Malezas 2015
XXII Congreso Latinoamericano de Malezas (ALAM)
I Congreso Argentino de Malezas (ASACIM)
9 e 10 de Setembro de 2015*
"Ciência e produção: para manejo
racional"
*8 de Setembro de 2015 oficinas técnicas Pré- congresso
11 de setembro de 2015 visita de campo Pós-congresso
Primeira chamada
CONVITE
A Asociación Latinoamericana de Malezas (ALAM) e a Asociación Argentina de Ciencia de las Malezas
(ASACIM), convidam pesquisadores, professores, técnicos, estudantes, empresários e agricultores da
Argentina, da América Latina e do mundo interessados em questões relacionadas às Plantas Daninhas, para
participar em:
Malezas 2015
XXII Congresso Latinoamericano de Malezas (ALAM)
I Congresso Argentino de Malezas (ASACIM)
"Ciência e produção: para um manejo racional "
A ser realizada de 9 a 10 de Setembro de 2015, no Palais Rouge da Cidade Autônoma de Buenos Aires,
Argentina.
Este é o principal evento científico-tecnológico do ano, nesta especialidade, onde se pode encontrar e
discutir as contribuições recentes da Ciência das Plantas Daninhas, com foco na produção agrícola e trocar
experiências com especialistas de renome internacional.
Em um cenário onde as plantas daninhas resistentes ea área infestada com elas aumentam, assim como os
riscos de poluição ambiental e perda de biodiversidade, é necessário geração e difusão do conhecimento
para orientar a concepção de estratégias de manejo para tomada de decisões. Como parte dos processos de
transformação dos sistemas agrícolas da região, o conhecimento bioecológico de espécies de plantas
daninhas é fundamental para a implementação de boas práticas agrícolas.
Neste contexto, Malezas 2015: XXII Congreso Latinoamericano de Malezas (ALAM) e Congreso
Argentino de Malezas (ASACIM) procura analisar o estado atual do conhecimento sobre as plantas
daninhas bem como aspectos relacionados aos avanços tecnológicos e novos problemas detectados nos
sistemas de produção. Todas estas questões serão abordadas em palestras plenárias, apresentações orais e
pôsteres de trabalhos de pesquisa e oficinas pré-congresso.
Fornecedores de insumos, equipamentos e serviços da indústria também estarão presentes no Congresso
com as mais recentes inovações tecnológicas relacionadas ao manejo das plantas daninhas.
Em síntese, este encontro será um espaço para a interação e troca de conhecimento e tecnologia que
forneça ferramentas úteis para melhorar a produtividade agrícola na região de forma sustentável.
O congresso será realizado no bairro de Palermo, na cidade Autónoma de Buenos Aires, uma sede
privilegiada tanto pela sua localização como pela ampla variedade de negócios e lojas.
Na terça-feira, 8 de setembro serão realizadas oficinas técnicas pré-congresso. Na sexta-feira, 11 de
setembro será realizada uma visita ao campo, como atividade pós-congresso.
Bem-vindos!
Comissão Organizadora de Malezas 2015: XXII Congreso Latinoamericano de Malezas (ALAM) e do
I Congreso Argentino de Malezas (ASACIM).
COMISSÃO ORGANIZADORA
AUTORIDADES ASACIM
PRESIDENTE: Elba Beatriz DE LA FUENTE (Universidad de Buenos Aires, UBA)
VICE PRESIDENTE: Pablo Alberto Kalnay (Arysta Lifescience)
SECRETÁRIA: María Luz Zapiola (Monsanto)
TESOUREIRO: Claudio Marco GHERSA (UBA-CONICET)
AUDITOR DE CONTAS: Martin Marzetti (Red de conocimiento de malezas resistentes, REM-AAPRESID)
AUTORIDADES ALAM
PRESIDENTE: Elba Beatriz DE LA FUENTE (Universidad de Buenos Aires, UBA, Argentina)
VICEPRESIDENTE: Rafael ZUAZNABAR ZUAZNABAR(Inst. Nacional de Invest. Caña de Azúcar, INICA, Cuba)
SECRETÁRIO: Ricardo VICTORIA FILHO (Escola Superior de Agricultura "Luiz Queiroz" ESALQ, USP, Brasil)
PRESIDENTE SALIENTE: Germán Bojorquez-Bojorquez (Universidad Autónoma de Sinaloa, México)
SÓCIA DE HONRA: Amalia RIOS (Instituto Nacional de Pesquisa Agropecuária, INIA, Uruguai)
COMITÊ ORGANIZADOR LOCAL
Betina KRUK (UBA)
Diego BATLLA (UBA-CONICET)
Diego FERRARO (UBA-CONICET)
Santiago POGGIO (UBA-CONICET)
Antonio GUGLIELMINI (UBA)
Sebastián SABATÉ (Estación Experimental Agroindustrial Obispo Colombres, EEAOC)
Fernando GARCIA FRUGONI (Asoc. Arg. Consorcios Regionales de Experimentación Agrícola, AACREA)
Guillermo TUCAT (Centro de Recursos Naturales Renovables de la Zona Semiárida, CERZOS-CONICET)
Adriana LENARDIS (UBA)
Francisco RATTO (UBA)
Fernando EAR (UBA)
Marianne TORCAT (UBA)
COMITÊ CIENTÍFICO
Claudio GHERSA (UBA-CONICET, Argentina)
Emilio SATORRE (UBA-CONICET, Argentina)
Roberto BENECH-ARNOLD (UBA-CONICET, Argentina)
Eduardo LEGUIZAMON (Universidad Nacional de Rosario-CONICET, Argentina)
Francisco BEDMAR (Universidad Nacional de Mar del Plata, Argentina)
Martin VILA AIUB (UBA-CONICET, Argentina)
Julio SCURSONI (UBA, Argentina)
Guillermo CHANTRE (Universidad Nacional delSur-CONICET, Argentina)
Aída ORTIZ (Universidad Central de Venezuela)
Antonio VERDÚ (Universidad Politécnica de Catalunya, España)
Guido PLAZA (Universidad Nacional de Colombia)
Horacio ACCIARESI (INTA Pergamino, Argentina)
Maite MAS (Universidad Politécnica de Catalunya, España)
Marcos YANNICCARI (Universidad Nacional de La Plata-CONICET, Argentina)
Pedro CHRISTOFFOLETI (ESALQ, Universidade de São Paulo, Brasil)
TRABALHOS CIENTÍFICOS
A fim de divulgar resultados de pesquisas no Congresso, podemser enviados trabalhos nas formas de
resumosimples ou resumo expandido, a serem publicadosnos anais do Congresso, tanto para o modo de
apresentação oral como parapôster.
ÁREAS DE CONHECIMENTO
Os participantes podem apresentar trabalhos relacionados com as plantas daninhas nas seguintes áreas de
conhecimento :
Biologia das plantas daninhas e ecofisiologia (BE):
Taxonomia e Morfologia
Interferência: competição, alelopatia, herbivoria
Dinâmica populacional: dormência, germinação, dispersão, abordagens, modelos
Ecologia: comunidades, biodiversidade
Manejo de plantas daninhas (MM):
Manejo da cultura, silvicultura, pastagens, áreas não cultivadas, culturas orgânicas
Estratégias do manejo químico, biológico, mecânico, cultural
Culturas de cobertura
Utilização de modelos e GPS.
Tecnologia controle químico de plantas daninhas (CQ):
Herbicidas
Impacto Ambiental
Tecnologia de Aplicação
Novas tecnologias
Resistência a herbicidas (RH):
Mecanismos de resistência
Plantas daninhas resistentes
Metabolismo de herbicidas
Aspectos educacionais, sócio-econômicos e regulatórios
Nota: Para cada inscrição será permitido a submissão de até dois trabalhos.
NORMAS DE APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS
Formato dos trabalhos
Os trabalhos podem ser apresentados em forma de resumo breve ou expandido e devem ser realizados
respeitando estritamente os formatos do anexo. No final do corpo do resumo, o autor deverá indicar como
deseja apresentar o trabalho (oral ou pôster). Uma comissão científica realizará seleção de trabalhos para
apresentações oraisde acordo com o número de trabalhos registrados. O autor deverá especificara área de
conhecimento em que se desejaapresentar.
Os documentos podem ser escritos em Espanhol, Português ou Inglês. Deve ser usado o formato Word, em
Arial 12 para o título, Arial 11 para os autores bem como para o texto, sendo possível utilizar Arial 10 nas
figuras e tabelas.
O resumo breve terá um máximo de 300 palavras. O formato deve ser realizado de acordo com as regras do
anexo. Deve conter Introdução, objetivos, metodologia e resultados obtidos.
Deve ser compreensível por si só.
O resumo expandido deve ter um máximo de quatro páginas A4 com 2,5 cm nas quatro margens. O resumo
deve ser conciso, mas completo, contendo toda a informação necessária para entender o trabalho:
introdução, objetivos, metodologia, resultados e discussão, conclusões e referências.
Em ambos os tipos de resumos, o espaçamento entre linhas deverá ser simples, com alinhamento justificado.
VER ANEXO - Sumário formato expandido
Submissão de trabalhos
Todos os trabalhos devem ser enviados a malezas2015@asacim.com.ar
O nome do arquivo deve conter o nome abreviado da sessão (BE, MM, CQ ou RH) e sobrenome do autor
principal.
Aceitação de trabalhos
Uma vez aceitos os resumos, o comitê de avaliação enviará ao autor principal a "Carta de Aceite" em um
período não superior a 20 dias. Se o autor não receber esta carta depois de 20 dias, o mesmo deverá entrar
em contato, eletronicamente, com a comissão científica para esclarecer sua situação.
Concurso para os melhores trabalhos
Os melhores trabalhos serão premiados de acordo com as seguintes categorias:
• Estudante de graduação
• Estudante de pós-graduação
• Profissionais
Os interessados em participar do concurso devem enviar os trabalhos no formato de resumo expandido e
declarar o interesse em participar no concurso.
Apresentações Orais
As apresentações serão apenas em arquivos do PowerPoint. Os expositores deverão ter a apresentação em
uma memória USB e deverá entrega-la no início da apresentação dos trabalhos de acordo com a sessão.
Cada apresentação terá 15 minutos, incluindo as perguntas. Sugere-se para ajustar a apresentação para 12
minutos e 3 minutos para a sessão de perguntas.
Quando o apresentador não puder participar da apresentação, um comunicado deverá ser enviado com um
mês de antecedência, a fim de ajustar oprograma.
Serão entregues Certificados personalizados para cada um dos autores e coautores de trabalhos. No entanto,
quando um trabalho não for apresentado, o certificado de participação não será entregue e o pagamento da
inscrição não será devolvido.
Apresentações de Pôsteres
Instruções para confecção depôster:
• Dimensões máximas: 0,90 m de largura; 1,20 m de altura.
• Idiomas aceitos: Inglês, Espanhol e Português.
• Assegure que seja legível a uma distância de 1,5 m. É recomendado 20 milímetros de altura para os
caracteres dos títulos e subtítulos, e 10 mm para o texto. Ao lado do título incluir logotipo institucional do
autor principal.
• Evite fundos com texturas ou formas que dificultam avisualização do texto e outros elementos gráficos.
• Utilize preferencialmente tabelas, figuras e imagens em vez de textos longos.
• Coloque títulos na parte superior das tabelas e na parte inferior das figuras e fotos.
• Os nomes científicos devem ser citados em itálico, a primeira letra do gênero com maiúscula e os outros
com minúsculas.
O pôster deve, de preferência, conter:
• Título, autores,informação de local de trabalho e um endereço de e-mail,
• Introdução,
• Objetivo,
• Material e métodos,
• Resultados
• Discussão e Conclusões (se houver)
A Comissão Organizadora fornecerá os elementos necessários para a instalação dos pôsteres nos painéis.
A apresentação dos pôsteres será realizada nos dias 9 e 10 de Setembro e terão um númeropor trabalho,
que será enviado para o autor para o dia da apresentação. O expositor deverápermanecer junto com opainel
durante o horário de funcionamento para cada sessão.
Avaliadores de trabalhos
O Comité Científico reunirá vários especialistas em cada área de conhecimento para a avaliação dos
trabalhos, cujos nomes aparecerão nos anais do evento.
Datas Importantes
• Inicio de recebimento de resumos: 31 de março de 2015
• Final de recebimento de resumos: 15 de maio de 2015
• Resultados daavaliação de trabalhos: 10 de julho de 2015
INSCRIÇÃO
Taxas de Inscrição e pagamento em www.asacim.com.ar
OFICINAS TÉCNICAS PRÉ-CONGRESSOE VISITA A CAMPO PÓS-CONGRESSO
Os temas, palestrantes e sede das oficinas pré-congresso, assim como as atividades e local de visitade campo
pós-congresso serão anunciados em breve em: www.asacim.com.ar
Exposição Comercial
Durante o congresso, os patrocinadores poderão exibir e promover seus produtos. As empresas e indivíduos
interessados em participar devem entrar em contato com SEMA - Serviços e Marketing, consultor
responsável pela coordenação geral do Congresso, para o mail comercial@serviciosymarketing.com.ar
Sede do Congresso
O Congresso será realizado no Palais Rouge localizado em Jerónimo Salguero 1443-1449 (C1177AFA), Barrio
de Palermo, Cidade Autônoma de Buenos Aires, Argentina.
BUENOS AIRES
Há muitas razões por que Buenos Aires é uma das cidades mais atraentes da América Latina.
Que Malezas 2015 seja uma razão para desfrutar as atrações que a cidade oferece.
http://www.turismo.buenosaires.gob.ar
ANEXO - Sumário formato expandido
XXII Congreso de ALAM
I Congreso de ASACIM
-2 linhas-
O TÍTULO DEVE SER EM NEGRITO, CENTRALIZADO, EM MAIÚSCULAS, COM OS
NOMES CIENTÍFICOS EM minúsculas e itálico E INCLUIR AS SIGLAS DO AUTOR
-1 LinhaRosa María García1, José Pérez2
1Nome e endereço do Departamento, Instituto ou Centro. E-mail
2Nome e endereço do Departamento, Instituto ou Centro. E-mail
-1 Linha-
RESUMO
O resumo não deve exceder 300 palavras. Deve conter o status do problema, objetivos,
metodologia e resultados. Deve ser compreensível por si só.
Palavras-chave: No máximo cinco palavras não incluídas no título. Deverão estar imediatamente
após a última linha do resumo.
-1 LinhaSUMMARY
Keywords:
-1 Linha-
INTRODUÇÃO
-1 LinhaDeve-se incluir o estado atual do problema, considerando trabalhos prévios se houverem, e o
objetivo da investigação. O texto é inteiramente justificado. A primeira linha de cada parágrafo vai
começar com recuo de 0,5 cm em relação a o alinhamento normal. Não terá separação entre
parágrafos. A literatura citada no texto será indicada por um número [1, 2].
-1 Linha-
MATERIAL E MÉTODOS
-1 LinhaDeve ser descrito de forma concisa o material vegetal utilizado, as técnicas de cultivo, a
metodologia utilizada e organização das experiências. As abreviações devem ser explicadas à
primeira vez que usadas, colocando o nome completo do conceito que se quer abreviar e entre
parênteses a abreviatura utilizada. Utilizar o Sistema Internacional (SI).
Subseções.
O título das subseções, quando existirem, deverá ser em negrito, alinhado à esquerda, em
minúsculas.
-1 Linha-
Resultados e discussão
-1 LinhaOs resultados devem ser apresentados de forma lógica e objetiva, reservando interpretações e
especulação para a discussão. Na discussão, que pode ser exibida em uma seção própria, os
resultados são interpretados, seu significado é discutido e sua possível semelhança ou discrepância
com os encontrados anteriormente. Deve tentar-se responder às questões colocadas na introdução
e dar uma perspectiva para futuras pesquisas.
Os diagramas ou similares irão em uma caixa de texto para evitar o deslocamento. As tabelas
(Tabela 1) e as figuras (Figura 1) podem ser intercaladas no texto.
Tabela 1. Coloque o texto da legenda na parte superior e deixar uma linha antes da tabela. As tabelas terão
uma linha horizontal no início e fim, sem linhas verticais.
Figura 1. Colocar o texto da legenda na parte inferior da figura. Usar tamanho da fonte, símbolos e tramas
adequados para a máxima clareza.
Os nomes comuns das espécies devem estar em letras minúsculas, adicionando o nome
científico entre parênteses. As iniciais do autor serão incluídos na primeira citação da espécie no
texto principal, resumo e summary, mas não no título. Nas listas florísticas serão utilizados apenas
nomenclatura científica.
-1 Linha-
CONCLUSÕES
-1 LinhaDeve-se resumir as principais conclusões do trabalho.
-1 Linha-
AGRADECIMENTOS
-1 LinhaEspaço para expressar gratidão às pessoas consideradas apropriadas por contribuir
significativamente com fundos econômicos ou com ajuda profissional.
-1 Linha-
REFERÊNCIAS
-1 LinhaAs referências serão citadas de forma abreviada (números no texto e citação abreviada nas
referências) é escrito com alinhamento normal sem entrelinha.
Exemplos:
Journal
[1]. WeedResearch (2014), 54 (1), pp. 70-77.
Capítulo de libro
[2]. Comunidades de malezas e insectos en el agroecosistema de la Pampa Ondulada (2005).
En:La heterogeneidad de la vegetación de los agroecosistemas, 365-375 pp. EFA-UBA.
Libro
[3]. Malezas e Invasoras de la Argentina. Tomo I: Ecología y Manejo (2014). Edi UNS. 950p.
Download

Malezas 2015 - ASACIM.com.ar