TRAUMA
EPIDEMIOLOGIA
Arivaldo MARQUES Godinho
Subtenente Bombeiro Militar
Socorrista do SIATE
marques@paranavida.com.br
TRAUMA
Dano causado ao organismo humano por um agente
externo – “causas externas”.
 "acidentes" do Trabalho;
 "acidentes" Domésticos;
 "acidentes" de Trânsito;
 "acidentes" no Lazer.
 Violência Interpessoal.
marques@paranavida.com.br
Fases do Trauma
1.
Pré Colisão (evento)
2. Colisão (evento propriamente dito)
3. Pós Colisão ( Consequências )
marques@paranavida.com.br
TRAUMA
 Agressão:
 “Acidentes":
 Queda nível elevado;
 Queda mesmo nível;
 Atropelamento;
 Colisões diversas;
 Afogamento;
 Queimaduras, etc.
 Ferimento por
Arma Branca;
 Ferimento por
Arma de Fogo;
 Espancamento;
 Enforcamento,
etc.
marques@paranavida.com.br
“ACIDENTE”
“... acontecimento casual,
fortuito, imprevisto...”
“...acontecimento infeliz,
casual ou não, e de que
resulta ferimento, dano,
estrago, prejuízo, avaria,
ruína, etc.; desastre...”
Acidente de trabalho: “...
toda lesão corporal ou
perturbação funcional que,
no exercício do trabalho,
ou por motivo dele,
resultar de causa externa,
súbita, imprevista ou
fortuita, determinando a
morte do empregado ou a
sua incapacidade para o
trabalho, total ou parcial,
permanente ou
temporária...”
marques@paranavida.com.br
Acidentes.ppt
EPIDEMIOLOGIA DO
TRAUMA
 150.000 Mortos anualmente no Brasil.
 3 incapacitados / óbito.
 2ª Causa de morte geral no Brasil.
 1ª Causa de morte até os 45 anos de
idade.
marques@paranavida.com.br
EPIDEMIOLOGIA DO TRAUMA
marques@paranavida.com.br
EPIDEMIOLOGIA DO TRAUMA
Os indices citados afetam
a sua vida?
marques@paranavida.com.br
EPIDEMIOLOGIA DO TRAUMA
 Psicologicamente?
 Moralmente?
 Financeiramente?
marques@paranavida.com.br
18 de Junho de 2010
marques@paranavida.com.br
marques@paranavida.com.br
marques@paranavida.com.br
Fonte: Corpo de Bombeiros de Maringá
PREJUÍZOS FINANCEIROS E
SOCIAIS
 Trauma: é uma doença ignorada como
um problema de saúde da comunidade.
 Aumenta o APVP - Anos Potenciais de
Vida Perdidos por Morte Prematura – e
diminui a população economicamente
ativa.
 Perda anual de 7,1 bilhões de dólares
em produtividade de trabalho.
marques@paranavida.com.br
PREJUÍZOS FINANCEIROS E
SOCIAIS
 Em 1991 dados da ONU revelaram que em
cada grupo de 1.000 brasileiros, 17 eram
portadores de seqüelas definitivas.
 Dos 15 aos 19 anos quase 70% dos óbitos são
devido ao trauma (67,2%).
marques@paranavida.com.br
EPIDEMIOLOGIA DO TRAUMA
 Redução de expectativa de vida:
 Câncer: 15 anos;
 Doenças cardiovasculares: 12 a 15 anos;
 Trauma: 35 anos.
marques@paranavida.com.br
“ACIDENTES” DE MOTO
MARINGÁ 2007
 3355 vítimas atendidas pelo SIATE;
 145 considerada grave, 16 óbito;
 76% sexo masculino;
 54% carro x moto;
 11% no mês de junho;
 89% de 15 a 44 anos;
 Horário de maior ocorrência das 07:00 às
18:00hs.
marques@paranavida.com.br
TRAUMA
CONSEQUÊNCIAS
 Estudo de 1982 revelou que:
 50% das vítimas morrem nos primeiros
minutos após o evento (“na hora”)
Motivo: lesões graves em órgãos vitais
– destruição de grandes vasos.
marques@paranavida.com.br
marques@paranavida.com.br
marques@paranavida.com.br
TRAUMA CONSEQUÊNCIAS
 30% morrem em poucas horas;
 Prevenção: pré-evento;
 Serviços de Atendimento eficiente:
pós-evento;
A CONSCIÊNCIA PREVENTIVA e a
ATUAÇÃO CORRETA nas situações de
emergência reduz a mortalidade e
morbidade.
marques@paranavida.com.br
TRAUMA
CONSEQUÊNCIAS
 20% morrem em questão de dias
ou semanas - infecções e falência
de órgãos.
 Infecção hospitalar é responsável
por grande parte das mortes.
marques@paranavida.com.br
TRAUMA
ESPERANÇAS / UTOPIA?


1.
Podemos afirmar que:
De 20% até 50% dos índices de
mortalidade e morbidade podem ser
reduzidos se:
Atuarmos na prevenção.
2. O atendimento inicial adequado para a
vítima.
marques@paranavida.com.br
REFLEXÃO
 Podemos reduzir o índice de vítimas que morrem
nos primeiros minutos após o evento?
 Como podemos contribuir para a redução dos
índices?
 Socorrista: Atuar somente no pós-evento?
marques@paranavida.com.br
PREVENÇÃO
 Segurança no Trânsito
 Segurança no Trabalho
 Segurança no lar
 Segurança no lazer
 Redução da violência
O que concluimos????
"Conhecimento é Vida“
"A falta de conhecimento leva a morte, destruição, perda"
marques@paranavida.com.br
Download

Trauma Epidemiologia e Atendimento Básico 2