ganhou uma importante
ferramenta de busca comercial na
internet, o site Alagoinhas Cadê?
Acessando a página virtual www.
alagoinhascade.com o cidadão
alagoinhense terá informações
precisas sobre telefones, endereços, e-mails, e endereços virtuais
dos estabelecimentos comerciais
bem como de Órgãos Públicos
sediados neste município.
O site Alagoinhas Cadê espera
servir a sociedade alagoinhense
com informações ricas e precisas
do nosso comércio em geral. Para
tanto, a diretoria do respectivo site
solicita parcerias com empresários
locais para que, de fato, essa
ferramenta virtual tenha sua fun-
cionabilidade bastante otimizada.
Segundo seu diretor, Wagner
Pessoa Klinger, o site no mês de
estréia (junho) teve uma média de
30 acessos diários e esse número
tende a melhorar muito nos próximos
meses, até porque se intensificou as
propagandas na imprensa local e a
propaganda “boca a boca” se espalha
rapidamente. Afirma também que
o futuro do site é muito promissor
porque a proposta é muito boa e
os empresários estão entendendo
o projeto e entrando nessa parceria
para revolucionar a intercomunicação
comercial da nossa cidade.
Feliz, Wagner Klinger afirma; “o
mercado virtual cresce assustadoramente em nossa cidade e o
comercio de Alagoinhas não pode
CONFUSO [Trânsito de Alagoinhas não teve mudança nenhuma nos últimos
anos, a não ser com o aumento da frota]
Um trânsito caótico, a caminho do abismo
O
s últimos cinco anos
foram surpreendentes
para a Superintendência
de Trânsito de Alagoinhas. Os
resultados das constantes ações da
SMTT impressionam pela efetiva
falta de objetividade de suas ações.
Sobrou falácia, faltou ação. Fala-se
que o setor tinha verba própria e,
afinal, para que foi destinada?
Senão vejamos o caos em que
se encontra e quais as ações
efetivamente tomadas pelo órgão
durante os anos em que foi criada
até os dias atuais: Nenhuma nova
sinaleira, nenhuma pintura em faixa de pedestres, sinaleiras antigas
caindo aos pedaços, nenhuma rua
ou avenida foi rasgada na cidade
para justificar sua existência, nenhum estacionamento foi criado
para minimizar o caos no centro
da cidade, a discussão sobre a
criação das Zonas Azuis não deram
em nada, os pontos de ônibus já
listados na coluna de Belmiro
continuam do mesmo jeito, nos
mesmos lugares e com abrigos
ultrapassados, nenhuma mudança
de tráfego significativa, aquela do
tipo sentido único para uma rua e
sentido obrigatório para outra foi
feita, além de inúmeras ações que
ficaram no papel. Afinal, para que
foi criado a Superintendência de
Trânsito, apenas para multar.
A cidade, com um volume de
vendas de automóveis jamais visto,
além de inúmeros veículos de
trabalhadores de outras cidades,
não oferece mais nenhum con-
forto aos motoristas e pedestres.
A tranqüilidade de uma cidade
interiorana está virando lenda.
Os 12 pontos de vans e kombis
distribuídos pela cidade também
não sofreram nenhuma modificação, estão é aumentando a frota e
o número de pontos. E não existe
nenhuma proposta objetiva para
sanar o problema, mas vão empurrando com a barriga, alegando ser
um problema de ordem estadual,
da Agerba.
Outra coisa importante e que
não houve uma ação efetiva é o
transporte de estudantes. Ônibus velhos, caindo aos pedaços.
Na área urbana o transporte
escolar privado, feito através
de vans e kombis, também
não sofreu alteração. Outro dia
nossa reportagem flagrou um
carro com o som a toda altura,
o motorista fumando e o braço
do lado de fora. Rezem pra não
acontecer algo grave. Tem muita
gente boa no setor que está
sendo prejudicado por alguns
irresponsáveis. A prefeitura faz
vista grossa.
Os espaços destinados a estacionamentos de caminhões para
carga e descarga é uma piada.
Hoje, antes do fechamento desta
edição, nossa reportagem flagrou
três caminhões (foto) de carga
estacionados na frente do Super
Medeiros, com a mais absoluta
complacência da prefeitura.
Objetivamente, tivemos a
contratação de pessoal, colocado
nas ruas para distribuir panfletos
informando sobre os valores das
multas em caso de descumprimento da lei.
Além disso, foi feita a legalização de alguns mototaxistas, uma
atitude legal, e esperada, mas
ainda sem o disciplinamento dos
locais de estacionamento. Os
ilegais ainda circulam livremente,
mas já é possível identificar as
motos alaranjadas e os capacetes
da mesma cor dos legais. Uma
atitude debatida nos últimos oito
anos, finalmente ordenada.
Como D’antes
Não há como não achar que
Alagoinhas foi prejudicada
(desconsiderada) no processo de estruturação da
Conferência de Comunicação
Social da Bahia. Em Feira
de Santana nos reuniremos
com cinco territórios, sem
contar que estaremos na
maior cidade do interior
baiano, (que culturalmente
nada tem a ver conosco). Po-
deríamos formar uma zonal da
conferência nos reunindo com
os territórios 17 e 24, isso é tão
óbvio, ao se olhar o mapa, que
chega ser vergonhoso. Wagner
sempre foi muito bem tratado
pela imprensa alagoinhense,
um dia ele vai voltar a precisar
dela. Não é assim que se faz
democracia. Além de tudo que
disse, não tivemos até agora
uma resposta concreta sobre
o pedido de reunião prévia
realizado via abaixo-assinado
pelo número quase absoluto
dos profissionais de comunicação da cidade. Alagoinhas
esquecida pela direita baiana
e desconsiderada por Wagner.
“Tudo como dantes no quartel
de abrantes”.
Paulo Dias
Jornalista
HGE inaugura brinquedoteca e uma
nova enfermaria pediátrica
ficar para trás”; e completa; amigo
empresário agende uma visita no
e-mail: [email protected]
com e faça nosso cadastro. Cidadão
alagoinhense, delicie-se com nosso
portal. Muito obrigado.
Uma nova enfermaria pediátrica, com
novo mobiliário e uma brinquedoteca
serão inauguradas no Hospital Geral
do Estado (HGE) amanhã, dia 16, às
8 horas, em solenidade que terá a
presença do secretário da Saúde do
Estado, Jorge Solla. A área da nova
enfermaria pediátrica da unidade, que
vinha sendo utilizada para internação de
pacientes de outras especialidades enquanto eram feitas reformas nas diversas
enfermarias do hospital, foi totalmente
reformada,adequada e mobiliada para o
internamento dos pacientes pediátricos,
envolvendo recursos estimados em torno
de R$ 80 mil.
Dotada de 20 leitos, a enfermaria
pediátrica possui aparelhos de televisão, DVD e som. O projeto arquitetônico
também contemplou a colocação de
poltronas que possibilitam que os
acompanhantes (pais) tenham conforto
durante a noite, quando for necessária
a permanência dos mesmos. “Com
isso, queremos demonstrar nossa
preocupação com a humanização,
não só no atendimento aos pacientes,
mas também em relação àqueles que
estão acompanhando seu processo de
recuperação”, disse Márcio Quintanilha, diretor administrativo do HGE.
Outro importante equipamento que
será entregue aos pacientes pediátricos
do HGE é a briquedoteca, com vários
tipos de brinquedos e jogos educativos.
As brinquedotecas são espaços criados
em hospitais que oferecem atendimento
pediátrico em regime de internação,com
o objetivo de humanizar o atendimento
e possibilitar a continuidade do desenvolvimento psicomotor dos pacientes.
Estudos demonstram que crianças que
freqüentam brinquedotecas hospitalares
têmoportunidadedereestruturaralgumas
atividades diárias,minimizando possíveis
efeitos negativos da internação e possibilitando que passem pelo processo de
hospitalização com menos trauma.
Jornal independente de circulação quinzenal, com vendagem nas principais bancas de revista do Estado da Bahia.
Diretor Proprietário: Vanderley Soares - Cel.: (75) 9971-5405
•
Jornalista Responsável: Waldemi Gomes - DRT 0595
Projeto Gráfico: Germano Carvalho - [email protected] - (75) 9977-4350
Diagramação: Nossa Tribo Design - [email protected] - (75) 3423-0026
Tiragem: 5.000 exemplares
•
Impressão: Grafinort (Feira de Santana-BA)
Gazeta dos Municípios é um veículo de responsabilidade da empresa individual em nome de José Vanderley Silva Soares.
CNPJ 41.970.765/0001-31 - Insc. Municipal 54.0929 - Rua Ernesto Coelho Robatto, 983 - Centro - Alagoinhas-BA
Telefax.: (75) 3421-2183
•
E-mail: [email protected]
O jornal Gazeta dos Municípios não se responsabiliza por opiniões emitidas pelos colunistas.
15 de julho de 2008
P3
INFRA-ESTRUTURA [Construção da estrada ligando Alagoinhas e mais duas dezenas de cidades da região é uma reivindicação de quase 20 anos]
Construção do acesso à Linha Verde vai
começar pelo trecho Alagoinhas/Araçás
A
estrada que vai ligar as
cidades de Alagoinhas
e mais duas dezenas
de cidades ao Litoral Norte
vai começar pelo trecho de 24
km que separam as cidades de
Alagoinhas e Araçás.
Esse trecho foi construído
em 1995, mas de lá para cá não
passou por nenhuma reforma, e
era considerado o passo inicial
para a ligação Alagoinhas ao mar,
uma reivindicação de quase 20
anos.
O anúncio da obra, com muito
zelo, foi feito pelo governador
Jaques Wagner durante a sua
última visita ao município de
Alagoinhas, quando veio participar de importantes programas
governamentais e a entrada do
município nas obras do PAC.
O governador informou também que está sendo feito o
planejamento para os demais
trechos, que compreendem os
municípios de Araçás e Itangara,
com um trecho de aproximadamente 50 quilômetros.
Jaques Wagner ainda brincou
dizendo que na sua última visita,
quando do anúncio das obras do
bairro Jardim Petrolar, recebeu
cobranças para a construção do
acesso Alagoinhas ao mar, mas
não tinha em mãos os recursos
nem um projeto.
“Agora sim, posso afirmar que
o acesso ao mar vai acontecer”,
disse o governador, pedindo a
Maria Del Carmem, da Conder,
informações sobre quilometragem, primeiros passos e por
onde a estrada vai passar.
O Movimento Acesso à Linha
Verde arrecadou mais de 30
mil assinaturas dos moradores
que compõem o Litoral Norte,
sendo entregue ao governador
quando de sua última visita a
Alagoinhas.
Recuperação de rodovias beneficia 12 municípios
Cerca de 510 mil pessoas de
12 municípios do Recôncavo
e Região Metropolitana de
Salvador serão beneficiados
com a restauração de 231,4
quilômetros de rodovias. As
obras, no valor de R$ 67,5 milhões, foram anunciadas pelo
governador Jaques Wagner, ao
assinar acordos de cooperação
técnica com a Petrobras.
A Petrobras investirá R$
59,5 milhões na restauração e
o Estado, R$ 8 milhões para a
conservação, por um prazo de
cinco anos. Serão recuperados
12 trechos de sete rodovias,
seis estaduais e uma federal.
Também foram assinados, com
a Petrobras, convênios no valor
de cerca de R$ 5,5 milhões para
mudanças na rede de distribuição de energia elétrica de
Cachoeira.
A primeira estrada a ser recuperada será a BR 420, trecho São
Félix-Maragogipe, com 20 quilômetros de extensão. Também
na BR 420 serão restaurados os
trechos Pojuca/BR 110 e BA
001/São Roque do Paraguaçu.
As outras estradas beneficiadas
são as BAs 516 (trecho BR 110/
Estação Camboatá-Buracica);
522 (Candeias/Dom João/São
Francisco do Conde); 507 (BR
420/Santiago/BA 093); 504
(Alagoinhas/Araçás); 093 (Pojuca/BR 101), anel rodoviário
de Candeias; e 534 (Salinas da
Margarida/Conceição de Salinas - Mutá - BA 001/Salinas).
Governador Jaques Wagner ao lado do Prefeito de Itanagra, Jurandir Mascarenhas
Síndrome do pânico:
livre-se do medo!
A Síndrome do Pânico, chamada pelos médicos de
Transtorno do Pânico é uma
doença psiquiátrica, caracterizada por crises inesperadas
de medo e de total desespero.
A doença afeta de 3% a 4% da
população mundial, na maioria pessoas jovens, na faixa
etária de 21 a 40 anos.
Especialistas afirmam que as
mulheres são as maiores vitimas por causa da sensibilização das estruturas cerebrais
pela flutuação hormonal, visto
que a incidência de pânico
aumenta no período fértil.
Mesmo sendo mais freqüente
nas mulheres, os sintomas
são os mesmos para pacientes
do sexo masculino.
A pessoa que sofre do Transtorno do Pânico tem certeza
que vai morrer de um ataque
cardíaco, pois os batimentos
do coração ficam muito acelerados e são acompanhados
por falta de ar, transpiração
excessiva e em algumas
crises tremedeiras e des-
maios.
A psiquiatra Renata Mazza
explica que não há uma causa
especifica para o desenvolvimento do transtorno, mas a genética
e os acontecimentos da vida do
paciente podem influir na causa
do problema.
“A síndrome do pânico é terrível!
Levei tempo para admitir que
estava com a doença e passei por
momentos muito dramáticos.
Por muitas vezes tive crises
absurdamente desesperadoras,
não sabia se iria morrer ou enlouquecer. É um grande sofrimento
para o doente, família e amigos”,
declara Patrícia Martins, que
sofreu com o transtorno por
pouco mais de um ano.
Angustia plena, é assim a Patrícia define a doença “eu não
tinha a menor idéia de quando
eu teria uma crise. Já tive crises
durante aulas na faculdade, no
trânsito, no banho ou simplesmente vendo tv”.
Geralmente, depois da primeira
crise, ocorrem outras (de duas
a quatro por semana), a partir
daí as crises podem ocorrer
em um período que se estende
por até cinco anos. A longo
prazo, 60% dos pacientes com
pânico apresentam depressão
e 12% tentam suicídio.
O tratamento é feito com medicamentos e terapias, em média
são necessárias duas ou três
semanas para que ele comece
a fazer efeito. “São semanas
difíceis também, pois junto
com os medicamentos logo
chegam os efeitos colaterais,
É importante ter a consciência
que o tratamento não pode ser
interrompido. Eu fiz acompanhamento por 7 meses e posso
afirmar com muita propriedade que o tratamento é eficaz.
Não tem nada melhor do que
ter paz e tranqüilidade outra
vez”, conclui Patrícia.
“O Transtorno do Pânico tem
cura, quanto mais cedo iniciar
o tratamento menor é o desgaste do paciente e melhor é o
resultado. Nós estamos nesse
mundo para sermos felizes”,
declara Renata Mazza.
P4
15 de julho de 2008
ATRASO [Roberto argumentou que o grupo da prefeita Moema Gramacho faz política para usar Lauro de Freitas como “degrau” visando outros objetivos
políticos]
Roberto Muniz fala do atual estado de abandono
de Lauro de Freitas
Reunido no último dia 12 com cerca
de 90 candidatos a vereador por sua
coligação, o candidato do PP a prefeito
de Lauro de Freitas, Roberto Muniz, fez
um apelo para “derrotar um governo
que não fez nada e ainda diz que nada
foi feito antes nesta cidade”. Criticando
duramente seus adversários, Muniz
sentenciou: “Eles lutam pelo poder,
nós lutamos por ideais. Queremos o
poder não como opção pessoal, mas
comunitária, para ajudar a transformar
a vida das pessoas”.
Roberto argumentou que o grupo da
prefeita Moema Gramacho faz política
para usar Lauro de Freitas como
“degrau” visando outros objetivos
políticos, e assegurou: “Nós estamos
aqui por Lauro de Freitas, que para
nós é mais importante que a Bahia
e que o Brasil”. Ressaltando que seu
compromisso é com o futuro, e não
com o passado, conclamou os candidatos a ajudá-lo a ganhar a eleição,
frisando que todos serão vitoriosos.
“Me dêem um ano de governo e eu
vou fazer mais do que essa prefeita
em quatro anos”, arrematou.
O encontro ocorreu no Centro
Educacional Paraíso (CEP), no Jardim
do Jóquei, tendo sido realizados
dois seminários. O primeiro tratou
do esclarecimento sobre contabilidade eleitoral e aspectos jurídicos
da campanha, com orientação aos
candidatos para que se mantenham
rigorosamente dentro da legislação.
“Ninguém pode correr o risco de
ganhar e não levar”, advertiu o exprefeito Marcelo Abreu, coordenador
da campanha.
O segundo seminário foi dedicado a aspectos de comunicação
e propaganda, com apresentação
de um vídeo do programa “Balanço
Geral”, da TV Itapoan, feito em 1988,
mostrando a situação do município,
sem pavimentação, saneamento e
com montanhas de lixo pelas ruas
no dia da posse do prefeito João
Leão. “Foi a partir dali que Lauro de
Freitas deixou de ser como um bairro
abandonado de Salvador e iniciou sua
fase de 16 anos de desenvolvimento
e autonomia”, explicou o publicitário
Maurício Xavier.
Os candidatos trocaram idéias
com a coordenação da campanha e
reuniram informações importantes
para desmistificar a propaganda da
prefeitura paga a peso de ouro em
jornais e emissoras de rádio e TV,
em geral anunciando obras e programas que não foram executados e
assumindo como se fossem da atual
administração serviços e iniciativas
que começaram a gestão de Marcelo
Abreu, a exemplo do SAMU, Bolsa
Família e Programa de Saúde da
Família.
15 de julho de 2008
P5
MOBILIZAÇÃO [Em 2007, mais de 12 milhões de pessoas assistiram aos 3 mil e 200 congressos das Testemunhas de Jeová em todo o mundo, segundo Marcos
Carlos Silva Santos, Ancião da congregação local]
Testemunhas de Jeová querem reunir
mais de 12 mil pessoas em Alagoinhas
BELMIRO DEUSDETE
Durante os dias 25 a 27, o Estádio
Antonio Carneiro será palco do
Congresso Anual das Testemunhas de Jeová, evento que
deverá contar com a participação
de 12.000 pessoas envolvendo as
cidades de Alagoinhas, Itanagra,
Pedrão, Sátiro Dias, Acajutiba,
Cardeal da Silva, Entre Rios,
Jandaíra, Rio Real, Aporá, Dias
D´Ávila, Mata de São João, Araçás, Aramari, Catu, Crisópolis,
Inhambupe, Itapicuru, Olindina,
Pojuca e São Sebastião do Passe
e as localidades de Lagoa de
Baixo, Itamira, Porto de Sauípe,
Pau Lavrado, Baixa Grande, Açu
da Torre, Imbassai, Praia do
Forte, Palame, Amado Bahia,
Sauípe, Subaúma, Quizambu
e Buri.
O Congresso é aber to ao
público, será iniciado às 9 horas
do dia 25 (sexta feira), com
entrada franca, sem coleta, e
tem como tema “Guiados pelo
espírito de Deus”, destacando
a necessidade que os humanos
têm de orientações práticas e
confiáveis para a vida.
Durante o período de maio
a setembro, as Testemunhas
de Jeová estarão realizando
o tradicional Congresso de
Distrito, com 381 encontros
em 139 cidades brasileiras e
par ticipação esperada de 1
milhão e 145 mil congressistas,
bem como em 236 países, ilhas
e territórios em que as cerca
de 7 milhões de Testemunhas
estão ativas em mais de 101 mil
congregações.
Em 2007, mais de 12 milhões de
pessoas assistiram aos 3 mil e 200
congressos das Testemunhas de
Jeová em todo o mundo, segundo
Marcos Carlos Silva Santos, Ancião
da congregação local.
Atendimento relacionado a acidentes
de trânsito cai 62% após lei seca
Redução de 62% nos atendimentos relacionados a acidentes de
trânsito no Estado nos principais
hospitais públicos de Salvador.
Esse é o resultado de uma pesquisa realizada pela Secretaria
da Saúde do Estado, nos dois
primeiros finais de semana
após a implementação da lei
11.705, que altera o Código de
Trânsito Brasileiro - a chamada
lei seca - e que foi apresentado pelo secretário da Saúde,
Jorge Solla, durante entrevista
coletiva nesta terça-hoje (15),
na sede da Sesab, no Centro
Administrativo.
A lei seca começou a vigorar
em todo o país a partir do dia 19
de junho e a pesquisa foi feita
comparando os períodos de 7 a
15 de junho e 5 a 13 deste mês.
No Hospital Geral do Estado
(HGE), o número de entradas
de ocorrências relacionadas ao
trânsito caiu de 112 para 33, no
período analisado a partir da
implantação da lei. No Hospital
Roberto Santos (HRS), a redução foi 13 para 10, e no Hospital
Ernesto Simões (HESF), caiu
de 18 para 11 ocorrências - uma
redução total de 143 para 54
casos.
Segundo a pesquisa, em 2006
o país teve 47.477 óbitos por
homicídio contra 34.954 por
acidentes de trânsito, o que
corresponde a 490 mortes por
dia causadas por ocorrências de
trânsito no Brasil. Os homens
representam 81,5% das vítimas
dos acidentes, a maioria deles
jovens, 86% são menores de 60
anos de idade. Outro dado é que
27% das vítimas são pedestres e
22%, ocupantes de automóveis.
Para o secretário Jorge Solla,
os números mostram a disposição da população baiana em
colaborar com o cumprimento
da lei. “Os dados dos hospitais
públicos de Salvador, que são
as principais portas de entrada
dos casos de trânsito no nosso
estado, refletem uma adesão
muito forte da nossa população às exigências da nova lei”,
garantiu.
Ele acrescentou que a partir
dos resultados obtidos, a proposta é divulgar as informações
para a população por meio dos
veículos meios de comunicação
para que o trabalho de dissociar
álcool e direção de veículos
continue.
Ainda segundo Solla, os mesmos bons resultados vem sendo
alcançados em outros estados do
país. “Os dados que nós temos
são muito consistentes. Em todas as capitais são observados
padrões semelhantes, com redu-
ção no número de ocorrências,
de vítimas e de acidentes de
trânsito”, assegurou.
O atendimento realizado pelo
Serviço de Atendimento Móvel
de Urgência (Samu-192) também apresentou uma redução de
24% em todo o país. Na Bahia, o
mesmo serviço caiu 15%. Além
disso, houve redução nos custos
dos hospitais públicos do estado.
“O número é muito significativo
administrativamente, o que representa um benefício para os
outros pacientes dos hospitais
públicos”, afirmou o diretor do
HGE, André Andrade.
Para Jorge Solla, a pesquisa
representa um resultado muito
positivo da aplicação da lei. “É
uma notícia muito positiva na
medida em que isso repercute
na diminuição dos atendimentos, na necessidade menor de
assistência de leitos de UTI,
redução de pacientes sequelados, redução de mortes. Isso
aponta pra uma melhoria num
cenário, onde as causas de
trânsito tinham um peso muito
grande no país”, acentuou.
Solla disse ainda que os trabalhos educativos, de orientação
e de fiscalização irão continuar
para que os resultados das primeiras semanas de aplicação
da lei sejam permanentes.
Apesar de bons salários, faltam
médicos no interior da Bahia
A Bahia possui cerca de
14 mil médicos, marca que
supera a meta estabelecida
pela Organização Mundial de
Saúde (OMS), de um médico
para cada mil habitantes.
Apesar disso, muitos municípios baianos sofrem com
a falta de profissionais que
fixem residência. Com isso,
o atendimento à noite e nos
finais de semana é deficiente.
Em geral, sobram vagas para
estes profissionais nas unidades de saúde do interior,
apesar das boas ofertas de
salários.
Salários duas ou três vezes
maiores que os dos prefeitos, casas cedidas pelas
prefeituras e outras regalias
prometidas, nem sempre
são suficientes para atrair
médicos para os municípios
menores e mais distantes da
capital. Mesmo tentadoras,
sobretudo para profissionais
em início de carreiras, muitas
vezes demora para ser preenchidas por diversos fatores,
como a precária relação de
trabalho, dificuldade em
convencer a família, falta de
oportunidade de qualificação,
carência de infra-estrutura
hospitalar na região, etc.
DIFÍCIL MISSÃO - Segundo o secretário de saúde de
São Félix, Odilon Cunha
Rocha, ser médico em cidade
pequena e pobre, geralmente
é sinônimo de escravidão, à
disposição 24 horas por dia.
“Os poucos que aceitam ir
para o interior terminam se
separando, porque as famílias
não querem acompanhar”,
diz ele. Ex-presidente do
Conselho de Secretários Municipais de Saúde da Bahia,
Odilon afirma que em muitos
casos o secretário da área
ganha R$ 800,00, enquanto
os médicos, a depender do
“pacote” que negociem com
as prefeituras, conseguem
faturar até mais de R$ 20
mil com ganhos complementares, e mesmo assim
“é difícil achar quem encare
a missão”.
Mesmo em municípios
próximos de Salvador, como
São Félix (cerca de 100 km
de distância), enfrentam dificuldade para atrair profissionais de saúde. No concurso
público que promoveu para
preencher seis vagas do
Programa Saúde da Família
(PSF), com salário de R$
7.870,00, Odilon Rocha só
contou com cinco candidatos,
e mesmo assim, que já trabalhavam há seis ou sete anos
Jorge Solla, Secretário da Saúde.
na função e aproveitaram para
regularizar a situação. Entre as
dificuldades, ele aponta a falta
de segurança no emprego: “É
preciso desprecarizar os serviços, oferecer carteira assinada
e outras seguranças como a
garantia do recebimento do
salário”.
CARÊNCIA TOTAL - O vicepresidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Ito
Meireles, prefeito de Taperoá
e formado em odontologia, confirma o problema: “A carência
e total. Tem cidade oferecendo
salário de R$ 12 mil para um
médico, às vezes até com casa
de graça, e mesmo assim não
acha”. O presidente obser va
que os municípios distantes
até 200 km de Salvador sentem
menos o problema, porque os
profissionais podem se deslocar
apenas para os plantões e continuar morando na capital.
O médico Paulo César Trindade, 40 anos, viaja constantemente para plantões em
Pojuca e Camaçari, mas reside
em Salvador, onde também dá
plantões de faz pós-graduação.
“É um corre-corre, mas temos
que fazer isso para garantir uma
remuneração digna e melhorar
a qualificação profissional”,
reconhece ele que há dois anos
recusou um emprego de R$
10 mil para trabalhar em uma
cidade mais distante.
SITUAÇÃO PREOCUPANTE - O diagnóstico da saúde
pública no interior do estado é
preocupante pelas dificuldades
em fixar os profissionais nas
regiões mais pobres e distantes
dos grandes centros. Entre as
providências do governo para
amenizar o sofrimento das
comunidades interioranas e
reduzir a pressão sobre as
unidades da capital estão a
recuperação de hospitais e
a retomada de obras nunca
concluídas. Como as dos hospitais de Santo Antônio de Jesus e Juazeiro, a inauguração
de laboratórios de análises
clínicas regionais, aquisição
de novas ambulâncias e financiamento, via Desenbahia, de
ambulâncias para prefeituras
municipais bancando 90%
do valor. Só no ano passado
foram construídos 43 novos
leitos de UTI, elevando para
455 a capacidade da rede
estadual.
Para o Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed)
há médicos suficientes para
o atendimento da população
baiana: 14.500 médicos em
atividade para uma população de cerca de 13 milhões
de pessoas. O que existe é
uma má distribuição desses
profissionais entre as 54
especialidades disponíveis e
uma má distribuição também
dessa mão-de-obra entre os
municípios baianos. Cerca de
oito mil médicos baianos moram em Salvador, enquanto
que os demais estão distribuídos, desproporcionalmente,
pelo interior.
No site da UPB (www.
up.org.br) há um Banco de
Profissionais com centenas
de ofertas de vagas para as
mais diversas profissões.
Da área de saúde as oportunidades são principalmente
para médicos (anestesiologistas, saúde da família e
veterinários, principalmente),
nutricionistas, dentistas,
psicólogos, enfermeiros (sobretudo com especialização
em obstetrícia) e fisioterapeutas.
P6
15 de julho de 2008
MUDANÇA [Com a inelegibilidade do médico Reinaldo Santos, o empresário Paulo Cintra assume a sua vaga]
Médico Reinaldo Santos não é mais o vice
D O
N
de Elionaldo Faro
E
LHO NA
OTÍCIA
BELMIRO DEUSDETE - [email protected]
BELMIRO DEUSDETE
Reinaldo Santos (PPS) não é
mais o candidato a vice prefeito
na chapa da frente “Alagoinhas não pode parar”, sendo
substituído por Paulo Cintra,
ex secretário municipal de
Desenvolvimento Econômico
e Meio Ambiente. Reinaldo
teria deixado de apresentar a
sua prestação de contas na última eleição, ficando impedido
de registrar a sua candidatura
para a sucessão municipal, ao
lado de Elionaldo Teles, cabeça
de chapa.
Por outro lado, a Frente conta
com duas chapas proporcionais:
Uma composta pelo PT, com 8
candidatos homens, Radiovaldo,
Clélio e Thor de Ninha (vereadores que buscam a reeleição),
Luciano, Tuca, Professor Miguel,
Adrião e Antonio e 5 mulheres,
Conceição, Conchita, Juciara,
Jussara e Zelma; pelo PPS, com
3 candidatos homens, Pretinho
(reeleição), Gilberto, Jair Lisboa
e 1 mulher, Dona Lau; pelo PDT,
com 3 candidatos homens, Ericson Carvalho, Roberto Assis e
Jacaré; e pelo PCB com o Pastor
Everaldo. A outra chapa é formada pelo PTB e tem 2 candidatos,
André e Cardim.
Marqueteiro dá dicas de como
fazer uma campanha eficaz
Segundo o jornalista Gaudêncio
Torquato, os principais pontos
para a eficácia do planejamento
de marketing eleitoral, são os
seguintes: 1) é preciso saber ler
corretamente o meio ambiente,
os novos valores do eleitorado
e as novas motivações de voto;
2) é preciso se integrar ao perfil
mais adequado ao novo cenário
ambiental; 3) é fundamental
definir os segmentos-alvo do
eleitorado; 4) é impor tante
selecionar fortes reforçadores
de decisão de voto que são os esquemas da administração federal, estadual e municipal, apoio
de mídia, recursos financeiros,
etc.; 5) convém descentralizar a
campanha com a finalidade de
multiplicar os pontos de eco e
agregar organizações intermediárias de apoio como associações,
sindicatos, federações, etc; e 6)
é importante formar um programa de propostas simples, com
um eixo central forte, dentro
destes três princípios: desejável
pela população, factível e crível.
Gaudêncio Torquato é uma
das maiores autoridades na
matéria e suas dicas devem ser
muito importantes para nossos
candidatos, especialmente em
um eleitorado que cresceu mais
de 9% com relação ao pleito
municipal de 2004. Já não se
engana mais o eleitorado como
antigamente!
Juiz determina adequação
de lixão em Acajutiba
Por considerar “inadmissível
descaso no trato da coisa pública,
deixando a população à mercê
de doenças infecto-contagiosas,
com o risco de comprometer de
maneira irreversível os recursos naturais”, o juiz Francisco
Manoel da Costa Nascimento
julgou procedente uma ação
civil pública com pedido de
liminar proposta pelo Ministério
Público estadual, e determinou
ao Município de Acajutiba (distante 181km de Salvador) que
não disponha o lixo coletado de
maneira irregular e em área não
licenciada pelo Instituto do Meio
Ambiente (IMA), antigo Centro
de Recursos Ambientais (CRA).
A sentença ajuizada prevê um
prazo de seis meses para que a
Prefeitura desative o atual local
de depósito, bem como restaure
as condições primitivas da área
do lixão e construa um aterro
sanitário de acordo com um
projeto de Estudo de Impacto
Ambiental, previamente licenciado pelo IMA. O Município
deverá, também, apresentar e
executar projeto de educação
ambiental pra toda a população.
O descumprimento da decisão
judicial acarretará multa diária
de R$ 1 mil.
A autora da ação, a promotora
de Justiça Fernanda Presgrave,
informou que o Município não
possui licença ambiental que
autorize o depósito de lixo no
local em que está sendo feito e
que nenhum estudo prévio foi
realizado para se averiguar o potencial dos danos ambientais.
Para ela, “simplesmente, o Poder
Público Municipal, sem qualquer critério ou preocupação,
deposita o lixo a céu aberto, de
forma desorganizada e aleatória,
o que implica em degradação
ambiental”. A representante do
MP salientou que a Prefeitura
já havia sido advertida para
regularizar a situação desde
2006, mas nenhuma medida
foi adotada pelo Município
para solucionar os impactos
ambientais causados.
Materiais como sucatas, sobras
domésticas e industriais “vêm
sendo acumuladas na área do
lixão sem as necessárias medidas
de proteção, causando mau cheiro e a proliferação de vetores, a
exemplo de moscas e roedores”,
afirmou a promotora de Justiça.
“Há que se ressaltar o acúmulo
de lixo hospitalar com resíduos
sólidos urbanos, sem qualquer
cuidado que vise o isolamento,
pois os materiais provenientes
de estabelecimentos hospitalares
e congêneres estão sujeitos a
tratamentos específicos”, assinalou Fernanda Presgrave. Ela
destacou, ainda, que não há lugar
reservado para podas e entulhos
que acabam misturando-se aos
outros materiais, além da queima
de lixo a céu aberto que pode
gerar emissões atmosféricas
danosas à saúde.
A sentença judicial determina,
também, que o Município seja
condenado ao pagamento de valor pecuniário a ser apurado, caso
a restauração do meio ambiente
degradado não seja possível, a
fim de desestimular a prática
irregular, bem como permitir,
em parte, a indenização pelo
prejuízo ambiental causado.
FONTE: ASCOM/MP.
LUTO EM RIACHO
DA GUIA
A consternação tomou conta do distrito de Riacho da Guia na última quinta
feira, dia 10, com o falecimento de
Francisco Mendes Souza, tradicional
produtor de laranja, fumo de corda
e um dos mais antigos moradores
do distrito. Seu Chiquinho, como
era conhecido, vinha passando por
tratamento de saúde no Hospital Santa
Isabel, em Salvador, não resistiu e
desaparece aos 83 anos deixando
a viúva Rosinete dos Santos e onze
filhos, quatro deles moradores do
distrito, Jorge Mendes, vereador
desde 1997, Clodoaldo, Luzia e Rita
de Cássia, além de Adalberto, Alaildes, Jairo, Jackson, Jutay, Adriana e
José Raimundo, advogado radicado
em Fortaleza (CE). Seu Chiquinho
foi pai de três filhos, falecidos, e
deixa ainda 27 netos, 5 bisnetos e
centenas de parentes, além de um
exemplo de trabalho e dedicação à
família que produziu muitos frutos
entre as pessoas que o cercavam,
dentre elas os filhos. Ainda triste
e emocionado, o vereador Jorge
Mendes fazia questão de ressaltar
que uma das maiores virtudes do
seu pai, dentre muitas outras, foi “o
esforço para dar formação aos filhos,
apesar das dificuldades enfrentadas
por uma família numerosa em uma
região afastada do centro da cidade”, mas enfatizando que “uma das
maiores paixões do meu pai era o
Riacho da Guia”. O sepultamento,
na manhã do dia 11, no Cemitério
da Saudade, em Riacho da Guia, foi
acompanhado por uma multidão de
amigos e admiradores, a exemplo do
Pedro Marcelino, vice prefeito, João
Rabelo, presidente da Câmara, Thor
de Ninha, Clélio Mendes, Jorge da
Farinha e Roberto Torres, vereadores, João Fiscina, ex prefeito, Paulo
Cezar, ex deputado estadual, Juscélio
Carmo, agro-pecuarista, Juracy Xavier
e Raimundo Stélio, empresários,
Marco Antunes, assessor parlamentar, Sônia Regina, professora,
Antonio Picolé, engenheiro, Paulo
Dom, servidor estadual, José Raimundo Prego, empresário, Adailton
e Eleuza, dirigentes da Emflors, João
Carlos Paolilo, representando o seu
pai Filadelfo Neto, além de diversos
ser vidores da Copener Florestal,
atual Bahia Pulp, como Sebastião
Andrade, gerente geral, Djalma
Gregório, Hélio Neto, Gildenor de
Santana, Norma Suely, Carlos Alberto
Borges, Alcebias, Emília, Moisés,
Gerônimo, Tiago, dentre outros. A
missa de sétimo dia será realizada
amanhã (16), às 19 horas, na Igreja
Nossa Senhora da Guia.
FESTIVAL ESTUDANTIL
Em evento realizado no Centro
de Cultura de Alagoinhas, dia 8,
a Diretoria Regional de Educação
– DIREC 03, selecionou as 15 canções que disputarão a primazia de
representar o seu território na final
regional do Festival Anual da Canção
Estudantil, programada para agosto
no Estádio Antonio Carneiro. Foram
selecionadas as seguintes músicas,
respectivos autores, colégios e cidades: de Alagoinhas, Vamos acordar,
Laucenir Batista Cerqueira, Colégio
Luiz Navarro de Brito; Não valeu a
pena te amar, Adriana Pereira dos
Santos e Leane dos Santos Santana,
Escola Luiz Navarro de Brito; Cai
Fora, Karoline Fernandes, Colégio
Magalhães Neto; Vou lutar, Alex Santos
Pereira, Escola Maria José Bastos;
Quero ter felicidade, Idilaine Silva
Nascimento, Colégio São Francisco; e,
Das minhas cinzas, Daiana Saldanha,
Colégio Polivalente. De Acajutiba, Te
amarei, Beatriz Santos Ferreira, Colégio
Maria Esperança Lopes de Andrade. De
Aporá, Prosa do Vovô, José Domingos
da Rocha Silva, Colégio Áurea Oliveira.
De Catu, Esperança, Eduarda de Souza
Lustosa, Colégio Antonio de Deus.
De Entre Rios, Atormentado, Thiago
Henrique de Pinho Argolo, Colégio
Duque de Caxias e Os passos, Janison
dos Santos, Colégio Eraldo Tinoco.
De Inhambupe, Vem me amar, Évia e
Ênio Andrade, Colégio Costa Filho e A
verdadeira amizade, Ana Maria Santos
Pinheiro, Colégio Governador Paulo
Souto. De Rio Real, Te amo, Luzimara
e Alana, Escola José Ponciano do Nascimento e Como uma jangada no mar,
Luiz Ricardo Seixas dos Santos, Colégio
José Carvalho Batista. O encontro foi
aberto pela professora Railda Teixeira,
diretora, contou com a participação de
Shirley Karla, coordenadora do projeto,
diversos diretores dos colégios estaduais
e apresentou 35 músicas que alcançaram
o primeiro lugar nas unidades escolares
e foram julgadas por uma comissão
composta de Carlos Augusto, professor,
Jorge Dó, músico, José Mota Suzart,
radialista, Osmar Moreira, professor, Íris
Muller, professora, Roberta Fagundes,
jornalista, e este colunista. A grande
final do Festival, reunindo as músicas
vencedoras no âmbito das DIRECs, está
programada para o dia 26 de setembro,
na Concha Acústica do Teatro Castro
Alves, em Salvador.
UAMA: 19 ANOS
A União das Associações de Moradores
de Alagoinhas – UAMA comemorou
seus dezenove anos de fundação na
última quinta feira (10), com reunião de
confraternização realizada na sede da
Associação dos Moradores do Jardim
Braga, prestigiada por líderes comunitários, autoridades e admiradores
do grande trabalho que a entidade
desenvolve, com participação ativa no
contexto sócio-político e cultural de
Alagoinhas. O encontro foi marcado por
uma rápida solenidade com Mesa composta por Hyltom Batista, presidente,
José Raimundo, vice presidente, Pedro
Marcelino, vice prefeito, Benedito Vieira,
presidente do Sindicato do Comércio,
Elionaldo Teles, vereador licenciado,
Normandia Lacerda, coordenadora
municipal, Luciano Sérgio e José Leal.
Na véspera, dia 9, a UAMA promoveu
um ciclo de palestras no auditório da
Câmara de Diretores Lojistas – CDL, em
parceria com a Faculdade Santíssimo
Sacramento. Maria José Oliveira Santos,
professora especialista em estudos lingüísticos e literários, mestra em letras,
da Uneb e da FSS, abordou as relações
historicamente constituídas entre
homens e mulheres, enfatizando que
a educação é o caminho mais acertado
para que as pessoas se respeitem como
cidadãs do mundo. Fátima Berenice,
professora especialista em estudos
lingüísticos e literários, mestra em letras,
doutorada em leitura e escrita, discorreu
sobre o papel e a importância da leitura
e da escrita no processo de cidadania
que são instrumentos de ação cidadã.
Nívea Maria Afonso Oliveira, advogada,
especialista em direito constitucional,
assessora jurídica do Serviço Autônomo
de Água e Esgoto – SAAE, falou dos
direitos e garantias fundamentais das
pessoas, com foco nos deveres dos
cidadãos diante da Constituição de 1988.
As comemorações do aniversário da
UAMA foram completadas com a feira
de saúde organizada pela Secretaria de
Saúde com participação da Unirb e da
Faculdade Santo Antonio, no calçadão da
praça Graciliano de Freiras, dia 10.
ALAGOINHAS VELHA
Na última quinta feira (10), a comunidade
de Alagoinhas Velha esteve reunida com
prepostos da Prefeitura para conhecer
os detalhes do Projeto de Reforma das
praças Pedro da Costa Dórea e Frei Leão
que serão dotadas de infra-estrutura
voltada para o lazer das pessoas. A
reunião, promovida pelas secretarias municipais de Infra-estrutura e
Serviços Públicos, foi realizada no
Balangandan e contou com a presença do prefeito Joseildo Ramos, dos
secretários Eneildo Oliveira e Eliezer
Crispim dos Reis e do presidente da
associação de moradores Josenilson
Alves Barreto. Engenheiros e técnicos municipais explicaram para os
moradores todas as intervenções
que serão feitas nas duas praças com
colocação de luminárias modernas,
bancos com recosto e parque infantil.
Além de dialogar com a comunidade,
Joseildo respondeu às perguntas dos
presentes e deu ênfase à necessidade
da participação popular na manutenção e na vigilância dos equipamentos
que serão colocados à disposição nos
próximos dias. Também a praça J.
Martins Santos vai receber a intervenção da prefeitura em parceria
com a Unirb. Inaugurada em 21 de
setembro de 1977, a praça nunca
recebeu qualquer benefício do poder
público, injustiça que será reparada
agora com ampla reforma que visa
transformá-la em ponto de agradável
prazer para moradores e pessoas que
por ali passam, principalmente em
direção à Unirb. Representando o
diretor geral Carlos Joel, a diretora
Íris Muller esteve presente à reunião
e confirmou o compromisso da
Unirb em dotar a praça das melhores
condições e de estrutura compatível
com as necessidades das pessoas, em
parceria com a prefeitura. O canteiro
que fica ao lado da praça J. Martins
Santos também será alvo de trabalho
de arborização e reforma.
BRASILEIRÃO SERIE C
Encerrados os chamados jogos de ida
da série C do campeonato brasileiro,
o Atlético não ficou em boa situação
na tábua de classificação do grupo 7,
amargando o último lugar com apenas
3 pontos, fruto da vitória diante do
Confiança por 2 x 1, no Carneirão, dia
6. Nos outros jogos, disputados fora
dos seus domínios, o clube carcará
perdeu para o Petrolina por 1 x 0,
dia 9, e para o Asa, domingo último
(13), por 2 x 0. Confiança lidera com
6 pontos e saldo de 3 gols, o ASA é o
segundo com 6 pontos, sem saldo de
gols e o Petrolina é o terceiro com 3
pontos. Nos jogos de volta, o clube
dirigido pelo Zanata enfrenta o Asa,
dia 20, e o Petrolina, dia 23, no Carneirão, encerrando a sua participação
nesta fase no dia 27 quando encara
o Confiança, no Batistão. Ainda
em fase de arrumação, o Atlético
está recebendo cinco jogadores
cedidos pelo São Paulo, atletas que
deverão entrar na equipe e buscar a
classificação para a fase seguinte do
certame. No grupo 8, onde estão os
outros clubes baianos, o Vitória da
Conquista vai muito bem obrigado,
mantendo a primeira posição com
7 pontos e com saldo de 3 gols. O
segundo é o Sergipe também com 7
pontos mas com saldo de 2. O Itabuna
é terceiro com 3 pontos e o CSA não
pontuou ainda.
DEFICIENTES
A partir das 8 horas de hoje, os territórios do Litoral Norte e Agreste
de Alagoinhas estarão reunidos no
plenário Miguel Santos Fontes da
Câmara de Vereadores em torno
da I Conferência Territorial dos Direitos das Pessoas com Deficiência,
debatendo o tema “A inclusão, participação e desenvolvimento – um novo
jeito de avançar”. Os representantes
dos 22 municípios que compõem a
região estarão discutindo os três
eixos temáticos Saúde e Reabilitação
Profissional, Educação e Trabalho e
Acessibilidade. O encontro promete
ser dos mais importantes para a
sociedade como um todo, especialmente para as pessoas portadoras
de deficiências físicas.
“Pessoas normais falam sobre coisas, pessoas inteligentes falam sobre idéias, pessoas
mesquinhas falam sobre pessoas”. (Platão)
15 de julho de 2008
P7
INFORME PUBLICITÁRIO
Conselhos Escolares são regulamentados
em Alagoinhas pelo Decreto 2.593/07
O
s Conselhos Escolares
da Rede Municipal de
Ensino foram regulamentos pelo Decreto nº 2.593/07
que determina que as Escolas
da Rede Municipal contarão
com Conselhos Escolares constituídos pela direção da escola,
representantes da comunidade
e membros escolares.
Os Conselheiros foram escolhidos por meio de votação
nas escolas, pela comuni-
dade, alunos, professores,
funcionários e pedagogos e
têm função consultiva, deliberativa, mobilizadora e fiscal.
Os Conselhos constituem-se
num órgão colegiado de apoio
à administração escolar, que
será um centro permanente de
debates e articulação para o
atendimento das necessidades
da escola.
Cada escola municipal possui
seu Conselho. De acordo com
o tamanho das escolas, 7 a 15
pessoas fazem parte do Conselho que será representado por
grupo do magistério, servidores,
pais e responsáveis, alunos,
pedagogo e associação de
moradores.
A votação aconteceu entre os
dias 05 e 29 de maio em 80
instituições da zona rural e urbana de Alagoinhas, elegendo
mais 560 membros para os
Conselhos.
Estatuto da Criança e do
Adolescente completa 18 anos
O Estatuto da Criança e do
Adolescente (ECA) completou
18 anos, no último domingo
(13). A Lei garante direitos como
Justiça, Educação, Segurança
e Cidadania às pessoas de 0
a 18 nos.
A implantação do Estatuto
garantiu, por exemplo, a criação dos Conselhos Tutelares
que são órgãos municipais,
compostos por membros da
comunidade, que tem o objetivo de zelar pelos direitos das
crianças e adolescentes. É
função dos Conselhos atender
as crianças, adolescentes, pais
ou responsáveis em situação
de ameaça ou violação de
direitos, bem como aconselhar
e encaminhar para programas
e tratamentos.
O Estatuto prevê ainda punição
para pessoas que cometerem
crime contra crianças e adolescentes. As penas variam de
acordo a infração praticada.
Em entrevista publicada no
site G1, pelo jornalista Glauco
Araújo, a Secretária Especial
dos Direitos Humanos do
Governo Federal (SEDH) faz
um levantamento sobre os 18
anos do Estatuto da Criança e
Adolescente.
Qual o balanço dos 18 anos
do Estatuto da Criança e do
Adolescente no Brasil?
Foi um curto intervalo temporal,
pois o Brasil tem uma história
secular de desigualdade social
e de insuficiência das políticas
públicas até a regulamentação
do ECA, para superar os problemas relacionados à criança e
do adolescente. Já temos uma
tarefa de garantir a proteção
integral de 62 milhões de crianças e adolescentes, entre 0 a
18 anos, no país. Isso significa
a maior população infantil nas
Américas.
Temos um indicador importante,
entretanto, neste período. Em
1990, por exemplo, a expectativa de vida de uma criança recém-nascida era de 62,3 anos.
Em 2006, foram acrescidos 6,2
anos nesta expectativa. A taxa
de mortalidade caiu de 46,9
para 24,9 mortes para cada mil
crianças nascidas.
A própria taxa de mortalidade
infantil, abaixo de 5 anos, também foi reduzida, melhorando o
ranking mundial de mortalidade
infantil. O Brasil ocupava a 86ª
posição e hoje ocupa a 113ª
posição.
Hanseniase tem cura. Cuide-se!
O ECA garantiu o acesso de
crianças e adolescentes à
educação no país durante os
18 anos de vigência?
Os avanços na educação
ainda são tímidos. O acesso
à educação melhorou e hoje
atinge 76% das crianças. No
ensino fundamental, evoluímos de 79% de crianças nas
escolas, em 1990, para 98%
de inserção registrada em
2006. Estamos praticamente
universalizando o acesso ao
ensino fundamental.
A violência contras a crianças caiu durante a vigência
do ECA?
Não melhoramos os indicadores
de violência contra crianças,
mas melhoramos os instrumentos de enfrentamento
da violência. Por exemplo, o
velho modelo da Fundação do
Bem-Estar do Menor (Febem)
é gradualmente reordenado
pelo Sistema Nacional de
Atendimento Sócio-Educativo
(Sinase) e do Plano Nacional
do Direito à Convivência Familiar e Comunitária. Essas
duas novas políticas nacionais
desmontam o sistema anterior
de atendimento ao adolescente
infrator.
O trabalho infantil ainda é um
problema no país?
O Brasil chegou a atingir, em
1992, o seu mais alto índice
histórico. Naquela época, chegamos a ter 9,6 milhões de
crianças em condição de trabalho infantil, o que representava cerca de 22% da população
infantil da época. Em 2006,
já tínhamos retirado cerca de
5 milhões de crianças desse
quadro. Um bom caminho já
foi andado, mas ainda há muito
por fazer.
Crianças e adolescentes ainda sofrem com a erotização e
por isso são vítimas da violência sexual. De que maneira
o ECA ajuda a combater esse
tipo de crime?
O Brasil tem um reconhecimento internacional no combate aos
crimes sexuais contra crianças e
adolescentes. O nosso cenário
é desfavorável. Em 1990, o país
não tinha esse fenômeno da
erotização precoce da infância.
O advento da internet criou outro
veículo de violação de direitos,
a exemplo da pedofilia e da
pornografia na rede mundial de
computadores. Isso se tornou
mais um desafio a ser cumprido
pelo ECA.
Os conselhos tutelares são
instrumentos eficazes para
o cumprimento das diretrizes
do ECA?
Isso não existia antes da implementação do ECA. Essa é uma
experiência inédita no cenário
internacional e referência para
as Organizações das Nações
Unidas (ONU). Trata-se de um
conselho de direito com caráter
deliberativo e de paridade.
Temos os conselheiros eleitos pela comunidade. Isso
envolve quase 73 mil conselheiros espalhados pelo
país. É quase um batalhão
de defensores das crianças e
dos adolescentes em 93% dos
municípios brasileiros.
Você sabe o que é Hanseníase? A Hanseníase, também
conhecida como lepra é uma
doença infecciosa, causada
pelo Bacilo de Hansen que
afeta principalmente a pele
e os nervos das extremidades do corpo. Se você tem
manchas avermelhadas na
pele ou alguma área do seu
corpo não tem sensibilidade
procure logo um médico.
Pode ser Hanseníase.
O tratamento da Hanseníase
inclui uma medicação específica, distribuída gratuitamente
pelo Ministério da Saúde. São
medicamentos diferentes,
utilizados de acordo com o
grau e a forma da doença.
Em média o tratamento
dura de 6 meses a 2 anos,
o que influencia na duração
é o estágio e a forma da
doença.
È de extrema importância
não interromper o uso do medicamento, pois doses irregulares aumentam a chance do
paciente se tornar resistente ao
medicamento, o que pode levar
a doença para estágios mais
avançados.
Os principais sintomas da hanseníase são manchas brancas ou
avermelhadas em qualquer parte
do corpo, lisas ou ásperas, caroços avermelhados ou castanhos,
câimbra ou dormência em áreas
da pele, redução da sensibilidade à dor, calor ou frio, além
do engrossamento de nervos
dos braços e perda de pelos
nos locais das manchas.
Lembre-se que só o médico
pode dizer se você tem Hanseníase. Por isso, durante a
consulta mostre todas as suas
lesões. Dessa forma o ele irá fazer um exame clínico cuidadoso
e, se for necessário, solicitar
testes complementares.
Importante Encontro Familiar
No dia 02 de agosto próximo,
no Restaurante Antoniu’s, estarão reunidos para um almoço
todos os familiares de Percília
Maria das Virgens Afonso (Mãe
Missú) e João José Afonso
(Pai João), de Lagoa Redonda
– Bahia. O casal teve nove filhos
e as novas uniões trouxeram
novos sobrenomes: os Freire
Afonso, os Coelho Santana,
os Batista Santana, os Afonso
Brito, Afonso Carvalho, Afonso
Sales, Afonso Bacelar, Afonso
Oliveira.
A família, que já está na 5ª
geração, tem membros ilustres
no cenário baiano: Drª Meire de
Almeida Brito, Procuradora de
Justiça do MP/BA; Dr. Moisés
Rêgo Sales, Presidente da
Coelba; Drª Nágila Sales Brito,
Procuradora de Justiça do MP/
BA; Dr. Nardson Borges Sales,
médico e ex-Prefeito de Catu;
Ailton Borges Sales (Tingola),
falecido, vereador de Catu; o
Antropólogo Jéferson Afonso
Bacelar entre outros.
“Implementar a preservação da
memória familiar tem propiciado uma melhor compreensão
acerca de nós mesmos”,
são palavras da historiadora
e educadora Fatima Sales,
organizadora do evento. Na
ocasião os convidados receberão um CD com todo o acervo
imagético da família.
Convocação processo seletivo Projovem
A Prefeitura de Alagoinhas convoca aprovados
no processo seletivo
simplificado 09/2008
do Projovem, para os
cargos de Facilitador e
Orientador Social.
Os convocados devem
comparecer até o dia 27
de julho, das 8h às 12h,
na Divisão de Recursos
Humanos, localizado no
Centro Administrativo
Municipal, Av. Manoel
Romão, 23, Alagoinhas
Velha, para entrega dos
documentos de Identidade, CPF, título de eleitor,
certificado de reservista,
diploma, carteira de trabalho e previdência, carteira
profissional, PIS, certidão
de casamento e nascimento
dos filhos, comprovante de
residência, antecedentes
criminais, atestado de
saúde ocupacional e 01
foto 3X4.
O não comparecimento
do candidato será considerado desinteresse do
mesmo sendo convocado
o próximo candidato.
A lista com os nomes
dos aprovados está disponível no site www.
alagoinhas.com.br, mais
informações pelo telefone
75 3422 8601.
P8
15 de julho de 2008
Pedrão comemorou mais um aniversário
de emancipação política
No ultimo sábado (12), a cidade
de Pedrão comemorou mais um
aniversario de emancipação
política. A cidade fica localizada
no Centro-norte da Bahia e tem
uma população estimada em
6.739 habitantes.
As comemorações foram extensas, tudo preparado com muito
carinho pelos munícipes, que
deram um show na organização
dos festejos.
Muita reza e diversão na Alvorada logo cedo para começar a aquecer os moradores do município
e da região, logo em seguida as
comemorações ficaram por conta
dos moradores que aguardavam
os festejos a noite.
A cidade de Pedrão tem muitos
atrativos, e muitos moradores
da região curtem bastante os
festejos que tem na cidade
durante todo ano.
A noite todos se esbaldaram
ao som da banda Brega e vinho
que atraiu milhares de pessoas
para a Praça principal da sede
do município, podia-se apreciar
em todos, sorrisos e satisfação
em todos moradores que se
divertiram ilimitadamente.
“As pessoas falam que nossa
cidade não tem muitos atrativos,
Microusina está pronta em
Governador Mangabeira
A produção de iogurte e leite pasteurizado agora acontece em Governador
Mangabeira com todo o maquinário
industrial disponibilizado na Microusina de Leite. Os equipamentos realizam
todos os processos de higienização,
em conformidade com os padrões
exigidos pela Vigilância Sanitária. Os
modernos aparatos da Microusina
agregam valor à produção e eleva
os produtores locais ao patamar de
igualdade com os grandes produtores.
Em breve, o produto mangabeirense
estará disponível nas prateleiras dos
supermercados, à disposição do
consumidor.
O laticínio produzido na Microusina de
mais festa como em Pedrão não
existe no mundo, eu me divirto
e curto bastante, é muito bom,
sempre estou na rua não importa
o dia nem o que comemora,
nossa cidade está sempre de
portas abertas para todos que
quiserem visitar.” Relata com
muita satisfação D. Maria, moradora da cidade.
E não é só de festa que os
moradores de Pedrão vivem, a
cidade também oferece como
atrativo sua “ feirinha” nos dias
de segunda – feira, onde pessoas
principalmente da Zona Rural
tem a oportunidade de vender os
produtos cultivados na região.
Governador Mangabeira será utilizado
na Merenda Escolar da Rede Municipal
de Ensino, a princípio direcionado ao
público infantil. Neste mês de junho, a
criançada já experimentou a novidade
e aprovou o iogurte mangabeirense que
traz os mais variados sabores, num
padrão de qualidade inquestionável.
A instalação da Microusina de Leite é
uma iniciativa da Prefeitura Municipal,
através da criação do projeto pela
Secretaria de Governo e execução da
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural em parceria com o Governo
do Estado. O valor total do investimento
foi superior a R$ 200.000,00 (duzentos
mil reais).
Download

governador anuncia estrada