III Encontro de Segurança e Risco
Segurança no Uso da Energia Elétrica
na Área Rural
ÁREA DE CONCESSÃO
A Santa Maria distribui energia elétrica em 11
municípios do Estado, atendendo uma área de
4.994 km2:
1. Alto Rio Novo
2. Pancas
3. Águia Branca
4. São Gabriel da Palha
5. Vila Valério (distrito Sede)
6. São Domingos do Norte
7. Governador Lindenberg
8. Colatina (exceto distrito de Itapina)
9. Marilândia
10. São Roque do Canaã
11. Santa Teresa (distritos de São João
de Petrópolis, 25 de Julho e Santo
Antônio do Canaã).
A SANTA MARIA
A Santa Maria possui 4 subestações de distribuição
em 69 kV, 1 subestação de distribuição em 138 kV,
totalizando uma capacidade instalada de 287 MVA.
A conexão com a Rede Básica é feita através da SE
Henrique Nunes Coutinho, com capacidade
instalada de 170 MVA, que está interligada à DIT da
SE Mascarenhas (138 kV) por uma Linha de
Transmissão, circuito duplo, em 138 kV. As
subestações de Colatina, São Silvano e Angelo
Frechiani estão conectadas à SE Henrique Nunes
Coutinho, representando cerca de 70% da carga do
sistema da Empresa.
As subestações de São Gabriel da Palha e São
Roque estão conectadas ao sistema da ESCELSA,
em 138 kV e 69 kV, respectivamente.
A Santa Maria possui 45 km de linhas de
transmissão em 69kV e 27,6 km de linhas de
transmissão em 138 kV, em circuito duplo.
EVOLUÇÃO DAS REDES DE DISTRIBUIÇÃO
Redes de Distribuição de Energia Elétrica (km)
2003
2008
2013
Rede BT
409,10
633,30
737,70
Rede MT
4.432,30
6.238,56
6.931,69
• Incremento da rede de baixa tensão (BT) nos últimos 10 anos: 80,32%
(ou 328,60 km)
• Incremento da rede de média tensão (MT) nos últimos 10 anos: 56,39%
(ou 2.499,39 km)
As principais causas do incremento das redes são atribuídas à eletrificação
rural e à universalização do atendimento (destacando-se o Programa Luz
para Todos)
EVOLUÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO
2003
SE Mascarenhas
138 kV
SE Duas Vendinhas
69 kV
69 kV
SE São Gabriel (32,5 MVA)
Distribuição
(25 kV)
SE São Silvano (66 MVA)
Distribuição
(25/15 kV)
SE Boapaba
69 kV
138 kV
69 kV
SE São Roque (17,5 MVA)
Distribuição
(25/15 kV)
Instalações da Santa Maria em 69 kV
Instalações da Santa Maria em 138 kV
Instalações de Terceiros
Distribuição
(25/15 kV)
SE Colatina (45,5 MVA)
EVOLUÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO
2008
SE São Gabriel (32,5 MVA)
SE Mascarenhas
138 kV
Distribuição (25
kV)
SE Henrique Coutinho (170 MVA)
69 kV
138 kV
69 kV
Distribuição
(25/15 kV)
SE São Silvano (66 MVA)
SE Boapaba
69 kV
SE Duas Vendinhas
138 kV
69 kV
SE São Roque (17,5 MVA)
Distribuição
(25/15 kV)
Instalações da Santa Maria em 69 kV
Instalações da Santa Maria em 138 kV
Instalações de Terceiros
Distribuição
(25/15 kV)
SE Colatina (45,5 MVA)
EVOLUÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO
Atual
2012
SE Mascarenhas
138 kV
SE Henrique Coutinho (170 MVA)
138 kV
69 kV
69 kV
SE São Gabriel (32,5 MVA)
Distribuição
(25 kV)
SE São Silvano (95,5 MVA)
Distribuição
(25/15 kV)
Distribuição
(25 kV)
SE Boapaba
69 kV
69 kV
SE Angelo Frechiane
(73 MVA)
138 kV
69 kV
SE São Roque (25 MVA)
Distribuição
(25/15 kV)
Instalações da Santa Maria em 69 kV
Instalações da Santa Maria em 138 kV
Instalações de Terceiros
Distribuição
(25/15 kV)
SE Colatina (95,5 MVA)
ÁREA RURAL DA SANTA MARIA
A Santa Maria, desde a sua fundação em 1946, teve uma grande
preocupação em levar energia a todos os habitantes da sua área de
concessão. Iniciou a eletrificação rural em 1951 com a construção da
usina de Tabocas (em Santa Teresa) a 40 km de Colatina. A conexão de
seu sistema de distribuição com a usina de Rio Bonito (em 1961), de
propriedade da ESCELSA, aumentou a disponibilidade de energia,
dando impulso a eletrificação rural e ao desenvolvimento econômico
da região.
A Santa Maria foi uma das primeiras Distribuidoras a universalizar o
fornecimento de energia elétrica e, hoje, possui um dos maiores
percentuais de consumo rural do país.
MERCADO ANUAL DE ENERGIA - 2013
Classe
RESIDENCIAL
INDUSTRIAL
COMERCIAL
RURAL
PODER PÚBLICO
SERVIÇO PÚBLICO
ILUMINAÇÃO PÚBLICA
CONSUMO PRÓPRIO
TOTAL
Consumo (MWh)
118.348,873
91.933,347
81.984,024
157.829,237
15.129,336
12.122,700
15.571,541
754,590
493.673,647
% do Consumo
Total
23,97
18,62
16,61
31,97
3,06
2,46
3,15
0,15
100,00
Número de
Consumidores
61.990
1.688
7.788
27.511
897
127
19
36
100.056
CARGA HORÁRIA (PARA O DIA DE MAIOR DEMANDA)
Aumento da
carga devido
à irrigação
120.000
Demanda (MW)
110.000
100.000
90.000
Jan
80.000
Set
Out
70.000
60.000
50.000
40.000
Hora
PRINCIPAIS CAUSAS DE INTERRUPÇÕES
ACIDENTES NA ÁREA RURAL
DO
FORNECIMENTO
E DE
Dos 6.931,69 km de redes de distribuição em MT, 91,22% estão na
área rural (mais de 6.320 km), que enfrentam os seguintes problemas:
•
Ocupação indevida das faixas de segurança das redes, como
plantações (em especial de eucalipto, comuns na região),
construções, irrigação;
•
Interferência de animais nas redes (joão-de-barro, gambá);
•
Dificuldade na localização do defeito, por causa da extensão das
redes;
•
Interferência de consumidores nas redes de distribuição,
arrancando estais comprometendo a ancoragem dos postes,
resultando em acidentes nas redes;
PRINCIPAIS CAUSAS DE INTERRUPÇÕES
ACIDENTES NA ÁREA RURAL
•
DO
FORNECIMENTO
E DE
Queda de árvores sobre as redes de distribuição, por
imprudência dos consumidores, quando do seu corte.
No caso de interrupções, a grande maioria dos problemas ocorre no
período chuvoso, o que prejudica muito o acesso ao defeito
(deslizamentos de terra, estradas intransitáveis e pontos de
alagamentos).
PRINCIPAIS CAUSAS DE INTERRUPÇÕES
ACIDENTES NA ÁREA RURAL
DO
FORNECIMENTO
E DE
PRINCIPAIS CAUSAS DE INTERRUPÇÕES
ACIDENTES NA ÁREA RURAL
DO
FORNECIMENTO
E DE
PRINCIPAIS CAUSAS DE INTERRUPÇÕES
ACIDENTES NA ÁREA RURAL
DO
FORNECIMENTO
E DE
PRINCIPAIS CAUSAS DE INTERRUPÇÕES
ACIDENTES NA ÁREA RURAL
DO
FORNECIMENTO
E DE
PRINCIPAIS CAUSAS DE INTERRUPÇÕES
ACIDENTES NA ÁREA RURAL
DO
FORNECIMENTO
E DE
PRINCIPAIS CAUSAS DE INTERRUPÇÕES
ACIDENTES NA ÁREA RURAL
DO
FORNECIMENTO
E DE
PRINCIPAIS CAUSAS DE INTERRUPÇÕES
ACIDENTES NA ÁREA RURAL
DO
FORNECIMENTO
E DE
PRINCIPAIS CAUSAS DE INTERRUPÇÕES
ACIDENTES NA ÁREA RURAL
DO
FORNECIMENTO
E DE
PRINCIPAIS CAUSAS DE INTERRUPÇÕES
ACIDENTES NA ÁREA RURAL
DO
FORNECIMENTO
E DE
AÇÕES IMPLEMENTADAS
Para a melhor e rápida solução nos casos de interrupção do
fornecimento de energia, a Santa Maria desenvolve as seguintes
ações:

A instalação de religadores de linha supervisionados e operados
remotamente pelo COD – Centro de Operação da Distribuição .

Subestações de distribuição monitoradas e operadas
remotamente pelo COD.

Repontecialização de três das cinco subestações de 25 para 15
kV e reativação da SE Novo Brasil.

Recebimentos e despachos on line, pelo Centro de Despacho de
Serviços – CDS, de todas as ocorrências nas redes de distribuição
(falta de energia, poda de árvores, desligamentos programados
etc).
AÇÕES IMPLEMENTADAS
Visando uma maior rapidez e eficácia no atendimento, a Santa Maria adotou um
sistema móvel para controle e execução de serviços (SISM Mobile).
Este sistema consiste na centralização de todos os serviços prestados pela
Distribuidora (comerciais, técnicos e emergenciais) em uma única central de
despacho.
Cada unidade de atendimento (carro, moto ou caminhão) possui um
equipamento móvel (Tablet ou PDA) para recebimento e envio de informações
em tempo real, o que torna mais rápido e seguro a execução dos serviços, bem
como aumenta a confiabilidade dos dados registrados nos sistemas.
Toda viatura tem sua localização rastreada permitindo que a central de despacho
otimize a logística para agilizar os atendimentos de acordo com as prioridades,
graças à integração dos softwares de Gestão Comercial, Georreferenciamento e
Sistema Mobile.
O novo sistema permite total controle dos atendimentos realizados pela Santa
Maria.
SEGURANÇA DOS CONSUMIDORES DA ÁREA RURAL
A Santa Maria possui profissionais que fiscalizam
constantemente as redes de distribuição, principalmente
aquelas situadas na área rural.
Toda irregularidade encontrada é notificada ao consumidor
que deve proceder, por si só ou através da Santa Maria, a sua
regularização.
A seguir, mostramos algumas destas irregularidades que
põem em risco a segurança do usuário e do sistema elétrico
da distribuidora.
SEGURANÇA DOS CONSUMIDORES DA ÁREA RURAL
Poste afetado
pela construção
de uma
barragem
SEGURANÇA DOS CONSUMIDORES DA ÁREA RURAL
Poste afetado
pela construção
de uma
barragem
SEGURANÇA DOS CONSUMIDORES DA ÁREA RURAL
Substituição do
fusível por cabo
de alumínio
(adulteração da
proteção).
SEGURANÇA DOS CONSUMIDORES DA ÁREA RURAL
Plantio de
árvores na faixa
de servidão
SEGURANÇA DOS CONSUMIDORES DA ÁREA RURAL
Escola
construída
debaixo da rede
de média
tensão.
SEGURANÇA DOS CONSUMIDORES DA ÁREA RURAL
Bar construído
debaixo da rede
de média
tensão.
SEGURANÇA DOS CONSUMIDORES DA ÁREA RURAL
Casa construída
próximo à rede
de média tensão
SEGURANÇA DOS CONSUMIDORES DA ÁREA RURAL
Seria um centro de
transformação normal, se
não fosse por um
detalhe.....
SEGURANÇA DOS CONSUMIDORES DA ÁREA RURAL
... possui uma vara
improvisada para a
manobra da chave
fusível.
AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO
- COM A POPULAÇÃO EM GERAL
A maneira eficaz de prevenir acidentes é por meio de
informação e conscientização da população sobre os riscos e
cuidados a serem tomados na convivência com a rede elétrica
Nessa premissa, a Santa Maria desenvolve campanhas de
conscientização quanto ao risco das redes de distribuição.
AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO ELETRODICAS
AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO
- COM OS COLABORADORES
No âmbito de saúde e segurança, a Santa Maria, além de
atender a legislação vigente, procura orientar e treinar seus
colaboradores atentando para o risco da atividade e
promovendo a qualidade de vida, por meio de campanhas de
prevenção nas áreas de saúde e segurança do trabalho.
A melhoria contínua é perseguida com investimentos em
treinamento e capacitação profissional, implementando o
programa de treinamento com meta de 4 horas homem/sala
de aula.
AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO
- COM OS COLABORADORES
Em média, a Empresa atinge 8.060 horas de treinamento, para
uma média anual de 338 funcionários, totalizando 23h50min
homem/sala de aula.
RESULTADOS
A Santa Maria registra hoje 435 dias sem acidentes com
colaboradores, sendo o recorde de 448 dias.
O último acidente envolvendo terceiros, ocorreu em 2008
A Santa Maria é uma empresa que entende a necessidade de
investir em seus colaboradores e familiares, a fim de assumir
seu papel de promotora de cidadania.
A preocupação com a segurança dos seus colaboradores e da
população em geral rendeu à Santa Maria, em 2013, a
Medalha Eloy Chaves.
OBRIGADO!
ALEXSANDRE L. FERREIRA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA
EMPRESA LUZ E FORÇA SANTA MARIA S.A.
alexferreira@elfsm.com.br
(27) 2101 2323
www.elfsm.com.br
Download

CLIQUE AQUI para ver - CREA-ES