O Grande Porto do Brasil
“ 2º Seminário de Modernização dos Portos”
Acessibilidade Rodoviária e Ferroviária
USUPORT - BA
Paulino Moreira da Silva Vicente
Superintendente de Infra-Estrutura
Agosto.2006
Movimentação de Cargas
Porto de Santos
49%
Milhões de toneladas
36%
19 milhões t
23%
68
10 milhões t
79
72
60
53
48
38
35
34
40
43
43
36
P
R
O
J
E
T
A
D
O
CARGA GERAL
Fonte: CODESP
GRANEL SÓLIDO
GRANEL LÍQUIDO
Comércio Exterior - Hinterlândia
31%
0,1%
1%
0%
9%
0,1%
2%
9%
1%
2%
6%
86%
34%
4%
34%
1%
6%
58%
21%
20%
3%
59%
5%
2%
PORTO
4%
DE SANTOS
2%
FONTE: ALICEWEB
Acessos
HIDROVIAS
FERROVIAS
- TIETÊ-PARANÁ
-M.R.S.
- AHSUL – AHIPAR
- FERROBAN
- ALL
- FCA
- NOVOESTE
- PORTOFER
RODOVIAS
- Sistema Anchieta/Imigrantes
- BR-101 (RIO/SANTOS)
- SP-055 (Pa. Manoel da Nóbrega)
- Piaçaguera-Guarujá
AEROPORTOS
- CUMBICA
- CONGONHAS
- VIRACOPOS
PORTO DE SANTOS
ÁREA (M²)
BERÇOS
CAIS (M)
Margem Direita: 3.700.000
CODESP: 53
CODESP: 11.330
Margem Esquerda: 4.000.000
Privativos: 09
Privativos: 1.670
TOTAL: 7.700.000
TOTAL: 62
TOTAL: 13.000
TANQUES
DUTOS
Unidades: 520
55.676 M
PÁTIOS
LINHAS FÉRREAS
974.353 M²
100.000 M
Volume: 1.000.000 M³
CAPACIDADE DE ESTOCAGEM
499.701 M²
USINA DE ITATINGA
Fundação 1910
Potencia Gerada 15.000 kW
Linhas de transmissão 30 km
Comercio Internacional
US$ FOB x 1,000
Janeiro - Maio 2006
PAÍS
BRASIL
PORTO DE SANTOS
%
1.º
EUA
11.737.848
3.320.653
28
2.º
ARGENTINA
5.580.573
889.072
16
3.º
CHINA
4.388.852
966.416
22
4.º
ALEMANHA
3.727.378
1.467.250
39
5.º
JAPÃO
2.449.624
681.269
28
6.º
ITÁLIA
1.956.272
599.088
31
7.º
CHILE
1.860.695
204.759
11
8.º
HOLANDA
1.772.073
550.462
31
9.º
MEXICO
1.762.215
705.369
40
10.º
CORÉIA
1.678.778
210.235
13
Movimentação dos diversos
modais no Porto de Santos
ANO
Nº de Navios
Atracados
Movimentação Movimentação Percentual da
Total do Porto
por Ferrovia
Ferrovia
(t)
(t)
(%)
2003
4.703
60.077.073
8.320.327
13,85
2004
4.995
67.609.753
8.703.179
12,87
2005
5.535
71.902.494
10.601.869
14,74
2006/Junho
2.760
35.196.258
5.099.104
14,49
Movimentação do Modal Ferroviário
no Porto Organizado
12.000
10.602
TONELADAS (x 10³)
10.000
8.320
8.000
6.790
8.703
7.153
6.000
4.606
4.000
2.000
+21,8%
3.184
2.618
+4,6%
1.988
1.598
+16,3%
+47,4%
+5,4%
+31,7%
0
1998
1999
CODESP
2000
2000
2001
2002
2003
2004
2005
PORTOFER
Fonte: PORTOFER
Tempo médio de permanência dos
vagões no Porto Organizado
Fonte: PORTOFER
Plano de ATUAÇÃO no Sistema Viário
 Micro obras com recursos próprios
 Micro obras com participação da Iniciativa Privada
 Logística do Transporte Rodoviário
 Credenciamento de Pátios Reguladores
 Gestão do Tráfego Portuário
 Implantação das Av. Perimetrais
(Ações de médio prazo)
Micro obras (Recursos próprios)
Antes
Alargamento da Av. Augusto Barata
( Retão da Alamoa)
Atual
Micro obras (Recursos próprios)
Antes
Novo Geométrico Viário do Valongo
Atual
Micro obras
(Recursos próprios)
Antes
Remanejamento dos Segregadores
(Em frente Arm. 10 e 11)
Atual
Micro obras (Recursos próprios)
Antes
Atual
Alargamento de faixa viária - Em frente ao Armazém 12 A
Micro obras (Recursos próprios)
Novo sistema viário
Recapeamento Asfáltico
Macuco
Valongo
Micro obras
(PARCERIAS COM A INICIATIVA PRIVADA)
Cais Arm. 39 (ADM)
Cais Arm. 38 (POOL CÍTRICO)
Remodelação do Cais do Corredor de Exportação
Parcerias já realizadas
com a Iniciativa Privada
3,5 km de cais com pavimentação já remodelada

1- Cais dos Armz. 14/15

5 - Cais dos Armz. 30/31

2- Cais dos Armz- 16/17

6 - Cais do Armz. 32

3- Cais do Armz. – 18/19

7 - Cais dos Armz. 38/39

4- Cais do Armz. – 20/21
Micro obras
(PARCERIAS COM A INICIATIVA PRIVADA)
(Novo Acesso – 300 M)
(Novo Acesso – 700 M)
Entrada Tecondi
Entrada Tecondi / Rodrimar
Valongo
Saboó
Logística de Transporte Rodoviário
Origem
Logística programada
e cadenciada
Pátios Reguladores
Porto de Santos
Logística cadenciada em vigor
Zonas de Estacionamentos
Rotativos
Pátios Reguladores
Credenciados
ECOPÁTIO – Cubatão
 PINHAL RODOPARK - Cubatão
 LIBRA TERMINAIS – Cubatão

2.200 - Vagas Estáticas Existentes
2.700 - Acréscimo de Vagas
Estáticas Projetadas
Gestão do Tráfego Portuário
Reuniões Quinzenais na Codesp
Participantes:
Coordenação da Codesp

Ministério dos Transportes / Ministério da
Agricultura / Anvisa

Secretaria de Transportes do Gov. do Est.
de S. Paulo

Prefeituras e CET’s de Santos, Cubatão e
Guarujá

Alfândega / Polícia Rodoviária

Sindicatos Rodoviários / Sindamar

Portofer

Ecovias / Pátios Credenciados

Operadores Portuários / Sopesp
Regramento para Gestão do Tráfego
Portuário
Resolução DP N° 86.2006, de 03 de julho de 2006.
Define:
 Zonas de Estacionamento Rotativo para terminais portuários;
 Zonas de Estacionamento Rotativo para embarque e/ou descarga de mercadorias
direta da rua, no cais público;
 Atribuições às Empresas que utilizarão o Sistema de Estacionamento Rotativo;
 Atribuições às Superintendências da Codesp para Gestão do Tráfego Portuário;
 A Resolução entra em vigor efetivamente até 1º de Agosto de 2006
José Carlos Mello Rego
Diretor Presidente
Projetos Futuros (Possibilidade de PPP’s)
Avenidas Perimetrais
Perimetral da Margem Direita
(Santos) 10 km
Perimetral da Margem
Esquerda (Guarujá) 4 km
Visite Nosso Porto
Grato pela Atenção
Paulino Moreira da Silva Vicente
dsisup[email protected]
Ppt: Elis Coelho
Download

A experiência do Porto de Santos