Rede Cooperativa de Municípios
TECHNE
Hermes do Amaral Pacheco
hermes@icomnet.com.br
Adailton J. S. Silva
adailton@icomnet.com.br
Setembro/2001
Rede COMUNIC
Conceitos
 Compartilhamento
 Aplicações
 Infra-estrutura
 Pessoal Técnico
 Modularidade
 A solução é modular e ampliável
 Os módulos são independentes e integráveis
Setembro/2001
Rede COMUNIC
Conceitos (cont.)
 Segurança
 Confidencialidade
 Integridade
 Disponibilidade
 Autonomia
 Cada município é responsável por seus dados
 Cada município pode escolher o módulo que
desejar
Setembro/2001
Rede COMUNIC
O que é?
Solução integrada que combina infraestrutura, sistemas e serviços, para
oferecer, de forma compartilhada e segura,
recursos de Tecnologia da Informação aos
municípios brasileiros, preparando-os para a
modernidade administrativa, sob a nova
ótica da Lei de Responsabilidade Fiscal.
Setembro/2001
Rede COMUNIC
Como funciona
1. Cada município constrói sua própria
infra-estrutura de rede, interligando as
unidades que desejar
Setembro/2001
Rede COMUNIC
Exemplo
Prefeitura
Rede Local
Posto de saúde
Rede municipal
Escola
Câmara
Secretaria
Setembro/2001
Rede COMUNIC
2. Em único lugar (IDC da Telefónica) ficam
instalados todos os servidores e programas
que serão utilizados por todas as
prefeituras
3. Cada prefeitura será conectada, através de
uma conexão dedicada ou da Internet
(Extranet VPN), ao IDC.
Setembro/2001
Rede COMUNIC
Exemplo
IDC
Internet
Prefeitura
Prefeitura
Prefeitura
Prefeitura
Setembro/2001
Rede COMUNIC
4. Os usuários internos utilizarão os serviços
como se estivessem localmente e também
terão acesso permanente à Internet,
correio eletrônico e outros serviços
(Intranet)
Setembro/2001
Rede COMUNIC
5. Os cidadãos utilizarão os serviços através
do seu provedor local ou através de
quiosques de auto-atendimento que
poderão ser instalados em pontos
estratégicos.
Setembro/2001
Rede COMUNIC
O Projeto
 Arquitetura de Endereçamento IP
 Planejamento, organização e controle
 Interoperabilidade e consistência
 Rede Privativa
 Arquitetura de Domínios Internet
 Domínios www.prefeiturax.sp.gov.br
 Disponibilidade e redundância de 4 servidores
 Segurança
Setembro/2001
M1
IComNet
M2
Mn
Rede Frame Relay
TIC
Internet
Setembro/2001
Rede COMUNIC
VPN - Virtual Private Network
Usuário Remoto
(Acesso Discado)
VPN
l
e
n
Tú
VPN
l
e
n
Tú
Laptop computer
Intranet
Sede
Intranet
Parceiro
Internet
Túnel VPN
Intranet
Filial
Setembro/2001
Rede COMUNIC
Projeto (cont.)
 Aplicações Básicas
 Correio Eletrônico (POP ou Webmail)
 Web: Intranet e Internet
 Monitoramento, Gerência e Segurança
 Gerenciamento proativo
 Controle de tráfego pela Prefeitura
 Segurança: servidores, serviços e aplicações
 Níveis de gerência: IComNet e Telefónica
Setembro/2001
Rede COMUNIC
Vantagens
CARACTERÍSTICA
REDE COMUNIC
SOLUÇÃO
CONVENCIONAL
Técnicos
Especializados
Os técnicos da gerência central
da rede e do IDC
Cada município precisaria
de pelo menos 2 técnicos
Servidores
Serão compartilhados no IDC
Provedor local
Não é necessário. Só nos casos
onde o acesso for pela Internet
Cada município precisaria
adquirir pelo menos 3
servidores.
Precisaria de provedor
local (próprio/contratado)
Setembro/2001
Rede COMUNIC
Vantagens (cont.)
CARACTERÍSTICA
REDE COMUNIC
SOLUÇÃO
CONVENCIONAL
Rede de
comunicação
Redes locais, rede municipal e de
Longa Distância
Precisaria de rede local e
municipal
Disponibilidade
99,8%
Monitoramento 24X7
Segurança de
Acesso
Controle com smart card e
imagem da IRIS
Rede Virtual Privada
Difícil de garantir, depende
de cada município
Monitoramento 8X5
Na maioria das vezes não
há controle de acesso
Setembro/2001
Rede COMUNIC
Vantagens (cont.)
CARACTERÍSTICA
REDE COMUNIC
SOLUÇÃO
CONVENCIONAL
Redundância
100%
Não possui redundância
Custo de
implantação
Mais baixo
Mais alto, para a mesma
solução.
Custo de
Manutenção
Reduzido com o número de
adesões e depende do número
de serviços
Mais alto, depende da
quantidade de serviços
Setembro/2001
Desafios dos governantes
(atender aos anseios da população)
Governo
Unificado
O cidadão quer um ponto único de
contato com o governo

Transparência
Produtividade
Portal de Governo
Utilizado pelo cidadão
diretamente pela Internet
 Com o auxílio de funcionários
em pontos de atendimento.
Não é um simples “site na
Internet”. É transacional e requer um
sistema integrado de gestão: GRP

Participação
Setembro/2001
Agir sobre a Exclusão Digital
• Fornecer condições de acesso ao Portal do
Governo
• Fornecer treinamento
• Criar locais com equipamento e apoio para
acesso
• Incluir treinamento em informática na educação
básica
Setembro/2001
Resultados
Protocolo informatizado:
• O cidadão consulta o andamento do processo, inclusive as
decisões já adotadas pela Internet ou PUA
• Os processos têm que ser tramitados por ordem de entrada
• Os dirigentes
acompanham pelo
painel de controle
os tempos médios
de tramitação
• O sistema manda
alarmes sobre
processos parados
Setembro/2001
Desafios dos Governantes
Governo
Unificado

A população anseia por

Transparência
Transparência administrativa

Idoneidade

Ética
Um sistema integrado de gestão
auxilia na implantação de uma
administração transparente, ao
mesmo tempo em que elimina
focos de corrupção em escalões
intermediários.

Produtividade
Participação
Setembro/2001
Desafios dos Governantes
Governo
Unificado
Automação das rotinas
administrativas

Transparência
Otimização de processos,
eliminando duplicações e
simplificando procedimentos

Produtividade
Participação

Diminuição de custos

Treinamento dos funcionários

Equalização dos quadro
Setembro/2001
Desafios dos Governantes
Governo
Unificado
Transparência
Produtividade
Democratização
Orçamento participativo
 Grupos de discussão pela Internet
 Teleconferência, com associações de
bairro, com funcionários
 Sistema de tramite de pedidos, sugestões,
Setembro/2001
denúncias

Participação
Divulgar e discutir as ações de Governo
Setembro/2001
Painel de Controle do Governante
Data Marts
and cubes
Base de dados do GRP
Painel de
controle
Ferramentas
de Análise
Data
Warehouse
1
2
Implantação do GRP
3
Data Warehouse
4
OLAP Cube
Painel de Controle
Setembro/2001
O dirigente tem uma radiografia da situação
Setembro/2001
Interface
Setembro/2001
Receita x Despesas
ANO 2000
Despesa Líquida com Pessoal x Receita Corrente Líquida
R$30.000.000,00
R$25.000.000,00
R
R$20.000.000,00
DESCRICAO
RECEITA CORRENTE LÍQUIDA
R$15.000.000,00
DESPESA LÍQÜIDA COM PESSOAL
LRF
LIMITE L.R.F.
R$10.000.000,00
D
Percentual de Gasto de Pessoal pela Receita Corrente Líquida
R$5.000.000,00
60,00%
dez/00
nov/00
out/00
set/00
ago/00
jul/00
jun/00
mai/00
abr/00
mar/00
fev/00
jan/00
R$0,00
50,00%
40,00%
MES_ANO
30,00%
20,00%
10,00%
0,00%
1
2
Quadrimestre (2000)
3
Setembro/2001
Educação
• Matriculados
• Aprovados
• Evadidos
• Comparação
entre as redes
municipal e
estadual
Setembro/2001
Saúde
• Pacientes
atendidos por mês
• Pacientes
atendidos por
bairro
• Estatísticas
epidemiológicas
• Estatísticas de
solicitação de exames
Setembro/2001
GRP - Benefícios
• Dados em tempo real para apoiar decisões
• Gestão de RH com aumento de eficiência e diminuição de
custos, fornecendo auditoria continuada da Folha
• Gestão de materiais e serviços, otimizando compras,
monitorando o consumo e otimizando o uso de recursos
• Otimização da arrecadação com diminuição da evasão fiscal
• Gestão orçamentária-financeira gerando automaticamente todos
os relatórios da LRF
• Completamente adequado à legislação brasileira
Setembro/2001
CONCIDERAÇÕES
FINAIS
A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)
define um novo paradigma gerencial para o
administrador público
- o Administrador Empreendedor -
A gestão empreendedora se baseia na agilidade e
na qualidade das informações disponíveis para a
tomada de decisão precisa e rápida.
Setembro/2001
CONCIDERAÇÕES
FINAIS
Entre os princípios da lei estão:
a) Equilíbrio entre receitas e despesas
b) Controle de custos
c) Avaliação de resultados
d) Avaliação do sistema financeiro
Setembro/2001
CONCLUSÕES
1
2
É difícil imaginar que Estados e
Municípios possam fornecer seus
relatórios, previstos na LRF, sem
sistemas informatizados de gestão
e controle das contas públicas
A solução proposta pela Rede COMUNIC é
inovadora e só é possível porque existe por
trás um conjunto de experiências bem
sucedidas, apoiadas em tecnologias maduras e
pessoal altamente qualificado.
Setembro/2001
Download

Rede COMUNIC O que é?