0495/2001-DR/BSB
Fenabb
AABB C '
Editorial
••••d
> Novas oportunidades na
vida de e x - e d u c a n d o s
*
O valor das plantas
medicinais
pág. 2
>•
ESCOLA: uma e s c o l h a
crucial
pág. 3
> Conheça os v e n c e d o r e s
do concurso "Capa da
A g e n d a 2006"
pág. 4
AABB Comunidade
«^ FENABB
BANCO no BRM»
Brf •—*
*J
—J
Hrf
Você se importa o suficiente com a escola em que seu filho está ou
deixa para ele o poder de decidir onde vai estudar? Atenção: a escolha
da escola é um dos papéis mais importantes dos pais. É nela que as
crianças passam a maior parte da vida, aprendendo não apenas conteúdos formais, mas valores pessoais e sociais. A partir de uma escola
condizente com as necessidades da criança, os pais já têm alguma
tranquilidade na condução da educação de seus filhos. Nesta edição,
confira uma matéria sobre o tema na página 3.
Longe da violência, as crianças e adolescentes atendidos pelos
Programas AABB Comunidade espalhados pelo País comprovam, a
cada dia, que investir na formação educacional e na inserção desses
jovens na sociedade é o melhor caminho para que eles consigam dar
um passo à frente em direção a uma vida melhor. As experiências dos
programas de Uruburetama (CE), Lucélia (SP) e Anápolis (GO), relatadas em matérias na página 2, comprovam isso. O Jornal do Educador também mostra experiências inovadoras dos Programas AABB
Comunidade de Maceió (AL) e da cidade de Caxias (MA).
Ainda nesta edição, os leitores também conhecerão a foto vencedora do concurso "Capa da Agenda 2006". Com o sugestivo título de
"Os Canarinhos", a foto veio do Programa AABB Comunidade de
Rancharia, interior de São Paulo, e estará estampada na capa das agendas que serão d i stribuídas ano que vem. Em segundo e terceiro lugares
ficaram as fotos enviadas pelas AABBs Erechim (RS) e Uruaçu (GO).
Boa leitura!
Jornal do Educador
De olho na saúde
Em Maceió, as mães dos educandos do Programa AABB
Comunidade estão tendo a oportunidade de fazer um chek up na
saúde. O Programa fechou uma parceria com o laboratório local Lacen e cadastrou 150 mães, moradoras da comunidade e alguns
funcionários de apoio da AABB para que eles possam fazer vários
exames laboratoriais, como hemograma completo, glicose e
colesterol. As mulheres cadastradas, com idade entre 21 e 51 anos,
serão acompanhadas por uma nutricionista e farão parte de um
estudo que irá avaliar como a alimentação delas e o estilo de vida
contribuem para o excesso de peso e a ocorrência de diabetes e
hipertensão.
Dedicação aos estudos: André José da Silva (no destaque)
volta ao Programa AABB Comunidade como educador
As experiências do Programa AABB Comunidade provam, cada vez mais, que a
integração social e o aprendizado oferecidos pelo
Programa capacitam os jovens que participam a
darem um passo à frente na busca de melhores
condições de vida. Um bom exemplo veio de
Uruburetama, Ceará. O ex-aluno do Programa
João Fabrício Rodrigues Martins entrou para o
AABB Comunidade com oito anos.
Elogiado por seu bom comportamento no
Programa e seriedade com que sempre encarou
as tarefas, hoje, aos 16 anos, não é mais atendido pelo Programa porque foi selecionado para
estagiar no Banco do Brasil. "Estou muito feliz.
Se não fosse o Programa seria mais difícil conseguir o estágio. O AABB Comunidade foi a
base de tudo que aprendi até boje", conta João
Fabrício. Mas ele não largou de vez o AABB
Comunidade. Frequenta o Programa à tarde
como voluntário para ajudar outras crianças a,
quem sabe, terem condições de aproveitar uma
oportunidade como a que foi lhe dada.
Também na AABB de Lucélia, interior de São
Paulo, os ex-educandos: André José da Silva e
Anderson Marcelo Moreira conseguiram se destacar nos estudos, entraram para a faculdade e
agora estão de volta ao Programa Comunidade
como educadores. André como educador de educação física e Anderson como educador de artes
plásticas. Eles entraram crianças no Programa e
só saíram próximos de completar 18 anos.
2
Aprendendo
mecânica e costura
Uma parceria com a Federação das Indústrias e do Comércio de Goiás, o SENAI e o Rotary Clube de Anápolis vai permitir a 20 adolescentes que frequentam o Programa AABB Comunidade do município fazer cursos profissionalizantes de mecânica e costura. Segundo a coordenadora do Programa, Maria
Martins Lisboa, serão selecionados meninos e meninas com idade de 16 anos que estejam cursando a 7a série e tenham um bom
desempenho no Programa. Os cursos fazem parte do projeto
Menor Aprendiz do Senai. O Rotary dará uma contribuição financeira no valor de R$ 35 por adolescente que participar do
curso. Maria Martins conta que é a segunda vez que o Programa
atua em parceria com essas três entidades. A primeira foi em
2003 e gerou bons resultados. O AABB Comunidade Anápolis
atende 250 crianças e adolescentes.
O valor das plantas
medicinais
É mexendo nos canteiros que os educandos do AABB
munidade de Caxias, no Maranhão, estão aprendendo a utilidade das plantas medicinais, como cultivá-las e ainda a importância
de preservar o meio ambiente. Isso tudo por causa do projeto
Verde Vida, implantado em julho pelo Programa AABB Comunidade e que vai se estender até dezembro. Além de mexer na
terra e manusear as plantas, os educandos também assistiram a
palestras sobre o tema e irão participar da distribuição das plantas medicinais cultivadas no Programa para as escolas e comunidades da cidade.
ESCOLA: uma escolha crucia
Diante de tantas receitas sobre
educação infantil, os pais ficam confusos e questionam: como educar
os filhos, qual é o melhor método,
o que realmente funciona?
Para os especialistas da área,
a resposta para a maior parte das
perguntas passaporpreceitos básicos, com os quais todos concordam na teoria, mas muitos se esquecem de praticar. Abraçar e
beijar um filho todos os dias, por exemplo, independentemente da idade, são sinais de afetividade que trazem
segurança. As atitudes dos pais ao demonstrar amor fazem mais efeito do que as palavras. Mas educação não é
só amar. Segundo o professor do Instituto de psicologia
da Universidade de Brasília, Anderson Costa Júnior, é
fundamental valorizar o comportamento adequado das
crianças, mas igualmente impor limites quando o comportamento não for o esperado. Segundo ele, pais e educadores devem ser observadores natos. Os profissionais
da área da educação e psicologia afirmam que, para educar, é preciso conhecer seu filho, o universo em que transita, os interesses que tem. Monitorá-lo, envolvendo-se
com sua vida e com sua rotina faz parte do papel dos
pais, ainda que essa atitude seja mal-vista pelo adolescente. Anderson Costa também alerta para a qualidade
da atenção, para a importância da afetividade. Na infância, por exemplo, a afetividade estabelece relações e é
justamente através de relações positivas que a criança se
desenvolve. Bebés e crianças têm no afeto é um dos
estímulos para o desenvolvimento. Nesse contexto, a
escolha da escola é determinante.
É nela que a criança passa grande
parte de seu tempo, convivendo
com colegas diferentes e absorvendo valores sociais. Pela importância que a escola desempenha, sua
escolha deve ser cuidadosa e ser
feita sempre pelos pais, sem concessões. Cabe a eles verificar se o
método pedagógico adotado se
Ipiaú (BA)
encaixa nas necessidades da criança: se ela é muito dispersa, vale uma escola tradicional,
disciplinadora; se é tímida em excesso, pode-se escolher
por um método mais livre. Não cabe ao filho escolher
onde quer estudar porque os amigos estão todos lá ou
porque é o colégio da moda. Também é preciso tomar
cuidado se o poder aquisitivo dos colegas é muito diferente
do da criança e, ainda, se o nível de cobrança pelo
conteúdo transmitido corresponde às expectativas da
família. A avaliação desses fatores é que faz com que a
escolha dos pais sobre a escola seja de grande responsabilidade. Os professores que a criança terá, o método
de ensino e o tipo de livro a que ela é exposta terão
efeitos importantes não apenas no processo académico,
como também na capacidade de encarar a vida. O
profissional da educação precisa ser sensível a ponto de
detectar, em cada fase de um aluno, seu modo de perceber o mundo e cabe a ele incentivar no aluno, seja criança, jovem ou adulto, estimular a expressão de sentimentos e incentivar a criatividade. Portanto, além de tudo o
que a escola oferece, é a afetividade e a paciência do
educador que vão fazer o diferencial nesse processo.
VISITAS AS AABBS: a Fenabb e a
J Fundação Banco do Brasil estão
realizando visitas às AABBs para acompanhar o funcionamento do Programa, observar e assessorar os aspectos administrativos, operacionais, pedagógicos e de infra-estrutura.
ma pendência na Fenabb. Quem nào a recebeu deve entrar
em contato no 0800 644.5661 e falar com Ana.
TAXA DE MANUTENÇÃO: algumas AABBs ainda não receberam a taxa de manutenção do AABB Comunidade porque
não enviaram os documentos necessários (termo aditivo e
formulário com a data de início das atividades) ou têm algu-
E-MAIL DO PROGRAMA: com intuito de melhorar a comunicação e a troca de experiências, a Fenabb criou um e-mail para
as AABBs integradas ao Programa. O e-mail precisa ter o nome
da cidade e fica assim: cidade@aabbcomunidade.com.br.
A senha é o próprio nome da cidade, que deverá ser trocada
após o primeiro acesso. Para acessá-lo, é necessário efetuar
o login no site www.fenabb.org.br.
Jornal do Educador
Conheça melhor os
programas vencedores
O AABB Comunidade de Uruaçu
conta com oito educadores e assiste a 100 crianO AABB Comunidade de
ças e adolescentes. É coRancharía, criado em 1999, conta hoje
com 27 educadores e atende a 220 crianças ordenado por Claudinéia
Braz e tem como parceiro
e adolescentes. É coordenado por Soraya
local o Governo do EstaEl Caribe e tem como parceiro local o Lar
do de Goiás. A AABB
Francisco Franco, responsável pelo pagamento dos educadores, transporte e alimen- Uruaçu é presidida por
José Messias.
tação das crianças assistidas. Apresidente
da AABB é Adelaide dos Anjos Isquierdo
Jesus.
O Programa AABB de
Erechim atende a 300 crianças e
adolescentes, orientados por seis
educadores. A coordenação é de
Nilson José. O presidente da AABB
é Jeferson Luiz e o parceiro local do
programa é a Prefeitura Municipal
FENABB - Federa.^, das AABB
FENABB
FUNDAÇÃO
BANCO DO BRASIL
VICE-I-RESI DENTES
(ieiiildo Ferreira dos Reis
Geraldo l.ui/ de Olutira Silva
Haroliio do Kouiriu Vieira
Niilinn rlmnelli de A/e\fido
Com a foto intitulada "Os Canari•
nhos", que mostra a integração entre
educador e educando, o Programa
AABB Comunidade de Rancharia, interior de São Paulo, venceu o concurso
"Capa da Agenda 2006". Como prémio, o Programa irá receber uma máquina digital. O segundo lugar ficou com
o AABB Comunidade de Erechim, no
Rio Grande do Sul, com a foto "Amigos
para Sempre", e levará como prémio
um aparelho DVD. E a foto que ficou
em terceiro lugar, com o título "Deus é
fiel", veio de Uruaçu (GO). O Programa levará um aparelho de CD portátil.
Disputaram o concurso cerca de 300
fotos enviadas por 107 AABBs. As melhores foram escolhidas por uma comissãojulgadora formada pelos funcionários do Banco do Brasil José Lucas
Ferraz, Maurício Pinheiro e Lucas
Kleber Figueiredo ligados à área de comunicação social. A Agenda 2006 do
Programa AABB Comunidade é distribuída aos educadores, presidentes das
AABBs, gerentes das agências do BB e
parceiros locais. O Programa AABB
Comunidade está presente em 409
AABBs, atendendo a 412 municípios
de todo o Brasil. São 54.157.crianças e
adolescentes beneficiados e atendidos
por 3.897 educadores.
FUNDAÇÃO BANCO I)O BRASIL
DIRFTORIA-F.XEC(iTIVA
DIKF.TORES 111 ÁREA
Clailiin José Mello
PRESIDENTE
E!íh aldo Sebastião de Sou/a
Jorge Alfredo Sireil
CONSELHO 1>F. ADMINISTRAÇÃO
PRKSIDF.NTK PRESIDENTE
Rcmaldo l•ujimnto
estarão na capa da Agenda
Programa AABB Comunidade 2006
Jacquvs de Olheira Pena
1)1 RETORE8-EXECLTTVOS
\lnur ['arava Cristóvão Cardoso
tletitlsun Honnrato Marques
L.iii/ Fumio [«ala
Marcos Fadanelli Ramos
COORDENAÇÃO: Maria
Socorro Sales Bezerra e
l.iliam Tahet Álvaro
Ediíão: Opure Cramtiiicavão
Jornalista rcspnn
aJulial.
"' "KÍIÍVÍI- Korolitos:
,,
„
4.RO» exemplares
REDAÇÃO E CORRESPONDÊNCIA:
FENABB - Federiicãu das AABB
SOS - Fd. Iiniil« jnl Cemer. 3" andar - CEP:
70>)| W(l - Brasília,DF - Fones: {f-1| 21061100- fax: Í225-I»4S
t'PE FENAlili nu lenahhf.i lenahh.org.hr
Download

Editorial - AABB Comunidade