Papel das Comissões de Jovens e o Manual
de Orientação das Comissões de Jovens
Elisabete Castro – Conferência
Santa Terezinha / CP Santa
Terezinha / CC Santo Antônio / CM
Juiz de Fora
Comissão de Jovens

Definida como uma Unidade
Auxiliar dos Conselhos,
instituída com a finalidade de
coordenar o trabalho de
juventude em sua área de
atuação.
•
Objetivo Geral:
•
Incrementar a participação de jovens na
vida da SSVP , possibilitando a criação de
caminhos que busquem valores, ética,
compromisso efetivo e afetivo com a
causa social além de desenvolver e
qualificar o atendimento aos mais
necessitados;
Manual de Orientação das CJs – pág. 08
FUNDAMENTAÇÃO:
É O TESTEMUNHO DE OZANAM
“Eu gostaria de conservar este
espírito de equipe, este pequeno
círculo restrito onde todos se
sentem bem, mas se a finalidade de
nossa Sociedade é acolher todos
os jovens que querem viver sua fé
de maneira prática, aproximando se
dos pobres, não só devemos
escancarar nossa porta, mas até
devemos recrutar novos membros.”
O trabalho das Comissões de Jovens
iniciou na década de 60
Sonho/Esperança

Coragem

Ousadia  Criatividade  Perseverança
Artigos 125 a 130
Artigo 125 – Em cada Conselho
será formada uma Comissão
de Jovens, que terá por
finalidade incrementar a
participação dos jovens na vida
da SSVP.
Art 129 – Compete aos
deveres e direitos das CJ’s.
Art 130 – atribuições dos
Coordenadores das CJ’s
Instrumento de preparação

01 - Em sua opinião, qual objetivo principal
(geral) das Comissões de Jovens?
- O objetivo geral das Comissões de Jovens é fortalecer a
juventude que faz parte da SSVP, de uma forma que o
jovem se sinta atraído por esta grande rede de caridade
e assim possa atender esse chamado de Deus. Portanto
o papel das CJs é de animar a juventude vicentina,
recrutar outros membros e utilizar meios que façam com
que esses jovens se sintam completamente engajados
na SSVP.
Sara Juliana CM Fortaleza

02 - Em sua opinião, quais os objetivos secundários
(específicos) das Comissões de Jovens?
Formação Prática do trabalho do jovem dentro das Comissões de Jovens
(estudos de manual constantemente, formações e reciclagens sobre a
Regra da SSVP e o papel da juventude no contexto atual da SSVP).
Estar presente em atividades de outros grupos católicos e procurar fazer
parte da liderança da juventude em várias frentes.
Realizar projetos concretos de recrutamento, incentivando aos confrades e
consócias a colocarem em prática a missão de recrutar.
Realizar reciclagem com conferências sobre o acolhimento junto aos novos
visitantes não vicentinos.
Realizar encontros de integração, formação e discussão de temas
relacionados à juventude, destacando as características de cada Particular,
Central ou Metropolitano em específico.
Realização de fóruns de discussão de temas relacionados à SSVP,
Juventude vicentina e outros temas pertinentes ao nosso trabalho, em
todos os níveis hierárquicos de nossa estrutura.
Raphael CM Governador Valadares
3- O que fazer para que as Comissões de Jovens
atuem com fidelidade no seu papel?
Realização de Formação sempre para os jovens;
Orientação na realização de atividades nos conselhos;
Conscientização do papel da CJ nos nossos conselhos;
Recrutamento sempre.
Mateus CM Diamantina
4- Como podemos contribuir para o crescimento
quantitativo e qualitativo das Comissões de Jovens?
“Precisamos manter uma parceria com as Conferências
de Crianças e Adolescentes, com grupos de jovens das
Igrejas Católicas, participar das atividades das
comunidades de atuação, usar os meios de comunicação
para divulgar as CJ’s, utilizar as redes sociais como
mecanismos de interação entre os jovens, realizar
revoadas, encontros, retiros, gincanas, torneios que
envolvam os jovens da SSVP e pessoas que não tem
ligação com a SSVP.”
Equipe da Comissão de Jovens do Conselho
Metropolitano de Barbacena.
André CM Barbacena
A eficácia do trabalho da Comissão de
Jovens está no cumprimento do Manual
de Orientação.
O que? Para que? Por que?
Um ferramenta, para direcionar o
trabalho de forma organizada.
O atual Manual está em vigor desde 2007 , quando ocorreu
a mudança da Regra, e com isso houve a necessidade da
atualização do Manual.
Todas as edições anteriores dos
manuais “Orientação para Formação
das Comissões de Jovens”, a partir do
atual é “Orientação”
03- Em sua opinião, o que pode ser
aperfeiçoado, extinto ou acrescido aos itens
do Manual de Orientação das Comissões de
Jovens.

Em síntese a grande maioria comunga que
o Manual é claro e objetivo, mas precisa
ser divulgado e estudado;

Quanto citamos extinguir tempo de
atividade vicentina, alterar os direitos e
deveres da Comissão de Jovens e
acréscimos nas atribuições dos
Coordenadores, estamos nos referindo a
mudanças em artigos do Regra da SSVP, o
que depende de mudanças do
Regulamento,

Auxiliar e acompanhar a formação de
CJ’s´, está definido nos itens 04 e 05 –
Pág 24 e nos itens 03, 04,05 Pág 26

Repassar e dá suporte aos novos
coordenadores está definido no item 08
pág 12;

Recrutamento – Item 03 promover
atividades visando o recrutamento e/ou a
formação vicentina e cristã: terços,
torneios, gincanas, concursos etc....

Foi apresentado várias pedidos para
anexar projetos, dinâmicas, modelos de
fichas, atas, formulários, casos de sucesso
de recrutamento e outras trocas de
experiências.
Destaque para itens que
direcionam o trabalho das CJ’s

-
-
Procedimentos
02 - O (a) coordenador (a) da Comissão
de Jovens deverá manter contato
constante de amizade com o Presidente
do Conselho...
11 - A Comissão de Jovens não só pode
como deve realizar promoções para a
contribuição das despesas de suas
atividades...
-
18 -Troca de experiências (C) – Reunião
de Planejamento e Avaliação dos
trabalhos, devem acontecer ao menos 2
vezes ao ano;
-
24 - Na condição de representante da
juventude do Conselho, o (a) Coordenador
da Comissão de Jovens tem por
obrigação, participar da atividades,
reuniões...
Regulamento da SSVP
 Nos artigos 92,95, 98 e 102 é definido
que todos os Conselhos deverão ter um
coordenador(a) para Comissão de Jovens
em sua diretoria.

Art 90 – Os presidentes de
Conselhos dos diversos escalões
deverão participara das reuniões
das Comissões de Jovens, ao
menos trimestralmente, no
sentido de ouvi-las, conhecer
suas necessidades e seus
anseios, oportunidade em que
farão também suas cobranças.
Trabalho de Grupo:

Como entrelaçarmos o uso do Manual da
Comissão de Jovens na SSVP?

Como podemos tecer o trabalho de 100%
de Comissões de Jovens atuantes na
SSVP?
Os Pobres:
É
POR
ELES
QUE
AQUI
NOS
REUNIMOS...
Juventude Vicentina, sejam protagonistas
das mudanças.
Partilha
União
Unidade
Zelo
Formação
Façamos como Papa Francisco nos convida:
“Bote fé, que a vida terá um novo
sabor. Bote fé, bote a esperança e
bote o amor.”
NÃO SEI...
Cora Coralina
Não sei... se a vida é curta...
Não sei...
Não sei...
se a vida é curta
ou longa demais para nós.
Mas sei que nada do que
vivemos
tem sentido,
se não tocarmos o coração das
pessoas.
Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira e pura...
enquanto durar.
Não basta apenas ser vicentino, é
preciso ser apaixonado e oferecer as
pessoas, a oportunidade de se
apaixonar também pela Sociedade de
São Vicente de Paulo.
Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!
castromelisabete@gmail.com
Download

Oficina Papel da CJ e Manual das CJs ENJ