SETOR DE HOTÉIS
NO BRASIL
Previsão de abertura de hotéis no Brasil por região (422)
(2014-2016)
7%
Sudeste
10%
Nordeste
11%
Sul
59%
13%
CentroOeste
Norte
FONTES: JLL –Jones Lang LaSalle/FOHB/BSH Travel & Research
INFOGRÁFICO-DEE-ABRAVA
Total de hotéis e flats no Brasil - 2014 (9.681)
Hotéis independentes com mais
de 20 quartos
5.379
Hotéis independentes até 20
quartos
Hotéis independentes
Hotéis e flats de marcas
nacionais
FONTE: JLL –Jones Lang LaSalle
INFOGRÁFICO-DEE-ABRAVA
3.502
423
377
Raio X dos Hoteis e Flats no Brasil - 2014
4%
4%
Hoteis Indep. com
mais 20 quartos
Hoteis Indep. até 20
quartos
36%
56%
Hoteis Independentes
Hoteis e flats de
marcas nacionais
FONTE: JLL –Jones Lang LaSalle
INFOGRÁFICO-DEE-ABRAVA
Quartos de Hotéis no Brasil - 2014
Hoteis Indep. com mais
20 quartos
14%
Hoteis Indep. até 20
quartos
17%
Hoteis Independentes
61%
8%
Hoteis e flats de marcas
nacionais
FONTE: JLL –Jones Lang LaSalle
INFOGRÁFICO-DEE-ABRAVA
Top 10 das Administradoras por nºs de hotéis em 2014
161
84
52
44
31
24
FONTES: JLL –Jones Lang LaSalle/FOHB/BSH Travel & Research
INFOGRÁFICO-DEE-ABRAVA
24
23
22
13
Top 10 da hotelaria em nºs de quartos em 2014
13226
10618
4665
3981
3718
3011
FONTES: JLL –Jones Lang LaSalle/FOHB/BSH Travel & Research
INFOGRÁFICO-DEE-ABRAVA
2960
2708
2515
2126
Hotéis – Investimentos estimados em Bi/R$, no Brasil
4,8
3,8*
2,7*
2014
FONTE: BSH-TRAVEL RESEARCH
INFOGRÁFICO-DEE-ABRAVA
2015
2016
Previsão de novas aberturas de hotéis no Brasil
164
144 *
67 *
2014
FONTE: BSH-TRAVEL RESEARCH
INFOGRÁFICO-DEE-ABRAVA
2015
2016
Previsão de novas UH´s (Unidades Habitacionais)
28.248
23.492 *
12.614 *
2014
FONTE: BSH-TRAVEL RESEARCH
INFOGRÁFICO-DEE-ABRAVA
2015
2016
Previsão de abertura de hotéis, por categoria
(2014-2016)
resort upscale
2%
2%
FONTE: BSH-TRAVEL RESEARCH
INFOGRÁFICO-DEE-ABRAVA
superior
10%
supereconômico
13%
midscale
36%
econômico
37%
Previsão de abertura de hotéis por categoria (422) –
(2014-2016)
158
150
56
42
9
econômico
midscale
FONTE: BSH-TRAVEL RESEARCH
INFOGRÁFICO-DEE-ABRAVA
Superconômico
superior
Upscale
HOTÉIS ECONÔMICOS E SUPERECONÔMICOS
• Conceito: apartamentos de dimensões em torno
de 20 m2, materiais e decoração
de boa qualidade, conforto, serviços reduzidos (não
há roomservice, nem mensageiros, frigobar
abastecido pelo hóspede), tarifas econômicas.
• Projetos verticais (urbanos) ou horizontais (à beira
de estradas).
• Mercado: Mais de 300 cidades brasileiras:
– Capitais e municípios médios e grandes.
– Cidades menores, com atividade econômica em
agroindústria, pecuária,
petróleo, mineração, parques empresariais, parques
tecnológicos, parques
industriais, de logística e armazenagem.
– Proximidade de portos, aeroportos, estações
ferroviárias e rodoviárias
Equipamento de Climatização: VRF, Self, Splits e
WRAC
HOTÉIS MIDSCALE
• Conceito: apartamentos de dimensões em
torno de 25 m2, materiais e decoração de
qualidade superior, conforto, serviços mais
abrangentes (room service, mensageiros,
frigobar previamente abastecido, sauna,
piscina, salas de eventos, fitness center, etc.),
tarifas intermediárias.
• Projetos verticais (urbanos) ou horizontais (à
beira de estradas).
• Mercado: Mais de 70 cidades brasileiras. –
Capitais. – Algumas cidades médias e grandes,
com forte crescimento econômico.
Equipamento de Climatização: VRF, Self, Roof
Top ou Água Gelada
HOTÉIS UPSCALE
• Conceito: apartamentos de dimensões em torno
de 32 m2, materiais e
decoração de alta qualidade, extremo conforto,
serviços completos (centro de
eventos, mais de um restaurante, spa, piscina,
fitness center, instalações
eletrônicas de última geração), tarifas altas.
• Mercado: de 6 a 10 cidades brasileiras. – Capitais
e municípios grandes, de forte poder econômico.
Equipamento de Climatização: VRF, Self, Roof Top
ou Água Gelada
CONSIDERAÇÕES FINAIS
O parque hoteleiro brasileiro atual é insuficiente e precisa de retrofit e manutenção;
Há grande mercado para hotéis de negócios nas cidades grandes e médias do Brasil, com especial
destaque para hotelaria econômica;
Há condições de se desenvolver o Retrofit Hoteleiro em destinos consagrados,
endereços notáveis e projetos especiais;
Há mercado para hotéis de negócios de luxo nas principais capitais brasileiras,com redes
internacionais;
Observa-se o fortalecimento das redes hoteleiras: as internacionais investindo
no país e as nacionais se preparando para a concorrência;
Há mercado para hotéis-convenções nas principais capitais e regiões industriais;
Existe uma previsão da ABIH , que a cidade de São Paulo deverá ter nos próximos quatro anos um
aumento na oferta hoteleira de mais 2.500 leitos e até 2020 uma oferta total de aproximadamente
48.500 Uh´s (unidades habitacionais).
Elaboração: Denilson Forato
Gestor do Departamento de Economia e Estatística – ABRAVA
Fone (11) 3361-7266 r. 199
Email: denilson.forato@abrava.com.br
Fontes de Pesquisa e Bibliografia
http://www.secovi.com.br/files/Arquivos/terceirageracaoflats_1.pdf
http://www.joneslanglasalle.com/hotels/en-gb/pages/home.aspx
http://www.fohb.com.br/pdf/Perspectivas_Desempenho_Hotelaria_ed_2.pdf
http://www.hotelinvest.com.br/upload_content/paginas/panorama2014web_920132014.pdf
http://www.turismo.gov.br/turismo/noticias/todas_noticias/20141023.html
http://www.bshinternational.com/sys/download/Relat-rio-Investimentos-no-Brasil-2013---Final--1-.pdf
Hoteis:
Accor
Mercure
Ibbis
ABIH-SP
FOHB-SP
CONVENTION-SP
Download

DEPEC – Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos