DIMENSIONAMENTO DE PESSOAL DA SAÚDE:
DESENVOLVENDO TECNOLOGIAS PARA O PLANEJAMENTO
DE RECURSOS HUMANOS EM SAÚDE
Celia Regina Pierantoni1
Thereza Christina Varella2
Maria Ruth dos Santos3
Tania França4
Lorena Lopes da Silva5
Introdução
O dimensionamento do pessoal de
saúde,
parte das atividades de
planejamento de recursos humanos
em saúde, é um tema que
atualmente, está sendo pouco
discutido na literatura da área. Pode
ser considerada a etapa inicial do
processo de provimento de pessoal,
que tem por finalidade a previsão da
quantidade de profissionais por
categoria, requerida para suprir as
necessidades de assistência. Este
estudo é parte inicial de uma
pesquisa
mais
abrangente
denominada “Desenvolvimento de
Metodologia para o Cálculo de
Efetivos para Serviços de Saúde no
Brasil”, desenvolvida pela Estação
de Trabalho IMS/UERJ.
Objetivos
O estudo tem como objetivo a apresentar o resultado de uma pesquisa bibliográfica
sobre o tema, sendo uma etapa de pesquisa para desenvolver metodologia para o
cálculo de efetivos para os serviços de saúde.
Métodos
Em uma primeira etapa, identificaram-se palavras-chave .Na sequência foram
localizados os documentos (referências bibliográficas) identificados com o apoio do
aplicativo Reference Manager - software, que forneceu os principais títulos
correlacionados ao assunto em questão. Para tal foram utilizados sites nacionais e
internacionais de pesquisa acadêmica, além de monografias, livros e teses de
mestrado e de doutorado. Na etapa seguinte os documentos foram avaliados, tanto
por sua efetiva utilidade para o objeto de estudo, quanto por outros parâmetros de
qualidade, atualização e confiabilidade. Registre-se que os títulos foram levantados
entre setembro e dezembro de 2008.
Resultados
Foram levantados 45 títulos (nacionais e internacionais), classificados por temas e tipos de publicação. Os títulos foram agrupados por tipos
de publicação sendo a maioria artigos científicos (72%). A produção internacional está concentrada em artigos (95%) e referentes a
gestão de recursos humanos (59%). As referências de planejamento em recursos humanos em saúde são generalistas e as que apresentam
metodologia para cálculo de pessoal são de setores críticos e especializados como, por exemplo, Obstetrícia, UTI e HIV/AIDS. Nas
referências nacionais observa-se uma forte concentração de títulos sobre o cálculo de pessoal de enfermagem.
Tabela 1 - Títulos por assunto segundo literatura nacional e internacional
Produções
Nacionais
N
%*
Gráfico 1: Títulos agrupados por tipo de publicação
100%
Produções
Internacionais
N
%*
Total
90%
80%
N
%
70%
60%
Dimensionamento de Efetivos
14
61
3
14
17
37
50%
40%
Gestão de RH em Saúde
8
35
13
59
21
46
30%
20%
Trabalhadores em Saúde
Administração Estratégica
1
0
4
0
5
1
23
4
6
13
2
*percentual referente à quantidade relacionada ao sub-total nacional/internacional
10%
0%
Total
Internacional
Nacional
Artigo
Relatório Pesquisa
Legislação
31
20
11
7
1
6
4
0
4
Anais de
Congresso
2
0
2
Conclusões
Com este estudo foi possível levantar material bibliográfico sobre o dimensionamento de recursos humanos e identificar as principais metodologias
empregadas para cálculo, de forma a nortear estudos futuros sobre o tema. Sobretudo, identificar o gap de conhecimento que se coloca neste campo
e a necessidade de buscar mecanismos efetivos de triangular métodos que possam apoiar o desenvolvimento de uma metodologia que conjugue
cálculos matemáticos com contextos políticos, econômicos e sociais.
www.observarh.org.br/ims
ObservaRH
Estação de Trabalho IMS/UERJ
1 - Médica. Doutora em Ciências, área em Saúde Coletiva. Professora adjunta do Instituto de Medicina Social (IMS) da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), coordenadora do do OBSERVARH/IMS/UERJ.
2 - Enfermeira. Doutora em Saúde Coletiva Professora adjunta da Faculdade de Enfermagem da UERJ. Pesquisadora na Estação de Trabalho IMS/UERJ da Rede Observatório de Recursos Humanos em Saúde. Endereço eletrônico: thereza1208@gmail.com.
3 - Farmacêutica. Doutora em Saúde Coletiva. Pesquisadora visitante da Estação de Trabalho IMS/UERJ da Rede Observatório de Recursos Humanos em Saúde.
4 - Estatística. Doutora em Saúde Pública. Pesquisadora Associada do Instituto de Medicina Social da Universidade Estadual do Rio de Janeiro.
5 – Acadêmica de Enfermagem 7º período UERJ. Bolsista PIBIC/UERJ.
Download

Slide 1 - ObservaRH – Estação de Trabalho IMS/UERJ