O Papel de tutores online no Curso de Educação a Distância
Redefor: formação, acompanhamento e avaliação
Ana Claudia Bortolozzi Maia
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Bauru/SP
E-mail: aclaudia@fc.unesp.br;
Verônica Lima dos Reis-Yamauti
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara/SP
E-mail: veronica@nead.unesp.br;
Vera Lucia Fialho Capelinni
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Bauru/SP
E-mail: verinha@fc.unesp.br
Comunicação Oral
Relato de Experiência
Introdução
A Educação a Distância (EaD) tem sido uma modalidade de ensino
importante na formação continuada de professores, pois possibilita a muitos
profissionais receberem formação específica em temas emergentes que foram
escassos ou insuficientes na graduação.
A EaD é reconhecida no Brasil pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação
Nacional(BRASIL, 1996)e implica em um conjunto de ações de ensino e de
aprendizagem organizados e relacionados por meio das novas tecnologias em um
sistema de informação que faz a mediação entre aqueles que estão temporalmente
e territorialmente separados (BARROS, 2008; CARNEIRO, 2011).
Alguns cuidados importantes na organização desses cursos são: a
sistematização de adequados planos de ensino, distribuição de conteúdos em
módulos temáticos e disciplinas propostas em um tempo exequível, qualidade
teórica dos textos e informações oferecidas, elaboração de objetos educacionais,
vídeos e atividades que proporcionem a relação entre a teoria e a prática, além de
um espaço para compartilhar experiências e aprendizados entre os cursistas.
1
A relação entre cursistas e o professor da disciplina tende a ser frequente e
extrapola o que seria comum em uma aula tradicional presencial, pois essa relação
não se encerra naquele espaço e tempo e exigências de atividades, correções e
avaliações são constantes. Para administrar os cursistas que interagem no ambiente
concomitante e assiduamente, surgiu um importante profissional no cenário da EaD o “professor-tutor” ou “tutor online”(ABREU-E-LIMA; ALVES, 2011).
Seu papel é: atuar como um facilitador da aprendizagem;relacionar-se com os
cursistas individual ou coletivamente; esclarecer as tarefas propostas, bem como os
critérios de avaliação e prazos de postagens; fazer a mediação entre as práticas
pedagógicas propostas e as atividades dos mesmos; interagir em ferramentas como
fóruns,
chats,oferecer
feedbacks
(devolutivas);
problematizar
epropor
questionamentos, etc.Para Abreu-e-Lima e Alves (2011), a tarefa do tutor online
éimportante e complexa e exige uma formação especializada.
A qualidade da interação entre tutores online e cursistas é destacada em
algumas ferramentas no AVA, tais como osfeedbacks e os fóruns.Abreu-e-Lima e
Alves (2011) estudaram diferentes modelos de feedbacks adotados nos cursos de
EaD brasileiros e salientam que é necessário formar os tutores para atuarem
adequadamente no papel de revisor, facilitador conceitual, guia reflexivo e
mediador.Bicalho e Oliveira (2012) estudaram os fóruns de discussão e argumentam
que esse espaço é um “verdadeiro contexto dialógico”, o que decorre do
“comprometimento dos interlocutores em criarem um espaço de compartilhamento
deexperiências e perspectivas, visando o fomento da discussão e o aprofundamento
das reflexões arespeito do conteúdo” (p.471).
O tutoronline é fundamental no processo de aprendizagem no ambiente virtual
e sua formação para atuar nesse espaço, bem como uma avaliação processual de
sua atuação é muito importante. Diante do exposto, este trabalho descreve um relato
de experiência sobre o papel de tutores online em um curso de formação na
modalidade EaD.
Metodologia
A atuação dos tutores online ocorreu em um curso brasileiro de formação de
professores na modalidade de EaD, denominado Redefor Educação Especial e
Inclusiva”: Curso de Formação de Professores em Educação Especial, iniciado em
2
2014,tendo como coordenadora acadêmica a Profª Elisa Tomoe Moriya Schlünzen e
como Coordenador Geral, pelo Núcleo de Educação a Distância/Unesp, o Prof.
Klaus Schlünzen.
O programa Rede São Paulo de Formação Docente (Redefor) é resultado de
um convênio entre a Secretaria Estadual da Educação de São Paulo (SEE/SP) com
a Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (Unesp) que visa a
formação continuada dos professores por meio de cursos de especialização. Os
cursos de Especialização em Educação Especial, coordenado pela Profª Vera Lucia
Messias Fialho Capellini abrangem várias áreas:Deficiência Auditiva/Surdez, Visual,
Intelectual,
Física,
Transtornos
Globais
do
Desenvolvimento
e
Altas
Habilidades/Superdotação. Cada curso possuium professor especialista euma carga
horária total de 686 horas, distribuídas entre atividades no Ambiente Virtual de
Aprendizagem (AVA) – Moodle Unesp, estágio, encontros presenciais, além de
provas e a realização de um Trabalho Acadêmico.
Para atuar nesses cursos foram contratados Tutores online, por meio de
concurso público da VUNESP, com provas no AVA. Uma vez selecionados, cada
tutorassumiu uma turma de até 34 cursistas e participaram de um curso de formação
sob a coordenação de Daniela Jordao.
Resultadose discussão
1. Formação no AVA Moodle Unesp
A formação inicial dos tutores envolveu o estudo de textos teóricos e
realização de atividades práticas, instrumentalizando-os para as tarefas técnicas e
pedagógicas
no
Moodle:
fóruns;feedbacks;mediação
regras
de
pedagógica;
netiqueta;participação
abordagem
em
Construcionista,
Contextualizada e Significativa;questões sobre plágio; normas ABNT; avaliação
processual; estratégias metodológicas etc. Essas atividades foram relevantes para
que os tutores fossem capacitados, conforme argumentam Bicalho e Oliveira (2012)
e Abreu-e-Lima e Alves (2011).
2. Acompanhamento e avaliação em processo;
3
Os tutoresforam avaliados processualmente, por meio de sua atuação no AVAe
presencialmente no seu polo de trabalho. Assim, receberam orientações e a
valorização de seu trabalho por meio de feedbacks positivos.
Antes de cada disciplina estar disponível aos cursistas, os tutores recebem
formação dos autores e especialista, lendo os textos e conhecendo as atividades
propostas. É importante destacar que a formação é fundamental para a capacitação
pedagógica, pois o(s) autor(es) da disciplina podem explicar a intencionalidade das
atividades propostas, os critérios de avaliação equestões reflexivas.
O diálogo entre autores, especialista e tutores é fundamental, uma vez que os
autores planejam teoricamente a disciplina, o especialista conhece toda a
organização do curso;no entanto, são os tutores que acompanham a turma de
cursistas: suas características e dificuldades.Sem dúvida, a avaliação formativa,
como defendem Polak (2009) e Moran (2006), favorece a formação dos tutores
online e a aprendizagem dos cursistas, garantindo a qualidade dos cursos a
distancia.
O depoimento de um cursista ilustra os resultados favoráveis que obtivemos:
Queria parabenizá-los pelo excelente curso que a UNESP está nos oferecendo e
também de expressar minha alegria e satisfação, por estar realizando um curso de
especialização à distância de tão alto nível, com um impecável domínio e
abordagem
metodológica.
Parabéns
aos
coordenadores,
professores,
e
principalmente ao meu professor tutor (...) que está contribuindo brilhantemente com
informações teóricas e técnicas e empíricas para o aprofundamento dos nossos
conhecimentos. [...]Dinâmico, com foco nas necessidades reais de cada professor, e
uma interação impecável no Fórum junto com nossos colegas. (...) sendo tratada
com respeito, dignidade, muito carinho, e o grande apoio que tenho recebido por
parte do Tutor, que desde o início tem me estimulado, motivado e não mede
esforços para me atender nos momentos das minhas dúvidas (...).
4
Considerações finais
Os cursos em EaDsão importantes na formação de professores quando
garantem
a
qualidade
acadêmica.
Os
conteúdos
teórico-práticos
são
requisitosrelevantes; no entanto, o papel do tutor online, como mediador da
aprendizagemno AVA, é fundamental. Neste sentido, defende-se a formação
constante desse novo profissional que deve ser reconhecido e valorizado e a nossa
experiência confirma essa possibilidade.
Agradecimentos
À Daniela Jordão, pela responsabilidade de planejamento e execução da formação
dos tutores online.
Palavras-chave: Educação a Distância; tutores online; medicação pedagógica
Referências
ABREU-E-LIMA, D.M.; ALVES, M.N.O feedback e sua importância no processo de
tutoria a distância. Pro-Posições, Campinas, v. 22, n. 2 (65), p. 189-205, maio/ago.
2011;
BARROS, D.M.V.Educação a distancia:desafios atuais. In: CAPELLINI, V.L.M.F.
(Org.). Práticas em educação especial e inclusiva na área da deficiência
mental(pp.1-35). MEC/FC/SEE: UNESP/FC, 2008.
BICALHO, R.N.M.; OLIVEIRA, M.C.S.L. The dialogic process of knowledge
constructionin discussion forums. Interface - Comunic., Saude, Educ., v.16, n.41,
p.469-83,abr./jun. 2012.
CARNEIRO, M.L.F.Instrumentalização para o ensino a distância. Porto Alegre:
Editora da UFRGS, 2009.
MORAN, J.M. O que aprendi sobre avaliação em cursos semi-presenciais. In:
SILVA, M.; SANTOS, E. (Orgs.). Avaliação da Aprendizagem em Educação
Online. São Paulo: Loyola, 2006.
5
POLAK, Y.N.S. Avaliação do aprendiz em EAD. In: LITTO, F.M.; FORMIGA,
M.M.M.Educação a distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson do Brasil,
2009.
6
Download

O Papel de tutores online no Curso de Educação a Distância