COORDENAÇÃO ESTADUAL
DE DST/AIDS E HEPATITES
AMAPÁ
VIRAIS
TRANSMISSAO VERTICAL DA SIFILIS
Falta de oferecimento do VDRL no pré-natal,de
forma contínua.
b)Falta de Equipamentos no laboratório das UBS

c) Falta de profissionais capacitados em serviço .
d)Falta de Tratamento ou tratamento inadequado
dos casos de Sífilis identificados no pré-natal.
SÍFILIS CONGÊNITA
Alta prevalência da Sífilis Congênita no Estado.
Em 2010: 5,8 para cada 1.000 nascidos vivos.
 Até julho de 2011, temos a taxa de 5,7.

CASOS NOTIFICADOS DE S. CONG. POR ANO
DE DIAGNOSTICO DE 2007 A 2011
n
%
2007
98
22,5
2008
88
20.2
2009
104
23.9
2010
97
22.3
2011
48
11.0
total
435
100
PROPOSTA
•
•
Para o mês de novembro uma reunião ampliada
com todas as instituições de saúde e secretários de
saúde dos municípios para discutir estratégias para a
melhoria da Assistência no pré-natal, no que se refere
a cobertura de tratamento da Sífilis de acordo com a
realidade de cada instituição e município.
Diagnóstico situacional, que dará subsídios para a
elaboração de um Plano de ação que será pactuado
junto a CIB,juntamente com prazo para sua execução.
TRANSMISSAO VERTICAL DO HIV
2010
DE
2007
A

Casos de gestantes positivas identificadas por Testagem Rápida.

Casos de gestantes positivas identificadas por T.R.
Calcoene
08
Vitoria do Jari
02
Cutias
03
Maternidade
01
Santana
01
CTA Estado
11
Macapa
07
CAPACITACOES REALIZADAS PARA TESTES
RAPIDOS PARA O HIV
Realizadas 06 etapas de capacitacoes
 municipios treinados: 16
 Profissionais treinados; 207

AÇOES REALIZADAS EM 2011
Diagnóstico Rápido do HIV 1 e 2
1) Supervisão técnica aos municípios para avaliar as
condições de implantação do teste rápido (Itaubal,
Pracuúba, Ferreira Gomes, Porto Grande)
2) Reunião com profissionais dos hospitais: Alberto
Lima e de Emergência para a implantação do Teste
Rápido para o HIV.
3) Repasse dos testes rápidos para:
a) Hospitais: da Mulher Mãe Luzia, Hospital São
Camilo, Hospital Estadual de Santana, Centro de
Referência de Doenças Tropicais (CRDT) e CTA
Estadual.
b) Municípios: Santana: (06 UBS); Macapá, (06 UBS),
Oiapoque (03 UBS); Calçoene (01 UBS e
Lourenço);Laranjal do Jari (04); Vitória do Jari
(01UBS); Tartarugalzinho (01)UBS, Pracuúba (01
UBS); Cutias (01 UBS), Itaubal ((01 UBS).

IMPLANTAÇÃO DA TESTAGEM RÁPIDA
a)Municípios que não implementaram: Mazagão,
Pedra Branca do Amapari e Serra do Navio.
b) Municípios que não implantaram: Porto Grande
e Ferreira Gomes
ESTRATÉGIAS ADOTADAS PELA C.E
Reunião com as Unidades de saúde do Estado e
de Macapá e Santana para a discussão desta
problemática nos serviços.
 Apresentação na CIB da Situação atual do
Estado quanto à alta taxa de S. Congênita
 Proposta de uma reunião ampliada com gestores
e profissionais para a elaboração de estratégias
para a redução da Sífilis Congênita
 Proposta da implantação do T.R para Sífilis no
pré-natal antes da implantação da Rede Cegonha

DIFICULDADES E LIMITAÇÕES
1.
2.
3.
4.
Gestores pouco sensibilizados ou comprometidos
em relação a importância do enfrentamento da
AIDS e Sífilis Congênita como questão de Saúde
Pública
Questões burocráticas e administrativas morosas
que ocasionaram a inoperância da execução do
Plano de Ações e Metas (PAM) na SESA , o que
inviabilizou o cumprimento de ações previstas
Profissionais sem capacitação continuada sobre
prevenção, diagnóstico e assistência à Sífilis
Inexistência de um Serviço de Assistência
Especializada em Macapá para atendimento às
PVHA
OBRIGADA!
CE DST/AIDS/HV-AP
E-MAIL:AIDSAP@GMAIL.COM
(96 32126259 RAMAL 236)
Download

Baixe o arquivo - Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais