'
v ensalo
\ r / )
\Ú/
P O R R I C A R D OV A R G A S *
las ideias
por t r alémdas ideiasfeítas.
Quandoo temae ídeiase precisoesforçar-nos
relacionar com as actividades quotidianas. Só quando existe
ïooos iomos caPAzEt DE as RECoTHECER' porque
uma comunidade que entende,aceita e perfilha uma ideia é
todos as ouvimos, ou dissemos,mais do que uma vez'Ê,
que o seu momentà chegae ela pode ser implementada' É a
por isso,impossívelescapar-lhes:<As empresasprecisam
partir daí que o seu poder se manifesta'
de ideias para progredir>; <A inovaçãoé feita de ideias>;
Aqui entramos no domÍnio da segundaquestão em
<Precisamosde ideias para melhorar o que fazemos>;<São
aberto: que poder é esse,o das ideias?O poder das ideias é
as novas ideias que fazem avançaro mundon.
o de transformar a vida das pessoas,de modifrcar a vivência
Mas o que são boas ideias?Como distingui-las das
se produz, relaciona,comunica,
ideias vulgares?Como aproveitá-las?Se as respostasa estas quotidiana, a forma como
trabalha...O poder de uma ideia é a capacidadede transforquestõesfossem fáceis não sentiríamos tanta necessidade
mação que ela encerra.E esta é inversamenteproporcional à
de novas ideias.
sua aplicabilìdadeimediata. A transformação é tanto maior
Então, como avaliar a qualidade de uma ideia?
quanto mais nos obrigar a mudar as práticas existentes'
A quaÌidadedas ideias é muitas vezes confundida com
As boas ideias vêm antes do seu tempo por uma razão
a sua aplicabilidade.Habitualmente, consideramosboas
simples: porque nos incitam a desenvolvernova tecnologia,
as ideias que podem ser praticadas,implementadas' com
novos conceitos, novas competênciasque permitam implebenefícios facilmente comprováveis.O que é interessante
mentá-las. É exactamentepor serem boas que as melhores
e paradoxal,porque para serem implementáveis e rentáveis
ideias não são implementáveis hoje, porque nos levam a ser
as ideias não podem estar muito longe do que sabemosou
melhores do que somos, procurando criar as condiçõespara
conseguimosfazer hoje. Quanto mais vulgar for uma ideia,
as levar à prática. É o poder das ideias que nos faz imaginar
mais fácil se torna demonstrar como pode ser implemenum mundo onde sejamapìicáveis.É o nossoesforçopara
tada. Pelo contrário, quanto mais inovadora for, mais difícil
criar essemundo que atribui às ideias o seu poder'
se torna aceitá-ìa e entender os seusbenefÍcios.
As boas ideias não são fins em si mesmas, são pontes de
As boas ideias nem sempre são fáceis.Não se deixam
passagempaÍa novas realidades,portas abertaspara novas
fixar em lugarescomuns e frasesfeitas. Desafiam o que
acções.Cabe a cadaum de nós ser capazde entender as
sabemos,são contra-intuitivas, difíceis de entender ou
condições da sua aplicabilidadee de as criar ou, pelo menos,
de aceitar.As ideias feitas, pelo contrário, são sedutoras,
de reconhecerquandooutros as crjaram.
intuitivas, imediatas. Dão-nos a sensaçãode conhecera
E este é o principal obstáculo às boas ideias: a capacidade
ê
tão
thes
isso
Por
de
certezas.
a
boca
realidade,enchem-nos
de quem com elas contacta para mudar as suas metodolofácil bloquear as primeiras, Porquejá são praticadashoje,
gias de trabalho e a sua maneira de entender a realidadepara
enquanto aquelasnão passamde simples"' ideias'
testar a validade delas.A vontade de suspendero julgaQualquer pessoasem ideias pode minimizar a importânmento sobre a aplicabilidadeimediata para se interrogar:
cia de uma ideia inovadora,simplesmente perguntando:
como seria o mundo, a empresa'a equipa, em que esta ideia
<Afinal, como pode isso ser implementado?>.A praticabilié praticáveÌ?Quem primeiro conseguir criar tal mundo é
dade de uma ideia não é um bom critério de avaliaçãopara a
quem primeiro acedeao poder das ideias, rea.lizando-o.
sua pertinência ou qualidade.
Tudo o que é praticável é resultado de ideias feitas' É
O momento de uma ideia não é apenasquestãotempopreciso ser capazde nos distanciarmos delas para que as
ral. Ele acontecequando existe um conjunto suficiente de
poder de transformação'
pessoasque entende a ideia e ê capazde a implementar, de a boas ideias possam manifestar o
* consultor de cestão,fundador da pÌan B - Consultoriae Desenvolvimento,partner da TMI Portugaì,autor de lìvros de gestão [email protected]]anb-internatisnêLclm]
32.EXECUTID
V IEC E S T
Download

O poder das ideias