Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Sul
Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
CONTANDO SAÚDE
Contadoria do Foro Central de Porto Alegre
Responsáveis Técnicos:
Magdala de Leon
Distribuidora e Contadora
Ivanise Perez Flores
Oficial Ajudante Designada
E-mail para contato: madaleon@tj.rs.gov.br
Porto Alegre, 18 de julho de 2013.
INTRODUÇÃO/OBJETIVO DA PRÁTICA / PROJETO:
A Contadoria do Foro Central de Porto Alegre tem uma demanda de
aproximadamente 22.000 ações por mês. Toda a atividade está relacionada à analise de
processos e elaboração de cálculos. Os servidores passam a maior parte do dia sentados
e desenvolvendo atividades desgastantes.
A proposta visa amenizar os reflexos dessa rotina, com a criação de uma atividade
física, desenvolvida em grupo, ao ar livre e com baixo custo, além de criar estímulos e
facilidades para a adesão.
Outro objetivo, é criar uma maior integração entre os colegas no ambiente de
trabalho.
DESCRIÇÃO DO PROBLEMA:
A atividade desenvolvida em nosso setor requer concentração e permanência do
servidor, o maior tempo possível, sentado e à frente do computador.
A maioria dos servidores não pratica esportes ou atividades físicas e sofre com os
reflexos do sedentarismo. Em consequência, são diversos os afastamentos relacionados
a problemas de saúde.
De um modo geral, o sedentarismo é um dos fatores de risco, intimamente
relacionado com o aparecimento de doenças como a hipertensão, doenças respiratórias
crônicas e distúrbios cardíacos. Pesquisas mostram que o risco de se ter uma doença
cardiovascular aumenta uma vez e meia nas pessoas que não têm uma vida ativa. Mais
de 60% da população adulta não pratica exercício físico.
CAUSAS DO PROBLEMA:
O sedentarismo está ligado à falta de motivação, decorrente das dificuldades de
horário, condições de trânsito da Capital, alto custo das academias e o desgaste da rotina
diária.
A partir de relatos dos servidores, concluímos que ao chegarem em casa,
provavelmente depois das 19h, cansados pelo serviço extenuante e com as tarefas
domésticas pendentes, acabam por desistir da prática de qualquer esporte ou atividade
física naquele dia e transformam essa realidade em rotina.
PLANO DE AÇÃO:
Pensando no bem estar do servidor e na qualidade de vida tão almejada por todos,
desenvolvemos um projeto que visa proporcionar uma atividade física saudável, barata e
acessível a todos, contemplando a integração do grupo e a otimização dos horários e
rotinas diárias.
Diante dessas metas, criamos um grupo de caminhada e corrida orientadas, onde
as atividades são desenvolvidas logo em seguida ao término do expediente e ao ar livre.
Buscamos a disponibilização da atividade na maioria dos dias da semana, para que
todos possam participar, e com um custo acessível.
O trabalho foi desenvolvido da seguinte forma:
1 - Definição dos reais objetivos do Projeto , local, custo e possíveis horários;
2 - Busca de profissional com perfil/visão de trabalho compatível com os objetivos;
3 - Apresentação da proposta aos Servidores do Setor;
4 - Definição dos dias da atividade;
5 - Apresentação da equipe aos professores e definição de dia para o início;
MÉTODOS E TÉCNICAS
A partir da constatação de que muitos servidores apresentavam problemas de
saúde e estavam insatisfeitos com a sua rotina diária, elaborou-se o plano de ação,
estabelecendo as metas e objetivos, ficando definido que a atividade seria desenvolvida
ao ar livre, no calçadão à beira do Lago Guaíba e no horário subsequente ao expediente
de trabalho, para propiciar um baixo custo e estimular os participantes, evitando que
fossem para casa e pudessem desistir da atividade.
Para os dias em que atividade não pudesse ser feita ao ar livre, foi sugerida a
possibilidade de desenvolvimento de atividade alternativa, na sala de trabalho, nos
moldes da ginástica laboral.
Após a definição do local e condições do trabalho, consultamos alguns
profissionais da área da Educação Física, para escolhermos os professores que
acompanhariam a equipe, de acordo com os objetivos propostos e sempre visando a
saúde e qualidade de vida dos participantes.
Com a definição do profissional e reuniões subsequentes, foram estipulados os
tipos de atividades que seriam desenvolvidas. Ficou decidido que a equipe seria dividida
de acordo com as características pessoais, assim definidas:
–caminhada orientada;
–corrida orientada;
–atividade física alternativa para os dias de chuva;
Ficou estipulado que a atividade seria desenvolvida de segundas a quintas-feiras,
das 17 às 19 horas, em dois períodos, de acordo com horário final do expediente dos
servidores.
Estipulou-se o custo da atividade em R$ 50,00 (cinquenta reais) mensais, por
pessoa, independente do número de participantes e dias disponibilizados.
