2015
Faculdade de Tecnologia
de Mococa
Prof. Dr. Diógenes
Bosquetti
VII SINTAGRO – MOCOCA – SP
[PROJETO VII SINTAGRO]
Este documento apresenta as principais diretrizes para a realização do SINTAGRO em outubro de 2015, na
cidade de Mococa – SP.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 2 de 189
INDICE
Capítulos
Capítulo I - A IMPORTÂNCIA DA REALIZAÇÃO DO SINTAGRO EM MOCOCA
Capítulo II - AS FATECS E ETECS DO CEETEPS COM CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA EM
AGRONEGÓCIO OU DE CURSOS EM ÁREAS ADERENTES
Capítulo III - ANÁLISE REGIONAL DA ECONOMIA E DISTRIBUIÇÃO DE EMPREGOS
Capítulo IV - A CIDADE DE MOCOCA
Capítulo V - INFRA-ESTRUTURADE ACOMODAÇÃO E SUPORTE DISPONÍVEL NO MUNICÍPIO PARA
O EVENTO
Capítulo VI - HORÁRIOS REGULARES DE ÔNIBUS A MOCOCA
Capítulo VII - TURISMO CULTURAL, ECOLÓGICO E ASSOCIADO AO AGRONEGÓCIO EM MOCOCA
Capítulo VIII - SITE DO SINTAGRO
Capítulo IX - PRINCIPAIS EMPRESAS LIGADAS AO AGRONEGÓCIO DA REGIÃO DE MOCOCA
Capítulo X - LOGOTIPO DO EVENTO
Capítulo XI - DIRETRIZES GERAIS DO EVENTO
Capítulo XII - MOSTRA DE TRABALHOS DO SINTAGRO
Capítulo XIII - REGULAMENTO GERAL DO COMITÊ CIENTÍFICO DO EVENTO
Apêndices
Apêndice A - ENDEREÇO DAS FATECS E ETECS DO CENTRO ESTADUAL PAULA SOUZA COM
CURSOS ADERENTES AO AGRONEGÓCIO
Apêndice B - GENERALIDADES SOBRE OS RESUMOS EXPANDIDOS
Apêndice C - GENERALIDADES SOBRE APRESENTAÇÃO DE PÔSTERES
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
PROJETO DO VII SINTAGRO
Página 3 de 189
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 4 de 189
Capítulo I
A IMPORTÂNCIA DA REALIZAÇÃO DO SINTAGRO EM MOCOCA
O SINTAGRO, assim como qualquer outro evento de cunho científico-tecnológico é uma oportunidade
oferecida a estudantes, profissionais, empresários e interessados em geral de se reciclar, aprofundar seus
conhecimentos ou mesmo aprender um pouco sobre assuntos importantes e atuais de determinadas
partes do conhecimento humano. Alguma palestra assistida, algum mini-cursofreqüentado pode ser útil na
escolha de uma pós-graduação, de uma futura dedicação a alguma área profissional ou mesmo de estimulo
para a realização de trabalhos científicos.
Igualmente importantes são os contatos que se estabelecem durante o simpósio: Em um mesmo local
estão reunidos pessoas de localidades, formações, opiniões e profissões diferentes, mas interessadas em
aprender sobre algum assunto. Não raro, estas pessoas acabam interagindo entre si, criando amizade e/ou
laços profissionais, que resultam em trabalhos em conjunto, colaborações de natureza diversa ou futuros
contatos para realização de atividades econômicas e comerciais.
Por todos estes prismas, tanto de reciclagem, aprimoramento e aquisição de conhecimentos, tanto de
estabelecimentos de novos contatos com pessoas interessadas em um dado assunto é que fazem do
simpósio tecnológico um marco importante na cidade, propiciando seu desenvolvimento e visibilidade
regional, bem como firmando Mococa como um pólo regional de tecnologia.
De uma forma mais ampla, podemos apresentar os objetivos gerais e específicos do SINTAGRO:
OBJETIVOS GERAIS DO SINTAGRO:
I.
Prover um fórum amplo para debates, troca de informações, exposição de resultados de pesquisa
científica e tecnológica, projetos ligado a inovação tecnológica em empresas, instituições,
autarquias em geral na área de Agronegócio;
II.
Disseminar o conhecimento, informações,técnicas, experiências relacionados ao Agronegócio, para
subsidiar a melhor tomada de decisão nas empresas, estabelecimentos, instituições de ensino e
pesquisa, estabelecendo conexão necessária entre o saber empírico e o tecnológico-científico bem
como o uso racional das novas tecnologias no Agronegócio.
III.
Trazer para discussão temas polêmicos e de importância significativa para o debate sobre a
temática do evento:
a. A expansão do Agronegócio,
b. Os principais problemas ligados ao Agronegócio;
c. O desafio da sustentabilidade como país fornecedor mundial de alimentos e bioenergia;
d. As Inovações Tecnológicas no Agronegócio aplicadas a produtos, serviços, processos,
idéias;
e. As tendências do Agronegócio Brasileiro e Mundial;
f.
A Economia Mundial e o Agronegócio; As pesquisas científicas e suas aplicações no
Agronegócio; entre outros temas.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 5 de 189
OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO SINTAGRO:
I.
Contribuir para a consolidação do Curso Superior de Tecnologia em Agronegócio e do Agronegócio
de modo geral, como área do conhecimento multidisciplinar;
II.
Congregar alunos, professores, comunidade científica, empresarial e governamental com interesse
na temática doAgronegócio, promovendo a integração entre estas comunidades;
III.
Incentivar e promover e apoiar atualização, reciclagem, aperfeiçoamento e especialização dos
profissionais, professores, alunos, empresários, bem como interessados em geral na área de
Agronegócio;
IV.
Contribuir para o desenvolvimento de novas metodologias de inovação tecnológica e/ou de
pesquisa científica e tecnológica na área do Agronegócio e disciplinas similares;
V.
Promover o intercâmbio de dados, informações, procedimentos, experiências, conhecimentos,
inovações, notícias e pesquisas sobre o Agronegócio e suas aplicações;
VI.
Promover discussão científica acerca dos protocolos, normas, regras, técnicas e sua racionalização
na utilização destes procedimentos aplicados ao Agronegócio e a Instituições, Organizações e
Empresas em geral;
VII.
Promover o estabelecimento de redes de colaboração científico-tecnológica e de inovação
tecnológica no Agronegócio bem como de áreas afins;
VIII.
Reunir pesquisadores, educadores, demais profissionais das áreas da educação, empresários,
profissionais de notório saber, professores, pesquisadores e interessados em geral para facilitar o
intercâmbio de informações e dados relevantes relacionados ao Agronegócio;
IX.
Estimular, Incentivar e Promover a aproximação dos profissionais de distintas áreas e formações,
mas interessados no Agronegócio, quanto à necessidade de formação de parcerias para a
cooperação e desenvolvimento de ações integrais, de inovação tecnológica e de incentivo ao
desenvolvimento de pesquisa científico-tecnológica;
X.
Manter e Estimular a divulgação de novas áreas de pesquisa e inovação tecnológica de produtos,
processos, serviços e idéias ligadas ao Agronegócio;
XI.
Apoiar a divulgação de trabalhos e informações relevantes na área de Agronegócio, destacando as
pesquisas mais inovativas e notórias;
Para finalizar, o SINTAGRO é um evento anual relacionado ao Agronegócio e áreas afins e direciona-se a
todos os interessados em geral, principalmente a comunidade acadêmica (pesquisadores, professores e
estudantes), empresários ligados ao Agronegócio ou que dele tem interesse, profissionais ligados a
Inovação Tecnológica no Agronegócio e demais áreas afins. Tem como preocupação levantar os problemas
ligados ao Agronegócio com finalidade de realizar debates, discussões visando a troca de informações de
pessoas ligadas à área, na tentativa de propor soluções ou alternativas de resolução a estes problemas,
estreitar laços e formar novos grupos de trabalho e pesquisa entre os frequentadores do evento, bem
como utilizar os resultados desse debate como instrumento de atualização, aprofundamento e
aperfeiçoamento profissional para todos os participantes do evento.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 6 de 189
Capítulo II
AS FATECS E ETECS DO CEETEPS COM CURSOS SUPERIORES DE
TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO OU DE CURSOS EM ÁREAS ADERENTES
Podemos definir como “Agronegócio” ou “Agribusiness” ao conjunto de relações industriais, comerciais ou
de prestação de serviços ligados a agricultura, pecuária, bem como a indústrias que utilizam matéria prima
de origem animal e/ou vegetal e as transformam, agregando valores e produzindo bens de consumo.
Dentre as classificações propostas para o estudo do Agronegócio se encontra uma que divide o agronegócio
em três partes: “Negócios Agropecuários”; “Negócios Agropecuários a Montante” e “Negócios
Agropecuários a Jusante”, discriminados a seguir:

NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS: Relação comercial e/ou industrial relacionados aos produtores rurais
(fazendeiros, camponeses, etc) ou de empresas de produção de bens primários;

NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS A MONTANTE:Relação comercial e/ou industrial entre os produtores
rurais ou de empresa de produção de bens primários e as Empresas e Organizações que fornecem
insumos para viabilizar a produção rural. Exemplo: Fabricantes de Equipamentos, Fertilizantes e
Defensivos Químicos, etc; e,

NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS A JUSANTE:Relação comercial e/ou industrial entre os produtores
rurais ou de empresa de produção de bens primários e as Empresas e Organizações que vendem,
transportam, beneficiam, os produtos agropecuários até o consumidor final. Exemplo:
Supermercados, Figoríficos, Açougues, Indústrias Têxteis e Calçadista; Distribuidores de Alimentos;
etc.
Com o avanço da Científica e Tecnologia, e a aplicação de máquinas e equipamentos nas propriedades
rurais, bem como o aprimoramento do agronegócio de modo geral, houve o barateamento do custo de
produção de alimentos e de bens associados. Entretanto, a produção em larga escala trouxe o
desequilíbrio, o desmatamento e vários problemas ambientais e sociais. Atualmente, uma das grandes
questões a serem resolvidas no Agronegócio é justamente produzir mais e melhor sem agredir ou impactar
negativamente os ecossistemas, poluir o ar, o solo e a água, sem causar desequilíbrios ecológicos e
proliferação de insetos, pragas e ervas daninhas, e demais efeitos colaterais prejudiciais ao homem e ao
meio ambiente.
Outra questão que permeia o Agronegócio e suas consequencias ao Meio Ambiente está o da produção de
Biocombustíveis, visto como uma alternativa viável e segura para substituir os combustíveis fósseis
(petróleo, gás natural, carvão mineral, etc), com as vantagens de serem menos poluentes e agressivos à
natureza, bem como ser renovável. Atualmente, muita pesquisa científica e tecnológica, bem como
inovações tecnológicas tem promovido o rápido desenvolviemento dos biocombustíveis, principalmente
aqueles ligados a mamona, milho, dendê, girassol, soja, pequi e outros.
Sob esta perspectiva entendemos que o SINTAGRO deve congregar não somente os Cursos Superiores de
Tecnologia em Agronegócio, mas todos aqueles que, em maior ou menor grau, estejam ligados aos
problemas e a temática do Agronegócio. Neste sentido se encaixam perfeitamente os cursos superiores de
Silvicultura, Biocombustíveis, Mecânica de Precisão, Agroindústria, Alimentos, Gestão Ambiental, Meio
Ambiente e Recursos Hídricos e outros. Além disso, acreditamos que com o alargamento destes horizontes,
o SINTAGRO possa ser uma relevante contribuição para transformação das Fatecsem um centro de
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 7 de 189
referência nas questões relacionadas ao Agronegócio em suas diferentes dimensões, tanto na divulgação
de resultados de pesquisas e de processos de inovação tecnológica, nas questões ambientais e de
degradação do meio ambiente, com a disseminação de práticas e de conceitos ligados ao Agronegócio
relacionados à comunidade acadêmica já estabelecida, quanto a membros oriundos da sociedade externa,
como os empresários, profissionais ligados a algum setor economicamente ativo da economia aderente ao
Agronegócio, a agências de desenvolvimento e inovação tecnológica, e de interessados em geral.
Realizando-se uma pesquisa no site do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (Ceeteps),
verificamos os seguintes cursos que formam os seguintes egressos:
PERFIL PROFISSIONAL DOS EGRESSOS DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA ADERENTES
AO AGRONEGÓCIO
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGROINDÚSTRIA: O tecnólogo em Agroindústria planeja, executa e
controla a qualidade das etapas do processo de produção agroindustrial, contemplando a obtenção, o
processamento e a comercialização de matérias-primas de diversas origens, insumos e produtos finais. Este
profissional atua em empresas de beneficiamento de produtos de origem animal e vegetal, colaborando
em estudos de implantação e desenvolvimento de projetos economicamente viáveis, ocupando-se, ainda,
da gestão de atividades referentes ao emprego adequado de equipamentos agroindustriais, em pesquisa e
desenvolvimento de tecnologias alternativas para aproveitamento de produtos e subprodutos
agropecuários, sempre contemplando o aspecto ambiental.
Fatec que Ministra o Curso: Capão Bonito e Piracicaba (em extinção).
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO: O Tecnólogo em Agronegócio é o profissional que
viabiliza soluções tecnológicas competitivas para o desenvolvimento de negócios na agropecuária a partir
do domínio dos processos de gestão e das cadeias produtivas do setor. Prospecção de novos mercados,
análise de viabilidade econômica, identificação de alternativas de captação de recursos, beneficiamento,
logística e comercialização são atividades gerenciadas por esse profissional. O profissional do agronegócio
está atento às novas tecnologias do setor rural, à qualidade e produtividade do negócio, definindo
investimentos, insumos e serviços, visando à otimização da produção e o uso racional dos recursos.
Fatec que Ministra o Curso:Botucatu, Itapetininga, Jales, Mococa, Mogi das Cruzes, Ourinhos,
Presidente Prudente, Taquaritinga e São José do Rio Preto.
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ALIMENTOS: O Tecnólogo em Alimentos é o profissional que
planeja, executa, coordena, controla e supervisiona processos de produção de alimentos e de bebidas.
Participa de pesquisas para melhoria, para adequação e para o desenvolvimento de novos produtos e
processos. Planeja, realiza e coordena inspeções sanitárias na indústria de alimentos e em ramos afins.
Implanta sistemas de garantia da qualidade de alimentos, atendendo normas e padrões nacionais e as
exigências do mercado internacional. Orienta as atividades relacionadas à manutenção de equipamentos
empregados nos processos das indústrias de alimentos. Controla a qualidade de serviços de alimentação,
objetivando a proteção à saúde dos consumidores. Gerencia serviços de atendimento a consumidores de
indústrias de alimentos.
Fatec que Ministra o Curso: Marília e Piracicaba.
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM BIOCOMBUSTÍVEIS: O Tecnólogo em Biocombustíveis atua na
cadeia de produção, comercialização e uso de biocombustíveis sólidos, líquidos e gasosos, planejando,
dirigindo, monitorando, gerenciando e controlando matérias primas, produtos, coprodutos, processos e
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 8 de 189
fatores de produção utilizados nessa cadeia produtiva. A promoção da sustentabilidade, em seu conceito
amplo, da conservação ambiental e da inclusão social devem ser princípios orientadores da atuação desse
profissional de nível superior. Trabalha na pesquisa de novas tecnologias e de processos de produção de
energia e de gestão ambiental. Elabora documentação técnica relativa aos processos em que atua,
obedecendo às legislações e às normas locais, nacionais e internacionais.
Fatec que Ministra o Curso: Araçatuba, Jaboticabal e Piracicaba.
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GEOPROCESSAMENTO:O Tecnólogo em Geoprocessamento utiliza
sistemas computacionais voltados à aquisição, armazenamento, processamento, análise e apresentação de
informações sobre o meio físico referenciadas espacialmente. Dominando fundamentos de informática,
cartografia, sensoriamento remoto e análise espacial, este profissional levanta informações cartográficas
de pontos específicos de determinado território, imprescindíveis às atividades de planejamento urbano e
ordenação do uso do solo e dos recursos ambientais, levantamento de informações socioeconômicas,
gerenciamento ambiental, de sistemas de transporte, de processos agrícolas, entre outras.
Fatec que Ministra o Curso: Jacareí.
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL:O tecnólogo em Gestão Ambiental planeja,
gerencia e executa as atividades de diagnóstico, avaliação de impacto, proposição de medidas mitigadoras
– corretivas e preventivas – recuperação de áreas degradadas, acompanhamento e monitoramento dos
recursos naturais e da qualidade ambiental. Regulação do uso, controle, proteção e conservação do meio
ambiente, avaliação de conformidade legal, análise de impacto ambiental, avaliação de riscos, elaboração
de laudos e pareceres são algumas das atribuições deste profissional. O tecnólogo também pode elaborar e
implantar políticas e programas de gestão e de educação ambiental, contribuindo assim para a melhoria da
qualidade de vida e a preservação da natureza.
Fatec que Ministra o Curso: Jundiaí.
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM HIDRÁULICA E SANEAMENTO AMBIENTAL:Forma o tecnólogo que
atua na preservação ambiental (água, ar e solo), no campo das obras hidráulicas (tubulações, canais,
galerias etc.), em obras de saneamento e em instalações prediais. O profissional também estará apto a
planejar, projetar, construir, fiscalizar, operar e realizar manutenção em sistemas de: abastecimento de
água; coleta, tratamento e disposição de esgoto; drenagem de águas pluviais; coleta e tratamento de lixo.
Poderá projetar e implantar instalações prediais, pequenas barragens, canais e proteção contra incêndio e
prestar serviços junto a laboratórios dedicados ao controle de qualidade das águas de abastecimento.
Fatec que Ministra o Curso:São Paulo (Tiradentes).
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MECANIZAÇÃO EM AGRICULTURA DE PRECISÃO:O curso forma o
tecnólogo que emprega equipamentos e máquinas agrícolas, visando a otimização e viabilidade da
obtenção de altas produtividades agropecuárias, com a racionalização dos custos e a preservação dos
recursos naturais e do meio ambiente. Atua em projetos de mecanização agrícola por meio de análise e
seleção de equipamentos e máquinas. Gerencia e treina equipes de operação, manutenção e regulagem de
equipamentos e máquinas. Elabora orçamentos para a mecanização agrícola e análise de custos e
investimentos. Utiliza sistemas de informações geográficas e sistemas de posicionamento global para apoio
ao planejamento das atividades agrícolas e avaliação dos impactos ambientais.
Fatec que Ministra o Curso: Pompéia.
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS:Forma o profissional que
planeja e gerencia os aspectos ambientais de organizações dos mais diversos setores e segmentos.
Identifica, caracteriza e soluciona problemas ambientais; realiza a gestão racional e responsável dos
recursos hídricos; promove a recuperação ambiental de áreas degradadas e de bacias hidrográficas. Pode
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 9 de 189
desenvolver estudos; elaborar, orientar e executar projetos; dirigir, coordenar, supervisionar, conduzir,
fiscalizar e responsabilizar-se por serviços técnicos; elaborar especificações, instruções e orçamentos;
realizar vistorias, avaliações e laudos técnicos e definir indicadores ambientais.
Fatec que Ministra o Curso:Jaú e Jacareí.
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SILVICULTURA:O Tecnólogo em Silvicultura é o profissional que
planeja, executa e controla atividades de manejo e produção florestal, desenvolvimento de mudas,
implantação e manutenção de florestas. Providencia manutenção de equipamentos da área. Define
sistemas, elabora planejamento operacional e assiste a direção de empresas florestais. Participa de
sistemas de gestão ambiental e de qualidade da produção e da interação com a comunidade. Desenvolve e
aplica soluções, inovações e pesquisas tecnológicas em Silvicultura e reflorestamento. Trabalha seguindo
normas de segurança, higiene e proteção ao meio ambiente. Elabora documentação técnica e ministra
treinamentos.
Fatec que Ministra o Curso: Capão Bonito.
FONTE: Centro Paula Souza.
Portanto, as cidades que apresentam cursos superiores de tecnologia aderentes aos objetivos gerais e
específicos do SINTAGRO – SIMPÓSIO NACIONAL DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO são: Araçatuba,
Botucatu, Capão Bonito, Piracicaba, Botucatu, Itapetininga, Jaboticabal, Jacareí, Jundiaí, Jales, Jaú, Marília,
Mococa, Mogi das Cruzes, Ourinhos, Piracicaba Pompéia, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, São
Paulo e Taquaritinga.
Tabela II.1 – Distância entre as Fatecs do Ceeteps com Cursos Superiores de Tecnologia aderentes ao
SINTAGRO e a cidade de Mococa
Cidades com Fatec
Cursos Superiores de TecnologiaAderentes ao
SINTAGRO
Distância a Mococa
(em Km)
Araçatuba
Biocombustíveis
440 km
Botucatu
Agronegócio
279 km
Capão Bonito
Silvicultura / Agroindústria
392 km
Itapetininga
Agronegócio
341 km
Jaboticabal
Biocombustíveis
172 km
Meio Ambiente e Recursos Hídricos / Geoprocessamento
299 km
Agronegócio
463 km
Meio Ambiente e Recursos Hídricos
227 km
Jundiaí
Gestão Ambiental
208 km
Marília
Alimentos
383 km
Mogi das Cruzes
Agronegócio
315 km
Ourinhos
Agronegócio
395 km
Piracicaba
Biocombustíveis / Agroindústria / Alimentos
188 km
Pompéia
Mecanização em Agricultura de Precisão
402 km
Jacareí
Jales
Jaú
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 10 de 189
Tabela II.1 – Distância entre as Fatecs do Ceeteps com Cursos Superiores de Tecnologia aderentes ao
SINTAGRO e a cidade de Mococa (Cont.)
Cidades com Fatec
Cursos Superiores de Tecnologia Aderentes ao
SINTAGRO
Distância a Mococa
(em Km)
Presidente Prudente
Agronegócio
559 km
São José do Rio Preto
Agronegócio
317 km
Hidráulica e Saneamento Ambiental
261 km
Agronegócio
196 km
São Paulo
Taquaritinga
Fonte: Ceeteps e Google Maps
Passamos agora a realizar estudos referentes aos cursos técnicos oferecidos pelo Centro Estadual de
Educação Tecnológica Paula Souza (Ceeteps), distribuídos em 211 Escolas Técnicas Estaduais (Etecs),
distribuídas por 155 municípios paulistas. Atualmente, são oferecidos 127 cursos técnicos para os setores
Industrial, Administração, Saúde, Agropecuário e de Serviços. No caso específico do SINTAGRO, os cursos
técnicos aderentes ao escopo do evento são: Açúcar e Álcool, Agricultura, Agroecologia, Agroindústria,
Agronegócio, Agropecuária, Alimentos, Avicultura, Biotecnologia, Cafeicultura, Celulose e Papel,
Curtimento, Florestas, Mecanização Agrícola, Meio Ambiente, Móveis, Têxtil e Zootecnia. Evidentemente,
existem cursos técnicos mais ou menos aderentes ao SINTAGRO. Os perfis dos profissionais formados
nestes cursos estão abaixo discriminados.
PERFIL PROFISSIONAL DOS EGRESSOS DOS CURSOS TÉCNICOS ADERENTES AO AGRONEGÓCIO
CURSO TÉCNICO DE AÇÚCAR E ÁLCOOL:O técnico em Açúcar e Álcool controla e supervisiona processos
tecnológicos da produção de açúcar, álcool e subprodutos. Efetua análises de matérias-primas e produtos
na industrialização da cana-de-açúcar. Faz controle de qualidade e aplica normas seguidas pela empresa.
Compõe equipes de programas e procedimentos de segurança e análise de riscos. Pode trabalhar em usinas
de açúcar e álcool; destilarias; empresas distribuidoras de combustíveis e de produção e venda de insumos
industriais; fazendas e cooperativas de cana-de-açúcar; laboratórios de análises; instituições públicas.
Etecs que Oferecem o Curso: Adamantina, Araçatuba (em Extinção), Araras, Assis (em Extinção),
Barretos, Cabrália Paulista (em Extinção), Cafelândia, Cândido Mota, Catanduva, Dracena,
Fernandópolis, Igarapava (em Extinção), Ilha Solteira (em Extinção), Osvaldo Cruz, Ourinhos,
Paraguaçu Paulista (em Extinção), Presidente Prudente (em Extinção), Quatá, Rio das Pedras (em
Extinção), Santa Cruz do Rio Pardo, Santa Rita do Passa Quatro, São Manuel (em Extinção)
CURSO TÉCNICO EM AGRICULTURA: O Técnico em Agricultura está capacitado para planejar e acompanhar
a colheita e a pós-colheita, o técnico em Agricultura auxilia na implantação e no gerenciamento de sistema
de controle de qualidade na produção. Identifica e aplica técnicas mercadológicas para a distribuição e
comercialização. Elabora laudos, perícias, pareceres e relatórios. Orienta produtores rurais. Supervisiona e
faz estudos e análises de viabilidade econômica, financeira, social, política e ambiental. O mercado de
trabalho deste profissional são empresas de produção, consultoria agrícola e ambiental, prestação de
serviços, paisagismo, mapeamento e topografia; empresas agroindustriais, instituições públicas / privadas
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 11 de 189
de pesquisa, educação e extensão rural; cooperativas; propriedades rurais; comércio de máquinas,
equipamentos, implementos e insumos agrícolas.
Etecs que Oferecem o Curso: Votuporanga
CURSO TÉCNICO EM AGRIMENSURA:O Técnico em Agrimensura é o profissional que, utilizando tecnologias
espaciais e de geoprocessamento, coleta, processa, analisa e gerencia dados de campo; planeja trabalhos
em geomática, executa levantamentos topográficos em geral e georreferenciados de imóveis rurais e
urbanos, o cadastramento multifinalitário e representa graficamente aspectos naturais e artificiais. Avalia
terras; realiza cálculos de volumes de corte e aterro; efetua locação de obras rurais e urbanas, civis,
industriais, de transportes, de drenagem, de saneamento, de mineração e meio ambiente. Acompanha e
fiscaliza projetos; realiza o levantamento "as built", opera softwares de automação topográfica, GNSS
(Global NavigationSatellite System) e GIS (Sistema de Informações Geográficas).
Etecs que Oferecem o Curso:Jacareí, Jundiaí, Presidente Prudente.
CURSO TÉCNICO EM AGROECOLOGIA:Fundamentado em princípios agroecológicos e técnicas de sistemas
orgânicos de produção, o técnico em Agroecologia atua em sistemas de produção agropecuária e
extrativista e nas atividades de preservação dos recursos hídricos, do solo, da fauna e da flora silvestre.
Orienta sobre o controle natural e biológico dos insetos, doenças e plantas espontâneas. Realiza atividades
de educação ambiental. Participa de ações integradas de agricultura familiar considerando a
sustentabilidade da pequena propriedade e os sistemas produtivos. O mercado de trabalho deste
profissional é, principalmente: Certificadoras de produtos da agricultura de base ecológica; empresas
produtoras e fornecedoras de insumos agroecológicos; de prestação de serviços; instituições
públicas/privadas de pesquisa, educação e extensão rural; de produção agropecuária sustentável.
cooperativas e associações.
Etecs que Oferecem o Curso: Piedade (em Extinção), Taquarivaí (em Extinção)
CURSO TÉCNICO EM AGROINDÚSTRIA:O técnico em Agroindústria planeja, monitora e operacionaliza o
processamento de alimentos na área de laticínios, carnes, beneficiamento de grãos, cereais, frutos e
hortaliças. Auxilia e atua na elaboração, aplicação e avaliação de programas preventivos, de higienização e
sanitização da produção agroindustrial. Atua em sistemas para diminuição do impacto ambiental dos
processos de produção do setor. Implementa e gerencia sistemas de controle de qualidade e aplica técnicas
mercadológicas competitivas, adequadas à distribuição e comercialização dos produtos. Pode arrumar
emprego em Indústrias de alimentos, bebidas e cereais, redes de comercialização de alimentos,
agroindústria, laboratórios de controle de qualidade, instituições de pesquisa e de iniciação científica.
Etecs que Oferecem o Curso:Cândido Mota (em Extinção), Cerqueira César (em Extinção), Garça,
Jales (em Extinção), Monte Aprazível, Paraguaçu Paulista (em Extinção), Piedade (em Extinção),
Presidente Prudente (em Extinção), Rancharia, Taquaritinga, Teodoro Sampaio, Vera Cruz (em
Extinção).
CURSO TÉCNICO EM AGRONEGÓCIO:Visando o aumento da eficiência do mercado agrícola e
agroindustrial, o técnico em Agronegócio aplica técnicas de gestão e de comercialização, avalia custos de
produção e aspectos econômicos para a introdução de novos produtos e serviços. Idealiza ações de
marketing aplicadas ao agronegócio. Auxiliana organização e execução de atividades de gestão do negócio
rural, inclusive empreendimentos da agricultura familiar. Participa de sistemas de gestão ambiental e de
promoção do desenvolvimento tecnológico e social, visando à qualidade e à sustentabilidade do
empreendimento. Orienta produtores e trabalhadores rurais na organização de associações e cooperativas.
O mercado de trabalho desse profissional é: Propriedades rurais, estabelecimentos comerciais e
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 12 de 189
agroindustriais. Empresas de assistência técnica, consultoria, extensão rural e pesquisa. Cooperativas e
associações de produtores.
Etecs que Oferecem o Curso:Adamantina (em Extinção), Andradina, Bebedouro (em Extinção),
Cândido Mota, Cerqueira César, Franca (em Extinção), Gália, Jales (em Extinção), Mirassol (em
Extinção), Palmital (em Extinção), Penápolis (em Extinção), Piedade (em Extinção), Taquarivaí,
Valparaíso, Votuporanga (em Extinção).
CURSO TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA: O curso de Agropecuária forma o profissional que planeja, executa,
acompanha e avalia projetos agropecuários e agroindustriais, em suas diversas etapas e atividades,
supervisionando a produção agropecuária. Administra empresas rurais e promove a industrialização e a
comercialização de produtos. Experimenta, testa, desenvolve e melhora métodos e tecnologias de
produção sustentável. Executa pesquisas e análises laboratoriais. Presta assistência e consultoria técnica,
orientando sobre a produção, a comercialização e a biosseguridade do setor. Promove diferentes formas de
organização social, extensão e capacitação rural e o desenvolvimento da visão de sustentabilidade da
produção agropecuária. O Mercado de Trabalho do técnico em agropecuária, é, principalmente: Empresas
agropecuárias e agroindustriais, de prestação de serviços, agroquímicos, fertilizantes, de máquinas,
equipamentos e implementos agrícolas, destilarias e usinas de açúcar e álcool; instituições públicas e
privadas de pesquisa, educação e extensão rural; cooperativas agropecuárias e fazendas; consultorias e
assistência técnica.
Etecs que Oferecem o Curso: Adamantina, Andradina, Cabrália Paulista, Cafelândia, Cândido Mota,
Cerqueira César, Dracena, Espírito Santo do Pinhal, Franca, Garça, Igarapava, Iguape, Itapetininga,
Jacareí, Jales, Jaú, Jundiaí, Miguelópolis, Mirassol, Monte Aprazível, Paraguaçu Paulista, Penápolis,
Presidente Prudente, Quatá, Rancharia, Rio das Pedras, Santa Cruz do Rio Pardo, Santa Rita do
Passa Quatro, São Manuel, São Simão, Taquarivaí, Vera Cruz, Votuporanga.
CURSO TÉCNICO EM ALIMENTOS:O técnico em Alimentos está apto a atuar no processamento e
conservação de matérias-primas, produtos e subprodutos da indústria alimentícia e de bebidas, realizando
análises físico-químicas, microbiológicas e sensoriais. Auxilia no planejamento, na coordenação e controle
de atividades do setor. Realiza a sanitização das indústrias alimentícias e de bebidas. Controla e corrige
desvios nos processos manuais e automatizados. Acompanha a manutenção de equipamentos. Participa do
desenvolvimento de novos produtos e processos. O principal campo de trabalho desse profissional é,
principalmente: Indústrias de alimentos e bebidas; entrepostos de armazenamento e beneficiamento;
laboratórios; institutos de pesquisa e consultoria; órgãos de fiscalização sanitária e proteção ao
consumidor; indústria de insumos para processos e produtos.
Etecs que Oferecem o Curso:Barretos, Casa Branca, Jales, Jundiaí, Mococa (em Extinção), Piedade,
Quatá (em Extinção), Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, Sorocaba, Taquaritinga, Vargem Grande
do Sul (em Extinção).
CURSO TÉCNICO EM AVICULTURA: O curso forma o profissional que presta assistência e consultoria
técnica, orienta produtores sobre a gestão do empreendimento avícola em relação à produção, manejo,
comercialização dos produtos avícolas com procedimentos e biosseguridade. Faz estudo e análise da
viabilidade econômica, financeira, social, política e ambiental,e promove a integração e a disseminação de
tecnologias na produção avícola. Os principais nichos de mercado são: Empresas avícolas e granjas;
empresas agroindustriais, frigoríficos, abatedouros e indústrias de processamento de produtos de aves;
instituições públicas e privadas de pesquisa, educação e extensão rural; cooperativas e empresas de
prestação de serviços avícolas.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 13 de 189
Etecs que Oferecem o Curso: Adamantina (em Extinção).
CURSO TÉCNICO EM BIOTECNOLOGIA: O técnico em biotecnologia é o profissional que auxilia os
profissionais de nível superior no desenvolvimento de culturas in vivo e in vitro e de marcadores
moleculares, cultivando microrganismos, tecidos animais e vegetais para multiplicação celular, macerando
tecidos animais e vegetais, extraindo, replicando, seqüenciando e quantificando DNA; prepara meios de
cultura e soluções; providencia materiais aplicados à biotecnologia. Atua na produção e análise de
imunobiológicos: vacinas, diluentes e kits de diagnóstico. Colaboram com atividades de perícia criminal e
investigação genética tais como exames de paternidade e detecção de patógenos. Analisa o controle do
crescimento de microrganismos na indústria alimentícia e farmacêutica. Auxilia na produção de produtos
biotecnológicos de interesse comercial, especialmente combustíveis renováveis. Pesquisa a contaminação e
a poluição na água, ar e do solo por microrganismos. Analisa substâncias e compostos biológicos e
controlam o funcionamento de equipamentos de laboratório. Pode criar animais para experimentos
seguindo as normas de bioética. Os principais nichos de mercado são: Universidades, institutos de pesquisa
de biotecnologia, genética e bioengenharia, assim como laboratórios de biotecnologia, indústrias químicas
e farmacêuticas, incubadoras, laboratórios clínicos, indústria ou laboratórios de produção de
imunobiológicos, indústrias de alimentos.
Etecs que Oferecem o Curso: Campinas.
CURSO TÉCNICO EM CAFEICULTURA:Trabalhando de acordo com as normas de segurança e saúde no
trabalho e ambiental, o técnico em Cafeicultura participa do planejamento, da execução e do
monitoramento dos processos de implantação e manejo da cultura de café. Gerencia a colheita e o
processamento da pós-colheita. Colabora nos processos de comercialização e acompanhamento do
mercado do café. Auxilia na implantação e no acompanhamento dos sistemas de controle de qualidade.
Atua em atividades de assistência técnica, extensão rural e formas de organização social. Os principais
setores empregatícios para esse profissional são: Empresas de produção e consultoria agrícola; instituições
de assistência técnica, extensão rural e pesquisa; comércio do agronegócio café; indústrias de insumos
agropecuários; cooperativas e associações.
Etecs que Oferecem o Curso:Espírito Santo do Pinhal (em Extinção), Franca.
CURSO TÉCNICO EM CELULOSE E PAPEL:O técnico em Celulose e Papel colabora no planejamento,
coordenação e supervisão dos processos de obtenção da celulose e de fabricação de papel. Atua no
controle e operação de plantas industriais de obtenção da celulose e fabricação de papel. Realiza ensaios e
análises químicas, físicas e físico-químicas de matérias-primas e produtos. Avalia o impacto ambiental dos
materiais e processos utilizados na obtenção da celulose e fabricação de papel. Os principais setores
econômicos que empregam esse profissional são: Indústrias e fornecedores de matérias-primas e
equipamentos; empresas de comercialização de papel, de tratamento de água e efluentes; e laboratórios
de calibração e certificação.
Etecs que Oferecem o Curso: Campinas.
CURSO TÉCNICO EM CURTIMENTO: Atua nas diferentes etapas do processo de curtimento de peles e
couros. Classifica, controla a qualidade do produto, coordena o desenvolvimento de amostras, atua na
manufatura, na assistência técnica e venda de produtos couristas. Realiza operações e processos de
curtimento, acabamento molhado, secagem, pré-acabamento e acabamento para produção de couros.
Desenvolve processos visando à sustentabilidade dos produtos acabados. Supervisiona equipes de
trabalho, atua de forma ética, respeitando procedimentos, normas técnicas, ambientais, de qualidade,
saúde e segurança. Os principais nichos de mercado empregatício para este técnico são: Curtumes; setores
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 14 de 189
de ribeira e curtimento; setores de recurtimento/tingimento/engraxe/laboratório de desenvolvimento de
artigos de couro; laboratório; tratamento de águas e resíduos e esgotos; vendas; desenvolvimento de
produtos químicos.
Etecs que Oferecem o Curso: Franca (em Extinção).
CURSO TÉCNICO EM FLORESTAS:O técnico atua na produção de mudas florestais, na extração e no
beneficiamento da madeira. Executa os processos de produção, de manejo sustentável e de
industrialização dos recursos de origem florestal. Orienta a prática florestal de menor impacto ambiental.
Inventaria florestas. Administra unidades de conservação e de produção florestal. Atua na preservação e na
conservação ambiental de projetos florestais. Fiscaliza e monitora fauna e flora silvestres. O mercado
empregatício deste profissional é: Instituições públicas, privadas e do terceiro setor; indústrias de papel e
celulose; instituições de pesquisa, assistência técnica e extensão rural; parques e reservas naturais;
indústrias de silvicultura e exploração florestal.
Etecs que Oferecem o Curso:Andradina, Jacareí (em Extinção), Penápolis, Presidente Prudente, Rio
das Pedras (em Extinção), São Manuel, Taquarivaí.
CURSO TÉCNICO EM MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA: O técnico em Mecanização Agrícola é o profissional que
executa o planejamento e o uso sistêmico de máquinas (veículos agrícolas), implementos, equipamentos
(sistemas de controle) e frota automotiva, bem como participa da elaboração e execução de seus planos de
manutenção e operação. Atua no monitoramento de desempenho operacional e no gerenciamento de
operações agrícolas mecanizadas e na logística de colheita e transporte da produção. Atua na execução dos
processos de produção. Elabora documentação. Atua na assistência técnica e comercialização de máquinas
e implementos agrícolas. Cumpre normas e procedimentos de segurança no trabalho, de trânsito e
movimentação de cargas e preservação ambiental. Atua em montadoras de máquinas, equipamentos e
implementos agrícolas; empresas de manutenção de equipamentos agrícolas e oficinas mecânicas;
empresas concessionárias e de comercialização de acessórios e peças para veículos, equipamentos e
implementos agrícolas; empresas de transporte e logística agroindustrial; usinas de açúcar e álcool e
destilarias; empresas de consultoria na produção agrícola; fazendas e cooperativas agrícolas.
Etecs que Oferecem o Curso:Fernandópolis.
CURSO TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE: É o profissional que coleta, armazena e interpreta informações,
dados e documentações ambientais. Colabora na elaboração de laudos, relatórios, estudos e no
acompanhamento e execução de sistemas de gestão ambiental. Atua na organização de programas de
educação ambiental, de conservação e preservação de recursos naturais, de redução, reuso e reciclagem.
Identifica as intervenções ambientais, analisa suas consequências e operacionaliza a execução de ações
para preservação, conservação, otimização, minimização e remediação dos seus efeitos. Atua
principalmente em Instituições públicas, terceiro setor, empresas prestadoras de serviços na área
ambiental, laboratórios e centros de pesquisa, indústrias, consultorias técnico-ambientais.
Etecs que Oferecem o Curso: Adamantina, Aguaí, Araçatuba (em Extinção), Araras, Assis, Barretos,
Campinas, Caraguatatuba, Catanduva (em Extinção), Cerqueira César (em Extinção), Cruzeiro (em
Extinção), Cubatão, Espírito Santo do Pinhal, Franca, Igarapava, Iguape (em Extinção), Itanhaém, Itu,
Jacareí, Jundiaí, Mogi Mirim, Monte Aprazível (em Extinção), Novo Horizonte, Osasco, Paraguaçu
Paulista, Piedade, Presidente Prudente, Quatá, Santo André, São Paulo, São Sebastião, Taquarivaí,
Tatuí, Votuporanga (em Extinção).
CURSO TÉCNICO EM MINERAÇÃO:O Técnico em Mineração é o profissional que opera equipamentos de
extração mineral, sondagem, perfuração, amostragem e transporte. Auxilia na caracterização de minérios
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 15 de 189
sob os aspectos físico-químicos, mineralógicos e granulométricos. Executa projetos de desmonte,
transporte e carregamento de minérios. Monitora a estabilidade de rochas em minas subterrâneas e a céu
aberto. Auxilia na elaboração de mapeamento geológico amostragem em superfície e subsolo. Opera
equipamentos de fragmentação, de separação mineral, separação sólido-líquido, hidrometalúrgicos e
secagem.
Etecs que Oferecem o Curso: Itapeva.
CURSO TÉCNICO EM MÓVEIS: O técnico em Móveis é o profissional que desenha e executa a fabricação de
componentes de móveis e esquadrias a partir de projetos. Participa do planejamento e supervisão da
produção moveleira. Projeta melhorias e coordena tecnicamente o processo de produção. Executa
manutenção em produtos moveleiros. Atua em empresas de fabricação e comercialização de móveis;
empresas de desenvolvimento de produtos moveleiros e esquadrias.
Etecs que Oferecem o Curso: Itapeva (em Extinção).
CURSO TÉCNICO TÊXTIL: Auxilia e atua no planejamento, controle e operação dos processos nas áreas de
fiação, tecelagem, beneficiamento têxtil e confecção. Atua na padronagem, malharia, acabamento e
tintura. Realiza testes e controle de qualidade para assegurar as características do produto, cálculos de
produção, estruturais para fios e tecidos, e quantitativa para produtos químicos, define a seqüência da
montagem de produtos. Aplica as normas regulamentadoras de segurança do trabalho, produção
sustentável e de preservação do meio ambiente. Participa da avaliação de custos, presta suporte técnico às
atividades de gestão de pessoas e comercial. Pode atuar em empresas, principalmente as indústrias têxteis,
confecções, empresas de estamparias, tinturarias e lavanderias industriais.
Etecs que Oferecem o Curso: Americana (em Extinção).
CURSO TÉCNICO EM ZOOTECNIA:O técnico em zootecnia é o profissional que atua na criação de animais
domésticos e silvestres. Colabora nas atividades de planejamento e controle. Elabora, aplica e monitora
programas de manejo preventivo, higiênico e sanitário na produção animal, objetivando a melhoria da
produtividade e da rentabilidade. Presta assistência técnica e extensão rural na área de produção animal.
Implanta e maneja pastagens, aplicando procedimentos relativos ao preparo e conservação do solo e da
água. O mercado de trabalho para esse profissional é, principalmente: Propriedades rurais; empresas de
nutrição animal, de assistência técnica, extensão e pesquisa; clínicas veterinárias; cooperativas
agropecuárias; órgãos públicos e privados, instituições de pesquisas, indústrias de rações e insumos
diversos, estabelecimentos comerciais e de ensino, abatedouros e frigoríficos.
Etecs que Oferecem o Curso: Cafelândia (em Extinção).
Fonte: Centro Paula Souza
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 16 de 189
Tabela II.2 – Distância entre as Etecs do Ceeteps com Cursos Técnicos aderentes ao SINTAGRO e a cidade
de Mococa
Cidades com Etec
Cursos TécnicosAderentes ao SINTAGRO
Distância a Mococa
Açúcar e Álcool / Agronegócio / Agropecuária / Avicultura /
Meio Ambiente
514 km
Meio Ambiente
76,5 km
Americana
Têxtil
186 km
Andradina
Agronegócio / Agropecuária / Florestas
549 km
Araçatuba
Açúcar e Álcool / Meio Ambiente
440 km
Araras
Açúcar e Álcool / Meio Ambiente
131 km
Assis
Açúcar e Álcool / Meio Ambiente
454 km
Açúcar e Álcool / Alimentos / Meio Ambiente
235km
Agronegócio
194 km
Açúcar e Álcool / Agropecuária
318 km
Cafelândia
Açúcar e Álcool / Agropecuária / Zootecnia
333 km
Campinas
Biotecnologia / Celulose e Papel / Meio Ambiente
170 km
Cândido Mota
Açúcar e Álcool / Agronegócio / Agroindústria / Agropecuária
454 km
Caraguatatuba
Meio Ambiente
395 km
Casa Branca
Alimentos
283 km
Catanduva
Açúcar e Álcool / Meio Ambiente
264 km
Agroindústria / Agronegócio / Agropecuária / Meio Ambiente
347 km
Cruzeiro
Meio Ambiente
439 km
Cubatão
Meio Ambiente
327 km
Dracena
Açúcar e Álcool / Agropecuária
569 km
Agropecuária / Cafeicultura / Meio Ambiente
105 km
Adamantina
Aguaí
Barretos
Bebedouro
Cabrália Paulista
Cerqueira César
Espírito Santo do Pinhal
Fernandópolis
Açúcar e Álcool / Mecanização Agrícola
432 km
Agronegócio / Agropecuária / Cafeicultura / Curtimento /
Meio Ambiente
162 km
Gália
Agronegócio
353 km
Garça
Agroindústria / Agropecuária
361 km
Açúcar e Álcool / Agropecuária / Meio Ambiente
245 km
Agropecuária / Meio Ambiente
442 km
Ilha Solteira
Açúcar e Álcool
562 km
Itanhaém
Meio Ambiente
372 km
Agroindústria / Agropecuária / Meio Ambiente
341 km
Mineração / Móveis
452 km
Meio Ambiente
233 km
Jacareí
Agrimensura / Agropecuária / Florestas / Meio Ambiente
299 km
Jales
Agroindústria / Agronegócio / Agropecuária / Alimentos
463 km
Agropecuária
227 km
Franca
Igarapava
Iguape
Itapetininga
Itapeva
Itu
Jau
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 17 de 189
Tabela II.2 – Distância entre as Etecs do Ceeteps com Cursos Técnicos aderentes ao SINTAGRO e a cidade
de Mococa (cont.)
Cidades com Etec
Cursos TécnicosAderentes ao SINTAGRO
Distância a Mococa
Agrimensura / Agropecuária / Alimentos / Meio Ambiente
208 km
Agropecuária
239 km
Mirassol
Agronegócio / Agropecuária
331 km
Mococa
Alimentos
-x-
Meio Ambiente
115 km
Monte Aprazível
Agroindústria / Agropecuária / Meio Ambiente
354 km
Novo Horizonte
Meio Ambiente
288 km
Osasco
Meio Ambiente
255 km
Osvaldo Cruz
Açúcar e Álcool
497 km
Ourinhos
Açúcar e Álcool
395 km
Jundiaí
Miguelópolis
Mogi Mirim
Palmital
Paraguaçu Paulista
Penápolis
Piedade
Presidente Prudente
Quatá
Agronegócio
437 km
Açúcar e Álcool / Agroindústria / Agropecuária / Meio
Ambiente
461 km
Agronegócio / Agropecuária / Florestas
400 km
Agroecologia / Agroindústria / Agronegócio / Alimentos /
Meio Ambiente
Açúcar e Álcool / Agrimensura / Agroindústria / Agropecuária
/ Florestas / Meio Ambiente
295 km
559 km
Açúcar e Álcool / Agropecuária / Alimentos / Meio Ambiente
478 km
Agroindústria / Agropecuária
496 km
Rio das Pedras
Açúcar e Álcool / Agropecuária / Florestas
215 km
Santa Cruz do Rio Pardo
Açúcar e Álcool / Agropecuária / Alimentos
369 km
Sta Rita do Passa Quatro
Açúcar e Álcool / Agropecuária
97,2 km
Santo André
Meio Ambiente
288 km
São Manuel
Técnico em Açúcar e Álcool / Agropecuária / Florestas
266 km
Alimentos / Meio Ambiente
261 km
Meio Ambiente
419 km
São Simão
Agropecuária
98,9 km
Sorocaba
Alimentos
263 km
Agroindústria / Alimentos
196 km
Agroecologia / Agronegócio / Agropecuária / Florestas / Meio
Ambiente
430 km
Meio Ambiente
306 km
Agroindústria
669 km
Alimentos
56,9 km
Vera Cruz
Agroindústria / Agropecuária
377 km
Valparaíso
Agronegócio
487 km
Agricultura / Agronegócio / Agropecuária / Meio Ambiente
399 km
Rancharia
São Paulo
São Sebastião
Taquaritinga
Taquarivaí
Tatuí
Teodoro Sampaio
Vargem Grande do Sul
Votuporanga
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 18 de 189
Portanto, as cidades que apresentam cursos técnicos aderentes aos objetivos gerais e específicos do
SINTAGRO – SIMPÓSIO NACIONAL DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO são: Adamantina, Aguaí,
Americana, Andradina, Araçatuba, Araras, Assis, Barretos, Bebedouro, Cabrália Paulista, Cafelândia,
Campinas, Cândido Mota, Caraguatatuba, Casa Branca, Catanduva, Cerqueira César, Cruzeiro, Cubatão,
Dracena, Espírito Santo do Pinhal, Fernandópolis, Franca, Gália, Garça, Igarapava, Iguape, Ilha Solteira,
Itanhaém, Itapetininga, Itapeva, Itu, Jacareí, Jales, Jaú, Jundiaí, Miguelópolis, Mirassol, Mococa, Mogi
Mirim, Monte Aprazível, Novo Horizonte, Osasco, Osvaldo Cruz, Ourinhos, Palmital, Paraguaçu Paulista,
Penápolis, Piedade, Presidente Prudente, Quatá, Rancharia, Rio das Pedras, Santa Cruz do Rio Pardo, Santa
Rita do Passa Quatro, Santo André, São Manuel, São Paulo (Etecs Abdias do Nascimento, Getúlio Vargas,
Guaracy Silveira, Parque da Juventude, Paulistano – Zona Norte, Sapopemba e de São Paulo), São
Sebastião, São Simão, Sorocaba, Taquaritinga, Taquarivaí, Tatuí, Teodoro Sampaio, Vargem Grande do Sul,
Vera Cruz, Valparaíso e Votuporanga. Alguns destes cursos estão mais aderentes ao tema do SINTAGRO do
que outros, mas todos os acima relacionados apresenta interfaces com o Agronegócio de forma geral.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 19 de 189
Capítulo III
ANÁLISE REGIONAL DA ECONOMIA E DISTRIBUIÇÃO DE EMPREGOS
A cidade de Mococa situa-se no nordeste do Estado de São Paulo, fazendo divisa com o Estado de Minas
Gerais. O Município se encontra inserida na Mesorregião1 de Campinas – SP e pertence a Microrregião de
São João da Boa Vista – SP. Em termos cartográficos, está situado na latitude sul 21º28´04´´ (vinte e um
graus, vinte o oito minutos e quatro segundos) e longitude oeste 47º00´17´´ (quarenta e sete graus, zero
minuto, dezessete segundos), estando a uma altura média de 645 m (seiscentos e quarenta e cinco) metros
acima do nível do mar. Possui uma área total de 856,4 km2 (oitocentos e cinqüenta e seis vírgula quatro
quilômetros quadrados). A economia2 de Mococa está dividida principalmente na Agricultura, Pecuária,
Indústria e Turismo Rural.
Apesar de existirem diversos dados interessantes e disponíveis na web, vamos focar nosso estudo no
percentual de empregos formais em cada um dos seguintes municípios considerados nesta análise3: Aguaí;
Altinópolis; Caconde; Cajuru; Casa Branca; Cássia dos Coqueiros; Descalvado; Divinolândia; Espírito Santo
do Pinhal; Itobi; Leme; Mococa; Pirassununga; Porto Ferreira; Santa Cruz da Esperança; Santa Cruz das
Palmeiras; Santa Rita do Passa Quatro; Santa Rosa de Viterbo; Santo Antônio da Alegria; São José do Rio
Pardo; São Sebastião da Grama; São Simão; Serra Azul; Serrana; Tambaú; Tapiratiba; Vargem Grande do
Sul.
Para melhor agrupar dos dados e informações sobre estes municípios paulistas, os empregos foram
subdivididos nas seguintes classes e utilizados as seguintes convenções:

%AG = Percentual de Empregos Formais referentes à Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca
e Aquicultura no Total de Empregos Formais da Localidade;

%IN = Percentual de Empregos Formais oriundos da Indústria no Total de Empregos Formais do
Município considerado;

%CC = Percentual de Empregos Formais relacionados a Construção Civil no Total de Empregos
Formais existentes na Cidade referenciada;

%CM = Percentual de Empregos Formais associados ao Comércio Atacadista e Varejista e do
Comércio e Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas no Total de Empregos Formais do
Município em questão;

%SV = Percentual de Empregos Formais provenientes dos Serviços no Total de Empregos Formais da
Cidade refenciada;
A soma %AG + %IN + %CC + %CM + %SV = 1 ou 100 % (cem por cento) dos empregos existentes no Município
considerado. Através da tabulação destes percentuais, verificaremos o perfil econômico destas cidades, em
termos de geração de empregos formais de renda.
1
O termo “Mesorregião” foi criado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sendo uma subdivisão dos estados
brasileiros que congrega diversos municípios de uma determinada área geográfica com similaridades econômicas e sociais. Já o
termo “Microrregião” é uma subdivisão de uma “Mesorregião”.
2
Segundo dados disponíveis em http://www.brasilchannel.com.br/municipios/mostrar_municipio.asp?nome=Mococa&uf=SP,
3
Os dados apresentados foram tirados da “Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados” (SEADE), disponíveis na internet
http://www.seade.gov.br/produtos/perfil/perfilMunEstado.php e são referentes ao ano de 2011 (dois mil e onze).
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 20 de 189
Figura III.1– (Acima)Mesorregião de Campinas. É formada por 49 (quarenta e nove) municípios divididos em 5 (cinco)
micorregiões: Amparo, Campinas, Mogi-Guaçu, Mogi-Mirim, Paulínia, Pirassununga e São João da Boa Vista. Possui uma área total
de 14.226.128 km2 (catorze milhões, duzentos e vinte e seis mil, cento e vinte e oito quilômetros quadrados).(Abaixo) Microrregião
de São João da Boa Vista, subdivisão da Mesorregião de Campinas. É formada por 14 (catorze) municípios: Águas da Prata,
Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Espírito Santo do Pinhal, Itobi, Mococa, Santo Antônio do Jardim, São João da Boa Vista, São
José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, Tambaú e Tapiratiba. Possui uma área total de 5.429.437 km 2 (cinco milhões,
quatrocentos e vinte nove mil, quatrocentos e trinta e sete quilômetros quadrados). Fonte: Google Maps
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 21 de 189
Figura III.2 –(a esquerda): Municípios Paulistas que apresentam alguma influência em Mococa. Aguaí; Altinópolis; Caconde;
Cajuru; Casa Branca; Cássia dos Coqueiros; Descalvado; Divinolândia; Espírito Santo do Pinhal; Itobi; Leme; Mococa;
Pirassununga; Porto Ferreira; Santa Cruz da Esperança; Santa Cruz das Palmeiras; Santa Rita do Passa Quatro; Santa Rosa de
Viterbo; Santo Antônio da Alegria; São José do Rio Pardo; São Sebastião da Grama; São Simão; Serra Azul; Serrana; Tambaú;
Tapiratiba; Vargem Grande do Sul. Evidentemente, alguns municípios estão mais próximos a Mococa e portanto mais influência
exercem. Fonte: Google Maps. (a direita):Amicrorregião de São Sebastião do Paraísoé uma dasmicrorregiõesdeMinas Gerais. Está
dividida em quatorze municípios: Arceburgo, Cabo Verde, Guaranésia, Guaxupé, Itamogi, Jacuí, Juruaia, Monte Belo, Monte Santo
de Minas, Muzambinho, Nova Resende, São Pedro da União, São Sebastião do Paraíso, São Tomás de Aquino. Possui uma área total
de 5.145.304 km2. Fonte: Wikipédia.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 22 de 189
Tabela III.1 - Distribuição dos Empregos Formais de Acordo com Setores Econômicos. Comparação entre o
Município de Mococa e os Valores Médios dos Municípios Paulistas Considerados
Município
%AG
%IN
%CC
%CM
%SV
Aguaí
23,2 %
24,7 %
1,1 %
21,8 %
29,1 %
Altinópolis
40,0 %
2,9 %
2,2 %
19,4 %
35,6 %
Caconde
29,6 %
8,0 %
0,8 %
17,8 %
43,8 %
Cajuru
18,0 %
27,3 %
3,5 %
16,6 %
34,6 %
Casa Branca
36,9 %
7,0 %
2,3 %
20,3 %
33,5 %
Cássia dos Coqueiros
35,5 %
-
-
7,1 %
57,4 %
Descalvado
13,1 %
32,7 %
9,0 %
18,1 %
27,1 %
Divinolândia
7,5 %
5,9 %
2,3 %
25,0 %
59,2 %
Espírito Santo do Pinhal
12,3 %
41,8 %
1,8 %
16,3 %
27,9 %
Itobi
26,0 %
7,5 %
0,4 %
18,6 %
47,5 %
Leme
4,1 %
31,6 %
8,8 %
22,9 %
32,6 %
Mococa
17,8 %
26,6 %
3,2 %
23,5 %
28,9 %
Pirassununga
18,2 %
20,9 %
1,9 %
17,7 %
41,3 %
Porto Ferreira
3,9 %
38,0 %
3,9 %
23,7 %
30,4 %
Santa Cruz da Esperança
22,0 %
5,9 %
-
7,5 %
64,6 %
Santa Cruz das Palmeiras
32,6 %
4,4 %
0,6 %
21,2 %
41,2 %
Santa Rita do Passa Quatro
8,8 %
33,3 %
1,9 %
21,7 %
34,3 %
Santa Rosa de Viterbo
4,2 %
42,0 %
1,0 %
20,2 %
32,5 %
Santo Antônio da Alegria
33,5 %
8,0 %
1,0 %
17,4 %
40,2 %
São José do Rio Pardo
9,2 %
22,9 %
5,0 %
27,5 %
35,4 %
São Sebastião da Grama
43,5 %
15,9 %
0,6 %
17,7 %
22,3 %
São Simão
12,7 %
32,6 %
0,8 %
14,1 %
39,8 %
Serra Azul
12,1 %
4,4 %
13,7 %
16,5 %
53,4 %
Serrana
6,9 %
39,4 %
3,4 %
20,7 %
29,7 %
Tambaú
11,3 %
48,2 %
3,5 %
14,4 %
22,6 %
Tapiratiba
28,3 %
43,6 %
1,6 %
9,7 %
16,7 %
Vargem Grande do Sul
8,3 %
28,8 %
1,1 %
29,4 %
32,3 %
Média Aritmética dos Municípios
19,2 %
22,4 %
2,8 %
18,8 %
36,8 %
%AG
%IN
%CC
%CM
%SV
Mococa
17,8 %
26,6 %
3,2 %
23,5 %
28,9 %
Valores Médios Regionais dos Municípios Paulistas
19,2 %
22,4 %
2,8 %
18,8 %
36,8 %
Diferenças entre Mococa e a Região Considerada
-1,4 %
+5,1 %
+0,4 %
+4,7 %
-7,9 %
Infelizmente a “Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados” (SEADE) só fornece dados dos municípios
paulistas. Para as cidades mineiras foi conseguido as informações da “Assembléia de Minas”4. Adotando-se
por “%AG”, “%IN”, “%CM” às mesmas convenções adotadas anteriormente e chamando de
4
“Assembléia de Minas” é um órgão governamental do Estado de Minas Gerais e disponível para consulta na Internet em
http://www.almg.gov.br/consulte/info_sobre_minas/index.html. Apesar da base de dados ser do ano 2000 (dois mil), está baseada
nos dados fornecidos pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Assim sendo, vamos inferir que a distribuição da
população ocupada não tenha variado de modo significativo em termos percentuais, ou seja, os percentuais de pessoas que
trabalham na Agropecuária, Comércio, Indústria e Serviços sejam aproximadamente os mesmos do ano 2000 (dois mil).
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti

Página 23 de 189
%SC = %SV + %CC = Percentual de Empregos Formais provenientes dos Serviços ou da Construção Civil
no Total de Empregos Formais da localidade em questão;
Construímos a seguinte tabela:
Tabela III.2 - Distribuição dos Empregos Formais de Acordo com Setores Econômicos. Comparação entre o
Município de Mococa e os Valores Médios dos Municípios Mineiros Considerados
Município
%AG
%IN
%CM
%SC
Arceburgo
43,2 %
17,4 %
9,4 %
30,0 %
Cabo Verde
66,2 %
7,3 %
7,3 %
19,2 %
Guaranésia
41,7 %
21,9 %
10,9 %
25,5 %
Guaxupé
22,0 %
23,5 %
18,6 %
35,9 %
Itamogi
60,0 %
9,4 %
9,4 %
21,2 %
Juruaia
61,3 %
17,8 %
6,3 %
14,6 %
Monte Belo
65,0 %
9,4 %
6,3 %
19,3 %
Monte Santo de Minas
42,9 %
14,1 %
8,8 %
34,2 %
Muzambinho
44,3 %
14,3 %
12,8 %
28,6 %
Nova Resende
68,3 %
7,5 %
7,0 %
17,2 %
São Pedro da União
66,5 %
7,8 %
7,4 %
18,3 %
São Sebastião do Paraíso
23,4 %
22,3 %
19,1 %
35,2 %
São Tomás de Aquino
64,0 %
8,3 %
7,1 %
20,6 %
51,4 %
13,9 %
10,0 %
24,6 %
%AG
%IN
%CM
%SV+%CC
Mococa
17,8 %
26,6 %
23,5 %
32,1 %
Valores Médios Regionais dos Municípios Mineiros
51,4 %
13,9 %
10,0 %
24,6 %
Diferenças entre Mococa e a Região Considerada
-33,6 %
+12,7 %
+13,5 %
-7,5 %
Média Aritmética dos Municípios
De posse destes dos dados dos municípios mineiros e paulistas, vamos unir as duas tabelas anteriores,
restringindo nossa análise para os municípios limítrofes da cidade de Mococa. Nesta análise, consideramos
os índices “%AG”, “%IN”, “%CM” e “%SC” às mesmas convenções adotadas anteriormente.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 24 de 189
Tabela III.3 - Distribuição dos Empregos Formais de Acordo com Setores Econômicos do Município
Limítrofes a Mococa.
Município
%AG
%IN
%CM
%SC
Arceburgo – MG
43,2 %
17,4 %
9,4 %
30,0 %
Cajuru – SP
18,0 %
27,3 %
16,6 %
38,1 %
Casa Branca – SP
36,9 %
7,0 %
20,3 %
35,8 %
Cássia dos Coqueiros – SP
35,5 %
0,0 %
7,1 %
57,4 %
Guaranésia – MG
41,7 %
21,9 %
10,9 %
25,5 %
Mococa – SP
17,8 %
26,6 %
23,5 %
32,1 %
Monte Santo de Minas – MG
42,9 %
14,1 %
8,8 %
34,2 %
Santa Rosa de Viterbo – SP
4,2 %
42,0 %
20,2 %
33,5 %
São José do Rio Pardo – SP
9,2 %
22,9 %
27,5 %
40,4 %
Tambaú – SP
11,3 %
48,2 %
14,4 %
26,1 %
Tapiratiba – SP
28,3 %
43,6 %
9,7 %
18,3 %
26,3 %
24,6 %
15,3 %
33,8 %
%AG
%IN
%CM
%SV+%CC
Mococa
17,8 %
26,6 %
23,5 %
32,1 %
Valores Médios Regionais dos Municípios Vizinhos a Mococa
26,3 %
24,6 %
15,3 %
33,8 %
Diferenças entre Mococa e a Região Considerada
-8,5 %
+2,0 %
+8,2 %
-1,7 %
Média Aritmética dos Municípios
Finalmente, apresentamos o sinótico de todas as comparações realizadas até o presente momento. Os
índices “%AG”, “%IN”, “%CM” e “%SC” apresentam as mesmas convenções adotadas anteriormente.
Tabela III.4 - Sinótico da Distribuição dos Empregos Formais de Acordo com Setores Econômicos do
Município. Comparação entre o Município de Mococa e os Valores Médios das Regiões Consideradas
%AG
%IN
%CM
%SV+%CC
Mococa
17,8 %
26,6 %
23,5 %
32,1 %
Valores Médios Regionais dos Municípios Paulistas
19,2 %
22,4 %
18,8 %
39,6 %
Valores Médios Regionais dos Municípios Mineiros
51,4 %
13,9 %
10,0 %
24,6 %
Valores Médios Regionais dos Municípios Vizinhos a Mococa
26,3 %
24,6 %
15,3 %
33,8 %
Diferenças entre Mococa e a Região Paulista Considerada
-1,4 %
+5,1 %
+4,7 %
-7,9 %
Diferenças entre Mococa e a Região Mineira Considerada
-33,6 %
+12,7 %
+13,5 %
-7,5 %
Diferenças entre Mococa e a Região dos Municípios Limítrofes a Mococa
-8,5 %
+2,0 %
+8,2 %
-1,7 %
Apresentamos uma tabela contendo dados sobre a População, o PIB – Produto Interno Bruto, o PIB per
capita e também o Índice de Desenvolvimento Humano5 (IDH) dos municípios que compõe a microrregião
de são João da boa vista, destacando e comparando o Município de Mococa frente aos demais.
5
O IDH é uma medida comparativa usada para classificar os municípios pelo seu grau de desenvolvimento humano. O índice é
obtido a partir de dados coletados por institutos e órgãos governamentais tais como: expectativa de vida ao nascer; educação, tais
como anos médios de estudo e anos esperados de escolaridade; PIB per capita. O IDH varia entre zero (nenhum desenvolvimento
humano) e 1 (desenvolvimento humano total), de modo que quanto mais próximo de 1 (um), mais desenvolvido é o município.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 25 de 189
Tabela III.5 – PIB dos Municípios Mais Próximos a Mococa
Cidade
PIB Agrícola
PIB Industrial
PIB Serviços
PIB Total
Aguaí
134.414
149.534
277.368
561.316
Altinópolis
92.817
20.526
226.293
339.636
Arceburgo
19.578
54.466
133.241
207.285
Cabo Verde
85.669
9.303
80.934
175.906
Caconde
18.316
46.092
142.983
207.391
Cajuru
35.252
50.203
173.600
259.055
Casa Branca
165.363
40.793
291.467
497.623
Cassia dos Coqueiros
10.943
3.847
23.145
37.935
Divinolândia
9.045
13.468
120.832
143.345
Guaranésia
51.186
86.383
111.934
249.503
Guaxupé
61.249
183.201
791.111
1.035.561
Itamogi
46.799
8.614
66.092
121.505
Jacui
28.514
5.302
41.074
74.890
Juruaia
41.177
8.594
45.821
95.592
Mococa
73.872
354.977
714.109
1.142.958
Monte Santo de Minas
91.502
21.676
145.554
258.732
Muzambinho
66.210
27.198
159.117
252.525
Pirassununga
153.321
402.480
866.168
1.421.969
Porto Ferreira
65.687
317.014
528.188
910.889
Santa Cruz da Esperança
8.418
10.974
15.121
34.513
Santa Cruz das Palmeiras
45.491
26.647
215.709
287.847
Santa Rita do Passa Quatro
76.860
89.152
256.529
422.541
Santa Rosa de Viterbo
16.904
204.638
210.482
432.024
Santo Antônio da Alegria
33.414
7.185
54.650
95.249
São José do Rio Pardo
39.394
394.702
581.091
1.015.187
São Pedro da União
35.704
3.271
29.073
68.048
São Sebastião da Grama
24.363
21.303
110.968
156.634
São Sebastião do Paraíso
151.418
207.919
633.451
992.788
São Simão
58.658
40.442
125.211
224.311
São Tomás de Aquino
49.968
7.488
44.075
101.531
Serra Azul
13.787
10.752
53.814
78.353
Serrana
9.047
113.428
577.033
699.508
Tambaú
93.465
71.128
191.621
356.214
Tapiratiba
35.045
36.102
102.138
173.285
Vargem Grande do Sul
32.645
69.617
339.916
442.178
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 26 de 189
Tabela III.6 – % dos PIBsAgrícola, Industrial e de Serviços dos Municípios Mais Próximos a Mococa
Cidade
% PIB Agrícola
% PIB Industrial
% PIB Serviços
Aguaí
23,9462
26,6399
49,41388
Altinópolis
27,3284
6,04353
66,6281
Arceburgo
9,44497
26,2759
64,27913
Cabo Verde
48,7016
5,28862
46,0098
Caconde
8,83163
22,2247
68,94369
Cajuru
13,6079
19,3793
67,0128
Casa Branca
33,2306
8,19757
58,57185
Cassia dos Coqueiros
28,8467
10,141
61,01226
Divinolândia
6,30995
9,39551
84,29453
Guaranésia
20,5152
34,622
44,86279
Guaxupé
5,91457
17,691
76,39444
Itamogi
38,5161
7,08942
54,39447
Jacui
38,0745
7,07972
54,84577
Juruaia
43,0758
8,99029
47,93393
Mococa
6,46323
31,0578
62,47902
Monte Santo de Minas
35,3656
8,37778
56,25667
Muzambinho
26,2192
10,7704
63,0104
Pirassununga
10,7823
28,3044
60,91328
Porto Ferreira
7,21131
34,8027
57,98599
Santa Cruz da Esperança
24,3908
31,7967
43,81248
Santa Cruz das Palmeiras
15,8039
9,25735
74,93877
18,19
21,099
60,71103
Santa Rosa de Viterbo
3,91275
47,3673
48,71998
Santo Antônio da Alegria
35,0807
7,54339
57,37593
São José do Rio Pardo
3,88047
38,8797
57,2398
São Pedro da União
52,4689
4,8069
42,72425
São Sebastião da Grama
15,5541
13,6005
70,84541
São Sebastião do Paraíso
15,2518
20,9429
63,80526
São Simão
26,1503
18,0294
55,82027
São Tomás de Aquino
49,2145
7,37509
43,41039
Serra Azul
17,596
13,7225
68,68148
Serrana
1,29334
16,2154
82,49127
Tambaú
26,2384
19,9678
53,79379
Tapiratiba
20,2239
20,8339
58,94221
Vargem Grande do Sul
7,38277
15,7441
76,87311
Santa Rita do Passa Quatro
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 27 de 189
Tabela III.7 - População, PIB, PIB per capita e IDH dos Municípios da Microrregião de São João da Boa
Vista
Município
População
PIB
PIB per Capita
IDH
Águas da Prata
7.850
192.788.000
24.927,38
0,810 - elevado
Caconde
18.536
222.761.041
11.582,23
0,785 - médio
Casa Branca
28.312
566.634.000
20.111.24
0,810 - elevado
Divinolândia
11.209
158.577.000
13.980,20
0,7881 - médio
Espírito Santo do Pinhal
41.909
670.886.000
15.875,21
0,808 - elevado
Itobi
7.545
67.565.000
8.765,54
0,782 - médio
Mococa
66.303
1.053.970.000
15.337,61
0,809 - elevado
Santo Antônio do Jardim
5.943
78.237.000
13.524,19
0,766 - médio
São João da Boa Vista
83.661
1.608.505.000
19.169,63
0,843 - elevado
São José do Rio Pardo
51.910
1.017.558.000
19.097,96
0,815 - elevado
São Sebastião da Grama
12.100
152.929.000
11.772,84
0,778 - médio
Tambaú
22.410
301.013.000
13.333,90
0,792 - médio
Tapiratiba
12.743
161.548.000
13.159,03
0,792 - médio
Vargem Grande do Sul
39.266
435.659.000
11.125,10
0,802 - elevado
29.264,07
477.759.288,6
13.689,3443
0,798579
Mococa
66.303
1.053.970.000
15.337,61
0,809 - elevado
Diferenças entre Mococa e os Valores
Médios Encontrados
37.039
576.210.711
1.648
0,010421
Média Aritmética dos Municípios
Verificamos que a cidade de Mococa apresenta valores de População, PIB, PIB per Capita e IDH superiores à
da microrregião que se encontra. As maiores discrepância se encontram na População, que é mais do que o
dobro da média dos municípios, e também do Produto Interno Bruto (PIB). Cumpre ressaltar que IDH maior
que 0,793 é considerado “Desenvolvimento Humano Muito Elevado” e assim sendo, como o IDH médio da
região é apenas um pouco menor do que esta cifra (IDHREGIAO DE SÃO JOAO DA BOA VISTA = 0,798579), dizemos que a
região apresenta um IDH elevado.
Pelos dados apresentados, realizamos as seguintes conclusões:

O Setor Agropecuário emprega uma boa parcela da população de Mococa e dos Municípios
Paulistas e Mineiros circunvizinhos e próximos à cidade. O município de Mococa apresenta muito
menos pessoas empregadas no setor agroindustrial do que os municípios localizados em Minas
Gerais, que apresenta grande predominância de empregos neste setor, sendo responsável em
média, por 51,4% (cinqüenta e um vírgula quatro por cento) dos empregos formais;

Por ser a maior cidade da região considerada, a cidade de Mococa tornou-se pólo comercial
regional, justificando assim que existem muito mais pessoas empregadas no comércio do que as
cidades vizinhas consideradas. Curiosamente, este valor de acréscimo nas pessoas ligadas ao
comércio é praticamente idêntico ao decréscimo nos empregos ligados ao setor primário, o que
pode levar a uma inferência de que parte dos antigos trabalhadores rurais foi à cidade e arrumaram
emprego no comércio do município;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 28 de 189

Os municípios vizinhos a Mococa acompanham a distribuição de empregos encontrados na cidade.
Existe, entretanto, uma maior concentração de empregos na agroindústria nos municípios vizinhos
do que em Mococa e, em compensação, uma menor concentração no setor de comércio. Esta
grande importância do setor agroindustrial é uma das características marcantes da Região de
Mococa;

No município de Mococa, o maior percentual de pessoas empregadas com carteira assinada se
encontra no setor de serviços, seguido da indústria e comércio. Estes dois últimos setores estão
praticamente empatados em termos percentuais. Entretanto, devemos enfatizar que as principais
indústrias da cidade são ligadas ao Agronegócio, tais como o “Laticínios Mococa”;

As maiores discrepâncias encontradas na quantidade de indivíduos com carteira assinada entre os
municípios paulistas se encontram nos percentuais relacionados a empregos na agroindústria (51,4
% nos mineiros contra 19,2 % nos paulistas) e nos serviços (24,6% nos mineiros contra 39,6% nos
paulistas). Isto quer dizer que os municípios paulistas são menos voltados a produção agroindustrial
do que os mineiros. Entretanto, analisando os demais dados, percebemos que as cidades paulistas
são mais industrializadas, com comércio e prestação de serviços mais fortes do que as mineiras;
Pelas conclusões apresentadas, verificamos que a proposição do SINTAGRO em Mococa atrairia muitas
empresas, indústrias e organizações ligadas ao setor, justamente porque a região de Mococa é muito forte
no setor de Agronegócio, sejam nos municípios paulistas, sejam nos mineiros.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 29 de 189
Capítulo IV
A CIDADE DE MOCOCA
A cidade de Mococa é um município brasileiro localizado no nordeste do Estado de São Paulo, na latitude
21º28'04" sul e a uma longitude 47º00'17" oeste. Está a uma altitude de 645 m (seiscentos e quarenta e
cinco metros) acima do nível do mar. Territorialmente, é composta por três distritos: a sede, Igaraí e São
Benedito das Areias. Ela está situada a 266 km de São Paulo, 113 km de Ribeirão Preto, 129 km de São
Carlos e 174 km de Campinas, é tradicionalmente conhecida como pólo de produtos alimentícios e
agropecuários, apresentando diversos produtos nacionalmente conhecidos no mercado consumidor. A
economia do município é diversificada, com forte vocação à produção e transformação de produtos
alimentícios e agropecuários, como cana-de-açúcar, laranja e café, até a criação de gado leiteiro, sendo
uma das bacias leiteiras mais importantes do país. Segundo o último censo demográfico, o município possui
66.303 habitantes e um “Produto Interno Bruto” (PIB) de 1.053.970.000 reais, distribuídos em ordem
decrescente em: PIB de Serviços (~62,48%), PIB Industrial (~31,06%) e PIB Agrícola (~6,46%). Possui um PIB
per capita de 15.337,61 reais e os percentuais de distribuição dos empregos formais no município são:
17,8% na agropecuária, 26,6% na indústria, 3,2% na construção civil, 23,5% no comércio e 28,9% em
serviços. O “Índice de Desenvolvimento Humano” (IDH) igual a 0,809, considerado pelos padrões
internacionais como elevado.
Figura IV.1 – Localização Geográfica do Município de Mococa em relação ao Estado de São Paulo. Fonte: Wikipédia. Possui como
municípios limítrofes São José do Rio Pardo, Tapiratiba, Cássia dos Coqueiros, Tambaú, Santa Rosa de Viterbo, Casa
Branca, Arceburgo, Monte Santo de Minas, Guaranésia e Cajuru.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 30 de 189
O Município se encontra no Vale do Rio Pardo e tem ao todo 855 km2 (oitocentos e cinquenta e cinco
quilômetros quadrados) de área, com vegetação mesclada entre Mata Atlântica6 e Cerrado7. Tem, como
atrações turísticas: O Centro Histórico, Diversas Igrejas, Museus e Casa da Cultura. O turismo rural e de
eventos também merece destaque, podendo ser exemplificados o Troféu Chico Piscina e Kim Mollo (ambos
de natação) e a Semana Universitária Mocoquense (SUM). A população de Mococa é de 68.695 segundo o
censo IBGE/2014, distribuída em 1% rural e 99% em urbana. Em termos de distribuição em relação ao sexo,
o município está distribuído em 40% de homens e 60% de mulheres. Em relação a etnia, a população está
distribuída em Branca (85%), Negra (2,1%), Parda (12,7%) e Amarela (0,2%).
O clima de Mococa é o tropical com invernos secos8, com temperatura média anual de 23,1°C. A
precipitação pluviométrica média anual é de 1560,2 mm.Asub-bacia onde se insere Mococa (Rio Canoas) é
a única sem problemas efetivos de disponibilidade hídrica frente às demandas existentes atualmente,
apresentando uma proporção de 3:1 referente às reservas de águas superficiais e subterrâneas. A utilização
dos seus recursos hídricos subterrâneos (sistemas aqüíferos Cristalino e Tubarão) está em torno de 25% da
disponibilidade total. Tal condição requer um conjunto de ações e políticas de uso sustentável dos seus
recursos hídricos, fator que num breve futuro poderá se transformar em reserva de água valiosa e
estratégica para o desenvolvimento econômico e social do município e da região frente aos demais
municípios circunvizinhos. A cidade é abraçada por dois pequenos cursos d'água: o córrego Lambari e o
Ribeirão do Meio, sendo que ambos deságuam no Rio Canoas (o rio que abastece a cidade de água) que por
sua vez deságua no Rio Pardo, que por sua vez, após receber o Mogi-Guaçu deságua no Rio Grande; este,
ao juntar-se com o Rio Paranaíba forma o Rio Paraná.
Tabela IV.1 - Dados climatológicos do Município de Mococa
Mês
Jan
Fev
Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set
Out
Nov
Dez
Ano
Temperatura máxima média (°C) 29,0
30,0
30,0 29,0 26,0 26,0 27,0 29,0 29,0 31,0
30,0
30,0
31,0
Temperatura mínima média (°C) 20,0
20,0
19,0 17,0 14,0 13,0 13,0 14,0 19,0 18,0
19,0
20,0
13,0
Precipitação (mm)
267,1 212,9 188,6 74,8 59,3 33,0 21,5 23,2 67,4 140,5 198,2 273,7 1 560,2
Fonte: UNICAMP - Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas e Wikipédia
O acesso ao município está atrelado principalmente à rodovia Ademar de Barros (SP-340), uma das
principais do estado de São Paulo, com pista duplicada, ligando Mococa aCampinas.
6
Mata Atlântica apresenta uma variedade de formações, engloba um diversificado conjunto de ecossistemas florestais com
estruturas e composições florísticas bastante diferenciadas, acompanhando as características climáticas da região onde ocorre,
tendo como elemento comum a exposição aos ventos úmidos que sopram do oceano. A variabilidade climática ao longo de sua
distribuição é grande, indo desde climas temperados superúmidos no extremo sul a tropical úmido e semi-árido no nordeste. O
relevo acidentado da zona costeira adiciona ainda mais ariabilidade a este ecossistema. Nos vales geralmente as árvores se
desenvolvem muito, formando uma floresta densa. Nas encostas esta floresta é menos densa, devido à freqüente queda de
árvores. Nos topos dos morros geralmente aparecem áreas de campos rupestres. No extremo sul a Mata Atlântica gradualmente se
mescla com a floresta de Araucárias.
7
O Cerrado apresenta fisionomias variadas, indo desde campos limpos desprovidos de vegetação lenhosa a cerradão, uma
formação arbórea densa. Esta região é permeada por matas ciliares e veredas, que acompanham os cursos d'água.
8
Aw na classificação de Köppen, tendo a média das máximas de 28,8°C e a média das mínimas de 16,9°C. O mês mais quente é
outubro, com média das máximas de 31°C e o mês mais frio é junho, com média das mínimas de 13°C. O mês mais chuvoso é
dezembro, com precipitação média de 273,7mm, seguido de perto por janeiro, com 267,1mm e os meses menos chuvosos são
julho e agosto com 21,5 e 23,2mm, respectivamente.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 31 de 189
VISTA AÉREA DA CIDADE DE MOCOCA - SP
Figura IV.2 –Vista aérea do Município de Mococa. A cidade tem apenas dois edifícios altos, pois foi votada uma lei municipal
proibindo a construção de edifícios altos na cidade, principalmente no entorno do Centro, que abriga casarões históricos.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 32 de 189
CASARÕES DE MOCOCA – PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX
Figura IV.3 –O Município de Mococa possui inúmeros casarões originários dos séculos XIX e XX, construídos principalmente no
tempo áureo da cultura cafeeira, onde Mococa prosperou e se tornou uma das cidades mais importantes do Estado de São Paulo. Hoje
a cidade guarda a memória deste tempo áureo e não é difícil encontrar-se vários casarões no casco histórico do centro da cidade.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 33 de 189
CASARÕES DA ORLA DA PRAÇA DA MATRIZ – MOCOCA – SP
Figura IV.4 –No entorno da Praça da Matriz, com a Catedral de São Sebastião, existem inúmeros casarões típicos e ainda em
excelente estado de conservação. Alguns deles são vistos nas fotos acima.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 34 de 189
PRAÇA DA MATRIZ DE SÃO SEBASTIÃO – MOCOCA – SP
Figura IV.5 –Vista da Praça da Matriz, com a Catedral de São Sebastião, situada no coração central da cidade. Na orla da praça, se
encontram inúmeros casarões tradicionais do tempo da cultura do café. A praça central ainda abriga um coreto utilizado em ventos e
datas festivas do município.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 35 de 189
CINE MOCOCA – MOCOCA – SP
Figura IV.6 –Vista Externa e Interna do Cine Mococa, cinema tradicional da década de 50 (cinqüenta) e 60 (sessenta) que, através
de medidas da população local, continua em pleno funcionamento, proporcionando lazer, cultura e informação aos munícipes de
Mococa e região.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 36 de 189
TEATRO MUNICIPAL DE MOCOCA – MOCOCA – SP
Figura IV.7 –Vista Externa e Interna do Teatro Municipal de Mococa, cinema tradicional da década de 20 (vinte) que, através de
medidas da prefeitura municipal, e entidades não governamentais (ONGs) formados por integrantes da população local, reformaram,
restauraram, modernizaram e continua em pleno funcionamento, proporcionando lazer, cultura e informação aos munícipes de
Mococa e região.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 37 de 189
QUADRAS DA CIDADANIA – MOCOCA – SP
Figura IV.8 –Vista Aérea e Panorâmica das Quadras da Cidadania, que é uma seqüência de jardins com brinquedos para jovens,
crianças e adultos, quiosques, áreas verdes, rampas de skate e palco para shows e eventos, localizado próximo ao Campus
Tecnológico de Mococa. Neste local é que se realiza as passarelas do samba no Carnaval, a comemoração do dia 7 (sete) de
setembro, bem como a festa do trabalhador no dia 1º (primeiro) de maio de cada ano.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 38 de 189
Em termos de empresas de médio e grande porte, existem diversas organizações alimentícias instaladas na
região de Mococa, como o “Laticínios Mococa”, a “Cooperativa de Leite de Mococa”, a “Perdigão”, a “Da
Flora” (água mineral, sucos e bebidas em geral), uma unidade da “Nestlé” em São José do Rio Pardo, a
“Cory Alimentos” e a “Nutrimental” em Arceburgo, o “Laticínios Argênzio” em Casa Branca, a “Frangos Rei”
em Cajuru, a Cooxupé (Cooperativa de Café de Guaxupé), em Guaxupé-MG, que é a maior cooperativa de
café do mundo, etc. Empresas de pequeno e médio porte, que também necessitam de profissionais na área
de alimentos são bastante numerosas (mais de 300 na região de Mococa, segundo cadastro de empresa
existente no Google Maps).
O município de Mococa possui, ainda hoje, fazendas que conservam características típicas do começo do
século, constituindo um valioso patrimônio histórico, entre elas: Fazenda Nova, Fazenda Santa Teolinda,
Fazenda Santo Antonio, Fazenda São João, Fazenda São Pedro, Fazenda Serra. A seguir apresentamos
detalhes de algumas destas fazendas históricas:

Fazenda Nova:Em 1833, Diogo Garcia da Cruz veio de Minas Gerais e formou a Fazenda Nova.
Anteriormente, a fazenda pertencia a uma grande área de Sesmaria, chamada “Terras da Alegria,
que, com o decorrer do tempo, foi dividida em várias fazendas menores.A“Casa da Alegria” foi a
primeira construção da região e era a sede da Sesmaria9.Atualmente, a Fazenda Nova possui 200
hectares e sua principal atividade é o turismo rural e a criação de cavalos.

Fazenda Contendas de Baixo: A fazenda Contendas de Baixo foi formada em 1830, pelo Cap.
Antônio Dias Lima, e hoje pertence à família Pereira Lima, em sua 5a geração. Os proprietários
preocupam-se em preservar a história de seus antepassados e da cultura do café e possuem um
grande interesse pelo turismo rural; porém, ainda não desenvolvem essa atividade na fazenda.A
residência principal da fazenda está bem conservada, em estilo colonial e cores rosa e branco. Por
volta do ano 1900, arquitetos franceses fizeram uma ampliação lateral e construíram a varanda da
residência.As principais atividades da fazenda, em suas primeiras gerações, eram criação de gado e
cultivo de café (aproximadamente um milhão de pés). A fazenda ainda possui as áreas onde a
colheita do café era exposta ao sol para secagem e o galpão onde o café era estocado com a
construção original, hoje adaptado para exposição de móveis restaurados.A fazenda possui uma
fábrica de móveis, especialista em recuperar móveis antigos e originais, assim como reproduzi-los
com excelência. A fábrica está sediada em galpão de estrutura de madeira e fechamento em tijolos,
em perfeito estado de conservação.

Fazenda Santa Rita: A Fazenda Santa Rita, possui características coloniais e atividades de turismo
rural, onde três casas de colonos foram adaptadas para receberem turistas.A Usina Hidrelétrica de
Mococa, a primeira da região (situada em Minas Gerais), inaugurada em 18 de novembro de 1905.
Foi construída pelos fazendeiros da época e seus equipamentos originais funcionam até hoje em
perfeitas condições. A energia gerada por essa usina abastece o município de Arceburgo/MG,
vizinho de Mococa.
Em termos de pontos turísticos localizados em áreas urbanas (ou próximos a elas), estão geograficamente
vistas no esquema a seguir.
9
Esta casa está representada em forma de desenho no Brasão de Armas da Cidade de Mococa. Infelizmente esta construção não
existe mais: foi incendiada e, em seu lugar, construiu-se a atual casa da Fazenda Nova.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 39 de 189
Figura IV.9 - Planta da Cidade de Mococa com alguns de seus principais pontos turísticos: 1 – Região bem preservada,
ladeando plantação de limoeiros. 2 – Área já degradada, ao lado da Cohab Nenê Pereira Lima. 4 – Parque de exposições de Mococa,
em que a mata está preservada.5 – Terreno doado por uma indústria próxima ao Córrego Lambari. É utilizado para a seleção de lixo e
em função desta atividade o córrego está sendo contaminado.6 – Parte do Parque São Sebastião onde situa-se um dos seus
mananciais. A área está ocupada por um posseiro que embora esteja no local de maneira irregular auxilia em sua conservação.7 –
Extensão do Parque São Sebastião, inserida em um condomínio de alto padrão e fechada pelos moradores. É formado basicamente
por essências nativas. Foram plantadas algumas palmeiras pelos próprios moradores e existe a intenção de fazer uma trilha dentro do
parque.8 e 9 – Entrada da cidade de Mococa, hoje região considerada árida, em que a administração pública propôs desenvolver um
espaço para lazer que não foi implementado, mas que é passível de arborização.10 – Parque São Francisco de Assis, visto a partir da
Igreja São Francisco de Assis.11 – Sede da Fazenda Nova.12 – Córrego Santa Elisa, não canalizado, com área de mata preservada
pelos proprietários das chácaras que estão à sua volta. 13 e 14 – Área ocupada com autorização da prefeitura e que está sendo
cercada. Existe a pretensão de desenvolver o cultivo de arroz e a criação de bovinos pelo ocupante.15 – Trecho canalizado do
Córrego Santa Elisa, situado em área urbana.16 e 17 – Área verde onde existem indústrias, as quais procuram manter o cultivo de
plantas criando bosques em seus arredores.18 – Vista da estrada para Parque São Domingos.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 40 de 189
Breve Histórico dos Primórdios do Município de Mococa
O Início da Ocupação das Terras:
As terras, que hoje constituem o município de Mococa, provêm de fazendas e sítios formados por
povoadores mineiros, cujos primeiros núcleos populacionais na região do nordeste paulista banhada pela
bacia do Rio Pardo datam da primeira metade do século XVIII. Entretanto, foi somente no início do século
XIX é que começaram a conquista do território, com a presença de sesmeiros e posseiros.Em 1820 o
sertanista Urias Emídio Nogueira de Barros tomou posse de uma grande área, a qual denominou “Sesmaria
da Zabelônia”, que cobria grande parte de Mococa. Esta área, pouco tempo depois, foi vendida para D.
Thomaz de Molina e passou a se chamar “Alegria”, ocupando as áreas das fazendas da Serra, Boiada,
Limeira, Alegria, Três Barras, Sant’ana da Serra, Mato Seco, Manteiga, Vendinha e Borda da Mata (todas
localizadas no município de Mococa).
A partir de 1822, com a abolição da concessão de terras através das Cartas das Sesmarias dá o início às
conquistas de terra através do sistema de posses. Através deste sistema, a partir daquele mesmo ano,
iniciaram-se a ocupação das terras e estabelecimento de grandes fazendas:

1822 – José Cristóvão de Lima estabeleceu-se na região que passou a se chamar “Água Limpa”.

1833 – Diogo Garcia da Cruz estabeleceu-se nas Terras da Alegria.


1835 – Antônio José Gomes estabeleceu-se na região do Ribeirão do Meio. Joaquim Custódio Dias
formou a Fazenda Laje (divisa com Água Limpa).
A partir de 1840 – início da formação da Fazenda Santa Teresa, Fazenda Boa Vista, Fazenda
Cachoeira, Fazenda da Prata, Fazenda da Pedra Branca e Fazenda Ressaca.
Os primórdios da Fundação da Cidade de Mococa:
Os primórdios da fundação de Mococa ocorreu em 1841, com o nascimento do povoado de São Sebastião
da Boa Vista, situado entre as terras da Água Limpa e da Alegria, delineando o contorno do futuro
município de Mococa. Durante toda a primeira metade do século XIX, houve a conquista da quase
totalidade dos lotes compreendidos entre o Rio Pardo e o Rio Grande, que durante muito tempo
permaneceram indivisos. Em 1844, houve a plantação dos primeiros pés de café do município de Mococa,
na Fazenda Água Limpa e formaram-se as primeiras fazendas com produção de café. Entre 1890 a 1895
houve o apogeu do café em Mococa, com grande movimentação agrícola em torno do café, enriquecendo
Mococa. A fazenda de café não foi uma instituição meramente econômica, mas, sobretudo, um traço
cultural na estrutura social da cidade.Paralelamente ao café, e já a partir da segunda metade do século XIX,
foi promulgada a Lei das Terras, obrigando a demarcação judicial das posses, com a divisão das terras
através dos Processos de Divisão e Demarcação.
Com a libertação dos escravos após 1888 e durante toda a fase áurea do café, as fazendas de Mococa
receberam um grande contingente de trabalhadores imigrantes, principalmente italianos. A imigração
diminuiu de intensidade apenas depois de 1929, com a crise de superprodução do café, iniciando-se, então,
a cultura do algodão, que foi o fator de estabilização financeira de Mococa.Entre1945 a 1952, houve a
produção máxima de algodão, juntamente com a produção do café.A partir de 1953, houve o declínio da
cultura do algodão e revalorização do café. Outras culturas também foram introduzidos como milho, arroz,
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 41 de 189
feijão, batata, laranja e cana-de-açúcar, paralelo à atividade de pecuária.Atualmente, Mococa produz
principalmente cana-de-açúcar, laranja, arroz, milho, feijão e soja.
Conforme já mencionado anteriormente, o município de Mococa possui, ainda hoje, fazendas que
conservam características típicas do começo do século, constituindo um valioso patrimônio histórico, entre
elas: Fazenda Nova, Fazenda Santa Teolinda, Fazenda Santo Antonio, Fazenda São João, Fazenda São Pedro,
Fazenda Serra.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 42 de 189
Capítulo V
INFRA-ESTRUTURADE ACOMODAÇÃO E SUPORTE DISPONÍVEL NO
MUNICÍPIO PARA O EVENTO
A título de esclarecimento inicial, a Infra-Estrutura de Acomodação e Suporte disponível no Município para
a Realização do SINTAGRO neste projeto estará restrita à Rede Hoteleira e a Gastronômica. Em termos de
espaços próprios para a realização de palestras, mesas redondas e demais eventos, existem no município o
Teatro Municipal, o Anfiteatro da Etec “João Baptista de Lima Figueiredo”, da Escola “Maria Imaculada”,
bem como laboratórios de informática e salas na Faculdade de Tecnologia de Mococa. Assim sendo,
apresentamos uma relação dos hotéis e restaurantes mais relevantes, com algumas informações
consideradas úteis aos futuros participantes do evento.
REDE HOTELEIRA DE MOCOCA E REGIÃO
PALACE HOTEL MOCOCA
Endereço: Rua Quinze de Novembro, 433, Mococa - SP, 13730-020
Telefone: (19) 3656-2657Site:Não tem.
Acomodações: 40 apartamentos com ventilador de teto e TV. O hotel acomoda 80 pessoas, 2 por apartamento.
Informações Adicionais: Sala de Conferencia para 45 pessoas.
PLAZA HOTEL MOCOCA – Hotel dos Viajantes
Endereço:Rua Barão de Monte Santo, 794, Mococa - SP, 13730-230
Telefone: (19) 3656-0103 / 3656-7525Site: www.plazahotelmococa.com.br
Email: [email protected]
Acomodações: 75 apartamentos, divididos em 3 tipos: com ventilador de teto, com ar condicionado e com
ar condicionado e frigobar.
Informações Adicionais: Sala de Conferência para 80 (oitenta) pessoas. Para o torneio de natação Chico
Piscina já acomodaram 150. Dependendo da disposição das pessoas (se são casadas, solteiras, etc.)
poderiam até colocar 3 por quartos totalizando 225 (3 x 75).
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 43 de 189
Figura V.1 – Fotos do Hotel Plaza Mococa (Hotel dos Viajantes), situado na Rua Barão de Monte Santo, 794, Mococa - SP, 13730230. Fachada do Hotel, Recepção e Local onde é servido o Café da Manhã.Fonte: Site do Hotel.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 44 de 189
Figura V.2 – Mais Fotos do Hotel Plaza Mococa (Hotel dos Viajantes), situado na Rua Barão de Monte Santo, 794, Mococa - SP,
13730-230. Aposentos e Área de Lazer com churrasqueira e piscina.Fonte: Site do Hotel.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 45 de 189
HOTEL DANI - MOCOCA
Endereço:Rua Dr. Gentil Ferreira da Silva, 89, Mococa - SP, 13733-340
Telefone: (19) 3656-5443 / (FAX) 3665 –2905Site:http://hoteldani.com.br/
Acomodações: 40 apartamentos que acomodam duas pessoas (quartos com 1 cama de casal ou 2 camas de
solteiro). 20 dos apartamentos dispõe de ar condicionado e 18 de ventiladores de teto, apenas 3
apartamentos não contam com frigobar.
Informações Adicionais: Salão para 70 pessoas. O hotel passa por reformas, alguns quartos estão no novo
modelo do hotel e alguns ainda estão no padrão antigo. É oferecido café da manhã aos hóspedes do hotel.
Existem apartamentos mais luxuosos como o Master e a Suíte Master e outros mais simples.
Figura V.3 – Fotos do Hotel Dani Mococa, localizado na Rua Dr. Gentil Ferreira da Silva, 89, Mococa - SP, 13733-340. Fotos da
Recepção, parte externa e aposentos.Fonte: Site do Hotel.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 46 de 189
LETOH HOTEL - MOCOCA
Endereço:Rua José Ermiro de Moraes, 719, Mococa - SP, 13738-300
Telefone: (19) 3656-0704 / 3666-5330Site: www.hotelletoh.com.br
Acomodações: 28 apartamentos com ar, frigobar e internet. Os quartos podem ter 1 cama de sala, 2 de solteiro, 1 de
casal e 1 de solteiro , 3 de solteiro.
Informações Adicionais:Café da manha incluso. Aceitam reservas para grupos e confraternizações. Hotel próximo à
Fatec Mococa, possibilitando o participante do SINTAGRO ir e vir a pé.
Figura V.4 – Fotos do Hotel Letoh localizado na Rua José Ermiro de Moraes, 719, Mococa. Fotos da Fachada do Hotel, piscina e
aposentos.Fonte: Site do Hotel.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 47 de 189
Figura V.5–OutrasFotos do Hotel Letoh localizado na Rua José Ermiro de Moraes, 719, Mococa. Fotos da Fachada do Hotel, piscina
e aposentos.Fonte: Site do Hotel.
HOTEL RAFENNA - MOCOCA
Endereço:Rua Estados Unidos 580, Jardim Lavínia, Mococa – SP, 13738-210
Telefone: (19) 3665-4610Site: www.hotelrafenna.com.brEmail: [email protected]
Acomodações: 34 apartamentos que podem ser duplo, triplo ou quádruplos acomodando no total 75 pessoas.
Metade dos quartos dispõe de ar condicionado e metade de ventiladores de teto.
Informações Adicionais:Café da manha incluso. Hotel próximo à Fatec Mococa, possibilitando o participante do
SINTAGRO ir e vir a pé.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 48 de 189
Figura V.6 – Fotos do Hotel Rafenna localizado na Rua Estados Unidos 580, Jardim Lavínia, Mococa. Fotos da Fachada do Hotel,
piscina e aposentos.Fonte: Site do Hotel.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 49 de 189
HOTEL FAZENDA BURACÃO - MOCOCA
Endereço:Rodovia Abraão Assed - SP 338 mococa - cajuru, km 271,5
Telefone: (19)3656-1313 / Residência: (19)3665-3893 / Fazenda: Finais de Semana (19)3678-1190
Site:www.fazendaburacao.com.br
Acomodações: O Hotelacomoda 60 pessoas. São 20 apartamentos que acomodam 2,3,4 ou até 5 pessoas, dispõe de
ventilador de teto.
Informações Adicionais:O Hotel possui infra-estrutura para turismo rural, o terreno também possui uma falha
geológica muito interessante cujos hóspedes podem fazer caminhada. Comida de Fazenda. Café da Manhã incluso.
Figura V.7 – Fotos do Hotel Fazenda Buracão, situado na Rodovia Abraão Assed - SP 338 mococa - cajuru, km 271,5, Mococa.
Fotos da Fachada do Hotel, piscina.Fonte: Site do Hotel.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 50 de 189
Figura V.8–OutrasFotos do Hotel Fazenda Buracão, situado na Rodovia Abraão Assed - SP 338 mococa - cajuru, km 271,5,
Mococa. Fotos do Turismo Rural e dos Aposentos do Hotel.Fonte: Site do Hotel.
HOTEL FAZENDA SANTO ANTÔNIO - MOCOCA
Endereço: Estrada Vicinal Mococa – Igaraí, km 23.Telefone: (19)3695 4107 / Renata – Hotel Fazenda –
[email protected] / João Neto – Agrofloresta e café – [email protected] / Maria Luiza – Visitas e
estagios –[email protected]
Site: http://hotelfazendasantoantonio.blogspot.com.br/
Acomodações: O Hoteltem6 quartos e uma vila com dois quartos, tudo decorado com o bom gosto da família, fazendo
com que seus hospedes se sintam em casa e muito bem acomodados..
Informações Adicionais:A comida feita no fogão a lenha com os produtos das hortas e da agrofloresta é uma delicia,
sem contar com o café florestal que é aclamado mundialmente pelo sabor e a consistenciaaveludada.A Fazenda ainda
oferece passeios pela propriedade, piscina com água de mina, cachoeira, degustação de café, aula de culinaria,
cavalgadas, projetos sociais e de preservação da natureza.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 51 de 189
Figura V.9 – Fotos do Hotel Fazenda Santo Antônio, situado na Estrada Vicinal Igaraí - Mococa, km 23, Mococa. Fotos da Fachada
e dos Aposentos do Hotel.Fonte: Site do Hotel.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 52 de 189
Figura V.10–OutrasFotos do Hotel Fazenda Santo Antônio, situado na Estrada Vicinal Igaraí - Mococa, km 23, Mococa. Fotos da
Varanda e Saguão do Hotel.Fonte: Site do Hotel.
HOTEL DAVID (ARCEBURGO – MG) – Distância de 15,8 km de Mococa
Endereço: Rua Presidente Getúlio Vargas, 673, Arceburgo - MG, 37820-000
Telefone: (35) 3556-1213Site: Não Tem.
Acomodações: Hotel, com suítes amplas, novas, com TV, ventilador de teto, ótimo café da manhã.
Informações Adicionais:Cidade Vizinha a Mococa e de rápido e fácil acesso. O preço pode ser atrativo. A cidade é
sossegada.
Figura V.11 – Fotos do Hotel David, situado na Rua Presidente Getúlio Vargas, 673, Arceburgo. Fotos da Fachada do Hotel. Fonte:
Prefeitura Municipal de Arceburgo – MG.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 53 de 189
HOTEL BRASIL (SÃO JOSÉ DO RIO PARDO) – Distância de 22,1 km de Mococa
Endereço: Rua Ananias Barbosa, 97 – Centro – São José do Rio Pardo
Telefone: (19) 3608-4691Site: www.hotelerestaurantebrasil.com.br
Acomodações: Acomoda 50 pessoas. 31 quartos sendo single, duplo, triplo ou quádruplo. Todos os quartos
têm ventilador de parede e alguns têm frigobar.TV, Internet wi-fi e a cabo(em alguns quartos). Café da
manha incluso.
Informações Adicionais:Serviço de lavanderia.Garagem no próprio hotel.
Figura V.12 – Fotos do Hotel Brasil situado na Rua Ananias Barbosa, 97 – Centro – São José do Rio Pardo. Fotos da Fachada do
Hotel, aposentos e salão do café da manhã. Fonte: Site do Hotel.
MILLENIUM HOTEL (SÃO JOSÉ DO RIO PARDO) – Distância de 22,1 km de Mococa
Endereço: Rua José Maldonado Peres, 444 - Parque Beira Rio - São José do Rio Pardo - SP - CEP 13720-000
Telefone: (19) 3681-2220 / 3681-2218 / 3681-2219 / 99148-4103Site: www.millenniumhotel.com.br
Acomodações: 33 apartamentos ente eles a opção Flat que conta com uma pequena cozinha com microondas e outros pequenos eletrodomésticos. Apartamentos padrão luxo com ar condicionado e ventilador,
frigobar, poltrona de leitura, secador de cabelo no banheiro
Informações Adicionais: Café da manha incluso porém não dispõe de serviço para outras refeições ao
longo do dia.Email: [email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 54 de 189
Figura V.13 – Fotos do Millenium Hotel situado na Rua José Maldonado Peres, 444 - Parque Beira Rio – São José do Rio Pardo.
Fotos da Fachada do Hotel e área verde. Fonte: Site do Hotel.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 55 de 189
Figura V.14 –OutrasFotos do Millenium Hotel situado na Rua José Maldonado Peres, 444 - Parque Beira Rio – São José do Rio
Pardo. Fotos dos Aposentos e Salão de Festa. Fonte: Site do Hotel.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 56 de 189
HOTELPAULISTA(SÃO JOSÉ DO RIO PARDO) – Distância de 22,1 km de Mococa
Endereço: Rua Dr. João Gabriel Ribeiro 413, Centro, São José do Rio Pardo
Telefone: (19) 3608 – 4971 / Fax : (19)3681-6759Site: http://www.hotelpaulistariopardo.com.br/
Acomodações: 15 apartamentos. Acomodam até 45 pessoas. Quartos single, duplos ou triplos, apenas com
ventilador de teto. Inclui café da manhã, internet sem fio, TV a cabo(2 canais) e garagem sob reserva.
Informações Adicionais: Café da manhã incluso. O hotel possui Garagem, internet wifi.
Figura V.15 – Fotos do Hotel Paulista situado na Rua Dr. João Gabriel Ribeiro 413, Centro – São José do Rio Pardo. Fotos da
Fachada do Hotel e dos Aposentos. Fonte: Site do Hotel.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 57 de 189
Figura V.16–OutrasFotos do Hotel Paulista situado na Rua Dr. João Gabriel Ribeiro 413, Centro – São José do Rio Pardo. Fotos dos
Aposentos. Fonte: Site do Hotel.
MAGA PLAZA HOTEL(SÃO JOSÉ DO RIO PARDO) – Distância de 22,1 km de Mococa
Endereço: Rua Francisquinho Dias, 544, São José do Rio Pardo
Telefone: (19) 3608-3637 ou (fax) 3608-5400Site: www.magaplazahotel.com.br
Acomodações: 42 apartamentos. Acomodam até 3 pessoas por apartamento. Quartos com frigobar, ar
condicionado e ventilador, equipados com TV. Serviço de Lavanderia.
Informações Adicionais: Café da manhã incluso. O hotel possui Garagem, internet wifi.Email:[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 58 de 189
Figura V.17 –Fotos do Maga Plaza Hotel situado na Rua Francisquinho Dias, 544, Centro – São José do Rio Pardo. Fotos da
Fachada do Hotel e do Salão do Café da Manhã. Fonte: Site do Hotel.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 59 de 189
Figura V.18 – Outras Fotos do Maga Plaza Hotel situado na Rua Francisquinho Dias, 544, Centro – São José do Rio Pardo. Fotos do
Bar e dos Aposentos. Fonte: Site do Hotel.
HOTEL FAZENDA PORTAL DOS LAGOS(SÃO JOSÉ DO RIO PARDO) – Distância de 22,1 km de Mococa
Endereço: Estrada Municipal Venerando Redentor, km 8 – CEP 13720-000
Telefone: (19) 3608-2902 / 3684-1999Site: Não tem.
Acomodações: 36 apartamentos. Quartos com frigobar, ar condicionado e ventilador.
Informações Adicionais: Café da manhã incluso. O hotel possui Garagem, internet wifi.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 60 de 189
Figura V.19–Fotos do Hotel Fazenda Portal dos Lagos situado na Estrada Municipal Venerando Redentor, km 8 – São José do Rio
Pardo. Fotos do Bar e dos Aposentos. Fonte: O Jornalzinho – São José do Rio Pardo
Existem outros hotéis e pousadas em cidades um pouco mais distantes como Casa Branca, Cajuru, Tapiratiba, Monte
Santo de Minas, Cássia dos Coqueiros, Guaxupé e outros. Entretanto, acreditamos que os hotéis acima listados são
suficientes para acomodarem todos os participantes do evento.
ESTABELECIMENTOS GASTRONÔMICOS DE MOCOCA
Por ser uma cidade de porte médio, não é difícil encontrar estabelecimentos para realizar uma refeição. Próximo a
Fatec existem bons restaurantes e churrascaria, as quais supririam a necessidade dos participantes do evento. Além
disso, o centro da cidade não é tão distante, o que ainda facilita encontrar outras opções para se alimentar. Mesmo
assim, a seguir apresentamos uma relação de bares, restaurantes, pizzarias, pesqueiros, lanchonetes e outros
estabelecimentos que servem petiscos, refeições em geral. Estão divididos em classes para melhor situar o
participante do evento. Existem outros estabelecimentos não listados e que igualmente poderão ser visitados.
RESTAURANTES A LA CARTE OU SELF-SERVICE:

RESTAURANTE PIERIM
Endereço: Avenida Monsenhor Demosthenes Paraná Brasil S/N – Jardim Lavínia – Tel.: (19) 3665-3036
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 61 de 189
Informações Adicionais: O restaurante se encontra dentro do supermercado Pierim. Este supermercado é
muito próximo ao campus tecnológico de Mococa. Oferece comida por quilo, com ambiente climatizado.
Somente almoço.

RESTAURANTE FRIGIDEIRA´S
Endereço: Avenida Dr. Américo Pereira Lima, 110 – Jardim Morro Azul - Mococa, SP – Tel.: (19) 3656-4696
Informações Adicionais: O restaurante se encontra anexo ao Supermercado Sempre Vale. Este supermercado
é próximo ao campus tecnológico de Mococa, porém mais longe do que o Restaurante Pierim. Oferece
comida por quilo e também preço único a vontade por pessoa. Somente almoço.

RESTAURANTE/CHURRASCARIA SALADA GRILL
Endereço: Av. Dr. Américo Pereira lima, 50 – Jardim Morro Azul – Tel.: (19) 3665-3590
Informações Adicionais: O restaurante se encontra anexo ao Boulevard Morro Azul. É próximo ao campus
tecnológico de Mococa, porém mais longe do que o Restaurante Pierim. Oferece comida por quilo com
churrasco. Ambiente requintado e climatizado. Somente almoço.

RESTAURANTE AVENIDA
Endereço: Avenida Dr. Américo Pereira Lima, 30 – Jardim Lavínia – Tel.: (19) 3665-1744
Informações Adicionais: O restaurante se encontra anexo ao Sempre Vale. É próximo ao campus tecnológico
de Mococa, porém mais longe do que o Restaurante Pierim. Oferece comida por quilo e opção de preço único
a vontade. Almoço e Jantar.

RESTAURANTE MANUELA
Endereço:Rua Gabriel Pinheiro– Centro – Mococa– Tel.: (19) 3656-7167

RESTAURANTE SKINA BEER
Endereço:Rua Coronel Diogo, 1345 - Centro - Mococa, SP – Tel.: (19) 3665-6247

CHURRASCARIA ESPETO NA BRASA GRILL
Endereço: Floriano Peixoto, 222 – Centro – Tel.: (19) 3665-4432
GASTRONOMIA INTERNACIONAL:

RESTAURANTE ARABIAN
Endereço: Coronel Diogo, 1564 – Centro – Tel.: (19) 3656-0621
Informações Adicionais: Casa especializada em comida árabe. Só abre no jantar.

RESTAURANTE HASHI
Endereço: Rua Riachuelo, 948 – Centro– Tel.: (19) 3656-3877
Informações Adicionais: Casa especializada em cozinha oriental. Só abre no jantar.

MOMO ESTAÇÃO GASTRONÔMICA
Endereço: Rua Riachuelo, 995 – Centro – 13730-070 – Mococa – SP – Tel.: (19) 3656-2612
Informações Adicionais: Casa especializada em cozinha francesa. Só abre no jantar.

LA SANTA GULA
Endereço:Rua Gabriel Pinheiro, 70 – Mococa–Tel.:(19) 3665-6958
Informações Adicionais: Casa especializada em comidamexicana.Só abre no jantar.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 62 de 189
Figura V.20 – (acima) Morro Azul Boulevard Mococa (foto disponível em https://lh4.googleusercontent.com/iUPFRbhDBug/UV9ZxwjtVeI/AAAAAAAAFRQ/d8NFU1bKoK8/w1095-h519/Sem%2Bt%25C3%25ADtulo.png)
(abaixo)
Interior do Restaurante Mirabile (foto disponível em https://plus.google.com/105873693739035232048/about?gl=br&hl=ptBR&pid=5987476187408408466&oid=111861249089605705973)
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 63 de 189
Figura V.21 – (acima) Fachada do Subway Mococa (foto disponível em www.tripadvisor.com.br). (abaixo) Fachada do Sfiha´s
Comida Árabe (foto disponível em andrebernardesarquitetura.blogspot.com)
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 64 de 189
Figura V.22 – (acima) Interior do “Peixe Frito Mococa” (foto disponível em leoproducoesmoc.com.br). (Abaixo) Fachada e Interior
do Momo Estação Gastronômica (foto disponível em momorestaurante.com)
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 65 de 189
Figura V.23 – (acima)Fachada do Koi Comida Oriental (foto disponível em tanoballaio.com.br) (abaixo)Ambiente externo do La
Santa
Gula
(foto
disponível
em
https://www.facebook.com/restaurantelasantagula/photos/pb.399558333512104.2207520000.1424813921./585249638276305/?type=3&theater)
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti

Página 66 de 189
KOI COMIDA ORIENTAL
Endereço:Rua Capitão José Gomes, 265 – Mococa– Tel.:(19) 3656-0014
Informações Adicionais: Casa especializada em comida japonesa.Só abre no jantar.

SFIHAF ESFIHARIA E CHOPERIA
Endereço: Av. José Vieira Barreto Jr, 329, Jardim Morro Azul - Mococa – SP– Tel.: (19) 3656-6576
Informações Adicionais: Casa especializada em comida árabe.

CASA DA LASANHA
Endereço:RuaCoronel Diogo, 1244 – Centro –Tel.: (19) 3665-8264
Informações Adicionais:Tratoria. Só abre no jantar.
PIZZARIAS:

PIZZARIA ZIPITTUS
Endereço:RuaJoãoBrisiguelo, 527 – Centro – Tel.: (19) 3656-0399
Informações Adicionais: É a pizzaria mais tradicional da cidade. Pizzas assadas a forno a lenha. Ambiente
agradável e aconchegante. Só abre no jantar.

TUBA PIZZARIA
Endereço: Av. José Vieira Barreto Jr., 378, Mococa – SP– Tel.: (19) 3665-6880
Informações Adicionais: Serve pizzas e esfihas. Forno a lenha. Só abre jantar.
BARES& CASAS NOTURNAS:

MORRO AZUL BOULEVARD
Endereço:Avenida Américo Pereira Lima, 61 – Jardim Lavínia – Mococa - 13736-260 – Tel.: (19) 3656-1819
Informações Adicionais:O local abriga uma choperia, uma pizzaria, uma casa de sucos e pastelaria. Tem show
ao vivo toda quinta-feira.

SANTO BOTECO
Endereço: Rua Riachuelo, 948 – Centro – Tel.: (19)3665-1860
Informações Adicionais: Comida de Boteco, porções variadas.

PEIXE FRITO MOCOCA
Endereço: Avenida Governador Pedro de Toledo, 203 – Aparecida – Mococa – Tel.: (19)
Informações Adicionais: Pratos e Porções a base de Peixe, Sushi e Comida Oriental, Porções em Geral.

MIRABILE RESTAURANTE
Endereço: Rua XV de Novembro, 516 – Centro – Mococa – Tel.: (19)3656-4910
Informações Adicionais: Restaurante de Massas e Molhos Caseiros.

RESTAURANTE SUBWAY MOCOCA
Endereço: Rua Coronel Diogo, 1114 – Mococa
Informações Adicionais: Franquia especializada em lanches. Tem também cookies e acompanhamentos fastfood.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti

Página 67 de 189
CARPE DIEM NIGHT CLUB
Endereço: Avenida João Baptista de Lima Figueiredo, 2707 – Mococa – Tel.:(19)3665-6533
Informações Adicionais:Casa Noturna com shows ao vivo e também música eletrônica. Serve pratos e
porções variadas.

HANGAR 7
Endereço:Rua Coronel Diogo, 1719 – Mococa – Tel.:(19)3666-2361
Informações Adicionais:Casa Noturna com shows ao vivo e também música eletrônica. Serve pratos e
porções variadas.
CASA DE LANCHES:

LANCHONETE “MATAGULA”
Endereço:Av. Carmo Taliberti, 368 – Centro – Tel.: (19) 3665-2993
Informações Adicionais: Lanches em Geral. Só abre jantar.

LANCHONETE “NOCÃO”
Endereço:Av. João Batista de Lima Figueiredo, 2148 – Centro – Tel.: (19) 3656-0415
Informações Adicionais: Lanches em Geral. Só abre jantar.
PESQUEIROS:

PESQUEIRO DO ZÉ CORREA
Endereço:Estrada Velha Mococa a Cajuru, km 1,2- Mococa – SP– Tel.: (19) 3656-5461
Informações Adicionais: Pesque-Pague. Serve Porções e Pratos a base de Peixe de Água Doce.

PESQUEIRO DO HANS
Endereço:Estrada Vicinal Mococa a São José do Rio Pardo, km 1,2- Mococa – SP– Tel.: (19) 3665-1693
Informações Adicionais: Pesque-Pague. Serve Porções e Pratos a base de Peixe de Água Doce.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 68 de 189
Capítulo VI
HORÁRIOS REGULARES DE ÔNIBUS A MOCOCA
O Município de Mococa está localizado na Mesorregião de Campinas, pertencente a Microrregião de São
João da Boa Vista, no Nordeste do Estado de São Paulo, fazendo divisa com o Estado de Minas Gerais.
Figura VI.1 – Localização da cidade de Mococa em relação às principais cidades do Centro-Norte do Estado de São Paulo e Sul de
Minas Gerais.
Restringindo-se nosso estudo para as cidades com maior número de habitantes da região do entorno de
Mococa, bem como cidades de grande porte do Estado de São Paulo, verificamos que apenas duas
empresas possuem linhas regulares destas cidades a Mococa e vice-versa: A Empresa Nasser e a Empresa
Rápido D´Oeste. Ambas empresas operam linhas na região, tanto intermunicipais quanto interestaduais.
Destas, a empresa com mais linhas é a Viação Nasser, que é uma empresa mocoquense10.
10
Viação Nasser – Rua José Oletto, 1123 – Mococa – SP – CEP 13739-070. Site: www.viacaonasser.com.br e telefone:
19-3656-0466.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 69 de 189
Figura VI.2 – Õnibus Interurbano da Viação Nasser (acima) e Rápido D´Oeste 11 (abaixo). Fotos disponíveis no site das empresas.
Vamos agora considerar as linhas intermunicipais oferecidas por ambas as empresas. Serão apresentados
os horários de saída e chegada, bem como a empresa que a oferece. Dependendo da cidade, existem
horários que se modificam ao longo da semana ou que são oferecidos apenas em alguns dias.Se encontram
tabeladas as principais cidades da região que poderiam interessar um eventual participante do SINTAGRO.
As informações coletadas foram compiladas e estão disponíveis em http://www.temonibus.com/passagemonibus/casa-branca-sp-x-mococa-mg/04-03-2015, podendo sofrer alterações sem aviso prévio.
11
Viação Rápido D´Oeste - http://www.rapidodoeste.com.br/index.asp
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 70 de 189
Tabela VI.1 – Horários de Ônibus Interurbano das Principais Cidades a Mococa
(sujeito a alterações, segundo a companhia de transporte interurbano)
Linha Intermunicipal: Campinas – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
08:00 h
11:20 h
Todos os Dias, exceto Quinta e Domingo
Nasser
08:30 h
11:40 h
Domingo
Nasser
11:30 h
14:45 h
Todos os Dias, exceto Quinta e Domingo
Nasser
13:40 h
16:40 h
Todos os Dias, exceto Quinta
Nasser
17:10 h
20:20 h
Todos os Dias
Nasser
18:15 h
21:10 h
Todos os Dias
Nasser
20:00 h
23:00 h
Sexta
Nasser
20:15 h
23:00 h
Todos os Dias, exceto Sexta
Nasser
23:20 h
01:30 h
Sexta
Nasser
Linha Intermunicipal: Mococa – Campinas
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
01:10 h
03:50 h
Segunda e Terça
Nasser
01:15 h
04:05 h
Quarta, Sexta, Sábado e Domingo
Nasser
04:45 h
07:45 h
Todos os Dias, exceto Quinta e Domingo
Nasser
07:10 h
10:05 h
Todos os Dias, exceto Quarta e Quinta
Nasser
07:15 h
10:35 h
Quarta
Nasser
12:20 h
15:30 h
Todos os Dias, exceto Quinta
Nasser
13:20 h
16:25 h
Domingo
Nasser
18:00 h
21:00 h
Todos os Dias
Nasser
Linha Intermunicipal:Casa Branca – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
00:20 h
01:00 h
Quarta
Nasser
01:10 h
02:30 h
Sábado
Nasser
01:25 h
02:00 h
Quarta
Nasser
06:15 h
07:05 h
Todos os Dias, exceto Quinta e Sexta
Nasser
09:40 h
10:30 h
Todos os Dias, exceto Quinta e Domingo
Nasser
10:15 h
11:20 h
Todos os Dias, exceto Quinta e Domingo
Nasser
10:40 h
11:45 h
Domingo
Nasser
14:05 h
14:45 h
Todos os Dias, exceto Domingo
Nasser
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 71 de 189
Linha Intermunicipal:Casa Branca – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
15:00 h
15:50 h
Todos os Dias
Rápido D´Oeste
16:00 h
16:40 h
Todos os Dias
Nasser
19:30 h
20:20 h
Todos os Dias
Nasser
20:15 h
21:10 h
Todos os Dias
Nasser
22:15 h
23:00 h
Todos os Dias
Nasser
Linha Intermunicipal:Mococa– Casa Branca
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
01:10 h
01:50 h
Segunda
Nasser
01:15 h
02:00 h
Todos os Dias
Nasser
04:45 h
05:20 h
Todos os Dias, exceto Domingo
Nasser
05:15 h
06:00 h
Todos os Dias
Rápido D´Oeste
07:10 h
07:50 h
Sex,Sab,seg,ter
Nasser
07:15 h
07:55 h
Segunda
Nasser
12:20 h
13:00 h
Todos os Dias, exceto Sábado
Nasser
12:25 h
13:05 h
Segunda e Sábado
Nasser
13:20 h
14:00 h
Domingo
Nasser
13:25 h
14:05 h
Domingo
Nasser
15:05 h
15:45 h
Todos os Dias
Nasser
17:15 h
17:55 h
Todos os Dias, exceto Quinta e Sexta
Nasser
18:00 h
18:40 h
Todos os Dias
Nasser
18:05 h
18:40 h
Domingo
Nasser
18:10 h
18:50 h
Domingo
Nasser
Linha Intermunicipal: Guaxupé – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
05:30 h
07:10 h
Todos os Dias
Nasser
05:35 h
07:15 h
Segunda e Quarta
Nasser
07:45 h
09:10 h
Todos os Dias exceto Domingo
Nasser
09:30 h
11:10 h
Todos os Dias
Nasser
12:00 h
13:20 h
Domingo
Nasser
13:00 h
14:30 h
Todos os Dias
Nasser
13:01 h
14:31 h
Todos os Dias exceto Sábados e Domingos
Nasser
14:45 h
16:05 h
Todos os Dias exceto Domingo
Nasser
16:30 h
18:00 h
Todos os Dias
Nasser
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 72 de 189
Linha Intermunicipal: Guaxupé – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
18:10 h
19:05 h
Domingo
Nasser
18:45 h
20:15 h
Todos os Dias
Nasser
Linha Intermunicipal: Mococa – Guaxupé
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
00:50 h
02:00 h
Quarta
Nasser
05:15 h
06:20 h
Segunda, Terça, Quarta
Nasser
07:15 h
08:35 h
Todos os dias
Nasser
09:20 h
10:30 h
Todos os Dias, menos Domingo
Nasser
11:20 h
12:40 h
Todos os Dias, menos Domingo
Nasser
11:40 h
13:10 h
Domingo
Nasser
12:30 h
14:00 h
Todos os Dias, menos Domingo
Nasser
15:15 h
16:25 h
Todos os Dias
Nasser
16:40 h
18:15 h
Todos os Dias
Nasser
17:15 h
18:35 h
Todos os Dias
Nasser
20:55 h
22:30 h
Sexta
Nasser
21:00 h
22:05 h
Domingo
Nasser
21:10 h
22:30 h
Todos os Dias, menos Sexta
Nasser
Linha Intermunicipal: Mogi-Guaçu – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
08:10 h
10:30 h
Todos os Dias
Nasser
Linha Intermunicipal: Mococa – Mogi-Guaçu
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
15:05 h
17:15 h
Todos os Dias
Nasser
Linha Intermunicipal:Porto Ferreira – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
14:00 h
15:50 h
Todos os Dias
Rápido D´Oeste
Linha Intermunicipal: Mococa – Porto Ferreira
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
05:15 h
07:00 h
Todos os Dias
Rápido D´Oeste
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 73 de 189
Linha Intermunicipal: Ribeirão Preto – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
06:40 h
09:10 h
Todos os Dias, exceto Quarta e Quinta
Nasser
08:30 h
11:00 h
Todos os Dias, exceto Quarta e Quinta
Nasser
11:30 h
13:50 h
Todos os Dias, exceto Quarta
Nasser
12:00 h
15:50 h
Todos os Dias
Rápido D´Oeste
13:30 h
15:50 h
Todos os Dias, exceto Quarta e Domingo
Nasser
14:40 h
17:10 h
Todos os Dias, exceto Quarta
Nasser
18:10 h
20:15 h
Todos os Dias, exceto Sexta
Nasser
18:30 h
20:40 h
Sexta
Nasser
20:00 h
22:00 h
Domingo
Nasser
21:30 h
23:30 h
Domingo
Nasser
Linha Intermunicipal: Mococa – Ribeirão Preto
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
05:15 h
09:20 h
Todos os Dias
Rápido D´Oeste
05:20 h
07:40 h
Todos os Dias, exceto Quinta e Domingo
Nasser
07:10 h
09:25 h
Todos os Dias
Nasser
09:30 h
11:40 h
Todos os Dias
Nasser
12:30 h
15:10 h
Todos os Dias
Nasser
15:10 h
17:50 h
Todos os Dias
Nasser
17:00 h
19:30 h
Todos os Dias
Nasser
19:05 h
20:55 h
Domingo
Nasser
Linha Intermunicipal: São João da Boa Vista – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
05:15 h
07:05 h
Todos os Dias
Nasser
Linha Intermunicipal: Mococa – São João da Boa Vista
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
17:15 h
19:00 h
Todos os Dias
Nasser
Linha Intermunicipal: São José do Rio Pardo – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
06:15 h
07:10 h
Todos os Dias, menos Domingo
Nasser
08:40 h
09:30 h
Todos os Dias
Nasser
11:00 h
11:30 h
Todos os Dias, menos Quinta e Domingo
Nasser
16:00 h
17:00 h
Todos os Dias
Nasser
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 74 de 189
Linha Intermunicipal: São José do Rio Pardo – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
16:40 h
17:15 h
Domingo
Nasser
18:00 h
19:00 h
Todos os Dias, menos Domingo
Nasser
19:40 h
20:20 h
Todos os Dias
Nasser
22:00 h
22:40 h
Quinta
Nasser
Linha Intermunicipal: Mococa – São José do Rio Pardo
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
05:45 h
06:30 h
Todos os Dias, menos Quinta e Domingo
Nasser
09:10 h
10:00 h
Todos os Dias
Nasser
12:25 h
13:15 h
Todos os Dias
Nasser
15:15 h
16:05 h
Todos os Dias, menos Domingo
Nasser
17:10 h
18:00 h
Todos os Dias
Nasser
22:00 h
22:40 h
Domingo
Nasser
Dia da Semana
Viação
01:10 h
Todos os Dias
Nasser
04:45 h
Todos os Dias, exceto Domingo
Nasser
07:10 h
Todos os Dias
Nasser
12:20 h
Todos os Dias
Nasser
18:00 h
Todos os Dias
Nasser
Linha Intermunicipal: Mococa – São Paulo
Partida
Chegada
Linha Intermunicipal: São Paulo – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
06:30 h
10:50 h
Todos os Dias, exceto Domingo
Nasser
07:00 h
11:30 h
Domingo
Nasser
10:00 h
14:30 h
Todos os Dias, exceto Domingo
Nasser
12:15 h
16:40 h
Segunda, Sexta, Sábado, Domingo
Nasser
12:15 h
16:40 h
Terça, Quarta, Quinta
Nasser
15:40 h
19:55 h
Todos os Dias
Nasser
Linha Intermunicipal: São Paulo – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
16:45 h
21:10 h
Segunda, Sexta, Sábado, Domingo
Nasser
16:45 h
21:10 h
Terça, Quarta, Quinta
Nasser
18:30 h
23:00 h
Sexta
Nasser
18:45 h
23:00 h
Todos os Dias, exceto Sexta e Sábado
Nasser
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 75 de 189
Linha Intermunicipal: São Sebastião do Paraíso – Mococa
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
00:10 h
01:15 h
Todos os Dias
Nasser
07:00 h
09:00 h
Todos os Dias
Nasser
10:00 h
12:00 h
Todos os Dias
Nasser
12:00 h
13:50 h
Todos os Dias
Nasser
14:50 h
16:35 h
Todos os Dias
Nasser
Linha Intermunicipal:Mococa– São Sebastião do Paraíso
Partida
Chegada
Dia da Semana
Viação
01:30 h
03:45 h
Quarta e Sábado
Nasser
07:10 h
09:15 h
Todos os Dias
Nasser
12:00 h
14:00 h
Todos os Dias
Nasser
17:50 h
20:00 h
Todos os Dias
Nasser
20:25 h
22:00 h
Todos os Dias
Nasser
23:00 h
00:15 h
Todos os Dias exceto Sexta
Nasser
Figura VI.3 – Localização da cidade de Mococa em relação às principais cidades do Estado de São Paulo. Fonte: Google Maps.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 76 de 189
Capítulo VII
TURISMO CULTURAL, ECOLÓGICO E ASSOCIADO AO AGRONEGÓCIO EM
MOCOCA
O Município de Mococa-SP situa-se a 226 Km da capital, entre as bacias dos Rios Pardo e Canoas, na divisa
com Minas Gerais. Tem acesso pelas Rodovias Prefeito José André de Lima (SP-340) e José Catalani; e pelas
Estradas Municipais Mococa – São José do Rio Pardo e São Benedito das Areias; e Dr. Gentil Ferreira da
Silva12.O Município de Mococa guarda em sua arquitetura marcas da época em que foi cenário de
importantes momentos do período colonial. Diversos casarões na região central mantêm intactos móveis,
utensílios e diversos detalhes que remetem a um recente passado. Tais casarões foram construídos no
início do século XX sob influência Neoclássica e ArtNoveau. Além dos prédios históricos, a Matriz de São
Sebastião, a Praça Marechal Deodoro da Fonseca que abriga escultura de Bruno Giogi13 e também coreto e
caramanchões construídos no início do século XX, e o Convento São José (local que também funciona a
faculdade de filosofia e teologia),que dão à área central as características de um verdadeiro museu a céu
aberto. Em anexo a Praça Marechal Deodoro se encontra diversas construções históricas, como o “Clube da
Praça”, que é o clube mais tradicional e antigo da cidade, sede de inúmeros eventos sociais, desfiles de
moda, festas, eventos musicais e confraternizações ao longo do ano. Também se encontra a Câmara
Municipal de Mococa, onde se realiza suas sessões ordinárias e extraordinárias, para a prática de todos os
seus atos.Próximo a Praça Marechal Deodoro da Fonseca, mais precisamente na Rua Muniz Barreto, 54,
encontra-se a chamada “Casa da Cultura Rogério Cardoso”. A casa teve sua fundação em 2004, mas
somente após sofrer uma reforma é que foi aberta ao público, a partir de 2010. Dentro desta casa de estilo
neoclássico francês, construído em 1929, existem três museus: O de artes plásticas “Quirino da Silva”, o
histórico-pedagógico “Marquês de Três Rios” e o de Arte Sacra “Josepha da Silva”.Em termos de turismo
rural, destaca-se a Cachoeira do Itambé, que fica na divisa entre as cidades de Mococa e Cássia dos
Coqueiros. Sua queda é de 86 metros, totalmente vertical, o que possibilita a prática de esportes radicais,
como o rapel. Nas terras onde existe o Hotel Fazenda Buracão, situada na Rodovia Abraão Assed (SP 338),
que liga as cidades de Mococa a Cajuru, no km 271,5, existe uma falha geológica chamada Aquidauana (em
tupi guarani significa “onde o caminho termina”). Esta falha geológica é muito visitada por turistas e
hóspedes do hotel, e a caminhada dura cerca de 1 hora. Ela passa por um trecho seco, com vegetação típica
do Cerrado, alternada pela de Mata Atlântica. Existe também um trecho onde a caminhada se processa na
espraiada de águas cristalinas até a nascente do Córrego do Fundo. No final da caminhada de
aproximadamente 2 quilômetros de extensão, é possível banhar-se no açude da prainha ou em uma
pequena cachoeira existente no local14. Outra cachoeira bastante visitada e alvo de muitos passeios
ciclísticos é a cachoeira de São Pedro dos Morrinhos, povoado localizado entre Mococa e Tambaú, na
estrada vicinal que liga estes dois municípios. É necessário entrar num acesso em terra até o povoado de
São Pedro dos Morrinhos. Entre a entrada da Vicinal para São Pedro dos Morrinhos e a cidade de Mococa,
existe um lugarejo chamado de “Poção”, onde existe uma ponte que atravessa o rio Pardo. Nesta
localidade existe uma capela e também alguns bares onde servem peixes e porções em geral. As margens
do Rio Pardo, muitas pessoas usam uma prainha para banhar-se e pescar.
12
Informação disponível em http://www.cepam.org/municipios/municipios-paulistas/mococa.aspx#ad-image-0
Bruno Giorgi, famoso escultor e professor mocoquense, nascido em agosto de 1905 e falecido em setembro de
1993.Fonte: Wikipédia.
14
Informações disponíveis em http://turismomococa.blogspot.com.br/2010/10/falha-geologica-aquidauana-emmococa.html
13
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 77 de 189
Figura VII.1 –Visual Externo (acima) e Interno (abaixo) da Matriz São Sebastião, na cidade de Mococa – SP. Fontes: Disponível
em dfarteemfotografia.blogspot.com e blogcaroleventos.blogspot.com
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 78 de 189
Figura VII.2 –(Acima) Coreto e Vista Parcial da Praça Marechal Deodoro, Anexa a Matriz de São Sebastião. (Abaixo) Escultura “A
Mulher de Mococa” do famoso escultor Bruno Giorgi. Localizada na Praça Marechal Deodoro, anexa a Matriz São Sebastião, no
centro de Mococa Fontes: Disponível emhttp://www.panoramio.com/photo/85302662 e cliomococa.blogspot.com e www.flickr.com
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 79 de 189
Figura VII.3 –Visual Externo (acima) e Interno (abaixo) do Convento São José, dos frades franciscanos, localizado na Rua Gabriel
Pinheiro, Centro, Mococa – SP, CEP 13.730-090. Fontes: Disponível emcliomococa.blogspot.com e www.flickr.com
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 80 de 189
Figura VII.4 –(acima)Pátio do Interior do Convento São José, onde funciona também a Faculdade de Filosofia e Teologia e Interno
(abaixo)Foto de um casarão localizado anexo a praça Marechal Deodoro, Centro, na cidade de Mococa – SP. Muitos destes casarões
ainda vivem famílias tradicionais que conservam os móveis, utensílios, ferramentas, aparelhos antigos e originais da
residência.Fontes:
Disponível
emhttp://www.fotolog.com/superedmiza/39922048/
e
http://www.cepam.org/media/52593/CASAR%C3%95ES-HIST%C3%93RICOS_Juliana-Branco_584x360px.jpg
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 81 de 189
Figura VII.5 – (acima) Um dos casarões tradicionais e antigos, situados no entorno da praça Marechal Deodoro da Fonseca, Centro,
cidade de Mococa – SP. (abaixo) Fachada Frontal da Câmara Municipal de Mococa, localizada na Rua Coronel Diogo, Centro,
Mococa – SP, em anexo a praça Marechal Deodoro. Fonte: Figura disponível em http://4.bp.blogspot.com/-ZAtZtUqIXA/T71rnOFVt8I/AAAAAAAAAB0/zSQZ1_qYxnw/s1600/DSC_0341.JPG
e
http://mw2.google.com/mwpanoramio/photos/medium/85296434.jpg
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 82 de 189
Figura VII.6 –(acima) Na esquina da Praça Marechal Deodoro com a Rua Coronel Diogo, funciona o chamado “Clube da Praça”, o
mais antigo e tradicional clube da cidade, local onde se realiza inúmeros eventos ao longo do ano. (abaixo) Interior do Clube da
Praça,
realizando
um
dos
múltiplos
eventos
ao
longo
do
ano.
Fontes:
Disponível
em
http://www.panoramio.com/user/6315307/tags/Mococa?photo_page=2 e blogcaroleventos.blogspot.com
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 83 de 189
Figura VII.7 – (Acima) Fachada Frontal da Casa da Cultura “Rogério Cardoso”, localizada na Rua Munis Barreto, 54, Centro. Para
contatos, a casa disponibiliza email: [email protected] e telefone: 19-3665-8044 (Abaixo) Detalhe da Casa
da Cultura, onde se encontra uma das esculturas de Bruno Giorgi, famoso escultor mocoquense. Fonte:
http://www.ferias.tur.br/fotogr/121509/casadaculturarogeriocardosoporedenilsondelimafigueiredo/mococa/
e
http://s2.glbimg.com/zMvuL9fa-TpsZ_miBHbJD4eCXRY=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2013/08/30/giorgi.jpg
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 84 de 189
Figura VII.8 – (Acima)Visita Agendada na Casa da Cultura “Rogério Cardoso”, localizada na Rua Munis Barreto, 54, Centro Mococa. (Abaixo)Integrante do Projeto Vida Iluminada, lendo a obra do artista plástico Adélio Sarro. Fonte: Fotos disponíveis em
http://www.educamococa.com.br/not2011/casadacultura_rc/casadacultura_rc.htm
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 85 de 189
Figura VII.9 –Cachoeira do Itambé, que se localiza na zona rural do município, divisa com Cássia dos Coqueiros-SP. Esta cachoeira
se impõe pelos seus 86 metros de queda, a qual se processa verticalmente. Muitos praticantes de rapel utilizam a cachoeira para a
prática deste esporte. Fontes: Disponível em semdestinomotoclub.blogspot.com e danilogarofalo.blog.uol.com.br
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 86 de 189
Figura VII.10 – A Cachoeira do Itambé é frequentada por muitos turistas e pessoas da região de Mococa, destacando-se pela
formosa queda de 86 metros, e também pela formação de um pequeno e raso lago, possibilitando o visitante a se refrescar.
Fonte:http://www.panoramio.com/photo/29939521
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 87 de 189
Figura VII.11 – Falha Geológica, localizada no Hotel Fazenda Buracão, em Mococa – SP. O percurso tem aproximadamente 2
quilômetros de extensão e a caminhada monitorada demora cerca de 1 hora. No final, o participante pode banhar-se na prainha de um
açude ali existente ou então na cachoeira. Fonte: http://cliomococa.blogspot.com.br/2012/05/fotos-aereas-contribuicao-maciel.html
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 88 de 189
Figura VII.12 – Fotos da Prainha que se localiza ao final da trilha da Aquiduana,Falha Geológica, localizada no Hotel Fazenda
Buracão, em Mococa – SP. Fonte: http://media-cdn.tripadvisor.com/media/photo-s/06/bb/69/97/pousada-fazenda-buracao.jpg
ehttp://s2.glbimg.com/m3OzoO9eXU8gJLPXmC0AfI6eRKw=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2014/01/15/imagem_paisage
m2.jpg
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 89 de 189
Figura VII.13 –Fotos da Cachoeira de São Pedro dos Morrinhos – Rodovia Mococa – Tambaú. Distrito de São Pedro dos
Morrinhos. São Pedro dos Morrinhos pertence a Tambaú – SP, mas está mais próximo de Mococa. Suas ruas são de terra e o acesso
ao
local
é
comprometido
quando
ocorrem
chuvas
muito
intensas.Fonte:
Foto
disponível
em:
https://www.facebook.com/MECANICADEBIKES/photos/gm.752989328069219/774325962579139/?type=1&theater
e
http://img.youtube.com/vi/huBYaqoyME8/0.jpg
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 90 de 189
Figura VII.14– (Acima e ao Meio) Fotos da Capela e da Praínha às margens do Rio Pardo, situado na Estrada Vicinal que liga as
cidade de Mococa e Tambaú, numa região de ranchos conhecida por “Poção”. (Abaixo)Próximo a ponte que passa em cima do Rio
Pardo existe alguns bares que servem peixes e porções, muito frequentado por munícipes nos finais de semana. Fontes: Fotos
disponíveis no Google Maps e www.panoramio.com.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 91 de 189
Figura VII.15 – Fotos da Fazenda Experimental da Agência Paulista Tecnologia no Agronegócio (APTA), localizada na cidade de
Mococa – SP. Contato: http://www.aptaregional.sp.gov.br/Polos-Regionais/ e telefone:Fotos Disponíveis em:
http://br.worldmapz.com/photo/63974_es.htm,
http://mw2.google.com/mw-panoramio/photos/medium/13822682.jpg
e
http://mw2.google.com/mw-panoramio/photos/medium/13814172.jpg
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 92 de 189
Figura VII.16 – (Acima a esquerda) Localização do Polo Regional Apta Mococa em relação aos demais polos regionais paulista.
(Acima a direita) Confinamento dos animais do projeto Girsey, na fazenda Apta Polo Mococa. (Abaixo)Viveiros de camarão com
plantas de arroz sob condições experimentais variadas. O objetivo é estudar a emissão de gases oriundas deste sistema de
produção.Fonte: Fotos Disponíveis em: http://www.aptaregional.sp.gov.br/Polos-Regionais/#polo-regional-nordeste-paulistamococa e http://www.crvlagoa.com.br/noticias_texto.asp?id=5&idS=3&idN=1477
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 93 de 189
Figura VII.17 – Fotos da Sede da Fazenda Ambiental Fortaleza, localizada em Mococa – SP, que pratica o cultivo sustentável e a
responsabilidade social. Deseja ser um exemplo de que qualquer propriedade rural pode ser lucrativa sem destruir matas nativas e/ou
prejudicar o meio ambiente. Para isso, o conhecimento e a utilização de técnicas e conceitos de sustentabilidade devem ser aplicados.
Fonte:
Disponível
em
http://40.media.tumblr.com/tumblr_m7eyhmU9n81qghe7lo1_r1_500.jpg,
https://deeperrootscoffee.files.wordpress.com/2013/07/img_1372.jpg
e
https://farm4.staticflickr.com/3693/10578150886_0f138388ba.jpg
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 94 de 189
Figura VII.18 – Fotos do uso correto de técnicas de sustentabilidade ambiental. As bananeiras crescem juntamente com os pés de
cafés. Estas duas culturas são feitas em escala comercial. A Fazenda Ambiental Fortaleza também cultiva outros produtos como
árvores floríferas, algumas frutíferas e hortaliças, utilizando-se técnicas de ultivo sustentável Fonte: Foto disponível em.
http://1.bp.blogspot.com/-P1gvGbp0e4s/VCn-2wXT_AI/AAAAAAAADM8/iUHIG8CyN8M/s1600/SAM_1553.JPG
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 95 de 189
Figura VII.19 – Fotos do uso correto de técnicas de sustentabilidade ambiental para o cultivo do café arábico. Fotos Disponível em
http://www.treefrogcoffees.com/images/FAF3.jpg,http://mokaclube.com.br/blog/wp-content/uploads/2013/11/image1.jpeg,
https://nordicapproach.files.wordpress.com/2014/01/4972290270_f02b73aedd_b.jpg
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 96 de 189
Figura VII.20 – (Acima a direita)Mapa da Fazenda Ambiental Fortaleza, localizada no Município de Mococa – SP. Esta fazenda
pratica o cultivo responsável e ecológico de produtos tais como café, banana, mamão, manga, hortaliças para salada e outros.
Também existe chalé para turistas e visitantes hospedarem-se, bem como uma marcenaria. A Filosofia da Fazenda Ambiental
Fortaleza pode ser resumida em cinco pontos principais: As pessoas tem que ser felizes, Deve-se praticar o seqüestro do carbono, a
floresta pode ser produtiva, o alimento deve ser natural e deve ser incentivado e praticado a sustentabilidade ambiental. Fonte: Site
da Fazenda Ambiental Fortaleza.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 97 de 189
Localizado na Praça Governador Adhemar de Barros, 59, Centro – Distrito de Igaraí – Mococa - SP, existe o
“Museu do CafédeIgaraí”, que é um museu dedicado ao café, sua produção e consumo. Possui porcelanato,
guardanapos, toalhas e demais utensílios15.
O Município de Mococa também abriga uma fazenda experimental da Agência Paulista de Tecnologia no
Agronegócio (APTA)16, localizada na Estrada Municipal José Catalani, n. 0, km 2, que liga Mococa a cidade
mineira de Arceburgo – MG (estrada parcialmente pavimentada). O Polo regional Apta17 desenvolve
diversos projetos ligados ao agronegócio, tais como:



Projeto Girsey, que realiza o cruzamento das raças Gir (zebuína) e Jersey (taurina);
Projeto ligado a Irrigação na Agricultura, ligados à irrigação em citrus, café, olericultura (em
especial a cebola e a batata em Vargem Grande do Sul), cereais (em especial a cultura do Feijão,
Milho e Trigo, em São José do Rio Pardo), além da irrigação na cana-de-açúcar.
Rizicarcinocultura, que é o cultivo de camarões em viveiros, associado ao cultivo de arroz em
tabuleiros;
De um modo geral, os polos regionais da APTA têm por missão gerar, adaptar e transferir conhecimentos e
tecnologias sustentáveis para a agropecuária, atendendo as cadeias de produção e os segmentos sócioeconômicos relevantes nas suas áreas de abrangência, incluindo também, a finalidade de articular o
atendimento da demanda de serviços e de insumos estratégicos para o desenvolvimento regional. No caso
do polo de Mococa, ela abrange os municípios de:Aguaí, Águas da Prata, Altinópolis, Batatais, Caconde,
Cajuru, Casa Branca, Cássia dos Coqueiros, Cristais Paulista, Divinolândia, Franca, Itirapuã, Itobi, Jeriquara,
Mococa, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, Rifaina, Santa Cruz das Palmeiras,
Santa Rosa do Viterbo, Santo Antônio da Alegria, São João da Boa Vista, São José da Bela Vista, São José do
Rio Pardo, São Sebastião da Grama, Tambaú, Tapiratiba e Vargem Grande do Sul.
Além da APTA Polo Mococa, outra instituição bastante interessante e ligada ao Agronegócio é a Fazenda
Ambiental Fortaleza18, que conta com uma área de 1.000 hectares, com altitudes que variam de 800 a 1100
metros do nível do mar, sendo uma das melhores regiões do mundo para o cultivo do café tipo Arábica.A
Fazenda tem por entre seus princípios a prática da biodiversidade, cultivando, além do café a manga,
abacate, banana (em escala comercial), mamão, madeira de lei nativa, árvores floríferas, chuchu e verduras
para saladas.Tendo por missão ser um modelo de fazenda sustentável social, ecológica e economicamente,
esta propriedade rural desenvolve e promove o conceito de sustentabilidade tanto para um indivíduo, para
um grupo familiar, para uma empresa e também para a sociedade de modo geral. Assim sendo, a fazenda
pretende ser um modelo e exemplo de como uma propriedade rural pode ser produtiva, lucrativa e, ao
15
Café Igaraí – Praça Governador Adhemar de Barros, 59, Mococa – SP. Tel: 19-3656-0586 ou 3695-4310, Email:
[email protected]
16
A Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), vinculada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento,
tem a missão de coordenar e gerenciar as atividades de ciência e tecnologia voltadas para o agronegócio. Sua
estrutura compreende os Institutos Agronômico (IAC), Biológico (IB), Economia Agrícola (IEA), Pesca (IP), Tecnologia
de Alimentos (ITAL) e Zootecnia (IZ) e 15 Pólos Regionais distribuídos estrategicamente no Estado de São Paulo, bem
como o Departamento de Gestão Estratégica (DGE).As Instituições de Pesquisa da APTA atendem à demanda
tecnológica das várias cadeias de produção do agronegócio, utilizando seu potencial de geração e transferência de
conhecimento, numa visão de desenvolvimento sustentado (foco na inovação com responsabilidade social e
ambiental). Para isso, estão respaldadas pela capacitação profissional de seus pesquisadores e técnicos.Por meio de
suas atividades de pesquisa e produção de bens e serviços, as Instituições da APTA contribuem para o
desenvolvimento regional, para a inovação científica e tecnológica e para o fortalecimento da economia baseada no
agronegócio.Fonte:http://www.apta.sp.gov.br/apresentacao.php
17
Polo Regional Nordeste Paulista – Mococa; Diretor: Dr. Paulo BollerGallo; Sede : Mococa; Avenida Presidente
Castelo Branco, s/nº (Final); Caixa Postal 58 - CEP 13730-980 - Mococa/SP. Fone:(19) 3656-0200 / 3667-9347 Email:
[email protected]
18
Informações disponíveis em http://www.fafbrazil.com/fafbr/index.asp?x=x&lg=P
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 98 de 189
mesmo tempo, ecológica e sustentável. Para isto, faz uso correto e devido dos recursos naturais disponíveis
na própria fazenda. Esta Fazenda realiza workshops, programas e ações para a divulgação destes princípios
com outras escolas e universidades.
Além de Mococa, existem atrações turísticas nas cidades circunvizinhas que podem ser visitadas pelos
participantes do evento. Dentre elas, destacam-se as cidades de São José do Rio Pardo, Caconde, Cássia dos
Coqueiros, Arceburgo e Tambaú.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 99 de 189
Capítulo VIII
SITE DO SINTAGRO
O Site do SINTAGRO apresenta o domínio www.sintagro.com.br. Este site já foi utilizado no VI SINTAGRO e
apresenta as estruturas mostradas a seguir: Na parte superior, existe uma barra horizontal de links
envolvendo: “HOME”, “O EVENTO”, “ESTUDOS DE CASO”, “TRABALHOS CIENTÍFICOS” e “CONTATO”. Após o
banner inicial, existe links na parte inferior contendo as seguintes informações: “FAÇA SUA INSCRIÇÃO”,
“CONHEÇA MAIS” e “CONFIRA A PROGRAMAÇÃO”. Finalmente, ao final do site, os logotipos linkados dos
parceiros da edição do evento.
Figura VIII.1 – Site oficial do SINTAGRO: www.sintagro.com.br
A idéia é apenas atualizar o site, e, talvez acrescentar algumas outras informações, tais como: “SINTAGROS
ANTERIORES”, “A CIDADE SEDE DO EVENTO”, “ANAIS DO EVENTO”, entre outras. No item “O EVENTO”, a
página inicial é redirecionada para outra, onde existe a descrição sucinta dos objetivos e público-alvo do
evento, bem como é apresentada uma barra vertical com outros links de interesse ao participante. Na
barra inferior, existe um link do FALE CONOSCO, bem como outras informações pertinentes.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 100 de 189
Os “PARCEIROS VI SINTAGRO” são empresas da região de São José do Rio Preto – SP, cidade onde sediou o
evento. Espera-se que empresas da região de Mococa também se sensibilizem para ajudar na concretização
do evento, bem como disponibilizar visitas técnicas, ajudas/recursos para coffee breaks, palestrantes e
debatedores para o evento, entre outros.
Figura VIII.2 – Apresentação oficial do SINTAGRO, onde o tema principal, público-alvo e objetivos do evento são brevemente
apresentados.
O item “CONFIRA A PROGRAMAÇÃO” a tela do evento é novamente modificada, remetendo-se a uma
tabela contendo os dias do evento, os horários de realização de cada atividade, bem como natureza das
atividades em si, ou seja, palestras, mostra de trabalhos, visitas técnicas, etc. Na programação, os nomes
dos palestrantes estão discriminados. As barras vertical e horizontal, contendo outros redirecionamentos
são mantidos.
Na programação a ser oferecida nesta edição, os dados, horários, dias da semana devem seguir o padrão
anteriormente adotado, até para firmar uma identidade do evento. Evidentemente, se forem oferecidas
atividades diversas em um mesmo horário/dia da semana, as tabelas poderão assumir outra forma de
apresentação, adequando-se a esta nova dinâmica.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 101 de 189
Figura VIII.3 – Apresentação oficial da Programação do VI SINTAGRO, onde as atividades, horários e dias da semana do evento
são brevemente apresentados. A barra vertical com os outros links de interesse bem como a barra horizontal de navegação são
mantidas.
No VI SINTAGRO, bem como em edições anteriores, houve mostras de trabalho e também estudos de casos
(realizados através da aprovação de resumos expandidos enviados ao evento). No site do Evento existe já o
link “ESTUDOS DE CASO” e também “TRABALHOS CIENTÍFICOS”, que remetiam a telas onde existe o
Regulamento dos Estudos de Caso, a Proposta de Estudo de Caso e também o formulário para Estudo de
Caso. Já para a submissão de trabalhos científicos, as normas e regras para apresentação dos trabalhos em
forma de pôster.
No VII SINTAGRO, tais regulamentos, regras e normas foram mantidas, até para que se crie uma identidade
do evento. Deverá existir também um link para a submissão dos trabalhos, bem como uma data limite para
a publicação dos aceites do mesmo. Se existirem trabalhos ou estudos de caso que estiverem em
desacordo com as normas e regras estabelecidas, os mesmos deverão ser recusados. Trabalhos pendentes
deverão ter um prazo para adequação do mesmo e posterior ressubmissão para nova análise da comissão
científica. Como adição, deverá ser feito uma compilação dos trabalhos e resumos expandidos
apresentados no evento e confeccionado os anais, que estará disponível para download após a finalização
do evento.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 102 de 189
Figura VIII.4 – A submissão dos trabalhos científicos e também de estudos de caso foram feitas de forma eletrônica ao comitê
científico do evento, cujas normas e regras estiveram presentes para download no site do mesmo.
Ainda a ser implementado e não existente nos SINTAGROS anteriores, acreditamos também que um link
relacionado com a “CIDADE SEDE” poderia orientar os participantes do evento, desde itens como
restaurantes, bares, lanchonetes, hospedagem, turismo local, principais empresas, entre outras
informações, complementando e até motivando o interessado em efetivar sua inscrição ao evento.
No link “CONTATO” foi criado um formulário on-line, bem como disponibilizados os telefones e demais
informações para que um participante pudesse entrar em contato com a comissão organizadora do evento.
No formulário, o interessado em se comunicar com a comissão organizadora do evento preenchia as
seguintes informações: nome, email, telefone, celular, estado e cidade de origem, assunto e também
mensagem, com texto do que se trataria o motivo do contato.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 103 de 189
Figura VIII.5 – O contato pode ser feito tanto através do site do evento, como também foi disponibilizado telefones e email para
essa finalidade.
Acreditamos que a Fatec Mococa possua recursos humanos suficientes para a administração e atualização
do site do VII SINTAGRO. A filosofia seria já aproveitar a estrutura computacional já montada, permutar os
banners, instituições parceiras, bem como construir e acrescentar as informações do VII SINTAGRO,
conforme a mesma esteja disponibilizada.
Acredito que o Coordenador do Site da Fatec poderia ser o gestor do mesmo, bem como realizar os links
necessários do site da Unidade para que a comunidade local possa facilmente encontrar o site, desde o site
www.fatecmococa.com.br. Igualmente importante seria criar um espaço de “EVENTOS ANTERIORES” onde
estivesse disponível as programações anteriores.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 104 de 189
Capítulo IX
PRINCIPAIS EMPRESAS LIGADAS AO AGRONEGÓCIO DA REGIÃO DE
MOCOCA
A seguir apresentamos uma relação de empresas, usinas, organizações e cooperativas ligadas ao
Agronegócio situadas na cidade de Mococa e também cidades circunvizinhas. Esta relação apresentará
apenas as empresas mais relevantes e de maior importância. Elas poderão ser futuros parceiros e
colaboradores do VII SINTAGRO, bem como potenciais lugares para a realização de visitas técnicas.
Empresas/Cooperativa de Mococa
Logomarca:
Empresa:
Mococa S/A Produtos Alimentícios –Laticínios.
Produtos:
Leite Longa Vida, Leite Condensado, Creme de Leite, Bebidas Lácteas, Manteiga.
Endereço:
Rua Gabriel Pinheiro, 1030, Centro, Mococa – SP – 13.730-090.
Telefone/Email: (19) 3666-7100 / 0800-707-033
Site:
http://www.mococa.com.br/site/Index.do
Logomarca:
Empresa:
Doces Biba S/A.
Produtos:
Doce de Leite e Doces a Base de Doce de Leite, Pé de Moça, Geladinho (sorvete
embalado dentro de um saco plástico, também conhecido como chup-chup).
Endereço:
Av. Tiradentes, 812, Distrito Industrial I, Mococa – SP
Telefone/Email: (19) 3656-0912 Email: [email protected]
Site:
http://www.docesbiba.com.br/Home
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 105 de 189
Logomarca:
Empresa:
Café XIS S/A.
Produtos:
Café, Café Expresso, Café Solúvel, Cappuccino, Coadores de Café.
Endereço:
Avenida Governador Pedro de Toledo, 316 - Aparecida - Mococa – SP – 13.735-074.
Telefone/Email: (19) 3656-0700 / 3656-6243Email: [email protected]
Site:
http://www.cafexis.com.br
Logomarca:
Empresa:
Usina Ipiranga de Açúcar e Álcool – Filial Mococa (antiga Usina Santo Alexandre)
Produtos:
Produção e Comercialização de Açúcar e Álcool.
Endereço:
Fazenda Santa Emília, s/n, Zona Rural - Rodovia Abraão Assed (Rod SP 338) – Mococa –
SP – 17.730-000
Telefone/Email: (19) 3666-7000 / 3656-1551 / 3656-1110 (fax) Email: [email protected]
Site:
http://www.unica.com.br/empresa/34398749/ipiranga-mococa
Logomarca:
Empresa:
Colpani Piscicultura – Grupo Águas Claras S/A
Produtos:
Produção de Alevinos, Peixes de Água Doce (Tilápia, Matrinxã, Piracanjuba, Dourado,
Pintado, etc), Processamento de Peixes.
Endereço:
Estrada Dr. Gentil Ferreira da Silva, s/n, Mococa – SP – 13.733-340
Telefone/Email: (19) 3656-6911 Email: [email protected]
Site:
http://www.grupoaguasclaras.com.br/
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 106 de 189
Logomarca:
Empresa:
Somassey Fergunson S/A.
Produtos:
Tratores, Implementos Agrícolas, Colheitadeiras, Plataformas, Pulverizadores, Fenação
e Forragem, Agricultura de Precisão.
Endereço:
Avenida Transamazônica, 230 – Jardim Gatolândia – Mococa – SP – 13.731-400
Telefone/Email: (19) 3656-9400 Email: [email protected]
Site:
http://www.casanasser.com.br/home
Logomarca:
Empresa:
Mocafor Tratores e Equipamentos Agrícolas S/A.
Produtos:
Comércio e Assistências de Tratores e Equipamentos Agrícolas.
Endereço:
Rua Senador Ermínio de Moraes, 135, Jardim Lavínia - Mococa – SP – 13.738-300
Telefone/Email: (19) 3666-6730
Site:
http://www.mocafor.com.br/index.htm
Logomarca:
Empresa:
Água Mineral Santa Cândida Ltda (Daflora Distribuidora de Água).
Produtos:
Comercio e Distribuição de Água Mineral (com ou sem gás), sucos prontos para o
consumo.
Endereço:
Fazenda Santana – Estrada Municipal Dr. Gentil Ferreira da Silva, s/n, km 2, Zona Rural –
Mococa – SP – 13.730-000 – CXP 63
Telefone/Email: (19) 3656-0221
Site:
http://www.daflora.com.br/
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 107 de 189
Logomarca:
Empresa:
Casa do Engenho Agroindustrial e Comércio de Aguardente – Fazenda Morro Azul
Produtos:
Comércio e Distribuição de Aguardente e Licores de Aguardente.
Endereço:
Estrada Municipal Mococa Usina Itaiquara, km 20, Fazenda Morro Azul – Zona Rural –
Mococa – SP – 13.735-080
Telefone/Email: Email: [email protected]
Site:
http://casadoengenho.com.br/site/home.php
Logomarca:
Empresa:
Cachaça da Tulha S.A.
Produtos:
Comércio e Distribuição de Aguardente e Licores de Aguardente (Pinga com Mel).
Endereço:
Fazenda São José do Mato Seco –Zona Rural – Mococa – SP
Telefone/Email: (11) 3854-1774 (são Paulo)Email: [email protected] / [email protected]
Site:
http://www.datulha.com.br/
Logomarca:
Empresa:
Café Igaraí S/A.
Produtos:
Bordados, Porcelanato, Produtos para Cama (Colchas, Cobertores, Capas de
Travesseiro, etc), Quadros, Sabonetes Artesanais a base de Café, Cobre-Bolos, Cestas e
Toalhas de Pão, Produtos Artesanais. Existe um museu em anexo a loja de produtos.
Endereço:
Praça Governador Adhemar de Barros, 59, Distrito de Igaraí - Mococa – SP.
Telefone/Email: (19) 3656-0586 / 3695-4310 Email: [email protected]
Site:
http://www.cafeigarai.com.br/index_portugues.php
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 108 de 189
Logomarca:
DOCES IGARAÍ
Empresa:
DocesIgaraí S/A.
Produtos:
Doces artesanais, Cone de Doce de Leite.
Endereço:
Rua Paulo Gomes, 219, Jardim Independência, Distrito de Igaraí - Mococa – SP – 13.730001
Telefone/Email: (19) 3695-4465
Site:
http://www.facebook.com/pages/Doces-Igarai/313370038826809
Logomarca:
COMPROLERMO
Empresa:
Cooperativa dos Produtores de Leite de Mococa (Comprolermo)
Produtos:
Armazenamento e Pasteurização do Leite, Distribuição e Venda de Leite.
Endereço:
Rodovia SP 340, s/n – Km 274,5 – Mococa – SP
Telefone/Email: (19) 3656-7358 / 3656-2805 Email: [email protected]
Site:
Não tem
Passamos agora a considerar os municípios circunvizinhos a Mococa ou que, mesmo não sendo limítrofe,
estão a pouca distância do Município. São elas: Arceburgo, Cajuru, Casa Branca, Guaranésia, Guaxupé,
Itobi, Monte Santo de Minas, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, São Sebastião do Paraíso,
Tambaú e Vargem Grande do Sul. No caso de São Sebastião da Grama, a ênfase foi para a importante
cooperativa regional de café ali existente. Listando tais municípios em ordem alfabética, temos:
Empresas Ligadas ao Agronegócio de Arceburgo - MG
Logomarca:
Empresa:
Cory Alimentos S/A.
Produtos:
Balas, Drops, Chocolates e Biscoitos.
Endereço:
Rodovia Professor Bonaerges Nogueira (Rod MG 449), s/n, Subúrbio – Arceburgo – MG
– 37.820-000
Telefone/Email: (35) 3556-1006
Site:
http://www.cory.com.br/
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 109 de 189
Logomarca:
Empresa:
Nutrimental S/A Indústria e Comércio de Alimentos.
Produtos:
Barra de cereais da marca Nutry, farinhas infantis Nutrilon, Nutriton, Nutron e Farinha
Láctea Nutrimental.
Endereço:
Rua Jose Vieira Barreto Junior, 405 - Bairro Vl Progresso –Arceburgo– MG – 37.820-000
Telefone/Email: (35) 3556-2900
Site:
http://www.nutrimental.com.br/index.asp
Logomarca:
Empresa:
Perdigão Agroindustrial S/A – Unidade Arceburgo
Produtos:
Granja de Avicultura, Frangos.
Endereço:
Rodovia Professor Bonaerges Nogueira (Rod MG 449), 788, Subúrbio – Arceburgo – MG
– 37.820-000
Telefone/Email: (35) 3556-1289
Site:
https://plus.google.com/103766990301822876483/about?gl=br&hl=pt-BR
Logomarca:
Empresa:
Agropecuária San Pietro Ltda
Produtos:
Produção e Comércio de Cachaça.
Endereço:
Fazenda Café Velho, s/n – Estrada Velha para Guaranésia – Zona Rural – Arceburgo –
MG – 37.820-000
Telefone/Email: (35) 3556-1250Email:[email protected]
Site:
http://www.donabica.com.br/
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 110 de 189
Logomarca:
Empresa:
Agropecuária San Pietro Ltda
Produtos:
Produção e Comércio de Café.
Endereço:
Fazenda São Pedro – Arceburgo – MG – 37.820-000
Telefone/Email:
(19) 3294-1673 / (19)
[email protected]
Site:
http://www.cafesanpietro.com.br/index.htm
3386-2225
Email:
[email protected]
/
Empresas Ligadas ao Agronegócio de Cajuru - SP
Logomarca:
Empresa:
Cajuru Indústria e Comércio de Alimentos Ltda (Goldmeat).
Produtos:
Cortes de Carnes Refrigeradas e Congeladas, Porcionados de Carnes (Bifes, Cubos, Tiras,
Porções, Carnes Moídas), Marinados e Massageados, Cozidos e Defumados, Embutidos.
Endereço:
Rua Jonas Jacob Santana, 85 – Distrito Industrial – Cajuru – SP – 14240-000 CXP: 02
Telefone/Email: (16) 3667-9000 / 3667-9080 (fax)
Site:
http://www.goldmeat.com.br/empresa
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 111 de 189
Logomarca:
Empresa:
Congelados Pé na Roça Ltda.
Produtos:
Carnes (Bovina, Suína, Aves) Congeladas, Peixes Congelados, Massas e Pratos
CongeladosSemi-Prontos para o Consumo.
Endereço:
Rua Jonas Jacob Santana, 100, Sítio Lage – Cajuru – SP.
Telefone/Email: (16) 3667-3086 / (16) 9 8148-2009 / (16) 9 9109-0851
Site:
http://www.congeladospenaroca.com.br/index.html
Logomarca:
Empresa:
Germiterra Produção, Comércio e Exportação de Sementes Ltda.
Produtos:
Consórcios (Calopogônio, Feijão Guandu, Stylosanthes Campo Grande), Adubação
Verde, Brachiarias, Gramíneas Diversas, Cereais (milho e aveia preta), panicuns.
Endereço:
Sítio Boqueirão, s/n, Bairro Cruz Alta – Cajuru – SP – 14240-000 – CXP 46.
Telefone/Email: (16) 3667-3322Email: [email protected]
Site:
http://www.germiterra.com/site.html
Logomarca:
Empresa:
Sementes Paulista Ltda.
Produtos:
Produção de Sementes Forrageiras e Sementes de Pastagens.
Endereço:
Rua Jonas Jacob Santana, 65 – Distrito Industrial – Cajuru – SP – 14240-000
Telefone/Email: (16) 3667-1143 Email: [email protected]
Site:
http://www.sementespaulista.com.br
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 112 de 189
Empresas Ligadas ao Agronegócio de Casa Branca - SP
Logomarca:
Empresa:
Usina de Beneficiamento Laticínios Trevo de Casa Branca LTDA – Argenzio.
Produtos:
Leite UHT e Bebida Láctea UHT, Leite Pasteurizado Padronizado, Iogurtes, Requeijão,
Doce de Leite, Manteigas, Minas Frescal e Ricotas.
Endereço:
Avenida José Beni, 880, Casa Branca – SP – 13.700-000
Telefone/Email: (19) 3671-1064 / 3671-1149 Email: [email protected]
Site:
http://www.argenzio.com.br/
Logomarca:
Empresa:
BOAV Alimentos Ltda.
Produtos:
Frangos Vivos, Frangos Congelados, Cortes de Frangos.
Endereço:
Rodovia Vicinal Casa Branca Tambaú, km 8,5 – Casa Branca – SP – 13700-000 – CXP 68
Telefone/Email: (19) 3671-9300Email: [email protected] / [email protected]
Site:
http://www.boav.com.br/
Logomarca:
Empresa:
Indústria e Comércio Lagoa Branca Ltda – Sucnat.
Produtos:
Sucos e Polpas prontos para Consumo, Geléia de Jabuticaba.
Endereço:
Estrada Municipal Lagoa Branca Vargem Grande do Sul, s/n, km 2,5, Sitio Boa Vista II Casa Branca– SP– 13.705-000
Telefone/Email: (19) 3679-2057 Email: [email protected] / [email protected]
Site:
http://www.sucnat.com.br/
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 113 de 189
Logomarca:
Empresa:
Agrossol Aero Agrícola Ltda – Produtos e Serviços para a Agricultura e Pecuária.
Produtos:
Pulverização Agrícola.
Endereço:
Aeroporto Municipal de Casa Branca, Rodovia SP-340, 239000, KM 239 – Casa Branca –
SP – 13700-000
Telefone/Email: (19) 3671-1245 Email: [email protected]
Site:
http://www.agrossol.com.br/
Empresas Ligadas ao Agronegócio de Guaranésia - MG
Logomarca:
Empresa:
SIAC do Brasil S/A – Unidade Guaranésia
Produtos:
Cabines para máquinas de construção e agrícola, cabines para locomotivas, conjuntos
soldados, certificações.
Endereço:
Rodovia BR 491, Km 70 – Guaranésia – MG – 37.810-000
Telefone/Email: (35) 3555-8000 Email: [email protected]
Site:
http://www.siac.com.br/
Logomarca:
Empresa:
Têxtil União S/A
Produtos:
Fabricante de fios de algodão, tecidos para a linha de limpeza e artesanato, e também
de embalagens especiais para enfardamento de algodão.
Endereço:
Travessa 7 de Setembro, 101 – Centro – Guaranésia – MG
Telefone/Email: (35) 3555-1066 / 3555-2135 / Loja: (35) 3555-4251 Email:[email protected]
Site:
http://www.textiluniao.ind.br/site/index.html
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 114 de 189
Logomarca:
Empresa:
Alvorada do Bebedouro S/A – Açúcar e Álcool
Produtos:
Fabricação e Distribuição de Açúcar, Álcool e Biodiesel.
Endereço:
Rodovia BR 491, 64500, km 64,5 – Zona Rural – Guaranésia – MG – 37.810-000
Telefone/Email:
(35)
3555-1822
Email:
indú[email protected]
Site:
http://www.alvoradabebedouro.com.br/
agrí[email protected]
/
Empresas/Cooperativa Ligadas ao Agronegócio de Guaxupé - MG
Logomarca:
Empresa:
Cooperativa dos Cafeicultores de Guaxupé (Cooxupé)
Produtos:
Café, Café Expresso, Cappuccino, Café Solúvel, Óleo de Café, Insumos Agrícolas,
Laboratório de Análise de Café e de Análise Química, Cereais (Milho, Soja e Sorgo).
Endereço:
Avenida Paulo Ribeiro do Valle, n. 1539 – Japy – Guaxupé – MG – 37.800-000
Telefone/Email: (35) 3696-1200 Email: [email protected] / [email protected]
Site:
http://www.cooxupe.com.br/
Logomarca:
Empresa:
Laticínios PresidentLtda
Produtos:
Queijos Tipo Árabe Labneh (Chancliche), Doce de Leite.
Endereço:
Rua Alcídes Baldini, 50 – Vila Coragem, Guaxupé – MG, 37.800-000
Telefone/Email: (35) 3551-6655 Email: [email protected]
Site:
http:// www.chancliche.com.br/institucional.htm
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 115 de 189
Empresas Ligadas ao Agronegócio de Itobi – SP
Logomarca:
Empresa:
Sítio A Boa Terra – Alimentos Orgânicos
Produtos:
Fabricação e Comércio de Alimentos (Frutas, Verduras, Legumes) Orgânicos. Cestas
Orgânicas.
Endereço:
Rodovia SP 350, Km 245 – Estrada Casa Branca a Itobi - Itobi – SP - 13.715-000 – CXP 05
Telefone/Email: (19) 3647-1321 / 3647-1192 / (19) 9 9198-2003Email:[email protected]
Site:
http://www.aboaterra.com.br/
Empresas Ligadas ao Agronegócio de Monte Santo de Minas - MG
Logomarca:
Empresa:
Perboni Sementes Ltda
Produtos:
Produção e Comércio de Sementes de Pastagens.
Endereço:
Rua GedeoneCastelani, 27 – Parque Industrial – Monte Santo de Minas – MG (Br 491)
Telefone/Email: (35) 3591-4472 / (35) 8869-0820 / (35) 9891-1212 / (35) 9160-9130
Site:
http://www.sementesperboni.com.br/
Logomarca:
REFRESCO BRASILLYS
Empresa:
Refresco Brasillys – Indústria, Comércio e Exportação Ltda.
Produtos:
Fabricação de refrescos, xaropes e pós para refrescos, exceto refrescos de frutas.
Comércio atacadista de bebidas.
Endereço:
Estrada de Monte Santo de Minas a Guaranésia, km 06, s/n – Bairro Itiguaçu – Zona
Rural -Monte Santo de Minas – MG – 37.958-000
Telefone/Email: (35) 3591-1810 / 3591-1739Email: [email protected]
Site:
Não tem.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 116 de 189
Logomarca:
Empresa:
Granjtec Indústria e Comércio Ltda
Produtos:
Indústria e Comércio de Produtos Avícolas e Agropecuários, Conjunto Cerqueiro,
Nebulizadores, Bebedouros e Comedouros, Ferragens para Madeiramento, e outros.
Endereço:
Rua dos Trabalhadores, 109, Parque Industrial, Monte Santo de Minas – MG – 37.958000
Telefone/Email:
(35) 3591-3000 / (35) 3591-4798
[email protected]
Site:
http://granjtec.com.br/index.php?route=information/information&information_id=6
(fax)
Email:[email protected]
ou
Logomarca:
Empresa:
Indústria de Refrigerantes Pequetito Ltda.
Produtos:
Fabricação de Refrigerantes.
Endereço:
Rua Primeiro de Maio – Parque Industrial -Monte Santo de Minas – MG – 37.958-000
Telefone/Email: (35) 3591-1623 / 3591-2014 (fax)Email:[email protected]
Site:
http://www.guaranapequetito.com.br/
Logomarca:
Empresa:
Indústria e Comércio de Aguardente Monte Santo Ltda.
Produtos:
Fabricação e Comércio de Aguardente.
Endereço:
Fazenda Cachoeirinha – Estrada Velha de Monte Santo de Minas a Itamogi, km 11, s/n –
Zona Rural - Monte Santo de Minas – MG – 37.958-000
Telefone/Email: (35) 9809-1012
Site:
Não tem.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 117 de 189
Empresas Ligadas ao Agronegócio de São José do Rio Pardo - SP
Logomarca:
Empresa:
Nestlé Brasil Indústria Alimentícia – Unidade São José do Rio Pardo
Produtos:
Todos os produtos da linha MAGGI são fabricados na Unidade da NESTLÉ de São José do
Rio Pardo (SP); Alimentos Infantis (principalmente para o Bebê).
Endereço:
Rua Henry Nestlé, s/n - Vila Formosa, São José do Rio Pardo - SP, 13720-000
Telefone/Email: (19) 3682-9100
Site:
Observações:
https://www.nestle.com.br/site/home.aspx
Visitas Técnicas Agendadas:Escolas e Instituições Públicas (CNPJ)Agendamento as
segundas e quartas-feiras, para grupos de até 46 (quarenta e seis) pessoas, pagamento
isento (obrigatória a apresentação, NA ENTRADA, de uma cópia do comprovante de
inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica para garantir a isenção. As visitas
acontecem das 8h às 16h.
Informações
fabrica.aspx
para
agendamento:https://www.nestle.com.br/site/anestle/visita-
ATENÇÃO:as terças, quintas, sextas e sábados não há isenção de pagamento, mesmo
com apresentação do documento.
Logomarca:
Empresa:
Cargill Agrícola Ltda – Unidade São José do Rio Pardo
Produtos:
Coberturas, Recheios e Molhos, Preparado de Frutas.
Endereço:
Avenida Brasil, 853, Vila Brasil, São José do Rio Pardo - SP, 13720-000
Telefone/Email: (19) 3608-3438
Site:
http://www.cargill.com.br/pt/index.jsp
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 118 de 189
Logomarca:
Empresa:
Rioplastic – Indústria e Comércio de Plásticos Rio Pardo Ltda
Produtos:
Sacolas e Sacos Biodegradáveis, Bobinas, Folhas Blocadas, Filmes de PVC, Potes, Copos,
Kits, Pratos Descartáveis e Biodegradáveis.
Endereço:
Avenida dos Braghettas, 220, Distrito Industrial – São José do Rio Pardo – SP – 13720000
Telefone/Email: (19) 3682-8200 Email: [email protected]
Site:
http://www.rioplastic.com.br/
Empresas Ligadas ao Agronegócio de São Sebastião da Grama - SP
Logomarca:
Empresa:
Kometudo Alimentos Ltda
Produtos:
Indústria e Comércio de Arroz e Feijão.
Endereço:
Av. Vereador José Taremelli, 401 – Distrito Industrial - São Sebastião da Grama – SP 13.650-000
Telefone/Email: (19) 3646-1010
Site:
http://www.kometudo.com.br/index.php?pg=home
Logomarca:
Empresa:
Café Serra da Grama Ltda
Produtos:
Indústria e Comércio de Cafés, Cafés Solúveis e Filtros para Café.
Endereço:
Rua Emílio Bizon, 100 - Distrito Industrial - São Sebastião da Grama – SP - 13.790-000
Telefone/Email: (19) 3646-1284 Email: café@cafeserradagrama.com.br
Site:
http://www.cafeserradagrama.com.br
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 119 de 189
Logomarca:
Empresa:
Indústria e Comércio de Doces Guimarães Ltda (Doces Gui Gui)
Produtos:
Doces Caseiros (Pé de Moleque, Foundant, Doces de Frutas, etc).
Endereço:
Rua Alameda Mauro Ferreira de Vasconcelos, 200 - Distrito Industrial - São Sebastião da
Grama – SP - 13.790-000
Telefone/Email: (19) 3646-2390Email: café@cafeserradagrama.com.br
Site:
http://www.docesguigui.com.br
Logomarca:
Empresa:
Laticínios São Miguel
Produtos:
Fabricação e Comércio de Queijos e Manteigas: Mussarela , Ricota Fresca , Ricota
Romana , Ricota Defumada com e sem pimenta, Provolone , Caccio Cavalo , Butirro
(com Manteiga Dentro), Manteiga , Queijo Frescal e Sanclixe.
Endereço:
Avenida Amâncio Unias Cruz, 15 - São Sebastião da Grama – SP - 13.790-000
Telefone/Email: (19) 3646-1281 / 3646-2099 Email:[email protected]
Site:
https://www.facebook.com/queijosroni/timeline?ref=page_internal
Cooperativa Ligada ao Agronegócio de São Sebastião do Paraíso - MG
Logomarca:
Empresa:
Cooperativa Regional dos Cafeicultores de São Sebastião do Paraíso (Cooparaíso)
Produtos:
Café, Insumos Agrícolas, Laboratório de Análise Foliar e Fertilidade do Solo.
Endereço:
Rua Carlos Munic, 140 – Bairro Vila Alda - São Sebastião do Paraíso – MG – 37.950-000
Telefone/Email: (35) 3411-7000Email:[email protected]
Site:
http:// www.cooparaiso.com.br
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 120 de 189
Empresas Ligadas ao Agronegócio de Tambaú - SP
Logomarca:
Empresa:
Matsuda Rações Ltda.
Produtos:
Produção de Rações Peletizadas para Bovinos, Equinos, Caprinos e Ovinos.
Endereço:
Rodovia Padre Donizetti, 275, (Rod SSP 332), Tambaú – SP - 13.710-000
Telefone/Email: (19) 3673-6160 Email: [email protected]
Site:
http://www.matsuda.com.br/Matsuda/Web/Home/Default.aspx?lang=pt-BR
Logomarca:
Empresa:
Sorvetes Zeti – Dias &Momesso Ltda.
Produtos:
Fabricação de Sorvetes e Produtos Lácteos.
Endereço:
Rua Albertina Azevedo Guedes, 165 – Vila Alvorada – Tambaú – SP – 13.710-000
Telefone/Email: (19) 3673-4785 / 3673-2343 Email:[email protected]
Site:
http://www.sorveteszeti.jeitoetalento.com/sorvetes.php
Logomarca:
Empresa:
Camilo Ferrari Indústria e Comércio S/A.
Produtos:
Produção de Açúcar, Álcool e Levedura Seca Inativa.
Endereço:
Estrada Vicinal Tambaú-Mococa, 5200, km 5,2 – Tambaú – SP
Telefone/Email: (19) 3673-1851 ou 3565-4665 Email: [email protected]
Site:
http://www. usinaferrari.com.br/index.php
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Logomarca:
SORVETES SKIBEL
Empresa:
Sorvetes Skibel Indústria e Comércio Ltda.
Produtos:
Fabricação de Sorvetes e Produtos Lácteos.
Endereço:
Rua José Lepri, 330 – Centro – Tambaú – SP – 13.710-000
Página 121 de 189
Telefone/Email: (19) 3673-1755Email:[email protected]
Site:
http://www.skibel.com.br
Empresas Ligadas ao Agronegócio de Tapiratiba - SP
Logomarca:
Empresa:
Fazenda Bela Vista Produtos Alimentícios – Laticínios
Produtos:
Leites,Creme de Leite, Queijos e Requeijões, Iogurtes Naturais, Iogurtes, Líquidos,
Achocolatado, Sucos, Leilão de Gado.
Endereço:
Fazenda São José – Rodovia Eduardo Vicente Nasser, km 293 – Tapiratiba– SP – 13760000
Telefone/Email: (11) 3616-1522 / 3616-1511 (fax) – Escritório Comercial em São Paulo
Site:
http://www.leitefazenda.com.br/index.php
Logomarca:
Empresa:
Itaiquara Alimentos S/A
Produtos:
Açúcares, Fermento Biológico, Fermento Químico, Mistura para Bolos, Massa para Pão
de Queijo, Mistura em Pó para Preparo de Salgadinhos, Mistura em Pó para o preparo
de Pães e Panetones, Refresco em Pó de vários sabores, Recheio para Pães e Bolos de
vários sabores, Cobertura de vários sabores, unta formas.
Endereço:
Fazenda Itaiquara, s/n– Tapiratiba– SP – 13.760-000
Telefone/Email: (19) 3657-9000 / 3657-9001 (fax) / Email: [email protected]
Site:
http://www.itaiquara.com.br/
Observações:
Usina Itaiquara de Açúcar e Álcool S/A. Endereço: Rodovia Deputado Eduardo Vicente
Nasser (Rod SP 350), S/N – Centro – Tapiratiba – SP. Telefone: (19) 3657-1305
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 122 de 189
Empresas/Cooperativa Ligadas ao Agronegócio de Vargem Grande do
Sul - SP
Logomarca:
Empresa:
Agrifonseca Implementos Agrícolas Ltda.
Produtos:
Tratores, Colheitadeiras, Máquinas e Equipamentos Agrícolas.
Endereço:
Avenida Municipal, 464 – Parque Industrial – Vargem Grande do Sul – SP – 13.880-000
Telefone/Email: (19) 3641-3378 Email: [email protected]
Site:
http://www.agrifonseca.com.br/empresa.html
Logomarca:
Empresa:
DIMAVAL – Distribuidora de Máquina AgrícolasVanço Ltda.
Produtos:
Distribuidora de máquinas, ferramentas, motores, jardinagem e itens de lazer ligados
ao campo e a propriedades rurais.
Endereço:
Avenida Joaquim Antônio de Silva, 563 – Jardim São José – Vargem Grande do Sul – SP
– 13.880-000
Telefone/Email: (19) 3643-9911 Email: [email protected]
Site:
http://www.dimaval.com.br/loja.asp
Logomarca:
Empresa:
Cerealista Felgran Ltda.
Produtos:
Comércio e Distribuição de Feijão e Grãos.
Endereço:
Chácara Graminha, 201 – Jardim Morumbi – Vargem Grande do Sul – SP – 13.880-000
Telefone/Email: (19) 3641-1400 / 3641-1692Email: [email protected]
Site:
http://www.felgrannobre.com.br/
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 123 de 189
Logomarca:
Empresa:
Cooperativa dos Bataticultores de Vargem Grande do Sul (Cooperbatata)
Produtos:
Assistência Técnica, Comércio e Distribuição de Batata, Beringela, Beterraba, Café,
Cebola, Cenoura, Feijão, Laranja, Milho, Repolho, Soja, Tomate e Trigo.
Endereço:
Estrada Municipal Fazenda Campo Vitória, km 01 – Zona Rural – Vargem Grande do Sul
– SP – 13.880-000
Telefone/Email: (19) 3641-6563 / 3641-3353Email: [email protected]
Site:
http://www.felgrannobre.com.br/
Logomarca:
Empresa:
Café Pacaembu Ltda.
Produtos:
Indústria e Comércio de Café.
Endereço:
Rua Sargento Cassiano, 2281 – Jd. Santa Marta – Vargem Grande do Sul – SP – 13.880000
Telefone/Email: (19) 3641-9222 Email: [email protected]
Site:
http://www.cafepacaembu.com.br/
Existem outras empresas ligadas ao Agronegócio em todas as cidades pesquisadas. Entretanto, as que estão
aqui relatadas foram as que apresentaram melhor acessibilidade de informações e produtos, bem como
formas de contato.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 124 de 189
Capítulo X
LOGOTIPO DO EVENTO
O Logotipo (ou Logo) de um evento é um conjunto formado por letras e imagens que identificam ou
simbolizam uma entidade (marca, produto, serviço)19. Logotipo é uma assinatura institucional, a
representação gráfica da marca. Usar corretamente o logotipo é uma das ações obrigatórias para o reforço
da imagem e da personalidade da empresa, produto, serviço ou evento.Cada um dos eventos já realizados
possuiu um logo distinto, a seguir apresentado:
Figura X.1 – Logotipo do I, II, III e IV Sintagro. Fontes:http://www.macroprograma1.cnptia.embrapa.br/redeap2/pasta-defiguras/SINTAGRO%20logo.JPG,
http://sintagro.blogspot.com.br/,
http://fatecriopreto.wix.com/sintagro
;
http://fatecitapetininga.edu.br/iv-sintagro/, respectivamente.
19
Informação disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Logotipo
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 125 de 189
Figura
X.2
–
Logotipo
do
V
e
VI
Sintagro.
Fontes:https://www.facebook.com/Sintagro/photos/a.134653740058462.1073741826.134650853392084/155632734627229/?type=1
&theater e http://www.sintagro.com.br/, respectivamente.
Realizando-se uma rápida inspeção dos logotipos já produzidos, pode-se tecer as seguintes considerações:
I.
O SINTAGRO é escrito em verde e preto ou tons de verde, exceto no III Sintagro onde também foi
utilizado o vermelho;
II.
Exceto no II Sintagro, todos os demais SINTAGROs possuíam folhas estilizadas, seja de forma
solitária (I Sintagro), agrupada (III, IV e V) ou em roseta (VI Sintagro);
III.
Exceto no III Sintagro, todos os demais havia a explicação da sigla Sintagro: Simpósio Nacional do
Agronegócio;
IV.
No II, III e V o logotipo continha também o nome da Faculdade de Tecnologia que sediava o evento.
Nos demais, tal informação foi omitida;
V.
No I, II e III o logotipo continha a informação de que a realização era do Centro Estadual de
Educação Tecnológica Paula Souza (Ceeteps). Nas demais edições isso foi omitido;
VI.
As datas de realização do evento apareceram apenas no II e III Sintagro, sendo omitido nos demais.
Tendo em vista a elaboração de um Logotipo para o evento deste ano, a seguir apresentamos uma
proposta de Logotipo para o VII SINTAGRO – Simpósio Nacional do Agronegócio:
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 126 de 189
a)
b)
c)
Figura X.3 – Propostas de Logotipo do VII Sintagro, feitas pelo Auxiliar de Docente Vinicius Brisighelo.
Evidentemente trata-se apenas de uma proposta. Outros logos e símbolos poderão ser elaborados.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 127 de 189
Capítulo XI
DIRETRIZES GERAIS DO EVENTO
Período do Ano Provável para a Realização do Evento
O Simpósio Nacional do Agronegócio (SINTAGRO) usualmente é realizado no mês de outubro, mas com
datas e períodos que variaram de ano para ano. Uma vez mantido a época do ano, certa cautela deve ser
tomada: Que o SINTAGRO não aconteça no mesmo período de realização do troféu internacional de
natação “Chico Piscina”, pois tal evento faz com que os hotéis da região fiquem todos lotados pelas
delegações, atletas, autoridades, comissões julgadoras e amantes da natação em geral, o que prejudicaria
(ou mesmo inviabilizaria) a hospedagem dos participantes do SINTAGRO. De acordo com o site oficial do
torneio, a edição 2015 acontecerá de 07 a 10 de outubro20. As delegações costumam chegar de 1 a 3 dias
antes do evento, principalmente as internacionais. Além disso, os hotéis realizam uma mudança na rotina
dos mesmos, com a relocação de camas, adaptação de alojamentos, etc. Evidentemente, após o torneio os
hotéis realizam outra reorganização, para a volta das rotinas normais de atendimento aos hóspedes. Assim
sendo, acreditamos que o SINTAGRO apresentaria melhores condições de hospedagem a partir da segunda
quinzena de outubro. Também deve ser evitada a realização do SINTAGRO em datas usuais de suspensão
de atividades acadêmico-administrativas ou feriados, como os dias 12, 15 e 28 de outubro. Em Setembro
também ocorre os Jogos da Primavera, evento este que mobiliza as escolas de Mococa e a qual a Fatec
costuma participar com equipes de vôlei, basquete, handbol e futsal masculino e feminino. Entretanto,
trata-se de um evento local e de menor porte, não prejudicando a hospedagem dos participantes.
Tabela XI.1 – Calendário de Setembro/Outubro 2015
SIGLAS DE SETEMBRO: Torneio: Jogos da Primavera – Primeira Quinzena de Setembro. Mobilização de
Estudantes das Escolas de Mococa. Feriado: 7 de Setembro – Dia da Independência.
Segunda
7
14
21
28
Terça
1
8
15
22
29
Quarta
2
9
16
23
30
Quinta
3
10
17
24
Sexta
4
11
18
25
Sábado
5
12
19
26
Domingo
6
13
20
27
SIGLAS DE OUTUBRO: Torneio: 7 a 10 de outubro – Troféu Internacional de Natação “Chico Piscina”; Preparativo
dos Hotéis para o Torneio: 5 e 6 de outubro. Feriados e Ponto Facultativo: 12 de outubro (Dia de Nossa Senhora
Aparecida – Padroeira do Brasil); 15 de outubro (Dia do Professor); 28 de outubro (Dia do Servidor Público)
20
Segunda
Terça
Quarta
5
12
19
26
6
13
20
27
7
14
21
28
Quinta
1
8
15
22
29
Sexta
2
9
16
23
30
Informação disponível em http://www.cbdaweb.org.br/MG/natacao/evento/131/
Sábado
3
10
17
24
31
Domingo
4
11
18
25
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 128 de 189
Por conta destes fatores, propomos que os períodos mais adequados para a realização do SINTAGRO em
Mococa sejam:
a) De 22 de setembro a 3 de outubro de 2015; ou
b) De 16 a 24 de outubro de 2015;
com a finalização do SINTAGRO na sexta-feira ou sábado, o que possibilita o participante retornar com
tranquilidade ao seu local de origem e ainda ter tempo para descansar e recompor suas energias,
reiniciando suas atividades profissionais e/ou de estudante na segunda-feira.
Realizando-se uma pesquisa nos sites dos SINTAGROS anteriores21, verificou-se que o tempo de duração do
evento é de 2 a 3 dias. Nas últimas edições, o primeiro dia ocorre apenas o credenciamento e acomodação
dos participantes, e, no período noturno, uma breve solenidade de abertura do evento seguido ou não de
um coquetel de boas-vindas. Já no último dia, a programação prevista usualmente se encerra até o final do
período vespertino, para que os participantes possam viajar ainda durante a tarde, bem como não pagar
mais uma diária no local onde esteja hospedado.
Tabela XI.2 – Período, Local e Cidade Sede dos SINTAGROS já realizados até 2014
Edição
Período
Quantidade de Dias
Cidade Sede/Fatec
I
19 a 21 de outubro de 2009
3 dias
Presidente Prudente
II
28 e 29 de outubro de 2010
2 dias
Itapetininga
III
05 a 07 de outubro de 2011
3 dias
São José do Rio Preto
IV
18 a 20 de outubro de 2012
3 dias
Mogi das Cruzes
V
16 a 18 de outubro de 2013
3 dias
Ourinhos
VI
25 a 27 de setembro de 2014
3 dias
São José do Rio Preto
Em relação ao coquetel de boas-vindas e/ou encerramento, bem como de eventuais festas ou
confraternizações realizadas e relacionadas ao SINTAGRO, é bom lembrar que desde 20 de maio de 2009
está em vigor a Lei Estadual no 13.545, que proíbe a compra, venda, fornecimento e consumo de bebidas
alcoólicas em qualquer dos estabelecimentos de ensino mantidos pela administração estadual paulista.
Segundo os artigos 1º e 4º desta lei:
Artigo 1º da Lei Estadual No 13.545 - Ficam vedados a compra, venda, fornecimento e
consumo de bebidas alcoólicas em qualquer dos estabelecimentos de ensino mantidos pela
administração estadual.
Parágrafo único - Consideram-se bebidas alcoólicas, para os efeitos desta lei, as bebidas
potáveis com teor alcoólico igual ou superior a 4,5 (quatro e meio) graus Gay-Lussac.
21
I SINTAGRO disponível em http://www.fatecpp.educacao.ws/noticia.php?id=14; II SINTAGRO disponível em
http://sintagro.blogspot.com.br/; III SINTAGRO disponível em http://fatecriopreto.wix.com/sintagro; IV SINTAGRO
disponível em http://www.aphortesp.com.br/noticias/iv-sintragro-simporio-nacional-de-tecnologia-agronegocio.html;
V SINTAGRO disponível em http://ruralcentro.uol.com.br/eventos/v-sintagro-3149; VI SINTAGRO disponível em
http://www.sintagro.com.br/portal/programacao;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 129 de 189
Artigo 4º da Lei Estadual No 13.545- O disposto nesta lei aplicar-se-á, inclusive, aos eventos
promovidos pela escola fora de suas dependências e em datas estranhas ao período letivo.
Por conta disso, as bebidas servidas nos coffee-breaks, coquetéis, jantares, confraternizações ou bebidas
disponibilizadas a palestrantes, organizadores ou participantes do evento não pode ter teor alcoólico para
que a comissão não seja responsabilizada por qualquer tipo de violação a referida lei. Pesquisando-se a
programação festiva realizada nos SINTAGROS anteriores, organizamos a seguinte tabela:
Tabela XI.3 – Dia do Evento, Horário, Local e Forma de Participação das Confraternizações
(Coquetéis/Jantares) associados aos SINTAGROS já realizados até 2014
Edição/Cidade Sede
Dia & Horário Da Confraternização
Local/Forma de Participação
I / Presidente Prudente
Dia Anterior ao Início do Evento – 22 h
Bar da Cidade Sede/Adesão
II / Itapetininga
1º Dia do Evento – 22h
Clube da Cidade Sede/Adesão
III / S. J. do Rio Preto
2º Dia do Evento – 23 h
Clube da Cidade Sede/Adesão
IV / Mogi das Cruzes22
Não houve.
Não houve.
V / Ourinhos23
1º Dia do Evento – 21 h
Salão de Festas da Cidade Sede/Adesão
VI / S. J. do Rio Preto
1º Dia do Evento – 21h30 // 3º Dia do Local
do
Evento/Aberto
Evento – 11h30
Participantes do Evento
aos
Fontes: Sites do SINTAGRO disponíveis na internet. I SINTAGRO disponível em http://www.fatecpp.educacao.ws/noticia.php?id=14;
II SINTAGRO disponível em http://sintagro.blogspot.com.br/; III SINTAGRO disponível em http://fatecriopreto.wix.com/sintagro; IV
SINTAGRO disponível em http://www.aphortesp.com.br/noticias/iv-sintragro-simporio-nacional-de-tecnologia-agronegocio.html; V
SINTAGRO
disponível
em
http://ruralcentro.uol.com.br/eventos/v-sintagro-3149;
VI
SINTAGRO
disponível
em
http://www.sintagro.com.br/portal/programacao.
Acreditamos que a programação festiva, se ocorrer, deva estar restrita apenas ao oferecimento de comese-bebes sem álcool, de forma breve, após o início e/ou término do evento.
Público Alvo e Eixos Temáticos dos Eventos Anteriores
O Público-Alvo pode ser entendido como sendo as pessoas as quais o evento é dedicado e construído, e a
qual se pretende trazer para o evento, seja como palestrante, seja como debatedor ou expositor de
trabalhos ou mesmo meramente como participante. Em todas as edições do SINTAGROs, o público-alvo
foram os mesmos:

22
23
Estudantes de graduação, pós-graduação e de cursos técnicos de cursos e áreas aderentes ao
Agronegócio;
Informado por Telefone pelo Diretor da Unidade, não disponível no site ou na programação do evento.
Informado por Telefone pelo Diretor da Unidade, não disponível no site ou na programação do evento.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti



Página 130 de 189
Professores e pesquisadores;
Produtores Rurais, Profissionais e Empresários do Agronegócio;
Interessados em Geral.
Já os Eixos Temáticos24 variaram de edição para edição do SINTAGRO, conforme visto na tabela a seguir:
Tabela XI.4 – Eixos e Sub-Eixos Temáticos associados aos SINTAGROS já realizados até 2014
Edição/Cidade
Sede
I
Presidente
Prudente
Eixo Temático
Tema Principal: A Expansão do Agronegócio e o Desafio da Sustentabilidade como País
Fornecedor Mundial de Alimentos e Bioenergia.
Sub-Eixos Temáticos: Inovação Tecnológica; Agroenergia; Logística Integrada no
Agronegócio; Agricultura de Precisão; Cadeias Produtivas e Cenários Econômicos;
II
Tema Principal: Gestão, Inovação e Tendências no Agronegócio.
Itapetininga
Sub-Eixos Temáticos: Inovação Tecnológica;Agroenergia; Logística Integrada no
Agronegócio; Agricultura de Precisão; Cadeias Produtivas e Cenários Econômicos;
III
Tema Principal: A Busca da Excelência no Agronegócio Brasileiro via Certificação e
Gestão Financeira das Agroempresas.
S. J. do Rio
Preto
IV
Mogi das
Cruzes
Sub-Eixos Temáticos: Agronegócios No Continente Americano; Excelência e Certificação
no Agronegócio; Agroempresas e Crédito Financeiro.
Tema Principal: Valoração Agropecuária e Empreendedorismo nas Pequenas e Médias
Propriedades.
Sub-Eixos Temáticos: Inovação Tecnológica; Marketing; Planejamento Estratégico;
Certificação Agrícola; Empreendedorismo; Comercialização Agrícola; Sustentabilidade.
V
Tema Principal: Perspectivas e Tendências em Bioenergia e Produção de Alimentos.
Ourinhos
Sub-Eixos Temáticos: Bioenergia; Produção de Alimentos.
VI
Tema Principal:Agricultura Familiar e Cooperativismo – Geração de empregos e
abastecimento alimentar nacional com sustentabilidade.
S. J. do Rio
Preto
Sub-Eixos Temáticos: Agricultura Familiar; Cooperativismo.
Fontes:I - http://www.ufrb.edu.br/agencia/externas/1365-i-sintagro-simposio-nacional-de-tecnologia-em-agronegocio; II http://sintagro.blogspot.com.br/; III - http://fatecriopreto.wix.com/sintagro;IV - http://ruralcentro.uol.com.br/eventos/iv-sintagro2643; V - http://blog.fatecourinhos.edu.br/?p=4650 ;VI - http://www.sintagro.com.br/
Pela tabela acima, verificamos que o número de sub-eixos temáticos propostos em cada um dos
SINTAGROs foram: 7sub-eixos (I, II e IV Sintagro); 3 sub-eixos (III Sintagro) e 2 sub-eixos (os dois últimos,
24
Eixo temático é um conjunto de temas que orientam o planejamento de um determinado evento, funcionando como
um suporte ou guia. Definir o eixo temático significa limitar os conteúdos abrangidos pelo assunto principal, não dando espaço
para a digressão, ou seja, para a divagação para outros temas secundários.O sentido figurado do termo “eixo” é “ideia
principal”. Neste caso, a essência do tema a ser tratado. Através do eixo temático, são definidos os parâmetros a serem
seguidos na estruturação de um evento. Fonte: Adaptado dehttp://www.significados.com.br/eixo-tematico/
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 131 de 189
oseja, no V e o VI Sintagro). Acreditamos que um número menor de eixos temáticos (2 ou 3) e a escolha
adequada do tema principal fará com que o número de participantes seja apropriado para o
desenvolvimento das atividades a serem programadas ao longo do evento.
Divisão da Programação Científica dos Eventos Anteriores
Vamos agora realizar um estudo sobre a programação científica dos SINTAGROS anteriores. Conforme
podemos observar na tabela a seguir, existe o evento usualmente ocorre em 3 dias, sendo caracterizado
basicamente por palestras, mesas redondas e apresentação de trabalhos. As visitas técnicas aconteceram
apenas em duas edições, e ainda em uma delas se restringiu a visita ao próprio campus rural da própria
Fatec25.No primeiro dia ocorre o credenciamento dos participantes do evento, a solenidade de abertura e
uma palestra. Nos primeiros SINTAGROS isso ocorreu durante o período matutino e nos últimos já no
período noturno. Nas primeiras edições não havia atividades no período noturno, enquanto que nos
últimos, houver palestras e/ou mostra de trabalhos, mas com atividades encerrando-se até as 21h30. A
programação do último dia é encerrada no final de manhã ou início da tarde, permitindo que o participante
do evento retorne à sua cidade de origem.
Tabela XI.5 – Visão Geral da Programação Científica dos SINTAGROS já realizados até 2014
Observação: A programação do I SINTAGRO, realizada em Presidente Prudente não está mais disponível na
internet, sendo omitida nesta tabela.
II SINTAGRO – Cidade Sede: Itapetininga – Duração do Evento:2 dias– Ano: 2010
DIA
MANHÃ
TARDE
NOITE
1º
Credenciamento
Abertura/
Palestra
Palestra
Palestra
Sem atividades
2º
Palestra
Palestra
Palestra
Encerramento
Sem atividades
III SINTAGRO – Cidade Sede: São José do Rio Preto – Duração do Evento:3 dias– Ano: 2011
DIA
MANHÃ
TARDE
NOITE
1º
Credenciamento
Abertura/
Palestra
Mostra de
Trabalhos
Mostra de
Trabalhos
Sem atividades
2º
Palestra
Palestra
Mesa Redonda
Mostra de
Trabalhos
Sem atividades
3º
Mesa Redonda
Encerramento
25
Sem atividades
Sem atividades
Visita Técnica à Fazenda de Ensino, Pesquisa e Extensão da Fatec Rio Preto, das 8h30 as 10h00, no segundo dia do VI
Sintagro. Fonte:http://www.sintagro.com.br/portal/programacao
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 132 de 189
Tabela XI.5 – Visão Geral da Programação Científica dos SINTAGROS já realizados até 2014 (Cont.)
IV SINTAGRO – Cidade Sede:Mogi das Cruzes– Duração do Evento:3 dias– Ano: 2012
DIA
MANHÃ
TARDE
NOITE
1º
Credenciamento
Abertura/
Palestra
Palestra
Palestra
Palestra
Mostra de
Trabalhos
2º
Palestra
Palestra
Palestra
Palestra
Palestra
Mostra de
Trabalhos
3º
Visita Técnica
Visita Técnica
Encerramento
Sem atividades
Sem atividades
V SINTAGRO – Cidade Sede: Ourinhos – Duração do Evento:3 dias– Ano: 2013
DIA
MANHÃ
TARDE
1º
Sem atividades
NOITE
Sem
atividades
Credenciamento
2º
Palestra
Palestra/ Mesa
Redonda
Mostra de
Trabalhos
Palestra/ Mesa
Redonda
3º
Palestra
Palestra/ Mesa
Redonda
Mostra de
Trabalhos
Palestra/ Mesa
Redonda
Abertura
Palestra
Sem atividades
Encerramento
Sem
atividades
VI SINTAGRO – Cidade Sede: São José do Rio Preto – Duração do Evento:3 dias– Ano: 2014
DIA
MANHÃ
TARDE
1º
Sem atividades
NOITE
Credenciamento
Abertura
Palestra
Palestra
Palestra
Palestra
2º
Visita Técnica
Mostra de
Trabalhos
Palestra
Mesa Redonda
3º
Palestra
Palestra
Encerramento
Sem
atividades
Sem atividades
Fontes:I - http://www.ufrb.edu.br/agencia/externas/1365-i-sintagro-simposio-nacional-de-tecnologia-em-agronegocio; II http://sintagro.blogspot.com.br/; III - http://fatecriopreto.wix.com/sintagro;IV - http://ruralcentro.uol.com.br/eventos/iv-sintagro2643; V - http://blog.fatecourinhos.edu.br/?p=4650 ;VI - http://www.sintagro.com.br/
Uma vez apresentados a formatação das atividades dos SINTAGROS anteriores, por dia, período e tipo de
atividade, proporemos o seguinte formato geral e, em seguida, detalhado do VII SINTAGRO: Formato de 3
dias, sendo o primeiro dia realizado o credenciamento e o último o encerramento do evento. No último dia,
o evento encerrar-se-á a tarde, permitindo ao participante do evento retornar ao seu local de origem, se
assim o desejar. No primeiro dia, o evento iniciar-se-á a tarde, possibilitando o participante do evento sua
viagem de vinda a Mococa.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 133 de 189
Tabela XI.6 – Visão Geral da Programação Científica do VII SINTAGRO – 2015
VII SINTAGRO – Cidade Sede: Mococa – Duração do Evento: 3 dias– Ano: 2015
Observação: As chamadas “Atividades Científicas” congregam: Palestras, Mesas Redondas, Mini-Cursos, Visitas
Técnicas, Mostra de Trabalhos Científicos de alunos, professores, pesquisadores, profissionais e demais interessados.
Tais mostras pode ser através de pôster, comunicação oral, etc. A especificidade de cada Atividade Científica vai ser
consolidada após o delineamento da programação do VII SINTAGRO.
DIA
MANHÃ
TARDE
NOITE
1º
Sem atividades
Credenciamento
Abertura/
Palestra
Atividade
Científica
Atividade
Científica
Atividade
Científica
2º
Atividade
Científica
Atividade
Científica
Atividade
Científica
Atividade
Científica
Atividade
Científica
Atividade
Científica
3º
Atividade
Científica
Atividade
Científica
Atividade
Científica
Encerramento
Sem atividades
Os detalhes das programações científicas serão definidos ao longo da montagem da grade de atividades
acima proposta. Dependendo do tipo de atividade proposta, bem como do número de participantes,
poderão existir mais de uma atividade ocorrendo simultaneamente ou em horários com superposição
parcial de horários. Neste caso, cabe ao participante do evento inscrever-se antecipadamente em qual
atividade deseja participar para que os organizadores do evento possam ter uma idéia prévia se tal
atividade é viável de acontecer ou então se a capacidade prevista para tal atividade está excedida.
A oferta de mais atividades científicas envolvendo temas e objetos de estudos distintos podem ser um
diferencial para o aumento do número de inscritos no evento, de forma que distintos profissionais possam,
em um mesmo evento, realizar um número significativo de atividades científicas.
Ocorrência de Distintas Atividades Científicas
em um Mesmo Horário e dia do Evento
Palestra
Mesa
Redonda
Visita Técnica
Figura XI.1 – Poderão acontecer mais de uma atividade científica proposta em um mesmo horário e em um dado dia do evento. Esta
diversidade proporcionaria mais opções e possibilidade de atrair mais participantes para o evento, dada a diversidade temática
apresentada. Evidentemente o participante do evento deve realizar sua inscrição em uma dada atividade antecipadamente, para ver se
existe um número mínimo de interessados na mesma ou então se não vai exceder a capacidade máxima possível da turma para a
atividade científica.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 134 de 189
A título de padronização e entendimento de nomenclaturas mais usualmente utilizadas nestas atividades,
conceituamos por:

MESA REDONDA: Define-se por mesa redonda uma atividade composta por dois ou mais
autoridades a respeito de um determinado tema, o qual existirá um debate de opiniões, visões,
pontos de vista entre ambos, com a participação da platéia. Tal atividade é presidida por um
“coordenador” que tem a função de introduzir o assunto a ser debatido aos presentes, bem como
apresentar as demais autoridades convidadas para realizar a mesa redonda e ainda mediar
eventuais controvérsias e conflitos que podem acontecer devido ao embate de idéias. A
participação do público presente é sempre de bom tom, principalmente em relação a eventuais
perguntas proferidas pelos presentes. Destina-se geralmente a um público que possui algum
conhecimento na área, não necessariamente aprofundado.

MINI-CURSOS: Define-se por mini-cursos a explanação de um determinado assunto através de
aulas tradicionais predominantemente teóricas, ainda que alguma parte prática não está
inteiramente descartada. Em virtude da duração do curso se resumir a poucas horas, o escopo do
mini-curso deve ser bem restrito a ponto de ser vencida nas horas previamente destinadas a
realização da atividade. Destina-se geralmente a um público que não apresenta um conhecimento
aprofundado sobre o tema em questão.

MOSTRA DE TRABALHOS CIENTÍFICO-TECNOLÓGICOS: Define-se por mostra de trabalhos
científico-tecnológicos a explanação de temas específicos desenvolvidos em atividades de iniciação
científica, programas de pós-graduação, monografias, projetos interdisciplinares ou integradores, e
demais atividades com produção de conhecimento relevante. Tais mostras geralmente se traduzem
por sessões de algumas horas de duração onde alunos, professores, pesquisadores, educadores se
encontram a disposição de interessados em geral em saber mais sobre seus resultados, seu
trabalho e realizações. Em tais atividades, ocorre uma troca direta de informações entre o
expositor e o público que porventura parou e quis saber mais a respeito do trabalho exposto. A
mostra é geralmente caracterizada pela fixação de pôsteres e cartazes confeccionados pelos
próprios expositores e que os ajudam e orientam na transmissão dos conceitos, resultados,
conclusões dos trabalhos para quem se interessar em saber mais sobre os mesmos.

PALESTRA: Define-se por palestra a uma atividade composta por um especialista em um
determinado tema, cuja finalidade é abordar um assunto geralmente de forma abrangente,
introduzindo um dado corpo de conhecimentos de forma geral, não se aprofundando em detalhes
ou particularidades desnecessárias. Destina-se a um público sem formação na área, caracterizandose por um primeiro contato a respeito de um tema. Geralmente a palestra é aberta a perguntas dos
presentes, para que os mesmos possam ter acesso a conhecimentos um pouco mais específicos e
que venham de encontro a seus anseios. É muito comum o uso de recursos multimídia, aplicativos
computacionais e outros recursos didáticos para exemplificar melhor os conceitos a serem
expostos.

PRÁTICAS: Define-se por práticas a uma atividade composta por um especialista em um
determinado tema, cuja finalidade é abordar de forma prática ou experimental um assunto
geralmente de forma abrangente, introduzindo um dado corpo de conhecimentos de forma geral,
não se aprofundando em detalhes ou particularidades desnecessárias. Geralmente o assunto é
introduzido de forma teórica e, em seguida, os presentes realizam experimentos, manipulam
instrumentos, tomam contato com as técnicas de forma prática, realizando ou ajudando a realizar
certas etapas dos conceitos contextualizados na atividade. É corriqueiro o uso de recursos
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 135 de 189
multimídia, bem como de instrutores que auxiliam os presentes na consecução dos conceitos a
serem expostos.

VISITA TÉCNICA: Define-se por Visita Técnica a uma atividade onde os participantes do evento vão
conhecer certos equipamentos, instalações, técnicas experimentais, linhas de produção, ou
atividades desenvolvidas cotidianamente em uma empresa, instituição, organização que possui
renome e notoriedade no que faz, realiza ou produz. Tal atividade é desenvolvida nas dependências
da organização que recebe os grupos de participantes, sendo orientados por um ou mais
responsável(is) pela visita técnica o qual explica, comenta, ilustra, demonstra os conhecimentos
que se deseja passar aos integrantes da visita técnica. A atividade também é supervisionada por
algum professor, educador, pesquisador ou autoridade competente designada pela instituição de
ensino superior integrante do evento.

WORKSHOP: Define-se por workshop uma atividade composta por um ou mais autoridades
relacionadas a certo tema, mas cuja presença não é realizar um debate ou conflito de idéias. A
finalidade do workshop é a explanação de um tema específico e, em seguida, uma divisão dos
participantes em grupos ou equipes para realizar uma determinada imersão ou discussão entre os
presentes. Ao final, cada grupo ou equipe apresenta suas próprias conclusões, disseminando-as aos
demais presentes ao evento. Ao término da atividade, as considerações finais são proferidas pelas
autoridades dirigentes da atividade.
Outras modalidades de atividades são igualmente possíveis de acontecer durante o evento, mas a
realização dos mesmos são menos freqüente do que as acima expostas.
Diretrizes da Programação do Evento
A Programação Científica deverá obedecer ao formato Palestras/Mesa Redonda/Visitas Técnicas/Mini
Cursos/Atividade Científica, conforme definições anteriormente apresentadas. O Formato do Evento
deverá ser regido pelas seguintes diretrizes:
DURAÇÃO DO EVENTO: O Evento deve ocorrer em três dias, sendo que o primeiro a programação deve
iniciar-se no período vespertino e no terceiro dia, encerrar-se até o meio da tarde. Programação de quatro
dias poderia ser proposta, mas discutida sua viabilidade junto a comunidade ligada ao agronegócio, bem
como as demais Fatecs parceiras do SINTAGRO;

1º Dia: As atividades do primeiro dia do evento iniciar-se-ão no período matutino dando aos
participantes do evento a possibilidade de viajarem até Mococa no período matutino, chegando a
tempo da abertura do SINTAGRO. Para os participantes oriundos de cidades muito distantes,
poderão ser reservadas hospedagens desde o dia anterior ao início do evento;

2º Dia: Dia com atividades nos três períodos: matutino, vespertino e noturno, com palestras, visitas
técnicas, mini-cursos, etc. As atividades serão definidas segundo a comissão organizadora do
evento;

3º Dia: O encerramento do SINTAGRO deverá ocorrer no período vespertino do terceiro dia, de
preferência até o meio da tarde, dando a oportunidade dos participantes do evento de retornarem
ao seu local de origem no mesmo dia, evitando o pagamento de mais uma diária de hotel.
Entretanto, programações suplementares ao evento (aquelas que ocorrem depois do
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 136 de 189
encerramento do mesmo) poderão ser oferecidas, caso seja constatado um número relevante de
interessados;

4º Dia (opcional): Se houver o quarto dia, então o 3º dia também será de programação completa e
o 4º dia acontecerá o encerramento até o meio da tarde, conforme expresso anteriormente para o
evento de duração de 3 dias.
HORÁRIOS DE INÍCIO E TÉRMINO DAS ATIVIDADES: Os horários de início e término das atividades em um
dado período (matutino, vespertino ou noturno) devem ser tais que não sobrecarreguem o participante do
evento, nem se estendam mais do que o necessário.

As atividades do início da manhã: Não devem acontecer antes das 08:30 h, de modo que os
integrantes do evento possam acordar em torno das 07:30 h, tomar tranquilamente o café-damanhã oferecido pelo hotel a qual esteja hospedado e ainda participar da primeira atividade
matutina do evento;

As atividades do período vespertino: Devem ocorrer entre 14:00 h e 18h30, de forma que os
participantes do evento possam almoçar tranquilamente antes de voltar ao SINTAGRO, bem como
jantar e descansar um pouco antes das atividades noturnas;

As atividades do SINTAGRO relacionadas ao período noturno: Não devem se exceder as 22:00
horas. Depois deste horário acreditamos que a produtividade dos participantes do evento fica
reduzida, principalmente em relação ao primeiro dia, cujo cansaço da viagem deve ser levado em
consideração;

Exceção: As visitas técnicas não se aplicam a tais restrições, pois dependem dos horários a serem
combinados com as empresas/organizações que irão receber o grupo de visitantes, bem como o
translado de ir e vir a esta empresa;
QUANTIDADE DE ATIVIDADES NA PROGRAMAÇÃO DO SINTAGRO: As atividades do SINTAGRO variam de
dia para dia do evento. Deve ter um número menor no primeiro e último dia por conta da chegada/partida
dos integrantes do evento. No formato opcional de 4 dias, o 2º e o 3º dia devem ter quantidades
semelhantes de atividades. Caso contrário, o 2º dia congrega a maior quantidade de eventos e o 1º e 3º dia
tem quantidades semelhantes de atividades científicas Considerando apenas uma atividade na grade de
programação do evento por vez, temos:

1º Dia: Previsão de 3 a 5 atividades científicas, contando com a abertura do evento;

2º Dia: Previsão de 6 a 8 atividades na grade de programação do evento, distribuídas ao longo dos
três períodos;

3º Dia: Previsão de 3 a 5 atividades científicas, contando com o encerramento do SINTAGRO;
Evidentemente, a quantidade de atividades poderá aumentar se forem propostos duas ou mais atividades
simultâneas durante o evento. Tendo em vista que a Fatec Mococa possui também cursos de Análise e
Desenvolvimento de Sistemas, Gestão Empresarial e Gestão da Tecnologia da Informação, poderia-se
pensar em atividades que interessariam também a estes estudantes, o que promoveria um aumento do
número de inscritos no SINTAGRO, bem como numa eventual apresentação de trabalhos científicos;
PAUSA ENTRE ATIVIDADES PROGRAMADAS CONSECUTIVAS: Entre um tópico da programação e outro
haverá uma pausa para refeição ou Coffee Break. Tais interstícios são bons para que eventuais retardos
para o início da programação de alguma palestra, mini-curso, etc, não prejudique ou comprometa a
atividade seguinte. Possibilitam também que os participantes da atividade recém-encerrada possam trocar
idéias, opiniões, impressões a respeito da mesma, logo após ela ocorrer.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 137 de 189

No caso do Coffee Break: O intervalo deverá ser de 30 minutos e ocorre entre duas atividades
dentro de um mesmo período. Os itens do coffee break ou bebidas servidas aos palestrantes e
organizadores do evento não deverá conter bebida alcoólica, de acordo com a lei estadual em
vigor.

No caso da Refeição: O intervalo deverá ser de, no mínimo, 1 hora e ocorre entre a última
atividade de um período e a primeira atividade do período seguinte, em um mesmo dia de evento.
A refeição é por conta do participante do evento, e, neste caso, o mesmo estará livre para comer e
beber o que bem entender;
VISITAS TÉCNICAS: Mecanismo de Interação Universidade/Empresa, caracterizado pelo contato “in loco”
entre os visitantes e o local visitado. Possibilita adquirir vivências e experiências de pessoas que já
trabalham no local visitado e, portanto, possuem uma visão mais profunda do funcionamento da empresa,
bem como de questões relevantes do dia-a-dia. Permite que os participantes do evento conheçam
máquinas, procedimentos, técnicas e pessoas que possam agregar relevantes conhecimentos para sua vida
profissional. Para o caso de estudantes: Objetiva a complementação didático-pedagógica de disciplinas
teórico-práticas específicas dos cursos tecnológicos; Permite que os alunos façam contatos profissionais
e/ou visitem lugares que futuramente possam estar estagiando ou pedindo emprego;

As visitas técnicas deverão ocorrer (se forem programadas), respeitando-se as condições, horários,
número máximo de integrantes por grupo e termos impostos pelas empresas as quais permitirão a
realização de tal atividade;

Poderão ser programadas diversas visitas técnicas em um mesmo horário, permitindo aos
participantes do evento escolherem qual delas quer efetivamente participar;

Caso existam muitos interessados em participar de uma dada visita técnica, entrar em contato com
a empresa, de modo que se estude a possibilidade de se fazer duas visitas técnicas ou em horários
diferentes ou dias distintos, de modo a satisfazer o anseio dos inscritos no SINTAGRO;
MOSTRA DE TRABALHOS: O SINTAGRO usualmente realiza uma exposição de trabalhos científicos,
tecnológicos e de inovação tecnológica na área do evento, através da exposição de pôsteres ou de
comunicação oral. Tem por finalidade Difundir a produção científica e tecnológica oriunda das instituições
de ensino e pesquisa, organizações e empresas em geral, bem como de profissionais de notório saber que
desenvolvem atividades científicas relevantes. Permite aos participantes do evento:

Principais Objetivos da Mostra de Trabalhos: Apresentar aos participantes o que está sendo
cientificamente investigado ou desenvolvido em universidades, empresas e centros de pesquisa.
Firmar novas parcerias com outras Instituições de Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária ou com
empresas de algum setor produtivo. Proporcionar sugestões para novos trabalhos
científicos/tecnológicos/de inovação tecnológica, aos integrantes do evento. Propiciar vivências e
troca de experiências relacionadas aos trabalhos científicos e tecnológicos entre os participantes do
evento, bem como a oportunidade de se fazer novas amizades ou contatos profissionais. A
possibilidade de interação entre o autor do trabalho e interessados em geral de modo que os
mesmos possam sanar eventuais dúvidas e obter maiores esclarecimentos em relação ao trabalho
em si;

Horário para a Realização da Mostra de Trabalhos: A idéia é fazer a exposição de trabalhos no
último horário de um período, ou seja, ou no final da manhã, ou da tarde ou ainda da noite. Isto
permite ao expositor um tempo maior para mostrar seu trabalho ou conhecer o trabalho dos
outros expositores, de conversar com os interessados em seu trabalho, etc. Também permite ao
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 138 de 189
expositor do trabalho realizar tais tarefas sem ter que se apressar para assistir ou participar de
alguma outra atividade programada para acontecer em seguida;

Dias para a Apresentação dos Trabalhos: Os trabalhos poderão ser apresentados em qualquer dos
dias do evento, podendo, inclusive, haver apresentação de trabalhos em mais de um dia.
Recomenda-se evitar a apresentação de trabalhos logo depois da abertura ou pouco antes do
encerramento do evento;

Relação dos Trabalhos a serem Apresentados: A relação dos trabalhos a serem apresentados no
SINTAGRO dependerá da aprovação do comitê científico do evento. A apresentação poderá
ocorrer:

o
Apresentação Escrita: A apresentação ocorrerá mediante a apresentação de pôster a ser
afixado em área previamente disponibilizada pela equipe organizadora do evento. O pôster
deverá seguir normas e regras previamente determinadas, padronizando a apresentação
dos trabalhos do evento;
o
Apresentação Oral: A apresentação ocorrerá em uma mini-palestra, utilizando recursos
multimídia, com um intervalo entre um trabalho e outro para perguntas e troca de
apresentações. A sessão deve ter um supervisor que fará a apresentação do trabalho e do
expositor perante aos presentes à seção;
A exposição dos trabalhos deverá seguir normas, prazos, cronogramas e regras padronizadas e
aplicáveis para todos os participantes do evento. A entrega dos certificados ocorrerá somente após
a apresentação do mesmo.
o
O local da mostra de trabalhos, bem como o horário para a apresentação dos mesmos será
apresentado após o fechamento da programação científica do SINTAGRO;
o
As salas de aulas e/ou laboratórios de informática poderão ser disponibilizados para a
apresentação dos trabalhos, seja de forma de pôster, seja para comunicação oral;
ANAIS DO SINTAGRO: A idéia é que todos os trabalhos apresentados durante o evento integrem um livro
digital passível de download contendo os artigos, resumos de palestras e demais atividades realizadas no
VII SINTAGRO.
TRANSMISSÃO DAS ATIVIDADES VIA WEB: Dadas as distâncias de diversas Fatecs e outras instituições de
ensino e pesquisa aderentes ao SINTAGRO, poderia ser proposto uma infra-estrutura de informática que
viabilizasse a transmissão via web das palestras e mesas redondas do evento. Os interessados em geral
poderia realizar perguntas ao final da atividade, sendo respondidas em tempo real pelo palestrante. Isso
seria uma inovação a ser apresentada nesta edição.
CREDENCIAMENTO DE INSCRITOS: O credenciamento dos participantes do evento acontecerá no primeiro
dia do SINTAGRO, ocorrerá no local da abertura do evento, a ser definido após o fechamento da
programação. Os participantes que eventualmente queiram se credenciar em horários adversos ao previsto
no evento, deverão se dirigir a Faculdade de Tecnologia de Mococa para a realização do mesmo.

Entrega de Materiais: Os materiais (se for previsto) deverá ser entregue no credenciamento do
participante ao evento (crachá, bloco de notas, caneta, pasta, etc);

Apresentações das Palestras/Mini Cursos/Mesa Redondas e Similares: As apresentações dos
palestrantes poderão ser disponibilizadas aos participantes do SINTAGRO desde que sejam
permitidas pelo autor do material, e também de forma póstuma, para download no site do evento;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 139 de 189
EMISSÃO DE CERTIFICADOS: Os certificados de participação do SINTAGRO serão entregues postumamente,
após a conferência da presença dos inscritos no evento, mediante assinatura de lista de presença
monitorada pelo staff do evento.

Certificados Personalizados: Os certificados serão emitidos um a um, de forma personalizada, de
acordo com a efetiva participação do inscrito no evento nas atividades programadas, seguindo um
modelo a ser criado e aprovado pela comissão organizadora do SINTAGRO.

Certificação Digital: Os certificados serão certificados digitalmente, e enviados aos participantes
em data póstuma ao encerramento do evento no email especificado pelo participante;
GASTOS COM PALESTRANTES E DEBATEDORES DO SINTAGRO: As palestras, mini-cursos, mesas redondas,
workshops e demais atividades deverão ser comandados por um ou mais professores, autoridades ou
profissionais de notório saber de uma determinada área do conhecimento. Estas pessoas são convidadas a
estarem no evento, sendo ressarcidos seus gastos de transporte (incluindo pedágio), alimentação e
hospedagem. Entretanto:

Salvo exceção de já ter sido previsto e autorizado por autoridade competente, não serão pagos:
o
Gastos extras com acompanhantes dos palestrantes;
o
Compra de presentes dos palestrantes para terceiros, etc;
o
Permanência estendida no evento, sem estar devidamente autorizada pelo comitê
organizador do SINTAGRO;

Caso desejarem participar do evento além da palestra ou atividade a qual foi programada, o
palestrante terá isenção de sua inscrição no SINTAGRO;

O palestrante receberá postumamente o certificado de sua participação no evento como
palestrante e também em outras atividades, caso participe;
RESPONSABILIDADES DOS PARTICIPANTES DO EVENTO: Os participantes do evento são responsáveis por
seus bens, despesas e gastos envolvidos com sua estada em Mococa, em seus passeios e traslados antes,
durante e após o encerramento do evento, bem como pelos seus atos praticados antes, durante e após o
SINTAGRO. Enfatizando, em relação aos inscritos para o SINTAGRO, a comissão científica, o comitê
organizador do evento ou a Faculdade de Tecnologia de Mococa não se responsabiliza:

Com as Despesas de transporte, alimentação ou hospedagem antes, durante ou após a realização
do SINTAGRO;

Com quaisquer incidentes em veículos, materiais, equipamentos, aparelhos eletro-eletrônicos,
roupas ou itens de vestuário ou quaisquer outros bens que porventura possam ser furtados,
danificados antes, durante ou após a realização do SINTAGRO;

Por incidentes, brigas e confrontos ocorridas envolvendo participantes, antes, durante ou após a
realização do SINTAGRO;

Pelo porte e/ou consumo de substâncias ilícitas, embriaguez, ou comportamentos ou atitudes
impróprias realizadas por participantes do evento, antes, durante ou após a realização do
SINTAGRO;
Uma vez realizadas tais considerações, a programação detalhada inicialmente proposta para o VII
SINTAGRO é a apresentada a seguir:
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 140 de 189
Tabela XI.7 – Visão Detalhada da Programação Científica do VII SINTAGRO – 2015
As Atividades Científicas Suplementares: Atividades destinadas aos alunos da Fatec-Mococa, mas que qualquer inscrito no
SINTAGRO poderia participar. Seria uma forma de integrar os alunos dos demais cursos da Unidade com o evento. Poderia ser minicursos, mesas redondas, práticas, temas aderentes aos demais cursos da Unidade, mas que teriam um viés no Agronegócio,
complementando o evento. A efetiva realização de tais atividades dependerão de interessados nas mesmas.
Atividades Científicas: Ampla gama de atividades que podem ser oferecidas durante o SINTAGRO. O termo está no plural porque
pode ser oferecidas mais de uma atividade num mesmo horário. A escolha de qual atividade será oferecida dependerá da comissão
organizadora do evento.
Mostra de Trabalhos: A mostra de trabalhos poderia acontecer no período noturno, onde é possível estender o período da mostra
até as 22h30, tendo em vista que se trata de um evento itinerante, onde o interessado pode circular pelos trabalhos e conversar
com os participantes do congresso.
Primeiro Dia do Evento
M
T
N
11h00 - 14h00
Credenciamento
14h00 - 14h30
Abertura do Evento.
14h30 - 16h00
16h00 – 16h30
16h30 – 18h00
18h00 - 19h30
Atividades Científicas I
Intervalo com Coffee Break
Atividades Científicas II
Intervalo para o Jantar
19h30 – 21h00
21h00 – 21h30
21h30 – 23h00
Atividades Científicas III
Intervalo com Coffee Break
Atividades Científicas Suplementares A
Segundo Dia do Evento
M
T
N
09h00 - 10h30
Atividades Científicas IV
10h30 - 11h00
Intervalo com Coffee Break.
11h00 - 12h30
Atividades Científicas V
12h30 - 14h00
Intervalo para o Almoço
14h00 - 15h30
15h30 – 16h00
16h00 – 17h30
17h30 - 19h30
Atividades Científicas VI
Intervalo com Coffee Break
Atividades Científicas VII
Intervalo para o Jantar
19h30 – 21h00
21h00 – 21h30
21h30 – 23h00
Atividades Científicas VIII
Intervalo com Coffee Break
Atividades Científicas Suplementares B
Terceiro Dia do Evento
M
T
09h00 - 10h30
Atividades Científicas IX
10h30 - 11h00
Intervalo com Coffee Break.
11h00 - 12h30
Atividades Científicas X
12h30 - 14h00
Intervalo para o Almoço
14h00 - 15h30
15h30 – 16h00
16h00 – 16h30
16h30 – 18h00
Atividades Científicas XI
Encerramento do Evento
Intervalo com Coffee Break
Atividades Científicas Suplementares C
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 141 de 189
Capítulo XII
MOSTRA DE TRABALHOS DO SINTAGRO
Os trabalhos a serem submetidos ao Evento poderão acontecer mediante o envio de resumos expandidos
(no caso de comunicação oral) ou de pôsteres (no caso de comunicação escrita). Considerando-se os Cursos
Técnicos e Tecnológicos existentes no Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (Ceeteps),
poderão ser submetidos para a mostra de trabalhos do VII SINTAGRO trabalhos de natureza científica,
tecnológica ou de inovação para serem expostos no evento nas seguintes áreas ligadas ao Agronegócio:
I.
Agregação de Valores, Produção de Bens ligados ao Agronegócio;
II.
Agricultura, Agropecuária, Veterinária, Zootecnia, Agronomia ou Agronegócio;
III.
Alimentos;
IV.
Bioenergia ou Biocombustíveis;
V.
Biotecnologia e Inovação Tecnológica no Agronegócio;
VI.
Certificação e Qualidade no Agronegócio;
VII.
Economia, Filosofia, Sociologia Aplicada ao Agronegócio;
VIII.
Logística, Embalagens, Comercialização ligados ao Agronegócio;
IX.
Matemática Financeira, Finanças e Custos e Orçamentos no Agronegócio;
X.
Mecanização, Insumos, Equipamentos para o Agronegócio;
XI.
Meio Ambiente, Recursos Naturais e Sustentabilidade;
XII.
Métodos Matemáticos e Estatísticos aplicados ao Agronegócio;
XIII.
Preços e Mercados Nacionais e Internacionais relacionados ao Agronegócio;
XIV.
Propaganda e Marketing no Agronegócio;
XV.
Técnicas Inovadoras de Insumos, Produção Animal ou Vegetal;
XVI.
Silvicultura e Tecnologias Florestais;
XVII.
Recursos Hídricos, Infra-Estrutura e Armazenamento aplicado ao Agronegócio;
Todos os trabalhos inscritos e submetidos serão analisados por uma Comissão Científica formada por
professores e profissionais da área de Agronegócios aderentes aos propósitos do VII SINTAGRO. Os
critérios de validação destes trabalhos seguirão os critérios de qualidade e profundidade dos dados e das
informações, da pertinência ao escopo do VII SINTAGRO, apresentados abaixo:

Aderência do Trabalho ao Escopo do Sintagro, com a adequação do título ao conteúdo do
trabalho;

Grau de Profundidade dos Dados e Informações, com a devida clareza na apresentação das
informações e na descrição do método do trabalho;

Coerência entre: Objetivo e Metodologia/ Objetivo e Resultados Apresentados / Resultados e
Discussões Realizadas;

Concisão e objetividade no estilo do texto e os temas e objetivos do SINTAGRO;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti

Domínio sobre o assunto analisado e das Normas Cultas da Língua Portuguesa;

Originalidade do Tema principalmente com viés na Inovação Tecnológica;

Pertinência do Trabalho em Relação ao Escopo do Evento;

Respaldo Bibliográfico;

Trabalho de acordo com as Normas adotadas no Evento;
Página 142 de 189
OBSERVAÇÃO: A critério da Comissão Científica do SINTAGRO, a forma de apresentação dos trabalhos
poderá ser remanejada. Evidentemente os autores serão notificados da mudança.
Serão aceitos até 02 (dois) trabalhos como primeiro autor por inscrição e até 04 (quatro) autores por
trabalho. O prazo final para submissão dos trabalhos será até dois meses antes do primeiro dia do início do
evento.
Por se tratar de um congresso nacional, o idioma oficial dos Anais do SINTAGRO é o português. Porém,
cada trabalho deverá:
I.
Conter título, resumo e palavras-chave em inglês (Title, Abstract e Keywords);
II.
Usar as convenções, unidades, símbolos, abreviaturas, nomenclaturas e siglas de acordo com os
padrões aceitos internacionalmente. Palavras estrangeiras, sem equivalentes em português,
deverão vir em itálico, assim como nomes científicos;
O Apêndice B detalha os procedimentos para a submissão de resumos expandidos no VII SINTAGRO. Já as
normas adotadas pelos pôsteres são vistos no Apêndice C. Durante a sessão de apresentação dos trabalhos
científicos do evento, a Comissão Científica do Evento se encarregará de validar as apresentações. No final
da Sessão será entregue, no local de cada pôster ao autor presente, um atestado de apresentação (sem
carga horária) para cada autor que apresentou o trabalho.
Atenção: A Comissão Organizadora estará isenta da obrigatoriedade da entrega do atestado se:

O pôster estiver fixado em data ou espaço diferente da programação ou não estiver nos padrões
previamente estabelecidos para a apresentação ou confecção do pôster;

O pôster estiver sozinho, sem o autor presente ou então que nenhum dos autores que conste no
pôster estiver presente;

O autor estiver apresentando mais de um pôster simultaneamente ou então cometer alguma falta
disciplinar das normas de apresentação do evento;

O autor permanecer apenas parte do tempo da sessão;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 143 de 189
Capítulo XIII
REGULAMENTO GERAL DO COMITÊ CIENTÍFICO DO EVENTO
O presente regulamento visa estabelecer normas e procedimentos para o funcionamento do Comitê
Científico, no âmbito do VII SINTAGRO. As atividades científicas deste evento serão coordenadas por uma
equipe multidisciplinar de servidores do Ceeteps responsáveis pela supervisão, coordenação, julgamento e
condução dos artigos, comunicações orais, palestras e demais atividades científicas do evento. O Comitê
Científico será formado por profissionais de notório saber e/ou capacidade operacional tendo funções
consultiva, deliberativa tendo seu funcionamento regulamentado por este regimento interno do VII
SINTAGRO e vinculado à Faculdade de Tecnologia de Mococa bem como dos órgãos da Administração
Central do Ceeteps pertinentes à supervisão dos trabalhos do evento. Os integrantes do Comitê Científico
do Evento (CCE) será alvo de portaria complementar do Diretor da Unidade, a ser promulgada
posteriormente a este regulamento. O Comitê Científico desfazer-se-á automaticamente após o
encerramento das atividades e trabalhos pertinentes ao Evento.
Professores da
Fatec Mococa
Profissionais
de Notório
Saber
Comite
Científico do
VII SINTAGRO
Pesquisadores
ligados ao
Agronegócio
Figura XIII.1 – Composição dos integrantesdo Comitê Científico do VII SINTAGRO.
Professores de
outras
Instituições de
Ensino e
Pesquisa
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 144 de 189
Respeitados os critérios e prazos de submissão e seleção dos trabalhos possíveis de serem apresentados
nas seções de comunicação oral e de forma escrita (pôster), bem como a qualidade e a profundidade dos
dados e informações contidas nos mesmos, serão aceitos trabalhos científicos, tecnológicos ou de inovação
para serem expostos no evento nas seguintes áreas ligadas ao Agronegócio:
•Agregação de Valores, Produção de Bens ligados ao Agronegócio;
•Agricultura, Agropecuária, Veterinária, Zootecnia, Agronomia ou Agronegócio;
•Alimentos;
•Bioenergia ou Biocombustíveis;
•Biotecnologia e Inovação Tecnológica no Agronegócio;
•Certificação e Qualidade no Agronegócio;
•Economia, Filosofia, Sociologia Aplicada ao Agronegócio;
•Logística, Embalagens, Comercialização ligados ao Agronegócio;
•Matemática Financeira, Finanças e Custos e Orçamentos no Agronegócio;
•Mecanização, Insumos, Equipamentos para o Agronegócio;
•Meio Ambiente, Recursos Naturais e Sustentabilidade;
•Métodos Matemáticos e Estatísticos aplicados ao Agronegócio;
•Preços e Mercados Nacionais e Internacionais relacionados ao Agronegócio;
•Propaganda e Marketing no Agronegócio;
•Técnicas Inovadoras de Insumos, Produção Animal ou Vegetal;
•Silvicultura e Tecnologias Florestais;
•Recursos Hídricos, Infra-Estrutura e Armazenamento aplicado ao Agronegócio.
Figura XIII.2 – Escopo dos Trabalhos que poderão ser submetidos para análise e aprovação do Comitê Científico do VII
SINTAGRO. Evidentemente serão julgados a pertinência, a qualidade, a profundidade e complexidade dos trabalhos submetidos ao
mesmo. A explanação dos trabalhos poderá acontecer tanto de forma oral como escrita (pôster).
Artigos e Trabalhos que não se encaixem no escopo destes temas serão preliminarmente recusados para
análise do Comitê Científico do Evento. Todos os trabalhos inscritos e submetidos serão analisados pelo
Comitê Científico, exceto aqueles que não se enquadram nos temas propostos no SINTAGRO. Os critérios
de validação destes trabalhos seguirão os critérios apresentados abaixo. Outros critérios complementares
poderão ser promulgados postumamente pelo Comitê Científico do Evento.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 145 de 189
CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DOS TRABALHOS A SEREM APRESENTADOS NO VII SINTAGRO
Aderência do Trabalho ao
Escopo do Sintagro, com a
devida adequação do título
ao conteúdo do trabalho;
Originalidade do Tema
principalmente com viés na
Inovação Tecnológica;
Pertinência do Trabalho em
Relação ao Escopo do
Evento;
Grau de Profundidade dos
Dados e Informações, com a
devida clareza na
apresentação das
informações e na descrição
do método do trabalho;
Domínio sobre o assunto
analisado e das Normas
Cultas da Língua
Portuguesa;
Respaldo Bibliográfico;
Coerência entre: Objetivo e
Metodologia/ Objetivo e
Resultados Apresentados /
Resultados e Discussões
Realizadas;
Concisão e objetividade no
estilo do texto;
Trabalho de acordo com as
Normas adotadas no
Evento;
Figura XIII.3 – Critérios de Seleção e Classificação dos Trabalhos a serem analisados pelo Comitê Científico do VII SINTAGRO.
Preferencialmente os trabalhos devem ser redigidos em Português, idioma oficial do evento, aceitando-se
também aqueles escritos em Inglês ou Espanhol no caso de os autores não dominarem a língua portuguesa.
Os trabalhos apresentados são de inteira responsabilidade do autor, Coautor(es) e Orientador, bem como o
teor, visão, opiniões e conteúdo dos mesmos. Assim sendo:

Não deverão ser encaminhados resumos expandidos já publicados em outros meios de
comunicação;

O autor e demais autores devem garantir que o artigo ou trabalho submetido, que não infringe
qualquer direito autoral ou outro direito de propriedade de terceiros. Os trabalhos aceitos
permanecerão com caráter de originalidade para que possam ser publicados, posteriormente, na
íntegra, em periódicos com corpo editorial;

É obrigatório que as informações passadas para o Comitê Científico relacionado ao trabalho (título,
abstract, informações do trabalho, etc), sejam idênticas ao que será apresentado no SINTAGRO;

É vedada a apresentação de pôsteres de trabalhos distintos daqueles submetidos ou então
trabalhos sem características de um pôster ou ainda que não siga as normas gerais adotadas no
evento;

Cada autor de pôster deverá encarregar-se de afixar seu pôster nos locais, datas e horários
previamente determinados, bem como deverá responsabilizar-se pela retirada do pôster;

A responsabilidade pela montagem e retirada dos pôsteres é dos autores, inclusive o material
utilizado para a fixação.Os horários de exposição deverão ser rigorosamente respeitados, não
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 146 de 189
sendo permitido que os autores deixem seus trabalhos sozinhos ou que se ausentem por parte do
tempo programado para as atividades científicas previstas no evento;

A ausência do expositor implica desclassificação para o recebimento de certificado de
apresentação, bem como é proibida a apresentação de pôster por terceiros (não autores).Não
serão oferecidos equipamentos para a apresentação de pôster como, microfones, aparelhos
sonoros, entre outros.
Os autores deverão indicar a forma de apresentação pretendida, porém, reserva-se o direito o Comitê
Científico de selecionar se a apresentação do trabalho submetido será Comunicação Oral (Resumo
Expandido) ou pôster. Em caso de remanejamento:

Os autores serão notificados da mudança, sendo solicitada sua manifestação quanto ao interesse
em apresentar o trabalho ou não;

Caso os autores não se manifestem, o Comitê Científico entenderá que os autores aceitam a
modificação da forma de apresentação do Trabalho, estando cientes das modificações e
adequações que se farão necessárias;

Caso os autores não concordem com a mudança, os mesmos poderão enviar considerações
complementares sobre o porquê da manutenção do formato original para posterior análise do CCE.
Neste caso novo e definitivo parecer será emitido;
FORMAS DE SUBMISSÃO DOS TRABALHOS A SEREM APRESENTADOS NO VII SINTAGRO
Submissão de
Trabalhos para o
SINTAGRO
Autores Submetem
um Resumo
Expandido para
Comunicação Oral
Comunicação
Oral
Resumo
Expandido
Comunicação
Escrita
Poster
Comitê Científico do
Evento analise e
decide por remanejálo para comunicação
escrita (Pôster)
Autores são
antecipadamente
avisados para realizar
as adaptações
necessárias ou então
enviar um pedido de
reconsideração
justificado.
Se for enviado um
pedido de
reconsideração, o
Comitê Científico
analisa os motivos e
dá um parecer final.
Figura XIII.4 – Os Trabalhos a serem analisados pelo Comitê Científico do VII SINTAGRO podem ser feitos de forma oral e
escrita. Pode ocorrer remanejamento, conforme avaliação do Comitê Científico do evento.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 147 de 189
O Comitê Científico do Evento (CCE) será o responsável pelo julgamento dos trabalhos enviados ao Evento,
atendendo a critérios previamente estabelecidos e promulgados pelo mesmo e que devem ser seguidos e
respeitados por todos os integrantes do evento.

O Comitê deverá estudar e propor normas para a sistematização do julgamento dos trabalhos
enviados ao Evento;

Os trabalhos serão avaliados pela comissão científica que poderá ter ajuda de Pareceristas ad hoc.
A decisão de aceite ou não do trabalho não caberá recurso. Ao longo do julgamento dos trabalhos,
a CCE poderá enquadrar o trabalho em uma das seguintes categorias:
a. Aprovado;
b. Com pendência: quando a Comissão considera o trabalho como aceitável, porém identifica
determinados problemas na documentação ou em ambos, e recomenda uma revisão
específica ou solicita uma modificação ou informação relevante, que deverá ser atendida
em 60 (sessenta) dias pelos autores;
c. Retido: Quando o trabalho previamente classificado “com pendência” permanecer
pendente ou ainda com certa pendência, transcorrido o prazo dado pela CCE;
d. Não aprovado.

No caso dos trabalhos com pendências, as respostas aos pedidos da CCE poderão ser apreciadas
por algum membro da Comissão ou por pareceristas ad hoc. Uma vez analisado e atendidas às
exigências, o trabalho poderá ser aceito sem nova consulta a toda Comissão;

O CCE julgará somente os trabalhos que cumprirem as normas de formato, prazo, escopo aderente
ao evento, não permitindo substituições póstumas;
É obrigatório o uso das convenções, unidades, símbolos, abreviaturas, nomenclaturas e siglas de acordo
com os padrões aceitos internacionalmente. Palavras estrangeiras, sem equivalentes em português,
deverão vir em itálico, assim como nomes científicos;
Trabalhos Submetidos no
VII SINTAGRO
Trabalhos Aprovados
Trabalhos Reprovados
Trabalhos com Pendência
Serão Apresentados no
Evento
Aqueles sumariamente
rejeitados no Evento
Aqueles que necessitam
de ajustes ou maiores
esclarecimentos para
serem analisados.
Podem ser Aceitos
Podem ser Retidos
Figura XIII.5 – Os Trabalhos a serem analisados pelo Comitê Científico do VII SINTAGRO podem ser aprovados, reprovados ou
ter pendências as quais poderão, se sanadas, ser aceito ou rejeitado para apresentação no evento.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 148 de 189
A Comissão Organizadora ou a CCE estará isenta da obrigatoriedade da entrega do atestado de
apresentação do trabalho se:

O pôster estiver fixado em data ou espaço diferente da programação ou não estiver nos padrões
previamente estabelecidos para a apresentação ou confecção do pôster;

O pôster estiver sozinho, sem o autor presente ou então que nenhum dos autores que conste no
pôster estiver presente;

O autor estiver apresentando mais de um pôster simultaneamente ou então cometer alguma falta
disciplinar das normas de apresentação do evento;

O autor permanecer apenas parte do tempo da sessão;
Na apresentação dos Resumos Expandidos, os trabalhos devem ser apresentados utilizando-se o pacote
Office, sendo que o evento disponibilizará os equipamentos necessários para o mesmo. A data, horários e
local da apresentação oral serão determinados e divulgados com antecedência pelo CCE no site do
evento.O apresentador deverá estar no momento em que a sessão oral iniciar, para evitar atrasos. Cada
autor de resumo expandido terá de 10 (dez) a 15 (quinze) minutos de apresentação para cada trabalho,
seguida de debates imediatos ou ao final da sessão, a cargo do Coordenador da Sessão.
Dinâmica da Comunicação Oral dos Trabalhos no VII SINTAGRO
Apresentadordo Trabalho de apresentar no Local previamente determinado pouco antes do horário de sua
explanação
Deverá entregar para o staff do Evento todos os arquivos que são utilizados durante a exposição do seu
trabalho, de modo que o staff disponibilize ao apresentador nos recursos multimídia disponíveis no local.
Coordenador da Seção de Comunicação Oral anuncia o apresentador, seu tema e sua instituição de origem.
Apresentador terá de 10 a 15 minutos para expor seu trabalho, seguida de perguntas dos expectadores.
Figura XIII.6 – Dinâmica de Apresentação dos Trabalhos de Comunicação Oral a serem apresentados no SINTAGRO.
São atribuições do Coordenador da Seção de Comunicação Oral de Trabalhos:

Apresentar o encarregado de realizar a comunicação oral, bem como o título e a instituição de
origem do mesmo e verificar a efetiva apresentação do trabalho submetido via resumo expandido
ao SINTAGRO, dentro das normas pré-estabelecidas para o mesmo;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 149 de 189

Verificar se as normas adotadas para a apresentação dos trabalhos relacionados ao resumo
expandido estão sendo obedecidos;

Orientar os participantes do evento quanto: A Disposição geral da Sessão Oral de Trabalhos no
Evento; Os locais de realização das comunicações orais dos trabalhos;

Providenciar os recursos multimídia e a ajuda necessária para a devida realização dos trabalhos,
caso julgue necessário;

Certificar o apresentador do trabalho para futuro recebimento do certificado de apresentação do
mesmo e comunicar os participantes da mostra de trabalho sobre os horários de início e
encerramento do mesmo;
É de responsabilidade dos apresentadores dos trabalhos de comunicação oral elaborar a apresentação
multimídia necessária para a devida exposição nos locais disponibilizados para o mesmo.
Dinâmica da Comunicação Escrita dos Trabalhos no VII SINTAGRO
Apresentador do Poster de apresentar no Local previamente determinado pouco antes do horário de sua
exposição, fixando o pôster no local previamente determinado para o mesmo.
Deverá ficar ao lado do Pôster, para prestar maiores esclarecimentos, explicar, debater, sanar dúvidas de
eventuais interessados no trabalho, ao longo de todo o tempo destinado a exposição do mesmo.
O Coordenador da Seção de Pôster verifica se o expositor está efetivamente apresentando seu trabalho,
certificando sua presença no evento.
O Expositor do Trabalho poderá circular para ver o trabalho dos demais, desde que não existam pessoas
interessadas em seu pôster. Recomenda-se que existam ao menos dois expositores para revezamento.
Figura XIII.7 – Dinâmica de Apresentação dos Trabalhos de Comunicação Escrita a serem apresentados no SINTAGRO.
São atribuições do Coordenador da Seção de Pôsteres:

Verificar a efetiva apresentação do trabalho submetido ao SINTAGRO, dentro das normas préestabelecidas para o mesmo;

Verificar se as normas adotadas para a apresentação dos trabalhos estão sendo obedecidos;

Orientar os participantes do evento quanto: A Disposição geral da Mostra de Trabalhos no Evento;
Os locais de fixação dos pôsteres;

Providenciar ajuda necessária para a devida fixação dos pôsteres, caso julgue necessário;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti

Página 150 de 189
Certificar o apresentador do trabalho para futuro recebimento do certificado de apresentação do
mesmo e comunicar os participantes da mostra de trabalho sobre os horários de início e
encerramento do mesmo;
É de responsabilidade dos apresentadores dos trabalhos providenciarem todo o material necessário para a
devida exposição e fixação dos pôsteres nos locais disponibilizados para o mesmo.
Compreende um debate coordenado ou mesa redonda, a atividade composta por três ou mais
participantes, sobre alguma temática relevante para o Evento. Tal atividade deverá ser proposta por
professores, profissionais e/ou pesquisadores, com qualificação reconhecida. O tempo de duração total da
mesa será de uma hora e meia, incluindo-se o debate com os ouvintes. A mesa será composta
obrigatoriamente, por três ou mais apresentadores, sendo um deles também o coordenador da mesa
redonda.
Dinâmica das Mesas Redondas no VII SINTAGRO
Debatedores e Mediador da Seção devem se apresentar no Local previamente determinado pouco antes do
horário da mesa redonda.
Se necessário, os debatedores e/ou mediador deverá entregar para o staff do Evento todos os arquivos que
são utilizados durante a mesa redonda de modo que o staff disponibilize ao apresentador nos recursos
multimídia disponíveis no local.
Mediador do Debate inicia a atividade apresentando o tema a ser debatido, e em seguida, se apresentando,
bem como anuncia os debatedores e suas respectivas instituições de origem.
Em seguida, deve explanar aos expectadores como será realizado a mesa redonda (quem irá falar
inicialmente, quem replicará, o tempo destinado às perguntas dos expectadores, a forma de mediação, etc).
Finalmente, fará uma breve introdução ao tema aos expectadores, tecendo algumas considerações
preliminares, apresentando algumas informações, ou seja, dando subsídios aos expectadores entenderem o
que será debatido.
Após isto, passa a palavra para o primeiro debatedor para que o mesmo possa iniciar sua explanação. O
mediador, entretanto poderá fazer inserções e complementação de idéias expostas, sempre que julgar
necessário.
Encerrado a explanação do primeiro debatedor, o mediador passa a palavra para o segundo debatedor e os
procedimentos se repetem.
Figura XIII.8 – Dinâmica das Mesas Redondas no SINTAGRO.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 151 de 189
São atribuições do Coordenador da Atividade de Mesa Redonda/Debate:

Apresentar os debatedores, o tema a ser debatido, e as regras de realização da mesa redonda a
todos os presentes à atividade;

Verificar se as normas adotadas para a apresentação estão sendo obedecidos;

Realizar uma breve introdução ao tema a ser debatido, e em seguida passar a palavra aos
debatedores, fazendo inserções ou complementações sempre que julgar necessário;

Mediar discussões, perguntas, imprevistos durante a sessão, caso julgue necessário;

Certificar os debatedores para futuro recebimento do certificado de participação do debate;

Encerrar o debate, quando por ocasião do horário previsto para a finalização do mesmo;
É de responsabilidade dos debatedores providenciarem todo o material necessário para a devida exposição
das idéias, conceitos, informações que desejarem apresentar, antes do início da sessão. Tais materiais
devem ser disponibilizados para o staff do evento.
As atividades de visita técnica proporcionam uma formação complementar aos estudantes, professores,
pesquisadores, profissionais, com informações, conteúdos, experiências pessoais que se traduzem em um
recurso didático-pedagógico riquíssimo. Ela ilustra, na prática, os conceitos, técnicas, conhecimentos
teóricos vistos em sala de aula. Introduzem também a uma noção mais exata de todas as realidades,
interfaces, problemas que uma dada empresa enfrenta na produção de seus produtos e/ou execução de
seus serviços. Por conta disso, está cada vez mais disseminada a idéia da importância da visita técnica.
Numa eventual Visita Técnica, a comissão científica e organizadora do SINTAGRO, bem como a FatecMococa e seus Representantes não responsabilizam:

Pela alimentação, transporte, hospedagem, documentos pessoais ou quaisquer outros itens
inerentes à realização da viagem;

Por objetos perdidos ou furtados durante a Visita Técnica, sejam eles levados durante a viagem,
sejam deixados na Faculdade ou qualquer outro local;

Pelas agressões ocorridas durante o período de visita técnica (brigas, socos, tapas, xingamentos,
etc), ainda que tais comportamentos serão alvo de aplicação de regime disciplinar;

Por acidentes, infrações ou qualquer incidente de trânsito relacionado ao trajeto adotado pelo
condutor do meio de transporte usado na Visita Técnica;

Por cancelamentos de visitas técnicas realizadas pelas empresas, devido a fatores internos e alheios
à faculdade, tais como imprevistos, acidentes, vazamentos, contaminações, assaltos, quebra de
equipamentos, política interna das empresas, etc; cancelamentos feitos inclusive para as visitas
técnicas que já estejam confirmadas;

Pelos comportamentos inconvenientes dos participantes durante a visita técnica, o que pode
prejudicar o andamento das atividades, molestar alguma pessoa ou grupo de participantes, etc;

Por quaisquer desdobramentos ocorridos pelo não cumprimento das normas de higiene e
segurança adotados pela empresa de transporte, pela empresa a qual foi realizada a visita técnica,
ou qualquer outra regra que não tenha sido comunicada ao participante da visita técnica;
Outro ponto que deve ser discutido está relacionado com o comportamento dos integrantes da caravana
que está realizando uma determinada Visita Técnica. Por integrantes, relacionamos os professores,
funcionários, estudantes, funcionários de outras empresas que porventura estejam acompanhando na
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 152 de 189
atividade, tal como motorista, pais, etc. Evidentemente, estarão compartilhando de uma mesma
experiência, pessoas de distintas idades, formações, valores, idéias, concepções e expectativas. Nesta
situação, nada melhor do que levar a risca as regras de boa conduta e convivência, bem como o de bom
senso nas atitudes pessoais e atividades previamente programadas. Nessas situações, é altamente
recomendável o respeito mútuo, o conhecimento prévio e atendimento às normas da empresa,
principalmente no que tange à segurança. Tampouco deve ser incentivado o uso de bebidas alcoólicas,
consumo de produtos derivados do tabaco, uso de entorpecentes ou drogas de qualquer espécie. Seguindo
estas simples recomendações, evita-se grande parte das confusões que, vez por outra, acaba acontecendo
nestas atividades. Assim sendo:
É VEDADO AOS PARTICIPANTES, DURANTE A REALIZAÇÃO DE VISITA TÉCNICA:
•Utilizar ou portar bebidas alcoólicas, drogas injetáveis ou fumígenas, alucinógenos ou quaisquer
outros tipos de materiais que possam prejudicar o andamento da visita técnica;
•Não observar as normas de segurança e higiene previamente esclarecidos pelos responsáveis pela
visita técnicas e demais responsáveis pelo acompanhamento da Visita Técnica provenientes da
empresa;
•Não observar as normas de segurança e higiene do meio de transporte utilizado durante o
deslocamento entre a Fatec-Mococa e a Empresa;
•Comportar-se de forma inadequada, molestando outros participantes da visita e/ou prejudicando a
Visita Técnica e as atividades previamente programadas;
•Não portar os trajes e/ou materiais previamente estabelecidos como necessários pelo Coordenador
Responsável pela Visita Técnica;
•Realizar outras atividades não previstas, no período reservado a realização da Visita Técnica, tais
como: visitar Shopping Center; ir a cinema, parques e outros locais alheios ao local estabelecido
para a atividade;
•Em caso do participante ser menor de idade, viajar sem a devida autorização expressa dos Pais ou
Responsável;
Figura XIII.9 – Proibições aos participantes das Visitas Técnicas realizadas durante o SINTAGRO.
São atribuições do Coordenador de Visita Técnica:

Recepcionar todos os participantes da Visita Técnica, conferindo os nomes dos participantes e o
número de integrantes da caravana, até o horário previsto para a saída da comitiva;

Supervisionar o andamento da viagem, bem como o comportamento dos participantes da visita,
reprimindo comportamentos inadequados ou não permitidos;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 153 de 189

Durante a viagem, realizar uma breve explanação do que vai ser visto, demonstrado, discutido, etc,
bem como os principais objetivos da visita técnica;

Ao chegar no local, identificar-se como o responsável pelo grupo aos responsáveis pela empresa;

Orientar os participantes da visita, quanto aos seus pertencentes pessoais, trajes utilizados, bem
como as normas de segurança, higiene e procedimentos adotados pela mesma, podendo ser
assessorado neste item por algum responsável pela empresa;

Realizar a conferência dos participantes do evento, ao final da visita;

Dirimir qualquer incidente ocorrido na viagem ou durante a realização da visita técnica;

Certificar futuramente os participantes da visita para o recebimento do certificado inerente à
atividade;
É dever de todos os participantes da visita técnica portar-se adequadamente durante a visita, respeitar os
horários previstos para o início e término da atividade, usar eventuais trajes e acessórios para a sua
segurança e a do grupo, acatar as determinações do Coordenador de Visita Técnica, bem como dos
responsáveis pela empresa que está concedendo a mesma.
Sobre o Comitê Científico do Evento
O Comitê Científico é o agrupamento de pessoas responsáveis pela elaboração da grade de atividades a
serem oferecidas no SINTAGRO, sua grade de programação, horários de início e término de cada palestra,
mesa redonda, visita técnica, mostra de trabalhos, etc. Deve igualmente recepcionar os palestrantes
convidados, de providenciar o suporte necessário para a efetiva realização das atividades programadas, de
relacionar os coordenadores de pôster, comunicação, oral, mesa redonda, visita técnica e demais
atividades. Suas principais competências atribuídas estão listadas a seguir:

Elaborar e Promulgar as Normas para a Confecção dos Artigos e Trabalhos que serão apresentados
no Evento;

Conceber e Promulgar as Regras de Apresentação dos Artigos e Trabalhos estabelecidos no Evento;

Propor e Aprovar normas para assuntos relacionadas a programação científica e a mostra de
trabalhos do Evento;

Propor as normas gerais para a elaboração do calendário de reuniões de organização, supervisão e
balanço geral do VI SINTAGRO;

Apresentar ao Comitê Organizador propostas sobre o desenvolvimento do SINTAGRO, em especial
sobre a programação temática;

Definir os critérios e formulário de avaliação dos trabalhos, agenda e forma de atuação do Comitê;

Propor ou determinar medidas para garantir e aprimorar a política educacional do CEETPS dentro
de suas finalidades estipuladas neste regulamento;

Avaliar os trabalhos submetidos ao Evento vinculados aos temas de pesquisa e inovação
relacionados ao VI SINTAGRO;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 154 de 189

Avaliar a respeito de matérias que lhe forem submetidas pela Faculdade de Tecnologia de Mococa
ou de Órgãos da Administração Central relacionados ao VI SINTAGRO;

Promover entendimentos com os demais responsáveis pela organização e supervisão do SINTAGRO
para o pleno desenvolvimento do Evento;
Se for pertinente e necessário, certas normas poderão ser modificadas ou complementadas pela Comissão
Científica do Evento até 1 (um) mês antes do início do evento. Tais modificações serão informadas pelo site
oficial do evento.
Alguns dos membros do Comitê Científico poderão se agrupar em comissões específicas para estudar e
deliberar certos casos particulares ou ações específicas, como se fossem um subgrupo dentro do grupo
maior (Comitê Científico). De um modo geral, são atribuições das Comissões Temáticas ou Especiais do
Evento:
COMPOSIÇÃO DAS COMISSÕES TEMÁTICAS DO SINTAGRO
Comissão
Temática do
Sintagro
Coordenador
Relator
Demais
Integrantes da
Comissão
COMPETÊNCIAS GERAIS DAS COMISSÕES TEMÁTICAS DO SINTAGRO
Estudar e relatar, nos prazos
estabelecidos, as matérias
que lhes foram atribuídas;
Os relatores poderão solicitar
as diligências necessárias
esclarecimentos da matéria
proposta para análise;
A discussão e a votação de
todas as matérias e temas
específicos apresentados e
selecionados pelo CCE;
Pedir ajuda e/ou orientação a
outros profissionais ou
membros do comitê, caso
constate esta necessidade;
Deliberar sobre temas que lhe
forem submetidos no âmbito
de sua competência;
Realizar os trabalhos sob sua
incumbência, bem como
analisar trabalhos e pôsters,
emitindo parecer justificado
para o aceite ou recusa dos
trabalhos sob sua análise;
Apresentar proposições sobre
questões pertinentes ao
SINTAGRO;
Figura XIII.10 – Organização e Competências Gerais das Comissões Temáticas no SINTAGRO.
Cada comissão temática será composta por um coordenador, um relator e outros membros, se necessário.
Compete ao coordenador instalar e dirigir os trabalhos da comissão respectiva, resolvendo as questões de
ordem apresentadas, cumprindo e fazendo cumprir este regulamento. Compete ao relator secretariar os
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 155 de 189
trabalhos da comissão e, ao final dos trabalhos, preparar as questões aprovadas para submetê-las à
Assembléia Geral na sessão plenária.
O Comitê Científico terá um Presidente, Vice-Presidente e Membros a ele associados. São atribuições do
Presidente do Comitê:
COMPETÊNCIAS GERAIS DO PRESIDENTE DO COMITÊ CIENTÍFICO DO SINTAGRO
•Dirigir, coordenar e supervisionar as atividades do Comitê Científico;
•Convocar e presidir as reuniões ordinárias e extraordinárias, estabelecendo o local, a respectiva
pauta e decidir sobre as questões de ordem;
•Designar relatores para apreciação das matérias submetidas ao Comitê Científico, fixando prazos
para apresentação dos relatórios;
•Diligenciar para que sejam fornecidas ao Comitê as informações necessárias para o cumprimento
de suas competências;
•Designar comissões especiais, temporárias ou permanentes, bem como grupos de trabalho para
assessoria específica;
•Agir e tomar decisões em nome do Comitê em questões de urgência que não poderão aguardar
uma reunião plenária;
•Acompanhar e controlar a implementação das ações determinadas pelo Comitê e relatar a seus
membros sobre os respectivos resultados;
•Divulgar junto à comunidade acadêmica o calendário das reuniões ordinárias;
•Indicar membros para estudos e emissão de pareceres necessários para a compreensão da
finalidade do Comitê;
•Cumprir e fazer cumprir o estabelecido neste Regimento;
•Prestar esclarecimentos quando solicitado pela Comissão Organizadora do Evento, Fatec-Mococa
ou então Órgão Competente da Administração Central do Ceeteps;
•Exercer quaisquer outras atribuições que lhe forem conferidas por delegação superior.
Figura XIII.11 – Competências Gerais do presidente da Comitê Científico do SINTAGRO.
O Vice-Presidente substituirá o Presidente nos seus impedimentos e afastamentos. São atribuições dos
Membros do Comitê Científico do Evento:

Estudar e relatar, nos prazos estabelecidos, as matérias que lhes foram atribuídas pelo Presidente;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 156 de 189

Comparecer às reuniões, proferindo voto ou pareceres e manifestando-se a respeito de matérias
em discussão;

Participar das atividades programadas para o Evento, propondo alterações, aperfeiçoamentos,
aprofundamentos se necessário;

Deliberar sobre temas que lhe forem submetidos no âmbito de sua competência;

Colaborar na identificação de problemas do VII SINTAGRO em áreas de competência, procedendo a
estudos capazes de oferecer alternativas de solução;

Realizar os trabalhos sob sua incumbência, bem como analisar trabalhos e pôsters, emitindo
parecer justificado para o aceite ou recusa dos trabalhos sob sua análise;

Pedir ajuda e/ou orientação a outros profissionais ou membros do comitê, caso constate esta
necessidade;

Apresentar proposições sobre questões atinentes ao SINTAGRO;

Representar o Comitê, sempre que solicitado pelo seu Presidente;
O membro do Comitê deverá se declarar impedido de emitir pareceres ou participar do processo de
tomada de decisão na análise de trabalhos de pesquisa em que estiver direta ou indiretamente envolvido.
O Comitê Científico se reunirá quando convocado pelo seu Presidente e suas deliberações serão aprovadas
por maioria simples dos membros presentes com direito a voto. O conteúdo das reuniões deverá ser
registrado em ata, que deverá ser aprovada por maioria simples e assinada por todos os presentes.
As reuniões serão realizadas com a maioria simples dos membros. Em segunda convocação o Presidente da
CCE poderá autorizar a instalação de reuniões com qualquer quórum.
Perder-se-á a condição de membro do Comitê Científico nas seguintes hipóteses:

Quando do pedido de desligamento, por escrito, voluntário e espontâneo por parte do próprio
membro e dirigido aos membros titulares do Comitê;

Quando deixar de participar das atividades do Comitê, segundo os critérios devidamente
analisados, em cada caso, pelo Comitê:
o
Deixar de colaborar com os objetivos do Comitê sem justificativa;
o
Faltar a três reuniões, ciente das convocações, consecutivas sem justificativa;
o
Estar em processo administrativo institucional ou contrariar o Código de Ética do Servidor
Público.
Os Casos Omissos serão resolvidos pela Comissão Científica do Evento (CCE) ouvidos a Comissão
Organizadora e o Coordenador do Congresso quando necessário, reservados os direitos de aprovar ou não,
independente de justificativa apresentada pela parte interessada bem como de não publicar os trabalhos,
que não cumpram as normas estabelecidas. A CCE terá autonomia e poder decisório para resolvê-las.
Sobre o Coordenador do Site do Evento
O Coordenador de Site Institucional e Midias Sociais é o responsável pela Coordenação, Supervisão,
Administração, Desenvolvimento, Postagem de Conteúdos, Atualização, Migração para Plataformas mais
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 157 de 189
Modernas, Modificações Necessárias do site da Unidade ou nas Redes Sociais da Faculdade. Deve também
providenciar e supervisionar a infra-estrutura informática que os suporta, cabendo-lhe colaborar com
órgãos da superintendência do Ceeteps ou de empresas contratadas (no caso do site da Unidade e também
do SINTAGRO), durante as fases de instalação, atualização e manutenção de todos os produtos e serviços
afetados.
O trabalho do Coordenador do Site e Mídias Sociais deve estar pautado nas seguintes diretrizes
institucionais:

Procurar criar a configuração mais adequada às necessidades da Unidade, fazendo sempre uma
correta utilização de todos os recursos disponíveis, sem esquecer os diferentes utilizadores;

Criar e Supervisionar medidas para o funcionamento e manutenção dos sistemas de informática,
assim como dos respectivos procedimentos de proteção;

Perspectivar novos recursos necessários para uma utilização plena dos sistemas;

Propor, Implantar e Supervisionar regras e mecanismos de acesso dos diversos utilizadores e a
definição de normas de salvaguarda e de recuperação da informação, a fim de prevenir elevados
estragos;

Promover entendimentos com as demais Coordenadorias para o pleno desenvolvimento dos
Sistemas Computacionais (principalmente o Site, o Moodle e o SIGA da unidade);

Representar a Unidade junto à Comunidade Externa em eventos, reuniões, ações, ou assuntos
relacionados à sua Coordenadoria;

Promover entendimentos com as Diretorias e as outras Coordenadorias para o pleno
desenvolvimento de suas Atividades; Estabelecer a pauta dos trabalhos nas reuniões a qual
preside;

Dirimir, Mediar, Buscar Soluções ou Minimizar eventuais conflitos, celeumas, problemas que
possam surgir ao longo do semestre e que estejam relacionados com as atividades da
Coordenadoria, ou que a afetem ainda que sejam de causas externas à Coordenadoria;

Gerenciar situações imprevistas durante o andamento das atividades programadas, comunicando
os órgãos superiores para deliberação, se necessário;

Buscar parcerias com outras Instituições, Empresas, Órgãos do Poder Público, Organizações,
Indústrias, Setores Economicamente ativos do Município e Região, na busca de patrocínios, de
financiamento para a realização de atividades integradas entre um ou mais entidades parceiras, na
concretização destas atividades;

Manter atualizadas as informações e dados sobre as atividades da Coordenadoria para efeito de
avaliação e atualização do banco de dados;

Atuar junto aos demais órgãos da Unidade no fortalecimento da credibilidade da Instituição e do
Ceeteps nas boas práticas didático-pedagógicas, na disseminação de bons costumes e valores
culturais e artísticos, e na difusão e propagação de valores, conceitos, concepções e práticas de
desenvolvimento de pessoas;

Exercer quaisquer outras atribuições que lhe forem conferidas por delegação superior.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 158 de 189
APÊNDICES DO PROJETO DO VII SINTAGRO
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 159 de 189
Apêndice A
ENDEREÇO DAS FATECS E ETECS DO CENTRO ESTADUAL PAULA SOUZA
COM CURSOS ADERENTES AO AGRONEGÓCIO
A seguir apresentamos o endereço, telefone, site, emails de contato de todas as etecs e fatecs que
possuem cursos aderentes ao agronegócio.
I – Endereço das Fatecs com Cursos Aderentes ao Sintagro
Fatec
Araçatuba
Endereço:
Avenida Prestes Maia, 1.764 - Jardim Ipanema – 16052-045
Tel/Fax:
(18) 3625-9914/9917
Site:
www.fatecaracatuba.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Botucatu
Endereço:
Avenida José Ítalo Bacchi, s/n - Jardim Aeroporto – 18606-851
Tel/Fax:
(14) 3814-3004/ 1265 / 3813-1896
Site:
www.fatecbt.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Capão Bonito
Endereço:
Rua Amantino de Oliveira Ramos, 60 - Terras do Embiruçu – 18304-755
Tel/Fax:
(15) 3542-2654 / 3542-2634 / 3542-2206
Site:
www.fateccb.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Fatec
Itapetininga
Endereço:
Rua Dr. João Vieira de Camargo, 104 - Vila Barth – 18205-600
Tel/Fax:
(15) 3272-7916 / 1165 / 7732
Site:
www.fatecitapetininga.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Jaboticabal
Endereço:
Avenida Eduardo Zambianchi, 31 - Vila Industrial – 14883-130
Tel/Fax:
(16) 3202-7327/6519
Site:
www.fatecjab.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Jacareí
Endereço:
Avenida Nove de Julho, 745 - Jardim Pereira do Amparo – 12327-682
Tel/Fax:
(12) 3953 7926
Site:
Não tem
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Jales
Endereço:
Rua Vicente Leporace, 2.630 - Jardim Trianon – 15703-116
Tel/Fax:
(17) 3621-6911 / 3632-2239
Site:
www.fatecjales.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Jaú
Endereço:
Rua Frei Galvão, s/n - Jardim Pedro Ometto – 17212-599
Tel/Fax:
(14) 3622-8280/8037 / (14) 3621-9044
Site:
www.fatecjahu.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Página 160 de 189
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Fatec
Jundiaí
Endereço:
Avenida União dos Ferroviários, 1.760 - Ponte de Campinas – 13201-160
Tel/Fax:
(11) 4522-7549 / 4523-0093
Site:
www.fatecjd.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Marília
Endereço:
Avenida Castro Alves, 62 Somenzari – 17506-000
Tel/Fax:
(14) 3454-7540 / 7541
Site:
www.fatecmarilia.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Mococa
Endereço:
Avenida Dr. Américo Pereira Lima, s/n - Jardim Lavínia – 13736-260
Tel/Fax:
(19) 3656-5559/3665-5079/3665-6005/3665-6484
Site:
www.fatecmococa.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Mogi das Cruzes
Endereço:
Rua Carlos Barattino, 908 (antigo 01) - Vila Nova Mogilar – 08773-600
Tel/Fax:
(11) 4699-2799/3173
Site:
www.fatecmogidascruzes.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Ourinhos
Endereço:
Avenida Vitalina Marcusso, 1.400 - Campus Universitário – 19910-206
Tel/Fax:
(14) 3326-1486
Site:
www.fatecourinhos.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Página 161 de 189
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 162 de 189
Fatec
Piracicaba
Endereço:
Rua Diácono Jair de Oliveira, 651 - Santa Rosa – 13414-155
Tel/Fax:
(19) 3413-1702 / 3434-7317
Site:
www.fatecpiracicaba.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Pompéia
Endereço:
Avenida Fundação Shunji Nishimura, 605 – Centro - Distrito Industrial – 17588-000
Tel/Fax:
(14) 3452-1482/1294
Site:
www.fatecpompeia.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
Presidente Prudente
Endereço:
Rua Teresina, 75 - Vila Paulo Roberto – 19046-230
Tel/Fax:
(18) 3916-7887 / 3917 2064
Site:
www.fatecpp.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
São José do Rio Preto
Endereço:
Rua Fernandópolis, 2.510 - Eldorado – 15043-020
Tel/Fax:
(17) 3219-1433
Site:
www.fatecriopreto.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Fatec
São Paulo (Tiradentes)
Endereço:
Praça Coronel Fernando Prestes, 30 - Bom Retiro – 01124-060
Tel/Fax:
(11) 3322-2200 (Pabx) / 3322-2202 (Diretoria) (11) 3315-0383 (Pabx) / 3315-8498 (Diretoria)
Site:
www.fatecsp.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 163 de 189
Fatec
Taquaritinga
Endereço:
Avenida Dr. Flávio Henrique Lemos, 585 - Bairro Portal Itamaracá – 15900-000
Tel/Fax:
(16) 3252-5250 / 3252-5193 / 3252-5152
Site:
www.fatectq.edu.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
II – Endereço das Etecs Agrícolas do Ceeteps
Etec Agrícola:
de Adamantina
Endereço:
Estrada Seis, s/no – Caixa Postal 122, Boa Vista – 17800-000
Tel/Fax:
(18) 3521-2494
Site:
www.escolaagricolaadamantina.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Cabrália Paulista
Endereço:
Rodovia Lourenço Lozano – Km 04 – Bairro Restinga, Zona Rural – s/no – 17480-000
Tel/Fax:
(14) 3285-1147/1210
Site:
www.etecabralia.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Cândido Mota
Endereço:
Rodovia SP 266 – Km 2, Água do Jacu – 19880-000
Tel/Fax:
(18) 3341-1014/4448
Site:
www.eteccandidomota.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 164 de 189
Etec Agrícola:
de Cerqueira César
Endereço:
Rodovia Donato Francisco Sassi – Km 5, Macucão – 18760-000
Tel/Fax:
(14) 3714-6175
Site:
www.etecerqueira.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Dracena
Endereço:
Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, Km 653 – Bairro das Antas – 17900-000
Tel/Fax:
(18) 3822-4448
Site:
www.etecdracena.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Espírito Santo do Pinhal
Endereço:
Rodovia SP 346 – Km 204, Morro Azul – 13990-000
Tel/Fax:
(19) 3651 – 1229 / 5386
Site:
www.etecpinhal.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Franca
Endereço:
Rodovia Cândido Portinari – Km 405, City Petrópolis – 14407-000
Tel/Fax:
(16) 3703-8035 / 8226 / 7712
Site:
www.carmelinocorreiajunior.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Garça
Endereço:
Rua Prof. Edson José Puga, 100, José Ribeiro – 17400-000
Tel/Fax:
(14) 3406-1296 / 3471-1534
Site:
www.escolaagricoladegarca.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 165 de 189
Etec Agrícola:
de Igarapava
Endereço:
Fazenda Baixada, s/n, Caixa Postal 68 – 14540-000
Tel/Fax:
(16) 3172-1814
Site:
www.etecigarapava.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Iguape
Endereço:
Rodovia Prefeito Casimiro Teixeira – Km 51, 5, Três Barras, Caixa Postal 59 – 11920-000
Tel/Fax:
(13) 3841-5170/2424
Site:
www.etecagricoladeiguape.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Itapetininga
Endereço:
Rodovia Gladys Bernardes Minhoto – Km 11, Capão Alto – 18200-000
Tel/Fax:
(15) 3271-0444
Site:
www.eteedsongalvao.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Itu
Endereço:
Avenida Barata Ribeiro, 410, 13306-440
Tel/Fax:
(11) 4024-1009
Site:
www.etecitu.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Jacareí
Endereço:
Avenida Nove de Julho, 745, Jardim Pereira do Amparo – 12327-682
Tel/Fax:
(12) 3951-5800/5230
Site:
www.etecjbento.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 166 de 189
Etec Agrícola:
de Jales
Endereço:
Prédio I – Rural - Chácara Municipal, s/n, Córrego Tambory – 15700-971
Prédio II – Urbano - Rua 13, 2.422, Centro – 15700-034
Tel/Fax:
(17) 3632-9004/9007 (rural) / (17) 3632-1024 (urbano)
Site:
www.etejales.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]souza.sp.gov.br
Etec Agrícola:
de Jaú
Endereço:
Rodovia Deputado Leônidas Pacheco Ferreira – Km 17, Pouso Alegre de Baixo – Caixa
Postal 29 – 17201-970
Tel/Fax:
(14) 3623-1170/1190
Site:
www.escolaagricoladejau.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Jundiaí
Endereço:
Avenida Antonio Pincinato, 4.355, Recanto IV Centenário – 13211-171
Tel/Fax:
(11) 4582-1881
Site:
www.etecbest.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Miguelópolis
Endereço:
Fazenda Lageado, s/no – Caixa Postal 11, 14530-000
Tel/Fax:
(16) 3835-1370 / 1942
Site:
www.etecmiguelopolis.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Mirassol
Endereço:
Estrada da Gruta, s/ n, Bairro da Gruta – 15130-000
Tel/Fax:
(17) 3242-3249 / 3243-1902
Site:
www.etecmiguelopolis.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 167 de 189
Etec Agrícola:
de Monte Aprazível
Endereço:
Estrada do Bacuri, s/no – Caixa Postal 145, 15150-000
Tel/Fax:
(17) 3275-1841 / 3295-1522
Site:
www.etecmonteaprazivel.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Paraguaçu Paulista
Endereço:
Rodovia SP 284 – Km 477/478 – Caixa Postal 50, Sapé – 19700-000
Tel/Fax:
(18) 3361-1130 / 7719
Site:
www.etecparaguacu.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Penápolis
Endereço:
Estrada José Vigilato de Castilho, s/no – Lajeado, Caixa Postal 70 – 16300-000
Tel/Fax:
(18) 3652-1577
Site:
www.colegioagricola.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Presidente Prudente
Endereço:
Rodovia Raposo Tavares – Km 561, Pontilhão / Caixa Postal 3099 – 19053-205
Tel/Fax:
(18) 3222-8466 / 3223-2067
Site:
www.etecpresidenteprudente.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Presidente Venceslau
Endereço:
Estrada do Córrego do Veado, s/no – Lagoa Seca, Rua Bernardino de Campos, 809, Vila
Baruta – 19400-000
Tel/Fax:
(18) 3271-3687
Site:
www.etepv.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 168 de 189
Etec Agrícola:
de Quatá
Endereço:
Rodovia SPV 052 – Antonio Farinasso – Km 03, 19780-000
Tel/Fax:
(18) 3366-1001/2116
Site:
www.etecquata.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Rancharia
Endereço:
Avenida Pedro Machado de Góes, 58 – Jardim Primavera, Caixa Postal 061 – 19600-000
Tel/Fax:
(18) 3265-1666 / 6429
Site:
www.etec-rancharia.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Rio das Pedras
Endereço:
Avenida Prefeito Nicolau Marino, 2.680, Nosso Teto – 13390-000
Tel/Fax:
(19) 3493-2244
Site:
www.etecriodaspedras.blogspot.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Santa Cruz do Rio Pardo
Endereço:
Prédio I – Rural - Rodovia Engº João Batista Cabral Rennó – Km 309, 18900-000
Prédio II – Urbano - Rua Benjamim Constant, 261, Centro – 18900-000
Tel/Fax:
(14) 3372-2011 (rural) / (14) 3372-2760 (urbano)
Site:
www.etecsantacruz.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Santa Rita do Passa Quatro
Endereço:
Avenida Paris, 79, Cinelândia – 13670-000
Tel/Fax:
(19) 3582-2100 / 4685
Site:
www.etecsantarita.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 169 de 189
Etec Agrícola:
de Santa Rita do Passa Quatro
Endereço:
Avenida Paris, 79, Cinelândia – 13670-000
Tel/Fax:
(19) 3582-2100 / 4685
Site:
www.etecsantarita.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de São Manuel
Endereço:
Fazenda da Serra, s/no – 18650-000
Tel/Fax:
(14) 3841-2288/ 2599
Site:
www.etecsm.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de São Simão
Endereço:
Rodovia Conde Francisco Matarazzo Júnior – Km 127, Zona Rural – 14200-000
Tel/Fax:
(16) 3984 – 1415 / 1752
Site:
www.etecsaosimao.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Taquarivaí
Endereço:
Rua Acácio Paulino, s/n, Centro – 18425-000
Tel/Fax:
(15) 3534-1139 / 1191
Site:
www.etectaquarivai.com
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec Agrícola:
de Vera Cruz
Endereço:
Estrada Ribeirão das Garças – Km 03, Zona Rural – 17560-970
Tel/Fax:
(14) 3492-1373
Site:
www.eteveracruz.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 170 de 189
Etec Agrícola:
de Votuporanga
Endereço:
Prédio I – Rural - Rodovia Péricles Beline – Km 121, SP 461, Bairro Rural, 15500-000 –
Caixa Postal 101
Prédio II – Urbano - Rua Ceará, 4.360, 15505-167 – Caixa Postal 101
Tel/Fax:
(17) 3421-3715 / 3423-5272 (rural) / (17) 3421-3112 / 3422-6231 (urbano)
Site:
www.etecvotuporanga.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
III – Endereço das Etecs Não Agrícolas Próximas a Mococa (Raio < 250
km), com Cursos Aderentes ao SINTAGRO
Etec:
de Aguaí
Endereço:
Rua Joaquim José, 227 – Centro –13860-000
Tel/Fax:
(19) 3652-6204 / 6016
Site:
www.etecaguai.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Americana
Endereço:
Avenida Nossa Senhora de Fátima, 567, Vila Israel – 13478-540
Tel/Fax:
(19) 3468-4071/3468-1610/3468-1611 ; Fax (19) 3468-6351
Site:
www.etecpa.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Araras
Endereço:
Avenida Senador César Lacerda de Vergueiro, 690, Jardim Cândida – 13603-013
Tel/Fax:
(19) 3541-2819
Site:
www.albertoferes.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected] / [email protected]
[email protected] / [email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 171 de 189
Etec:
de Barretos
Endereço:
Avenida 37, 646, Baroni – 14780-390
Tel/Fax:
(17) 3322-2341/1419 / 3323-1099
Site:
www.etebarretos.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Bebedouro
Endereço:
Rua Lúcio Sarti, 809, Parque Residencial Eldorado – 14706-120
Tel/Fax:
(17) 3343-9695
Site:
www.etecbebedouro.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Campinas
Endereço:
Avenida Cônego Antônio Roccato, s/no – Km 3, 5, Jardim Santa Mônica – 13082-015
Tel/Fax:
(19) 3246-2888
Site:
www.etecap.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Casa Branca
Endereço:
Avenida Coronel Castro, 12, 13.700-000
Tel/Fax:
(19) 3671-1170/ 3674-2921
Site:
www.industrialcb.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Mococa
Endereço:
Avenida Dr. Américo Pereira Lima, 1.507, Jardim Lavínia – 13736-260
Tel/Fax:
(19) 3656-0052
Site:
www.etefgarcia.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Etec:
de Mogi Mirim
Endereço:
Rua Ariovaldo Silveira Franco, 237, Mirante – 13801-005
Tel/Fax:
(19) 3862-0177/0888 / 3805-4352
Site:
www.pfalves.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Taquaritinga
Endereço:
Rua Francisco Valzacchi, 51, Vila Rosa – 15900-000
Tel/Fax:
(16) 3252-5615
Site:
www.etedans.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Vargem Grande do Sul
Endereço:
Rua Joaquim Antonio da Silva, 207, Bairro São José – 13880-000
Tel/Fax:
(19) 3643-1364 / 3641-8442
Site:
www.etecvgs.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Página 172 de 189
IV – Endereço das Etecs Não Agrícolas da Região Metropolitana do
Estado com Cursos Aderentes ao SINTAGRO (Existem diversos horários
de ônibus de São Paulo a Mococa)
Etec:
de Osasco
Endereço:
Rua Manoel Rodrigues, 155, Bonfim – 06233-160
Tel/Fax:
(11) 3685-4945 / 3683-4309
Site:
www.etecdeosasco.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 173 de 189
Etec:
de Santo André
Endereço:
Rua Prefeito Justino Paixão, 150 – Centro – 09020-130
Tel/Fax:
(11) 4990-2577
Site:
www.juliodemesquita.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de São Paulo - Abdias do Nascimento
Endereço:
Rua Dr. José Augusto de Souza e Silva, s/n - Jardim Parque Morumbi (Paraisópolis) - 05712040
Tel/Fax:
(11) 3501-4994 / 3507-7491
Site:
www.etecabdiasdonascimento.com.br
Emails:
[email protected]ulasouza.sp.gov.br
[email protected]
[email protected]
Etec:
de São Paulo – Getúlio Vargas
Endereço:
Rua Moreira e Costa, 243, Ipiranga – 04266-010
Tel/Fax:
(11) 2066-2500
Site:
www.etegv.com
Emails:
[email protected]
[email protected] [email protected]
Etec:
de São Paulo – Guaracy Silveira
Endereço:
Rua Ferreira de Araújo, 527, Pinheiros – 05428-001
Tel/Fax:
(11) 3031-6208
Site:
www.eteguaracy.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected] [email protected]
Etec:
de São Paulo – Parque da Juventude
Endereço:
Avenida Cruzeiro do Sul, 2.630 – Prédio I - Santana – 02030-100
Tel/Fax:
(11) 2221-0086/0098/0923
Site:
www.etecpj.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Etec:
de São Paulo – Paulistano (Zona Norte)
Endereço:
Avenida Elísio Teixeira Leite, 3.611, Jardim Paulistano – 02810-000
Tel/Fax:
(11) 3979-1120/1061
Site:
www.etecpaulistano.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de São Paulo – São Paulo
Endereço:
Avenida Tiradentes, 615, Bom Retiro – 01101-010
Tel/Fax:
(11) 3326-0993/0785 / 3327-1310
Site:
www.etesaopaulo.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de São Paulo – Sapopemba
Endereço:
Rua Benjamim de Tudela, 155, Fazenda da Juta – 03977-408
Tel/Fax:
(11) 2019-1519 / 1533
Site:
www.etecdesapopemba.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Página 174 de 189
V – Endereço das demais Etecs Não Agrícolas com Cursos Aderentes ao
SINTAGRO
Etec:
de Araçatuba
Endereço:
Avenida Prestes Maia, 1.764 - Jardim Ipanema – 16052-045
Tel/Fax:
(18) 3625-8677 / 3622-0170
Site:
www.etecdearacatuba.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Etec:
de Assis
Endereço:
Rua Senhor do Bonfim, 1.226, Vila Xavier – 19802-130
Tel/Fax:
(18) 3321-5266 / 3322-3941 / 3323-1530
Site:
www.etecassis.net
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Cafelândia
Endereço:
Praça Sagrado Coração de Jesus, 70, Centro – 16500-000
Tel/Fax:
(14) 3554-1184 / 4682
Site:
www.etecafelandia.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Caraguatatuba
Endereço:
Avenida Rio Grande do Norte, 480, Indaiá – 11665-310
Tel/Fax:
(12) 3888-1387 / 3661
Site:
www.eteccaragua.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Catanduva
Endereço:
Rua Guariba, 800, Jardim Bela Vista – 15806-355
Tel/Fax:
(17) 3522-2200 / 2408
Site:
www.eliasnechar.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Cruzeiro
Endereço:
Rua Dr. Othon Barcelos, s/n - Centro – 12730-010
Tel/Fax:
(12) 3144-1207/8076
Site:
Não tem
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected].gov.br
Página 175 de 189
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Etec:
de Cubatão
Endereço:
Rua Tamoyo, 230, Vila Couto – 11.150-160
Tel/Fax:
(13) 3375-2175
Site:
www.etecubatao.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Fernandópolis
Endereço:
Avenida Geraldo Roquete, 135, Jardim Paulista – 15600-000
Tel/Fax:
(17) 3462-3030/3311 / 3442-7505
Site:
www.etecfernandopolis.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Ilha Solteira
Endereço:
Alameda Perimetral, s/no – 15385-000
Tel/Fax:
(18) 3742-2575
Site:
www.eteilhasolteira.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Itanhaém
Endereço:
Avenida José Batista Campos, 1.431, Anchieta – 11740-000
Tel/Fax:
(13) 3426-4926
Site:
www.etecitanhaem.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Itapeva
Endereço:
Avenida Europa, 1.097 – Jardim Europa – 18406-460
Tel/Fax:
(15) 3522-1077/ 3524-2484
Site:
www.etecitapeva.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Página 176 de 189
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Etec:
de Novo Horizonte
Endereço:
Avenida Coronel Junqueira, 640 - 14960.000
Tel/Fax:
(17) 3542-1182 / 7809
Site:
www.etec-novohorizonte.com.br/site/
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Osvaldo Cruz
Endereço:
Rua Japão, 724, Centro – 17700-000
Tel/Fax:
(18) 3528-3982 / 4760 / 3529-2367
Site:
www.etecamimjundi.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Ourinhos
Endereço:
Avenida Antônio de Almeida Leite, 913, Jardim Paulista – 19907-000
Tel/Fax:
(14) 3322-4908 / 3326-6121
Site:
www.eteourinhos.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Palmital
Endereço:
Avenida Anchieta, 487, Centro – 19970-000
Tel/Fax:
(18) 3351-3753
Site:
www.etecpalmital.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de São Sebastião
Endereço:
Rua Ítalo Nascimento, 366, Porto Grande – 11600-000
Tel/Fax:
(12) 3892-1424/2577
Site:
www.etecss.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Página 177 de 189
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Etec:
de Sorocaba
Endereço:
Rua Natal, 340, Jardim Paulistano – 18040-810
Tel/Fax:
(15) 3221-9677/2044/2088 / 3202-1563
Site:
www.etefernandoprestes.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Tatuí
Endereço:
Praça Adelaide Barnsley Guedes, 01, Centro – 18270-020
Tel/Fax:
(15) 3251-4242 / 6584 / 3205-2202
Site:
www.etecsalesgomes.com.br
Emails:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Etec:
de Teodoro Sampaio
Endereço:
Rua Pará, 506, Bairro da Estação – 19280-000
Tel/Fax:
(18)3282-1682
Site:
www.etecteodorosampaio.com.br
Emails:
dir.teodorosamp[email protected]
[email protected]
[email protected]
Página 178 de 189
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 179 de 189
Apêndice B
GENERALIDADES SOBRE OS RESUMOS EXPANDIDOS
Normas Gerais dos Resumos Estendidos
Este documento contém as normas para confecção dos resumos expandidos a serem submetidos para
publicação nos Anais do VI Sintagro. As normas gerais da submissão dos trabalhos são apresentados a
seguir:
I.
Os trabalhos devem ser enviados à comissão científica do evento no formato.doc para que sejam
corrigidos. O número máximo de páginas dos resumos submetidos é 05 (cinco) páginas, incluindo
tabelas e figuras, sendo recusados os que ultrapassarem este limite. O tamanho máximo do arquivo
será 1.500 KB.
II.
Não deverão ser encaminhados resumos expandidos já publicadosem outros meios de
comunicação. Os trabalhos aceitos permanecerão com caráter deoriginalidade para que possam ser
publicados, posteriormente, na íntegra, emperiódicos com corpo editorial;
III.
Poderão ser incluídos até 05 (cinco) elementos gráficos, sejam eles tabelas, quadros, esquemas,
gráficos, organogramas, histogramas, fotos ou figuras e inseri-los sequencialmente no texto;
a.
As Figuras, Fotos, Esquemas e Desenhos deverão ser incluídas somente quando essenciais à
elucidação do texto. Devem ser numeradas, sequencialmente, em algarismos arábicos,
fazendo-se a sua devida referência no texto. Deverão estar centralizadas na página. Textos
internos (p.ex.: legendas) deverão ser escritos na fonte Times New Roman, normal,
tamanho 8;
i. A edição das figuras, fotografias, esquemas e desenhos deverá ser monocromática.
Dessa forma, a distinção entre tratamentos, estruturas, espécies etc., nas figuras,
só poderá ser feita mediante símbolos apropriados. Para a elaboração das figuras,
sugerimos a utilização do editor de gráficos do Microsoft Word ou do Excel de
modo a facilitar a diagramação do texto e não gerar arquivos.pdf muito “pesados”.
Fotografias ou desenhos deverão estar no formato “JPG”.
ii. Deixar uma linha em branco antes das molduras das figuras, fotografias, esquemas
e desenhos que devem estar centralizadas. Digitar o título na linha imediatamente
abaixo da moldura. O título conterá o texto Figura 1 (ou Figura 2, ou elemento não
textual equivalente) apenas com a primeira letra em maiúsculo, fonte Times New
Roman, normal, tamanho 10. Deixar dois espaços em branco e digitar o título da
figura nessa mesma fonte e tamanho, com a primeira letra em maiúscula,
empregando o recuo da régua do MSWord, para que as margens das linhas
subsequentes coincidam com o início do título. Deixar uma linha em branco após o
título da figura.
b. As Tabelas e Quadros devem ser preparadas por meio do menu Tabela do MSWord,
formatadas na opção Simples 1, com linhas de cor preta e centralizadas na página. (no
menu Tabela escolher a opção Tamanho de Célula ... Linha Centralizado);
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 180 de 189
i. Digitar o texto na fonte Times New Roman, normal, tamanho 10. Deixar uma linha
em branco antes e depois das tabelas. Digitar o título na linha imediatamente
superior a tabela. Escrever o texto Tabela 1 (ou Tabela 2) na fonte Times New
Roman, normal, tamanho 10. Numerar as tabelas sequencialmente em algarismos
arábicos, fazendo-se a sua devida referência no texto;
ii. O material tabulado deverá ser o mínimo necessário: incluir somente dados
essenciais à compreensão do texto. Descrever adequadamente as abreviações de
cada tabela ou quadro no título ou em nota de rodapé, referenciadas por letras
sobrescritas (a, b, c, etc.). Manter as notas descritivas dentro de um mínimo
necessário. Colocar as unidades de medida nas tabelas ou quadros.
IV.
O artigo deverá ser escrito com o formato em papel A4 (210 x 297 mm), usando Fonte Times New
Roman tamanho 10, normal, utilizando espaço simples, margens superior, inferior, esquerda e
direita de 3,5; 2,5; 3,5 e 2,5 cm, respectivamente. As páginas devem ser numeradas
seqüencialmente, no canto inferior direito;
Estrutura Geral do Resumo Expandido
As instruções relacionadas ao resumo expandido são:
I.
O resumo expandido deve ser dividido em seções, em negrito, na seguinte ordem: Título, Resumo,
Palavras-Chave, Title, Abstract, Keywords, Introdução, Metodologia, Resultados e Discussão,
Conclusões, Agradecimento e Referências;
II.
Os autores devem estar listados da seguinte forma: A primeira letra de cada nome e sobrenome
deve ser maiúscula. Devem ser listados com o nome completo. Os nomes dos autores deverão ser
separados por vírgula, centralizados e em negrito, na fonte Times New Roman, tamanho 10, com
chamadas de rodapé numeradas e em sobrescrito. Informar o endereço eletrônico somente do
responsável pelo artigo. Incluir as afiliações, mediante chamadas numeradas sequencialmente, em
algarismos arábicos, após o último sobrenome de cada autor. Deixar uma linha em branco após os
autores. Listar até 04 (quatro) autores;
III.
As afiliações dos autores do trabalho devem ser escritas na fonte Times New Roman, tamanho 8.
Serão incluídas, logo após os autores, e deverão obedecer a mesma sequência das chamadas feitas
nos nomes dos autores. Incluir uma afiliação por linha. Deixar uma linha em branco após as
afiliações;
IV.
Os Títulos (e Title) devem ser precisos e informativos. Devem conter, no máximo, 300 caracteres
(incluindo espaços). Digitá-los em negrito e centralizado. Os títulos não devem conter ponto final.
Quando necessário, indicar a entidade financiadora da pesquisa como primeira chamada
numerada, ao final do título. Deixar uma linha em branco após o título;
V.
O Resumo e o Abstract devem conter, cada um, um máximo de 2.000 caracteres (incluindo
espaços). Redigir o resumo e abstract de forma direta e, preferencialmente, no tempo verbal
pretérito perfeito. Devem ser informativos, com cerca de 1/3 do texto referindo-se a introdução,
metodologia e os 2/3 restantes a resultados e conclusões, sem equações ou abreviação não
definida. É importante apresentar os resultados principais, nomear toda técnica nova, incluir
conceitos novos, conclusões e/ou recomendações práticas, caso seja pertinente. O texto deve ser
justificado e digitado em parágrafo único e espaço simples, começando por Resumo: (ou
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 181 de 189
Abstract:), seguido de dois pontos, iniciado junto à margem esquerda. Deixar uma linha em branco
após resumo e abstract;
VI.
Devem ser registradas de 03 (três) a 06 (seis) palavras-chave e Keywords em cada resumo
expandido submetido. Tais Palavras-chave e Keywords devem ser apresentadas em ordem
alfabética, separadas por vírgulas, no respectivo idioma, após o Resumo e o Abstract. Digitá-las em
letras minúsculas, com alinhamento justificado. Não devem conter ponto final. Os termos devem
permitir a recuperação do trabalho num banco de dados da área pertinente. Não utilizar termos
citados no título, pois estes serão automaticamente indexados. Deixar uma linha em branco após
Palavras-chave e Keywords.
VII.
O Texto Principal é dividido nas seguintes seções: Introdução, Metodologia, Resultados e Discussão,
Conclusões, Agradecimento e Referências. Observar os seguintes aspectos em cada seção:
a. INTRODUÇÃO – O título deste tópico deve estar em negrito e centralizado. Não deixar linha
separando o título do texto. Iniciar o texto deixando recuo de 1,0 cm da margem esquerda.
Apresentar um rápido histórico do tema, evidenciando o problema que foi pesquisado.
Depois de enfatizar os motivos da pesquisa, terminar a seção apresentando os objetivos do
trabalho. Deixar uma linha em branco após a introdução.
b. METODOLOGIA – O título deste tópico deve estar em negrito e centralizado. Não deixar
linha separando o título do texto. Iniciar o texto deixando recuo de 1,0 cm da margem
esquerda. Apresentar as informações básicas (materiais, locais, métodos experimentais e
estatísticos) que permitam a análise e a compreensão da estratégia utilizada para o alcance
dos objetivos do trabalho e que suportaram os principais resultados apresentados. Deixar
uma linha em branco após o item material e métodos.
c. RESULTADOS E DISCUSSÃO– O título deste tópico deve estar em negrito e centralizado.
Não deixar linha separando o título do texto. Iniciar o texto deixando recuo de 1,0 cm da
margem esquerda. Destacar os principais resultados, fazendo as chamadas pertinentes
para Tabelas ou Figuras. Tabelas e Figuras deverão ser inseridas, sequencialmente, logo
após a chamada no texto. Evitar abreviações não consagradas como, por exemplo: "a
produção no T3 (tratamento 3) foi maior que no T4, não diferindo do T5 e T6". Quando
apropriado, apresentar análise estatística dos dados. Analisar criticamente os resultados
ante o conhecimento atual. Deixar uma linha em branco após o item resultados e
discussão.
d. CONCLUSÕES – O título deste tópico deve estar em negrito e centralizado. Não deixar linha
separando o título do texto. Iniciar o texto deixando recuo de 1,0 cm da margem esquerda.
Apresentar as principais conclusões em frases curtas, separadas por parágrafos. Não usar
esta seção para sumarizar os resultados (o que já foi feito no Resumo), mas destacar o
progresso e as aplicações que o trabalho propicia. Deixar uma linha em branco após o item
conclusões. Devem explicar claramente, sem abreviações, acrônimos ou citações, o que os
resultados da pesquisa concluem para a ciência animal.
e. AGRADECIMENTOS – Este tópico é optativo. O título deste tópico deve estar em negrito e
centralizado. Não deixar linha em branco separando o título do texto. Iniciar o texto
deixando recuo de 1,0 cm da margem esquerda. Apresentar os principais agradecimentos.
Deixar uma linha em branco após o item agradecimentos.
f.
REFERÊNCIAS – As citações de autores no corpo do texto devem ser feitas utilizando-se
somente a primeira letra do sobrenome do autor maiúscula, seguidas do ano da
publicação. Quando houver dois autores, usar & (e comercial) e, no caso de três ou mais
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 182 de 189
autores, citar apenas o sobrenome do primeiro autor, seguido de et al. Citações no final do
texto deve ter o sobrenome do autor em caixa alta. Exemplos: "Os resultados de Fulano
(2006)"; "Seguindo metodologia utilizada por Fulano & Beltrano (2006)"; "Visando atender
a este mercado (SICRANO, 2006; FULANO et al., 2006; BELTRANO, 2006)". Apresentar nas
Referências seis referências, no máximo. Devem ser relacionadas em ordem alfabética pelo
sobrenome e contemplar todas aquelas citadas no texto. Menciona-se o último sobrenome
em maiúsculo, seguido de vírgula e as iniciais abreviadas por pontos, sem espaços. Os
autores devem ser separados por ponto e vírgula. Digitá-las em espaço simples, com
alinhamento justificado a esquerda. As referências devem ser separadas entre si. O recurso
tipográfico utilizado para destacar o elemento título será negrito e, para os nomes
científicos, itálico. São adotadas as normas ABNT-NBR-6023 - agosto de 2002. No mínimo
70% das referências devem ser de artigos publicados nos últimos dez anos.
As dúvidas referentes à confecção e submissão dos trabalhos científicos devem ser encaminhados para:
xxxxxxxxxxx ou xxxxxxxx
Modelo para elaboração do resumo expandido
MODELO PARA ELABORAÇÃO DO RESUMO DO VII SINTAGRO 1
Primeiro Autor Nome Completo e por Extenso 2, Segundo Autor Nome Completo e por Extenso 3, Terceiro Autor
Nome Completo e por Extenso4, Quarto Autor Nome Completo e por Extenso 5
1
Informação sobre o trabalho, se houver - por ex: parte do trabalho de iniciação científica do primeiro autor, bolsista do PIBIT.
2
Informação sobre os autores - por ex: prof. do Curso de tecnologia em Agronegócio. E-mail: [email protected]
3
Informação sobre os autores - por ex: aluno do Curso de tecnologia em Agronegócio da FATEC - Ourinhos
4
Informação sobre os autores - por ex: consultor de empresas, empresa, estado, Brasil
5
Informação sobre os autores - por ex: pesquisador, Instituição, estado, Brasil.
Resumo: Este modelo de artigo descreve o estilo e normas a serem usados na elaboração de resumos expandidos para
publicação nos anais do V SINTAGRO. Cada tópico do resumo está na formatação (fonte, alinhamento) padrão e não
deve ser alterados. Resumo e Abstract devem conter, no máximo, 2.000 caracteres (incluindo espaços). Redigir o
resumo e abstract de forma direta e, preferencialmente, no tempo verbal do pretérito perfeito. Devem ser informativos,
com cerca de 1/3 do texto referindo-se a introdução, metodologia e os 2/3 restantes dedicados a resultados e conclusões,
sem equações ou abreviação não definida. É importante apresentar os resultados principais, nomear toda técnica nova,
incluir conceitos novos, conclusões e/ou recomendações práticas, caso pertinente. O texto deve ser justificado,
começando por Resumo: (ou Abstract:), seguido de dois pontos, iniciado junto à margem esquerda. Deixar uma linha
em branco após o resumo (Abstract).
Palavras–chave: Registrar de três a seis palavras-chave (Keywords) não existentes no título do trabalho. Devem ser
apresentadas em ordem alfabética, separadas por vírgulas, após o Resumo. Digitá-las em letras minúsculas, com
alinhamento justificado. Não devem conter ponto final.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 183 de 189
Instructions for elaborating abstract of V SINTAGRO
Abstract: Thismodel of article describes the style and rules used in the elaboration of article abstracts to be published in
the annals of V SINTAGRO. Each topic of this abstract model is already found in standard format (font, alignment) and
should not be changed. Summary and Abstract must have, at most, 2,000 characters (including spaces). Write the
summary and abstract objectively and, preferentially, in the past perfect tense. They should be informative with about
1/3 of the text referring to the introduction, methodology and the other 2/3 concerning results and conclusions, with no
equations or undefined abbreviation. It is important to present the main results, mention every new technique, include
new concepts, conclusions and/or recommendpractices, if relevant. The text shall be centered, beginning
withSummary:(orAsbtract:), followed by colons, beginning next to the left margin. Leave a blanklineafterthesummary
(Abstract)
Keywords:
Introdução
O título deste tópico deve estar em negrito e centralizado. Não deixar linha separando o título do texto. Iniciar o
texto deixando recuo de 1,0 cm da margem esquerda. Apresentar um pequeno histórico do tema, evidenciando o
problema que foi pesquisado. Depois de enfatizar os motivos da pesquisa, terminar a seção apresentando os objetivos do
trabalho. Deixar uma linha em branco após a introdução.
Metodologia
O título deste tópico deve estar em negrito e centralizado. Não deixar linha separando o título do texto. Iniciar o
texto deixando recuo de 1,0 cm da margem esquerda. Deixar uma linha em branco após o item material e métodos.
Apresentar as informações básicas (materiais, locais, métodos experimentais e estatísticos) que permitam a análise e a
compreensão da estratégia utilizada para o alcance dos objetivos do trabalho e que suportaram os principais resultados
apresentados.
Resultados e Discussão
O título deste tópico deve estar em negrito e centralizado. Não deixar linha separando o título do texto. Iniciar o
texto deixando recuo de 1,0 cm da margem esquerda. Destacar os principais resultados, fazendo as chamadas
pertinentes para Tabelas ou Figuras e para as citações bibliográficas. Tabelas e Figuras deverão ser inseridas,
sequencialmente, no texto. Deixar uma linha em branco após o item resultados. Quando apropriado, apresentar análise
estatística dos dados. Analisar criticamente os resultados ante o conhecimento atual, evitar excesso de comparações com
a literatura. Caso seja pertinente, apontar as áreas onde, após a realização do trabalho, o conhecimento permanece
limitado, apresentando, então, sugestões para trabalhos futuros.
Tabelas - Prepará-las por meio do menu Tabela do MSWord (ou equivalente e compatível), autoformatadas na opção
Simples 1, com linhas de cor preta e centralizadas na página (no menu Tabela escolher a opção Tamanho de Célula ...
Linha Centralizado);
a. Digitar o texto na fonte Times New Roman, normal, tamanho 10. Deixar uma linha em branco antes e depois
da tabela. Digitar o título na linha imediatamente superior à tabela. Escrever o texto da Tabela 1 (ou Tabela 2)
na fonte Times New Roman, normal, tamanho 10. Numerar as tabelas seqüencialmente em algarismos
arábicos, fazendo-se a sua devida referência no texto;
b. O material tabulado deverá ser o mínimo necessário: incluir somente dados essenciais à compreensão do texto.
Colocar as unidades de medida na tabela.
TABELA 1. Alimentos orgânicos a serem fornecidos aos animais e preços pagos pelo produtor.
Produto
Quantidade (kg)
R$/kg
R$/saca
Total / tonelada
Farelo de milho
1000
0,85
51,00
R$ 850,00
Farelo de trigo
1000
0,60
36,00
R$ 600,00
Farelo integral/soja
1000
1,20
72,00
R$ 1.200,00
Farelo de linhaça
1000
1,60
96,00
R$ 1.600,00
Total
4000
R$ 4.250,00
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 184 de 189
Figuras - Deverão ser incluídas somente quando essenciais à elucidação do texto. Devem ser numeradas,
sequencialmente, em algarismos arábicos, fazendo-se a sua devida referência no texto. Deverão estar centralizadas na
página. Textos internos (p.ex.: legendas) deverão ser escritos na fonte Times New Roman, normal, tamanho 8.
a.
b.
c.
Para a elaboração das figuras, sugerimos a utilização do editor de gráficos do Microsoft Word ou do Excel de
modo a facilitar a diagramação do texto e não gerar arquivos muito “pesados”.
Fotografias ou desenhos deverão estar no formato.JPG. Atente para o fato de que fotografias ou desenhos
coloridos podem resultar em arquivos mais “pesados”.
Digitar o título na linha imediatamente abaixo da figura. O título conterá o texto Figura 1 (ou Figura 2) apenas
com a primeira letra em maiúsculas, fonte Times New Roman, normal, tamanho 10. Deixar dois espaços em
branco e digitar o título da figura nessa mesma fonte e tamanho, em minúsculas, empregando o recuo da régua
do MSWord, para que as margens das linhas subsequentes coincidam com o início do título.
Figura 1. Aba da planilha desenvolvida, indicando a área a ser plantada das forrageiras destinadas à
alimentação animal.
Conclusões
O título deste tópico deve estar em negrito e centralizado. Não deixar linha separando o título do texto. Iniciar o
texto deixando recuo de 1,0 cm da margem esquerda. Apresentar as principais conclusões em frases curtas, separadas
por parágrafos. Não usar esta seção para sumarizar os resultados (o que já foi feito no Resumo), mas destacar o
progresso e as aplicações que o trabalho propicia. Enfatizar as limitações que persistem, apresentando, sempre que
apropriado, sugestões para trabalhos futuros. Deixar uma linha em branco após o item conclusões.
Agradecimentos
Este tópico não é obrigatório. O título deste tópico deve estar em negrito e centralizado. Não deixar linha
separando o título do texto. Iniciar o texto deixando recuo de 1,0 cm da margem esquerda. Apresentar os principais
agradecimentos.Deixar uma linha em branco após o item agradecimento.
Referências
Apresentar seis referências, no máximo, em ordem alfabética, seguindo as normas da ABNT-NBR-6023 (2002), que
estão apresentadas nas INSTRUÇÕES PARA PREPARAÇÃO DE RESUMOS EXPANDIDOSPARA O
SINTAGRO (disponível no site xxxxxx).
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 185 de 189
Apêndice C
GENERALIDADES SOBRE APRESENTAÇÃO DE PÔSTERES
Comunicação de Trabalhos na Forma Escrita no VII SINTAGRO
Passamos agora a apresentar as normas para a confecção dos posters científicos a serem apresentados no
VII SINTAGRO. O pôster é um meio de comunicação visual, sendo uma fonte de informação do trabalho
científico realizado pelo aluno, professor, pesquisador em geral, que será posteriormente complementado
pelo mesmo, através de uma explanação do trabalho. Recomenda-se um planejamento antecipado do
pôster a ser apresentado, revendo a metodologia, as idéias, os resultados principais, discutindo-os com o
orientador ou os colaboradores de forma geral.
Apesar da elaboração de um pôster apresentar elementos bastante pessoais daqueles que o elaboram, sua
concepção de melhor entendimento e disposição dos resultados obtidos e dos dados e informações nele
contidas, pode-se fazer as seguintes recomendações a qualquer tipo de pôster a ser apresentado no
SINTAGRO:
SEJA OBJETIVO. Mostre e destaque o que mais importa
em sua pesquisa. O que foi e como foi realizado bem
como os principais resultados obtidos. Evite focar nos
métodos usados, dando mais ênfase aos resultados,
conclusões e implicações;
FAÇA UMA BOA SEPARAÇÃO DAS INFORMAÇÕES A
SEREM APRESENTADAS:Assim como nos artigos
científicos, utilize títulos para separar partes do trabalho,
destacando o título do trabalho, os autores, os objetivos,
metodologia, resultados, conclusões, agradecimentos (se
necessário), etc. Utilize elementos gráficos, figuras, textos
bem distribuídos ao longo do pôster. Elabore um padrão
de cores e o utilize ao longo do pôster, mas evite um
número excessivo de cores.Sugestão: Use uma cor para
título, introdução e conclusões, e uma segunda cor para o
restante. Utilize uma terceira cor para destacar alguns
resultados;
UTILIZE
AS
FERRAMENTAS
DE
MARKETING
VISUAL.Utilize colunas de texto para separação dos
conteúdos a serem apresentados. O texto deve ser legível
a uma distância de aproximadamente 1 metro, para evitar
que os interessados tenham que ler o trabalho muito
próximo de onde o pôster está fixado, obstruindo a leitura
de outras pessoas. Se o pôster parecer congestionado,
diminua número de textos, tabelas, elementos gráficos,
esquemas, figuras, etc.. Evite diminuir o tamanho da
fonte do texto como solução para congestionamento;
FAÇA UM PLANEJAMENTO ANTECIPADO: Planeje como
os dados, gráficos e informações irão fluir ao longo do
pôster. Faça uma avaliação dos espaços disponíveis para a
estruturação visual do pôster, deixando-o o mais atraente
e convidativo possível. A primeira impressão é a que
conta. Um pôster pouco chamativo pode não despertar o
interesse em sua leitura, ainda que o conteúdo do
trabalho possa estar excelente;
Figura C.1 – Recomendações Gerais para quem vai apresentar trabalhos em pôsteres.
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 186 de 189
Normas Gerais de Apresentação dos Pôsteres no Evento:
As normas gerais para a apresentação dos pôsteres no VII SINTAGRO deve ser seguida por todos os
participantes do evento que apresentarão este tipo de trabalho científico, a saber:
I.
O pôster deve ser afixado na data e local apropriado de acordo com a informação discriminada e
enviada pela comissão científica do evento. Deve-se fixar o pôster pelo menos 20 minutos antes do
início das atividades científicas, só devendo ser retirado após o encerramento das atividades
evento no período noturno;
II.
A confecção, colocação e retirada do pôster é de inteira responsabilidade dos autores do trabalho,
bem como sua fixação e conservação. Os pôsteres serão pendurados nos painéis de exposição ou
montados usando fita adesiva dupla face ou similar. Dessa forma, colas superadesivas, bem como
velcros, pregos, percevejos, parafusos ou quaisquer outros objetos perfurantes não deverão ser
utilizados;
III.
Não será permitido escrever, desenhar, riscar, perfurar ou de alguma forma danificar os painéis de
exposição dos trabalhos;
IV.
É obrigatória a presença de pelo menos 1 autor do trabalho junto ao pôster, no horário
estabelecido para a apresentação do mesmo;
V.
É obrigatório que as informações passadas para a comissão científica do evento relacionadas ao
trabalho(título, abstract, informações do trabalho, etc) sejam idênticos ao que será apresentado no
SINTAGRO, sendo proibido a apresentação de pôsteres de trabalhos distintos daqueles submetidos
ou então trabalhos sem características de um pôster ou ainda que não siga as normas gerais
adotadas no evento;
VI.
O texto e demais elementos textuais postados nas tabelas ou quadros do pôster deve ser legível a
uma distância de aproximadamente 1 metro. Os demais gráficos devem ser confeccionados de
forma a serem inteligíveis aos interessados;
VII.
O idioma oficial do SINTAGRO é o português. Porém, cada pôster deverá conter título, resumo e
palavras-chave em inglês (Title, Abstract e Keywords). O pôster também deve conter nome dos
autores do trabalho, com indicação da instituição de origem. Os agradecimentos a pessoas,
instituições, empresas, organizações é elemento facultativo no pôster;
VIII.
É proibido na apresentação do pôster:
a.
Apresentar o pôster utilizando equipamentos multimídia e seus respectivos periféricos
(retroprojetor, computador, microfone e/ou outros equipamentos elétricos) ou utilizar
aparelhos e instrumentos sonoros que interfiram na comunicação dos autores da sessão;
b. Apresentar o pôster de forma oral (ou seja, sem o pôster) ou de forma performática;
c.
Apresentar o pôster fora da data, local ou horários programados ou então apresentado por
terceiros não autores do pôster;
d. Que um único autor apresente mais de um pôster em um único dia do evento;
Normas Técnicas para a Confecção dos Pôsteres:
Os painéis a serem apresentados no Evento deverão possuir as seguintes características:
I.
Ter dimensões entre 0,90m e 1,20 m de altura e entre 0,80m e 0,90 m de largura;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 187 de 189
II.
O tipo de letra é a Arial e o tamanho da fonte deve ser de 30 a 40, com espaçamento de 1,5 linhas;
III.
O texto deve ser justificado, podendo ser apresentado em uma, duas ou três colunas;
IV.
Os autores podem escolher livremente o plano de fundo do pôster, porém devem ser evitados
planos de fundo que dificultem ou inviabilizem a visualização do conteúdo do trabalho.
V.
Os autores devem estar listados da seguinte forma: A primeira letra de cada nome e sobrenome
deve ser maiúscula. Devem ser listados com o nome completo. Os nomes dos autores deverão ser
separados por vírgula, centralizados e em negrito, com chamadas de rodapé numeradas e em
sobrescrito. Informar o endereço eletrônico somente do responsável pelo artigo. Incluir as
afiliações, mediante chamadas numeradas sequencialmente, em algarismos arábicos, após o último
sobrenome de cada autor. Deixar uma linha em branco após os autores;
VI.
Devem ser registradas de 03 (três) a 06 (seis) palavras-chave e Keywords em cada resumo
expandido submetido. Tais Palavras-chave e Keywords devem ser apresentadas em ordem
alfabética, separadas por vírgulas, no respectivo idioma, após o Resumo e o Abstract. Digitá-las em
letras minúsculas, com alinhamento justificado. Não devem conter ponto final. Deixar uma linha
em branco após Palavras-chave e Keywords;
VII.
As informações devem ser organizadas e apresentadas de modo que as idéias centrais do trabalho
sejam facilmente compreendidas pelo visitante do pôster. O Corpo do Trabalho a ser apresentado
em Pôster contém elementos obrigatórios e optativos, abaixo listados.
a. Principais objetivos e breve Introdução ao Trabalho;
b. Pontos Importantes da Revisão da Literatura (Opcional);
c. Metodologia e Desenvolvimento do Trabalho;
d. Principais Resultados;
e. Inserção de Elementos Gráficos, Esquemas, Listas de Tabulação de Dados (Opcional);
f.
Principais Conclusões e Considerações Finais;
g. Agradecimentos (Opcional);
h. Bibliografia seguindo normas ABNT;
VIII.
As principais seções e subseções (estas, se houverem) devem estar destacadas e em negrito, para
melhor visualização do pôster e de seu conteúdo exposto;
IX.
É permitido usar a logomarca da Faculdade, Centro Universitário, Universidade, Empresa,
Organização para ajudar ao público na identificação da origem do pôster;
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 188 de 189
Tabela C.1 - MODELO PARA ELABORAÇÃO DO POSTER
Nome da Instituição do trabalho
Nome do Departamento, Laboratório ou Núcleo
Título do trabalho
João da Penha Bertolino1; Antônio Dagoberto da Silva1; Maria Carmelina Mustafá1; Lindinalva Marcolino
da Penha2
1
2
Graduandos do curso de Agronegócio da FATEC - Faculdade de Tecnologia de Ourinhos, e-mail do autor principal; Professora
da Faculdade de Tecnologia de Ourinhos.
Instruções
Neste espaço deve ser apresentado o conteúdo do trabalho
O texto deve ser justificado, podendo ser apresentado em uma ou duas colunas
O tamanho da fonte deve ser 30 a 40, espaçamento1,5 linhas
O autor deve fazer uma breve introdução do trabalho
Descrever o objetivo do trabalho
Descrever pontos importantes da revisão de literatura, quando necessário
Descrever a metodologia e desenvolvimento
Descrever os resultados encontrados
Quando necessário, apresentar tabelas e figuras
Descrever as principais considerações finais ou conclusões do trabalho
Descrever bibliografias importantes, seguindo as normas da ABNT
Os autores podem escolher livremente o plano de fundo do banner, porém devem ser evitados planos
de fundo que dificultem ou inviabilizem a visualização do conteúdo do trabalho.
Dimensões do Banner: 1,20m de altura x 0,75 m de largura
Créditos, Órgãos de fomento
Colaboradores quando for o caso
Marcas, Siglas de Apoios, Patrocinadores
Parceiros
Projeto SINTAGRO na Fatec Mococa- Prof. Dr. Diógenes Bosquetti
Página 189 de 189
Download

Para maiores informações baixe o arquivo.