GRIS
e-RH:
Tecnologia que Une Pessoas, Estratégia que Gera Lucros
Alexandre Körber
Fevereiro-2006
Introdução
Breve Histórico do RH
• Revolução Industrial – Séc. XVIII
• Adm. Científica (Taylor e Fayol) – Início do Séc. XX
• Primeiros Deptos. de Pessoal – EUA – Início do Séc. XX
• Primeiros Deptos. de Pessoal – Brasil – 1930
• Evolução do RH. A cada década, um novo RH.
• e-RH – Séc. XXI.
Definição do e-RH
O e-RH, ou RH Virtual, é o Modelo de Gestão de RH calcado
no uso de ferramentas baseadas na Internet que
busca a melhoria na prestação de serviços e a
liberação do time para atividades menos operacionais
e mais estratégicas. O ideal do e-RH é a empresa
100% online, o RH 100% interativo.
E, definitivamente, e-mails e textos estáticos na Intranet
não entram nesta categoria.
Como Opera o e-RH
Como um Modelo de Gestão baseado em Tecnologia
da Informação altamente avançada, o e-RH tem
sido considerado uma fonte de vantagem
competitiva.
O e-RH conecta pessoas às estratégias de negócio,
conecta pessoas com pessoas, dissemina o
conhecimento e facilita o uso de ferramentas
operacionais necessárias para se alcançar o
sucesso organizacional.
É a tecnologia que faz o e-RH possível, enquanto a
visão estratégica e competitiva dos negócios é
que faz o e-RH necessário.
Benefícios Gerados pelo e-RH
Redução de custos e melhoria da eficiência através:
• Da redução de papel e do fluxo de trabalho.
• Da automatização de atividades rotineiras e
repetitivas.
• Da liberdade que dá aos empregados para que
utilizem os sistemas de forma “self-service”.
• Do desenvolvimento de uma força de trabalho
cada vez mais informada sobre assuntos relativos
à RH e à empresa de modo geral.
• Do aumento na velocidade de resposta dos
sistemas/atividades de RH.
• Da garantia de tomada de decisões melhor
fundamentadas por parte dos empregados.
• Da uniformidade da informação repassada aos
empregados em todos os níveis hierárquicos.
Principais Componentes do e-RH
Self-Service ou Terminais de Auto-Atendimento
(Verificações,
Atualizações
e
Transações
relacionadas
a
Benefícios,
Treinamentos
e
Informações Cadastrais) – Via Web ou através do
IVR (Interactive Voice Response).

Intranets ou Portais (B2E) (Comunicação
Corporativa, Comunicação de RH, Recrutamento
Interno, Pesquisa de Clima Organizacional, Elearning
e
uma
variedade
de
outros
serviços/informações).
 Aplicativo ASP para Gestão Online de Processos
Seletivos.
 Aplicativo ASP para Gestão Online de Sistema de
Indicação de Empregados.

Principais Componentes do e-RH
 Aplicativo ASP para Gestão Online de Programas
de Educação, Treinamento e Desenvolvimento.
 Aplicativo ASP para Gestão Online de Sistemas de
Avaliação de Desempenho e Competências.
 Aplicativo ASP para Gestão Online de Sistemas de
Planejamento de Carreira e Sucessão.
 Aplicativo ASP para Gestão Online de Sistemas de
Remuneração.
Tendências do e-RH
Diversas pesquisas dão conta de que nos EUA e na
Europa o e-RH chegou em meados dos anos 90 e
já se encontra em processo de consolidação para
um grande número de organizações. Para elas, o
e-RH está possibilitando:
•
•
•
•
A melhoria dos serviços para os empregados.
O aperfeiçoamento da comunicação.
A redução de custos.
O aumento da produtividade e da competitividade.
Um dado curioso e comum nessas pesquisas é que
aproximadamente 70% dos empregados das
empresas pesquisadas consideram o e-RH útil.
Tendências do e-RH
No Brasil, ainda não se conhece o status do e-RH.
Não há, por enquanto, estudos mais abrangentes a
respeito. Contudo, sabe-se que algumas empresas
já estão dando os primeiros passos.
De todo modo, a partir de recente pesquisa sobre
Gestão de RH feita pela Hay do Brasil, pode-se
verificar que, para um universo de 158 empresas
brasileiras, o assunto está na ordem do dia e veio
para ficar. Se não, vejamos:
Tendências do e-RH
Comp. do e-RH
Manter (%)
Alterar (%)
Implantar (%)
SIRH
43
20
24
Info. de RH via
Internet
43
19
25
R&S Online
39
10
18
E-Learning
12
5
33
Pesq. Salariais
via Internet
25
6
12
Monit. Desemp.
via Internet
10
2
22
Pesq. Clima via
Internet
9
2
20
Como Entrar na Era do e-RH
 Sensibilizar os profissionais de RH e de TI, assim
como os dirigentes empresariais.
 Formatar um projeto de e-RH.
 Iniciar a implantação de pelo menos uma
ferramenta de e-RH.
 Ampliar
o
acesso
dos
empregados
à
Internet/Intranet.
 Ir além da simples provisão de informações e
proporcionar aos empregados transações online.
Mais proatividade e interação.
 Fazer uso do ROI para fundamentar as decisões
para implementação de ferramentas de e-RH.
Como Entrar na Era do e-RH
Umas das maiores barreiras ao sucesso do e-RH é
aquela enfrentada por todos os projetos que
geram grande impacto na organização: A
mudança cultural. Cabe ao RH liderar e conduzir
esse processo de adequação da nova cultura
organizacional. Além disso, é importante ter em
mente que o e-RH é um processo contínuo e que,
por isso, precisa ser ampliado e melhorado
constantemente.
A única coisa que não
recomendamos fazer é ignorar a oportunidade,
nunca antes dada ao RH, de se tornar efetiva e
verdadeiramente estratégico e competitivo.
Perfil de Alexandre Körber
• Especialista em Tecnologias Online para Gestão
Estratégica de RH.
• Líder no Brasil da disseminação do Modelo de
Gestão conhecido como e-RH.
• Administrador de Empresas com Especialização
em Gestão de RH pela FGV/SP.
• Diretor de Operações da HRsmart América Latina.
• Vivência de mais de 20 anos como Executivo e
Consultor em RH.
Website:www.hrsmart.com.br
E-mail: alexandre@hrsmart.com.br
Tel: (11) 3813-7980
Cel: (11) 8199-8046
Vídeo
Download

Na Era do e-RH - HRsmart - Gestão Online de Processos Seletivos