Para o início das atividades, foi distribuído, a cada participante, um questionário
para análise das condições de saúde e um termo de responsabilidade. (anexos I e II)
O professor entrevistou todos os interessados e fez avaliação física.
Criamos um e-mail semanal, enviado pelo professor, com orientações e conselhos
para uma vida mais ativa e saudável.
Foi criado um canal de contato direto em que o professor, que repassa plano
individual de treinos para os finais de semana.
As aulas precedem de conversas individualizadas e palestras de conscientização
acerca dos aspectos voltados a uma vida saudável.
RESULTADOS E BENEFÍCIOS ALCANÇADOS
O maior resultado pode ser verificado já no início do Projeto, em 29 de abril de
2013, com a adesão de 22 servidores, ou seja, 22 pessoas começaram a praticar algum
tipo de atividade física.
Os resultados obtidos, até o momento, têm ratificado a importância do Projeto,
demonstrando a relevância da aplicação de atividades físicas regulares como elemento
de melhoria da saúde, da qualidade de vida, da autoestima, auxiliando ainda, na perda de
peso.
Um relato unânime dos Servidores é em relação à diminuição do estresse
provocado pela longa jornada diária e da possibilidade do convívio com colegas em
atividades saudáveis fora do ambiente de trabalho, além do estímulo mútuo e do aumento
da disposição para o trabalho. Estão se sentindo valorizados por estarem orientados por
profissional qualificado, que explica a maneira correta de se exercitarem sem
desconsiderar a característica de cada participante. Outro relato importante é sobre a
importância dos participantes não estarem preocupados em superarem um ao outro e
sim, vencerem, individualmente, seus limites.
Os Servidores estão mais satisfeitos e felizes, e acima de tudo, mais saudáveis.
ACOMPANHAMENTO DOS RESULTADOS
–
–
–
–
–
Para averiguação dos resultados adotamos:
Comparar o IMC - Índice de Massa Corporal dos participantes em relação ao
estabelecido pelos padrões de avaliação física de três em três meses;
Verificar a propensão ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares e
pulmonares por meio da RCQ – Relação Cintura Quadril;
Averiguar o nível de satisfação no que se refere aos domínios físicos, psicológicos
e relações sociais, através de feedbacks;
Aplicação de questionário de saúde e qualidade de vida.
Durante o desenvolvimento das atividades mantém-se acompanhamento da
satisfação e necessidades dos participantes, para possíveis adequações.
COMPARAÇÃO
Após quase seis meses de desenvolvimento do Projeto, constatamos o aumento de
motivação e felicidade dos envolvidos. Quanto à saúde, todos estão mais atentos e
alguns descobriram doenças relacionadas ao sedentarismo, que já estão sendo tratadas.
Em relação ao desenvolvimento da atividade, temos ganhos em termos de
quantidade e qualidade, como por exemplo no caso dos servidores relacionados abaixo:
RESULTADOS OBTIDOS APÓS O INÍCIO DO PROJETO CONTANDO SAÚDE
NOME
Taciana
INÍCIO
- Fumante
- Muito sedentária
- Acima do peso
- Sem resistência e fôlego
- Caminhadas de 2,5 Km
- Muitas caimbras
- Ansiedade
3 MESES
- Pouco fôlego e resistência
- Acima do peso
- Sedentária
- Caminhadas leves
- Melhora no fôlego e na resistência
- Reduzida no peso
- Maior disposição para as
atividades diárias
- Intercala caminhadas e trote
Marise
- Sem resistência e fôlego
- Não utilizava corretamente a
respiração
- Caminhada de 4 Km
- Melhora no fôlego e na resistência
- Melhora no condicionamento físico
- Uso correto da respiração
- Intercala caminhadas e trotes num
percurso de 6 Km
Luciana
- Sem resistência e fôlego
- Sedentária
- Caminhada de 2 Km
- Aumento no fôlego e na resistência
- Melhora no condicionamento físico
- Maior disposição no geral
- Intercala caminhadas e trotes num
percurso de 6 Km
Karen
6 MESES
- Redução considerável do fumo
- Aumento no fôlego e resistência
- Diminuição da ansiedade
- Redução no peso
- Acabaram-se as caimbras
- Caminha 1 Km (aquecimento) e
Troteia 5 Km em 43 minutos.
OBSERVAÇÃO
- Participa do Projeto há 3 meses
- Participa do Projeto há pouco
mais de 15 dias.
- Tem por objetivo treinar para
prova de corrida em concurso
realizado.
- Muito fôlego e resistência
- Ritmo no exercício
- Trotes de 6 Km
- Disposição para o dia a dia
- Maior disposição no geral
- Caminhada 1 Km (aquecimento)
e trote de 6 Km em 40 min.
- Participa do Projeto desde o
início
- Participa do Projeto desde o
início
CONCLUSÃO
O trabalho apresentado atingiu objetivos imperiosos para o servidor. Trouxe
grandes benefícios, aliando a prática de exercícios físicos à rotina de trabalho. O Setor
ganhou consideravelmente, na medida em que seus servidores estão tendo hábitos mais
saudáveis, estão mais integrados e motivados. Aos poucos, conquistaremos mais adeptos
e diminuiremos os casos de doenças relacionadas ao sedentarismo.
ANEXO I
Questionário de Atividades Físicas Habituais
Você é fisicamente ativo (a)?
Para cada questão respondida SIM, marque os pontos indicados à direita.
A soma dos pontos é um indicativo de quão ativo você é.
A faixa ideal para a saúde da maioria das pessoas é a de Ativo(a) - 12 à 20 pontos.
Atividades Ocupacionais Diárias
1. Eu geralmente vou e volto do trabalho (faculdade)
caminhando ou de bicicleta.
(media +/- 800 m por dia)
2. Eu geralmente uso as escadas ao invés do elevador.
3. Minhas atividades diárias podem ser descritas como:
a. Passo a maior parte do tempo sentado e, quando muito,
caminho distancias curtas
b. Na maior parte do dia realizo atividades físicas moderadas,
como caminhadas rápidas ou executar tarefas manuais.
c. Diariamente realizo atividades físicas intensas (trabalho
pesado).
Atividades de Lazer
4. Meu lazer inclui atividades físicas leves, como passear de
bicicleta ou caminhar (duas ou mais vezes por semana).
5. Ao menos uma vez por semana participo de algum tipo de
dança.
6. Quando sobtensão faço exercícios para relaxar.
7. Ao menos duas vezes por semana faço ginástica localizada.
8. Participo de aulas de ioga ou tai-chi-chuan regularmente.
9. Faço musculação duas vezes ou mais vezes por semana.
10. Jogo tênis, basquete, futebol ou outro esporte recreativo,
30 minutos ou mais por jogo:
a. uma vez por semana.
b. duas vezes por semana.
c. três ou mais vezes por semana.
PONTOS
03
01
00
04
09
PONTOS
02
02
01
03
02
04
02
04
07
11. Participo de exercícios aeróbicos fortes (correr, pedalar,
remar, nadar):
a. uma vez por semana.
b. duas vezes por semana.
c. três ou mais vezes por semana.
03
06
10
TOTAL DE PONTOS
Classificação:
0 a 5 – Inativo
12 a 20 – Ativo
6 a 11 – Moderadamente Ativo
21 ou mais – Muito Ativo
ANEXO II
QPAF/PARQ
(Physical Activity Readiness Questionnaire - aplicável entre 15 a 69 anos de idade)
SIM / NÃO
1. Alguma vez seu médico disse que você sofre de uma condição cardíaca e que
somente deveria realizar exercícios físicos recomendados pelo médico?
2. Você sente dor no tórax quando realiza atividade física?
3. No mês passado, sentiu dor torácica enquanto não realizava atividade física?
4. Você perde o equilíbrio devido a tonturas ou perde a consciência?
5. Você tem problemas nos ossos ou nas articulações (por exemplo, na região
lombar da coluna vertebral, nos joelhos ou quadris) que poderiam ser agravados
por uma mudança no nível de atividade física?
6. Seu médico prescreveu recentemente remédios (ex: diurético) para sua pressão
arterial ou condição cardíaca?
7. Você conhece qualquer outra razão para não realizar atividade física?
Respondeu SIM a uma ou mais questões
SE
VOCÊ
consulte seu médico ANTES de iniciar seu programa de exercício físico ou
ANTES de realizar testes físicos, informando sobre o QPAF e quais questões
você assinalou SIM.
Está
com a saúde abalada por causa de uma enfermidade temporária,
como
um
resfriado ou febre, espere até se sentir melhor para aumentar seu nível de
atividade física.
Grávida ou com suspeita de gravidez, visite seu médico antes de se tornar mais
ativa fisicamente.
OBS1: se sua saúde sofrer alterações de modo que responda SIM a qualquer um
a das questões anteriores, avise seu personal trainer, perguntando se você deveria
modificar seu planejamento de atividade física devido a tais modificações salutares.
OBS2: este questionário é válido por, no máximo, doze meses, contados a partir da data
em que foi preenchido e se torna inválido se sua condição salutar for modificada a ponto
de responder SIM a qualquer uma das sete perguntas anteriores.
“Eu li, entendi e respondi este questionário. Qualquer dúvida que tive foi completamente
solucionada.”
Nome:...................................................................
.
Assinatura:...........................................................
Idade:...........anos Data:....../....../.....
Fonte: adaptado por Dartagnan da Silva, Regisro 018475- G/RS
do CANADIAN SOCIETY FOR EXERCISE PHYSIOLOGY (CSEP). The canadian physical
activity, fitness & lifestyle approach. Ottawa: CSEP, 2004, p. 8-7 e 8-8, bem como do
AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE (ACSM).
Recursos do ACSM para o personal trainer.
Download

CONTANDO SAÚDE - Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas