Visite nosso site:
www.quimicosabc.org.br
Nº 1288 - ESPECÍFICO BASF-DEMARCHI
julho de 2012
Trabalhadores(as) exigem
Fim das demissões e renovação do
acordo 6x3 para toda a fábrica
Apesar da crise econômica internacional, que assola
principalmente a Europa e EUA, a América Latina e
em especial o Brasil vem crescendo economicamente.
Dessa forma, não entendemos a insistência de empresas
multinacionais, entre elas a BASF demitir trabalhadores.
Nós, do Sindicato, estamos junto com os
trabalhadores(as) e exigimos a manutenção dos empregos na BASF Demarchi e defendemos a renovação
do acordo de 6x3, estendendo a redução da jornada
para toda a fábrica.
O Sindicato dos Químicos do ABC tem sua trajetória
a marca da luta pela redução da jornada de trabalho
sem redução de salário, com muitos avanços e vitórias
nas empresas da região, incluindo na BASF Demarchi.
Mas a participação e organização dos trabalhadores
é fundamental para manter essa conquista. A divisão
não serve aos trabalhadores(as), ela só enfraquece as
negociações coletivas.
Metas das localidades
ganham mais peso
Os trabalhadores/as da BASF aprovaram o novo Acordo de Participação no Resultados para o ano de 2012. Caso as metas das unidades
e a meta mundial sejam atingidas os trabalhadores(as) receberão 4.2
salários nominais (com adicionais). Dado o crescimento da BASF na
América do Sul, em especial no Brasil, os representantes dos trabalhadores/as não abriram mão de aumentar o valor.
O destaque para a boa negociação foi a manutenção do pagamento
para todos os afastados (por auxílio doença e por acidente de trabalho),
não existência de metas de acidentes de trabalho, ampliação para dois
anos do mandato da Comissão de PPR. Permanece a reivindicação de
pagamento linear para todos/as, incluindo estagiários e terceirizados.
Parabenizamos todos os membros da Comissão de PPR da Demarchi pela condução das negociações das metas para 2012 e um parabéns
especial ao companheiro Iran, da Comissão de Fábrica, pela atuação
precisa na representação da BASF Demarchi no Acordo Nacional.
Iran, representante dos trabalhadores(as) da
Demarchi na Comissão Nacional de PPR
Acordo histórico: trabalhadores aprovam a redução da jornada
Integração e
Comissão de Fábrica
na BASF/Mazzaferro
Com a nova aquisição da BASF, o Sindicato dos Químicos do ABC e a Rede de
Trabalhadores(as) da BASF na América do Sul
agendaram uma reunião para o fim de julho com
o propósito de discutir a integração dos novos
companheiros e companheiras da Mazzaferro,
localizada em São Bernardo do Campo.
Seguindo os princípios democráticos, nosso
Sindicato defenderá a criação de mais uma Comissão de Fábrica que será uma ferramenta de
luta dos trabalhadores(as) para defender seus
direitos. Mas, para isso, tem que existir e prevalecer a unidade e a solidariedade entre CIPA,
Comissão de Fábrica e Sindicato dos Químicos
do ABC. Sem este compromisso, quem perde são
os trabalhadores(as).
Internacional
Agora mais fortes: 50 milhões de químicos,
metalúrgicos e têxteis
Fusão cria o sindicato global IndustriALL
Para enfrentar os desafios da globalização, os trabalhadores precisam estar globalmente unidos e fortes.
Com esse objetivo foi criado, no dia 19 de junho, em um
encontro internacional em Copenhagen (Dinamarca), o
Sindicato Global IndustriALL. A nova entidade nasce da
fusão das federações de metalúrgicos, têxteis e químicos
de todo o mundo e representará cerca de 50 milhões de
trabalhadores.
“É uma nova força, com muito peso na solidariedade global, que se une à luta por melhores condições
de trabalho e defesa dos direitos sindicais em todo o
mundo”, afirmou o secretário geral do IndustriALL,
Jyrki Raina, para os mais de 1.200 delegados sindicais
vindos de todo o mundo. O Sindicato dos Químicos do
ABC e a CNQ-CUT, ambos filiados à ICEM, e o Sindicato
dos Metalúrgicos do ABC, filiado à FITIM, entre outros,
compuseram a delegação brasileira ao evento.
Delegação brasileira do ramo químico
Um trabalhador da BASF na direção
Temos o orgulho de ter entre os dirigentes desta nova federação sindical
um membro da diretoria do Sindicato, o
companheiro Sérgio Novais, um dos fundadores da Rede dos Trabalhadores(as)
na BASF América do Sul. Além dele, estão os companheiros metalúrgicos João
Cayres (ABC) e Fernando Lopes (CNM/
CUT), entre outros brasileiros(as).
IndustriALL nasce num momento
desafiador para os trabalhadores(as)
de todo o mundo: enfrentar a crise
internacional que coloca em risco o
crescimento dos países em desenvolvimento e gera desemprego em massa
nos países europeus.
FITIM
Federação
Internacional de
Trabalhadores
das Indústrias
Metalúrgicas
Companheiro Sérgio Novais
indústrias, incluindo a
multinacional BASF, que
também possui fábricas
no Brasil, uma manifestação com mais de 15 mil
trabalhadores tomou às
ruas, no dia 15 de maio,
para pedir agilidade nas
negociações e mostrar a
capacidade combativa da
classe trabalhadora em
escala mundial, que não
quer retroceder na luta por
direitos e tampouco pagar
as contas da crise mundial.
O Sindicato dos Químicos do ABC e a CNQ-CUT,
que trabalham na construção da Rede BASF e de outras redes do ramo químico com capital alemão, saúda
os(as) companheiros(as) que empreenderam essa boa
batalha e que serve de inspiração para continuarmos
lutando pelo trabalho decente, por melhores condições de trabalho e por um mundo mais justo.
Expediente
Publicação do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras nas Indústrias Químicas, Petroquímicas, Farmacêuticas, Tintas e Vernizes,
Plásticas, Resinas Sintéticas e Explosivos do ABCD, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.
Presidente: Paulo Antônio Lage - Secretário Geral e de Imprensa: Sidney Araújo dos Santos
Redação, edição, revisão e projeto gráfico: Ágama - Criação em Mídia e Imagem
Editora: Gislene Madarazo – Mtb: 36.373 - Diagramação: Maria Cristina Colameo - Fotografia: Dino Santos
E-mail: gislene@quimicosabc.org.br - Site: www.quimicosabc.org.br - Impressão: NSA - Tiragem: 1.500 exemplares
Permitida a reprodução desde que citada a fonte. O jornal não se responsabiliza por declarações de terceiros e matérias assinadas.
FITTVC
Federação
Internacional de
Trabalhadores da
Indústria Têxtil,
Vestuário e Couro
50 milhões de trabalhadores
em todo o mundo
Químicos do Alemanha se mobilizam
e conquistam 4,5% de aumento
Durante os meses de maio e junho, os trabalhadores e trabalhadoras do Ramo Químico da Alemanha,
que atuam com o sindicato IBGCE, parceiro internacional do Sindicato dos Químicos do ABC, da CUT e
da CNQ, foram à luta e conquistaram um aumento
salarial de 4,5% e o aumento da duração do novo
contrato para 19 meses.
Em Ludwigshafen, onde estão sediadas muitas
ICEM
Federação
Internacional de
Sindicatos da
Química, Energia,
Minas e Indústrias
Diversas
Comissão de Fábrica
da Alemanha visita
BASF Demarchi
Os companheiros da matriz da BASF em Ludwigshafen, Fritz Hofmann e Hans-Jurgen Koch, visitaram a sede do Sindicato dos Químicos do ABC e a
fábrica da BASF Demarchi entre os dias 19 e 20 de
abril passado. Em março, todos lembram, a Demarchi
recebeu a visita do companheiro Michael Mersmann,
do Sindicato Nacional dos Trabalhadores em Mineração, Químicos e em Energia da Alemanha (IGBCE).
Essas iniciativas fazem parte das tradições do
movimento operário em todo o mundo, e buscam
fortalecer a tão necessária solidariedade da classe
trabalhadora. O Brasil e a Alemanha são importantes parceiros comerciais, e neste momento de crise
econômica internacional, é fundamental que todos
lutem por investimentos e geração de empregos e
combatam os ataques aos direitos e conquistas dos
trabalhadores.
Download

Jornal Sindiquim 1288 BASF