Belo Horizonte: em direção à mobilidade sustentável
bilid d
t tá l
•INDICADORES DA MOBILIDADE URBANA EM BELO HORIZONTE
•3,8 milhões de viagens/dia, 44% pelo transporte coletivo
•6,3 milhões viagens/dia na RMBH
•1,6 viagem / habitante / dia
•Frota BH: 1,26 milhão de veículos, crescimento de 10% ao ano
•Trem Metropolitano: 28 km de linha, 19 estações
•Velocidade média (ônibus/HPT), caiu de 18 para 16 km/h entre 2002 e 2010
•Transporte Municipal
i i l por Ônibus: 263 linhas e 2,8 mil veículos
Ô
Instrumentos de Planejamento da Mobilidade em Belo Horizonte •Planejamento Estratégico de Belo Horizonte –
j
g
2030
•Programa BH Metas e Resultados
•Plano Estratégico BHTRANS 2020
• Plano de Mobilidade Urbana Sustentável – PlanMob‐BH
Plano Estratégico de BH 2010‐2030
Visão de Futuro 2030 da Prefeitura de Belo Horizonte
Cidade de oportunidades, p
,
sustentável e com qualidade de vida
Assegurar as melhores condições de mobilidade, acessibilidade e conectividade em todo o espaço urbano e contribuir para sua melhoria
urbano e contribuir para sua melhoria em âmbito metropolitano O Plano
Pl
d
de
M bilid d
Mobilidade
Urbana de Belo Horizonte ‐
PlanMob‐BH ‐ tem caráter de
ç
Plano Diretor,, com definições
estratégicas expressas em
políticas ações e projetos.
políticas,
projetos
Principais objetivos do PlanMob‐BH
•
Contribuir para a sustentabilidade econômica, social e ambiental, considerando todos os modos de transporte e com foco na competitividade da cidade e melhoria da qualidade de vida.
•
Valorizar os sistemas de transporte coletivo e não‐motorizado, Valorizar
os sistemas de transporte coletivo e não motorizado
estimulando a utilização desses modos mais eficientes em termos ambientais e energéticos;
•
Elaborar carteira de projetos e políticas públicas para os horizontes de curto, médio e longo prazos, que servirão de referência para as ações a serem implementadas nas componentes do sistema de mobilidade;
p
p
;
•
Introduzir instrumentos de monitoramento de resultados dinâmicos (tipo observatório), garantindo a revisão do processo de planejamento.
7
Resultados Prognóstico: sistema de mobilidade de Belo Horizonte em situação pior em 2020 que a verificada em 2008. Distribuição Modal:
• Participações dos transportes coletivos e privado irão se inverter
privado irão se inverter.
• TC = 54% atual x 48% em 2020
Resultados Prognóstico Tendencial 2020: sistema de mobilidade de Belo Horizonte em situação pior em 2020 que a verificada em 2008. TC em BH e Área Central: Á
l
redução superior a 10%.
Auto em BH e Área Central: redução de 30%.
Resultados Prognóstico Tendencial 2020: sistema de mobilidade de Belo Horizonte em situação pior em 2020 que a verificada em 2008. Congestionamento:
• Extensão congestionada: 3,5% do total (atual) para 11 5%
total (atual) para 11,5%. •Aumento de 240% em relação à situação atual. 2014
Cenários detalhados
OBS: Estes cenários tiveram seus projetos de melhoria da oferta detalhados e feita análise de viabilidade econômico‐financeira. Cenários com investimentos
limitados:
Recursos restritos ao
orçamento municipal ou
entraves na sua aplicação.
OBS: Estes cenários foram simulados para apuração de indicadores e análise comparativa e apenas as medidas complementares foram detalhadas.
11
2020
Copa do Mundo
Moderado
Transformador
Altos investimentos
Ótimos resultados
Investimentos
moderados e incorporando medidas de desestímulo ao
de desestímulo ao automóvel
Altos Altos
investimentos Ótimos resultados
lt d
Cenário de Melhoria
Copa do Mundo
Incorporando desestímulo ao automóvel e medidas operacionais mais restritivas durante jogos.
Nada a fazer
Simulação apenas para mostrar necessidade de viabilizar Projetos
Cenário de Melhoria
Incorporando medidas de desestímulo ao uso do automóvel
Medidas de restrição ao automóvel
t ó l
As intervenções propostas geram grandes benefícios ao sistema de mobilidade de Belo Horizonte, particularmente em termos de velocidade média... l id d
édi
Velocidade média
Sistema
H i
Horizonte/ Cenário
/C á i
Privado (km/h)
Coletivo (km/h)
Situação atual ‐ 2008
26,2
19,8
Situação em 2014 ‐ sem investimentos
22,0
18,5
Cenário 1 – 2014
26,1
23,5
Situação em 2020 ‐ sem investimentos
17,1
18,0
Cenário 2 – 2020 – investimento moderado
23,1
24.7
Cenário 3 2020 –
Cenário 3 –
2020 investimento pleno
in estimento pleno
26 5
26,5
26 3
26,3
Participação dos modos privado e coletivo no total de viagens realizadas...
Divisão Modal
Sistema
Horizonte/ Cenário
/
Privado (%)
Coletivo (%) Bicicleta (%)
Situação atual ‐ 2008
45,5
54,5
0,0
Situação em 2014 ‐
ã
sem investimentos
49,1
50,9
0,0
Cenário 1 – 2014
44,6
54,4
1,0
Situação em 2020 ‐
ã
sem investimentos
52,0
48,0
0,0
Cenário 2 – 2020 – investimento moderado
45,1
53,4
1,5
Cenário 3 – 2020 – investimento pleno
39,9
54,1
6,0
13
E congestionamento do sistema viário não deverá aumentar.
Percentual de vias congestionadas
Horizonte/ Cenário
Horizonte/ Cenário
% de vias congestionadas
Situação atual ‐ 2008
3,7
Situação em 2014 ‐ sem investimentos
6,7
Cenário 1 – 2014
4,6
Sit ã
Situação em 2020 ‐
2020 sem investimentos
i
ti
t
12 1
12,1
Cenário 2 – 2020 – investimento moderado
7,3
Cenário 3 – 2020 Cenário 3 2020 – investimento pleno
investimento pleno
4,0
14
Em termos de políticas de ocupação urbana, foi proposto um maior adensamento nas regiões de entorno dos corredores de transporte d
de massa com base nos conceitos de TOD. b
it d TOD
Adensamento - TOD
Tendencial
Características TOD
 Maior
Maior adensamento em região até 800 adensamento em região até 800
metros ao longo dos corredores;
 Cenário Tendencial: crescimento populacional de 230.000 pessoas (0,8% a.a. entre 2008 e 2020);
 Cenário de Adensamento – TOD: 44% da população adicional (101 mil pessoas) foi redistribuída ao longo dos corredores.
PROPOSTA PARA MODO A PÉ
Construir rede de caminhamento a pé integrada ao transporte coletivo.
PROPOSTA BICICLETA: PROGRAMA PEDALA BH
Rede cicloviária, bicicletários, segurança e e estímulo ao uso
Rede cicloviária planejada
Ciclovias em implantação
Ciclovia existente
Rede 2020 – 360 km
iano
es
as
Vesp
v
Ne
Santa
Lu
zia
o v iá
rio
C o n ta g e
m
dro II
da
Av. Andra
C a rm
o
A v. S r a . D
B.
A v.
.
.E
S o e ir o
Ibi
r ité
ir
ald
Av. W
No
s
o
d e Me lo
Hom em
Te re za
Av.
á
s L uz
A
o m Pe
a
on
az
Av. Am
istin
Cr a
bar
rlo
v.
D
A
od
el R
n
A
Sa
Ca
v. C ia n o M a c h a
ris t
do
A v.
METRÔ + BRT +
ADENSAMENTO
A n tô
A v.
rlo
n io C a
s
R ib e ir ã
od
a
PROPOSTA REDE
ESTRUTURANTE
TRANSPORTE
COLETIVO:
s
va
a
Lim
s
Em termos de corredores rápidos de ônibus em BH foi considerada a implantação evolutiva de vários eixos...
Corredores Rápidos de Ônibus
Copa
Restrição Investimentos
Investimentos Plenos
Sistemas de BRT planejados para
implantação até 2013
• 5 Estações de Integração nos bairros.
• 35 Estações de Transferência nos corredores
nos corredores.
• 6 Estações de Transferência no Hipercentro
no Hipercentro.
• 22 km de vias com tratamento exclusivo.
l i
Outras linhas de intervenção do PlanMob‐BH
ç
Inclusão da Logística Urbana.
Minimização dos impactos no
ambiente urbano.
urbano
Integração de medidas e dos
modos de transporte.
Mudança
ç da cultura
predominante contrária à
sustentabilidade.
Desafio : Articulação entre os planos, projetos e oportunidades
Expansão do Metrô
2. Implantação do “Corta Caminho”
3. Conclusão das Avenidas Antônio
Avenidas Antônio Carlos e Pedro I
4. Prioridade ao Transporte Coletivo
Transporte Coletivo
5. Gestão Inteligente do Transporte Urbano
6. Novos Terminais N
T
i i
Rodoviários
1.
Cidade
Cid
d com
Mobilidade
Plano Estratégico BHTRANS 2020
Fatores de Sucesso
• Realização da Copa do Mundo 2014 viabilizando recursos.
R li ã d C
d M d 2014 i bili d
• Sintonia entre Instrumentos de Planejamento.
• Continuidade administrativa e órgão gestor atuante.
Continuidade administrativa e órgão gestor atuante
• Envolvimento do Prefeito nas soluções de mobilidade.
• Envolvimento das Sociedade Civil, Universidades, Órgãos Técnicos e Representativos (comércio, indústria, etc) na construção de soluções de mobilidade sustentável.
t ã d
l õ d
bilid d
t tá l
Fatores de Sucesso
• Participação de entidades de credibilidade internacional,
expressa em convênios de cooperação: Rede EMBARQ,
EMBARQ ITDP e
IEMA.
objetivo geral do convênio entre o Município de Belo
Horizonte, a BHTRANS e a Rede Embarq: catalisar e ajudar
a implementar soluções sustentáveis aos problemas de
mobilidade urbana em Belo Horizonte.
Fatores de Risco
• Disponibilidade de recursos financeiros.
• Prazos para execução de um volume de projetos e obras muito superior ao dos últimos anos
muito superior ao dos últimos anos.
• Complexidade do Projeto de BRT.
• Articulação Metropolitana.
ç
p
• Articulação com setor empresarial, especialmente operadores de transporte coletivo.
• Construção de cultura
mais sustentável
mais sustentável.
• O crescimento do problema
ser maior que os resultados
q
dos projetos implantados.
Participação da Rede Embarq
• Alinhamento estratégico do projeto de BRT em Belo Horizonte com principais envolvidos.
envolvidos
• Microssimulação da operação nos corredores de BRT.
corredores de BRT.
Participação da Rede Embarq
• Promoção em Belo Horizonte do Workshop Marketing BRT;
do Workshop Marketing BRT;
• Participação
Participação no workshop de no workshop de
mobilidade e saúde, no Congresso Internacional de Saúde Urbana em Belo Horizonte.
• Auditoria de segurança.
Auditoria de segurança: corredores BRT
corredores BRT
OBJETIVO
Realizar auditoria de segurança nos corredores do BRT
PÚBLICO
ALVO
Todos os usuários do sistema de mobilidade
Auditoria em 3 corredores de BRT
META
2011
RESPONSÁVEL
PARCERIAS
GRUPO
Engenharia
REALIZADO
(jan. – jun.)
3 corredores BRT (100%)
Célio Bouzada
SETOR
PÚBLICO
SETOR
PRIVADO
0
2
SOCIEDADE
CIVIL
0
SECRETARIAS
ENVOLVIDAS
FATORES / GRUPO CHAVE
FATORES / GRUPO CHAVE
LOCAIS
FATORES / GRUPOS FATORES / GRUPOS
ADICIONAIS LOCAIS
BHTRANS
Velocidade / Pedestre
Pedestre Visibilidade
Auditoria de segurança: capacitação
OBJETIVO
Capacitar analistas como auditores de segurança de
projetos viários
PÚBLICO
ALVO
Analistas e técnicos de transporte e trânsito META
2011
REALIZADO
(jan. – jun.)
30 analistas capacitados
RESPONSÁVEL
PARCERIAS
GRUPO
Engenharia
SETOR
PÚBLICO
0
O projeto foi executado entre 29/08 a 02/09 /11
Hélio G. Rodrigues C. Filho
SETOR
PRIVADO
1
SOCIEDADE
CIVIL
0
SECRETARIAS
ENVOLVIDAS
FATORES / GRUPO CHAVE
FATORES / GRUPO CHAVE
LOCAIS
FATORES / GRUPOS FATORES / GRUPOS
ADICIONAIS LOCAIS
BHTRANS
Velocidade
Motociclista
Pedestre
Álcool
Ciclista
Cinto Seg.
g
Capacete
Obrigada pela atenção!
Kátia Kauark Leite
katiakl@pbh.gov.br
www.bhtrans.pbh.gov.br
www.pbh.gov.br
Download

Belo Horizonte: em direção à bilid d t tá l mobilidade sustentável