CA ARCserve® Backup para
Windows
Guia do Agente para Oracle
r16
A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante
denominada Documentação), destina-se apenas a fins informativos e está sujeita a alterações ou revogação por parte da CA a
qualquer momento.
A Documentação não pode ser copiada, transferida, reproduzida, divulgada, modificada ou duplicada, no todo ou em parte,
sem o prévio consentimento por escrito da CA. A presente Documentação contém informações confidenciais e de propriedade
da CA, não podendo ser divulgadas ou usadas para quaisquer outros fins que não aqueles permitidos por (i) um outro contrato
celebrado entre o cliente e a CA que rege o uso do software da CA ao qual a Documentação está relacionada; ou (ii) um outro
contrato de confidencialidade celebrado entre o cliente e a CA.
Não obstante o supracitado, se o Cliente for um usuário licenciado do(s) produto(s) de software constante(s) na Documentação,
é permitido que ele imprima ou, de outro modo, disponibilize uma quantidade razoável de cópias da Documentação para uso
interno seu e de seus funcionários referente ao software em questão, contanto que todos os avisos de direitos autorais e
legendas da CA estejam presentes em cada cópia reproduzida.
O direito à impressão ou, de outro modo, à disponibilidade de cópias da Documentação está limitado ao período em que a
licença aplicável ao referido software permanecer em pleno vigor e efeito. Em caso de término da licença, por qualquer motivo,
fica o usuário responsável por garantir à CA, por escrito, que todas as cópias, parciais ou integrais, da Documentação sejam
devolvidas à CA ou destruídas.
NA MEDIDA EM QUE PERMITIDO PELA LEI APLICÁVEL, A CA FORNECE ESTA DOCUMENTAÇÃO "NO ESTADO EM QUE SE
ENCONTRA", SEM NENHUM TIPO DE GARANTIA, INCLUINDO, ENTRE OUTROS, QUAISQUER GARANTIAS IMPLÍCITAS DE
COMERCIABILIDADE, ADEQUAÇÃO A UM DETERMINADO FIM OU NÃO VIOLAÇÃO. EM NENHUMA OCASIÃO, A CA SERÁ
RESPONSÁVEL PERANTE O USUÁRIO OU TERCEIROS POR QUAISQUER PERDAS OU DANOS, DIRETOS OU INDIRETOS,
RESULTANTES DO USO DA DOCUMENTAÇÃO, INCLUINDO, ENTRE OUTROS, LUCROS CESSANTES, PERDA DE INVESTIMENTO,
INTERRUPÇÃO DOS NEGÓCIOS, FUNDO DE COMÉRCIO OU PERDA DE DADOS, MESMO QUE A CA TENHA SIDO EXPRESSAMENTE
ADVERTIDA SOBRE A POSSIBILIDADE DE TAIS PERDAS E DANOS.
O uso de qualquer produto de software mencionado na Documentação é regido pelo contrato de licença aplicável, sendo que
tal contrato de licença não é modificado de nenhum modo pelos termos deste aviso.
O fabricante desta Documentação é a CA.
Fornecida com “Direitos restritos”. O uso, duplicação ou divulgação pelo governo dos Estados Unidos está sujeita às restrições
descritas no FAR, seções 12.212, 52.227-14 e 52.227-19(c)(1) - (2) e DFARS, seção 252.227-7014(b)(3), conforme aplicável, ou
sucessores.
Copyright © 2011 CA. Todos os direitos reservados. Todas as marcas comerciais, nomes de marcas, marcas de serviço e
logotipos aqui mencionados pertencem às suas respectivas empresas.
Referências a produtos da CA Technologies
Este conjunto de documentação faz referência aos seguintes produtos da CA:
■
BrightStor® Enterprise Backup
■
CA Antivirus
■
CA ARCServe® Assured Recovery™
■
Agente de backup para Advantage™ Ingres® do CA ARCserve®
■
Agente para Novell Open Enterprise Server do CA ARCserve® Backup para
Linux
■
Agent for Open Files do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Agente cliente para FreeBSD do CA ARCserve® Backup
■
Agente cliente para Linux do CA ARCserve® Backup
■
Agente cliente para Mainframe Linux do CA ARCserve® Backup
■
Agente cliente para UNIX do CA ARCserve® Backup
■
Agente cliente para Windows do CA ARCserve® Backup
■
Opção corporativa para AS/400 do CA ARCserve® Backup
■
Opção corporativa para Open VMS do CA ARCserve® Backup
■
Opção corporativa para SAP R/3 para Oracle do CA ARCserve® Backup para
Linux
■
CA ARCserve® Backup para Microsoft Windows Essential Business Server
■
Opção corporativa para SAP R/3 para Oracle do CA ARCserve® Backup para
Unix
■
CA ARCserve® Backup para Windows
■
Agente para IBM Informix do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Agente para Lotus Domino do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Agente para Microsoft Exchange Server do CA ARCserve® Backup para
Windows
■
Agente para Microsoft SharePoint Server do CA ARCserve® Backup para
Windows
■
Agente para Microsoft SQL Server do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Agente para Oracle do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Agente para Sybase do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Agente para máquinas virtuais do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Opção de recuperação de falhas do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Módulo corporativo do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Opção corporativa para IBM 3494 do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Opção corporativa para SAP R/3 para Oracle do CA ARCserve® Backup para
Windows
■
Opção corporativa para StorageTek ACSLS do CA ARCserve® Backup para
Windows
■
Opção Image do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Serviço de cópias de sombra de volumes da Microsoft do CA ARCserve®
Backup para Windows
■
Opção NAS NDMP do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Opção SAN (Storage Area Network) do CA ARCserve® Backup para Windows
■
Opção para biblioteca de fitas do CA ARCserve® Backup para Windows
■
CA ARCServe® Backup Patch Manager
■
Movimentador de dados do CA ARCServe® Backup para UNIX e Linux
■
CA ARCserve® Central Host-Based VM Backup
■
CA ARCserve® Central Protection Manager
■
CA ARCserve® Central Reporting
■
CA ARCserve® Central Virtual Standby
■
CA ARCServe® D2D
■
CA ARCserve® D2D On Demand
■
CA ARCServe® High Availability
■
CA ARCserve® Replication
■
CA VM:Tape para z/VM
■
CA 1® Tape Management
■
Common Services™
■
eTrust® Firewall
■
Unicenter® Network and Systems Management
■
Unicenter® Software Delivery
■
Unicenter® VM:Operator®
Entrar em contato com a CA
Para assistência técnica online e uma lista completa dos locais, principais
horários de atendimento e números de telefone, entre em contato com o
Suporte técnico pelo endereço http://www.ca.com/worldwide.
Alterações na documentação
As seguintes atualizações na documentação foram feitas desde a última versão
desta documentação:
■
Renomeada como CA Technologies.
■
Atualizado para incluir comentários do usuário, aprimoramentos, correções
e outras alterações secundárias para ajudar a melhorar a utilização o e a
compreensão do produto ou da documentação.
Índice
Capítulo 1: Apresentando o agente para Oracle
11
Introdução ................................................................................... 11
Matriz de suporte Oracle ...................................................................... 11
Capítulo 2: Instalando o agente para Oracle
13
Pré-requisitos de instalação ................................................................... 14
Instalação do agente .......................................................................... 14
Execução de tarefas posteriores à instalação .................................................... 15
Verificação do modo ARCHIVELOG .......................................................... 16
Iniciar o modo ARCHIVELOG ............................................................... 17
Arquivamento automático ................................................................. 17
Comparação dos modos ARCHIVELOG e NOARCHIVELOG ..................................... 20
Personalização do agente no registro do Windows ........................................... 21
Configurar agente para Oracle ................................................................. 22
Ativar envio de tarefa do console do RMAN ................................................. 23
Redefinir a configuração do agente para Oracle ................................................. 24
Como configurar o agente em um ambiente Oracle RAC .......................................... 25
Desinstalação do agente....................................................................... 25
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos
27
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo ......................... 27
Backup de bancos de dados offline usando CA ARCserve Backup no modo Com base em
arquivo .................................................................................. 28
Backup de um ou mais bancos de dados online .............................................. 28
Backup de vários bancos de dados em várias unidades de fita ................................. 30
Backup em um ambiente Oracle Fail Safe ................................................... 30
Restaurar usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo ............................. 33
Exibições de restauração .................................................................. 34
Restauração completa de bancos de dados, tablespaces, arquivos de dados ou arquivos de
controle .................................................................................. 34
Restauração de logs arquivados ............................................................ 36
Restauração de um tablespace do sistema .................................................. 37
Restauração de um banco de dados offline armazenado ...................................... 37
Restauração no ambiente Oracle Fail Safe ................................................... 38
Índice 7
Restaurar banco de dados em um determinado momento .................................... 40
Recuperação após a restauração ........................................................... 40
Suporte a várias versões do Oracle usando o modo com base em arquivos ......................... 41
Limitações de backup e restauração no modo com base em arquivos .............................. 43
Recuperação do banco de dados no modo File-Based ............................................ 44
Recuperação de bancos de dados completos ................................................ 44
Recuperação completa de bancos de dados e arquivos de controle ............................ 46
Recuperação de tablespaces ou arquivos de dados ........................................... 47
Recuperação de backups completos offline .................................................. 49
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN
51
Criação de um catálogo RMAN ................................................................. 51
Sobre a interface do SBT 2.0 ................................................................... 53
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN ...................................... 53
Fazer backup de bancos de dados offline usando o CA ARCserve Backup no modo RMAN ........ 54
Fazer backup do banco de dados Oracle online .............................................. 60
Backup em um ambiente Oracle Fail Safe no modo RMAN .................................... 63
Backup em ambiente Oracle RAC ........................................................... 64
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN ......................................... 65
Restaurar e recuperar bancos de dados e objetos de banco de dados .......................... 65
Restaurar logs arquivados e arquivos de controle ............................................ 71
Restaurar arquivo de parâmetro ............................................................ 72
Restaurar em tempo definido .............................................................. 72
Restauração no ambiente Oracle RAC ....................................................... 73
Restaurar objetos do Oracle no ambiente Oracle Fail Safe .................................... 73
Recuperação do banco de dados no modo RMAN ................................................ 75
Restrições do Oracle em operações de recuperação .......................................... 75
Arquivos que o agente não pode recuperar .................................................. 76
Recuperação manual ...................................................................... 76
Limitações de backup e restauração usando o modo RMAN ...................................... 78
Apêndice A: Solução de problemas
81
Agente para Oracle não faz backup de arquivos de parâmetro não-padrão ......................... 81
O status da tarefa exibe Falha ao invés de Incompleta ............................................ 83
Definindo o número de canais para backup e restauração ........................................ 84
Verificar status do serviço do agente universal do CA ARCserve ................................... 85
Pré-requisito de backup do agente: o nome do componente do Oracle deve ser criado ............. 86
Restaurar um banco de dados em outro nó do console do RMAN ................................. 87
8 Guia do Agente para Oracle
O agente não pode fazer backup do log de arquivamento ........................................ 88
Erros do agente de backup .................................................................... 89
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN ....................... 91
O RMAN é encerrado com um erro durante o backup ou a restauração ........................ 92
O RMAN é encerrado com um agente de erro não iniciado .................................... 92
Falha nos backups de sessões remotas do Oracle no modo RMAN ............................. 93
Erro de permissão do Oracle ............................................................... 94
Restaurar os arquivos de dados do Oracle em um diretório diferente .......................... 94
Não é possível acessar logs arquivados no ambiente de agrupamento do Oracle ................ 94
Impossível executar backups concorrentes no mesmo banco de dados ......................... 95
A opção Até o fim dos logs não funciona .................................................... 95
O RMAN é encerrado com códigos de erro .................................................. 96
O RMAN é encerrado com o código de erro RMAN-06004 .................................... 96
O RMAN é encerrado com o código de erro AE53034 RMAN-06059 ............................ 97
As informações da mídia não constam na Restauração de mídia após o envio da tarefa de
restauração do RMAN ..................................................................... 99
Caracteres sem sentido no log de atividades ................................................ 101
Eliminação automática de arquivos do log de arquivamento ................................. 101
Apêndice B: Execução da recuperação de falhas
103
Cenário de recuperação de desastres .......................................................... 104
Cenários para a restauração do servidor Windows original ...................................... 104
Recuperação do banco de dados ORCL1 .................................................... 105
Recuperação do banco de dados ORCL2 .................................................... 106
Cenários para restauração em um servidor alternativo .......................................... 107
Restauração em um servidor que aceita as estruturas de diretórios exatas .................... 108
Restauração em um servidor com estruturas de diretórios diferentes ......................... 108
Cenário para criação de um banco de dados duplicado em um host remoto no modo RMAN ....... 110
Glossário
115
Índice remissivo
117
Índice 9
Capítulo 1: Apresentando o agente para
Oracle
Esta seção contém os seguintes tópicos:
Introdução (na página 11)
Matriz de suporte Oracle (na página 11)
Introdução
Entre os agentes oferecidos pelo CA ARCserve Backup está o agente para Oracle
do CA ARCserve Backup. Ele permite:
■
Gerenciar backups remotamente
■
Fazer backup de espaços de tabela pertencentes a bancos de dados online
tirando proveito dos recursos de backup do Oracle.
■
Restaurar um banco de dados completo ou objetos de banco de dados
individuais, como um espaço de tabela, arquivos de dados, arquivos de
controle, log de arquivamento ou arquivo de parâmetros.
■
Agendar seus backups.
■
Fazer backup em uma grande variedade de dispositivos de armazenamento.
O agente controla toda a comunicação entre o CA ARCserve Backup e o banco
de dados Oracle durante as tarefas de backup e restauração, incluindo
preparação, recuperação e processamento dos dados transmitidos nos dois
sentidos entre o banco de dados Oracle e o CA ARCserve Backup.
Matriz de suporte Oracle
Você pode usar a matriz de compatibilidade a seguir para comparação de
plataformas Oracle e Windows.
Versão Oracle
Sistema operacional suportado
Oracle 9i
■
Windows Server 2003 (x86)
■
Windows Server 2003 R2 (x86)
Capítulo 1: Apresentando o agente para Oracle 11
Matriz de suporte Oracle
Versão Oracle
Sistema operacional suportado
Oracle 9.2
■
Windows Server 2003 (IA64)
Oracle 10g r1
■
Windows Server 2003 (x86)
■
Windows Server 2003 R2 (x86)
Oracle 10g r1
■
Windows Server 2003 (IA64)
Oracle 10g r2
■
Windows Server 2003 (x64)
■
Windows Server 2003 R2 (x64)
■
Windows Server 2003 (x86)
■
Windows Server 2003 R2 (x86)
■
Windows Server 2008 (x86)
■
Windows Server 2003 (IA64)
■
Windows Server 2003 R2 (IA64)
■
Windows Server 2003 (x86)
■
Windows Server 2003 R2 (x86)
■
Windows Server 2008 (x86)
■
Windows Server 2003 (x64)
■
Windows Server 2003 R2 (x64)
■
Windows Server 2008 (x64)
■
Windows Server 2003 (x86)
■
Windows Server 2003 R2 (x86)
■
Windows Server 2008 (x86)
■
Windows Server 2008 R2 (x86)
■
Windows Server 2003 (x64)
■
Windows Server 2003 R2 (x64)
■
Windows Server 2008 (x64)
■
Windows Server 2008 R2
Oracle 10g r2
Oracle 10g r2
Oracle 11g R1
Oracle 11g R1
Oracle 11g R2
Oracle 11g R2
12 Guia do Agente para Oracle
Capítulo 2: Instalando o agente para Oracle
Esta seção contém os seguintes tópicos:
Pré-requisitos de instalação (na página 14)
Instalação do agente (na página 14)
Execução de tarefas posteriores à instalação (na página 15)
Configurar agente para Oracle (na página 22)
Redefinir a configuração do agente para Oracle (na página 24)
Como configurar o agente em um ambiente Oracle RAC (na página 25)
Desinstalação do agente (na página 25)
Capítulo 2: Instalando o agente para Oracle 13
Pré-requisitos de instalação
Pré-requisitos de instalação
O agente para Oracle do CA ARCserve Backup é um aplicativo cliente instalado
no servidor Oracle ou em uma unidade local em cada nó de um agrupamento
Oracle Fail Safe.
Antes de instalar o agente, verifique os pré-requisitos a seguir:
■
O sistema atende os requisitos de software necessários para a instalação do
agente.
Para obter uma lista desses requisitos, consulte o Leiame.
■
Os aplicativos a seguir estão instalados e funcionam de forma adequada:
–
O produto base do CA ARCserve Backup.
Observação: o CA ARCserve Backup e o agente podem ser instalados em
diferentes computadores. Por exemplo, você pode instalar o CA
ARCserve Backup em um computador local e o agente, em um
computador remoto.
–
Sistema operacional Windows
–
Oracle Server
■
Se o caminho de instalação padrão não for usado, anote o caminho usado
para referência fácil, bem como o nome da sessão do Oracle, o nome de
usuário e a senha do banco de dados para a configuração do agente.
■
Ao instalar o agente em nós em um ambiente de cluster Oracle Fail Safe,
anote os nomes dos computadores, as IDs de logon e as senhas do cluster
Oracle Fail Safe.
■
Você tem privilégios administrativos ou a devida autoridade para instalar
software nos computadores em que instalará o agente.
Observação: entre em contato com o administrador do CA ARCserve Backup
para obter os privilégios apropriados, caso não os possua.
Instalação do agente
O Agent para Oracle é um programa cliente instalado em um dos locais a seguir:
■
No mesmo servidor em que o Oracle Server está
■
Pelo menos um nó em um ambiente RAC (Real Application Cluster) com
acesso a todos os logs de arquivo
14 Guia do Agente para Oracle
Execução de tarefas posteriores à instalação
O agente para Oracle segue o procedimento de instalação padrão de
componentes, agentes e opções do sistema do CA ARCserve Backup. Para obter
mais informações sobre como instalar o CA ARCserve Backup, consulte o Guia
de Implementação.
Esta seção descreve os pré-requisitos de instalação e as considerações para o
agente, além de fornecer instruções detalhadas de todas as tarefas pósinstalação.
Observação: é necessário instalar o agente em todos os servidores do banco de
dados Oracle gerenciado pelo CA ARCserve Backup.
Execução de tarefas posteriores à instalação
Após a instalação ser concluída, execute as tarefas a seguir:
Para executar as tarefas posteriores à instalação
1. Verifique se o serviço do servidor Oracle está em operação no modo
ARCHIVELOG.
2. Inicie o modo ARCHIVELOG, caso ainda não esteja em execução.
3. Ative o banco de dados para arquivamento automático.
Observação: após você iniciar o modo archivelog para um banco de dados
Oracle 10g ou 11g, o Oracle ativa o arquivamento automático. Em todos os
outros bancos de dados, é necessário seguir todas as etapas na seção
Arquivamento automático para ativar o arquivamento automático.
Capítulo 2: Instalando o agente para Oracle 15
Execução de tarefas posteriores à instalação
Verificação do modo ARCHIVELOG
É preciso ativar o modo ARCHIVELOG para arquivar os redo logs. Use o
procedimento a seguir para verificar se o modo ARCHIVELOG está ativado.
Para verificar se o modo ARCHIVELOG está ativado
1. Efetue logon no servidor Oracle como usuário Oracle com privilégios
equivalentes a SYSDBA.
2. Digite este comando no prompt do SQL*PLUS:
ARCHIVE LOG LIST;
Esse comando exibe as configurações do log de arquivamento do Oracle
para essa instância. Para que o agente funcione de maneira adequada, os
seguintes itens devem ser definidos:
Modo de log de banco de dados: modo de arquivamento
Arquivamento automático: ativado
16 Guia do Agente para Oracle
Execução de tarefas posteriores à instalação
Iniciar o modo ARCHIVELOG
É preciso iniciar o ARCHIVELOG MODE para fazer backup do banco de dados
depois de instalar o agente.
Para iniciar o modo ARCHIVELOG
1. Encerre o Servidor Oracle.
2. Execute as seguintes instruções no Oracle:
No prompt do SQL*PLUS no Oracle:
CONNECT SYS/SYS_PASSWORD AS SYSDBA
STARTUP MOUNT EXCLUSIVE
ALTER DATABASE ARCHIVELOG;
ALTER DATABASE OPEN;
ARCHIVE LOG START;
Caso não esteja usando uma área de recuperação em flash com o servidor
Oracle 10g ou 11g, inclua as seguintes entradas no PFILE ou no SPFILE:
LOG_ARCHIVE_DEST_1="C:\Oracle\oradata\ORCL\archive"
LOG_ARCHIVE_FORMAT="ARC%S_%R.%T"
Observação: com o Oracle 10g ou Oracle 11g, as entradas LOG_ARCHIVE_START
e LOG_ARCHIVE_DEST são consideradas obsoletas e não devem ser feitas, tanto
no PFILE quanto no SPFILE.
Para obter mais informações sobre o modo de log de arquivamento, consulte a
documentação do Oracle.
Arquivamento automático
Para fazer backup de espaços para tabelas de um banco de dados online, é
necessário configurar o banco de dados para o arquivamento automático.
■
Ativação do arquivamento automático do Oracle Installations por meio do
PFILE (na página 18)
■
Ativar arquivamento automático para instalação do Oracle usando SPFILE
(na página 19)
Capítulo 2: Instalando o agente para Oracle 17
Execução de tarefas posteriores à instalação
Ativação do arquivamento automático do Oracle Installations por meio do PFILE
É possível configurar o banco de dados para arquivamento automático se a
instalação do Oracle estiver configurada para usar PFILE.
Para ativar o arquivamento automático para instalações do Oracle que usam
PFILE
1. Adicione as seguintes linhas de parâmetro de log ao arquivo INIT(SID).ORA
no diretório principal do Oracle:
LOG_ARCHIVE_START=TRUE
LOG_ARCHIVE_DEST=”C:\Oracle\oradata\ORCL\archive”
LOG_ARCHIVE_FORMAT=”ARC%S.%T”
Observação: o valor real de LOG_ARCHIVE_DEST é específico do ambiente.
2. O arquivamento automático para as instalações do Oracle que usam PFILE é
ativado.
As funções de cada parâmetro são as seguintes:
■
LOG_ARCHIVE_START—Ativa o arquivamento automático.
■
LOG_ARCHIVE_DEST—Especifica o caminho para os arquivos de log de
repetição arquivados. O agente consulta os parâmetros do servidor Oracle
para obter o destino do log de arquivo na seguinte ordem:
LOG_ARCHIV_DEST, LOG_ARCHIVE_DEST_1 e assim por diante até
LOG_ARCHIVE_DEST_10. O agente faz backup dos logs de arquivo a partir
do primeiro destino local que encontra.
■
LOG_ARCHIVE_FORMAT—Especifica o formato do nome do arquivo para os
arquivos de log de repetição arquivados, onde %S especifica o número de
sequência de log e %T especifica o número do segmento. Por exemplo,
“ARC%S.%T” é aceitável.
18 Guia do Agente para Oracle
Execução de tarefas posteriores à instalação
Ativar arquivamento automático para instalação do Oracle usando SPFILE
É possível ativar o arquivamento automático para a instalação do Oracle usando
o SPFILE.
Para ativar o arquivamento automático para instalação do Oracle usando
SPFILE:
1. Verifique o valor dos parâmetros de log inserindo o seguinte comando no
prompt do SQL*Plus:
show parameter log
2. Se os parâmetros não tiverem os valores corretos, altere-os inserindo os
comandos a seguir no prompt do SQL*Plus após encerrar o servidor:
CONNECT SYS/SYS_PASSWORD AS SYSDBA
STARTUP MOUNT EXCLUSIVE
ALTER SYSTEM SET LOG_ARCHIVE_START = TRUE SCOPE = SPFILE;
ALTER SYSTEM SET LOG_ARCHIVE_DEST=“c:\oracle\oradata\ORCL\archive”
SCOPE = SPFILE;
ALTER SYSTEM SET LOG_ARCHIVE_FORMAT=”ARC%S.%T” SCOPE = SPFILE;
Observação: o valor real de LOG_ARCHIVE_DEST é específico do ambiente.
3. Reinicie a ocorrência Oracle para efetivar as alterações.
Para obter mais informações sobre arquivamento automático, consulte a
documentação do Oracle.
Capítulo 2: Instalando o agente para Oracle 19
Execução de tarefas posteriores à instalação
Comparação dos modos ARCHIVELOG e NOARCHIVELOG
A tabela a seguir explica as vantagens e desvantagens do modo ARCHIVELOG e
do modo NOARCHIVELOG.
Modo
Vantagens
Desvantagens
modo ARCHIVELOG
É possível pode executar backups Requer espaço em disco adicional para
a quente (backups quando o
armazenar arquivos de log arquivados.
banco de dados está online).
Entretanto, o agente oferece a opção de
eliminar os logs após o backup, dando a
oportunidade de liberar espaço em disco, se
Os logs de arquivos e o último
necessário.
backup (offline ou online) ou um
backup mais antigo podem
recuperar completamente o
banco de dados sem perder
dados, porque todas as
alterações feitas no banco de
dados são armazenadas no
arquivo de log.
modo
NOARCHIVELOG
Não requer espaço em disco
adicional para armazenar
arquivos de log arquivados.
Se for necessário recuperar um banco de
dados, será possível restaurar apenas o
último backup offline completo. Como
resultado, nenhuma alteração feita ao
banco de dados após o último backup
completo offline será perdida.
O período de inatividade do banco de dados
é significativo, já que não é possível fazer
backup online. Essa limitação torna-se uma
consideração muito importante para bancos
de dados grandes.
Importante: visto que o modo NOARCHIVELOG não garante a recuperação do
banco de dados Oracle em caso de falha, o agente para Oracle não suporta esse
modo. Se for necessário manter o servidor Oracle no modo NOARCHIVELOG,
faça backup completo dos arquivos do banco de dados Oracle sem o agente,
usando o CA ARCserve Backup enquanto o banco de dados estiver offline para
garantir que a recuperação de falhas seja bem-sucedida.
Ao trabalhar com o RMAN, certifique-se de que o banco de dados esteja em
execução no modo ARCHIVELOG.
20 Guia do Agente para Oracle
Execução de tarefas posteriores à instalação
Personalização do agente no registro do Windows
Você pode personalizar o agente modificando as entradas do Registro no
utilitário Regedit32 do sistema operacional Windows no modo Com base em
arquivo.
As entradas do Registro para o agente são listadas na janela
HKEY_LOCAL_MACHINE na chave a seguir.
■
Para um sistema operacional Windows de 64 bits usando uma versão do
Oracle de 64 bits e para um sistema operacional Windows de 32 bits usando
uma versão do Oracle de 32 bits, aplique as alterações em:
SOFTWARE\ComputerAssociates\CA ARCserve Backup\OraPAAdp
■
Para sistemas operacionais Windows de 64 bits usando uma versão do
Oracle de 32 bits, aplique as alterações em:
SOFTWARE\Wow6432Node\ComputerAssociates\CA ARCServe Backup\OraPAAdp
Importante: As alterações no registro podem afetar a maneira como o agente
se comporta.
Mais informações:
Eliminação automática de arquivos do log de arquivamento (na página 101)
Capítulo 2: Instalando o agente para Oracle 21
Configurar agente para Oracle
Configurar agente para Oracle
Depois de instalar o agente para Oracle, a caixa de diálogo Configuração do
agente para Oracle é aberta. É preciso configurar o agente para executar as
tarefas de backup e de restauração.
Para configurar o agente para Oracle
1. No menu Iniciar do Windows, clique em Iniciar, Programas (ou Todos os
programas), CA, ARCserve Backup e clique em Configuração do agente para
Oracle.
A caixa de diálogo Configuração do agente para Oracle é aberta.
Observação: é possível executar a ferramenta de configuração do agente
para Oracle ao criar novas sessões do Oracle.
2. Especifique os detalhes necessários para configurar o agente. Algumas das
opções incluem:
■
Permitir que as tarefas sejam enviadas diretamente a partir do
console RMAN -- permite enviar tarefas a partir do console do RMAN.
■
Nome da sessão -- auto detectado. Verificar se todas as sessões que
serão copiadas no backup estão ativadas.
■
Nome de usuário -- digite o nome de usuário.
■
Senha -- digite a senha.
■
Arquivo de log -- permite especificar o local dos arquivos de log. Por
padrão, os arquivos de log residem na subpasta Log no diretório de
instalação do agente.
■
Nível de depuração -- fornece quatro níveis de depuração (do nível 1 ao
nível 4).
Importante: se não conseguir determinar a opção de nível de
depuração para o nível apropriado, entre em contato com o suporte
técnico.
Mais informações:
Ativar envio de tarefa do console do RMAN (na página 23)
22 Guia do Agente para Oracle
Configurar agente para Oracle
Ativar envio de tarefa do console do RMAN
O agente para Oracle do CA ARCserve Backup fornece backup e restauração no
modo Com base em arquivo e backup e restauração no modo RMAN. O modo
RMAN fornece funcionalidades básicas para RMAN. Se desejar usar recursos
RMAN avançados, poderá enviar tarefas usando o Console do RMAN.
Para ativar o envio de tarefa no console do RMAN
1. Inicie a ferramenta de configuração do agente para Oracle.
2. Marque a opção Permitir que tarefas sejam enviadas diretamente do
console do RMAN.
Os campos Informações do host do agente e Informações do servidor são
abertos.
Capítulo 2: Instalando o agente para Oracle 23
Redefinir a configuração do agente para Oracle
3. Digite detalhes para os seguintes parâmetros:
■
■
Informações do host do agente:
–
Nome de usuário -- digite o nome de usuário.
–
Senha -- digite a senha.
Informações do servidor do CA ARCserve:
–
Nome do servidor -- digite os detalhes do servidor do ARCserve
para garantir que backups e restaurações sejam enviados no
servidor.
–
Conta -- digite detalhes da conta caroot.
–
Senha -- digite a senha carrot.
–
Nome da fita -- digite o nome da fita que deseja usar para fazer
backup. Se desejar usar qualquer fita, digite *.
–
Nome do grupo -- digite o nome do grupo que deseja usar para
fazer backup. Se desejar usar qualquer grupo, digite *.
4. Clique em OK.
É possível enviar scripts do RMAN co console do RMAN para serem
processados pelo servidor CA ARCserve.
Redefinir a configuração do agente para Oracle
É possível redefinir as configurações do agente para Oracle para os valores
padrão usando as seguintes etapas:
Para redefinir as opções de configuração do agente para Oracle para os valores
padrão
1. Abra a pasta do agente para Oracle do CA ARCserve Backup em
C:\Arquivos de Programas\CA\Agente para Oracle do ARCserve Backup
2. Exclua o arquivo de configuração chamado config.xml do diretório de
instalação do agente para Oracle.
3. Inicie o utilitário de configuração do agente para Oracle.
As opções da ferramenta de configuração do agente para Oracle estão
definidas como padrão.
24 Guia do Agente para Oracle
Como configurar o agente em um ambiente Oracle RAC
Como configurar o agente em um ambiente Oracle RAC
Para configurar o agente em um ambiente RAC (Real Application Cluster) é
preciso instalá-lo e configurá-lo em pelo menos um nó que faça parte do cluster
RAC e que tenha acesso a todosos logs de arquivo. Ele pode ser instalado em
mais de um nó do RAC, mas é necessário que cada nó possua acesso a todos os
logs de arquivo. Se instalar o agente em diversos nós, observe que o backup
será executado no nó selecionado do gerenciador do CA ARCserve Backup.
Para permitir que o agente para Oracle acesse todos os logs de arquivamento
do processo de recuperação de maneira semelhante à utilizada pelo Oracle, siga
as recomendações do Oracle para criar um ambiente RAC. O Oracle exige acesso
a todos os logs de arquivo necessários, sem importar a sua origem, no ambiente
RAC durante a recuperação. Para permitir que o agente para Oracle tenha
acesso a todos os logs de arquivamento, execute uma destas tarefas:
■
Insira todos os logs de arquivo necessários em um disco compartilhado
■
Insira todos os logs de arquivo necessários em um disco NFS montado
■
Use a replicação dos logs de arquivo
Para obter mais informações sobre o Oracle Real application Cluster, consulte a
documentação do Oracle.
Desinstalação do agente
É possível desinstalar o agente para Oracle usando Adicionar ou remover
programas no Windows.
Importante: Para garantir que todos os arquivos do agente sejam removidos
sem ter que reiniciar o servidor, encerre os serviços Oracle antes de desinstalar
o agente. Se os serviços do Oracle não forem interrompidos antes do processo
de desinstalação, os arquivos restantes do agente serão removidos da próxima
vez que o servidor for reiniciado.
Capítulo 2: Instalando o agente para Oracle 25
Capítulo 3: Usando o agente no modo com
base em arquivos
Esta seção contém os seguintes tópicos:
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo (na
página 27)
Restaurar usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo (na página
33)
Suporte a várias versões do Oracle usando o modo com base em arquivos (na
página 41)
Limitações de backup e restauração no modo com base em arquivos (na página
43)
Recuperação do banco de dados no modo File-Based (na página 44)
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo baseado
em arquivo
Usando o agente, é possível fazer backup de objetos individuais de bancos de
dados Oracle, como espaços para tabelas, arquivos de redo log arquivados e
arquivos de controle.
Observação: ao usar o agente para Oracle no modo Com base em arquivo, é
feito backup de cada espaço para tabela como uma sessão separada.
Durante a operação de backup, o agente instrui o Oracle a colocar cada espaço
para tabela online no modo de backup. O agente recupera o espaço para
tabelas e o passa diretamente ao CA ARCserve Backup, onde o backup é feito
em um dispositivo de mídia. Quando o backup é concluído, o agente instrui o
Oracle para remover o objeto do modo de backup.
Observação: o servidor do CA ARCserve Backup executa uma verificação de
licença somente durante o processo de backup.
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 27
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
Backup de bancos de dados offline usando CA ARCserve Backup no modo Com
base em arquivo
É possível fazer backup de um banco de dados Oracle offline. No entanto,
backups offline são executados diretamente pelo agente cliente para Windows
do CA ARCserve Backup. Nesse caso, o CA ARCserve Backup trata os arquivos do
banco de dados Oracle da mesma forma que trata os arquivos não Oracle.
Para fazer backup de um banco de dados Oracle offline no modo Com base em
arquivo
1. Na janela Gerenciador de backup, expanda o servidor e os volumes que
contêm os bancos de dados Oracle.
Os diretórios que contêm os arquivos do banco de dados Oracle são
abertos.
2. Expanda os diretórios.
3. Selecione todos os arquivos de dados individuais que constituem o banco de
dados Oracle ou selecione o diretório em que os arquivos residem.
4. Inicie o backup.
5. O backup do banco de dados Oracle offline é realizado.
Observação: os arquivos do banco de dados Oracle podem estar localizados em
qualquer lugar (em qualquer disco rígido ou em qualquer diretório). Se você
estiver executando um backup offline completo do servidor Oracle, é necessário
selecionar todos os arquivos de banco de dados Oracle de todos os locais. Os
arquivos do banco de dados que residem em partições RAW apresentam
requisito adicional de backup em uma unidade do sistema de arquivos usando o
comando OCOPY do Oracle antes da execução do CA ARCserve Backup.
Backup de um ou mais bancos de dados online
O agente permite fazer backup de objetos individuais de bancos de dados
Oracle, como espaços para tabelas, arquivos de redo log arquivados e arquivos
de controle.
Para fazer backup de um ou mais bancos de dados Oracle online usando o
agente
1. Verifique se o servidor Oracle está sendo executado.
Observação: é necessário que todos os mecanismos do CA ARCserve Backup
estejam em execução juntamente com o serviço do agente universal CA
ARCserve.
28 Guia do Agente para Oracle
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
2. Na guia Origem do gerenciador de backup, selecione os bancos de dados a
serem incluídos no backup. É possível selecionar qualquer número de
bancos de dados em qualquer combinação. Verifique se todos os espaços
para tabelas no banco de dados estão online antes de fazer backup do
banco de dados Oracle.
■
Ao fazer backup de vários bancos de dados, o gerenciador de backup
solicitará a inserção do nome de usuário e senha para cada banco de
dados, se a sessão não estiver usando autenticação do Windows. Todas
as opções que se aplicam ao backup de um único banco de dados online
podem ser aplicadas ao backup de vários bancos de dados online.
Observação: se a sessão do Oracle estiver usando a autenticação do
Windows, o Gerenciador de backup não solicitará que você digite os
detalhes de nome de usuário e senha.
■
O backup dos bancos de dados ocorre em sequência na mídia. O CA
ARCserve Backup salva cada espaço para tabelas (ou objeto de banco de
dados) como uma sessão. Portanto, o número total de sessões equivale
ao número total de espaços de tabela, além de três sessões adicionais
— para logs de arquivamento de cada banco de dados Oracle, arquivos
de controle e arquivos de parâmetro.
Observação: ao selecionar ARCHIVE LOG, o agente faz backup de todos os
arquivos de log arquivados no diretório de logs de arquivo.
3. Clique na guia Destino para selecionar um destino de backup.
4. Clique na guia Programar para selecionar Personalizar a programação ou
Usar esquema de rotação.
5. Clique em Enviar para enviar a tarefa.
A caixa de diálogo Informações de segurança e agentes é aberta.
6. Selecione o objeto Oracle na caixa de diálogo Informações de segurança e
do agente e, em seguida, clique em Segurança.
A caixa de diálogo Segurança é aberta.
Observação: se houver um agente de cliente instalado, clique em Agente. A
caixa de diálogo Informações do agente é aberta. Digite os parâmetros de
configuração para o agente cliente instalado. Clique em OK quando
terminar.
7. Digite o nome de usuário e a senha do Oracle e clique em OK.
Observação: o nome de usuário e a senha devem ser de um usuário que
tenha privilégios de administrador de backup ou de banco de dados. Se a
autenticação do Windows for usada, a sessão do Oracle não solicitará que
você digite o nome de usuário e senha do banco de dados.
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 29
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
8. Clique em OK na caixa de diálogo Informações de segurança e do agente.
A caixa de diálogo Enviar tarefa é aberta.
9. Clique em OK.
A tarefa é submetida à fila e pode ser monitorada pelo Gerenciador de
status de tarefas.
Backup de vários bancos de dados em várias unidades de fita
Se houver vários bancos de dados e várias unidades de fita e se desejar fazer
backup de cada banco de dados em uma unidade de fita diferente, é necessário
formar pares de cada banco de dados com uma unidade de fita. Use as guias
Origem do gerenciador de backup e Destino para criar os pares. Em seguida,
submeta cada par como uma tarefa de backup separada.
Para fazer backup de vários bancos de dados em várias unidades de fita
1. Na guia Origem do gerenciador de backup, selecione o primeiro bancos de
dados a ser incluído no backup.
2. Na guia Destino do gerenciador de backup, selecione a fita em que deseja
fazer backup do primeiro banco de dados.
3. Conclua o procedimento de submissão da tarefa e execute-a.
4. Repita essas etapas para o número de bancos de dados e unidades de fita
que estiverem disponíveis.
Backup em um ambiente Oracle Fail Safe
Você pode fazer backup de dados em um ambiente Oracle Fail Safe.
Observação: para obter mais informações sobre OFS, consulte a documentação
do Oracle.
Para fazer backup de dados em um ambiente Oracle Fail Safe
1. Certifique-se de que o grupo Oracle Fail Safe esteja em execução no
ambiente de agrupamento da Microsoft.
2. Inicie o CA ARCserve Backup e abra o Gerenciador de backup.
30 Guia do Agente para Oracle
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
3. Na guia Origem, procure a rede Microsoft ou os compartilhamentos
preferenciais para localizar os grupos Oracle Fail Safe.
Selecione o servidor Oracle apropriado em seu grupo Oracle Fail Safe.
4. Para configurar as opções de backup, selecione a guia Origem e clique com
o botão direito do mouse para selecionar as Opções locais.
A caixa de diálogo Opções de backup para Oracle é aberta.
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 31
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
5. Na caixa de diálogo Opções do agente para Oracle, selecione Fazer backup
do banco de dados Oracle no modo Com base em arquivo.
Clique em OK.
6. Clique duas vezes no servidor Oracle para exibir e selecionar espaços para
tabelas para essa ocorrência.
7. Clique na guia Destino e selecione um destino de backup.
8. Clique na guia Agendamento e selecione as opções de agendamento a
serem atribuídas a esta tarefa de backup.
9. Clique em Enviar.
32 Guia do Agente para Oracle
Restaurar usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
10. Insira o nome de usuário e a senha do grupo Oracle Fail Safe. Para inserir ou
alterar as informações de segurança do grupo Oracle Fail Safe, selecione o
grupo Oracle Fail Safe e clique em Segurança.
Clique em OK.
A tarefa é enviada.
Observação: embora seja possível procurar todos os bancos de dados Oracle de
qualquer grupo Oracle Fail Safe, um backup bem-sucedido só pode ser realizado
por meio da seleção de um banco de dados Oracle do grupo Oracle Fail Safe
correspondente. Se o nó no qual o grupo Oracle Fail Safe estiver em execução
no momento entrar no modo de tolerância a falhas durante uma tarefa de
backup, essa tarefa ficará incompleta e deverá ser submetida novamente.
Restaurar usando o agente para Oracle no modo baseado em
arquivo
O agente permite restaurar objetos de banco de dados, como espaços de
tabelas, arquivos de log de arquivamento e arquivos de controle,
individualmente ou em grupos, e permite restaurar o arquivo de controle
durante a restauração de um banco de dados. Também é possível restaurar
backups de versões anteriores usando o agente.
Importante: as sessões de backup selecionadas para restauração devem ser
provenientes de tarefas de backup bem-sucedidas. Não tente restaurar usando
sessões de tarefas de backup canceladas ou que falharam.
■
Restauração completa de bancos de dados, tablespaces, arquivos de dados
ou arquivos de controle (na página 34)
■
Restauração de logs arquivados (na página 36)
■
Restauração de um tablespace do sistema (na página 37)
■
Restauração de um banco de dados offline armazenado (na página 37)
■
Restauração no ambiente Oracle Fail Safe (na página 38)
■
Restaurar banco de dados em um determinado momento (na página 40)
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 33
Restaurar usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
Exibições de restauração
É possível escolher uma das seguintes exibições para qualquer tipo de
restauração:
■
Restaurar por árvore -- exibe uma árvore das redes e dos computadores
cujo backup foi feito pelo CA ARCserve Backup. Para executar uma
restauração, expanda as redes e os computadores para exibir bancos de
dados e arquivos; em seguida, selecione os bancos de dados ou arquivos
específicos a serem restaurados. Os bancos de dados exibidos são das
sessões de backup mais recentes. Restauração por árvore é a exibição de
restauração padrão.
Selecione Restauração por árvore para obter um modo rápido de restaurar
as sessões de backup mais atuais ou caso seja necessária uma visão geral da
rede e dos arquivos que podem ser restaurados.
Observação: Restauração por árvore é a exibição de restauração padrão. A
exibição Restaurar por árvore também fornece uma opção de Ponto de
recuperação que permite restaurar uma sessão de backup mais antiga que a
sessão mais recente.
■
Restaurar por sessão -- essa opção exibe uma lista das mídias usadas nos
backups feitos com o CA ARCserve Backup. Para executar uma restauração,
escolha a mídia que contém o backup desejado, procure as sessões de
backup contidas na mídia e selecione a sessão, o banco de dados ou o log
específico a ser restaurado.
Selecione Restauração por sessão em caso de usuário inexperiente para
restaurar sessões de backup específicas ou bancos de dados e logs
específicos em sessões específicas.
Restauração completa de bancos de dados, tablespaces, arquivos de dados ou
arquivos de controle
É possível restaurar bancos de dados completos, espaços para tabelas, arquivos
de dados ou arquivos de controle.
Para restaurar bancos de dados completos, espaços de tabela, arquivos de
dados ou arquivos de controle
1. Encerre o servidor Oracle. Se preferir não encerrar o servidor Oracle e
estiver restaurando apenas um espaço para tabelas ou arquivo de dados,
coloque o espaço para tabelas offline.
2. Inicie o CA ARCserve Backup e abra o Gerenciador de restauração.
34 Guia do Agente para Oracle
Restaurar usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
3. Na guia Origem do Gerenciador de restauração, expanda o servidor Oracle e
selecione os objetos que desejar restaurar usando a opção Restaurar por
árvore.
Observação: os objetos do banco de dados Oracle são restaurados
automaticamente em seus locais originais. Ao restaurar para locais originais,
não será necessário selecionar um destino.
Lembre-se destas considerações ao selecionar os objetos que deseja
restaurar:
■
Para restaurar o arquivo de controle, selecione o objeto ~CONTROLFILE.
O processo de restauração salva o arquivo de controle como
CONTROL.SIDNAME no diretório inicial do agente. Assim, você pode
usar o comando de cópia do MS-DOS para copiar os arquivos de
controle restaurados no diretório apropriado.
Importante: substitua todos os arquivos de controle do banco de dados
pelo arquivo restaurado usando a cópia
formatada CONTROL.ORCL path\CONTROL01.CTL
Para obter mais informações sobre como restaurar um arquivo de
controle, consulte a documentação do Oracle.
■
Para restaurar o espaço de tabela do sistema ou um espaço de tabela
contendo segmentos com reversão, feche o banco de dados e execute
uma restauração completa do banco de dados.
■
Na Exibição da árvore, para restaurar uma sessão mais antiga de um
espaço de tabela, clique em Ponto de recuperação e selecione a sessão
a ser restaurada. Depois selecionar a sessão, clique em OK e conclua o
restante do procedimento de restauração.
■
Se os arquivos de controle atuais e os arquivos de redo log arquivados
não estiverem danificados, talvez não seja necessário recuperar os
arquivos de controle do backup e substituir os arquivos de controle
atuais. A manutenção dos arquivos de controle atuais permite a
restauração do banco de dados para última versão utilizável.
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 35
Restaurar usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
4. Ao restaurar em um servidor que não seja o original, clique na guia Destino.
Na guia Destino, selecione primeiro o Sistema Windows e, em seguida,
selecione o diretório de arquivos no servidor para o qual deseja restaurar.
Observação: talvez seja necessário mover os arquivos do Oracle para seus
locais apropriados manualmente após a conclusão da restauração. Se o
banco de dados Oracle tiver vários diretórios de logs arquivados, e os
arquivos de log arquivados forem restaurados, copie os arquivos
restaurados em todos os diretórios de logs arquivados para sincronizá-los.
Não é possível procurar espaços de tabela individuais no banco de dados,
pois é preciso restaurar os objetos do banco de dados no recipiente pai, e
não nos próprios objetos individuais.
5. Clique na guia Agendamento para verificar as opções de agendamento.
6. Clique em Enviar.
A caixa de diálogo Nome de usuário e senha da sessão é aberta.
7. Para inserir ou alterar o nome do usuário e a senha (inclusive a senha da
sessão) do computador em que o servidor Oracle de origem está em
execução, selecione a sessão e clique em Editar.
8. Insira o nome de usuário SYSTEM (para o Oracle 9i, 10g ou 11g) ou um
usuário com privilégios equivalentes aos de SYSDBA, bem como a senha do
servidor Oracle.
Clique em OK.
A tarefa é enviada. É possível monitorar a tarefa no Gerenciador de status de
tarefas.
Restauração de logs arquivados
Se os arquivos de log de arquivamento de versões anteriores estiverem
perdidos ou corrompidos, selecione os objetos ~ARCHIVE LOG como as sessões
de origem a serem restauradas.
36 Guia do Agente para Oracle
Restaurar usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
Restauração de um tablespace do sistema
Use o procedimento a seguir para restaurar um espaço para tabelas do sistema.
Para restaurar um espaço de tabelas do sistema
1. Encerre o banco de dados.
2. Abra o gerenciador de restauração para selecionar Restaurar por árvore.
3. Na guia Origem, selecione o espaço para tabelas do sistema a ser
restaurado.
Os objetos do banco de dados Oracle são restaurados automaticamente em
seus locais originais. Não é necessário selecionar um destino.
4. Clique na guia Agendamento para verificar as opções de agendamento.
5. Clique em Enviar.
A caixa de diálogo Nome de usuário e senha da sessão é aberta.
6. Para inserir ou alterar o nome de usuário e a senha (inclusive a senha da
sessão) do computador em que o servidor Oracle está sendo executado,
selecione a sessão e clique em Editar.
7. Insira o nome de usuário SYSTEM (para o Oracle 9i,10g e 11g) ou um usuário
com privilégios equivalentes aos de SYSDBA, bem como a senha do servidor
Oracle.
Clique em OK.
A tarefa é enviada. É possível monitorar a tarefa no Gerenciador de status de
tarefas.
Restauração de um banco de dados offline armazenado
Para restaurar um banco de dados cujo backup foi feito enquanto ele estava
offline, encerre o servidor Oracle e restaure os arquivos do Oracle usando o CA
ARCserve Backup sem o agente.
Para restaurar um banco de dados cujo backup foi feito quando ele estava
offline
1. Na janela Gerenciador de restauração, expanda o servidor e os volumes que
contêm os backups dos bancos de dados Oracle.
Os diretórios que contêm os backups do banco de dados Oracle são abertos.
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 37
Restaurar usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
2. Expanda os diretórios e selecione todos os backups individuais que
constituem o banco de dados Oracle ou selecione o diretório que contém os
backups.
3. Inicie a restauração.
O banco de dados cujo backup foi feito quando ele estava offline é
restaurado.
Observação: os arquivos do banco de dados Oracle podem estar localizados em
qualquer lugar (em qualquer disco rígido ou em qualquer diretório). Se estiver
executando uma restauração completa do servidor Oracle, é possível selecionar
todos os arquivos de banco de dados Oracle localizados em unidades diferentes.
Restauração no ambiente Oracle Fail Safe
Use o procedimento a seguir para restaurar os objetos do Oracle em um
ambiente Oracle Fail Safe.
Para restaurar no ambiente Oracle Fail Safe
1. Abra o Gerenciador de restauração e selecione uma opção de restauração.
Se Restaurar por árvore for escolhida, selecione a origem a ser restaurada e
uma versão de backup na guia Origem. Se Restaurar por sessão for
escolhida, selecione as sessões para o espaço para tabelas na guia Origem.
38 Guia do Agente para Oracle
Restaurar usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
2. Clique na guia Destino e selecione um destino. É possível restaurar no local
ou servidor original ou em um local ou servidor alternativo.
■
Se estiver restaurando o local original, não será necessário especificar
um caminho. Além disso, não altere a opção padrão, que é Restaurar os
arquivos em seus locais originais.
■
Se estiver restaurando em um nó específico no grupo Oracle Fail Safe,
desmarque a opção Restaurar os arquivos em seus locais originais. Em
seguida, na guia Destino do Gerenciador de restauração, localize e
selecione o diretório do banco de dados do Oracle no nó em que será
restaurado.
■
Se estiver executando uma restauração de espaço para tabelas do
sistema ou uma restauração de banco de dados completa no Oracle Fail
Safe Manager, selecione a guia Diretivas. Certifique-se de selecionar a
opção Não reiniciar o recurso no nó atual em Reiniciar diretiva e
desmarque a opção Diretiva de tolerância a falhas.
Após alterar as diretivas mencionadas acima, encerre o banco de dados
usando o comando SQL*Plus.
Observação: o Oracle Instance Service será encerrado conforme o tempo
limite na guia Diretiva. Após a restauração, o Oracle Instance Service deverá
iniciar automaticamente; caso contrário, inicie-o manualmente.
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 39
Restaurar usando o agente para Oracle no modo baseado em arquivo
3. Clique em Enviar. Agende a execução da tarefa para agora ou
posteriormente.
4. Verifique ou altere o nome do usuário e a senha do espaço para tabelas do
grupo Oracle Fail Safe e do Microsoft Cluster Server.
Clique em OK.
A tarefa é enviada. É possível monitorar a tarefa no Gerenciador de status de
tarefas.
Observação: se desejar fazer a restauração em um computador remoto, use a
opção Restaurar em um local alternativo. Certifique-se de executar as
operações de backup e restauração no computador que tem a instância do
banco de dados Oracle.
Restaurar banco de dados em um determinado momento
Para restaurar um banco de dados ou tablespace em um determinado
momento, siga os procedimentos para restaurar um banco de dados ou
tablespace, e os arquivos de log arquivados associados. Para obter mais
informações, consulte o tópico Restaurar banco de dados completo, espaços de
tabela, arquivos de dados ou arquivos de controle (na página 34), e Restaurar
um espaço de tabela do sistema (na página 37).
Para obter mais informações sobre como restaurar ou recuperar o banco de
dados ou o tablespaces em um tempo definido, consulte a documentação do
Oracle.
Recuperação após a restauração
Quando uma tarefa de restauração é concluída, o banco de dados ou seus
objetos são restaurados no servidor Oracle. Dessa forma, siga a próxima etapa e
recupere o banco de dados ou seus objetos.
40 Guia do Agente para Oracle
Suporte a várias versões do Oracle usando o modo com base em arquivos
Suporte a várias versões do Oracle usando o modo com base
em arquivos
É possível executar tarefas de backup e restauração em várias versões do Oracle
usando o modo Com base em arquivo.
A caixa de diálogo Configuração do agente para Oracle exibe uma opção
adicional que permite selecionar a versão do Oracle que você deseja fazer
backup e restaurar.
É possível usar o seguinte procedimento para fazer backup e restaurar sessões
do Oracle de versões diferentes.
Observação: se desejar usar o Modo RMAN para fazer backup e restaurar
depois de aplicar esse procedimento para proteger várias versões do Oracle
usando o modo com base em arquivos, exclua o arquivo config.xml do diretório
de instalação do agente para Oracle e inicie o utilitário de configuração do
Oracle.
Importante: O agente para Oracle do CA ARCserve Backup no r12.5 e posterior
não suporta as operações de backup e restauração em versões múltiplas e
combinadas, de 32 e 64 bits, do Oracle, simultaneamente.
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 41
Suporte a várias versões do Oracle usando o modo com base em arquivos
Para fazer backup e restaurar sessões do Oracle de versões diferentes
1. Inicie o utilitário de configuração do agente para Oracle, procedendo da
seguinte maneira:
No menu Iniciar do Windows, selecione Programas, CA, ARCserve Backup e
clique em Configuração do agente para Oracle do CA ARCserve Backup.
A caixa de diálogo Configuração do agente para Oracle do CA ARCserve
Backup é aberta.
2. Selecione a versão mais recente do Oracle na lista. O utilitário Configuração
do Agente para Oracle detectará a versão do Oracle instalada no
computador.
Observação: a versão do Oracle selecionada deve ser igual ou superior à do
Oracle a ser protegido. Por exemplo, se desejar proteger o Oracle 9i e o
Oracle 10gr2, é possível selecionar Oracle 10gr2, mas não o Oracle 11g.
Clique em OK.
3. Abra o diretório de instalação do Agente para Oracle no local a seguir.
C:\Arquivos de Programas\CA\Agente para Oracle do ARCserve Backup
4. Abra o arquivo denominado config.xml com um editor de texto, como o
Bloco de notas.
Localize a sessão que deseja fazer backup.
42 Guia do Agente para Oracle
Limitações de backup e restauração no modo com base em arquivos
5. Localize o atributo XML chamado Check in the XML element InstanceConfig.
Altere o valor do parâmetro Check de 0 para 1.
Observação: se houver vários elementos InstanceConfig XML, é possível
usar a opção Localizar para procurar o parâmetro necessário.
Salve o arquivo.
Agora, todas as sessões do Oracle estão com backup feito e listadas no
servidor Oracle no Gerenciador de Backup.
Limitações de backup e restauração no modo com base em
arquivos
Algumas das limitações de restauração e backup incluem:
■
Os redo logs online são bloqueados exclusivamente pelo Oracle enquanto o
servidor Oracle está online. Execute um backup offline, se necessário.
■
Para restaurar o espaço para tabelas do sistema ou um espaço para tabelas
contendo segmentos de reversão, é necessário primeiro encerrar o banco
de dados e executar uma restauração completa do banco de dados.
■
O agente para Oracle no modo com base em arquivos pode fazer backup
somente dos arquivos de parâmetro no local padrão (ORACLE_HOME\dbs
ou ORACLE_HOME\database).
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 43
Recuperação do banco de dados no modo File-Based
■
O agente para Oracle no modo com base em arquivos não oferece suporte a
processos de backup e restauração em dispositivos brutos e no ASM
(Automatic Storage Management - Gerenciamento de armazenamento
automático).
■
É necessário conceder permissões de acesso ao grupo Operadores de
backup para fazer backup dos arquivos de dados de backup do Oracle, antes
de usar essa função para executar as operações de backup e restauração.
Mais informações:
Agente para Oracle não faz backup de arquivos de parâmetro não-padrão (na
página 81)
Recuperação do banco de dados no modo File-Based
Após restaurar um banco de dados ou seus objetos no servidor, será necessário
recuperar esse banco de dados ou seus objetos. Dependendo do que restaurou,
é possível:
■
Recuperar um banco de dados completo
■
Recuperar um banco de dados completo com um arquivo de controle do
backup
■
Recuperar um tablespace ou arquivo de dados
■
Recuperar de um backup completo offline
Recuperação de bancos de dados completos
Após concluir uma restauração bem-sucedida de um banco de dados, será
necessário suar o Oracle Server Manager Console para recuperar o banco de
dados.
Para recuperar bancos de dados completos
1. Iniciar a sessão do banco de dados e montá-lo sem abri-lo:
No prompt do SQL*Plus, digite:
CONNECT SYS/SYS_PASSWORD AS SYSDBA;
STARTUP MOUNT
Observação: é possível usar um Oracle SYSDBA diferente, em vez de
SYSTEM, se o SYSDBA tiver os privilégios de backup e restauração
apropriados.
44 Guia do Agente para Oracle
Recuperação do banco de dados no modo File-Based
2. Inicie o processo de recuperação do banco de dados digitando o seguinte
comando no prompt do SQL*Plus:
RECOVER DATABASE
O Oracle verifica os arquivos de redo log arquivados que necessita aplicar e
solicita os nomes desses arquivos em ordem cronológica.
Por exemplo, se o Oracle precisar do nome do arquivo de redo log
arquivado com o número de seqüência 49, a seguinte mensagem será
exibida:
ORA-00279:
Change 10727 generated at 09/15/95 16:33:17 needed for thread 1
ORA-00289:
Suggestion : D:\ORANT|saparch\ARC00049.001
ORA-00200:
Change 10727 for thread 1 is in sequence #49
Specify log<<RET>=suggested : filename : AUTO : FROM logsource : CANCEL
3. Se todos os arquivos de log arquivados necessários existirem, insira AUTO
para aplicá-los. O Oracle aplica os dados do log para restaurar os arquivos
de dados. Depois que o Oracle terminar de aplicar o arquivo de redo log, a
seguinte mensagem será exibida:
Applying suggested logfile...
Log applied.
Após a aplicação de cada log, o Oracle continuará a aplicar o arquivo de
redo log seguinte até que a recuperação esteja completa.
Observação: se o Oracle retornar um erro indicando que não é possível
abrir o arquivo de log, talvez esse arquivo não esteja disponível. Digite
CANCEL no prompt. Esse comando interrompe a recuperação completa da
mídia.
Para obter mais informações sobre recuperação e arquivamento de
arquivos redo log, consulte a documentação do Oracle.
4. Abra o banco de dados inserindo o seguinte comando:
ALTER DATABASE OPEN;
Agora, o banco de dados está recuperado para o último arquivo de log
disponível.
Observação: para obter a recuperação de objetos de banco de dados mais
confiável, faça o backup dos arquivos de log arquivados usando o objeto
~ARCHIVELOG. Para obter mais informações sobre a recuperação de bancos de
dados, consulte a documentação do Oracle.
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 45
Recuperação do banco de dados no modo File-Based
Recuperação completa de bancos de dados e arquivos de controle
Se um arquivo de controle for perdido ou danificado, primeiro será necessário
encerrar o banco de dados e recuperar os arquivos de controle, antes de
recuperar esse banco de dados.
Para encerrar o banco de dados e recuperar os arquivos de controle
1. Encerre o banco de dados digitando o seguinte comando no prompt do
SQL*Plus:
SHUTDOWN;
2. Vá para o diretório inicial do Oracle. Copie o arquivo de controle do
diretório inicial do agente em seu local original.
3. Renomeie os arquivos de controle restaurados com seus nomes originais.
Observação: o processo de restauração restaura o arquivo de controle
original. Será necessário renomear a versão restaurada do arquivo de
controle com seu nome original.
4. Inicie e monte o banco de dados e comece o processo de recuperação:
No prompt do SQL*Plus, digite:
CONNECT SYS/SYS_PASSWORD AS SYSDBA;
STARTUP MOUNT;
RECOVER DATABASE USING BACKUP CONTROLFILE UNTIL CANCEL;
5. O Oracle solicita os nomes dos arquivos de log. Primeiro, o Oracle procura
os arquivos de log arquivados e fornece automaticamente os nomes
corretos para os que existem. Se o Oracle não conseguir encontrar os
arquivos de log arquivados necessários, será necessário aplicar
manualmente os arquivos de redo log online necessários.
Quando fizer isso, será necessário fornecer o caminho completo e o nome
do arquivo. Se for inserido um log incorreto, digite o comando novamente:
RECOVER DATABASE USING BACKUP CONTROLFILE UNTIL CANCEL;
Forneça o nome correto do arquivo de redo log online no prompt. Continue
esse procedimento até que o Oracle tenha aplicado todos os logs
sucessivamente.
6. Digite o seguinte comando no prompt do SQL*Plus para colocar o banco de
dados de volta no modo online e redefinir os logs:
ALTER DATABASE OPEN RESETLOGS;
46 Guia do Agente para Oracle
Recuperação do banco de dados no modo File-Based
7. Nos diretórios em que os redo logs arquivados são armazenados, exclua
todos os arquivos de log.
8. Se ainda houver algum espaço para tabelas offline, digite o seguinte
comando no prompt do SQL*Plus para trazê-lo de volta online:
ALTER TABLESPACE TABLESPACE_NAME ONLINE;
Recuperação de tablespaces ou arquivos de dados
Se o banco de dados Oracle estiver aberto, é possível restaurar e recuperar um
tablespace primeiro colocando-o offline.
Para recuperar um espaço de tabelas ou arquivo de dados
1. Coloque o espaço de tabelas offline digitando o seguinte comando no
prompt do SQL*Plus:
ALTER TABLESPACE "nome_do_tablespace" OFFLINE;
Observação: o servidor Oracle pode colocar o espaço de tabelas danificado
offline automaticamente. Se esse for o caso, vá para a Etapa 2.
2. Restaure o espaço de tabelas ou o arquivo de dados usando o CA ARCserve
Backup e o agente para Oracle do CA ARCserve Backup, caso ainda não
tenha feito isso.
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 47
Recuperação do banco de dados no modo File-Based
3. Inicie o processo de recuperação do banco de dados:
■
Se estiver recuperando um espaço de tabelas, digite este comando no
prompt do SQL*PLUS:
RECOVER TABLESPACE "nome_do_tablespace";
■
Se estiver recuperando um arquivo de dados, digite o seguinte
comando no prompt do SQL*Plus:
RECOVER DATAFILE 'path';
Por exemplo:
RECOVER DATAFILE 'T\Oracle\Oradata\Orcl\Backup.Ora';
O Oracle verifica os arquivos de redo log arquivados que necessita aplicar e
solicita os nomes desses arquivos em ordem cronológica.
Por exemplo, se o Oracle precisar do nome do arquivo de redo log
arquivado com o número de seqüência 49, a seguinte mensagem será
exibida:
ORA-00279:
Change 10727 generated at 09/15/95 16:33:17 needed for
thread 1
ORA-00289:
Suggestion : D:\ORANT|saparch\ARC00049.001
ORA-00200:
Change 10727 for thread 1 is in sequence #49
Specify log<<RET>=suggested : filename : AUTO : FROM logsource : CANCEL
4. É possível ter todos os arquivos de log arquivados necessários, insira AUTO
para aplicá-los. O Oracle aplica os dados do log para restaurar os arquivos
de dados. Depois que o Oracle terminar de aplicar o arquivo de redo log,
exibirá a seguinte mensagem:
Applying suggested logfile...
Log applied.
Após a aplicação de cada log, o Oracle continuará a aplicar o arquivo de
redo log seguinte até que a recuperação esteja completa.
Observação: se o Oracle retornar um erro indicando que não é possível
abrir o arquivo de log, talvez esse arquivo não esteja disponível. Digite
CANCEL no prompt. Esse comando interrompe a recuperação completa da
mídia. Nesse caso, execute a recuperação de mídia incompleta para
restaurar o tablespace novamente. Depois que todos os arquivos de log
forem aplicados, a recuperação do banco de dados estará completa. Para
obter mais informações sobre a recuperação de mídia incompleta, consulte
o Guia do Administrador do Oracle Server.
48 Guia do Agente para Oracle
Recuperação do banco de dados no modo File-Based
5. É possível colocar o espaço para tabela online digitando o seguinte
comando:
ALTER TABLESPACE “tablespace_name” ONLINE;
Agora, o tablespace está recuperado para o último arquivo de log
disponível.
Observação: para obter uma recuperação de objetos de banco de dados
totalmente confiável, faça o backup dos arquivos de log arquivados usando o
objeto ~ARCHIVELOG. Para obter mais informações sobre a recuperação de
bancos de dados, consulte a documentação do Oracle.
Recuperação de backups completos offline
Para recuperar um banco de dados cujo backup completo foi realizado
enquanto ele estava offline, encerre o servidor Oracle e use o agente cliente
para Windows do CA ARCserve Backup para recuperar o banco de dados Oracle.
Observação: a restauração de um banco de dados de um backup completo
offline também recupera completamente o banco de dados.
Para recuperar um banco de dados cujo backup foi feito enquanto ele estava
offline
1. Na janela Gerenciador de restauração, expanda o servidor e os volumes que
contêm os backups dos bancos de dados Oracle.
Os diretórios que contêm o banco de dados Oracle são exibidos.
2. Expanda os diretórios e selecione todos os backups individuais que
constituem o banco de dados Oracle ou selecione o diretório que contém os
backups.
3. Inicie a restauração.
O banco de dados cujo backup foi feito enquanto ele estava offline é
recuperado.
Observação: os arquivos do banco de dados Oracle podem estar localizados em
qualquer lugar (em qualquer disco rígido ou em qualquer diretório). Se uma
restauração completa do servidor Oracle estiver sendo executada, será
necessário selecionar todos os arquivos do banco de dados Oracle localizados
em unidades diferentes.
Capítulo 3: Usando o agente no modo com base em arquivos 49
Capítulo 4: Como usar o agente no modo
RMAN
Esta seção contém os seguintes tópicos:
Criação de um catálogo RMAN (na página 51)
Sobre a interface do SBT 2.0 (na página 53)
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN (na página 53)
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN (na página 65)
Recuperação do banco de dados no modo RMAN (na página 75)
Limitações de backup e restauração usando o modo RMAN (na página 78)
Criação de um catálogo RMAN
O RMAN (Recovery Manager - Gerenciador de recuperação) é um utilitário
Oracle que pode ser usado para fazer backup, restaurar e recuperar arquivos de
banco de dados. O RMAN executa procedimentos importantes de backup e
recuperação e simplifica bastante as tarefas que os administradores executam
durante esses procedimentos.
Usando RMAN e CA ARCserve Backup, é possível especificar os script RMAN
para realizar backups. Também é possível usar o RMAN para fazer backup de
qualquer objeto de banco de dados online conectando-se diretamente ao
RMAN com ou sem um catálogo de recuperação na linha de comando.
Observação: ao usar o agente ou o RMAN para fazer backup, recomendamos o
uso de um catálogo de recuperação instalado em um banco de dados separado.
Após fazer o backup de um banco de dados do Oracle usando RMSN, pode-se
restaurar o banco de dados usando o agente ou o RAMN. De forma similar, se
tiver feito o backup de um banco de dados usando o Agent for Oracle, será
possível restaurar o banco de dados usando tanto o RMAN quanto o agente.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 51
Criação de um catálogo RMAN
Para obter mais informações sobre o Gerenciador de recuperação, consulte a
documentação do Oracle.
É possível usar o catálogo RMAN ao executar um backup conforme o RMAN
armazena todas as informações de backup correspondentes neste catálogo.
Sem o catálogo, o RMAN confiará somente nos arquivos de controle para
gerenciar backups. Isso é muito arriscado porque se todos os arquivos de
controle se perderem, o RMAN não será capaz de restaurar o banco de dados.
Além disso, não será possível restaurar os arquivos de controles e o banco de
dados será perdido.
Observação: verifique se o banco de dados do catálogo está disponível ao
executar o backup e restaurar tarefas usando o catálogo RMAN.
Para criar um catálogo RMAN
Observação: devido ao fato de que o RMAN baseia-se principalmente nesse
catálogo durante a restauração, é necessário criá-lo em um banco de dados
separado (ou seja, um banco de dados diferente daquele cujo backup está
sendo feito).
1. Crie um novo espaço de tabela usando este comando SQL*Plus:
*
criar espaço para tabelas <espaço para tabelas do catálogo RMAN> arquivo
de dados <nome do arquivo de dados> tamanho <tamanho do arquivo de dados> m;
2. Crie o usuário que será o proprietário do catálogo RMAN entrando o
seguinte comando:
* criar usuário <proprietário do catálogo RMAN> identificado por <senha>
espaço para tabelas padrão <espaço para tabelas do catálogo RMAN> cota
ilimitada em <espaço para tabelas do catálogo RMAN>;
3. Atribua os privilégios a este usuário usando o seguinte comando:
* grant recovery_catalog_owner to <Proprietário do catálogo RMAN>;
4. Abra um novo prompt de comando e execute o seguinte comando para se
conectar ao banco de dados de catálogo do RMAN:
rman catalog <RMAN catalog owner>/<RMAN catalog password>@rmandb
em que rmandb é o nome TNS para o banco de dados de catálogo do RMAN.
5. Crie um catálogo usando o seguinte comando:
create catalog;
52 Guia do Agente para Oracle
Sobre a interface do SBT 2.0
6. Conecte-se ao banco de dados do catálogo e ao banco de dados de destino
do RMAN.
*rman target <user(sys) who has sysdba privilege>/< password for
user(sys)>@targetdb catalog <RMAN catalog owner>/<RMAN catalog
password>@rmandb
em que rmandb é o nome TNS do banco de dados do catálogo do RMAN e
targetdb é o nome TNS do banco de dados de destino.
7. Execute o comando a seguir:
register database;
Para obter mais informações sobre o uso do Gerenciador de recuperação,
consulte a documentação do Oracle.
Importante: Se um catálogo RMAN não estiver sendo usado, será necessário
gerenciar os arquivos de controle de outra forma, seja usando um backup de
sistema de arquivos, seja fazendo um espelho dos arquivos de controle de
tolerância a falhas.
Sobre a interface do SBT 2.0
As interfaces do SBT (Systems Backup to Tape) 1.1 e SBT 2.0 são APIs
(Application Programming Interfaces) da Oracle que permitem que o CA
ARCserve Backup forneça recursos de backup e restauração ao RMAN. Essas
interfaces usam o arquivo de parâmetro OracleAgent Config.xml e os comandos
ca_backup e ca_restore do CA ARCserve Backup para iniciar as operações de
backup e restauração a partir do RMAN.
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
Usando o CA ARCserve Backup e o agente, é possível realizar vários tipos de
backups:
■
Backup offline
■
Backup online
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 53
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
Fazer backup de bancos de dados offline usando o CA ARCserve Backup no modo
RMAN
Executar backup offline por meio do agente coloca o banco de dados em um
estado inativo antes do início do processo de backup. A razão para isso é q o
RMAN pode ser capaz de conectar-se ao banco de dados; portanto, os
processos do banco de dados precisar estar sendo executados e aceitando a
conexão. A realização de um backup verdadeiramente offline não permite que
essa conexão ocorra. A única forma de permitir que o RMAN conecte-se ao
banco de dados e não tê-lo online é usar o modo inativo, que impede a
ocorrência de todas as transações realizadas pelos usuários.
Observação: para fazer um backup verdadeiramente offline, use o agente para
fazer backup do banco de dados depois de fechá-lo manualmente. Para
restaurar o banco de dados, use o agente novamente e, em seguida, inicie o
banco de dados.
Backup em modo offline
É possível executar uma operação de backup no modo offline usando as
seguintes instruções.
Observação: antes de abrir o gerenciador de backup, certifique-se de que o
servidor Oracle esteja em execução e inicie o CA ARCserve Backup e o agente.
Para executar o backup em um banco de dados do Oracle no modo offline
1. Abra o gerenciador de backup, selecione a guia Origem e expanda os
Agentes Windows.
2. Na opção Agentes Windows, clique no host no qual o Oracle está instalado.
É aberta a caixa de diálogo Logon.
3. Digite o nome de usuário, a senha e clique em OK.
O host aparece com a lista.
4. Selecione o banco de dados Oracle do qual deseja fazer backup.
É aberta a caixa de diálogo Logon.
5. Digite o nome de usuário e a senha DBA do banco de dados Oracle e, em
seguida, clique em OK.
Observação: certifique-se de que o nome de usuário e a senha do Oracle
usados para se conectar ao Oracle tenham os privilégios de sysdba.
54 Guia do Agente para Oracle
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
6. Para configurar as opções de backup, selecione a guia Origem e clique com
o botão direito do mouse para selecionar Opções locais.
A caixa de diálogo Opções de backup do agente para Oracle é aberta.
7. Selecione a opção Fazer backup do banco de dados Oracle no modo RMAN
para ativar os campos.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 55
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
8. Preencha os seguintes campos:
■
Usar um catálogo RMAN (recomendável) -- certifique-se de que a caixa
de seleção Usar um catálogo RMAN (recomendável) esteja marcada e
digite o nome e a senha do proprietário do banco de dados do catálogo.
Observação: é possível usar o catálogo RMAN, caso contrário, o RMAN
usará somente arquivos de controle para gerenciar os backups. Usando
somente os arquivos de controle apresenta um risco de que, se o banco
de dados e todos os arquivos de controle forem perdidos de alguma
forma, isso evitará que o RMAN seja capaz de restaurar o banco de
dados. Usando a opção de catálogo RMAN, evita-se a possibilidade de
perder as informações relacionadas com o backup dos arquivos de
controle, assim como outras informações valiosas. Observe também
que, se o catálogo RMAN não for utilizado, as possibilidades de
realização de uma recuperação pontual ficam limitadas.
Caso opte por não selecionar a opção do banco de dados do catálogo, é
exibida uma mensagem de aviso lembrando-o de que o Agente para
Oracle não pode executar um backup ou restauração completo do
banco de dados usando o RMAN.
■
Tipo de backup -- selecione o modo offline.
■
Método de backup -- permite especificar um dos seguintes métodos de
backup:
56 Guia do Agente para Oracle
–
Usar opção global ou de rotação -- essa opção é ativada por
padrão. Se essa opção não for desativada, a tarefa de backup usará
o método de backup global ou rotação da guia Programar.
–
Backup completo - este método, normalmente, diminui a
quantidade de fitas necessária para restaurar o banco de dados,
porém leva mais tempo durante o backup.
–
Backup incremental - este método reduz o tempo de backup mas a
restauração, normalmente, requer mais tempo e mais fitas a serem
carregadas (ou seja, o último backup completo mais todos os
incrementais).
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
■
Quantidade de canais (fluxos) -- se houver mais de uma unidade e
volume no sistema, é possível usar a opção Quantidade de canais
(fluxos) no Gerenciador de backup para melhorar o desempenho dos
backups. Após alocar um determinado número de canais a serem
usados para o backup, o agente e o RMAN determinam como os vários
canais são organizados e distribuídos, e se todos os canais especificados
são necessários. Em alguns casos, o RMAN pode determinar que, em
vez de usar todos os canais especificados, a tarefa de backup pode ser
melhor realizada empacotando sequencialmente mais de uma tarefa
(parte) por canal, e como um resultado usará um número menor de
canais para a tarefa. O número de dispositivos ou grupos de dispositivos
disponíveis no sistema determina o número de tarefas executadas pelo
RMAN simultaneamente.
Importante: após especificar mais de um canal no Gerenciador de
backup, evite selecionar uma mídia ou grupo de dispositivo de mídias
específico na guia Destino, uma vez que isso impede que a
multitransmissão ocorra.
Observação: na caixa de diálogo Opções de backup do Oracle,
certifique-se de que o valor da opção Quantidade de canais (fluxos)
esteja entre 1 e 255. Já que este parâmetro afeta o agente, o RMAN
determina a quantidade real de canais (fluxos) necessária para a tarefa
de backup e restauração.
■
Formato de partes de backup -- digite o prefixo e o sufixo da sequência
de caracteres do formato de partes de backup.
■
Eliminar o log após o backup do log -- use esta opção para eliminar o
log de arquivo após seu backup.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 57
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
9. (Opcional) Selecione a guia Opções de backup avançado do Oracle.
Digite em um dos campos se desejar modificar o desempenho do backup.
Alguns dos parâmetros de backup incluem:
■
Fazer backup de peça com o tamanho (KB) - insira um número (em KB)
no campo Fazer backup de peça com o tamanho (KB), se desejar que o
RMAN gere mais de uma peça de backup.
■
Taxa de leitura (# buffers) - insira o número máximo de buffers por
segundo no campo Taxa de leitura (# buffers) o qual deseja que o RMAN
use durante a leitura de dados do disco.
■
Quantidade de arquivos por conjunto de backup - insira no campo
Quantidade de arquivos por conjunto de backup um número para
limitar a quantidade de peças de backup que o RMAN deve usar por
conjunto de backup.
■
Tamanho do bloco (bytes) (Oracle 9i) -- digite um valor no campo
Tamanho do bloco (bytes) para permitir que o RMAN determine o
tamanho dos blocos de dados a serem enviados para o agente ao
executar um backup.
■
Número máximo de arquivos abertos -- digite um número no campo
Número máximo de arquivos abertos para limitar o número total de
arquivos que o RMAN abrirá ao mesmo tempo. Deixar esse campo em
branco permitirá ao RMAN usar o valor padrão.
■
Tamanho do conjunto de backup (KB) - insira no campo Tamanho do
conjunto de backup (KB) um número para limitar a quantidade de dados
de backup que deve ser incluído no conjunto de backup.
Recomendamos deixar esse campo em branco.
■
Número de cópias - insira no campo Número de cópias um número
entre 1 e 4 para indicar a quantidade de cópias de peças de backup o
RMAN deve gerar.
Observação: para que seja possível gerar mais de uma cópia, é
necessário ativar a opção BACKUP_TAPE_IO_SLAVES no arquivo SPFILE
ou em init<sid>.ora. Do contrário, será recebida uma mensagem de
erro.
■
58 Guia do Agente para Oracle
A tarefa falha se a quantidade de cópias for maior que 1 e não houver
unidades suficientes disponíveis -- use esta opção para que a tarefa de
backup falhe quando a quantidade de cópias for maior que 1 e a tarefa
não puder acessar dispositivos suficientes para oferecer suporte a eles.
A tarefa de backup continuará sendo executada, se essa opção não
estiver selecionada. Mas o número de cópias é reduzido
automaticamente quando a tarefa detecta que o número de
dispositivos é insuficiente.
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
■
Seleção de logs arquivados -- selecione todos os logs arquivados ou
selecione-os com base no tempo.
Existem quatro opções de se fazer backup de logs arquivados. São elas:
–
Todos -– faz backup de todos os logs arquivados
–
Com base no tempo -– faz backup de logs arquivados com base no
tempo
–
Com base em SCN –- faz backup de logs arquivados com base no
número do SCN
–
Com base na sequência de logs -– faz backup de logs arquivados
com base no número da sequência de logs
–
Segmento -- disponível quando a opção Tudo não estiver em uso.
Certifique-se de que o número do segmento esteja sempre definido
como 1, se não for um ambiente RAC.
■
Marca de backup RMAN -- digite uma sequência de caracteres a ser
utilizada para definir uma marca no conjunto de backup.
■
Carregar script RMAN -- use esta opção para inserir o caminho de seu
script RMAN.
Importante: se a opção Carregar script RMAN estiver ativada, todas as
opções selecionadas no gerenciador de restauração serão ignoradas e o
script RMAN será carregado e executado. No entanto, se apenas o
arquivo de parâmetros no gerenciador de restauração for selecionado,
o arquivo de parâmetros será restaurado e o script RMAN não será
executado.
■
Tempo de espera de disponibilidade do dispositivo padrão (minutos) -especifica quanto tempo a tarefa de backup deverá aguardar se não
conseguir acessar o número de dispositivos necessários. Após a
expiração do tempo especificado, a tarefa será interrompida ou
continuará, se você tiver ativado a opção Continuar o backup mesmo se
alguns dispositivos solicitados não estiverem disponíveis.
■
Continuar o backup mesmo se algum dispositivo solicitado não estiver
disponível -- selecione esta opção quando tiver ao menos um
dispositivo atribuído para executar a tarefa. Se essa opção não for
selecionada, a tarefa será interrompida quando não conseguir acessar
dispositivos suficientes dentro do tempo especificado na opção Tempo
de espera pela disponibilidade do dispositivo (minutos).
Clique em OK.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 59
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
10. Selecione a guia Destino e selecione o grupo de dispositivos de mídia e a
mídia onde deseja armazenar o backup.
Importante: caso defina a opção Quantidade de canais como um número
maior do que um, não selecione uma mídia específica ou um grupo de
dispositivos de mídia na guia Destino.
11. Clique na guia Método/Programação e selecione um dos tipos de
Programação:
■
Personalizado
■
Rotação
■
Rotação GFS
12. Clique em Enviar na barra de ferramentas.
A caixa de diálogo Enviar tarefa é aberta.
13. Agende a execução da tarefa para agora ou posteriormente. Clique em OK.
A caixa de diálogo Enviar tarefa é aberta.
14. Preencha os campos obrigatórios da caixa de diálogo Enviar tarefa e clique
em OK.
A tarefa é enviada. É possível monitorar a tarefa no Gerenciador de status de
tarefas.
Observação: para obter mais informações sobre as restrições relacionadas ao
monitoramento de backups, consulte Limitações de backup e restauração
usando o modo RMAN (na página 78).
Um backup pode fazer com que sejam necessárias várias sessões na mídia
mesmo que somente um objeto tenha sido selecionado. Por exemplo: se for
digitado um limite no campo Tamanho do conjunto de backup na guia Opções
de backup avançado do Oracle, serão criadas múltiplas sessões.
Fazer backup do banco de dados Oracle online
Usando o agente para Oracle, é possível fazer backup de objetos individuais de
bancos de dados Oracle, tais como espaços para tabelas, arquivos de dados,
arquivos de log redo arquivados, arquivos de parâmetro e arquivos de controle.
60 Guia do Agente para Oracle
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
Backup em modo online
É possível executar um backup no modo online usando o procedimento a seguir.
Observação: antes de abrir o Gerenciador de backup, certifique-se de que o
servidor Oracle esteja sendo executado e que todos os espaços de tabelas nos
bancos de dados dos quais se deseja fazer backup estejam online. Além disso,
inicie o CA ARCserve Backup e o agente.
Para executar um backup em modo online
1. Abra o gerenciador de backup, selecione a guia Origem e expanda os
Agentes Windows.
2. Na lista Agentes para Windows, clique no marcador verde, no host em que
o Oracle está instalado.
É aberta a caixa de diálogo Logon.
3. Digite o nome de usuário, a senha e clique em OK.
Observação: expanda o host se ele ainda não tiver sido expandido
automaticamente.
4. Selecione um banco de dados do Oracle.
A caixa de diálogo Logon do banco de dados será aberta.
5. Digite o nome de usuário e a senha DBA do Oracle.
Observação: certifique-se de que o nome de usuário e a senha do Oracle
usados para se conectar ao Oracle tenham os privilégios de sysdba.
Ao fazer backup de um banco de dados, uma única tarefa principal é criada
na fila. Quando o backup se inicia, a tarefa principal chama o RMAN, que
inicia as tarefas filhas.
As tarefas filho aparecem na fila de tarefas.
6. Para configurar as opções de backup, selecione a guia Origem e clique com
o botão direito do mouse para selecionar Opções locais.
A caixa de diálogo Opções de backup do agente para Oracle é aberta.
Observação: na caixa de diálogo Opções de backup do Oracle, certifique-se
de que o valor da opção Quantidade de canais (fluxos) esteja entre 1 e 255.
Já que este parâmetro afeta o agente, o RMAN determina a quantidade real
de canais (fluxos) necessária para a tarefa de backup e restauração.
7. Selecione a opção Fazer backup do banco de dados Oracle no modo RMAN
para ativar os campos.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 61
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
8. Digite as informações nos campos da guia Opções de backup do Oracle para
executar um backup online.
Clique em OK.
9. (Opcional) Selecione a guia Opções de backup avançado do Oracle.
Especifique as opções necessárias para a tarefa e clique OK.
10. Selecione a guia Destino e selecione o grupo de dispositivos de mídia e a
mídia onde deseja armazenar o backup.
Importante: caso defina a opção Quantidade de canais como um número
maior do que um, não selecione uma mídia específica ou um grupo de
dispositivos de mídia na guia Destino.
11. Clique na guia Método/Programação e selecione um dos tipos de
programação:
■
Personalizado
■
Rotação
■
Rotação GFS
12. Clique em Enviar na barra de ferramentas.
A caixa de diálogo Enviar tarefa é aberta.
13. Preencha os campos obrigatórios da caixa de diálogo Enviar tarefa e clique
em OK.
A tarefa é enviada. É possível monitorar a tarefa no Gerenciador de status de
tarefas.
Observação: para obter mais informações sobre as restrições relacionadas ao
monitoramento de backups, consulte Limitações de backup e restauração
usando o modo RMAN (na página 78).
Um backup pode fazer com que sejam necessárias várias sessões na mídia
mesmo que somente um objeto tenha sido selecionado. Por exemplo: se for
digitado um limite no campo Tamanho do conjunto de backup na guia Opções
de backup avançado do Oracle, serão criadas múltiplas sessões.
Mais informações:
Backup em modo offline (na página 54)
62 Guia do Agente para Oracle
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
Backup em um ambiente Oracle Fail Safe no modo RMAN
Você pode fazer backup de dados em um ambiente Oracle Fail Safe. Para obter
mais informações sobre o OFS, consulte a documentação do Oracle.
Para fazer backup de dados em um ambiente Oracle Fail Safe
1. Certifique-se de que o grupo Oracle Fail Safe esteja em execução no
ambiente de agrupamento da Microsoft.
2. Inicie o CA ARCserve Backup e o gerenciador de backup.
3. Na guia Origem, procure a rede Microsoft ou os compartilhamentos
preferenciais para localizar os grupos Oracle Fail Safe.
4. Selecione o servidor Oracle apropriado em seu grupo Oracle Fail Safe.
5. Para configurar as opções de backup, selecione a guia Origem e clique com
o botão direito do mouse para selecionar as Opções locais.
A caixa de diálogo Opções de backup para Oracle é aberta.
6. Na caixa de diálogo Opções do agente para Oracle, selecione Fazer backup
do banco de dados do Oracle no modo RMAN.
7. Clique duas vezes no servidor Oracle para exibir e selecionar tabelizasses
para essa ocorrência.
8. Clique na guia Destino e selecione um destino de backup.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 63
Fazer backup usando o agente para Oracle no modo RMAN
9. Clique na guia Agendamento e selecione as opções de agendamento a
serem atribuídas a esta tarefa de backup.
10. Clique em Enviar na barra de ferramentas.
A caixa de diálogo Submeter tarefa é aberta.
11. Insira o nome de usuário e a senha do grupo Oracle Fail Safe. Para inserir ou
alterar as informações de segurança do grupo Oracle Fail Safe, selecione o
grupo Oracle Fail Safe e clique em Segurança.
Clique em OK.
A tarefa é enviada.
Observação: embora seja possível procurar todos os bancos de dados Oracle de
qualquer grupo Oracle Fail Safe, um backup bem-sucedido só pode ser realizado
por meio da seleção de um banco de dados Oracle do grupo Oracle Fail Safe
correspondente. Se o nó no qual o grupo Oracle Fail Safe estiver em execução
no momento entrar no modo de tolerância a falhas durante uma tarefa de
backup, esta tarefa estará incompleta e deverá ser submetida novamente.
Backup em ambiente Oracle RAC
É possível fazer o backup de dados em um ambiente Oracle RAC com o CA
ARCserve Backup e o Agente.
Para fazer backup em ambiente Oracle RAC
1. Verifique se o serviço do servidor Oracle está em execução em seu
ambiente RAC.
2. Inicie o CA ARCserve Backup e abra o Gerenciador de backup.
3. Na guia Origem, procure na rede Microsoft ou nos compartilhamentos
preferenciais para localizar um dos nós Oracle RAC.
4. Selecione o servidor Oracle adequado nos nós do Oracle RAC.
5. Para configurar as opções de backup, selecione a guia Origem e clique com
o botão direito do mouse para selecionar as Opções locais.
A caixa de diálogo Opções de backup para Oracle é aberta.
6. Na caixa de diálogo Opções do agente para Oracle, selecione Fazer backup
do Oracle com RMAN Backup.
7. Clique duas vezes no servidor Oracle para exibir e selecionar espaços para
tabelas para essa ocorrência.
64 Guia do Agente para Oracle
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN
8. Clique na guia Destino e selecione um destino de backup.
9. Clique na guia Agendamento e selecione as opções de agendamento a
serem atribuídas a esta tarefa de backup.
10. Clique em Enviar na barra de ferramentas.
A caixa de diálogo Enviar tarefa é aberta.
11. Digite o nome de usuário e a senha do nó Oracle RAC. Para inserir ou alterar
as informações de segurança do nó Oracle RAC, selecione o nó desejado e
clique em Segurança.
Clique em OK.
A tarefa é enviada.
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN
O agente no modo RMAN permite restaurar objetos de banco de dados, como
espaços de tabelas, arquivos de log de arquivamento e arquivos de controle,
individualmente ou em grupos, e permite restaurar o arquivo de controle
durante a restauração de um banco de dados.
Observação: para obter mais informações sobre como restaurar manualmente
um banco de dados em outro host usando RMAN, consulte o tópico Cenário
para criação de um banco de dados duplicado em um host remoto. (na
página 110)
Restaurar e recuperar bancos de dados e objetos de banco de dados
Você pode restaurar e recuperar um banco de dados completo, copiado em
backup online ou offline, executando as seguintes etapas.
Observação: antes de iniciar o gerenciador de restauração, certifique-se de ter
iniciado o CA ARCserve Backup.
Para restaurar um banco de dados completo do qual foi feito backup offline ou
online
1. Abra o Gerenciador de restauração, selecione a guia Origem e a exibição
Restauração por árvore.
2. Expanda os Agentes do Windows; em seguida, expanda o host do Oracle,
em Agentes do Windows.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 65
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN
3. Selecione o banco de dados a ser restaurado ou selecione os objetos de
bancos de dados a restaurar.
4. Para definir as Opções de restauração do Oracle, selecione a guia Origem,
clique com o botão direito do mouse no banco de dados do Oracle a ser
restaurado e selecione Opções locais.
A caixa de diálogo Opções de restauração para Oracle é aberta.
5. Para definir opções de restauração, clique na guia Opções de restauração do
Oracle.
A guia Opções de restauração do agente para Oracle é exibida.
66 Guia do Agente para Oracle
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN
6. Digite os detalhes nos campos a seguir, se necessário.
■
Usar um catálogo RMAN (recomendável) -- certifique-se de que a caixa
de seleção Usar um catálogo RMAN (recomendável) esteja marcada e
digite o nome e a senha do proprietário do catálogo.
■
Quantidade de canais (fluxos) -- ao digitar um número na opção
Quantidade de canais (fluxos), o agente informa ao RMAN a quantidade
máxima de canais que deve ser usada. O RMAN em seguida determina
quantos canais ele realmente aloca para a operação de restauração. O
RMAN submete as tarefas em paralelo, uma para cada canal.
Observação: como o RMAN determina o número apropriado de canais a
usar, ele pode usar menos do que o número de canais especificado.
■
Restaurar do backup mais recente -- ao selecionar esta opção, o agente
informa ao RMAN para usar o backup mais recente disponível.
Observação: a opção Sem recuperação é a seleção padrão na seção
Tipos de recuperação da guia Opções de restauração do Oracle.
Selecione um dos tipos de recuperação se desejar recuperar o banco de
dados após restaurá-lo.
■
Restaurar de backup feito em -- ao selecionar esta opção, especifique a
data e a hora como o limite de tempo superior do backup a partir do
qual deseja restaurar. O RMAN executará a operação nos arquivos até a
hora especificada sem incluí-la. Essa opção é útil no caso de banco de
dados que precisam retornar ao estado conhecido (nível de
consistência). Também é possível usar essa opção quando se sabe que o
backup mais recente está inacessível. Nesse caso, é possível usar essa
opção em conjunto com a opção Recuperar até o fim dos logs para a
restauração de banco de dados de um conjunto de backup mais antigo,
e para a "repetição" de todas as transações para retornar o banco de
dados para o estado mais recente.
Observação: a opção Sem recuperação é a seleção padrão na seção
Tipos de recuperação da guia Opções de restauração do Oracle.
Certifique-se de selecionar um dos Tipos de recuperação para recuperar
o banco de dados após restaurá-lo.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 67
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN
■
Restaurar pela marca de backup -- ao selecionar esta opção,
especifique a marca usada durante o backup para indicar quais sessões
de backup devem ser restauradas. A tag é o nome lógico atribuído a um
backup específico (por exemplo, Backup de segunda-feira de manhã).
Observação: a opção Sem recuperação é a seleção padrão na seção
Tipos de recuperação da guia Opções de restauração do Oracle.
Selecione um dos tipos de recuperação se desejar recuperar o banco de
dados após restaurá-lo.
Outras opções de recuperação incluem:
■
Sem recuperação -- a seleção desta opção restaura os dados mas não
executa nenhuma recuperação. É necessário recuperar o banco de
dados e, em seguida, colocá-lo online de volta. Esta opção geralmente é
usada quando já se sabe que uma restauração não pode ser recuperada,
como quando tarefas de restauração adicionais são necessárias ou
quando é necessário configurar antes de iniciar o processo de
recuperação.
■
Até o fim dos logs -- o RMAN recupera o banco de dados, os espaços
para tabelas e os arquivos de dados até a hora atual.
■
Até SCN (somente banco de dados inteiro) -- o RMAN recupera o banco
de dados até o número especificado de alteração no sistema (ou seja,
um número de ponto de verificação). Esta recuperação só é válida para
o banco de dados inteiro. O banco de dados é aberto com a opção
resetlogs.
■
Até o número de sequência do log (só BD inteiro) -- o RMAN recupera
o banco de dados até a sequência especificada do log arquivado. Esta
recuperação só é válida para o banco de dados inteiro. O banco de
dados é aberto com a opção resetlogs.
■
Até a hora (só BD inteiro) -- o RMAN recupera o banco de dados até o
horário definido especificado. Esta recuperação só é válida para o banco
de dados inteiro. O banco de dados é aberto com a opção resetlogs.
Importante: ao usar um desses métodos de recuperação, todos os logs
são redefinidos para a última data registrada no arquivo de controle,
portanto, todos os dados recuperados após essa data serão perdidos e
não podem ser recuperados.
■
68 Guia do Agente para Oracle
Colocar objeto(s) restaurado(s) online depois da recuperação -quando selecionada, esta opção coloca os espaços para tabelas e os
arquivos de dados online e abre o banco de dados após a execução da
recuperação.
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN
7. (Opcional) Você pode atualizar as Opções de restauração avançada do
Oracle a seguir.
■
Seleção de logs arquivados -- é possível selecionar uma das opções de
seleção de logs arquivados listadas a seguir.
■
Não restaurar -- a seleção desta opção não restaura nenhum log
arquivado.
Observação: essa opção é marcada automaticamente.
■
Com base na hora -- esta opção restaura os logs arquivados com base
na hora em que foram criados, e não na hora em que o seu backup foi
feito. Se estiver usando esta opção, é necessário digitar um valor no
campo Da hora ou no campo Até a hora.
■
Segmento -- esta opção permite especificar o número do segmento
utilizado para identificar a sessão do Oracle. O vaIor padrão do
segmento é 1 para a sessão do Oracle no modo exclusivo.
■
Com base no SCN -- esta opção restaura o intervalo de logs arquivados
pelo SCN (Número de alteração no sistema).
■
Com base na sequência de logs -- esta opção restaura os logs
arquivados pelo número de seqüência do log arquivado.
■
Incluir arquivo de controle -- selecione esta opção para restaurar os
arquivos de controle. Tenha em mente que os arquivos de controle
somente devem ser restaurados se estiverem corrompidos ou perdidos.
Importante: a restauração de um arquivo de controle redefine todos os
logs, ocasionando a perda dos dados mais recentes assim que o banco
de dados for iniciado. Esses dados não podem ser recuperados.
■
Tamanho de bloco (Oracle 9i) -- se essa opção for usada, o tamanho dos
blocos de dados deverá corresponder ao tamanho de bloco usado
durante o backup; caso contrário, a restauração falhará.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 69
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN
■
Listar conjuntos de backup para os objetos selecionados -- quando
selecionada, envia uma solicitação para listar todos os conjuntos de
backup que incluem os objetos selecionados.
Observação: essa opção não restaura os objetos selecionados. Para
restaurar os objetos selecionados, envie outra tarefa de restauração.
■
Validar número de conjunto de backup -- esta opção solicita ao RMAN
a validação da integridade de um backup sem realmente restaurá-lo.
■
Carregar script RMAN -- use esta opção para inserir o caminho de seu
script RMAN.
Importante: se a opção Carregar script RMAN estiver ativada, todas as
opções selecionadas no gerenciador de restauração serão ignoradas e o
script RMAN será carregado e executado. No entanto, se apenas o
arquivo de parâmetros no gerenciador de restauração for selecionado,
o arquivo de parâmetros será restaurado e o script RMAN não será
executado.
Clique em OK.
8. Selecione a guia Destino e desmarque a opção Restaurar arquivos nos locais
originais, se desejar restaurar o banco de dados ou os objetos do banco de
dados em outro local.
9. Expanda o agente para Windows de destino, digite o nome de usuário e
senha.
Clique em OK.
10. Selecione o banco de dados Oracle no agente de destino do Windows e
clique em Enviar na barra de ferramentas.
A caixa de diálogo Restaurar mídia é aberta.
11. Selecione o servidor de backup que deseja executar a operação de
restauração e clique em OK.
A caixa de diálogo Nome de usuário e senha da sessão é aberta.
70 Guia do Agente para Oracle
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN
12. Digite os detalhes do nome de usuário e senha:
Digite o nome de usuário e a senha do Oracle na guia DBAgent. Além disso,
já que a opção Usar o catálogo do RMAN (Recomendado) está marcada por
padrão, é necessário digitar o nome e a senha do dono do catálogo do
RMAN, a menos que a caixa esteja desmarcada.
13. Clique em OK.
A caixa de diálogo Enviar tarefa é aberta. Preencha os campos obrigatórios
da caixa de diálogo Enviar tarefa e clique em OK.
A tarefa é enviada.
Observação: para obter mais informações sobre como enviar tarefas, consulte o
Guia de Administração.
Restaurar logs arquivados e arquivos de controle
Se os arquivos de controle ou os logs arquivados foram perdidos ou
corrompidos, é possível restaurá-los selecionando-os na guia Origem do
Gerenciador de restauração, ao configurar uma restauração.
Importante: Se a opção Eliminar logs após backup tiver sido tiver selecionada
durante o backup, é necessário selecionar uma das opções de Logs arquivados
(exceto Não restaurar) na guia Opções avançadas de restauração do Oracle,
para garantir que o RMAN acione a restauração dos logs necessários. Se uma
das opções de Logs arquivados não for selecionada, a fase de recuperação não
funcionará corretamente, uma vez que os logs necessários podem estar
ausentes. Porém, se você estiver usando o Oracle 9i ou superior, o RMAN irá
restaurar automaticamente os logs de arquivamento necessários após a seleção
de uma das opções de Recuperação.
Se os arquivos de log redo arquivados não estiverem danificados, em geral não
se deve incluí-los em uma restauração. Mantendo o log redo arquivado, é
possível restaurar o banco de dados para a versão utilizável mais recente
existente antes da falha do sistema ou do banco de dados.
Se a opção Até o fim dos logs for selecionada, não inclua os arquivos de controle
na restauração ao configurar uma restauração, a menos que ele esteja ausente
ou esteja corrompido. Se os arquivos de controle forem incluídos na
restauração, o agente recupera o banco de dados por meio dos arquivos de
controle restaurados. Como resultado, todas as transações realizadas no banco
de dados, ocorridas após a última transação registrada nos arquivos de backup
restaurados são perdidas.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 71
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN
Restaurar arquivo de parâmetro
É possível restaurar o arquivo de parâmetro para uma versão específica, por
meio do Gerenciador de restauração.
Para restaurar uma versão específica de arquivo de parâmetro
1. Selecione o arquivo de parâmetro a ser restaurado (como o orapwfile).
2. Clique no botão Ponto de recuperação, na parte superior da guia Origem.
3. Na caixa de diálogo resultante, selecione a versão exata do arquivo de
parâmetro a ser restaurado.
Clique em OK.
Os arquivos de parâmetro são o único tipo de objetos de bancos de dados que
pode ser restaurado para uma versão específica. A restauração de arquivos de
parâmetro desta forma utiliza o agente do CA ARCserve Backup diretamente e
não envolve o RMAN.
Observação: se a opção SQLNET.AUTHENTICATION_SERVICES (definida como
"nenhum") estiver no arquivo init.ora de qualquer sessão para a qual você
pretende fazer backup ou restauração, ela deverá ser assinalada antes de tentar
restaurar o orapwfile (incluído no PARAMETER-FILES). Deixá-la como está
impede conexões posteriores do banco de dados sysdba e impede atividades
normais de gerenciamento (como recuperação, desligamento e inicialização).
Restaurar em tempo definido
Para restaurar um banco de dados ou tablespace em um determinado
momento, siga os procedimentos para restaurar um banco de dados completo e
os arquivos de log arquivados associados. Para encontrar o procedimento
apropriado, consulte diferentes procedimentos de restauração e recuperação
neste guia.
Para obter mais informações sobre como restaurar ou recuperar o banco de
dados ou o espaço de tabela em um ponto no tempo, consulte a documentação
do Oracle.
Observação: a opção Até o fim dos logs, que recupera automaticamente um
banco de dados após ele ter sido restaurado, não aceita recuperações em um
determinado momento. Para executar a recuperação em um determinado
momento, é necessário executar as etapas de recuperação manualmente.
72 Guia do Agente para Oracle
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN
Restauração no ambiente Oracle RAC
Para restaurar em um ambiente Oracle RAC, use o procedimento a seguir.
Para restaurar no ambiente Oracle RAC
1. Selecione Restaurar por árvore. Selecione a origem a ser restaurada.
2. Clique na guia Destino e selecione um destino. É possível restaurar no local
ou servidor original ou em um local ou servidor alternativo.
■
Se estiver restaurando o local original, não será necessário especificar
um caminho. Além disso, não altere a opção padrão, que é Restaurar os
arquivos em seus locais originais.
■
Se estiver restaurando em um nó específico no Oracle RAC, desmarque
a opção Restaurar arquivos nos locais originais. Em seguida, na guia
Destino do Gerenciador de restauração, localize e selecione o diretório
do banco de dados do Oracle no nó em que será restaurado.
3. Na barra de ferramentas, clique em Enviar e programe a tarefa para
executar agora ou posteriormente.
Confirme o nome de usuário e a senha do espaço para tabelas do Oracle
RAC.
Clique em OK.
A tarefa é enviada. É possível monitorar a tarefa no Gerenciador de status de
tarefas.
Observação: para obter mais informações sobre como enviar tarefas, consulte o
Guia de Administração.
Restaurar objetos do Oracle no ambiente Oracle Fail Safe
Use o procedimento a seguir para restaurar os objetos do Oracle em um
ambiente Oracle Fail Safe. Com o Oracle Fail Safe, é possível reduzir o período
de inatividade de bancos de dados Oracle de uma única sessão. Para obter mais
informações sobre o Oracle Fail Safe, consulte a documentação do Oracle.
Para restaurar no ambiente Oracle Fail Safe
1. Abra o Gerenciador de restauração e selecione uma opção de restauração.
Se Restaurar por árvore for escolhida, selecione a origem a ser restaurada e
uma versão de backup na guia Origem. Se Restaurar por sessão for
escolhida, selecione as sessões para o espaço para tabelas na guia Origem.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 73
Restaurar usando o agente para Oracle no modo RMAN
2. Clique na guia Destino e selecione um destino. É possível restaurar no local
ou servidor original ou em um local ou servidor alternativo.
■
Se estiver restaurando no local original, não será necessário especificar
um caminho. Certifique-se de que a opção Restaurar arquivos nos locais
originais esteja selecionada.
■
Se estiver restaurando em um nó específico no grupo Oracle Fail Safe,
desmarque a opção Restaurar os arquivos em seus locais originais. Em
seguida, na guia Destino do Gerenciador de restauração, localize e
selecione o diretório do banco de dados do Oracle no nó em que será
restaurado.
■
Se estiver executando uma restauração de espaço para tabelas do
sistema ou uma restauração de banco de dados completa no Oracle Fail
Safe Manager, selecione a guia Diretivas. Certifique-se de selecionar a
opção Não reinicialize o recurso no nó atual em Diretiva de
reinicialização e desmarque a opção Se o recurso falhar e não for
reinicializado, execute a tolerância a falhas no do grupo em Diretiva de
tolerância a falhas.
Após alterar as diretivas mencionadas acima, encerre o banco de dados
usando o comando SQL*Plus.
Observação: o Oracle Instance Service será encerrado conforme
configurado no tempo limite na guia Diretiva. Após a restauração, o Oracle
Instance Service deve iniciar automaticamente. Caso contrário, inicie-o
manualmente.
3. Clique em Enviar na barra de ferramentas.
A caixa de diálogo Enviar tarefa é aberta
74 Guia do Agente para Oracle
Recuperação do banco de dados no modo RMAN
4. Agende a execução da tarefa para agora ou posteriormente.
Verifique ou altere o nome do usuário e a senha do espaço para tabelas do
grupo Oracle Fail Safe e do Microsoft Cluster Server.
Clique em OK.
A tarefa é enviada. É possível monitorar a tarefa no Gerenciador de status de
tarefas.
Observação: se desejar fazer a restauração em um computador remoto, use a
opção Restaurar em um local alternativo. Certifique-se de executar as
operações de backup e restauração no computador que tem a instância do
banco de dados Oracle.
Recuperação do banco de dados no modo RMAN
Após restaurar um banco de dados ou objetos de bancos de dados no servidor,
é necessário recuperá-los. É possível recuperar o banco de dados ou os objetos
de bancos de dados automaticamente, por meio do Gerenciador de
restauração, ou realizar uma recuperação manual, por meio do Oracle Server
Manager Console.
Restrições do Oracle em operações de recuperação
As seguintes restrições do Oracle afetam as operações de recuperação que
podem ser executadas em um banco de dados.
■
Ao recuperar arquivos de dados e arquivos de controle antigos, é necessário
recuperar o banco de dados inteiro. Não é possível executar uma
recuperação em nível de arquivo de dados.
■
Quando se executa uma recuperação completa de banco de dados e alguns
tablespaces já estão offline antes da operação de restauração, eles não
serão recuperados automaticamente. É necessário recuperar os arquivos de
dados manualmente, antes de colocá-los de volta online.
■
Após executar uma recuperação em um momento determinado ou
restaurar arquivos de controle antigos, os logs redo não poderão mais
recuperar arquivos de dados restaurados de backups anteriores.
Conseqüentemente, não se deve abrir o banco de dados com a opção
resetlogs. É necessário também executar um backup completo o mais breve
possível.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 75
Recuperação do banco de dados no modo RMAN
Arquivos que o agente não pode recuperar
Ao usar uma das opções de Tipo de recuperação, o Agente para Oracle não
pode recuperar os seguintes arquivos:
■
Logs redo online corrompidos ou ausentes
■
Arquivos de dados corrompidos ou ausentes dos quais não foi feito o
backup pelo agente
■
Arquivos de controle corrompidos ou ausentes dos quais não foi feito o
backup pelo agente
■
Logs arquivados corrompidos ou ausentes dos quais não foi feito o backup
pelo agente
■
Arquivos pertencentes ao banco de dados em execução no modo sem log
arquivado.
Recuperação manual
É possível recuperar manualmente todo o banco de dados quando os arquivos
de controle forem perdidos ou corrompidos. A seção a seguir fornece os
detalhes para a execução desse tipo de recuperação do banco de dados.
Recuperação de bancos de dados com arquivos de controle perdidos ou corrompidos
Se um arquivo de controle for perdido ou danificado, primeiro será necessário
encerrar o banco de dados e recuperar os arquivos de controle, antes de
recuperar esse banco de dados. Para encerrar o banco de dados, recuperar os
arquivos de controle e, em seguida, recuperar o banco de dados, siga estas
etapas:
Para recuperar o banco de dados com arquivos de controle perdidos ou
corrompidos
1. Encerre o banco de dados digitando o seguinte comando no prompt do
SQL*Plus:
SHUTDOWN;
2. No momento apropriado, inicie e monte o banco de dados e comece o
processo de recuperação. No prompt do SQL*Plus, digite o comando a
seguir:
CONNECT SYS/SYS_PASSWORD AS SYSDBA;
STARTUP MOUNT;
RECOVER DATABASE USING BACKUP CONTROLFILE;
76 Guia do Agente para Oracle
Recuperação do banco de dados no modo RMAN
3. O Oracle solicita os nomes dos arquivos de log. Primeiro, o Oracle procura
os arquivos de log arquivados e fornece automaticamente os nomes
corretos para os que existem. Se o Oracle não conseguir encontrar os
arquivos de log arquivados necessários, será necessário aplicar
manualmente os arquivos de redo log online necessários.
Quando fizer isso, será necessário fornecer o caminho completo e o nome
do arquivo. Ao digitar um log incorreto, digite o comando novamente:
RECOVER DATABASE USING BACKUP CONTROLFILE;
Forneça o nome correto do arquivo de redo log online no prompt. Continue
esse procedimento até que o Oracle tenha aplicado todos os logs
sucessivamente.
4. Digite o seguinte comando no prompt do SQL*Plus para colocar o banco de
dados de volta no modo online e redefinir os logs:
ALTER DATABASE OPEN RESETLOGS;
5. Vá para os diretórios em que os redo logs arquivados são armazenados e
exclua todos os arquivos de log.
6. Se ainda houver algum espaço para tabelas offline, digite o seguinte
comando no prompt do SQL*Plus para trazê-lo de volta online:
ALTER TABLESPACE TABLESPACE_NAME ONLINE;
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 77
Limitações de backup e restauração usando o modo RMAN
7. Se o RMAN estiver sendo usado para recuperar todo o banco de dados com
os arquivos de controle armazenados, sincronize novamente as informações
do banco de dados no RMAN para refletir o banco de dados recentemente
recuperado. Para sincronizar novamente as informações do banco de dados,
siga estas etapas:
a. Faça logon como oracle.
b. Digite o comando a seguir para definir o SID do Oracle para o SID do
banco de dados recuperado:
ORACLE_SID=database SID
c. Digite os comandos a seguir para concluir o processo:
rman target dbuser/ dbuserpassword rcvcat
catowner/[email protected] service name
reset database
onde:
–
dbuser é o usuário com privilégios de dba para o banco de dados
recuperado.
–
dbuserpassword é a senha do dbuser.
–
catowner é o nome de usuário do Oracle do dono do catálogo do
Gerenciador de recuperação do Oracle.
–
rman service name é o nome do serviço usado para acessar o banco
de dados onde o catálogo do rman está instalado.
Recuperar de backups completos offline
Se o banco de dados foi armazenado em modo offline, o mesmo processo de
recuperação usado para se o banco de dados tivesse sido armazenado em modo
online será usado. Isso é devido ao fato de o backup offline colocar o banco de
dados em estado inativo, o que significa que o banco de dados ainda está online
(embora não seja possível acessá-lo ou processar transações).
Limitações de backup e restauração usando o modo RMAN
Algumas das limitações de backup incluem:
■
Não duplique o SID do banco de dados do catálogo ou compartilhe-o com
qualquer outro nome de SID.
■
Os redo logs online são bloqueados exclusivamente pelo Oracle enquanto o
servidor Oracle está online. É possível executar um backup offline, se
necessário.
78 Guia do Agente para Oracle
Limitações de backup e restauração usando o modo RMAN
■
Não use o RMAN para fazer backup de arquivos de dados individuais.
■
O Agente para Oracle faz backup dos arquivos de parâmetro no local padrão
ORACLE_HOME\dbs ou ORACLE_HOME\database.
Observação: se o ambiente Oracle estiver em RAC (Oracle Real Application
Clusters) ou em OFS (Oracle Fail Safe) ou se os arquivos de parâmetros não
estiverem no local padrão, consulte a seção Agente para Oracle não faz
backup de arquivos de parâmetro não-padrão (na página 81)para
configurar e proteger estes ambientes.
■
Não há suporte para as opções Restauração por mídia e Restauração por
sessão.
■
O Agente para Oracle no modo RMAN não oferece suporte a backup de
arquivos de parâmetro em dispositivos brutos.
■
Durante a execução de uma tarefa de backup do RMAN usando o Agente
para Oracle, se o computador do agente não for capaz de resolver o nome
do servidor de backup (por exemplo, o servidor de backup reside em um
domínio diferente que usa outro servidor DNS), é possível modificar
manualmente os arquivos mgmtsvc.conf e clishell.cfg nos computadores do
servidor do CA ARCserve Backup e do agente a fim de garantir a resolução
apropriada do nome do host. Para obter mais informações sobre como
resolver isso, consulte Falha no backup de instância remota do Oracle no
modo RMAN (na página 93).
■
Apenas contas com permissão administrativa podem fazer backup do RMAN
e restaurar a tarefa usando o agente para Oracle do CA ARCserve Backup.
■
O agente não pode converter caracteres Unicode.
Para exibir corretamente os caracteres Unicode no RMAN ou no
Gerenciador de restauração do CA ARCserve Backup, verifique se o conjunto
de caracteres do banco de dados Oracle coincide com o valor da
configuração NLS-LANG no registro, conforme mostrado no exemplo a
seguir:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\ORACLE\KEY_OraDb10g_home1
Chave: NLS_LANG
Valor: especifique o mesmo valor do conjunto de caracteres do banco de
dados do Oracle. Por exemplo, SIMPLIFIED CHINESE_CHINA.ZHS16GBK.
Observação: essa configuração também altera o prompt da linha de
comando do SQL*Plus, aplicando o valor que você especificou.
Para obter mais informações sobre como personalizar os backups, consulte
o Guia de Administração.
Capítulo 4: Como usar o agente no modo RMAN 79
Limitações de backup e restauração usando o modo RMAN
Algumas das limitações de restauração e recuperação incluem:
■
Os logs redo online não são copiados no backup. Consequentemente, não
podem ser restaurados.
■
O SID do banco de dados do catálogo não deve ser duplicado ou
compartilhado com nenhum outro nome de SID.
■
A restauração completa do banco de dados não restaurará os espaços para
tabelas que estiverem no modo Offline. Se quiser restaurá-los, faça uma
restauração separada para os espaços para tabelas. Para obter mais
informações sobre espaços para tabelas offline, consulte a documentação
do Oracle.
■
O agente não suporta as operações de backup e restauração em versões
múltiplas e combinadas, de 32 e 64 bits, do Oracle, simultaneamente.
80 Guia do Agente para Oracle
Apêndice A: Solução de problemas
Este apêndice explica as mensagens mais comuns do agente para Oracle em
plataformas do Windows. Cada mensagem apresenta uma breve descrição e
uma solução possível.
Esta seção contém os seguintes tópicos:
Agente para Oracle não faz backup de arquivos de parâmetro não-padrão (na
página 81)
O status da tarefa exibe Falha ao invés de Incompleta (na página 83)
Definindo o número de canais para backup e restauração (na página 84)
Verificar status do serviço do agente universal do CA ARCserve (na página 85)
Pré-requisito de backup do agente: o nome do componente do Oracle deve ser
criado (na página 86)
Restaurar um banco de dados em outro nó do console do RMAN (na página 87)
O agente não pode fazer backup do log de arquivamento (na página 88)
Erros do agente de backup (na página 89)
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN (na
página 91)
Agente para Oracle não faz backup de arquivos de parâmetro
não-padrão
Sintoma:
O Agente para Oracle não faz backup de arquivos de parâmetro que não sejam
padrão, incluindo arquivos de parâmetro que residem no disco compartilhado
nos ambientes RAC (Real Application Clusters) e OFS (Oracle Fail Safe).
Solução:
O Agente para Oracle pode fazer backup de arquivos de parâmetro. No entanto,
ele só faz backup dos seguintes arquivos de parâmetro padrão no diretório
%ORACLE_HOME%\dbs and %ORACLE_HOME%\database.
■
init<SID>.ora
■
spfile<SID>.ora
■
config<SID>.ora
■
pwd<SID>.ora
■
orapwd<SID>
Apêndice A: Solução de problemas 81
Agente para Oracle não faz backup de arquivos de parâmetro não-padrão
É possível usar o Agente para Oracle para adicionar arquivos de parâmetro
adicionais. Execute as seguintes etapas para adicionar arquivos de parâmetro
adicionais.
Para adicionar mais arquivos de parâmetro
1. Depois de instalar e configurar o Agente para Oracle, abra o diretório de
instalação do agente.
2. Clique com o botão direito do mouse no arquivo config.xml e selecione
Abrir com.
3. Escolha o WordPad e clique em OK.
O arquivo XML é aberto.
4. Procure a sessão de que deseja fazer backup como um arquivo de
parâmetro adicional.
82 Guia do Agente para Oracle
O status da tarefa exibe Falha ao invés de Incompleta
5. Encontre o elemento XML <ParameterfilePath></ParameterfilePath> e
adicione o caminho do arquivo de parâmetro adicional no elemento XML.
Por exemplo, se você deseja adicionar
C:\Addtional Parameter File.ora
pode substituir o texto
<ParameterfilePath></ParameterfilePath> usando <ParameterfilePath>
C:\Addtional Parameter File.ora </ParameterfilePath>
Observação: se desejar fazer o backup de mais de um arquivo de parâmetro
adicional, acrescente outro <ParameterfilePath></ParameterfilePath> após
o original.
Por exemplo, se você deseja adicionar outro arquivo de parâmetro
C:\Another Parameter File.ora
você pode substituir o texto<ParameterfilePath></ParameterfilePath>
usando
<ParameterfilePath> C:\Addtional Parameter File.ora
</ParameterfilePath><ParameterfilePath> C:\Another Parameter File.ora
</ParameterfilePath>
6. Salve o arquivo.
Envie a tarefa de backup dos arquivos de parâmetro para testar se foi feito
o backup dos arquivos de parâmetro adicionais.
O status da tarefa exibe Falha ao invés de Incompleta
Sintoma:
A operação de backup de todo o nó falha no servidor Oracle quando o serviço
do Oracle é interrompido. Desejo que o status da tarefa exiba Incompleta em
vez de Falha.
Solução:
O status da tarefa pode exibir Incompleta se você definir o seguinte valor de
chave de Registro para diferente de zero e houver vários agentes do CA
ARCserve instalados no servidor Oracle.
HLM\...\Base\Task\Backup\FullNodeSkipStoppedOracle
Observação: o status da tarefa exibe Falha quando o agente para Oracle for o
único agente instalado no servidor.
Apêndice A: Solução de problemas 83
Definindo o número de canais para backup e restauração
Definindo o número de canais para backup e restauração
Sintoma:
Como posso definir o número de canais para tarefas de backup e restauração?
Solução:
Quando você usa as opções do agente para Oracle, o número máximo de canais
é 255. Entretanto, o número máximo de canais de uma sessão do Oracle
depende do status atual de execução do Oracle, do status de carregamento, do
hardware e dos parâmetros da sessão do Oracle. Execute estas etapas para
definir o número de canais.
Para definir o número de canais de backup e restauração
1. Verifique a variável de ambiente do computador,
NUMBER_OF_PROCESSORS, para obter a contagem de processadores.
2. Efetue logon no prompt do SQL*Plus.
3. Execute o comando para verificar se o modo E/S secundária está ativado.
show parameter backup_tape_io_slaves
4. Execute o comando a seguir para verificar o máximo de processos que
podem ser usados na sessão atual do Oracle.
show parameter processes
5. Execute o seguinte comando:
select count (*) from v$process
Verifique a contagem atual de processos. É possível calcular o número
máximo de canais que podem ser usados para backup e restauração. Calcule
o resultado de (<maxprocesses> - <current processes used>) / (processor
count + 1).
a. Quando a E/S secundária é TRUE, se o resultado for menor que 35, o
número máximo de canais será esse resultado; caso contrário, o
número máximo de canais será 35.
b. Quando a E/S secundária é FALSE, se o resultado for menor que 255. o
número máximo de canais será esse resultado; caso contrário, o
número máximo de canais será 255.
84 Guia do Agente para Oracle
Verificar status do serviço do agente universal do CA ARCserve
Verificar status do serviço do agente universal do CA ARCserve
Sintoma:
Como verificar o status do serviço do agente universal?
Solução:
O serviço do agente universal do CA ARCserve facilita o backup e restauração
remota do bancos de dados do Oracle. Durante a instalação, o serviço é
instalado com um tipo de inicialização automática. O status do serviço pode ser
confirmado por meio do miniaplicativo de serviços do Windows.
Para exibir o status do serviço do agente universal do CA ARCserve
1. Abra o Painel de controle e Serviços.
A caixa de diálogo Services é aberta.
2. Localize o ícone de serviço do agente universal do CA ARCserve.
O modo atual do serviço será exibido.
3. Para iniciar ou interromper o serviço, realce o ícone de serviço do agente
universal do ARCserve e clique em Iniciar ou Interromper, respectivamente.
Observação: para obter mais informações sobre a porta TCP padrão para o
agente para Oracle, consulte o Guia de Implementação.
Apêndice A: Solução de problemas 85
Pré-requisito de backup do agente: o nome do componente do Oracle deve ser criado
Pré-requisito de backup do agente: o nome do componente do
Oracle deve ser criado
O agente para Oracle do CA ARCserve Backup utiliza a tecnologia Oracle RMAN
para fazer backup e restaurar o Oracle. O RMAN exige os nomes de todos os
componentes do Oracle (banco de dados, espaço de tabela, arquivo de
parâmetro, controle, log de arquivamento). Esses componentes devem ser
criados usando o conjunto correto de caracteres; caso contrário, o nome do
componente do Oracle será convertido em um caractere irreconhecível e será
armazenado pelo Oracle e pelo backup com base em RMAN e a restauração
provavelmente falhará. O CA ARCserve não oferece suporte para esse cenário.
Se o componente do Oracle for criado no modo DOS, usando um idioma
diferente do inglês e de CJK (japonês, coreano, chinês simplificado e chinês
tradicional), o NLS_LANGUAGE deverá ser configurado adequadamente para
garantir que o nome do componente do Oracle seja criado com o conjunto
correto de caracteres. Para obter mais informações sobre como configurar o
NLS_LANG corretamente para Páginas de códigos Windows e DOS, vá para:
http://www.oracle.com/technology/tech/globalization/htdocs/nls_lang%20faq.
htm ou a documentação do Oracle.
86 Guia do Agente para Oracle
Restaurar um banco de dados em outro nó do console do RMAN
Restaurar um banco de dados em outro nó do console do
RMAN
É possível restaurar um banco de dados em outro nó do console do RMAN É
necessário modificar o arquivo config.xml no diretório %Oracle_Agent_Home%
para ativar a restauração alternativa.
Use a seguinte sessão de restauração alternativa:
<AlternateRestore>
<IsAnyOriginalHost>0</IsAnyOriginalHost>
<OriginalHost> </OriginalHost>
</AlternateRestore>
Você pode usar um dos dois métodos fornecidos a seguir para executar a
restauração alternativa:
■
Defina OriginalHost como sendo igual ao host, usando a sessão armazenada
em backup. O agente para Oracle usará as sessões armazenadas em backup
no computador para fazer a restauração alternativa.
■
Defina IsAnyOriginalHost como 1. O agente do Oracle usará qualquer sessão
para fazer a restauração alternativa.
Apêndice A: Solução de problemas 87
O agente não pode fazer backup do log de arquivamento
O agente não pode fazer backup do log de arquivamento
Sintoma:
O aviso AW53704; Não é possível localizar o log arquivado. Não será executado
o backup. (Archived Log=[archived log file name]) ocorre:
■
Se você excluir os arquivos de log arquivados esperados no disco.
■
Se estiver usando o Oracle 9i, Oracle 10g e o Oracle 11g, no ambiente RAC,
você usará um disco local em vez de um disco compartilhado para colocar
os logs arquivados ou não usará o mapeamento de rede e de destino de
vários logs arquivados para fazer cada máquina acessar os logs arquivados
em todas as outras máquinas.
■
Se estiver usando o Oracle 11g, no ambiente RAC, você usará o disco
compartilhado para colocar os logs arquivados. Se FLASH_RECOVERY_AREA
exceder o limite máximo de tamanho, os logs arquivados recém-gerados
serão colocados em standby_archive_dest que está no disco local.
■
Se estiver usando o Oracle 9i, Oracle 10g e o Oracle 11g, no ambiente OFS,
você usará um disco local em vez de um disco compartilhado para colocar
os logs arquivados ou não usará o mapeamento de rede e de destino de
vários logs arquivados para fazer cada máquina acessar os logs arquivados
em todas as outras máquinas ou executará uma tolerância a falhas.
■
Se estiver usando o Oracle 11g, no ambiente OFS, você usará um disco
compartilhado para colocar os logs arquivados. Se FLASH_RECOVERY_AREA
exceder o limite máximo de tamanho, os logs arquivados recém-gerados
serão colocados em standby_archive_dest que está no disco local. Esse erro
ainda aparece, mesmo depois de executar uma tolerância a falhas.
88 Guia do Agente para Oracle
Erros do agente de backup
Solução:
É possível executar as seguintes etapas para resolver esse erro no modo com
base em arquivos:
■
Certifique-se de colocar os logs arquivados em um disco compartilhado ou
de usar mapeamento de rede e de destino de vários logs arquivados para
garantir que cada computador possa acessar os logs arquivados em todas as
outras máquinas.
Observação: para obter mais informações sobre mapeamento de rede e
acesso aos logs arquivados, consulte Não é possível acessar logs arquivados
no ambiente de agrupamento do Oracle (na página 94) e, para obter
informações sobre como fazer backup e restauração, consulte o tópico
Usando o comando RMAN para fazer backup, restaurar e recuperar logs
arquivados na seção Solução de problemas.
■
Siga as seguintes etapas:
Para resolver o Aviso AW53704 no modo com base em arquivos
1. Efetue logon na máquina em que o Agente para Oracle está instalado.
2. Abra o console do RMAN.
3. Execute o seguinte comando
crosscheck archivelog all
4. Em seguida, execute o seguinte comando
delete expired archivelog all.
Observação: o comando delete expired archivelog all excluirá as
informações do registro archivelog no arquivo de controle e no banco de
dados do catálogo. Entre em contato com o DBA do Oracle antes de
executar esses comandos.
Erros do agente de backup
Alguns dos erros do agente de backup incluem:
Apêndice A: Solução de problemas 89
Erros do agente de backup
Tarefas de restauração encerradas com código de erro ORA-19511
ORA - 19511: erro recebido da camada do gerenciador de mídia, texto do erro:
SBT error = 7009, errno = 115773632, sbtopen: não é possível conectar ao
gerenciador de mídia.
Motivo:
Esse erro ocorre quando a restauração é realizada no script de backup
automático no console de comando do RMAN, usando o script do RMAN
indicado a seguir.
RMAN> run {
allocate channel dev1 type „sbt_tape‟;
restore spfile from autobackup;
release channel dev1;
}
Ação:
Especifique o nome da seção de backup no comando de restauração
restore spfile from '<backup piece name>'.
90 Guia do Agente para Oracle
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN
Não há ícone do Oracle Server no navegador CA ARCserve
Não há ícone do Oracle Server no navegador CA ARCserve
Motivo:
Essa mensagem ocorreu devido a um dos seguintes motivos:
■
O serviço do Universal Agent do CA ARCserve não está em execução ou em
funcionamento.
■
O agente para Oracle do CA ARCserve Backup não está instalado.
■
A Configuração do agente para Oracle não está configurada corretamente.
Ação:
Siga as seguintes etapas:
1. Reinicie o serviço CA ARCserve Universal Agent.
2. Instale o agente para Oracle do CA ARCserve Backup.
3. Inicie o utilitário Configuração do Oracle Agent.
a. No menu Iniciar do Windows, selecione Programas (ou Todos os
Programas).
b. Selecione CA e Configuração Agente para Oracle do CA ARCserve
Backup para configurar corretamente.
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no
modo RMAN
Esta seção fornece informações de solução de problemas para ajudá-lo a
identificar e resolver problemas relacionados a backup e restauração ao usar o
Agente para Oracle com o CA ARCserve Backup.
Apêndice A: Solução de problemas 91
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN
O RMAN é encerrado com um erro durante o backup ou a restauração
Sintoma:
Quando tento executar o backup ou restaurar com o RMAN, o RMAN é
encerrado com um erro imediato. O que devo fazer?
Solução:
Tente seguir estas etapas somente se estiver executando manualmente uma
tarefa do RMAN:
Note: se o Gerenciador de restauração for usado para iniciar o RMAN, essas
etapas são executadas automaticamente.
Certifique-se de que a equivalência do caroot com o CA ARCserve Backup para o
usuário executando o RMAN foi criada.
O RMAN é encerrado com um agente de erro não iniciado
Sintoma:
A tarefa do RMAN foi encerrada e uma mensagem dizendo que o agente não foi
iniciado foi emitida. Como corrijo isso?
Solução:
Se a tarefa permanecer inativa na fila de tarefas do CA ARCserve Backup por
mais tempo que o número de minutos especificado por Tempo limite de SBT, na
guia Configuração de parâmetro do Oracle, usando a ferramenta de
configuração (por exemplo, porque as fitas não estão disponíveis), então o
RMAN será interrompido. Aumente o valor do parâmetro SBT_TIMEOUT com
base no seu ambiente.
92 Guia do Agente para Oracle
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN
Falha nos backups de sessões remotas do Oracle no modo RMAN
Sintoma:
Quando tento executar um backup completo de uma instância remota do
Oracle sem selecionar a opção de catálogo do RMAN, ocorre falha no backup.
Como corrijo isso?
Solução:
Isso acontece ao tentar executar o backup de um banco de dados remoto. Você
pode verificar o arquivo mgmtsvc.log no servidor em
<ARCserve_HOME>\LOG\mgmtsvc.log
e o arquivo cli.log no cliente em
<CA_HOME>\SharedComponents\ARCserve Backup\jcli\cli.log
Execute as etapas a seguir para garantir a resolução do nome do host:
1. Na máquina cliente, caso tenha várias NICs instaladas e ocorrer falha na
configuração do servidor DNS.
Modifique o arquivo clishell.cfg da seguinte maneira:
#jcli.client.IP=0.0.0.0
Remova o '#' e defina o endereço IP correto.
2. Na máquina do servidor, caso tenha várias NICs instaladas e ocorrer falha na
configuração do servidor DNS.
Modifique o arquivo mgmtsvc.conf da seguinte maneira:
#wrapper.java.additional.10=-Djava.rmi.server.hostname=0.0.0.0
Remova o '#' e defina um endereço IP correto.
3. Reinicie o Serviço de gerenciamento da CA.
Observação: se você encontrar a exceção
java.rmi.ConnectException: conexão recusada no host
no arquivo cli.log, é necessário modificar o arquivo de configuração
mgmtsvc.conf no servidor.
Se você encontrar a exceção
java.rmi.ConnectException: conexão recusada no host
no arquivo mgmtsvc.log, é necessário modificar o arquivo de configuração
clishell.conf no cliente.
Apêndice A: Solução de problemas 93
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN
Erro de permissão do Oracle
Sintoma:
Ao tentar executar uma operação de restauração com a opção Até o fim dos
logs ativada, erros de permissão do Oracle são recebidos. Como evito os erros?
Solução:
Certifique-se de que o nome de usuário e senha do Oracle usado para conexão
ao Oracle através do Gerenciador de restauração tem permissão de conexão ao
Oracle através da cláusula sysdba.
É possível verificar as permissões através dos seguintes comandos:
sqlplus /nolog
connect username/password as sysdba
Se não tiver permissão, peça ao DBA do Oracle para configurar a segurança.
Restaurar os arquivos de dados do Oracle em um diretório diferente
Sintoma:
Como executo uma operação de restauração da GUI do CA ARCserve Backup
para restaurar os arquivos de dados do Oracle em um diretório diferente?
Solução:
Não é possível fazer isso. Embora seja possível restaurar um banco de dados
para um nó diferente, toda a estrutura do diretório onde o banco de dados será
restaurado deve ser idêntica àquela do nó de origem.
Não é possível acessar logs arquivados no ambiente de agrupamento do Oracle
Sintoma:
No ambiente de agrupamento do Oracle, depois de configurar os logs de
arquivamento em um disco local, o agente para Oracle do CA ARCserve Backup
não está acessando os logs arquivados em outros computadores do
agrupamento.
Solução:
Se você deseja acessar os logs arquivados em um computador da rede,
certifique-se de que colocou os logs em um disco compartilhado ou mapeie na
rede quando o serviço Oracle estiver em execução em um disco local.
94 Guia do Agente para Oracle
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN
Para mapear uma máquina na rede para acesso aos logs arquivados
1. Vá para http://technet.microsoft.com/en-us/sysinternals/bb897553.aspx e
faça o download do utilitário psexec.exe.
É feito o download do utilitário.
2. Abra o prompt de comando e vá para o diretório que contém o utilitário
psexec.exe.
3. Execute o seguinte comando:
psexec.exe
-s cmd
4. Em seguida, execute o seguinte comando para se conectar à rede:
net use X: \\ORA-RAC1\C$ /PERSISTENT:YES
Agora, você pode mapear as unidades Y: e Z: da rede.
Observação: se não for possível mapear a rede, você pode realizar as operações
de backup, restauração e recuperação usando os comandos avançados do
RMAN.
Impossível executar backups concorrentes no mesmo banco de dados
Sintoma:
Condições de erro ocorrem ao tentar executar backups simultâneos no mesmo
banco de dados.
Solução:
Este comportamento é normal. Não há suporte para operações paralelas de
processamento dos mesmos objetos ao mesmo tempo.
A opção Até o fim dos logs não funciona
Sintoma:
A opção Até o final dos logs não funciona como esperado.
Solução:
Verifique se restaurou todos os logs arquivados necessários. Se ainda não
funcionar, tente fazer a recuperação manual desses arquivos restaurados.
Apêndice A: Solução de problemas 95
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN
O RMAN é encerrado com códigos de erro
Sintoma:
O RMAN responde com os seguintes códigos de erro ao usar vários canais para
fazer backup ou restaurar dados.
ORA-00020: número máximo de processos (%s) excedido.
ORA-17619: o número máximo de processos usando E/S secundárias em uma sessão foi
atingido.
RMAN-10008: não foi possível criar o contexto do canal.
RMAN-10003: não foi possível se conectar ao banco de dados de destino.
Solução:
Essas condições de erro ocorrem quando a contagem incorreta de canais for
especificada.
Mais informações:
Definindo o número de canais para backup e restauração (na página 84)
O RMAN é encerrado com o código de erro RMAN-06004
Sintoma:
Quando restauro um banco de dados completo, obtenho o código de erro
RMAN-06004: erro do ORACLE do banco de dados do catálogo de recuperação:
RMAN-20005: o nome do banco de dados de destino é ambíguo no RMAN.
Solução:
Defina o DBID manualmente no arquivo config.xml no diretório de instalação do
Oracle Agent.
96 Guia do Agente para Oracle
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN
O RMAN é encerrado com o código de erro AE53034 RMAN-06059
Sintoma:
O erro AE53034 RMAN-06059: Log arquivado esperado não encontrado, a perda
do log arquivado compromete a capacidade de recuperação ocorre:
■
Se estiver usando o Oracle 9i, Oracle 10g e o Oracle 11g, no ambiente RAC,
você usará um disco local em vez de um disco compartilhado para colocar
os logs arquivados ou não usará o mapeamento de rede e de destino de
vários logs arquivados para fazer cada máquina acessar os logs arquivados
em todas as outras máquinas.
■
Se estiver usando o Oracle 11g, no ambiente RAC, você usará o disco
compartilhado para colocar os logs arquivados. Se FLASH_RECOVERY_AREA
exceder o limite máximo de tamanho, os logs arquivados recém-gerados
serão colocados em standby_archive_dest que está no disco local.
■
Se estiver usando o Oracle 9i, Oracle 10g e o Oracle 11g, no ambiente OFS,
você usará um disco local em vez de um disco compartilhado para colocar
os logs arquivados ou não usará o mapeamento de rede e de destino de
vários logs arquivados para fazer cada máquina acessar os logs arquivados
em todas as outras máquinas ou executará uma tolerância a falhas.
■
Se estiver usando o Oracle 11g, no ambiente OFS, você usará um disco
compartilhado para colocar os logs arquivados. Se FLASH_RECOVERY_AREA
exceder o limite máximo de tamanho, os logs arquivados recém-gerados
serão colocados em standby_archive_dest que está no disco local. Esse erro
ainda aparece, mesmo depois de executar uma tolerância a falhas.
■
Se você excluir os arquivos de log arquivados esperados no disco.
Solução:
É possível executar as seguintes etapas para resolver esse erro no modo RMAN:
■
Certifique-se de colocar os logs arquivados em um disco compartilhado ou
de usar mapeamento de rede e de destino de vários logs arquivados para
garantir que cada máquina possa acessar os logs arquivados em todos as
outras máquinas.
■
Siga as seguintes etapas:
Apêndice A: Solução de problemas 97
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN
Para resolver o erro AE53034 RMAN-06059 no modo RMAN
1. Efetue logon na máquina em que o Agente para Oracle está instalado.
2. Abra o console do RMAN.
3. Execute o seguinte comando:
crosscheck archivelog all
4. Execute o seguinte comando:
delete expired archivelog all.
Observação: o comando delete expired archivelog all excluirá as
informações do registro archivelog no arquivo de controle e no banco de
dados do catálogo. Entre em contato com o DBA do Oracle antes de
executar esses comandos.
Mais informações:
Não é possível acessar logs arquivados no ambiente de agrupamento do Oracle
(na página 94)
98 Guia do Agente para Oracle
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN
As informações da mídia não constam na Restauração de mídia após o envio da
tarefa de restauração do RMAN
Sintoma:
Após enviar uma tarefa de restauração do RMAN, nenhuma informação da
mídia aparece na caixa de diálogo Restaurar mídia.
Solução:
Para exibir o nome da mídia e outros detalhes sobre o diversos espaços de
tabela, logs de arquivamento e arquivos de controle, use um dos seguintes
métodos:
■
Clique no espaço de tabela, no log de arquivamento, no arquivo de controle
ou no nó do arquivo de parâmetro na árvore de restauração para exibir os
detalhes da mídia no painel inferior direito do Gerenciador de restauração.
Observação:é possível usar outra mídia em vez daquela exibida no
Gerenciador de restauração.
Apêndice A: Solução de problemas 99
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN
■
Você também pode fazer logon no servidor Oracle e executar um dos
seguintes comandos avançados do RMAN:
–
Para acessar as informações da mídia sobre um espaço de tabela
list backup of tablespace <tablespace name>
–
Para acessar as informações da mídia sobre um banco de dados
list backup of database
–
Para acessar as informações da mídia sobre logs de arquivamento
list backup of archivelog all
–
Para acessar as informações da mídia de uma sequência específica de
logs
list backup of archivelog from logseq 1 until logseq 10 for specific log
sequence
–
Para acessar as informações da mídia sobre arquivos de controle
list backup of controlfile
Observação: as informações da mídia aparecem no seguinte formato:
<Nome da mídia>.<ID da mídia>.<Número de sequência da mídia>.
Para obter mais informações sobre os comandos avançados do RMAN, consulte
a documentação do Oracle.
100 Guia do Agente para Oracle
Problemas de backup e restauração no Agente para Oracle no modo RMAN
Caracteres sem sentido no log de atividades
Sintoma:
Ao abrir o log de atividades, caracteres inválidos (por exemplo, ?????) são
exibidos na saída do RMAN.
Solução:
A página de código do idioma do computador deve ser compatível com a sessão
do Oracle e com as configurações de idioma do banco de dados do Oracle. Por
exemplo, se o banco de dados usa o idioma JPN, a página de código do idioma
do computador também deve usar JPN. No entanto, caso esteja usando o Inglês,
esse problema não ocorrerá.
Eliminação automática de arquivos do log de arquivamento
Sintoma:
Como posso eliminar arquivos ArchiveLog?
Solução:
É possível ativar a eliminação automática dos logs de arquivamento assim que o
backup for concluído ajustando o seguinte valor do registro:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\ComputerAssociates\CA ARCServe Backup\OraPAAdp
Valor: LogPurge
[data]
Observação: a entrada LogPurge permite ativar ou desativar a função que
elimina os logs redo arquivados após o segundo backup. A eliminação dos redo
logs arquivados libera espaço em disco. O valor padrão é 0 (desativado). É
possível modificar essa entrada.
Apêndice A: Solução de problemas 101
Apêndice B: Execução da recuperação de
falhas
O planejamento da metodologia de backup com antecedência é fundamental
para proteger seu banco de dados contra falhas e para a recuperação rápida do
servidor de banco de dados, em caso de falhas.
Para obter a recuperação de falhas mais eficiente, implemente a seguinte
estratégia de backup:
■
Execute um backup offline completo dos arquivos de dados Oracle, dos
arquivos de configuração e das informações do Registro, para que possa
restaurar uma imagem offline do servidor Oracle.
■
Execute um backup offline ou online completo sempre que houver uma
grande alteração do esquema nos bancos de dados (por exemplo, quando
um espaço para tabelas for excluído, um novo for criado ou um arquivo de
dados for adicionado). Um backup offline completo não é obrigatório, mas é
altamente recomendado.
■
Execute backups online completos regularmente; por exemplo, uma vez por
semana. Nos outros dias da semana, se não houver tempo para um backup
online completo, faça backup apenas dos arquivos de redo log arquivados.
Esta seção contém os seguintes tópicos:
Cenário de recuperação de desastres (na página 104)
Cenários para a restauração do servidor Windows original (na página 104)
Cenários para restauração em um servidor alternativo (na página 107)
Cenário para criação de um banco de dados duplicado em um host remoto no
modo RMAN (na página 110)
Apêndice B: Execução da recuperação de falhas 103
Cenário de recuperação de desastres
Cenário de recuperação de desastres
Suponha que um servidor Windows esteja executando o Oracle e que exista
uma sessão do banco de dados Oracle no servidor, ORCL. Uma falha ocorre e é
necessário recriar todo o servidor.
Um típico cenário de recuperação de falhas consiste nas seguintes etapas:
1. Reinstale o Windows.
2. Restaure o backup offline dos arquivos de dados Oracle, arquivos de
configuração.
3. Restaure o último backup offline ou online de ORCL.
4. Conecte-se a ORCL como sysdba.
5. Monte o banco de dados.
6. Digite este comando no prompt do SQL*PLUS:
recover database using backup controlfile until cancel;
7. Quando o processo de recuperação estiver concluído, digite o seguinte
comando:
alter database open resetlogs;
O Oracle abre o banco de dados.
Cenários para a restauração do servidor Windows original
Suponha que você tem um servidor Windows que executa o Oracle e que
existem duas instâncias do banco de dados Oracle no servidor: ORCL1 e ORCL2.
Uma falha ocorre e é necessário recriar todo o servidor.
A recuperação dos bancos de dados Oracle é realizada em duas fases, e cada
uma delas será explicada com detalhes nas seções a seguir:
■
Fase 1 - Recuperação do banco de dados ORCL1. (na página 105)
■
Fase 2 - Recuperação do banco de dados ORCL2. (na página 106)
104 Guia do Agente para Oracle
Cenários para a restauração do servidor Windows original
Recuperação do banco de dados ORCL1
Antes de iniciar o procedimento de recuperação, é necessário criar uma
instância Oracle. Como já havia o banco de dados inicial (ORCL) quando o Oracle
foi reinstalado, é recomendável criar a instância para ORCL1.
Para recuperar o banco de dados ORCL1
1. Reinstale o Windows.
2. Instale o CA ARCserve Backup como se ele estivesse no mesmo servidor que
os bancos de dados Oracle.
3. Siga um destes procedimentos:
■
Reinstale o Oracle.
■
Restaure todas as sessões (arquivos) necessárias da mídia (por exemplo,
as sessões dos executáveis Oracle, dos arquivos de configuração e das
informações do Registro).
4. Reinstale a opção e crie uma entrada da instância do banco de dados Oracle
para cada uma das instâncias a serem restauradas.
5. Restaure o último backup completo de ORCL1.
Observação: no caso de um backup offline, nenhuma outra recuperação
será necessária. Vá para a seção Recuperação do banco de dados ORCL2
neste apêndice. No caso de um backup online, continue com a próxima
etapa.
6. Verifique o arquivo INITORCL1.ORA para ver se ele contém as configurações
necessárias para as seguintes entradas:
LOG_ARCHIVE_START
LOG_ARCHIVE_DEST
LOG_ARCHIVE_FORMAT
7. Copie o arquivo de controle restaurado (CONTROL.ORCL1) do diretório
inicial da opção para todos os diretórios necessários e renomeie-o com o
nome apropriado.
8. Conecte-se ao ORCL1 como usuário SYS no Oracle versão 9i ou superior.
9. Monte o banco de dados.
10. Digite este comando no prompt do SQL*PLUS:
recover database using backup controlfile until cancel;
Apêndice B: Execução da recuperação de falhas 105
Cenários para a restauração do servidor Windows original
11. Quando a recuperação for concluída, digite o seguinte comando:
alter database open resetlogs;
Observação: se o banco de dados não abrir e uma mensagem relatar o
status dos redo logs, digite a seguinte busca no prompt do Gerenciador do
servidor ou do SQL*Plus:
select * from v$logfile
Essa consulta retorna, entre outras informações, a estrutura de diretórios
na qual o Oracle procura os redo logs. Se a estrutura de diretórios não
existir, crie-a. Quando você tiver feito isso, insira o seguinte comando
novamente:
alter database open resetlogs;
O Oracle deverá abrir o banco de dados e recriar os redo logs.
Importante: A etapa a seguir é muito importante. Não a omita.
12. Exclua todos os logs arquivados para ORCL1.
O banco de dados ORCL1 agora será completamente recuperado. Agora, a
segunda fase, recuperação do banco de dados ORCL2, poderá ser executada.
Recuperação do banco de dados ORCL2
É possível recuperar o banco de dados usando o procedimento a seguir.
Para recuperar o banco de dados ORCL2
1. Crie uma instância para o banco de dados ORCL2 e inicie a instância do
ORCL2.
2. Certifique-se de que o arquivo INITORCL2.ORA contém todas as informações
sobre configuração necessárias, conforme descrito na etapa 6 da fase
anterior. Siga um destes procedimentos:
■
Restaure a última cópia de backup do arquivo INITORCL2.ORA da mídia.
■
Recrie esse arquivo usando INITORCL1.ORA como modelo e fazendo
todas as alterações necessárias.
3. Restaure o último backup completo de ORCL2.
Observação: no caso de um backup offline, nenhuma outra recuperação
será necessária. Agora, a recuperação do servidor Oracle está concluída.
4. Copie o arquivo de controle restaurado (CONTROL.ORCL2) do diretório
inicial da opção para todos os diretórios necessários, e renomeie-o com o
nome apropriado.
106 Guia do Agente para Oracle
Cenários para restauração em um servidor alternativo
5. Conecte-se à instância iniciada na Etapa 1 deste procedimento.
6. Para montar o banco de dados ORCL2, digite o comando a seguir:
startup mount pfile=DRIVE:\PATH\initORCL2.ora
7. Digite o comando a seguir no prompt do SQL*Plus ou do Gerenciador do
servidor:
recover database using backup controlfile until cancel;
8. Quando a recuperação for concluída, digite o seguinte comando:
alter database open resetlogs;
Se o banco de dados não for aberto e uma mensagem informar o status dos
redo logs, digite a seguinte consulta no prompt do SQL*Plus ou do
Gerenciador do servidor:
select * from v$logfile
Essa consulta retorna, entre outras informações, a estrutura de diretórios
na qual o Oracle procura os redo logs. Se a estrutura de diretórios não
existir, crie-a. Quando você tiver feito isso, insira o seguinte comando
novamente:
alter database open resetlogs;
O Oracle deverá abrir o banco de dados e recriar os redo logs.
9. Exclua todos os logs arquivados para ORCL2. O banco de dados ORCL2 agora
será completamente recuperado.
10. (Opcional) É possível recriar uma sessão do ORCL2 usando o utilitário
oradim. A sintaxe é:
oradim -new -sid SID -srvc ServiceName -intpwd Password -startmode auto |
manual -pfile FullPathToOracleInitSIDFile
11. (Opcional) Crie o arquivo de senha, se necessário, usando o utilitário
orapwdx.exe.
Cenários para restauração em um servidor alternativo
Os seguintes cenários fornecem as informações e os procedimentos necessários
à restauração e recuperação do banco de dados para um servidor alternativo,
usando a versão atual e a anterior do agente para Oracle.
Apêndice B: Execução da recuperação de falhas 107
Cenários para restauração em um servidor alternativo
Restauração em um servidor que aceita as estruturas de diretórios exatas
Use o procedimento a seguir para restaurar um banco de dados Oracle em um
servidor alternativo que possa oferecer suporte às estruturas de diretório
exatas do servidor Oracle original.
Para restaurar um banco de dados Oracle em um servidor alternativo que
ofereça suporte às estruturas de diretório exatas
1. Instale o agente no servidor de destino e adicione outra instância de banco
de dados para o novo banco de dados a ser recuperado.
2. Na guia Destino do Gerenciador de restauração, desmarque a opção
Restaurar para o local original. Selecione o diretório no computador de
destino no qual deseja restaurar.
3. Restaure todos os arquivos necessários para a recuperação (por exemplo, os
arquivos de configuração) em seu local original no servidor de destino.
4. Restaure o banco de dados no diretório temp do destino. O diretório temp é
aquele no qual deseja manter os arquivos — arquivos de banco de dados,
logs de arquivos e arquivos de controle.
5. Mova os arquivos de banco de dados e os logs de arquivos para seu local
original no servidor de destino.
6. Copie o arquivo de controle restaurado (CONTROL.%SID%) para todos os
diretórios necessários e renomeie-o com o nome apropriado.
7. Depois de restaurar os arquivos de banco de dados, recupere o banco de
dados.
Para obter instruções sobre como recuperar bancos de dados, consulte as
seções Recuperação do banco de dados ORCL1 (na página 105) e
Recuperação do banco de dados ORCL2 (na página 106).
Restauração em um servidor com estruturas de diretórios diferentes
Use o procedimento a seguir para fazer a restauração em um servidor
alternativo que não oferece suporte à estrutura de diretórios diferente.
Para restaurar o banco de dados em um servidor com estrutura de diretório
diferente
1. Instale a opção no servidor de destino e adicione outra instância de banco
de dados Oracle ao novo banco de dados a ser restaurado.
2. Crie uma instância do ORACLE ou do PWFILE, se necessário, conforme
descrito na seção Recuperação do banco de dados ORCL neste apêndice.
108 Guia do Agente para Oracle
Cenários para restauração em um servidor alternativo
3. No Gerenciador de restauração do CA ARCserve Backup, desmarque a opção
Restaurar no local original.
4. Restaure todos os arquivos de recuperação necessários (por exemplo, os
arquivos de configuração) em um novo local no servidor de destino.
5. Restaure o banco de dados no diretório temporário de destino (o diretório
temporário onde os arquivos devem ser mantidos—arquivos do banco de
dados, logs arquivados e arquivos de controle).
6. Mova os arquivos de banco de dados e os logs arquivados para seu novo
local no servidor de destino.
7. Edite o INITSID.ORA para refletir a nova estrutura de diretórios. Já que as
estruturas de diretórios são diferentes das originais, os arquivos de controle
devem ser recriados.
8. Inicie a instância, mas não monte nem abra o banco de dados.
9. Conecte-se à ocorrência.
10. Execute o seguinte comando:
Startup nomount
11. Digite o comando de criação de arquivo de controle. Para obter a sintaxe
exata, consulte a documentação do Oracle. Um exemplo pode ser:
create controlfile
set database TEST
logfile group 1('e:\oracle\test\redlog1a.ora') size 200K,
group 2('e:\oracle\test\redlog1b.ora') size 50K
RESETLOGS
datafile 'e:\oracle\test\systest.ora' size 10M,
'e:\oracle\test\testrollback.dbs' size 2M
maxlogfiles 50
maxlogmembers 3
maxdatafiles 200
maxinstances 6
archivelog;
Observação: o usuário especificou as opções RESETLOGS e ARCHIVELOG.
12. Certifique-se de que o arquivo de controle foi copiado para todos os locais
necessários, e renomeado com o nome adequado.
13. Digite o seguinte comando:
Recover database using backup controlfile until cancel;
Apêndice B: Execução da recuperação de falhas 109
Cenário para criação de um banco de dados duplicado em um host remoto no modo RMAN
14. Quando a recuperação for concluída, digite o seguinte comando:
Alter database open resetlogs;
Essa ação recria os redo logs e abre o banco de dados. Em caso de erro,
verifique a seção anterior.
15. Exclua os logs de arquivos.
Cenário para criação de um banco de dados duplicado em um
host remoto no modo RMAN
Neste cenário, você pode duplicar um banco de dados em um host remoto com
a mesma estrutura de diretório do banco de dados original. Neste exemplo o
banco de dados original é orcl e o nome do host do banco de dados original é
host1, o banco de dados original orcl usa um banco de dados de recuperação de
catálogo RMAN catdb em host2. Enquanto o nome do banco de dados
duplicado será dup e o nome do host do banco de dados duplicado será host3.
Como criar um banco de dados duplicado em um host remoto
1. No host1, faça um backup completo para o banco de dados orcl de destino
com o agente para Oracle do CA ARCserve para garantir que temos os
backups necessários e os logs redo arquivados. Aqui você pode iniciar o
utilitário de configuração do agente para Oracle para permitir envios pelo
console RMAN e para configurar o agente para Oracle.
C:\> rman catalog rman/[email protected] target sys/[email protected]
RMAN> run {
allocata channel dev1 type "sbt_tape"
backup database plus archivelog;
release channel dev1;}
Observação: certifique-se que você tenha ativado o catálogo rman para
fazer o backup completo e faça o backup completo a partir da interface do
usuário.
2. No host3, criar uma sessão auxiliar com o oradim.
oradim -new -sid dup
3. No host3, criar um arquivo de senha Oracle para a sessão auxiliar. Por
exemplo:
Orapwd file="c:\oracle\product\10.2.0\db_1\database\PWDdup.ora"
password=sys_pwd entries=5
110 Guia do Agente para Oracle
Cenário para criação de um banco de dados duplicado em um host remoto no modo RMAN
4. Estabelecer conectividade de rede Oracle com a sessão auxiliar.
■
No host3, modificar o listener.ora.
Acrescentar a seguinte entrada no listener.ora
(SID_DESC =
(SID_NAME = DUP)
(ORACLE_HOME = C:\oracle\product\10.2.0\db_1)
)
■
No host1, modificar o listener.ora.
Adicionar a seguinte entrada no tnsnames.ora
DUP =
(DESCRIPTION =
(ADDRESS_LIST =
(ADDRESS = (PROTOCOL = TCP)(HOST = host3)(PORT = 1521))
)
(CONNECT_DATA =
(SERVICE_NAME = DUP)
)
)
Observação: a sessão auxiliar deve ser acessível pela Net8. Antes de
continuar, use o RMAN para confirmar que você pode estabelecer uma
conexão com o banco de dados de destino, com a sessão auxiliar e com
o banco de dados do catálogo de recuperação.
Neste exemplo, a conexão é estabelecida em três bancos de dados,
todos usando nomes de serviço de rede:
C:\> rman catalog rman/[email protected] target sys/[email protected]
auxiliary
sys/[email protected]
Apêndice B: Execução da recuperação de falhas 111
Cenário para criação de um banco de dados duplicado em um host remoto no modo RMAN
5. No host3, criar um arquivo initdup.ora de parâmetro de inicialização para a
sessão auxiliar dup.
A seguir estão exemplos de configurações de parâmetros de inicialização
para os bancos de dados duplicados:
db_name=dup
db_unique_name=dup
background_dump_dest='C:\oracle\product\10.2.0\admin\dup\bdump'
compatible='10.2.0.1.0'
control_files='C:\oracle\product\10.2.0\oradata\dup\control01.ctl','C:\oracle
\product\10.2.0\oradata\dup\control02.ctl','C:\oracle\product\10.2.0\oradata\
dup\control03.ctl'
background_dump_dest='C:\oracle\product\10.2.0\admin\dup\bdump'
background_dump_dest='C:\oracle\product\10.2.0\admin\dup\bdump'
DB_FILE_NAME_CONVERT=('c:\oracle\product\10.2.0\oradata\orcl','C:\oracle\prod
uct\10.2.0\oradata\dup\')
LOG_FILE_NAME_CONVERT=('c:\oracle\product\10.2.0\oradata\orcl','C:\oracle\pro
duct\10.2.0\oradata\dup\')
6. Agora no host3, iniciar a sessão auxiliar
Antes de iniciar a duplicação do RMAN, usar o SQL*Plus para conectar-se à
sessão auxiliar e iniciá-la no modo NOMOUNT (especificando um arquivo de
parâmetro). Neste exemplo, sys_pwd é a senha para o usuário com
autoridade SYSDBA e dup é o nome da rede de serviço para a sessão
auxiliar.
SQL> connect sys/[email protected]
SQL> startup nomount pfile='
c:\oracle\product\10.2.0\db_1\database\PWDdup.ora ';
Observação: como a sessão auxiliar não tem um arquivo de controle, você
só pode iniciar a sessão no modo NOMOUNT. Não crie um arquivo de
controle ou tente montar ou abrir a sessão auxiliar.
7. Você pode instalar o agente para Oracle do CA ARCserve e iniciar o utilitário
de configuração do agente para Oracle no host3. Certifique-se de que a
sessão dup esteja marcada para proteção.
8. Modificar o arquivo config.xml no diretório %Oracle_Agent_Home% para
ativar a restauração alternativa.
Localizar a seguinte seção no arquivo config.xml:
<AlternateRestore>
<IsAnyOriginalHost>0</IsAnyOriginalHost>
<OriginalHost\>
</AlternateRestore>
Você pode realizar restaurações alternativas usando Set OriginalHost igual a
host1 ou Set IsAnyOriginalHost igual a 1.
112 Guia do Agente para Oracle
Cenário para criação de um banco de dados duplicado em um host remoto no modo RMAN
9. No host1, usar o RMAN para conectar com o banco de dados de destino,
com o banco de dados duplicado e com o banco de dados de recuperação
do catálogo e para emitir comando duplicado.
C:\> rman catalog rman/[email protected] target sys/[email protected] auxiliary
sys/[email protected]
conectado ao banco de dados de destino: ORCL (DBID=1143972091)
conectado ao banco de dados do catálogo de recuperação
conectado ao banco de dados auxiliar: DUP (não montado)
RMAN> run {
{
allocate auxiliary channel aux1 type "sbt_tape";
duplicate target database to dup;
release channel aux1;
}
10. A duplicação do banco de dados foi concluída. Agora você pode executar o
seguinte comando no host3,
C:\> sqlplus / as sysdba
Conectado a:
Oracle Database 10g Enterprise Edition Release 10.2.0.1.0 - Produção
Com as opções de particionamento, OLAP e Data Mining.
SQL Server seleciona status a partir de v$database;
STATUS
---------ABRIR
SQL> SELECT NAME FROM V$DATABASE;
NAME
---------DUP
Apêndice B: Execução da recuperação de falhas 113
Glossário
arquivo de controle
Um arquivo de controle é um arquivo em que um banco de dados registra o
status das estruturas físicas no banco de dados.
arquivo de dados
Um arquivo de dados é um arquivo do sistema operacional que descreve a
estrutura física de um banco de dados.
espaço para tabelas
Um espaço para tabelas é um componente de banco de dados no qual os
objetos de gerenciamento de banco de dados são armazenados.
glossário
Oracle RMAN (Oracle Recovery Manager) é um aplicativo do Oracle que permite
fazer backup, restaurar e recuperar bancos de dados Oracle de uma falha. Para
obter mais informações sobre como usar o RMAN do Oracle, consulte o site da
Oracle.
índice remissivo
Um índice remissivo é um componente de banco de dados que permite
recuperar dados do banco de dados.
log de repetição
Um log de repetição é um arquivo em que os bancos de dados Oracle registram
alterações aos banco de dados.
objeto de esquema
Um esquema de banco de dados define a estrutura de um banco de dados.
Oracle RAC
Oracle RAC (Real Application Cluster) é um aplicativo que fornece proteção de
clusters e de alta disponibilidade para ambientes de banco de dados Oracle.
Para obter mais informações sobre como usar o Oracle RAC, consulte o site da
Oracle.
Glossário 115
Índice remissivo
A
pré-requisitos de instalação - 14
ambiente Oracle Fail Save
backup em - 30
R
B
backup
no ambiente Oracle Fail Safe - 30
vários bancos de dados em várias unidades
de fita - 30
C
CA ARCserve Backup Agent for Oracle
configurar agente - 23
introdução - 11
Recuperação - 75
recuperação de falhas - 101
redefinir - 25
comparação de modos
ARCHIVELOG para NOARCHIVELOG - 20
Recuperação - 75
de backups completos offline - 49
recuperação de falhas
estratégia - 101
S
SPFILE, ativar arquivamento automático - 19
V
vários bancos de dados - 30
I
instalação do agente
modo ARCHIVELOG, início - 17
modo ARCHIVELOG, verificação - 16
M
modo ARCHIVELOG
comparação com o modo NOARCHIVELOG 20
início - 17
verificação - 16
modo NOARCHIVELOG - 20
O
Oracle
configuração do servidor - 17
P
personalização do agente - 22
PFILE, ativar arquivamento automático - 18
Índice remissivo 117
Download

Guia do Agente para Oracle do CA ARCserve Backup para Windows